CARTA DE LIBERTACAO

Conteudo deste blog – All contents

0. PURA MISTURA

https://val51mabar.wordpress.com/2016/06/08/conspiracoes-alienigenas-tesouros-desaparecidos-e-dominacao/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/12/23/aliens-conspiracies-disappeared-treasures-and-dominance/

1. GENEALOGIA

https://val51mabar.wordpress.com/2016/03/25/os-rodrigues-coelho-e-andrade-do-carlos-drummond-em-minas-gerais/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/07/22/um-nosso-lado-cristao-novo-e-talvez-outro-paulistano/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/05/10/nos-os-nobres-e-a-avo-do-juscelino-tambem-pode-ter-sido-barbalho-coelho/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/03/07/algumas-notas-genealogicas-20132014/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/05/10/nos-os-nobres-e-a-avo-d0-juscelino-tambem-pode-ter-sido-barbalho-coelho/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/03/07/algumas-notas-genealogicas-20132014/

https://val51mabar.wordpress.com/2014/04/14/genealidade-e-genealogia-de-ary-barroso/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/12/06/genealogias-de-familias-tradicionais-de-virginopolis/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/05/30/barbalho-coelho-pimenta-no-site-www-ancestry-com/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/09/11/barbalho-pimenta-e-talvez-coelho-descendentes-do-rei-d-dinis/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/02/24/historico-do-povoamento-mineiro-genealogia-coelho-cidade-por-cidade/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/07/02/familia-barbalho-coelho-no-livro-a-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/23/a-historia-da-familia-coelho-do-centro-nordeste-de-minas-gerais/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/04/24/a-familia-coelho-no-livro-a-mata-do-pecanha/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/03/arvore-genealogica-da-familia-coelho-no-sitio-www-geneaminas-com-br/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/09/22/ascendencia-dos-ancestrais-jose-coelho-de-magalhaeseugenia-rodrigues-rocha-uma-saga-a-ser-desvendada/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/01/17/a-heranca-furtado-de-mendonca-no-brasil/

2. RELIGIAO

https://val51mabar.wordpress.com/2011/05/29/a-divina-parabola/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/01/28/o-livro-do-conhecimento-de-deus/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/

3. OPINIAO

https://val51mabar.wordpress.com/2014/06/08/a-iii-gm/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/01/03/israel-as-diversas-verdades-e-o-padececer-da-palestina-e-outros-textos/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/26/faixa-de-gaza-o-travessao-nos-olhos-da-humanidade/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/05/12/neste-mundo-so-nao-eh-gay-quem-nao-quizer/

4. MANIFESTO FEMINISTA

https://val51mabar.wordpress.com/2010/07/21/13-estrelas-mulher/

5. POLITICA BRASILEIRA

https://val51mabar.wordpress.com/2014/04/19/movimento-fora-dilma-fora-pt-que-osso-camarada

https://val51mabar.wordpress.com/2010/10/16/o-direcionamento-religioso-errado-nas-questoes-eleitorais-brasileiras/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/10/19/resposta-de-um-neobobo-ao-excelentissimo-sr-ex-presidente-fernando-henrique-cardoso/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/08/01/miilor-melou-ou-melhor-fernandes/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/05/carta-ao-candidato-do-psol-plinio-de-arruda-sampaio/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/26/politica-futebol-musas-e-propaganda-eleitoral-antecipada-obama-grandes-corporacoes-e-imigracao/

6. MISTO

https://val51mabar.wordpress.com/2014/06/08/a-iii-gm/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/11/06/trilogia-de-variedades/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/12/30/2012-in-review/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/07/02/familia-barbalho-coelho-no-livro-a-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/03-o-menino-que-gritava-lobo/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-i/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-ii/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-iii/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/meus-escritos-no-facebook-iv/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/02/14/uma-volta-ao-mundo-em-4-ou-3-atos-politica-internacional-do-momento/

7. IN INGLISH

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/02/the-nonsense-law/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/21/13-stars-woman/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/10/05/the-suicidal-americaa-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/25/100-reasons-to-amnesty-the-undocumented-workers-in-united-states/

https://val51mabar.wordpress.com/2009/09/25/about-the-third-and-last-testament/

https://val51mabar.wordpress.com/2009/09/12/the-third-and-last-testament/

8. IMIGRACAO

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/17/imigracao-sem-lenco-e-sem-documento-o-barril-transbordante-de-injusticas/.

 

CARTA DE LIBERTACAO

Framingham, 16 de novembro de 2009.

Antes de tudo, todas as vezes que forem ler esta carta, facam a oracao que se segue, meditando profundamente o que ela eleva a Deus. Preparem os vossos espiritos para que compreendam melhor:

Oh Deus! Que estais no mais Alto dos Ceus.
Poderoso Creador de todas as coisas boas do Universo.
Poe oh Pai, em todos nos,
Uma Bencao Especial,
para o perdao dos nossos pecados
e para que saibamos ler, compreender,
interpretar, traduzir, escrever,
ensinar, partilhar, discipular e
agir, pura e exclusivamente
segundo a vossa Vontade e nao a nossa.

Oh Deus! Que estais no mais Alto dos Ceus.
Poderoso Creador de todas as coisas boas do Universo.
Poe oh Pai, em todos nos,
as vossas Bencaos e o vosso Amor,
a vossa Paz e a fe em Vos,
o vosso Conhecimento e a vossa Sabedoria,
a vossa Inteligencia e as vossas Gracas,
as vossas Misericordias e todos os dons necessarios
para que saibamos agir
pura e exclusivamente,
segundo a vossa Vontade e nao a nossa.

Oh Deus! Que estais no mais Alto dos Ceus.
Poderoso Creador de todas as coisas boas do Universo.
Muito obrigado oh Pai!
Muito obrigado mesmo!
Por todas as coisas boas
que fizestes por nos neste mundo.
Principalmente aquelas que
nos ajudam a solucionar as nossas dificuldades.
Obrigado oh Pai! Amem.

INDICE:

01. Introducao
02. Sabedoria de Deus ou ignorancia dos homens?
03. Prece pelos opositores
04. Iniciando na elucidacao dos misterios.
05. Somos todos filhos de Deus.
06. O erro de torcer o direito.
07. Filhos da concepcao errada.
08. Alguns erros cometidos por Jesus.
09. Intromissao humana nas Escrituras.
10. Intervencao das maos humanas nos Evangelhos.
11. Parte da Divindade sim. Deus nao.
12. Conhecimentos Novos.
13. Desde quando existimos?
14. A presenca Efetiva de Deus Controla tudo.
15. Por que nascemos na materia?
16. Nunca perdemos a nossa ligacao com Deus.
17. Traducao da definicao em linguagem humana.
18. Uma informacao errada na Biblia.
19. Deus nao eh origem apenas do saber teologico.
20. Outro erro biblico.
21. Reflexo da ignorancia no observador.
22. A dicotomia biblica.
23. A ditadura da fe.
24. Efeitos da ditadura da fe.
25. Outras igrejas nao agem diferente.
26. A queda da Igreja Catolica.
27. Conter o egoismo.
28. Quem eh mais inteligente?
29. Catholic Answers?
30. Nem padres sabem tudo.
31. A expulsao do Catholic Answers.
32. Argumentos que usei nos debates.
33. No calor do debate.
34. Definicao importante de Profecia.
35. Paulo ja sabia.
36. Temer ou amar a Deus?
37. O tempo e os ventos.
38. Deus Responde.
39. A invalidade dos termos: povo santo, terra prometida e terra santa.
40. Milagres ou miragens?
41. A carne de Jesus.
42. Um pouco de arianismo.
43. Verdadeira Obra do Espirito Santo.
44. Pequenos pensamentos.
45. O fim de uma Igreja I.
46. O fim de uma Igreja II.
47. Linhas gerais da construcao.
48. A segunda vinda de Jesus.
49. Problemas da teoria.
50. Apocalipse.
51. O que eh e o que nao eh Apocalipse.
52. O Inferno.
53. A impossibilidade.
54. Profecia?
55. Profecia? Sequencia.
56. Respostas.
57. Respostas aa carta recebida.
58. Jesus nao foi anunciado.
59. Trindade sim. Niceia nao.
60. Estudos dirigidos.
61. Fruto do estudo dirigido.
62. O Verdadeiro Cristo.
63. Despedidas.
64. A respeito do autor.

01. INTRODUCAO.

Existem pessoas que lerao os primeiros titulos nessa carta e terao dois tipos diferentes de pensamento. As primeiras pensarao que ja ouviram essa conversa antes e imaginarao que sabem mais do que ela possa oferecer. As outras pensarao que a forma de escrever do autor eh dura demais para suportar. Mas eh preciso ter muita coragem para ler toda ela porque Boas Novas serao anunciadas e estao dispersas em todo o conteudo. Eh preciso que se lembrem de que existem pessoas que estao iniciando agora em assuntos dessa natureza. Foi preciso anunciar coisas, que para uns sao repetidas, para que o entendimento nao ficasse pesado demais para estas. A este terceiro grupo ela eh dedicada porque todos somos verdadeiros filhos de Deus e eh imprescindivel conhecermos verdadeiramente o nosso Pai.

Eu resolvi escrever esta carta para abrir uma janela que nos permita ver um pouquinho do Ceu. Em parte, o que o “provocou” foi a nota que transcrevo abaixo:

“Valquirio, a biblia fala de Jesus Cristo de Genesis a apocalipse, o Espirito Santo, a terceira Pessoa da Trindade estava com Ele, e com o Pai, desde o principio. Eh um Deus, com tres pessoas distintas, com funcoes especificas. Deus Pai, o Criador e Soberano, o Filho profeta, Sumo Sacerdote, Rei, Salvador, Remidor da humanidade, O Espirito Santo o Consolador eh quem nos ensina, nos exorta, nos convence dos nossos pecados, eh a Graca que foi derramada sobre este mundo, pra que nao perecessemos eternamente. Eh claro que seria pretensao demais da minha parte tentar convence-lo, eh preciso ter fe, pois sem fe eh impossivel agradar a Deus…, esta escrito em Hebreus 11: 6. Espero que vc leia a biblia com atencao, e o Espirito de Deus se revelara para vc. Deus nos deixou um manual de instrucao, Ele quer ser conhecido por todos nos, e com certeza gostaria que vc o conhecesse. Desejo de todo coracao, que vc consiga sair do senso comum dos homens desse mundo e transcenda, isto eh, tenha ousadia de pegar a biblia e comecar a estuda-la com atencao que eh necessario ter.”

Eu ja enviei uma resposta previa, porem, rapida, com pouca meditacao e superficial. Acima nao coloquei todo o conteudo da carta que estava com mais citacoes biblicas e mais impressoes da correspondente. Vejamos, pois, como analisar essas coisas sob a Luz do Conhecimento Com Respeito a Deus. (Nota: Ja passa dos 13 anos que eu adotei o nome Conhecimento a Respeito de Deus como titulo da colecao que venho escrevendo, porem, em buscas que fiz na Internet verifiquei que o nome vem sendo usado por outros, inclusive ha bem mais tempo que eu, portanto, o modifiquei um pouquinho para tentar evitar confusoes.)

De antemao, junto com a minha resposta rapida, levantei as questoes: Onde voce estava quando Deus lancou os fundamentos da existencia material? Voce saberia definir o que, ou quem eh o Espirito Santo? Como Ele trabalha em nos?

02. Sabedoria de Deus ou ignorancia dos homens?

A primeira questao das perguntas do titulo anterior faz parte das ditas sabedorias biblicas. Ela esta escrita em Jo 38, 4: “Onde voce estava quando eu colocava os fundamentos da Terra? Diga-me, se eh que voce tem tanta inteligencia!” A resposta a essa questao eh fundamental para todo o entendimento novo que se abre com o Conhecimento Com Respeito a Deus.

Estudar a Biblia, todos sabem que eh uma das minhas melhores ocupacoes na vida. Ja fui ate chamado de doido por esta razao e acho divertido as pessoas manifestarem esse tipo de reacao, com espanto, como se nao fosse conveniente a todos procurarem o caminho de retorno aa Casa do Pai. Aqui na Terra nos somos estrangeiros por um breve momento. Somos, verdadeiramente, cidadaos do Ceu. Mas eh preciso conhecer estas coisas, senao as incertezas nos desviam da rota correta.

O escritor ou o redator do Livro de Jo levantou aquela questao imaginando que ela seria irrrespondivel por qualquer ser humano. Ora, se quando nos nascemos na materia a Terra ja tinha anos incontaveis, entao, esta seria uma forma de calar as pessoas em suas proprias ignorancias. Em outras palavras, seria o mesmo que dizer que a Sabedoria de Deus eh a ignorancia do ser humano.

Deus, pois, concedeu-me revelar-lhes estas coisas porque Ele nao quer ser misterio e sim Revelacao. Como a missivista disse: “Ele quer ser conhecido por todos nos.” E, com certeza, Ele Sabe que eu O procuro, dai conceder-me a revelacao.

Nada mais logico que esta conclusao em contraposicao a aqueles que imaginam que Deus esteja no oculto. Que logica teria Ele ser um Eterno Misterio se nos precisamos conhece-Lo para sermos salvos?

03. Prece pelos opositores.

Os defensores da teoria do Deus misterio se enveredaram pela trilha da ignorancia e se afastaram d’Ele. Nao necessariamente porque queriam ou porque sao maus. Apenas se apegaram tanto aa ignorancia que ficaram cegos e nao conseguem mais encontrar-se com a Verdade. Para estes, Deus envie uma Luz mais forte para que possam voltar a enxergar.

Alguns apegados aa teoria do Deus misterio foram tambem cegados pelo egoismo. Eles pensam que Deus tenha Olhos apenas para eles. Se Deus nao revelar a eles o que ninguem mais sabe, entao, eles nao deixam que outros o revelem ou inventam falsas interpretacoes porque temem perder suas posicoes na Terra. Que a Luz de Deus brilhe para estes tambem porque eles sao mais necessitados.

Uns poucos compreendm que Deus nao eh misterio mas nao o revelam para tirarem proveito proprio da ignorancia dos irmaos. Pois, que Deus mande a estes ainda mais Luz para que percebam o quanto estao enganados. Porque Deus nao deseja perder a nenhuma de suas creaturas. (Ez 33, 11).

Ja, o pobre que nada sabe e que depende de outros para ensinar-lhe, que Deus lhe envie os humildes que estao recebendo as revelacoes de graca e de graca as partilhem.

Pois bem, dito isso, vamos aa proposicao. Onde nos estavamos quando Deus colocou os fundamentos da existencia material?

04. Iniciando na elucidacao dos misterios.

Para resolver esta questao nos precisamos buscar mais revelacoes. Nos precisamos compreender que o tempo eh uma dimensao inerente aa materia. Nos estamos tao apegados aa nossa dimensao que nao conseguimos raciocinar direito sem incluirmos passado, presente e o que vira. Nos estamos sujeitos ao tempo.

Deus, porem, nao esta sujeito a nada, senao a Ele Proprio. Nos nao conseguimos defini-Lo perfeitamente porque, para nos, nao tem como definir o infinito a nao ser fazendo uma vaga ideia. Contudo, podemos afirmar que Deus Eh Senhor do Tempo. Ou seja, em palavras de hoje, Deus consegue navegar no passado, presente e no que vira, tudo, simultaneamente. Eh como se a Dimensao Tempo existisse em apenas um ponto visivel, ou seja, eh como se tudo o que existe, com que nos relacionamos na materia, fosse do tamanho da cabeca de um alfinete nas Maos de Deus. Ao mesmo tempo, Deus tem o Conhecimento de tudo o que se passa dentro dessa cabeca de alfinete.

Espero que os neuronios de voces nao estejam entrando em curto-circuito. Nada tem que ser exatamente como estou explicando. Estou apenas fazendo uma analogia e espero que ninguem no futuro diga que eu sabia de algo mais do que disse. O futuro a Deus pertence.

Sendo assim, naquela parte do Tempo que, para a nossa orientacao, nos chamamos de Principio, ja que nao cabe em nossas cabecas o infinito, Deus ja Sabia que cada um de nos seria concebido. N’Ele nos ja existiamos e com Ele participamos de toda Creacao.

Imaginem, antes de haver qualquer humanidade, Escrituras, religioes ou ate mesmo materia, Deus ja Conhecia a cada um de nos pelo nome. E por isso ja existiamos junto a Ele. Desde entao Ele ja havia permitido a nossa concepcao. E desde entao Ele pensou: “Que lindos filhinhos Nos temos!” Exatamente, temos no presente. Ou seja, o que para nos parece agora um passado que nao compreendemos ja era, ao mesmo tempo, o momento de nossas concepcoes. E era o momento da concepcao de nossos filhos e de todas as geracoes que vierem depois, assim como a dos nossos ancestrais.

Estando, pois, em Deus, eramos Ele tambem. A diferenca eh que quando olhamos para uma pessoa, sabemos quem eh ela. Mas as pessoas sao compostas de celulas incontaveis. Se tirarmos uma amostra de celulas dessa pessoa, a pessoa nao deixa de ser ela propria, mas as amostras de celulas deixam de fazer parte da pessoa sem deixar de pertencer a ela, ou seja, nao deixam de ter origem na pessoa. Coisa semelhante acontece em relacao a nos e Deus. E eh em consequencia disso que um dos autores biblicos disse que nos somos deuses. (Sl 82, 6 e Joao 10, 35).

05. Somos todos filhos de Deus.

Ora, essas coisas eu estou dizendo porque nenhuma pessoa pode conhecer a Deus se nao aceitar-se como filha d’Ele. Para conhecer a Deus eh preciso conhecer a si mesmo. Sem saber que somos filhos verdadeiros de Deus e sem sabermos como isso acontece, nao O aceitamos como Pai Verdadeiro. Conhece-Lo e saber que Ele Eh O Nosso Pai eh o primeiro passo para entendermos melhor a Existencia d’Ele.

No capitulo 8 da Carta aos Romanos, Paulo insinua duas vezes que os cristaos de origem paga seriam filhos de Deus por adocao. Este eh um engano. Ele desejava abrir as Portas do Ceu para os convertidos, porem, ainda estava preso aas tradicoes dos judeus. Isto esta nos versos 15 e 23. Vejamos o 15: “E voces nao receberam um Espirito de escravos para recair no medo, mas receberam um Espirito de filhos adotivos por meio do qual chamamos Abba! Pai!” Na verdade, nao existe ser humano que seja filho de outro que nao Deus. Paulo, que era judeu de origem, ainda acreditava que os judeus eram filhos legitimos mas que Deus abrira os Bracos para adotar os outros.

Porem isso tem origem no judaismo mais antigo. Desde o tempo em que as tribos estavam juntas e eram conhecidas como israelitas, eles quizeram apossar-se de Deus. Assim, eles se consideravam filhos de Deus e o restante era diferente. Inclusive nem era aceita a conversao como forma de tornar-se filho de Deus. Alguns povos, como os Filisteus, os Jebuseus, os Fereseus e outros, jamais poderiam ser salvos. Para o de origem egipcia tornar-se membro da congregacao, precisava ser da quarta geracao de descendencia israelita, ou seja, filhos de egipcios convertidos com israelitas tinham que continuar casando-se com israelitas geneticos, ate aa quarta geracao para “purificar a raca” e virar israelita nato.

Esta mudanca foi circunstancial. Um exemplo esta explicado no Livro de Rute. Rute era moabita. Uma das tribos destinadas ao genocidio, segundo os livros mais antigos. Nos Livros da Lei havia uma proibicao eterna contra o casamento de israelitas com pessoas destas tribos. Contudo, Rute casou-se com Boaz e sao pais de Obede. Obede seria o pai de Jesse, o pai de David, o rei.

Vamos dizer assim: Paulo nao quiz liberar geral. Tanto pelo apego aas tradicoes quanto pela falta de conhecimento dessas coisas que agora revelamos.

Nos somos sim filhos de Deus. Sejamos bons ou maus. Deus nao tem limites no Amor d’Ele. Contudo, nos temos que corresponder a este Amor, para sermos salvos sem demora.

06. O erro de torcer o direito.

Eh comum as pessoas confundirem, citando Jesus como autor de varias coisas que ele nao foi. Exemplo: Lev 19, 18: “Ame o seu proximo como a si mesmo. Eu sou Jave.” Em Mc 12, 29-34 Jesus apenas confirma que “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a si mesmo” eh o que vale. Inclusive aceita a observacao do escriba, que era o interlocutor da vez, confirmando que isso: “excede a todos os holocaustos e sacrificios.”

O caso eh este, temos que nos lembrarmos que Jesus falou aos judeus da epoca dele. Entao, tornou-se importante lembrar e frisar este mandamento. Isto porque os judeus estavam possuidos pelo orgulho de pensarem que eram os unicos a serem filhos de Deus. Inclusive a parabola do Bom Samritano (Lc 10, 30-37) veio para contradize-los. Outras passagens vieram para lembra-los que eles estavam amando tanto a si proprios que estavam se esquecendo de amar a Deus. Isto eh observado no inicio do setimo capitulo de Marcos, onde Jesus denuncia que eles estavam dando mais importancia aas tradicoes que ao cumprimento das coisas atribuidas a Deus.

07. Filhos das concepcoes erradas.

Agora eh preciso somar as duas coisas. Primeiro a de Paulo ter dito que os cristaos seriam filhos adotivos de Deus. A segunda o amor que devemos a Deus e ao proximo. Ora, os judeus pecavam porque dedicavam amor excessivo a si mesmos e desprezavam a Deus e ao proximo. O cristao comum entendeu que deveria desprezar a si mesmo e assumir mais o amor a Deus e ao proximo. Isto, pelo menos em teoria, porque, na pratica, temos notado o total desamor.

O que eu quero dizer com isso? Ora, quando eles vao aa igreja e adoram a Jesus, os que fazem isso, estao cometendo o total desamor. Embora voces tenham uma tradicao de quase dois mil anos dizendo o contrario e muitos se orgulham de esta ser uma aceitacao universal em quase todas as denominacoes cristas, eu vos digo que isso eh uma concepcao totalmente errada.

Alias, em meus debates recentes com os catolicos conservadores aqui nos Estados Unidos, eles afirmaram que eu estava cometendo os mesmos erros que os crentes que sairam fazendo interpretacoes erradas por nao aceitarem as interpretacoes da “Santa Madre Igreja”. Para eles, os crentes sao hereticos, entao, nada sabem.

Em muitas das minhas leituras de certas denominacoes crentes mais radicais, eles citam os catolicos como adoradores de idolos, ou seja, sao considerados hereticos por eles.

Contudo, quando eu afirmo para qualquer dos dois lados que a Biblia nao eh a Palavra de Deus porque esta repleta de contradicoes, eles me perguntam: “E voce quer saber mais que todos os cristaos do mundo?”

Assim sao os religiosos. Quando interessa, eles contam para si proprios apenas os que desfrutam da mesma opiniao. Contudo, quando convem, eles contam todos para dizerem que o maior numero lhes da razao. As pessoas se esquecem que quando Jesus comecou a pregar, a multidao eh que estava errada. E que o numero de pessoas que pensam igual a respeito de um assunto nao garante a validade do que elas pensam. Eh preciso por tudo aa prova. Depois de tudo posto, deve permanecer aquilo que for comprovado. Nao necessariamente o que a tradicao garante ser verdade.

Ao aceitar que Jesus eh Deus os cristaos nao estao fazendo favor a ninguem. Nem mesmo a si proprios. Eles podem estar enganando a si mesmos pensando isso ser um sinal de humildade. Mas isto eh apenas um sinal de ignorancia.

Jesus eh tao Deus quanto qualquer um de nos eh. Nos ate podemos elege-lo nosso representante, em funcao do que ele nos ensinou, mas coloca-lo em lugar de Deus nao passa de uma idolatria inconsciente.

Aceitando-o em lugar de Deus nao eh sinal de que estariamos nos esvaziando de nosso orgulho por colocar-nos numa condicao inferior aa de filhos de Deus. Isto eh simplesmente recusar a Paternidade Divina e mentir a nos mesmos, negando que somos filhos verdadeiros de Deus. Mentir a nos mesmos nao eh sinal de humildade. Eh sim de ignorancia.

08. Alguns erros cometidos por Jesus.

Apresentarei agora algumas partes negativas da teologia crista que afirma que Jesus eh Deus. Nao quero com isso dizer que nao amo a Jesus ou que ele seja mau. Ele eh uma pessoa que quer o bem, porem, nao eh perfeita como tambem nos nao somos. E conhecer a verdade das coisas nao significa denegrir a integridade da pessoa. Reconhecer os limites eh uma virtude que a maioria dos cristao tem recusado a ter.

O primeiro grande erro que Jesus cometeu foi nao ter escrito uma obra completa e de proprio punho do ministerio dele. E isto demonstra que ele nao eh oniciente. Se ele tivesse escrito, evitaria terem aparecido segundas e terceiras opinioes com contradicoes tao frequentes cometidas pelos biografos dele.

Um erro imenso eh o nascimento mitologico que criaram para ele. O caso ficou muito mal contado porque tornou-se uma tragedia, sacrificou instituicoes verdadeiras e jogou-se em Deus uma culpa que Ele nao tem. Em primeiro lugar, engravidou-se uma virgem pelo poder do Espirito Santo. Ate ai tudo bem.

Contudo, a jovem estava prometida a uma pessoa aa qual nao foi feita consulta previa alguma. Alguem pode alegar que depois ele aceitou, entao, tudo bem! Errado. A virtude de ter aceitado e perdoado eh toda de Jose e nao de quem engravidou Maria. Assim, com a atribuicao do “malfeito” a Deus, mostra-se que existiu um homem melhor que Deus. Como se houvesse a menor possibilidade disso existir!

A narracao da natividade de Jesus eh desrespeitosa aa instituicao casamento. Ora, estando Maria e Jose noivos, com certeza, o nascimento do filho de uma terceira pessoa fez o casamento virar outra coisa. Acusar a Deus de ser o responsavel por isso eh desrespeita-Lo no pior dos sentidos. O proprio Jesus ensinou-nos a buscarmos a procurar igualarmo-nos ao Pai na pratica das boas obras. Deus nao eh ser humano para cometer tal indignidade.

O problema eh que os autores de partes do Novo Testamento, e do Antigo Testamento tambem, entenderam que sendo Deus o Todo Poderoso, Ele faria o que quizesse sem impor-Se nenhum limite. Se assim o fosse, que exemplo teriamos nos em Deus? Ele teria nos imposto regras que Ele Proprio, segundo os ignorantes que escreveram no passado, teria sido incapaz de cumprir.

Na verdade, a estoria da concepcao miraculosa foi resultante das dificuldades que a religiao crista viveu no seu inicio. Eram milhares de cultos concorrendo uns com os outros e os autores dos evangelhos pensaram que: introduzindo acontecimentos fantasticos aa vida de Jesus os faria vencer a concorrencia e, com isso, a doutrina seria melhor aceita. Engano deles porque, ate hoje, a mitologia nao foi separada da doutrina. E como a mitologia ficou mais atrativa, sao raros os servidores que praticam a doutrina.

Os pagaos ja falavam de nascimentos de criancas resultantes das relacoes sexuais de seus deuses com seres humanos. Seria uma grande falta de imaginacao de Deus, copiar dos humanos uma ideia sem fundamentos. Seria dar a entender que os pagaos estariam predizendo e anunciando o que realmente aconteceria.

09. Intromissao humana nos Evangelhos.

Atualmente, nos conhecemos a ordem em que foram escritos os papeis do Novo Testamento. De um modo geral podemos dizer que primeiro foram as cartas de Paulo. Depois vieram o Evangelho segundo Marcos, mais tarde Mateus, a seguir Lucas e Atos. Algumas cartas estao mescladas ai. Por fim vem o Evangelho de Joao e Apocalipse. Existe carta que foi escrita depois.

Saber isso tem a importancia de conhecermos como as coisas evoluiram. Leiam, entao, a prisao de Jesus nesta sequencia: Mc 14, 43-50; Mt 26, 47-56; Lc 22, 47-53 e Joao 18, 1-11. Nao quero dar a voces nenhuma conclusao minha. Apenas leiam e se perguntem se ha ou nao uma tentativa de retocar mais a passagem, a cada evangelho que se le.

A propria presenca de Judas Iscariotes vai tomando contornos cada vez mais intrigantes. No evangelho de Marcos ele eh apenas o discipulo que traiu Jesus. Depois vai assumindo contornos demoniacos, virando ladrao e tudo o mais. O problema eh o seguinte, quanto mais eles demonizaram a figura de Judas, pior fica a imagem de Jesus porque isso o mostra como uma pessoa imprevidente, afinal, ele era o chefe e foi quem escolheu o obreiro. Nas Escrituras esta dito que ele conhecia o que ia no coracao de cada um (Jo 2, 23-25), entao, ele eh o unico culpado pelas consequencias dos atos de Judas Iscariotes.

Ja disse a muitos, assim vou apenas resumir. O desfecho da vida terrena de Jesus, antes da ressurreicao, tornou-se uma peca novelesca sem fundamento algum, segundo o transmitido pelo escrito na Biblia. Nao digam que eu esteja deturpando a verdade porque, essa, so Deus tem certeza dela.

Ora, se algum de nos pularmos de uma ponte, sabendo que a morte eh certa, ou amarrarmos a ponta de uma corda curta no pescoco e a outra num galho alto de uma arvore e saltarmos do galho, se alguem testemunhar a cena, ira logo afirmar: este suicidou! Nao importa a cena, quem busca a morte eh suicida.

A Biblia afirma que Jesus subiu a Jerusalem sabendo que seria morto e tinha escolha entre ir ou nao ir pela propria vontade, portanto, suicidou. A posterior alegacao de que isso seria necessario para a salvacao so torna a estoria mais errada ainda.

No texto de Marcos, 12, 33, confirma-se o que esta escrito no Antigo Testamento de que amar a Deus e ao proximo: “excede a todos os holocaustos e sacrificios.” Nao ha excecao.

Quando disseram que Deus ordenou que Jesus fosse e fizesse tal sacrificio de holocausto, faltou-se em tudo com o amor a Deus. Ora, para as coisas se darem como o descrito na Biblia seria preciso que Deus usasse os servicos sujos feitos por Judas Iscariotes, pelos anciaos e maiorais dos judeus, por Anas, por Caiphas, por Pilatos e pelo povo que praticou o falso julgamento. Ou seja, segundo os escritores biblicos do Novo Testamento, a salvacao de Deus so poderia ocorrer com o crime de matar Jesus.

Entao, seria justo, ao inves de denegrir as imagens dos personagens acima citados, fazer-se um altar em homenagem a eles e considera-los santos. A verdade eh essa, em cenas de teatro, todos os atores sonham em fazer os papeis de mocinhos. O dificil eh fazer o papel de bandido.

Contudo, acusar a Deus de ter trabalhado daquela forma, tanto escrevendo quanto atuando no enredo, nao tem nenhuma sabedoria, ao contrario, so demonstra a que ponto chegou a ignorancia deles a respeito do Conhecimento Com Respeito a Deus.

A teimosia dos que insistem que Deus seria capaz de atos vis como participar do assassinato de um dos proprios filhos eh tanta que ate quem O conhece eh tentado a duvidar da Existencia de Deus. Eh melhor ser um ateu ou humanista praticando o bem que acreditar em coisas tao absurdas.

Hoje-em-dia, se aceitarmos que somos salvos pelo sangue derramado de Jesus eh a mesma coisa que tornarmo-nos cumplices daqueles que o mataram. Eh ter fe em que o assassinato que ele sofreu nos beneficiou em alguma coisa. Eh ter fe e nao ter razao.

10. Intervencao das maos humanas na teologia.

Consequencia absurda dos erros de interpretacoes dos fatos acontecidos na vida de Jesus, cometidos pelos biografos dele, foi terem chamado os demonios para darem testemunho em favor dele. Mc 1, 21-24 e 3, 11 e outras passagens na Biblia descrevem: 3, 11: “Tambem os espiritos imundos, quando o viam, prostravam-se diante dele e exclamavam: Tu es o Filho de Deus.”

Joao 8, 44 poe palavras na boca de Jesus para afirmar isso: “…Ele foi homicida desde o principio e jamais se firmou na verdade, porque nele nao ha verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe eh proprio, porque eh mentiroso e pai da mentira.” Isto ele falou a respeito do demonio.

Entao, qual razao teria o diabo para chamar Jesus de “o Filho de Deus.”? Falar a verdade nao eh proprio dele, porem, dando testemunho de que Jesus seria o Filho exclusivo de Deus, poderia fazer com que os seres humanos passassem a adorar Jesus como se fosse Deus. Assim, adorando Jesus no lugar de Deus, os seres humanos nao poderiam ser salvos e o diabo tornar-se-ia vitorioso contra Deus.

O pior de tudo eh que as religioes cristas estao tao dedicadas aa parte mitologica que esta incrustrada na Biblia que tem deixado de lado o principal que eh o por em pratica aquilo que Jesus ensinou.

Para nao dizerem que nao falei de flores, descansem um pouco dessa leitura e leiam, pelo menos, o que esta escrito no Sermao da Montanha. Sintam nele o que eh realmente de Deus. Talvez voces vao compreender, como eu, a Parabola do Joio e do Trigo. Foi dado o entendimento antes que ela se referia aas pessoas boas e aas pessoas mas. Mas procurem ver se o Amor de Deus quer que alguem se perca! (Ez 33, 11). O joio e o trigo fazem parte das proprias Escrituras e eh preciso que saibamos separa-los para chegarmos ao Conhecimento Com Respeito a Deus.

11. Parte da Divindade sim. Deus nao.

Jesus eh parte da Divindade? Sim, assim como nos tambem somos. Mas o sermos nao eh motivo para adquirirmos o orgulho egoista que muitos tiveram antes, ou seja, o de pensar: eu sou e os outros nao. Na figura de cada um de nos existe a mesma porcao de Verdade de Deus. O fato de uns saberem mais que os outros nao os torna mais divinos que ninguem.

Se Jesus ou qualquer outro fosse parte sozinha de Deus entre os seres humanos, entao, nao haveria a relacao de Pai e “Filho” entre eles. Sabemos que Pai Eh O que vem primeiro, e todo que nasce do Pai eh creatura.

Como eu falei a respeito antes, desde o Principio, Deus ja sabia da necessidade de sermos salvos e Ele, por ser Providente, ja havia preparado a forma de sermos salvos, que eh: amar a Deus e ao proximo, o que “excede a todos os holocaustos e sacrificios.” Como Deus Concede o melhor a seus filhos, nenhum holocausto ou sacrificio excede o Amor que Ele Tem para nos Oferecer.

Ainda, apenas para demonstrar que as pessoas precisam se desapegar das respostas pre-fabricadas e acopladas a alguma tradicao antiga. Recebi um e-mail de um teologo em que ele acredita encontrar-se a chave da divindade de Jesus. Ele, ou melhor, as tradicoes que ele acredita, recolheram diversas citacoes biblicas onde, aparentemente, Jesus se declara Deus.

Certo estou de que, se tudo o que disseram a respeito da Biblia fosse verdade, nao deveria entao haver nenhuma contradicao quanto a isso. A pessoa que enviou-me o e-mail baseou-se principalmente nos escritos proporcionados pelo evangelista Joao. Porem, o proprio Joao relata em 5, 31-32: “Se eu dou testemunho de mim mesmo, o meu testemunho nao vale. 32 Mas ha outro que da testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que ele da de mim eh valido.”

Observem, segundo Joao, tudo o que Jesus tiver falado de testemunho de si mesmo “nao vale”. Ele tambem disse que existe outro que poderia dar testemunho de Jesus e que este seria valido. Nos sabemos que este “outro” seria Deus, portanto, se Jesus fosse Deus, nem o depoimento d’Ele valeria.

Alguem poderia argumentar que Deus teria dado testemunho de Jesus em Mc 1, 11: “Entao, foi ouvida uma voz dos ceus: Tu es o meu Filho amado, em ti me comprazo.” Isto teria acontecido em seguida ao batismo que Jesus recebeu de Joao Batista.

O proprio Jesus prossegue, segundo Marcos, no capitulo 3, 33-35: “Jesus perguntou: “Quem eh minha mae e meus irmaos? 35 Quem faz a vontade de Deus, esse eh meu irmao, minha irma e minha mae.” Ora, se os que fazem a vontade de Deus sao irmaos, irmas e maes de Jesus e ele eh Deus, entao, estes tambem sao Deus.

Claro, os que pensam diferente de mim irao dizer que Jesus estava falando em sentido figurado. Pois, todas as vezes que ele se comparou a Deus ele tambem estava falando em sentido figurado porque ele estava apenas repetindo aquilo que o Pai o ensinou, enviou e mandou falar. Em tudo ha uma submissao de Jesus a Deus, sendo que o proprio Paulo afirma que, no final dos tempos, Jesus entregou tudo a Deus para que Ele sim, “seja tudo em todos.” 1Cor 15, 20-28. Lembremos tambem que Paulo foi o primeiro a testemunhar por escrito que: “Deus, que ressuscitou o Senhor, ressuscitara tambem a nos pelo seu poder.” 1Cor 6, 14. Ora, ai fica claro que Quem tem o Dom da Vida eh Deus e nao Jesus.

O problema de as pessoas se apegarem aas suas tradicoes eh elas lerem as Escrituras com parcialidade, querendo impor suas crencas a todos os outros, esquecendo-se de que, se a Biblia fosse a Palavra de Deus, ela deveria ter harmonia do primeiro ao ultimo verso, sem nenhuma contradicao.

Outro dizer atribuido a Jesus na Biblia confirma o que digo. Em Mc 3, 28-30 esta escrito: “Eu garanto a voces: tudo sera perdoado aos homens, tanto os pecados como as blasfemias que tiverem dito. 29 Mas, quem blasfemar contra o Espirito Santo, nunca sera perdoado, pois a culpa desse pecado dura para sempre. 30 Jesus falou isso porque estavam dizendo: “Ele esta possuido por um espirito mau.”” Ora, isso contradiz a teoria da Trindade, segundo ela eh entendida pelas interpretacoes instituidas no Concilio de Niceia.

Se Jesus, em qualquer parte da Eternidade, eh uma Unidade Perfeita com Deus e o Espirito Santo, qualquer sacrilegio contra Jesus seria contra a Unidade. Lucas fez uma versao diferente para as palavras de Jesus e redigiu assim em 12, 10: “Todo aquele que proferir uma palavra contra o Filho do Homem, isso lhe sera perdoado, mas, para o que blasfemar contra o Espirito Santo, nao havera perdao.” Assim, se Jesus fosse parte de Deus no sentido que os trinitarios de Niceia querem acreditar, os pecados contra ele nao poderiam ser perdoados porque ele, Deus e o Espirito Santo seriam uma Unidade.

Na verdade, todo pecado pode ser perdoado segundo a Vontade de Deus. Nao importa a gravidade deste. Mas eh preciso o arrependimento sincero e a vontade de remover as consequencias dele. Se alguem tiver o arrependimento e conseguir remover as consequencias que estiverem ao seu proprio alcance, Deus intervira a favor deste para que o restante seja removido. Lembrem-se do Filho Prodigo e do irmao dele. Nao sejam como o irmao mais velho foi para com o irmao mais novo na parabola, para que voces proprios nao se excluam de entrar no Ceu.

12. Conhecimento novos.

Agora, para que voces compreendam melhor como funcionam as Coisas do Ceu nos precisamos de conhecimentos novos para definirmos o Espirito Santo. Neste aspecto a Biblia nao nos informa com nenhuma precisao a Existencia dessa Creatura de Deus. Depois que eu mostrar essas coisas, por favor, reflitam bastante a respeito delas e certifiquem-se se o que eu falar faz sentido ou nao. Nao quero que ninguem creia no que eu disser sem colocar aa prova. Assim voces poderao testemunhar se eh verdade ou nao o que eu disser.

13. Desde quando existimos?

No tempo em que se deu inicio ao mundo material nos ja existiamos junto a Deus. O terceiro volume da colecao que escrevi eh uma parabola a respeito disso. O que escrevi naquele volume ainda nao esta completo porque ele foi o primeiro a ser escrito. Eu ja sabia que viriam dois volumes antes dele mas nao tinha a menor ideia do que conteriam os primeiros que, agora, ja receberam o nome conjunto de: O TERCEIRO E ULTIMO TESTAMENTO. (Ja publicado somente em ingles.)

Na parabola explico o nosso relacionamento com Deus e os anjos, a nossa presenca no Ceu e razoes pelas quais as coisas sao como sao. Nela falo que Deus esta no Ceu, como nos falou Jesus na oracao ao nosso Pai, e que nao aparece no mundo material como algumas vezes da-se a entender na Biblia.

14. A Presenca Efetiva de Deus Controla tudo.

A razao para isso eh simples. O Poder de Deus eh tamanho que nada na Dimensao que Ele Vive escapa ao Controle d’Ele. Nao porque Ele seja um ditador mas porque Ele deseja que aconteca o Bem a todos. Quando na Presenca Efetiva d’Ele a gente nao percebe mas tudo que fazemos eh segundo a Vontade d’Ele. Isto acontece porque Ele Conhece as consequencias de todos os nossos atos. Muitas vezes a gente pode imaginar fazer alguma coisa pensando que ela nos fara algum bem ou que nao ira provocar nenhum mal aas outras pessoas. Deus, Sabendo de tudo com antecedencia, Evita conceder-nos a pratica do mal por causa das consequencias dela, inclusive quando nao teriamos culpa porque nao tinhamos consciencia do mal que procederia depois.

Para que o mundo material surgisse foi preciso o uso do Poder de Deus e do Conhecimento d’Ele, com nossa participacao. Para expressar melhor, nos podemos comparar esta parte com a luz natural que existe em nossa dimensao. Quando vemos as estrelas no ceu, eh o que elas eram ha muito tempo atras. Para a luz das estrelas chegar ate a nossos olhos, precisa viajar por um espaco tao imenso que ela nao chega imediatamente.

15. Por que nascemos na materia?

Deus contudo queria que os filhos d’Ele o amassem segundo as proprias vontades e nao por causa do Controle d’Ele. Ora, para Ele, manter-nos presos aas Barras das Vestes d’Ele seria equivalente a possuir robots e nao filhos. A separacao das dimensoes Ceu e Tempo tem a propriedade de nos conceder termos vontades proprias. Nao eh exatamente possuir livre-arbitrio como a gente ve muito falar no meio cristao, mas eh um arbitrio suficiente.

Entao, nos aprendemos que havia a necessidade de nos apartarmos de Deus com o objetivo de termos nossas proprias vontades, para cumprirmos a missao de ama-Lo sem sermos Controlados por Ele. Para que isso acontecesse, nos teriamos tambem que perder a memoria de nossa vida junto a Deus. Isto se da no momento de nossa concepcao na materia.

A estoria que se conta na parabola de Adao e Eva eh uma tentativa de explicar-se isso mas quando o escritor antigo incluiu os pareceres da cultura em que vivia e do conhecimento que possuia ele nao soube conciliar com as Coisas de Deus, como elas realmente sao. Ate mesmo porque aquilo eh uma grande contradicao, porque ate hoje fez-se acreditar que estejamos aqui em funcao dos pecados de Adao e Eva. Em Deut 24, 16 temos: “Os pais nao serao mortos pela culpa dos filhos, nem os filhos pela culpa dos pais…” Segundo Paulo, Rm 5, 12: “Assim como o pecado entrou no mundo atraves de um so homem e com o pecado veio a morte, assim tambem a morte atingiu todos os homens, porque todos pecaram.” Se morte e pecado fossem fatores da mesma equacao, entao, crianca nao morreria.

Uma outra conclusao, fora do presente contexto, eh a de que Jesus morreu pelos proprios pecados porque sem pecado ele nao morreria. Segundo a lei dos holocaustos e sacrificios, o impuro nao serve para a expiacao dos pecados e o homem em pecado eh impuro.

16. Nunca perdemos a nossa ligacao com Deus.

Mas o que nos interessa agora eh servirmos a Deus, descrevendo que, embora precisemos viver separados d’Ele para podermos ama-Lo por nossas proprias vontades, nos precisamos nao perder todas as ligacoes com Ele, porque sem Ele nao somos nada. E aqui esta um exemplo da Maravilha do Poder de Deus. Na porcao do Tempo em que os seres humanos vivem, Deus nao Se apresenta Pessoalmente a nos, para que tenhamos as nossas proprias vontades. Mas antes disso Ele apresentou-se.

A Presenca que Ele deixou em nosso mundo eh uma forma de Energia que se comporta semelhantemente aa luz. E esta Presenca possui muitos dos Poderes de Deus. Nela encontramos o Conhecimento, a Palavra, o Poder da Cura, do Conforto, a Fidelidade e varios outros. Eh como se fosse a Sombra de Deus em forma de Luz. Esta Luz eh viva e pode tornar-se visivel em varias formas diferentes. Ela eh tambem comparavel a agua pura e ao fogo que nao consome.

Uma das coisas que esta Luz tem diferente em relacao a Deus eh nao ter controle algum das nossas vontades. Ela argumenta, apela para a razao, informa e orienta mas nao controla ninguem para fazer o que nao queira. Isto tem que ser assim para que nao haja interferencia em nossa vontade propria em relacao a amar a Deus.

Nos nos comunicamos com a Luz de Deus porque funcionamos como uma especie de aparelho receptor d’Ela. Porem, eh preciso que saibamos sintonizarmo-nos na faixa correta de onda. Muita gente capta o que a Luz de Deus informa sem ao menos se tocar que Ela esta Presente. Em todas as areas do conhecimento Ela atua.

Eh importante dizer que a Luz de Deus eh absolutamnte Fiel a Ele e revela somente o que precisamos saber. Contudo, a revelacao feita aa pessoa humana eh processada na mente humana. E os seres humanos estao sujeitos ao Tempo, aa cultura em que vivem, ao maior ou menor conhecimento que possuem e a seus proprios interesses. E tudo o que eh bom pode ser destruido, deturpado, desrespeitado ou mesmo ignorado neste mundo.

17. Traducao da definicao em linguagem humana.

Em nossa cultura, nos conhecemos a Luz de Deus pelos nomes de Espirito Santo e Palavra de Deus. Embora a Biblia deixe a entender que Jesus foi quem enviou o Espirito Santo, o proprio Marcos narra em 1, 10: “Logo que Jesus saiu da agua, viu o ceu se rasgando, e o Espirito como pomba, desceu sobre ele.”, comprovando-se que o Espirito Santo veio do Pai e ja Existia antes do tempo em que ele disse que O enviaria. Qualquer um que conheca o que esta escrito, desde o Antigo Testamento, pode atestar a presenca do Espirito Santo em algumas passagens ja que, por razoes mencionadas, Deus nao esta Efetivamente Presente na Terra.

Devido aas circunstancias humanas, resolveu-se separar religioes do poder externo aa teologia. Isto se fez necessario porque o poder das igrejas, muitas vezes, interferiu negativamente tanto em ciencias quanto em administracao publica. O problema eh que os doutores da religiao estao, em primeiro lugar, apegados demais aas tradicoes religiosas em que acreditam, nao admitindo que as Escrituras antigas contenham erros.

Contudo, os erros nao nasceram das revelacoes feitas pelo Espirito Santo. A Luz de Deus eh o nosso Emanuel, ou seja, Deus conosco. Tudo o que Ela revela eh perfeitamente consonante com o Poder de Deus e nao ha qualquer desvio, nem para a direita ou para a esquerda. Porem, toda revelacao passa pelo cerebro humano, onde eh processada, passa por sua lingua, cai nos ouvidos de outros, ate ser escrita e traduzida.

Portanto, toda revelacao depende da interferencia humana. O ser humano esta sujeito ao periodo do Tempo em que vive, aa cultura, ao conhecimento que possui e, particularmente, a seus proprios interesses. No caminho entre a revelacao e a escritura no papel, e mesmo depois disso, quando se fazem as interpretacoes, a Palavra que foi transmitida corre o risco de ser deturpada, desrespeitada ou destruida.

Quando passamos nossos conhecimentos de geracao em geracao eh onde temos a oportunidade de revermos os erros e, assim, corrigi-los, removendo todas as consequencias danosas que eles possam ter provocado. Quando incrustramos o que foi dito no passado numa pedra filosofal com o selo provisorio de “verdade eterna”, corremos o risco de manter “eterno” o que foi um engano. Isto eh o que presentemente anda acontecendo.

Como o Conhecimento prevalecera sobre a fe, entao, a razao eh, desde ja, melhor que a fe, porque o conhecimento eh fruto da razao.

18. Uma informacao errada na Biblia.

Na parabola de Adao e Eva, por exemplo, narra-se que no centro do jardim havia uma fruteira cujos frutos dariam o conhecimento do bem e do mal, e que Deus teria proibido aos protagonistas de adquirir este conhecimento ingerindo os frutos. Ora, desde entao tem-se creditado ao conhecimento um falso selo de malignidade.

Porem, como ja disse, como a estoria de Adao e Eva nao passa de um conto com a boa intencao teologica de mostrar que todos temos origem em Deus, a parte da inclusao da arvore do conhecimento eh toda falsa. Isto se pode verificar porque Deus Eh Oniciente. Assim, Ele ja saberia que o fruto seria comido e, se Ele nao quizesse que isso acontecesse, nao teria posto os frutos ao alcance de ninguem. A menos que o creador nao fosse Deus e nao soubesse de nada do futuro. Na verdade, o criador da estoria eh o ser humano, tentando transmitir o que ouvira atraves do Espirito (a respeito da Verdadeira Creacao por Deus). Os erros incluidos cabem aas interpretacoes humanas.

19. Deus nao eh apenas Origem do Saber Teologico.

Como eu comecei a dizer antes, todo conhecimento vem de Deus por meio do Espirito. Muitos pensam que, por ser cientifico ou de outra area qualquer, certos conhecimentos nao pertencem a Deus, porque nao nos parecem teologicos. Mas antes de fazer aparecer, Deus ja Sabia de tudo.

Muitos cientistas podem ter pensado que o que eles encontraram se deva a aplicacao do metodo cientifico. Mas podem perguntar aos proprios se eh ou nao eh verdade. As descobertas sao como uma construcao de blocos. Voce precisa montar cada peca em seu devido lugar. O metodo cientifico ajuda muito, assim como o empirismo ajudou no passado. Contudo, para se chegar a uma grande descoberta sempre existem blocos que ficam perdidos na construcao. Muitas vezes, uma boa teoria fica anos sem funcionar perfeitamente porque faltam blocos. Na hora em que o cientista menos espera, ouve um sopro que o faz solver o misterio e encontra o bloco perdido. Melhor fariam eles, os que nao fazem, se crescem na Inspiracao Divina e aprendessem a sintonizarem-se na faixa do Espirito. Muita quebra de cabeca seria evitada.

Estas coisas acontecem em todas as areas. O que nos atrapalha em solver muitos de nossos problemas eh a ansiedade em resolve-los. A ansiedade nos atrapalha na sintonia com o Espirito Revelador. O mesmo faz o orgulho em pensarmos que somos autosuficientes para resolver todos os nossos problemas. Deus nao considera nenhuma fraqueza reconhecermos que estamos tendo dificuldades e recorrermos a Ele para ajudar-nos atraves do Espirito. Nele, tudo o que buscarmos ja esta Providenciado por Deus, desde o Principio.

Muitos imaginam que isso nao pode ser verdade porque acreditam que muitas descobertas provocaram o mal. Coisas e conhecimentos nao provocam o mal. O uso para o bem ou para o mal eh uma questao de opcao das pessoas. Muitas buscam o Espirito e encontram o que desejam. Se o Espirto nao revelar a quem busca estara interferindo com a vontade propria do ser humano. As pessoas eh que precisam buscar nao apenas o conhecimento mas tambem a revelacao das consequencias a que ele leva. Sabendo as consequencias ruins trabalhe-se para evita-las. Tudo tem o bom e o mal uso. Procuremos imitar a Deus nisso. O Poder que Ele tem de fazer o Mal eh igual ao de fazer o Bem. Ele optou por fazer apenas o Bem e eh por isso que Ele Eh Santo.

20. Outro erro biblico.

As revelacoes feitas aas religioes tambem podem ser usadas para o mal e o mundo esta repleto de exemplos disso. So nao veem os que nao querem ver.

Um exemplo disso eh relatado na Biblia. Nao se sabe ao certo a historia verdadeira mas os livros atribuem a Moises a ideia de invadir Canaan (ele teria alegado o mando de Deus) e promover o genocidio de varias comunidades que a habitavam primeiramente. Se isto aconteceu eh porque Moises tentou ensina-los o que pensava que era bom e se cansou, e resolveu fazer “justica” por si mesmo. Mas o decreto de exterminio daqueles povos nao tem relacao nenhuma com Deus.

Isto se pode comprovar pelo que esta escrito em 2Cro 33, 9: “Manasses, porem, levou o povo de Juda e de Jerusalem a cometer erros maiores que os erros das nacoes que Jave tinha arrasado diante dos israelitas.” Ora, sem enviar profetas aos canaanitas e sem dar-lhes uma lei nem milagres, acusaram a Deus de ter mandado extermina-los. Segundo as proprias Escrituras, com profetas e leis e milagres, os judeus teriam feito pior e, supostamente, Deus teria usado de dois pesos e duas medidas, nao exterminando aquela “raca de cobras” (Mt 3, 7), e ainda insistido em enviar mais profetas, inclusive Jesus.

21. Reflexos da ignorancia no observador.

As vezes, quando leio alguns sermoes de sacerdotes do rebanho de Deus, vem-me a tentacao de sacar um chicote diante de tanto desatino que vejo, mas me contenho. Jesus viveu a mesma situacao e deixou-se explodir uma vez mas, mesmo assim, nao usou da violencia como forma de pregacao.

Contudo, Deus que eh Deus e o mais ofendido de todos tem Paciencia com todos os perversos (Ez 33, 11) e deseja salva-los, nao resta a mim outra alternativa senao seguir o Bom Exemplo d’Ele. Eu, que nao sou melhor do que ninguem, nao posso nem pensar em julgar e condenar os outros. Pelo conhecimento que me foi dado, espero que todos sejam salvos pelo Pai.

22. A dicotomia biblica.

Descreve-se a viagem humana em termos de dicotomia, ou seja, nossa vida eh cercada de opostos. Assim, temos o bem e o mal; o bom e o mau; o claro e o escuro etc. Muitos pensam que a dicotomia biblica eh descrita apenas pelos opostos: certo e errado, ou seja, os autores dela teriam ensinado o que seria certo e teriam narrado como os personagens agiram errado.

Na verdade, os autores biblicos escreveram, como se viesse de Deus, ensinamentos corretos e outros incorretos. A verdade eh que a Biblia eh a fotografia da personalidade humana, presa, na maioria das vezes, aas coisas do mundo. Isto acontece muitas vezes porque os que escreveram nem sempre conheciam as definicoes apropriadas para os Poderes de Deus. E muitos dos estudiosos de hoje continuam nao as conhecendo.

Esta em minhas maos uma daquelas publicacoes da doutrina das Testemunhas de Jeova onde se defende a correta ideia de que Deus nos deu escolhas, porem, usam uma concepcao incorreta para explicarem isso. Eh o famoso caso do livre-arbitrio que ate hoje, tanto tempo apos Schopenhauer, muitos creem que tenhamos. Assim eles escreveram na publicacao: “Temos liberdade de escolher entre a vida e a morte, o bem e o mal. Podemos escolher adorar e obedecer a Deus com a perspectiva de receber bencaos, ou podemos escolher desobedecer a ele e sofrer as consequencias. Nos dois casos, a escolha eh nossa.” A analise delas foi feita em cima do Deut. 30 e Gal 6, 7-8.

Aqui a gente nota o classico erro das pessoas que creem em nosso “livre-arbitrio”. Eles veem mas nao enxergam. O proprio texto biblico contem a condicional: se, ou seja, se fizeres o bem ganhareis o bem mas se fizeres o mal, este te retribuira.

Em verdade, se tivessemos livre-arbitrio nos teriamos ai quatro escolhas. Fazer ou mal ou o bem. E ganhar o bem ou o mal. Neste caso, poderiamos escolher fazer o mal e ganhar o bem. Fazer o mal e ganhar o mal. Fazer o bem e ganhar o mal. Ou fazer o bem e ganhar o bem. Portanto, como temos apenas metade das opcoes possiveis, temos apenas 50% de arbitrio, segundo o que foi proposto. Livre-arbitrio implicaria em poder escolher 100% das possibilidades.

Somente Deus tem o Poder do Livre-Arbitrio sobre nos. O que muitos dos autores biblicos nao sabiam e os que creem ser seguidores deles falham em compreender eh que Deus fara o Bem tanto aos bons quanto aos maus. Mas as visoes deles estao tao embassadas, por ignorarem o Conhecimento Com Respeito a Deus, que por isso nao conseguem enxergar.

23. A ditadura da fe.

Dentre as dicotomias humanas exploradas pelos escritores biblicos resolveu-se opor-se em alguns casos a fe e o conhecimento quando, na realidade, o Conhecimento eh a coroacao da fe.

Nao eh admiravel que os textos biblicos sejam, em sua maioria, autoritativos ao extremo, ou seja, ditatoriais e totalitarios. Nos poderiamos esperar coisa muito melhor deles se fossem realmente “Obra de Deus” escrita por homens, como muita gente ate hoje acredita. Contudo, o que se ve nos livros eh muito do reflexo da cultura em que viviam os autores dos livros.

Nos, contudo, temos que ser compreensivos com os autores dos livros porque, afinal, ja se passam proximo a dois milenios, desde que o ultimo livro do Novo Testamento foi escrito. Os autores dos livros tinham o mundo em que viviam como modelo para verem mas so lhes restava imaginar o mundo melhor, o rei melhor, o exemplo humano melhor etc. Mas faziam isso com muito pouco conhecimento de causa.

Paulo pode ser considerado o maior defensor da palavra fe, por ter sido o escritor que em maior numero de vezes a citou e ate contribuiu com uma definicao dele em Hb 11, 1: “A fe eh um modo de ja possuir aquilo que se espera, eh um meio de conhecer realidades que nao se veem.” Esta vem da Biblia Catolica Romana, mas temos mais: “Ora, a fe eh a certeza de coisas que se esperam, a conviccao de fatos que nao se veem.” Esta foi retirada da Biblia de Estudos de Genebra. A minha interlocutora tambem citou a passagem em Hb 11, 6: “Mas eh impossivel agradar a Deus sem a fe. De fato, quem se aproxima de Deus, deve acreditar que ele existe e que recompensa aqueles que o procuram.”

Contudo, Paulo nao ignorava o valor do conhecimento. Na 1Tm 2, 3-4, ele fala: “Isto eh bom e aceitavel diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.”

Como se pode observar, fe eh algo inerente ao ser humano porque Deus nao espera, Ele faz. E nada existe que Ele nao veja. Portanto, Deus nao tem fe porque Ele nao precisa dela. Ele tem Conhecimento de Tudo e Tudo pertence a Ele.

Como o proprio Paulo aceita, o “pleno conhecimento” eh maior que a fe. Nada mais justo, pois, nossas esperanca e certeza sao como nos, ou seja, sao faliveis. Paulo tinha conhecimento inferior ao que temos hoje. Mesmo ainda no que eh passado para nos, existiu mais conhecimento do que ele chegou a ter, porque ele proprio nao chegou a conhecer o Novo Testamento. Exatamente, livros do Novo Testamento so foram escritos apos o falecimento dele, embora, tenham sofrido influencia das instrucoes deixadas por ele.

Muitos estudiosos do nosso passado, e que viveram no futuro em relacao a Paulo, puderam usar conhecimentos novos que contradiziam muitas das hipoteses levantadas por ele, mas estes foram calados pela brutalidade da ditadura da fe.

A impressao que Paulo tinha de ser impossivel agradar a Deus sem fe eh falha porque ele so estava pensando nas pessoas na carne e na epoca dele. Todos os que estao perante o Altissimo nao necessitam de fe porque os proprios ja veem o Pai. Se tomassemos as palavras ao pe-da-letra, nos entenderiamos que ser salvo eh o mesmo que desagradar a Deus, porque o salvo ve a Deus e o pleno conhecimento d’Ele dissipa qualquer duvida. A diferenca entre a fe e o conhecimento eh a quantidade de duvida. No Conhecimento nao existe duvida alguma.

Tambem poderiamos entender que Paulo quizesse que permanecessemos na mesma ignorancia que ele para nao discordarmos do entendimento que ele tinha a respeito de Deus. Estes sao segredos das mentes ditatoriais que a psicanalise hoje ja deve explicar.

A consequencia dos ensinamentos de Paulo a respeito da fe foi a ditadura que os seguidores dele nos impuzeram. Uma certa vez eu li ou vi uma entrevista (nao me lembro ao certo o que foi) onde o Betinho de Souza disse que havia nascido catolico e converteu-se ao ateismo. A memoria do Betinho esta muito recente em nossa Historia para que o tenhamos esquecido. Sabemos que ele dedicou a vida dele a ser um Bom Samaritano, nao apenas no combate aa fome e aa miseria. (A parabola comeca em Lc 10, 25). Embora os estudiosos acreditem que Lucas Evangelista seja o medico amigo de Paulo e nao o Apostolo, o Evangelho foi escrito apos Paulo, dai nao sabermos se Paulo conheceu as coisas que estao no Evangelho. No capitulo 4 do livro dele, Joao informa que judeus e samaritanos nao se davam bem e a razao para isto eh que os credos deles eram diferentes.

Neste ponto a gente percebe as intrigas que acabaram dando forma aos Evangelhos. Lucas foi o primeiro que deu enfase aa conversao dos samaritanos, dai a parabola do Bom Samaritano. Joao deve ter se sentido ameacado porque a parabola mostra um samaritano ensinando aos judeus, mesmo que fosse como personagem de uma parabola. Assim, em 4, 22 ele escreveu: “a salvacao vem dos judeus.” Embora alguns possam pensar que isso fosse uma referencia a Jesus, por Rm 3, 1 so podemos pensar que se trata do ensinamento geral e nao referencia a uma pessoa. Porem, a Salvacao vem de Deus e Deus Eh Celestial, nao eh terraqueo, nao eh humano (material) e muito menos judeu. (Nada contra os judeus. So quero demonstrar que Deus Eh Superior a qualquer de nossas nacoes ou credos para que sejam comparados a Ele).

A ditadura da fe precisa ser desfeita em favor da democracia do conhecimento.

24. Efeito da ditadura da fe.

Nao ha como negar que fe existe entre os seres humanos mas salta aos olhos a manipulacao dela pelos lideres religiosos. E esta manipulacao eh que leva as pessoas melhor informadas a duvidar e desviar-se do Caminho desejado por Deus.

Um fato que demonstra essa exploracao da fe eh o rito praticado pela Igreja Catolica Romana (diga-se de passagem, eh a igreja aa qual estou afiliado) conhecido como consubstanciacao da ostia e do vinho em carne e sangue de Jesus. Muita gente se sente ofendida quando se fala nisso, principalmente, os que mais acreditam e os que se sentem prejudicados pela revelacao da verdade.

Quando falamos a respeito disso, alega-se ser uma verdade que precisamos ter fe para enxerga-la. Outras vezes, alega-se que existem ostias, transformadas em tecido humano, guardadas para que o milagre possa ser comprovado.

Admitamos, entao, que a proposicao seja verdadeira, ou seja, que existem ostias transformadas em carne humana. Analisemos as consequencias disso. Entao, a pessoa que comunga na Igreja Catolica comete o pecado do canibalismo. Ora se o que se comunga eh a verdadeira carne e o que se bebe eh o verdadeiro sangue de Jesus, nao ha outra conclusao a se chegar senao essa. E o que tem haver o canibalismo com o nosso crescimento espiritual?

Ai se inverte as Coisas da Casa do Pai porque a carne eh um milagre do Espirito e nao o Espirito um milagre da carne e do sangue.

A explicacao para o uso do rito idolatrico pode ter um paralelo recentemente revelado ao publico nos arquivos do Vaticano. Quando o rei Philippe da Franca precisou de dinheiro para os projetos dele, ele cresceu os olhos sobre a ordem religiosa mais poderosa do tempo dele, os Cavaleiros do Templo. Nos os conhecemos mais intimamente como os cruzados. Dizia-se que tinham acumulado riqueza incalculavel no tempo em que protegiam os peregrinos que viajavam da Europa ate Jerusalem.

Pois bem, o rei Philippe criou uma teoria de conspiracao de que a Ordem praticasse varios ritos hereticos, para que ela fosse desfeita e ele confiscasse suas riquezas. Na apuracao da verdade, descobriu-se que o iniciante na Ordem era obrigado a praticar alguns atos absurdos, sob o comando de um superior. Um dos absurdos seria o de dessacralizar um crucifixo que representava o maior simbolo usado pelos cristaos, inclusive a propria Ordem. A explicacao: os lideres da Ordem queriam ter certeza da fidelidade que o reservista teria com eles proprios. A dessacralizacao era revertida com ritos de purificacao posteriormente.

Na epoca, o papa aceitou as explicacoes mas a insistencia do rei acabou por vencer e a Ordem foi fechada. Os lideres foram queimados em fogueiras. Contudo, as riquezas nunca apareceram.

O rito da comunhao catolica pode ter este sentido: levar o fiel a crer em algo sem sentido mas que demonstre a fidelidade dele aa propria Igreja, sem existir nenhum envolvimento dos Ceus. Nao se pode acusar ninguem sem provas. Pode ser que a explicacao para o rito tenha sido perdida no emaranhado de intrigas que historicamente envolveu a cupula da Igreja. Assim, os atuais obreiros podem pertencer a um ramo que sobreviveu e o conheceu apenas na versao considerada sagrada, dai o apego aa tradicao e o medo de separar-se dela. Mas eh impossivel que ela va perdurar para sempre conhecendo-lhe as consequencias do canibalismo.

25. Outras Igrejas nao agem diferente.

Nao faz muito tempo que um colega evangelico veio a nos contando o “milagre” acontecido na igreja dele. Uma senhora havia deitado com o dente estragado e acordado com uma obturacao de ouro maravilhosa. Uma obturacao tao bonita que parecia nao ter sido feita por maos humanas, assim como ele alegou.

O entusiasmo dele foi refutado com um balde de agua fria pelos colegas que nao participam do mesmo credo. Ora, para nos, Deus nao iria se prestar ao papel de um reles mortal e oferecer uma solucao artificial para o problema. A beleza que a fe os havia feito enxergar poderia ser com facilidade copiada e ate melhorada pelo proprio ser humano. Fosse uma Intervencao Divina, o dente seria recuperado em sua materia natural que eh o melhor material ja creado.

Muitas outras igrejas prometem o milagre do emprego, a cura dos vicios, a revelacao de futuros e outras inumeraveis enganacoes que nao tem valor algum espiritualmente falando.

A vida de todos pode, e muito, melhorar com a adocao de uma regra simples, ja proclamada ha milhares de anos, ou seja, amar a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a si mesmo. Se todos estivessemos ocupados em praticar isto, o resto viria como consequencia e acrescimo. Mas o mal do mundo esta no negar esta verdade e no inventar caminhos outros que nao este.

26. A queda da Igreja Catolica.

Recentemente ocorreu-me uma previsao em que enxergo uma grande queda da Igreja Catolica. Nao tomem isso por advinhacao do futuro. Isto tanto pode sim quanto pode nao vir a acontecer. Depende do comportamento da lideranca e do povo.

O fato eh que a organizacao catolica funciona como as outras instituicoes mundanas, ou seja, em forma de piramide, sendo a base formada pelo povo sustentando-a. Na cupula, a lideranca. Porem ha um criterio em que isto se inverte. Trata-se da promulgacao das “verdades teologicas”. A cupula decide de forma totalitarista e deseja carregar o peso de suas decisoes nas costas, sem dar oportunidade ao povo de opinar. Assim, a cupula assume o trabalho de carregar nas costas todo o povo da Igreja.

O resultado disso eh o que ja temos assistido. O enorme exodo dos catolicos para outras denominacoes cristas e outras religioes nao cristas.

Este tipo de comportamento ja aconteceu antes, na narracao biblica. No livro do Exodo 18, 14 temos: “Vendo, pois, o sogro de Moises tudo o que ele fazia ao povo, disse: Que eh isto que fazes ao povo? Por que te assentas so, e todo o povo esta em pe diante de ti, desde a manha ate ao por-do-sol?” Foi o sogro do Moises que sugeriu a partilha do poder e das responsabilidades a ele. Porem, sabemos que os papas ha muito nao tem tido sogros, nao se sabe nenhuma justificativa espiritual para o fato, e eh possivel que a febre do poder os esteja impedindo de enxergar direito.

Nisso eu falo porque ao longo da historia do catolicismo ficaram muitas questoes sem respostas e o numero de questionamentos estao surgindo como uma tempestade repentina. Diante disso, basta um so grande tropeco da cupula, para que toda a piramide venha ao chao.

Eu estou informando isso com antecedencia porque nao gostaria de ver isso acontecer. As consequencias serao imprevisiveis. Para muitos sera o fim-do-mundo. Mas no curso em que andam as coisas a queda eh inevitavel.

Que os que nao forem catolicos nao se rigozijem nisso. A desgraca dos outros nao vem ao bem de ninguem. A queda podera arrastar a muitos que nao sao catolicos junto. Nao pensem nos despojos. Pensem nos irmaos que precisarao da sua ajuda para se levantarem. Sejam bons samaritanos e nao usem isso para tentar converter os caidos ao seu ramo. Isso apenas aumentara as tensoes e as consequencias ruins da queda.

Os que quizerem trocar de denominacao que o facam por si mesmos, sabendo que nao estarao mudando do errado para o certo e sim mudando de um erro para outro. As mudancas que precisam ser feitas valem para todos. Nao apenas para os catolicos. Se todos mudarem para o bem, as diferencas ficarao apenas nos nomes das denominacoes. Os ramos serao convertidos a um mesmo tronco e os frutos serao todos iguais e igualmente doces.

Muitos indagam porque eu continuo catolico sabendo dos erros desta Igreja. A verdade eh que como seres humanos nos precisamos das instituicoes porque nao somos capazes de fazer tudo o que eh preciso isoladamente. Mudar de ramo religioso ou de religiao atualmente eh mudar de um erro para o outro. Em qualquer destas instituicoes que eu estiver a minha orientacao sera feita por Deus e nao pela instituicao. Isto acontece com todo aquele que Deus Reclama para Si.

Os que nao se preocupam muito com as Coisas de Deus podem ser melhorados pela religiao. Os que mais se ocupam com as Coisas de Deus procuram melhorar a pratica da religiao. Como catolico e com a Inspiracao em Deus eu poderei ajudar quando a queda chegar.

27. Conter o egoismo.

Na vida pratica a gente observa como o ser humano se deixou dominar pelo ter em detrimento do ser. Criou-se uma fantasia de que so seremos felizes se possuirmos certas coisas que sao caracteristicas do consumismo humano. O problema eh que quando alcancamos uma meta de consumismo, passamos a olhar para as pessoas que tem muito mais que nos. Isso faz a infelicidade dos espiritos nao preparados. Assim, ao inves de este olhar para os lados e para tras, para buscar ajudar aos outros que nao alcancaram ainda o mesmo patamar, ele prossegue tentando alcancar o teto, nao importa o que custar.

A propria sociedade como um todo incentiva este tipo de comportamento porque atribui o cunho de sucesso a quem possui mais. Por isso a atual sociedade eh dedicada aos que tem nao aos que sabem ou que sao. E todos somos verdadeiros filhos de Deus.

Ja ouvi mais de uma vez o conselho de fundar uma nova igreja em meu nome. O incentivo que dao eh o de que eu faria sucesso e ficaria rico. Talvez seja verdade que eu conseguisse o que nao tenho hoje mas isso seria apenas buscar a gloria dos homens, nao servir aa Vontade de Deus.

Quando eu comecei a escrever o primeiro livro da colecao do Conhecimento Com Respeito a Deus, que corresponde ao III volume, eu sofri a mesma tentacao que os antigos autores biblicos sofreram e se deixaram atrair por ela, ou seja, denominar a minha familia e o povo brasileiro como sendo os escolhidos por Deus.

Para justificar isso eu tinha versos biblicos como o que esta em Mateus, 21, 43: “Portanto vos digo que o reino de Deus vos sera tirado e sera entregue a um povo que lhe produza respectivos frutos.” Eu tinha o fato do grande sofrimento com que o povo brasileiro tem sido afligido, ao longo dos seculos, por possuir uma nacao admiravelmente rica, dita abencoada por Deus, enquanto a ignorancia das mas administracoes mantem o povo na pobreza e ignorancia ja por cinco seculos.

Se eu repetisse os erros dos autores do passado eu nao atrairia para nos a Benevolencia de Deus, porem, as pragas que acontecem aos povos quando os homens fazem planos sem consultar antes aa Vontade de Deus.

Ao contrario de muitos que buscam numa fe vazia uma forma de fazer milhoes de seguidores, eu busco no conhecimento uma forma de revelar a verdade. Nao importa se eu fizer seguidores ou nao. Eu busco a verdade. Crer ou nao no que eu falo eh uma opcao de cada um que ouve.

Contudo, por amor a Deus eu me lembrei que a minha escolha nao seria justa com Ele porque Ele nao faz distincao de pessoas. O povo d’Ele sao todos os que fazem a Vontade d’Ele, nao importa a nacionalidade ou a familia.

Para mim, eh melhor ser poeira nos Calcados de Deus que ser heroi nos livros ou sonhos dos homens. Todo livro e todo sonho terao fim. Antes nao ser relacionado nos livros humanos mas viver na Memoria de Deus.

A vida das pessoas que creem mas nao possuem nao precisa ser sem atrativos. Nao eh Deus Quem deixou de dar a elas o que elas merecem. O mundo eh uma heranca para todos nos. Mas o mundo eh administrado por seres humanos. As injusticas nascem deles. Se todos conhecessem a Deus, ninguem se preocuparia com as riquezas porque todos trabalhariam para o bem de todos e todo o resultado do trabalho seria partilhado, segundo a necessidade de cada um. E ainda assim, eu garanto a todos, nos teriamos que trabalhar menos e sobraria mais tempo para o nosso entretenimento e estudo da Palavra.

O mundo de Deus eh tao justo que a pessoa pode ter sido ateu sincero, enganada pela impressao do mundo de que Deus nao existe. Pode ainda ser um humanista sincero que alem de nao crer coloca o ser humano como o unico bem precioso da Creacao. Se praticarem o bem ou se fizerem o mal sem a consciencia disso, serao levados perante Deus junto com o servo fiel.

Claro, a fe daqueles eh a de que Deus nao existe. Ao serem apresentados a Ele terao o conhecimento da Verdade. Entao, eles imediatamente se converterao e receberao a mesma heranca que o servo fiel. Os erros do ateismo e do humanismo tornaram-se justificaveis porque os que creem nao conhecem a Deus e ensinam coisas erradas a respeito d’Ele.

O que cre com sinceridade, porem, precisa mostrar que realmente acredita, praticando as boas obras que os antigos e os novos ensinaram e que sejam derivadas do: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a si mesmo.” O que nos cabe eh observar se a pratica dos nossos ensinamentos estao provocando consequencias espirituais boas ou nao. As que provocam consequencias boas veem de Deus. As outras, dos proprios homens.

28. Quem eh mais inteligente?

Muitos dos fieis biblicos parecem atribuir aos personagens e escritores da Biblia uma inteligencia supernatural. Claro, estes acreditam que nao foram os homens quem escreveram os livros consagrados. Pensam que o Espirito Santo soprou o que escrever no ouvido deles e eles apenas anotaram.

Como ja foi demonstrado antes, nao ha a necessidade de repetir que, se fosse assim, nao deveriam haver contradicoes no texto. Mas pelo menos no Novo Testamento pode-se apontar uma fonte para os erros nele. Ela esta na 1Cor 9, 19-24. Ai esta escrito: “Embora eu seja livre em relacao a todos, tornei-me o servo de todos, a fim de ganhar o maior numero possivel. 20 Com os judeus, comportei-me como judeu, a fim de ganhar os judeus; com os que estao sujeitos aa Lei, comportei-me como se estivesse sujeito aa Lei, – embora eu nao esteja sujeito a Lei -, a fim de ganhar aqueles que estao sujeitos aa Lei. 21 Com aqueles que vivem sem a Lei, comportei-me como se vivesse sem a Lei – embora eu nao viva sem a Lei de Deus, pois estou sob a lei de Cristo -, para ganhar aqueles que vivem sem a Lei. 22 Com os fracos, tornei-me fraco, a fim de ganhar os fracos. Tornei-me tudo para todos, a fim de salvar alguns a qualquer custo. 23 Tudo isso eu o faco por causa do Evangelho, para me tornar participante dele. 24 Voces nao sabem que no estadio todos os atletas correm, mas so um ganha o premio? Portanto, corram, para conseguir o premio.”

Alem de Paulo ter cedido aa tentacao dos homens porque outros tambem fingiram coisas para ganhar o maior numero de fieis para os credos que exploravam, ele transformou a evangelizacao em um meio de competicao. A Igreja nao deve copiar o estadio e sim levar o santo comportamento para os estadios. No amor nao competimos, compartilhamos.

Jo 8, 32: “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertara.” Sao dois pontos de vista opostos em si mesmos. Um diz que usou do enganar para convencer aos outros e o outro afirma que a liberdade procede da pura verdade. O segundo esta correto na passagem citada mas ele proprio nao revelou a verdade, porque nao se limitou a relatar fatos ou analises dos fatos que cercaram a vida de Jesus. Como ja citei antes, eh so compararmos as narrativas do momento da prisao de Jesus, nos quatro evangelhos, para se observar que cada uma tem um sentido completamente diferente e, de certa forma, opostos.

O problema eh que tanto Paulo quanto Joao nao consideravam inverdade a alteracao de fatos, desde que, no final das contas, todos acreditassem no mesmo que eles proprios acreditavam. Fica obvio que eles usaram o enganar para conquistar. E isto poe em risco toda palavra humana sobre a veracidade teologica da Existencia de Deus. Paulo autorizou os seguidores dele a usar o mesmo metodo, dai as discrepancias no Novo Testamento.

E aqui voltamos aa dicotomia biblica. Ela prega um Deus Amoroso e Fiel; e outro deus vingativo e cruel. Um Deus de Amor; e outro deus do terror. Um Deus que Creou pessoas limitadas, sabendo dos pecados que iriam cometer; e outro deus que, muitas vezes, exige comportamento correto de alguns e que perdoa a iniquidade de outros. Um Deus que “nao faz diferenca entre as pessoas.” Atos 10, 34; e um deus que faz escolhidos. Deus com D nao vinga nem pune, Ensina e Orienta.

Porque eu estou mostrando tais coisas nao pensem que eu seja mais inteligente que ninguem. Se houvesse uma forma de medir com exatidao o grau de inteligencia de todas as pessoas, das inteligentes talvez eu seja a menos. Porem, a minha vantagem em relacao aas pessoas do passado eh ter vivido em um tempo em que se tem muito mais conhecimentos. Assim, eu posso estudar o que foi dito no passado e comparar com o que sabemos agora. Gracas aas revelacoes novas que temos de Deus nao eh tao dificil separar o correto do incorreto.

Assim como para mim os ensinamentos do passado parecem, muitas vezes, infantis na forma de entendimento (nao me refiro aa inocencia) eh possivel que, no futuro, alguem ira descobrir algo infantil no que eu tenho descoberto. No fundo, todos somos criancas em suas primeiras descobertas, para Deus.

29. Catholic Answers?

Catholic Answers Forums eh o nome de um sitio na Internet que deveria servir para demonstrar as razoes pelas quais a teologia Catolica estaria correta. Pelo menos, este eh o meu entendimento. O nome pode ser traduzido como Foruns de Respostas Catolicas.

Por algum tempo eu frequentei algumas paginas e debati varios assuntos com alguns contendores. Entre eles inclui-se um professante do judaismo moderno mas, em linhas gerais, eram catolicos mesmo. Enquadrados por mim ao nivel de tradicionalistas.

Notei que nao existe um debate aberto das questoes. O que ha eh um grupo de pessoas que cre na teologia ensinada pela nossa Igreja (minha e deles, nao necessarimente de todos que irao ler esta carta) Catolica mas que nao se sente seguro o suficiente para demonstrar o que acredita, sem ter que recorrer aa cartilha ditada pelo Vaticano. Alguns ate fazem algum esforco para dar alguma resposta quando sao surpreendidos por uma questao nova mas a maioria se sente ofendida quando uma questao nao tem como ser respondida pelo baixo conhecimento a respeito de Deus que possuem.

Percebi que o objetivo do sitio eh o de buscar converter os acessantes aa teologia da Igreja Catolica e nao necessariamente buscar o crescimento do pensamento cristao, o que eh o meu objetivo.

Para isso eu propus a discussao do tema: “Sera que a Divindade de Jesus eh um fato real ou um embelezamento?” A principio, alguns contendores se apresentaram com a ilusao de que suas proprias experiencias dariam respostas corroborando com a afirmativa sim para a Divindade de Jesus ser um fato real. Mas eu os bombardeei com tantas questoes, que eles nao sabiam responder, que os deixei a maior parte do tempo em posicao de defesa. Quando alguem assumia a posicao de ataque eu conseguia minar a posicao dele demonstrando porque a posicao nao era correta.

Alguns dos contendores tentaram minar a minha confianca afirmando que todos os questionamentos que eu fazia ja haviam sido levantados por outras pessoas; ou que a questao ja havia sido resolvida por decreto anterior da Igreja Catolica; ou que eu nao poderia querer saber mais que os milhoes de outros cristaos no mundo; ou que determinado santo da Igreja ja teria dado uma resposta aa questao etc. A unica questao em que fui questionado e que eu realmente fui informado de coisa nova foi terem me perguntado no que diferia as minhas conclusoes em relacao ao arianismo. (Coloquei um capitulo mais no final desta carta abordando o arianismo, assim aprenderemos juntos).

A principio assumo a minha completa ignorancia a respeito do assunto. Pensei tratar-se da cultura deturpada pelos Nazistas cujo nome tambem eh arianismo. O problema eh que existem duas grafias diferentes em ingles, dai a confusao. Busquei saber do que se tratava. Descobri que arianismo havia sido dado como nome ao partido de Arius, que defendia a validade de que a Trindade, como decretada em Niceia, nao existe porque Jesus e o Espirito Santo sao Creaturas de Deus.

Isto demonstra que desde o inicio haviam cristaos que conheciam partes da verdade que hoje-em-dia nao constam na teologia crista. Assim se deu por causa da historia da Igreja. A Igreja que iniciou o cristianismo nao determinava uma cupula de lideres com poder de determinar dentre opinioes diferentes uma a ser escolhida como verdadeira sobre as outras. Assim, o cristianismo era ecletico e democratico e os lideres das diversas igrejas espalhadas pelo mundo tinham autonomia junto a seus seguidores. A Igreja era mais semelhante aas nacoes atuais. Estava dedicada aa nacionalidade crista mas abrigava as divergencias em partidos com identidade propria. Neste caso, nao se creditava superpoderes a nenhum lider em particular. As pessoas eram mais iguais, dignas do mesmo respeito.

Porem, isso comecou a ser mudado a partir do Concilio de Niceia, onde o recem-convertido e empossado imperador romano: Constantino, impos aa Igreja um regime administrativo semelhante ao que considerava ideal para o Imperio. Foi, na sombra do imperador romano, que os papas comecaram a tornar-se absolutos como o imperador era. Isto quer dizer que eles comecaram a concentrar poderes nas maos mas nao a decretar suas preferencias ainda. Ha indicios de que pelo menos dois sucessores de Constantino I eram arianistas ou semi-arianistas. A questao somente foi imposta sob decreto no final do quarto seculo quando o imperio romano ja estava caindo e a Igreja passou por periodos de extremo poder e dominio. Isto se deu porque o poder politico das muitas nacoes em que o Imperio Romano se dividiu ficou inferiorizado em relacao aa Igreja.

Com isso, muitas questoes acabaram sendo decididas por vontade de um numero reduzido de pessoas que passaram a ter o poder de vida e de morte sobre o rebanho. Os pensamentos diferentes foram sendo dominados pela forca e nao por argumentos da verdade. Eh por isso que o catolicismo ficou refem de decisoes tomadas por mortos. Pessoas que decidiram segundo o entendimento que tinham no passado e que os lideres atuais nao se sentem confortaveis em contradizer porque estao presos aa mitologia de que as decisoes do passado foram inspiradas pelo Espirito Santo, sem nenhuma interferencia do entendimento humano.

A verdade eh que eu cheguei aa uma conclusao semelhante aas dos arianistas no passado, de forma totalmente independente deles porque nao tinha nenhuma informacao da existencia deles. E isto so veio comprovar as minhas conclusoes porque eu previ nos livros que escrevi anteriormente que muitos estudiosos enxergavam os erros teologicos que existem em nossas religioes e seus ramos religiosos, porque eu nao sou mais inteligente que ninguem, mas eles preferiam nao contestar, por nao se sentirem seguros e por nao terem uma concepcao completa para todo o texto biblico.

Outro fator que os impedia de chegar aa verdade eh o conhecimento incompleto da vida como um todo. Muitas vezes os teologos conhecem profundamente o que esta escrito mas nao tem os conhecimentos externos suficientes para compreende-los.

30. Nem padres (sacerdotes) sabem tudo.

Um exemplo pratico disso eu testemunhei na ultima pratica que frequentei na igreja, antes de escrever isto. Para explicar o entendimento da leitura que tinha, o padre disse que animais outros que nao o ser humano nao eram inteligentes, nem possuiam conhecimentos transcendentais. Ele esta repetindo um mito que tem sido derrubado pelas atuais pesquisas com animais, mostrando que alguns deles possuem grau de raciocinio semelhante ao de criancas e ate adultos humanos com menor treinamento. Ate a transcendencia esta sendo questionada porque isto foi visto em um fato curioso.

Cientistas que trabalham com gorilas ensinaram a linguagem de sinais para as cobaias deles. Uma gorila conseguiu nao apenas comunicar com os seres humanos mas tambem criar palavra nova e inclui-lo no vocabulario.

Outra perdeu o filhote e o carregou por dias como se nao conseguisse superar a dor da perda. Quando ela resolveu deixar o corpo do filhote de lado e nao mais procura-lo, a cientista quis consola-la dizendo que entendia a dor da perda causada pela morte. Entao, a gorila comunicou-se com ela dizendo que o filhote nao havia morrido, estava viajando.

Nao se sabe ate que ponto o pensamento da gorila foi aprendido pelo contato com a cultura humana. Certo eh que os cientistas nao ensinaram, intencionalmente, nada de religiao. O fato eh que, seja como for, animais outros tiveram a capacidade de incorporar a transcendencia aa sua propria cultura, caso isso ja nao fosse proprio. Esta eh uma questao que nenhum teologo biblico levou em conta para chegar aas proprias conviccoes teologicas antes de agora. Embora, religiosos de culturas diferentes das culturas biblicas ja houvessem admitido alguma semelhanca transcendental entre seres humanos e os outros animais. O vegetarianismo acabou surgindo disso.

31. A expusao do Catholic Answers.

O meu pressentimento foi o de que os meus argumentos no Catholic Answers estavam incomodando mais que o esperado. Tambem que alguns dos contendores estavam aflitos para que eu fosse expulso dos debates. Percebi que isto seria apenas uma questao de tempo para acontecer.

Tivemos um impasse onde parecia que ninguem mais tinha nada a me responder. Passaram-se varios dias sem que nenhuma resposta nova aparecesse desde a minha ultima argumentacao. Entao, preparei um pequeno apanhado de informacoes a respeito do assunto Divindade de Jesus, dividi em cinco capitulos e uma conclusao e os coloquei inteiros no forum.

Imediatamente recebi correspondencia de dois contendores e, antes que pudesse dar respostas a estes, recebi tambem uma comunicacao confidencial. Era curta e objetiva. E a ansiedade de expulsar-me ficou estampada nela. As minhas intervencoes nao batiam com a “aganda” da C. A. F. Tiveram tanta pressa de escrever que erraram a grafia da palavra agenda que eh a mesma nas duas linguas que falamos. Realmente, a minha “aganda” eh a de libertar o povo de falsas interpretacoes e a deles eh mante-las.

32. Argumentos que usei nos debates.

Como meus contendores estavam um pouco chocados por eu ser catolico, ao mesmo tempo com um pensamento tao diferente do deles, alguem chegou a dizer que a recepcao menos hospitaleira era o que eu devia esperar por causa da minha ousadia.

Entao eu expliquei que aquela era a reacao que eu esperava porque sabia que estava lidando com pessoas humanas, porem, nao era a reacao correta, inspirada em Coisas do Ceu. No Ceu, a hospitalidade eh sagrada mesmo entre pessoas que tenham tido diferentes credos na Terra.

Tambem mostrei a eles que seria bom para eles conhecerem as argumentacoes que contradizem a teologia na qual eles acreditam porque isso os prepararia para contendas mais dificeis. Mas eh possivel que eles nao tenham compreendido a minha boa vontade, imaginando que o meu objetivo fosse como o deles: de forcar-me a acreditar no que eles falavam sem pesar ou medir nenhuma consequencia.

Alias, um deles mencionou que era perigoso o meu pensamento. Infelizmente, nao tivemos tempo para identificarmos o sentido que ele usou a palavra. Eu so posso imaginar que ele pensasse nas reacoes que as pessoas teriam em relacao ao pensamento diferente, ja antevendo algum disturbio na historia humana.

Muitos podem revoltar-se porque serao informados de que o que acreditam nao eh inteiramente verdadeiro e estes confiaram que a Igreja sabia decidir em lugar deles entre o bem e o mal, mas ela eh falha. Isto, porem, nao eh uma consequencia do revelar-se o que eu sei. Isto eh consequencia do despreparo das pessoas em acolher os pensamentos diferentes. Este despreparo eh consequente da ma orientacao dada pela Igreja. Eh um egoismo que as pessoas tem em pensar que elas sabem, portanto, nao aceitam ser contrariadas. Estas pessoas precisam lembrar-se que a verdade surge para liberta-las dos enganos que todos estamos sujeitos a cometer.

A nos, que foi dado saber coisas novas, nao eh dado o direito de esconde-las porque iremos machucar o orgulho de parte da populacao. Esconder a verdade nos transforma nos pecadores que cometem o mais detestavel para os Ceus, ou seja, para evitar a contrariedade de alguns, permitirmos que a inverdade prevaleca sobre todos.

Eu tenho que concentrar-me naquilo que julgo ser correto e verdadeiro. Entre correr riscos eu prefiro correr os meus defendendo as coisas que acredito senao nao terei forcas ou animo para dialogar com meus contendores. Entre correr o risco defendendo a verdade elaborada pelos homens e a Verdade Concedida por Deus, ninguem tem duvida em favor da segunda. Melhor eh enfrentar a “ira de Deus” que ganhar o amor dos homens a qualquer preco. Falo isso porque nao creio que Deus tenha a irracionalidade humana de se deixar guiar pela ira. Deus sempre sera Amor.

Outro risco eh o de contrariar interesses de muitos. Alguns podem inclusive reagir com violencia. Esta eh uma das razoes pelas quais nao tenho posto os nomes de outros alem do meu. Eu preciso correr riscos para que a verdade nao seja escondida. Quem discordar do que eu disser que me mostre, com argumentos validos, e eu reconhecerei se errei ou nao. Qualquer violencia contra mim indicara a minha razao porque quem tiver melhor razao nao precisara fazer uso da violencia.

Existem aqueles que nem creem em nada mas se sentirao prejudicados, pois, fazem comercio dos produtos que sao vendidos em festas religiosas como o natal. Ora, eu nao vim para abolir festa alguma. O dia 25 de dezembro sempre foi comemorado milenios antes do ano em que Jesus nasceu. Esta nao eh a data verdadeira do nascimento dele mas foi escolhida porque os seres humanos nao sabem qual foi exatamente ela, e foi usada para apagar da memoria do povo o significado anterior que o dia tinha.

O natal eh apenas uma tradicao que nao causa mal algum a ninguem, desde que se saiba toda a verdade. Se ele significar para nos o nascimento de um grande profeta, muito valor tera a data junto ao Ceu. Seria bom termos uma festa como essa todos os dias, sem esquecermos o sentido espiritual de agradecimento que devemos a Deus. Temos primeiro que manter a verdade antes de tudo. Os vendedores sempre criarao razoes novas para venderem mais os seus produtos, embora o consumismo nao faca bem aa saude dos compradores e nem aa do planeta. De toda forma, se os vendedores querem vender os produtos deles a qualquer custo, cabe a nos decidir o que comprar ou nao.

Mas a verdade eh que nao estou nisso para contrariar ninguem. Eu estou colocando o mundo nas Maos de Deus e nao existem maos mais seguras que As d’Ele. Somente os que nao creem pensariam em interesses outros que o serem recebidos por Deus.

Eu aceito o risco de expor a verdade porque eu creio nela, e a vida sem ela eh vazia. Todos podemos ser mortos em razao do que cremos, mas a morte do corpo jamais matara a razao que temos. Mesmo sem o corpo estaremos para sempre presentes por causa da nossa razao.

O Amor de Deus contudo nao eh como o amor das Igrejas. Basta olharmos para o mundo e veremos como eh Grande o Amor de Deus. Ele permite que aconteca o bem e o mal tanto aas pessoas boas quanto mas. Ele nao fica tentando obrigar a ninguem a agir contra a propria vontade ou contrario a aquilo que acredita. Contudo Ele preparou condicoes, desde o Principio, para mostrar-nos que agindo mau seremos responsaveis por consequencias ruins que afetarao aas nossas proprias vidas, aas dos outros e aas de nossos descendentes. Se agirmos bem, as consequencias serao boas para todos. Nosso mundo estando como esta so pode significar uma coisa: nos e nossos antepassados fizemos mais escolhas ruins que boas, portanto, eh preciso corrigi-las.

Estou certo de que a “Santa Madre Igreja” tem sido responsavel por muitas e muitas decisoes erradas no mundo. Manter e sustentar os erros dela nao ira conduzir-nos a uma sociedade mais justa, por milagre. Eu nao quero que a cupula da Igreja Catolica ou de outras decidam por mim o que eh preciso fazer. Seria muito comodo para mim deixar que as liderancas decidissem por mim enquanto eu levaria uma vida inteiramente sem compromisso com esta responsabilidade.

Assim, quando eu me apresentasse a Deus eu poderia alegar que eu estivesse livre de qualquer culpa porque havia agido exatamente como fora orientado pelos administradores da Igreja. Mas eu sei que Deus Eh Justo. Ele poderia simplesmente me dizer: “Quero, entao, que voce me de conta da inteligencia e capacidade de discernimento que te Concedi. Eu o Fiz tambem para ter vontade propria e voce nao eh mais crianca para se esconder atras das vestes de outros. Eles pagarao pelo que fazem mas a sua contribuicao sera cobrada de ti.” Nao me restaria alternativa a nao ser enrubescer-me de vergonha.

Por que eu mentiria para preservar-me se a mentira nao me ajuda em nada perante Deus? Eu prefiro ter coragem perante aos homens que vergonha perante Deus, embora, saiba que Ele Eh Quem Sabe perdoar.

33. No calor do debate.

Na sequencia do debate foi alegado que eu estaria querendo ser mais forte que a tradicao de 2.000 anos. Respondi que no tempo de Jesus a tradicao mosaica tinha por volta de 1.400 anos e dizia que o Livros da Lei tinham sido dados a Moises por Deus. Em Mc 10 e Mt 19 narra-se que Jesus afirmou que Moises aceitara mudar as leis em funcao das cabecas duras dos homens. Portanto nao se diga que o que esta escrito vem puramente de Deus.

A tradicao da Arca de Noe eh muito mais antiga e acreditava-se que tinha havido uma inundacao em todos os cantos do planeta. Mas a civilizacao egipcia antiga contradiz isso. Ela comeca antes da data prevista para a existencia de Noe, passou por Noe e foi terminar com Cleopatra, mais ou menos no tempo de Jesus, ininterruptamente. E tudo esta registrado nos hieroglifos e nos achados arqueologicos que os comprovam.

Tanto nos livros de Atos quanto nas Cartas de Paulo esta escrito claramente que Deus ressuscitou a Jesus. Nos evangelhos esta escrito que Jesus ressuscitou mas nao explicam se foi por ele mesmo ou teve ajuda, portanto, vale a versao que fornece melhor detalhes e mais antiga. Isto prova que Jesus nao tinha vida em si mesmo, porem, Deus Tem. Deus nao morreu nem nunca morrera. A morte eh um sinal de imperfeicao, segundo os proprios escritos biblicos, assim, somente Deus Eh Perfeito.

Tambem expliquei com todas as letras porque Jesus e o Espirito Santo nao sao Deus no sentido estrito da palavra. O que chama atencao eh ele proprio chamar-se o Filho do Homem. Como sabemos que nao existe o Deus feminino, tanto eh que Jesus nasceu de uma mae humana, entao, ele eh creatura e nao o Creador. A propria palavra filho designa descendencia, ou seja, eh o que surgiu posteriormente.

Durante toda a Escritura nos temos indicativos dessa inferioridade de Jesus em relacao a Deus. Mc 13, 32 mostra que Jesus nao sabia nem o dia nem a hora em que as coisas previstas iriam acontecer, e alega que Deus sabia. Mc 9, 37 afirma que Jesus era um enviado. Joao 13, 16 salienta que o servo nao eh maior que o seu senhor. Atos 3, 26 aponta que Deus ressuscitou Jesus.

Alguns creem na possibilidade de Jesus ter sido um homem perfeito na Terra e depois ganhou o status de Deus Perfeito, no Ceu. Mas a passagem ICor 15, 26-28 demonstra que nao. Nela Paulo afirma que Jesus continua sendo o Filho do Homem e devolve tudo o que lhe havia sido confiado pelo Pai, inclusive a si proprio, para que Deus seja tudo em todos. O verso 27 ressalta que Deus nao se submeteu a Jesus e o 28 afirma que o contrario aconteceu. Se Jesus fosse Deus nos teriamos uma relacao de Senhor para Senhor entre eles e nao Senhor e servo.

Se houvesse uma relacao verdadeira de Senhor e Senhor de Deus para com Jesus e Jesus se mostrasse como servo, ou seria teatro ou mentira. Porem, as Escrituras nao mencionam nenhuma dessas duas opcoes.

A propria Biblia da a entender que o Espirito Santo teria sido enviado por Jesus como o Consolador pela perda dele proprio. Lucas 1, 35: “O anjo respondeu: “O Espirito Santo vira sobre voce, e a forca do Altissimo a cobrira com sua sombra. Por isso, o Santo que vai nascer de voce sera chamado Filho de Deus.”” Eh obvio que uma passagem nao tem a propriedade de explicar tudo mas esclarece bem a aqueles que ja conhecem o restante das Escrituras. Mas pode-se entender ai que o Espirito Santo ja estava a servico de Deus antes de Jesus nascer. E que Jesus foi gerado pela forca de Deus atraves de sua Sombra, como eu ja comparei anteriormente, o Espirito Santo.

Assim, o Espirito Santo tem ascendencia sobre Jesus e nao o contrario. E o verso conclui que Jesus “seria chamado” Filho de Deus, ou seja, nao o era no sentido estrito da palavra. Segundo as Escrituras, Jose era chamado pai de Jesus e nem por isso deve ter sido, biologicamente falando. Apesar de Lucas dar a entender o contrario em 3, 23 onde esta escrito: “…E, conforme se pensava, ele era filho de Jose, filho de Eli …”

Esta presente observacao nao entrou no debate mas eh de suma importancia. Para defenderem a ideia de que Jesus seria o Messias (Cristo) esperado pelos judeus, os primeiros cristaos usaram em muitas oportunidades a passagem do Salmo 110 (109), 1 que fala: “Oraculo de Jave ao meu senhor…” Em outras versoes biblicas e nos livros do Novo Testamento ha a versao: “Disse o Senhor a meu senhor…” (confiram: Mt 22, 44; Mc 12, 36; Lc 20, 42 e At 2, 34 que derivam das mencoes de Paulo nas cartas: 1Cor 15, 25; Ef 1, 22; Cl 3, 1 e Hb 1, 13). A passagem do Salmo 110 foi usada para contradizer o que havia sido escrito anteriormente a respeito de o Messias (Cristo) ser descendente de David, ou filho de David como muitas vezes eh chamado.

Porem, eh possivel que nem todo estudioso atentou para a inocencia ou “malandragem” dos autores do Novo Testamento. No salmo, atribuido aa autoria de David, o segundo senhor esta escrito com s minusculo, ou seja, mesmo que David tivesse falado a respeito de um futuro Messias, o que eu ja demonstrei ser impossivel, ele saberia que o senhor dele poderia ser, no maximo, um servo de Deus e nao uma suposta segunda pessoa de Deus. Se nao fosse o caso, David teria usado a primeira letra em maiuscula porque, Senhor, ja era outro nome atribuido a Deus na Biblia. Na inocencia, os primeiros autores cristaos nao observaram o detalhe, cometeram um engano, e as geracoes seguintes preferiram nao enxergar o obvio.

34. Definicoes importantes de Profecia.

Quando se fala em profecia, geralmente nos associamos a palavra com adivinhacao de futuro, previsao, premonicao e pressentimento. Mas Profecia no sentido Divino nada tem haver com essas outras palavras. Profecia eh o recurso que uma pessoa melhor preparada se utiliza para orientar as outras no sentido de seguirem o caminho reto que leva a Deus.

A adivinhacao de futuro foi introduzida nos livros biblicos devido aa influencia de outras religioes que participaram na formacao do judaismo antigo. A gente pode apontar, sem sombra de duvida, os mesopotamicos e os egipcios como duas dessas influencias.

A adivinhacao do futuro eh uma tentacao presente na vida de todo ser humano. Como fala o ditado: “a carne eh fraca” e eh tambem ansiosa. Como o futuro nao existe ainda para nos, nos disperta a curiosidade de sabermos, com antecedencia, o que nos acontecera.

No passado, onde os livros foram escritos, essa tentacao era ainda muito maior devido a falta de conhecimento dominante ate entre os considerados mais sabios de todos. Ninguem sabia nem como explicar a formacao das chuvas, do orvalho, ou do gelo; nem em que direcao os ventos soprariam. Leiam o capitulo 38 do Livro de Jo e vejam quantas perguntas que foram feitas, como se fosse sabedoria, mas que, na realidade, eram fruto da ignorancia do autor, porque hoje-em-dia as respostas nao sao segredos para ninguem.

Eh claro que os judeus (israelitas em tempos mais antigos ou hebreus no passado mais remoto) sentiram o peso da concorrencia porque todos os cultos pagaos em torno deles tinham os adivinhos. Embora essa atividade seja condenada pelos primeiros profetas, sao muitos os exemplos dos que usaram este recurso e sao considerados personagens exemplares na Biblia. Para driblarem o escrutinio dos observadores, usou-se o recurso de que o futuro teria sido, supostamente, revelado por Deus. Como ja foi dito, suposicao impropria para ter havido.

Premonicao e pressentimento sao previsoes que acontecem onde a gente usa os nossos inconscientes. Elas nos avisam de coisas que podem acontecer mas nem sempre se concretizam. Geralmente, a gente nem sabe o que ira acontecer realmente. Sao permitidos mas nao contam com o nosso controle.

A previsao eh uma que nos eh permitida por Deus. Trata-se apenas do acumulo de dados de informacoes onde sabemos as consequencias que elas podem levar. Dai podermos prever o futuro proximo mais possivel. Assemelha-se aa previsao do tempo que hoje-em-dia todos consultamos antes de sair de casa. Sao baseadas em informacoes de ciencia. Nao eh consulta a coisas inanimadas como as cartas, as visceras de cadaveres, os astros ou espiritos que nao se sabe a origem. Ai se inclui os urim e tumim usados pelos israelitas (Ex 28, 30 e Lv 8, 8). Tambem a cabala que nem eh citada na Biblia.

A adivinhacao de futuro nao eh em nenhum sentido profecia. Deus nao nos revela o futuro porque Ele nao mente em circunstancia alguma. Porem, o que Ele fala tem o valor de um decreto mandatorio, ou seja, o que Ele fala que acontece nao ha como o evitarmos. Assim, se Ele tivesse feito o Plano de Salvacao do mundo, contando com os acontecimentos na vida de Jesus, entao, todos os que pecaram na trama que envolveu o assassinato dele seriam santos, obedecendo aa Vontade de Deus. Nos sabemos que nenhum assassinato eh da Vontade de Deus, portanto, ha um grande engano nas pessoas pensarem que Deus tivesse predeterminado aquilo como Plano d’Ele.

O erro esta na interpretacao que os autores fizeram ao escreverem os livros e na dos que ate hoje acreditam e perpetuam o engano.

Para nos, o futuro nao tem forma definida. Ele eh uma consequencia do que praticamos. Se desejamos que coisas boas nos acontecam, facamos o bem. Se desejamos coisas ruins, pratique-se o mal. Isto nao quer dizer que devemos nos acomodar com o mal que nos eh feito. Se alguem nos faz o mal, devemos buscar uma forma de evitar este mal, instruindo ao malfeitor para que ele nao o repita e prossiga praticando o mal. Assim estaremos evitando o mal que nos pode acontecer e ajudando a alguem a ser salvo. Nos devemos ser melhores que aqueles que nos querem mau porque eles ainda nao conhecem a Deus como nos. Quando conhecerem, quererao fazer apenas o bem.

Um dos grandes erros de parte do cristianismo eh tomar o Livro do Apocalipse como sendo uma adivinhacao do futuro. Ele tinha sua aplicacao na epoca em que foi escrito e servia para orientar as igrejas a evitar o que ja havia acontecido em Jerusalem e a Juda. Os cristaos estavam sendo perseguidos e era preciso prepara-los para evitar as consequencias disso. O livro Continua valido porque exorta a que continuemos fieis a Deus.

Porem, nao eh nosso dever esperarmos eternamente por uma batalha final. O proprio autor abre o livro falando em “coisas que devem acontecer muito em breve, pois o tempo esta proximo.” Joao, o autor do livro, estava apenas prevendo coisas que poderiam acontecer ou nao. No entanto, desde entao passaram geracao apos geracao e o objetivo do livro ficou mal entendido. Todas as geracoes se prepararam para as guerras e fizeram as guerras. Para muitos isto foi o fim-do-mundo. Para contradizer os que viviam das guerras, Mateus nos avisa no capitulo 5, 9: “Felizes os que promovem a paz, porque serao chamados filhos de Deus.”

Se os mais de dois bilhoes de pessoas que se acham no direito de se chamarem cristaos ouvissem o Poder da Palavra de Deus este mundo ja estaria transformado em algo semelhante ao Reino de Deus e, ao inves da gente repetir a oracao: “Venha o teu reino” Mt 6, 10, nos tomariamos a consciencia de que entre as coisas boas que virao com o Reino de Deus esta o reino que Ele Exercera sobre nos. Ou seja, de nada vale sequer uma palavra das Escrituras se nao aceitarmos antes que Deus Reine sobre nos. Lembremos que nao existe um futuro individualizado, o futuro eh sempre coletivo, assim como a vida tambem eh.

Quando alguem fala que eh capaz de ver o futuro esta mentindo. Principalmente quando este futuro eh distante e nao existem dados confiaveis para se fazer uma previsao. Estes desejam apenas influenciar o futuro que pertence a Deus e a vida dos outros, porque se o mundo acreditar na adivinhacao que o adivinho declarou ira trabalhar para que ela aconteca e, pelo medo que ela provocar, deixara de tomar as medidas corretas para evita-la. Caso a previsao seja de coisas ruins.

Se voce confiar que um espirito qualquer possa te revelar um futuro, tome muito cuidado para nao ser enganado. Se ele pode revelar-lhe algo, podera ele proprio fazer ou colaborar para que isso aconteca. Entao, isso nao passa de enganacao, porque ele nao estava te revelando um futuro, estava declarando o que ele proprio planejava fazer.

Toda vez que se adivinha o fim do mundo e isso nao acontece, aumenta-se mais a descrenca na Verdade da Existencia de Deus. Os adivinhos e interpretes do Apocalipse como se fosse uma adivinhacao de futuro estao trabalhando contra o Plano de Deus. O que eles estao fazendo eh transformar a Verdade de Deus em objeto de deboche, porque fazem adivinhacoes que nascem de si mesmos e envolvem erroneamente o Nome de Deus.

35. Paulo ja sabia.

1Ts 5, 19-22: “Nao extingam o Espirito, 20 nao desprezem as profecias; 21 examinem tudo e fiquem com o que eh bom. 22 Fiquem longe de toda especie de mal.”

Os ramos religiosos cristaos tem por habito usar certas citacoes biblicas com a boa intencao de orientar os fieis a andarem num determinado caminho que consideram o melhor. Porem existem certas partes da Biblia que a gente raramente ou nunca ve presentes nos sermoes. Uma delas eh a citada acima. Em cada versao da Biblia que leio muda-se a pontuacao com objetivo unico de ocultar o que nela esta escrito.

Os religiosos desejam que leiamos esta passagem ressalvando que examinemos todo o resto das coisas para fazermos opcao entre o que eh bom e que eh mal, excetuando aquilo que esta escrito na Biblia. Na verdade, nada indica que Paulo desejasse esse tipo de leitura dos escritos dele. Quando ele fala “tudo” eh tudo mesmo, sem excecoes.

A gente pode coletar outras lembrancas de Paulo para comprovar isso. 2 Cor 3, 7-8: “E, se o ministerio da morte, gravado com pedras em pedras, se revestiu de gloria, a ponto de os filhos de Israel nao poderem fitar a face de Moises, por causa da gloria do seu rosto, ainda que devanecente, 8 como nao sera de maior gloria o ministerio do Espirito!” Na Carta aos Hebreus, justamente para salientar a superioridade que Paulo acreditava existir no ensinamento cristao, ele desdenha da Alianca anterior, usando estas palavras no capitulo 8, versos: “7 Porque, se aquela primeira alianca tivesse sido sem defeito, de maneira alguma estaria sendo buscado lugar para uma segunda.” e “13 Dizendo “alianca nova”, Deus declara que a primeira ficou antiquada; e aquilo que se torna antigo e envelhece, vai desaparecer logo.”

Na citacao de 2 Cor, Paulo chama de ministerio da morte aas “Leis de Deus”, intermediatas por Moises. Na Carta aos Hebreus ele reconhece defeitos na Lei e conclui que ela cairia em desuso.

Apesar disso, nos sabemos que nem tudo na Lei atribuida a Moises eh invalido e agora voces estao sabendo que nem tudo no Novo Testamento eh igualmente valido.

36. Temer ou amar a Deus?

Uma das coisas que se pode considerar invalida, tanto no primeito quanto no segundo Testamentos, eh a ideia de que temos de temer a Deus. Com certeza, todos os pais desejam ser obedecidos pelos filhos, ainda mais Deus que quer apenas o Bem e conhece as consequencias de todos os nossos atos.

Contudo, nos somos seres humanos e nos usamos o ambiente aa nossa volta como escola e fonte de concepcao da cultura que incorporamos. Por certo, o homem primitivo aprendeu a temer os perigos que o cercavam e chegou aa conclusao de que: ser temido seria a melhor maneira de se impor aa natureza e concluiu que a mesma estrategia poderia ser aplicada junto aa familia. Mais tarde, os chefes aplicaram isso aas tribos ate ao nivel das nacoes. Assim, concluiu-se que o respeito era um derivado do medo.

Antigamente, quando eramos criancas, esta era a filosofia que dominava. Nossos pais nos impingiam medo e nao respeito. Claro, paralelo a isso aprendiamos tambem o respeito, porem, de uma forma secundaria, particularmente atraves da intervencao materna, por as maes permanecerem junto aos filhos no ambiente do lar e por darem a atencao ao dialogo. Com a maturidade a gente passava a compreender os exemplos paternos que se sacrificavam nos trabalhos para dar suporte material.

O desenvolvimento do respeito era indireto mas o medo dominava. O que se podia observar era que quanto mais agressivos e abusivos eram os pais, mais os filhos nos pareciam indisciplinados. Os pais pensavam que a agressividade era necessaria para conter a indisciplina e nao percebiam que obtinham o resultado oposto do que desejavam.

Isto se da por causa da quebra da confianca. Como a crianca percebe que seria punida por fazer coisas que, aas vezes, nem sabia que eram proibidas, aprendia a esconder dos e a mentir para os pais, num instinto natural de autopreservacao.

As pessoas que se sentiram inspiradas por Deus para falarem em nome d’Ele nao souberam sair desse vicio incorporado pela tradicao humana. Portanto, eles se inspiraram no proprio exemplo humano para chegarem a certas conclusoes a respeito de Deus. Ora, os pais tinham direito de vida ou morte sobre os filhos, no tempo pre e apos a escrita biblica, dai eles concluirem que Deus usasse criterios semelhantes. Somente com o detalhe de o Poder de Deus ser tao incompreensivel para eles que as punicoes atribuidas a Deus passaram a ter requintes de crueldade e injustica, pelas concepcoes dos escritores. Mas os pregadores da epoca justificavam suas teorias dizendo que Deus tudo pode.

Eles ainda nao conheciam a definicao exata dos Poderes de Deus. Na verdade, Deus tem o Poder para fazer o que quizer. Isto eh verdade. Porem, para que Ele permanceca Santo, Ele limitou-se a praticar apenas o Bem.

Bom, na Biblia nos temos centenas de exemplos onde a Teologia do Medo eh oferecida em detrimento da Teologia do Respeito e do Amor. De Genesis a Apocalipse nos encontramos expressoes contendo as palavras: furor, colera, ira, terror, temer, temor, medo, pavor e outras onde se nota a clara intencao dos autores de passarem esta ideia equivocada da Pessoa de Deus.

Tudo isso esta particularmente ligado aa suposicao de que Deus fosse uma pessoa vingativa. Desde Genesis ate Apocalipse encontram-se as palavras vingar, vinganca e vingador como se isto representasse parte da Justica de Deus.

E esta eh outra daquelas dicotomias que separam a verdade da impressao de ser verdade, dentro dos textos biblicos. Isto se pode explicar por causa do ambiente em que viveram os autores dos livros. Se alguem ler a Biblia do inicio ao fim, particularmente o Velho Testamento, e anotar as vezes que as palavras inimigo e amor aparecem, percebera que a primeira esta muito mais presente. Uma excecao eh o livro Cantico dos Canticos onde a palavra amor aparece repetidamente referindo-se ao amor fisico entre os nubentes. Claro que isso nao contaria para o caso teologico especifico.

Apenas para resumir o tema, vou citar dois versos em, 2Rs 2, 23-24: “Dai Eliseu foi para Betel. Enquanto subia pelo caminho, um bando de garotos, que tinham saido da cidade, comecaram a zombar dele, gritando: “Suba careca! Suba careca!” 24 Eliseu virou-se, olhou para eles e os amaldicoou em nome de Jave. Entao duas ursas sairam do bosque e despedacaram quarenta e dois garotos.”

Esta passagem eh emblematica. Tanto provoca duvida dos teologos que as versoes se alternam na traducao da palavra. A citacao acima foi retirada da versao catolica. Na versao evangelica a palavra eh substituida por “rapazinhos”. Somente na inglesa que tenho ha a coragem de expor a verdade: “little children.” Ao pe-da-letra seriam criancas pequenas.

E eh contra esse tipo de abuso que fez Marcos, o evangelista, lembrar-se de eternizar a atitude de Jesus frente aas criancas. Em Mc 10, 13-16 os discipulos de Jesus queriam impedir que as criancas se aproximassem dele, provavelmente, lembrando-se daquela passagem em 2Reis. Mas Jesus repreende a eles e a Eliseu mostrando que estavam enganados.

Nao existe evidencia alguma da versao de 2Reis ser verdade de fato. Possivelmente nao. O que induziu o autor a escreve-la nao foi o temor ou terror de Deus. O que ele imaginava era incutir a ideia de que os sacerdotes mereceriam o respeito conquistado atraves do medo. Jesus, porem, substitui o medo pela sabedoria. O problema eh que esta licao nao foi absorvida por todos os autores biblicos apos Marcos e ela tem sido ignorada ate hoje por todas as igrejas cristas que continuam tentando incutir mais o terror que o Amor de Deus.

A verdade eh esta: em nenhum momento Deus se deixa levar pela ira e nem quer provocar o terror ou o temor a Ele. Estas sao reacoes humanas que demonstram a imaturidade das pessoas que tem sentimentos inferiores. Apesar de Deus nao aprovar nenhum de nossos maus comportamentos, eh impossivel a Ele se irar porque Ele tinha a Perfeita Ciencia do que fariamos desde o Principio. E como Ele nao interfere diretamente com as nossas vontades, Ele ja nos preparou, desde o Principio, formas para que nos proprios cheguemos aas solucoes para os nossos problemas. O mal que praticamos sempre tem consequencias e, se formos inteligentes, isto nos basta para evita-lo.

No caso da passagem em 2Reis, o objetivo do autor era o de incutir o medo de si proprio e nao de Deus, embora tenha usado o Nome de Deus em vao. Imaginem o horror que tal cena tenha provocado no imaginario popular. Mas ela apenas desvia o entendimento humano da Verdadeira Personalidade Divina.

As criancas usadas na estoria, alem de inocentes, nao deveriam estar mentindo. Eliseu deve ter sido mesmo careca. A parabola apenas demonstra que ele nao aceitava esta condicao que a natureza lhe dera. Teria sido muito melhor que os autores inventassem uma estoria em que ele acolhesse com carinho aas criancas e aproveitasse o momento para ministrar a elas bons ensinamentos. Isto sim eh agir por amor a Deus.

Porem, os seres humanos sempre estao parcialmente presos ao tempo em que vivem. No tempo em que se acredita que o livro 2Reis foi escrito ninguem realmente conhecia a Deus como Ele realmente Eh. Nem nos podemos ter absoluta certeza de que ja O conhecemos sem interferencia alguma do tempo.

37. O tempo e os ventos.

Ate hoje, nossas religioes e ramos delas trabalharam em cima da dicotomia temor e amor. Porem a porcao temor serve a alguns seres humanos mas nao a Deus.

Fica emblematica, por exemplo, a historia da nossa Igreja Catolica que um dia orientava os fieis a nao lerem os livros biblicos sem a orientacao de alguem autorizado por ela. O temor era o de que as pessoas chegassem a conclusoes diferentes da dela e se criassem impasses de discordia, levando a ruptura. Nao ha mal algum em se ter conclusoes diferentes em relacao aa posicao da Igreja. O mal esta em nao haver o dialogo que possibilite mostrar-se as razoes para a diferenca da conclusao e, entao, eleger-se a razao conciliadora. Qualquer decisao sem dialogo eh pura prepotencia, totalitarismo e orgulho juntos.

Aquela nunca foi a Vondade de Deus. Porem esta Vontade ficou esquecida em inspiracoes resumidas nas passagens biblicas, justamente por causa do egoismo de todas as liderancas humanas, desde os hebreus, israelitas, antigos judeus, primeiros cristaos ate aos dias de hoje. Eh sempre o desejo do ser humano de possuir e concentrar o poder que o leva a nao partilhar e nao obedecer aaquilo que foi deixado de lado.

Vejamos, os primeiros povos, que seguiram a teologia do Deus Unico e Vivo diziam-se escolhidos por Ele. Isto eh um reflexo do deus tribal. Deus tribal eh aquela figura ou forma de como as pessoas criam em Deus. Como o conhecimento era pequeno, entao, cada tribo tinha uma concepcao menor de Deus. Davam aa imitacao um nome considerado sagrado por elas e seguiam tropecando pelos caminhos da vida.

A particularidade da imitacao de Deus eh que cada tribo tomava posse dela e o chamava de meu deus porque pensava que fosse ela quem respondia aas suas preces. Com o passar da Historia humana, tribos foram conquistando tribos e formando as nacoes maiores. Como as primeiras nacoes criadas eram formadas por pessoas de genealogia semelhante, formaram povos e se somaram os deuses, formando o politeismo. Algumas das primeiras tribos ja eram politeistas porque atribuiam a cada poder da natureza a uma imitacao de Deus.

Quando os imperios se formaram, as pessoas passaram a considerar verdadeiros os deuses que eram cultuados nas nacoes que dominavam as outras. Elas consideravam que eram mais poderosos os deuses padroeiros da nacao vencedora.

O monoteismo optou por uma aproximacao mais correta da verdade. Ele estipulava que havia um so deus que somava todos os poderes dos outros. Por razoes historicas, os primeiros monoteistas perceberam que Deus, como eles acreditavam, nao os protegia de todos os males do mundo. Eles viram que se fossem aa guerra poderiam ser derrotados mesmo estando em forca numericamente superior e melhor preparada. Entao, passaram a atribuir as derrotas aos proprios pecados de sua nacao e isto era considerado um castigo de Deus.

Na verdade, toda guerra eh uma afronta aa Vontade de Deus. Toda ela esconde o desejo humano de sobrepor-se aos outros. Toda guerra eh pecado e Deus nao toma partido a favor de nenhum pecador. Assim, Deus nao interfere nessas disputas humanas porque a propria guerra deveria ser interpretada como o simbolo do afastamento do ser humano em relacao a Deus. Qual o pai que gostaria de ver os filhos matando-se uns aos outros? Ainda mais Deus que eh Santo.

Um dos defeitos do monoteismo, ate hoje, eh reclamar a posse de Deus como nos tempos do tribalismo. Hoje-em-dia, as religioes nao sao mais nacionais. Porem, os catolicos pensam que a interpretacao deles esta tao correta que Deus eh aquilo que acreditam. Embora, catolicos de nacoes diferentes acreditem em coisas diferentes que sao atribuidas a Deus. Com os outros ramos religiosos cristaos nao eh diferente. Os Batistas, as Testemunhas de Jeova, os Presbiterianos, os Luteranos, os Mormons, os milhares de ramos evangelicos creem, igualmente, que podem reter Deus no pequeno conhecimento que possuem d’Ele. Mas Deus nao eh propriedade de tribo ou credo algum. Deus esta acima de tudo.

Porem todas as religioes, seja judaismo, cristianismo, islamismo ou outros credos, nao fogem ao denominador comum que afeta aos seres humanos desde os tempos mais primitivos. O medo de Deus se torna parte importante nas teologias elaboradas.

Mas, se a gente se deixa guiar pelo medo, a gente nao se aproxima o suficiente do Pai para ouvir-lhe melhor as Instrucoes. Elas sao o Caminho para a nossa salvacao. O Espirito Santo constitui-se em e transmite a Palavra de Deus. Ela eh o Messias ou Cristo. A tentativa de materializar o Messias em uma forma humana partiu do sentimento possessivo tribal dos judeus. Os cristaos apenas tomaram emprestada a ideia para encaixar Jesus como a coroacao da teologia judaica e, assim, ter uma base de continuidade para surrupiar aquilo que os judeus diziam de si mesmos. Todos temos que aproximarmo-nos com amor e nao com temor de Deus. Somente quem deseja guiar atraves do terror diz que ha misterio no Caminho de Deus. Sao os lideres eh que desejam guiar pelo terror, Deus nao.

Para Deus, nada eh melhor que ser revelado, sem misterios ou medos, para que todos O conhecam e sejam salvos.

Eu nao desejo que se mude sequer uma virgula de lugar no que esta escrito na Biblia. Quando mudarmos isso ou incluirmos interpretacoes alem da que era o entendimento dos autores originais, estaremos fazendo os que nos ouvem errarem. A integridade de qualquer livro dito sagrado eh fundamental para conhecermos no que foi que os nossos ancestrais erraram e acreditaram. Se alterarmos o que quizeram nos transmitir, para parecer que eles ja conheciam a verdade desde o principio em que escreveram, entao, estaremos tentando enganar a nos mesmos e aos outros que confiarem em nos.

Eh por isso que escrevi o Terceiro e Ultimo Testamento sem intencao alguma de alterar o que foi escrito nos dois anteriores. A funcao deste eh expor os erros do passado. E o Conhecimento Com Respeito a Deus nos ajudara a corrigir a nossa rota para o retorno aa Presenca Efetiva de Deus.

38. Deus Responde.

O temor de as pessoas criarem ideias proprias, que dividiriam o rebanho deve ser combatido com um dialogo constante, com todos os que desejam participar. Nenhum questionamento eh afronta a ninguem. Os que sabem, devem ser movidos pelo amor a ensinar. Porem nunca podemos nos deixar conduzir pelo orgulho de que o mestre ja formado sabe de tudo.

O bom evangelizador precisa preparar o espirito para aprender. Isto, nas situacoes mais impossiveis que se lhe possa parecer. Ate os animais existem para que aprendamos deles alguma coisa, quanto mais outro filho de Deus igual a nos mesmos.

Todo ensinamento pode acarretar consequencias boas ou mas. Nao que seja algo inerente ao ensinamento mas ao espirito com que a pessoa melhor ou pior preparada para selecionar o que eh bom e o que eh ruim nele. Se o ensinamento leva aa criacao de privilegios de alguns em relacao aos outros filhos de Deus, entao, isto prova que ele nao eh de Deus. Todos precisamos buscar uma previsao do que serao as consequencias dos ensinamentos. O que vem de Deus eh para unir, irmanar, assemelhar, apacentar, partilhar, servir, ensinar, restaurar o espirito, superar as dificuldades, guardar, praticar e retribuir a Deus. Tudo se resume em amor a Deus e ao proximo como a si mesmo.

Nas Escrituras temos ensinamentos que foram esquecidos pelos construtores das religioes. Exemplo disso eh a figura do povo escolhido e a preferencia de Deus por determinado filho d’Ele. Na verdade, o que foi esquecido foi os construtores estudarem melhor se estas bases trariam boas consequencias ou nao. Existem ensinamentos que trazem consequencias melhores.

Deut. 16, 19: “Nao perverta o direito, nao faca diferenca entre pessoas…” As proprias Escrituras acabaram sendo contaminadas pela perversao do direito porque os autores antigos assumiram uma concepcao onde eles proprios e nacao eram o centro das atencoes, enquanto eles deveriam ter pedido a Deus para enxergarem com os Olhos que Ele Tem para conosco. Eles desconheciam a Verdade de que toda a humanidade eh parte do povo de Deus. Alem de nos, temos as multidoes que habitam os Ceus.

Embora os primeiros cristaos tivessem uma certa consciencia disso, eles nao compreendiam a literalidade da palavra. Podem confirmar isso lendo em torno de At 10, 34; Ef 6, 9; Tg 2, 1 e 1Pe 1, 17. Mas nao deixem de observar a contradicao de Paulo no uso dessa verdade em Rm 2, 10-11: “Mas havera gloria, honra e paz para todo aquele que praticar o bem, primeiro para o judeu, depois para o grego. 11 Pois Deus nao faz distincao de pessoas.” Deus nao toma conhecimento da nacionalidade da pessoa que pratica o bem e nao poe em ordem de nacionalidade os que sao salvos. Aquele que se sente salvo, em verdade, ate pode se colocar em ultimo lugar em relacao aos outros porque a salvacao eh um premio igual para todos, quando chegarmos a ela.

Quanto aaqueles que querem reter para si mesmos o Conhecimento Com Respeito a Deus, ja o autor de Exodo menciona, em parte, como devemos agir em relacao a Deus. Vejam 19, 6: “Voces serao para mim um reino de sacerdortes e uma nacao santa.” Contudo, o autor do Livro ainda estava preso ao sentimento tribal que privilegiava o povo de Israel.

Em Atos 10, 44-45, temos: “Pedro ainda estava falando, quando o Espirito Santo desceu sobre todos os que ouviam a Palavra. 45 Os fieis de origem judaica, que tinham ido com Pedro, ficaram admirados de que o dom do Espirito Santo tambem fosse derramado sobre os pagaos.”

Na verdade, os lideres religiosos nao apenas continuam admirados de que Deus continue distribuindo o que eh d’Ele com quem Ele queira. Muitos nao aceitam que Deus Quer todos os filhos d’Ele prestando-Lhe culto como sacerdotes. Ainda, estes lideres querem reter para si proprios aquilo que Deus Deu de heranca a todos.

Eu nao quero destruir as igrejas estabelecidas. Alguns lideres nao querem apartar-se de suas tradicoes. Nos sabemos que toda organizacao humana precisa de lideranca. Mas liderar nao significa ditar regras. Liderar eh ouvir a todos e coordenar as acoes construtivas.

Ao contrario do que aconteceu no passado em que so a alguns foi dado o direito de achegar-se aa Presenca de Deus, eh preciso que todos sejamos sacerdotes e possamos conhecer toda a Verdade, para que Ela nos liberte. Isto vale para povo e lideranca. Nao podemos fazer distincao de pessoas porque Deus nao faz. Nos precisamos de pastores que coordenem as acoes referentes ao rebanho e nao de lobos vestidos de cordeiros que desejam usurpar o direito de todos de conhecer intimamente a Deus.

39. A invalidade dos temos: povo santo, terra prometida e terra santa.

Eh tambem generalizada, entre os mais conservadores e os que se orientam por eles, a ideia de que tudo na Biblia eh verdadeiro. Eles alegam como defesa deste ponto de vista o fato de os autores terem deixado visivel tanto erros quanto acertos dos personagens. Alega-se que se a Biblia houvesse sido escrita como os anais dos outros reis da Terra, ela tambem esconderia os mal feitos e somente revelaria as vitorias.

Mas isto eh um engano. Temos primeiro que saber que a Biblia nao eh um trabalho com a unica preocupacao de informar fatos historicos. Ela nao foi escrita no tempo de ocorrencia dos fatos mas eh sim uma interpretacao teologica para explicar as consequencias dos fatos. A gente percebe as maiores discrepancias quando o mesmo fato eh analisado por autores diferentes. Ai se inclui os livros de Cronicas e dos Reis e os quatro evangelhos.

Quando lemos a Biblia com espirito puro e preparado, percebemos o quanto os autores mostram os erros mas tambem buscam justifica-los, interpretando em favor de si mesmos. Geralmente, diz-se que o povo de Israel era um povo santo e quando surgia o pecado era sempre porque o povo era induzido a pecar por seus vizinhos, pelas mulheres e pelas proprias figuras da nobreza israelita. Para os autores, sempre ha uma razao para justificar os israelitas enquanto atribuem toda a maldade a terceiros.

Mas a alegacao de povo escolhido, por exemplo, se invalida por um unico verso da propria Biblia. Isto se revela em 2Cronicas 33, 9: “Manasses, porem, levou o povo de Juda e de Jerusalem a cometer erros maiores que os erros das nacoes que Jave tinha arrasado diante dos israelitas.” Este verso comprova a origem humana das Escrituras. Por causa dos erros atribuidos aos antigos habitantes de Canaan, os autores alegaram que Deus teria ordenado o exterminio total deles. O verso acima demonstra que “Deus” teria sido parcial, nao aplicando a mesma lei contra o pecador maior. Na verdade, a parcialidade eh humana e nao Divina. Deus nunca mandou cometer genocidio algum.

O motivo pelo qual a terra teria sido invadida nao poderia ter sido os pecados dos antigos habitantes porque Deus Sabe de antemao tudo o que, para nos, estaria no futuro. Assim, Ele ja sabia que o povo que, supostamente, escolheu iria pecar mais que o outro que estava sendo substituido. Como a razao para a invasao nao eh justificavel perante Deus, entao, os termos terra prometida e terra santa perdem a validade, junto com povo santo. A invasao se deu a partir de uma decisao unilateral humana, se eh que ela aconteceu na realidade.

Os achados arqueologicos apontam para o nao. E a formacao do povo hebreu se deu a partir do proprio povo que ja existia e o Exodo, como descrito na Biblia, jamais ocorreu. Eh possivel que apenas um grupo de sacerdotes tenha saido do Egito e tenha introduzido conceitos novos na religiao politeista que ja existia em Canaan. Lembre-se aqui que a primeira reforma monoteista da historia humana se deu no Egito, no tempo do farao Akenathon, pai do Tuteinkamon. A criacao do culto e o retorno ao politeismo no Egito coincidem aproximadamente com as datas biblicas previstas para o surgimento de Moises. Nao se pode ignorar estes fatos registrados na Historia do Egito.

Uma curiosidade desse tempo eh a poesia de introducao do Evangelho de Joao. Ela nao eh de autoria dele porque foi encontrada nos escombros da capital do monoteismo egipcio e ja tinha, pelo menos, 1.500 anos quando foi aproveitada por Joao.

Outro fato importante que se percebe na leitura imparcial da Biblia eh que os autores antigos mostravam as falhas de seus personagens pensando ora contar alguma vantagem ora ignorando a Verdade de Deus. Isto esta, por exemplo, na passagem de 2Rs 23-24. O autor pensava que a atitude de Eliseu estaria correta mas, como ja demonstramos, nao estava. Recebendo as criancinhas, Jesus contradisse o ponto-de-vista dos primeiros autores e as expectativas de seus proprios discipulos. Eliseu era careca e era vaidoso por nao aceitar isso.

40. Milagres o miragens?

Enquanto no debate no Catholic Answers nao nos faltou lembrar de abordar o assunto milagres, onde um dos contendores apostou todas as fichas dele neles. Eu, porem, nao os reconheco como parte fundamental do Conhecimento Com Respeito a Deus. Vejamos entao o porque.

Milagres acontecem, na atualidade, em todos os credos. Contudo o contendor justificou-se por eles falando que ninguem fez na mesma quantidade que Jesus e nem fez melhores. Quanto a isso eu nao discuto ja que eu nao conheco todos os milagreiros do mundo e nem os milagres deles e, principalmente, porque o conhecimento eh o que considero o verdadeiro caminho.

Assim, comparei Jesus com os conhecidos medicos cientistas Pasteur, Sabin e Flemming. O primeiro descobriu os caminhos que levavam aa producao das vacinas. O segundo chegou aa vacina contra a poliomielite (paralisia infantil). O terceiro foi quem identificou a penicilina e abriu caminho para a descoberta de todos os outros antibioticos.

O que os cientista fizeram nao eh considerado milagre porque eles aprenderam como fazer as curas e ensinaram a outros como faze-las e os outros puderam melhorar aquilo que aprenderam no principio. Jesus teria passado o poder dele de fazer milagres a alguns mas eles nao somente nao souberam imita-lo como isto se perdeu no tempo.

Porem, comparemos os resultados dos milagres e os resultados dos trabalhos dos cientistas. Jesus curou deficientes fisicos. A vacina contra a poliomielite protege bilhoes de criancas contra a doenca que matava ou deixava-as deficientes. Jesus curou alguns leprosos. Com os antibioticos apropriados e o conhecimento de como evita-la, podemos erradicar a lepra do planeta. Praticamente, todos os milagres de Jesus podem ser repetidos pelos conhecimentos de hoje e pessoas podem ser treinadas a praticarem as curas e podem atender em cada canto do planeta.

Jesus nao foi mau por causa disso. Isto apenas demonstra que ele estava preso ao tempo em que vivia. Ele e outros fizeram os milagres que puderam mas se alguem, naquele tempo, tivesse verdadeiro conhecimento teria ensinado o tratamento das doencas pelo menos no estagio que temos hoje.

Com isso podemos observar a superioridade do conhecimento sobre a fe. A prova disso eh que quando o papa ou qualquer outro lider religioso adoece, eles nao buscam a propria fe para serem curados. Eles nao buscam a Jesus e nem mesmo a Deus. Vao direto aos medicos.

Contudo, nenhum medico sera realmente salvo se nao buscar praticar as coisas que Jesus e outros ensinaram.

Algo semelhante pode ser dito em relacao aos milagres de multiplicacao de alimentos. Os realizados por Jesus responderam a uma necessidade momentanea. Mas o verdadeiro milagre da multiplicacao tem ocorrido nos campos, nos ultimos seculos. Cientistas tem multiplicado o conhecimento da producao de forma a que bilhoes de pessoas possam alimentar-se todos os dias.

Outra vez, a falta da pratica da caridade ensinada por Jesus tem impedido que o milagre desta multiplicacao chegue aas mesas de mais de um bilhao de pessoas e elas continuam famintas, apesar de termos producao suficiente para alimenta-las tambem.

Porque nos sabemos como fazer os medicamentos e multiplicar os alimentos nos campos de producao as pessoas pensam que isto nao eh milagre. Se fosse assim, nenhum milagre viria de Deus, porque Ele nao os faz por fe e sim por Saber como faze-los. E isto eh mais uma prova da superioridade do Conhecimento em relacao a fe. Deus Conhece tudo e nao precisa de fe.

Por fim, o maior milagre que se alega que Jesus tenha feito seria a ressurreicao de Lazaro. Como sabemos, os gregos nao criam na ressurreicao. Possivelmente eles tinham conhecimento dos casos de catalepsia, onde os catalepticos chegavam a ser enterrados e acabavam morrendo por causa do enterro prematuro. Vez por outra algum surpreendia a propria familia “ressuscitando” durante o velorio. Por isso, os gregos exigiam que os corpos ja estivessem exalando mal cheiro para crerem que teriam sido ressuscitados.

A ressurreicao de Lazaro so aparece no quarto dos Evangelhos (Joao 11). Contudo, o milagre eh imenso demais para os tres outros evangelistas: Marcos, Mateus e Lucas o terem ignorado totalmente. Nisso, so existe uma conclusao a chegarmos nesse caso: Joao embelezou a capacidade de Jesus de fazer milagres. O motivo seria o de mostrar uma divindade que ele nao tinha. Isto se deu porque existiam muitos outros cultos concorrentes que atribuiam divindade a certas pessoas humanas e os autores sentiam-se impotentes para argumentar contra estes outros deuses.

Os milagres da fe proporcionados pelos seres humanos sao mais uma manifestacao circense dentro da religiao. Trata-se de um motivo para atrair a presenca de quem procura. Eles nao representam o mal mas de nada valem se nao for ensinado a boa pratica a quem os busca. Milagre eh apenas um passo. O Conhecimento eh o Caminho.

Contudo, a pior perda que isso acarretou para a religiao crista foi o ter-se permanecido mais na ilusao da divindade de Jesus, em detrimento da pratica das coisas que ele ensinou. Hoje-em-dia, nos, os cristaos, passamos pelos maltrapilhos e nao os vestimos, sabemos que existem os famintos mas nos esquecemos de alimenta-los; reconhecemos a ignorancia do povo e nao lutamos pela educacao de todos, enfim, estamos como muitos judeus eram no tempo de Jesus que pensavam: primeiro o meu e que se danem os outros.

41. A carne de Jesus.

Vou desenvolver este titulo avisando que o que eu disser agora tem o carater apenas especulativo. Eh baseado apenas em observacoes empiricas, por enquanto, porque me veio a inspiracao para falar a respeito, por causa das evidencias encontradas na Biblia, mas nada tenho que comprove o sim ou o nao.

A controversia nasce tambem do livro atribuido a Joao. No sexto capitulo desenvolve-se um dialogo imaginario entre Jesus e os “judeus”. Na verdade, o termo “judeu” eh bastante explorado no Livro de Joao com um significado de serem diferentes dos cristaos quando, na realidade, enquanto Jesus esteve na Terra ele proprio era judeu e todos os convertidos a ele tambem professavam o judaismo. Somente depois da separacao que se deu no final do primeiro seculo eh que os termos judeu e cristao passaram a representar duas religioes diferentes. Se antes nao fossem a mesma religiao, Paulo nao poderia ter perseguido os seguidores de Jesus porque isso seria proibido no Imperio Romano.

O amago da questao pode ser abreviado pela citacao: Jo 6, 54-57: “Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no ultimo dia. 55 Pois a minha carne eh verdadeira comida, e o meu sangue eh verdadeira bebida. 56 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. 57 Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, tambem quem de mim se alimenta por mim vivera.”

Na verdade, o Novo Testamento reflete a intensa procura dos primeiros cristaos na busca pela razao de viver e acreditar. Eles foram marcados pelo que Jesus ensinou, o que parece bastante lucido. Mas foram afetados por algo que causava-lhes um stress muito grande.

Bom, um motivo que poderia te-los levado a uma certa loucura eh a ressurreicao, como a queremos acreditar, nao ter nunca acontecido. Pode ser que os discipulos de Jesus tenham aceitado o entendimento comum da epoca como grande vergonha o fato de ele ter sido morto na cruz. Temos que lembrar que a morte de cruz era considerada o maior vexame e entendia-se que somente os piores pecadores passariam por ela. Eh possivel que isto os tenha levado a ingerir o corpo de Jesus para eliminar qualquer prova, que pudesse ser usada na epoca, da morte definitiva dele.

Eh claro que, se tivessem tomado tal atitude, o peso em suas consciencias seria imensuravel. A Biblia relata canibalismo cometido pelos judeus, mas somente em casos extremos. Portanto, era uma pratica nao aceita e, se caso ocorresse, poderia levar a alucinacoes e fazer com que as pessoas misturassem fatos com as tais; loucura e lucidez.

Neste caso, o conforto encontrado seria relacionar a ingestao da verdadeira carne de Jesus aa salvacao. Posteriormente, a comunhao ao estilo pregado pela Igreja Catolica substituiria este primeiro ato.

Porem, eu nao consigo conceber outro parecer que nao o de que Jesus usou uma figura de linguagem comparando o que ele ensinou com o proprio corpo e a partilha disso ao proprio sangue. O que aconteceu depois pode ter sido um mal entendido porque as pessoas dependiam da fe para crerem e nao sabiam o valor do conhecimento.

Alguns poderao pensar que eu esteja entrando por caminhos hereticos para especular sobre essas coisas mas isto nao eh verdade. A verdade eh que desde que a religiao foi elaborada por pessoas que criam que a fe fosse tudo, passou-se a nao se ter tolerancia com os questionamentos. Nos precisamos ter a ousadia de perguntarmos, porque se nao perguntarmos nao ouvimos resposta alguma.

As peguntas sao importantes para a nossa elevacao. Por exemplo, para melhor crermos na Existencia de Deus, seria bom admitirmos em nossas mentes que Ele nao Existe. Admitindo isso, comecariamos a nos questionar: ja que Deus nao Existe, entao, como deveria ser o universo sem a Existencia d’Ele? Como cada resposta dada acaba levando a questoes novas, nos construiriamos uma teologia oposta que, em meu ponto de vista, acabaria concluindo que a vida nao existiria sem a Existecia de Deus. Assim, comprovariamos a Existencia d’Ele.

Se nos mantivermos apenas na fe e acreditando que Deus tenha misterios para nos, ficaremos presos aa ignorancia das Coisas de Deus. Neste caso, a fe pode virar uma arma para manter o povo na ignorancia e favorecer aos aproveitadores oportunistas.

Quando a fe nao eh explicavel ela vira misterio e o misterio nao revela nada do Conhecimento. O objetivo de acreditar-se eh chegar-se ao pleno conhecimento. Se o pleno conhecimento nao vier, entao, a fe eh totalmente vazia.

Todos temos a nossa fe. Contudo nao existe nenhuma razao assegurada pelo ser humano de que nossa fe chegara aa concretizacao no conhecimento.

Eh preciso ter a ousadia, fruto da curiosidade, da humildade, do respeito, da sinceridade e da sabedoria para chegar-se ao Pleno Conhecimento. Somente assim se foge da ignorancia. Voce pode crer que a sua fe seja grande e imutavel mas no momento em que estiver na Presenca de Deus ela vai evaporar. Todos que tenham fe, a terao apagada porque, na Presenca de Deus, temos o Conhecimento Com Respeito a Deus. Ver a Deus eh ter o Conhecimento de Tudo.

Nos, como humanos, precisamos de fe mas tambem precisamos de discernimento para sabermos a hora em que o Conhecimento chegou para tomar o lugar dela.

42. Um pouco de arianismo.

Para abrir esse titulo vou colocar uma traducao que estou fazendo de um trecho de uma carta de Arius, enderecada a Eusebio da Nicomedia.

“Alguns deles dizem que o Filho eh um arroto, outros que ele eh uma creacao e outros ainda que nao foi gerado. Estas sao falta de piedade que nao podemos dar ouvidos, inclusive os hereges nos ameacam com mil mortes. Mas nos falamos, acreditamos e ensinamos e continuamos a ensinar que o Filho nao eh sem geracao, nem de maneira alguma parte de algo nao gerado e tambem nao necessita de nenhuma materia para existir. Tambem, por sua propria vontade e ordem tem existido no passado e antes do tempo como Deus perfeito, primogenito e imutavel. Alem disso, antes de ele ser gerado, ou creado, ou ganhado um proposito ou estabelecido, nao existia. Porque ele foi gerado. Nos somos perseguidos porque nos dizemos que o Filho teve um principio mas Deus eh eterno.”

Arius nasceu por volta de 250 e faleceu em 336 d.C. Nao se sabe muita coisa do que ele ensinou porque alem da perseguicao que sofreu porque pensava diferente, os trabalhos que produziu foram jogados na fogueira. Ele nao foi o autor do ponto teologico que defendeu. Este ponto vinha de uma escola anterior que pregava a ascendencia de Deus em relacao a Jesus.

Contudo, ao defender a ideia, ele ganhou notoriedade e colocou a questao no centro das atencoes. Na epoca dele e depois dele haviam escolas diferentes que concordavam que Jesus de uma forma ou outra nao equivalia a Deus. Arius, tornando-se o representante mais conhecido da ideia, foi transformado no bode expiatorio de todos. Os adversarios dele, que acabaram se estabelecendo na chefia da Igreja Crista, apelidaram todas as correntes contrarias aa equiparacao de Jesus a Deus como arianismo, em recordacao ao nome de Arius.

As doutrinas sao baseadas em passagens biblicas como a de Joao 14, 28 onde eh atribuido a Jesus as palavras: “O Pai eh maior que eu.”; ou do mesmo evangelista: Jo 17, 20-26 onde Jesus teria pedido aos apostolos que se juntassem a Ele e ao Pai para formarem a Unidade com Deus. O argumento para rebater a ideia seria de que Jesus tivesse dito isso de forma figurativa porque os apostolos nao passariam a formar Pessoas da Unidade Divina.

Em 333 (ou 325), no Concilio de Niceia, reunido por Constantino I, o recem-empossado imperador romano e recem-convertido ao cristianismo, decidiu, segundo a vontade do imperador, varios pontos que enquadravam o cristianismo num sistema semelhante ao governo. Assim como Constantino desejava ter um imperio, um imperador, uma filosofia de governo, as igrejas teriam que enquadrar-se nos criterios: religiao unica, Deus unico e entendimento unido de um livro sagrado unico. Por melhor que fossem as intencoes, isso engessou a capacidade do povo cristao em conhecer melhor a Deus por todos os seculos que se seguiram.

Embora a doutrina de Arius tenha sido condenada no Concilio de Niceia por heresia, ele somente foi excomungado no Sinodo de Tiro, em 335. Ele proprio so foi condenado como heretico no Concilio de Constantinopla, em 381, muito depois de morto.

No Concilio de Niceia, dos quase 300 bispos, apenas tres tiveram a coragem de nao assinar a declaracao que saiu dele, na qual constava o dogma da Trindade. Embora isso seja verdade, dois dos sucessores de Constantino I: Constantino II (337-361) e Valentiniano I (364-378) foram arianos ou semi-arianos. Constantino II inclusive enviou evangelizadores aos povos germanicos que viviam fora das fronteiras do imperio na busca de converte-los.

Somente depois que o imperador Theodosio chegou ao poder eh que ele tomou medidas definitivas contra o arianismo no Imperio Romano. Em 381, o Concilio de Constantinopla nao apenas decretou Arius como heretico mas tambem respaldou um decreto do imperador que determinava que todos os povos sob o dominio romano estavam obrigados a professar a fe dos bispos de Roma e Alexandria, sob a ameaca de pena de morte. A estas alturas, o bispo Demophilus de Constantinopla havia sido expulso.

Porem, o Imperio Romano do Ocidente caiu em poder dos povos germanicos por volta de 411. Os godos, lombardos e vandalos ja eram cristaos arianos ha quase um seculo entao. Eles mantiveram esta crenca ate quando foram depostos, na Europa, pelos muculmanos, por volta de 711. O regime de governo imposto pelos godos permitia que os cristaos que seguiam a crenca estabelecida em Niceia mantivessem sua doutrina. Existiam igrejas separadas para os dois credos. A populacao que seguia a crenca de Niceia era mais numerosa e parece a alguns historiadores que os invasores germanicos mantinham as duas crencas para se diferenciarem do restante da populacao que era dominada por eles.

Apenas os vandalos, que haviam sido expulsos da Europa pelos visigodos e estabelecido um reino no norte da Africa (no que fora parte do Imperio Cartagines), eh que impuzeram o arianismo como mandatorio e expulsaram os lideres do ramo cristao niceiano. Isto deve ter provocado mais o Imperio de Constantinopla que invadiu as posses dos vandalos e exterminaram o imperio criado por eles.

Acredita-se que o islamismo tenha sido influenciado na formacao pela doutrina ariana. Embora Mohammed tenha aceito os profetas do Antigo Testamento, ele nao comprou a ideia da Divinidade de Jesus. Jesus no Islamismo eh um profeta humano como os outros e pronto. A virgem Maria tem mais influencia no Islamismo que o proprio Jesus.

Uma manifestacao ariana tardia sao as Testemunhas de Jeova. Elas nao sao continuidade de nenhum grupo ariano anterior. Mas tambem nao compram a Divinidade de Jesus.

Em resumo, pelo que entendo, o arianismo provindo de Arius nao deixa de ser trinitario, como os detratores dele quizeram impingir. Ele cria na Trindade com a ressalva de que aceitava-a em regime hierarquico onde o Pai era tudo em todos.

Como ja explicamos, o Conhecimento Com Respeito a Deus mostra que a Trindade, de acordo com o imposto em Niceia, realmente nao existe porque, para que Deus, Jesus e o Espirito Santo formassem uma Unidade Perfeita, nao ha co-Soberania junto com o Pai. E isso ate os proprios trinitarios (niceianos) mais arraigados sabem que nao existe. Tanto Jesus quanto o Espirito Santo sao Creaturas que nao possuem a mesma Soberania do Pai. Ja o Pai foi Quem Concedeu a eles os Poderes que fazem uso.

Outra enorme diferenca entre nos e o arianismo esta em sabermos que as Escrituras biblicas nao sao verdadeiras em Conhecimento Com Respeito a Deus. Os proprios niceianos com quem dialoguei admitem isso indiretamente, quando confirmam que existem contradicoes entre os textos que compoem a Biblia. Tudo esta em frente aos olhos deles mas eles nao querem admitir para nao contradizerem os outros conceitos criados ha muito tempo.

Eles se esquecem que os criadores dos conceitos errados ja estao mortos. Isso indicando que nao eram perfeitos mas nos estamos vivos. Somos nos eh que podemos ensinar aos mortos. Nao que sejamos perfeitos, porem, possuimos mais conhecimentos do que eles tinham quando vivos. Por isso, temos a obrigacao de corrigir os erros que eles cometeram e procurar remover as consequencias que os erros deles acarretaram. Somente assim se concretizara a nossa e a salvacao para eles. Se nao fizermos isso, teremos que esperar que as geracoes posteriores aas nossas o facam, para que todos possamos retornar aa Casa do Pai.

Temos que servir a Deus, que Eh Sempre Vivo e Soberano.

(apenas para os que se interessam em minhas pesquisas genealogicas. Os imperadores Valentiniano I, Theodosio I e o profeta Mohammed sao nossos ancestrais e se encaixam em nossa segunda raiz genealogica conhecida mais antiga).

43. Verdadeira Obra do Espirito Santo.

Desde a escritura do titulo anterior eu ja estava preparando a mente e o espirito para escrever-lhes o titulo que pensei ser apropriado como seguinte. Contudo, senti um daqueles sopros no ouvido dos quais eu ja mencionei antes. Entao, decidimos acrescentar esta parte ao Conhecimento Com Respeito a Deus.

Trata-se de uma analise a respeito do milagre conhecido como Bodas de Cana que se encontra no segundo capitulo do Evagelho atribuido a Joao, a comecar do primeiro verso.

Citemos apenas os versos 3-5: “Faltou vinho e a mae de Jesus lhe disse: “Eles nao tem vinho!” 4 Jesus respondeu: “Mulher, que existe entre nos? Minha hora ainda nao chegou.” 5 A mae de Jesus disse aos que estavam servindo: “Facam o que ele mandar.”

Quem tiver alguma duvida confira mas, apesar das palavras atribuidas a Jesus neste inicio, ele acabou cedendo aa vontade da mae dele e realizou o milagre da transformacao da agua em vinho. Contudo, incluiu-se um entendimento subliminar teologico erroneo na passagem. Claro, a intencao do evangelista era a de mostrar a suposta capacidade de Jesus em transmutar a agua em vinho. Possivelmente, para combater a, entao, mitologia grega que buscava a “pedra filosofal”, capaz de dar o poder ao ser humano de transformar outras materias em ouro. Um reflexo dessa mitologia seria a estoria do rei Midas.

Apenas para curiosidade e informacao de alguns. Ninguem encontrou a pedra filosofal mas o conhecimento ja nos permite transmutar outros elementos em ouro. Mas isso nao eh feito numa fabrica comum porque o custo da transmutacao ainda eh maior que a mineracao do produto natural.

A nossa preocupacao teologica agora eh perguntarmos: se Deus estivesse no lugar de Jesus, Ele agiria da mesma forma? Bom, em primeiro lugar, no sentido estrito, Deus nao tem mae. (Estou fazendo essa ressalva por causa do sentido lato da expressao “nao tem mae” que eh um pejorativo que nao se aplica ao que queremos fazer saber). Se Deus tivesse mae ela seria exatamente como Deus Eh, portanto, ela saberia que aquela nao seria a hora e nao requisitaria tal milagre.

Por outro lado, a “parabola” mostra a vaidade da mae real de Jesus desejando mostrar os poderes atribuidos ao filhao. E tambem um Jesus subserviente aa vaidade materna. Embora ele tenha dado uma resposta inicial rispida, indicando que tal operacao de milagre devesse ser adiada, pode ser possivel que ele tenha se deixado contaminar pela vaidade da mae e, no fundo, sofresse da ansiedade de querer se mostrar.

No caso de que Deus estivesse no lugar de Jesus, Ele apenas responderia: “Nao esta na hora minha filha.” E a conversa morreria ali. Caso ela insistisse, Ele apenas repetiria: “Nao vou fazer o que voce deseja minha filha porque isso nao eh apropriado para esta hora e, por favor, nao insista.”

Claro, se Maria conhecesse a Deus ela compreenderia e apenas diria: “Seja feita a vossa Vontade meu Pai.”

O ponto teologico que Joao Evangelista falhou em identificar quando escrevia a estoria esta no fato de que eh impossivel que Deus minta. E isto ja estava identificado por Paulo bem antes de Joao se manifestar. Ora, quando Joao atribuiu as palavras de que nao seria hora para fazer aquele milagre, a Jesus, Deus, em lugar dele, ja sabia que o milagre seria realizado, portanto, Ele nao diria algo para contradizer-se logo em seguida, porque isto se tornaria uma mentira. Em teoria, a hora certa de fazer o milagre fora determinada por Deus, cedendo aa vontade da mae, Jesus teria desobedecido ao Pai.

Esta falha de Joao eh semelhante aa outra que pode ser verificada quando se le, do capitulo VII, os versos: 6, 8, 10 e 30; e, do capitulo XIII, os versos: 20 e 44. Se voces lerem mais de uma versao biblica deste evento, as traducoes poderao tentar ocultar a verdade, fazendo a troca de palavras em 7, 30 e 8, 20. Mas concentrem-se no que Jesus teria feito intencionalmente aos irmaos dele, ou seja, faze-los pensar que ele nao iria aa festa das Tendas mas depois foi aas escondidas. Nao ha sombra de duvida que, nao importa qual fosse a razao, o objetivo era o de enganar os irmaos, o que traduz-se por: uma leve mentira. O ponto eh o de que Deus jamais mentiria, nem levemente.

De qualquer forma, nao ha nenhuma intencao de mostrar isso para criar-se inimizade com ninguem. Se o alegado por Joao aconteceu ou nao aconteceu; se aconteceu diferente e ele nao soube transmitir com palavras corretas ou se houve alteracao posterior das Escrituras, nao nos compete apontar o dedo para ninguem, dizendo que estes ou aqueles sao nossos inimigos por terem feito isso.

Nos temos sido os nossos proprios inimigos porque tudo estava aas nossas vistas e nos nao o enxergamos por causa das nossas proprias falhas em nao por a devida atencao no que liamos, e nao pormos o nosso pensamento na Vontade de Deus. Eu somente pude comecar a enxergar essas coisas que agora sei a partir do momento em que comecei a colocar Deus em primeiro lugar.

44. Pequenos Pensamentos.

Foi colocando Deus em primeiro lugar eh que compreendi que, em fe, Jesus eh um gigante perto de nos. Mas por nao ter tido nem mesmo o conhecimento que nos temos, nos os outros irmaos dele, hoje-em-dia podemos concluir, com toda certeza, que ele nunca teve a Estatura Divina que Pertence Somente ao Pai.

Ate a expressao criada para mostrar Jesus como semelhante ao Pai demonstra a fragilidade do trinitarismo de Niceia. O que se fala eh que ele seria Deus Unigenito. Ou seja, filho unico ou unico gerado. Mesmo que fosse o unico, nao deixaria de ter sido gerado o que implica em nao ser o Creador.

A verdade eh que, ideias costumam ter o efeito hipnotico sobre as pessoas. Quando cremos em uma ideia mas nao tomamos o cuidado de, em um bom sentido, olharmos para ela com espirito critico, ela nos domina e passamos a servi-la, enquanto alguem melhor inspirado nao nos acorde para os fatos.

Em nosso caso nao eh dificil identificarmos a razao de termos nos deixado hipnotizar. Ora, enquanto nossas personalidades estavam ainda sendo formadas, as pessoas nas quais depositavamos mais confianca ja estavam hipnotizadas e nos garantiam ser tudo verdade. Entao, nos baixamos a nossa guarda e nao meditamos nada a respeito do assunto, simplesmente acreditamos. Dai isso passou a fazer parte da nossa personalidade.

Mas, como diziam o ditado e a musica: “Pau que nasce torto ate a cinza eh torta. Eu nao sou pau e, sim, nos podemos nos regenerar.”

Nao pensem que a minha personalidade seja fraca porque eu mudei o que estava estabelecido nela desde a infancia. Como descobri que o que fora estabelecido no passado estava, em parte, errado, eu tive carater o suficiente para reconhecer isto e mudar. A minha personalidade tornou-se assim mais forte e segura. A mesma dificuldade que voces possam estar passando em aceitar o que eu revelo agora, eu passei. Provavelmente ate maior porque eu estava sozinho entre as pessoas quando isso me foi revelado. Eu sobrevivi a isto por estar certo de que a revelacao veio de Deus, por intermedio do Espirito Santo.

Aos que pensam que em mim falta fe. Eu tenho mais fe do que todos juntos porque contrariei a tudo que me disseram ser verdade e nem assim deixei de acreditar, gracas ao Conhecimento e Instrucoes que ouvi de Deus. E na minha sinceridade de ser, Deus tem dado Testemunho de mim, Concedendo-me tudo o que sei. Atraves do Conhecimento que Deus me deu, eu ultrapassei aos outros que vieram antes de mim porque usei Jesus como modelo e dei ouvidos aas revelacoes novas do Espirito Santo. Nenhum vencedor se deixa guiar por sonhos e sim por Instrucoes de Deus.

Uma pergunta que mais intriga aos que duvidam de mim eh esta: “Por que voce pensa que sabe mais que todos os outros cristaos juntos?” Assim eles pensam porque existe a tradicao de quase dois mil anos onde milhoes de pessoas se debrucaram sobre as Escrituras e entenderam de forma diferente do que eu entendi.

Na verdade, o fato eh que eu nao saberia nada se nao fosse revelado a mim e, muita coisa do que eu sei, muitos sabem ou souberam mas por uma razao ou outra foram calados ou impedidos de se manifestarem. Nao eh que eu saiba mais que os outros. O pouco que eu sei me foi revelado pelo Pai.

Tambem existe uma razao logica para que eu reuna muitas das respostas que todos procuram. Os que buscaram antes de mim fizeram esta pergunta a Deus: “Senhor, qual a resposta darei a tal e tal questoes para que as Escrituras sejam 100% verdadeiras?” Ai ficou imposta uma condicao que tornava impossivel ao Espirito Santo revelar a Sabedoria de Deus. Assim, os seres humanos sempre tiveram que emendar as revelacoes do Espirito para encaixar na condicao que impuzeram.

Tudo o que eu fiz foi pedir: Senhor, eu nao sei qual eh a verdade e tenho muitas duvidas, por isso, ilumina-me segundo a vossa Vontade e nao a minhao. Eh por isto que tenho tido respostas vindas de Deus, por intermedio do Espirito Santo. E agora eu sei porque eu quase levitava quando me aproximava de nossa igreja quando crianca.

45. O fim de uma Igreja I.

Embora a tradicao diga que existe uma Igreja, fundada por Jesus Cristo, com a tradicao passada pelos apostolos e inspirada pelo Espirito Santo, nao eh dificil notar-se a intencao de uma puxadinha de sardinha para a lata da Igreja Catolica. Na verdade, Jesus nao fundou o modelo de igreja que temos e a igreja foi se modificando ao longo dos seculos, de acordo com os estimulos novos que o mundo lhe oferecia.

Um indicio revelador disso esta em Lucas 9, 49-50: “Joao disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem que expulsa demonios em teu nome. Mas nos lhe proibimos, porque ele nao anda conosco.” 50 Jesus lhe disse: “Nao lhe proibam. Pois, quem nao esta contra voces esta a favor de voces.””

Pelo que conhecemos a respeito de Arius nao podemos afirmar que tivesse o interesse em dividir a Igreja mas queria o direito de continuar pertencendo aa Igreja aa qual serviu toda a vida, porem, usufruindo do direito aa opiniao propria. A passagem em Lucas acima indica que Jesus seria tolerante com este tipo de manifestacao. A falta de sorte do Arius foi a Igreja ter se associado ao poder imperial justamente no apice do ministerio dele. O Edito de Niceia, assistido por Constantino I, o imperador, com a declaracao de heresia sobre a cabeca de Arius demonstra que ali estava surgindo uma nova Igreja. Uma era a Igreja perseguida e a nova veio como autoritaria.

Apos o Concilio de Constantinopla em 381, a Igreja passou a totalitaria e os registros historicos demonstram isso bem claro. Dai ate aa Reforma Protestante, toda oposicao teologica, aparentemente oposta aas decisoes da cupula da Igreja, foi tratada como heresia, e as oposicoes foram caladas aa custa do ferro e do fogo e nao dos argumentos.

Na Reforma Protestante nos sabemos que houve o mesmo procedimento para tentar cala-la mas os reformistas tiveram apadrinhamento de pessoas que possuiam forcas belicas equivalentes aa do Vaticano e isto refreou o impeto de dominacao da cupula da Igreja.

Desde a Reforma em diante, apesar do decreto de instauracao da “Santa Inquisicao”, novos ramos surgiram e as versoes interpretativas se multiplicaram.

Apenas para constar, desde o Concilio Vaticano II houve uma reforma de dentro para fora da propria Igreja Catolica que, mesmo que se afirme que a atual seria a mesma do passado pode-se notar a nitida diferenca. A Igreja atual ensaiou um principio de libertacao, embora tenha sofrido uma recaida nos ultimos anos. Porem nao eh mais a mesma Igreja que foi no passado.

Nao estou aqui defendendo nenhum ponto de vista dos novos ramos religiosos que surgiram. Como eu ja disse, incluindo o ponto de vista da Igreja Catolica, considero que todos tem acertos e falhas. Por isso nao me compete condenar ninguem por causa dos defeitos do credo de uma pessoa ou instituicao. No que eu puder ajudar, eu buscarei argumentos para justificar uma opiniao ou refuta-la. Depois, cada um messa por si mesmo se a minha argumentacao eh verdadeira ou nao. Cada um busque a razao e o conhecimento. Mas nao se deixe enganar pelo espirito de competicao.

O fato eh que a atual Igreja Catolica reclama para si ser a unica criada por Jesus e ser a “detentora das solucoes para os misterios da fe.” Isto nao eh verdade em nenhum lugar do Ceu. Outros ramos religiosos que se julgam os donos de toda a verdade cometem o mesmo erro.

Quando houve a separacao, ou melhor, antes disso, as pessoas que fizeram o caminho da Igreja sao as ancestrais tanto dos catolicos quanto protestantes e outros que nao se classificam dessa forma. Todos os ramos surgiram do mesmo tronco e nenhum tem ascendencia no tronco para proibi-lo de gerar novos ramos. O tronco sim tem ascendencia sobre os ramos.

No momento em que o tronco produz mais de um ramo eh humanamente possivel conceber que tambem haja rivalidade entre eles e cada um querer mostrar-se mais parecido com o tronco. Mas tronco eh tronco, e ramo eh ramo.Toda arvore frondosa foi feita para produzir muitos e belos ramos. Importante eh que os ramos produzam bons frutos para darem prazer ao tronco.

Nao foi Jesus mesmo quem disse, em Mc 16, 15: “Entao Jesus disse-lhes: “Vao pelo mundo inteiro e anunciem a Boa Noticia para toda a humanidade.””? Depois de quase dois mil anos de existencia eh uma vergonha que hajam mais pessoas no mundo que nao conhecam e pratiquem o que Jesus ensinou, pela razao de os ramos que surgiram dele gastaram mais tempo disputando contra si mesmos que servindo aos irmaos. Pior eh que, alem de nao terem praticado o que o mestre vos ensinou, continuam dando mal exemplo para os proprios frutos.

Ha aqui que se recordar o aviso que Mateus nos deu em 12, 26: “Sabendo o que eles estavam pensando, Jesus disse: “Todo reino dividido em grupos que lutam entre si, sera arruinado. E toda cidade ou familia dividida em grupos que brigam entre si, nao podera durar.”” Jesus nao disse isso referindo-se apenas ao reino de Satanas. Ele disse todos, sem excecao.

Esta discussao vazia para determinar quem que manda ou deixa de mandar ja foi resolvida no proprio Novo Testamento, demonstrando que eh tao ou mais antiga que ele. Mc 9, 34: “Entao Jesus se sentou, chamou os Doze e disse: “Se alguem quer ser o primeiro, devera ser o ultimo, e ser aquele que serve a todos.”” O desejo de querer ditar para todo mundo o que deve e o que nao deve ser feito eh fruto da vaidade humana. Quanto a isso nos temos a Deus e ao Espirito Santo para nos guiar e Eles nao reteem a Orientacao a ninguem que Os deseje ouvir. Nos temos os profetas, entre eles Jesus, como exemplos de pessoas que, segundo o tempo em que viveram, procuraram essa Orientacao. Facamos pois o mesmo, conscientes de que nos podemos cometer erros como eles tambem cometeram.

46. O final de uma Igreja II.

Quando as igrejas reclamam para elas proprias a heranca do tronco, reclamam para si mesmas tudo o que se tenha feito, de bom ou ruim. Eh comum vermos membros dos ramos de origem protestante reclamarem origem numa mitologica Igreja Primitiva. A razao de eu dizer mitologica eh essa: tudo o que aconteceu de ruim na Igreja, desde o Concilio de Niceia ate aa Reforma Protestante, eles apontam o dedo e falam que foram cometidos pela Igreja Catolica. Embora os mais estudiosos busquem ensinamentos de pessoas que viveram neste periodo, como Santo Agostinho e Sao Tomas de Aquino, eles querem negar qualquer vinculo com as Igrejas intermediarias. Ora, entre o tronco e os ramos menos grossos, existe o ramo medio. Se o ramo menos grosso nao saiu do ramo medio eh porque foi cortado e nao vive mais do tronco. Isto eh possivel em vegetais que se reproduzem por estaquia, ou seja, poda-se um galho, planta-o e ele dara uma nova arvore, separada do tronco. Se nao vive do tronco eh outra arvore.

Portanto, quem deseja ser parte da arvore frondosa nao pode alegar ser outra arvore. O tronco da arvore frondosa nao lanca ramos menos grossos separados pelo ar. Ou tudo esta conectado ou nao pertence ao tronco.

Dito isso, temos que recordar os crimes hediondos cometidos pela Igreja Crista durante a Idade Media. Entre os mais hediondos estao as declaracoes de heresia contra muitos dos ramos novos que surgiram na epoca. Hoje-em-dia nos sabemos que aquela Igreja nao existe mais. Ela eh uma fera domada que perdeu o poder de vida e de morte sobre os fieis. Com isso, os ramos que surgiram dela podem produzir bons frutos de diferentes sabores que a ela nao eh mais permitido sufocar. A seiva que sai das raizes e passa pelo tronco continua fluindo por aquela parte da arvore para chegar aos ramos mais finos mas este ramo intermediario nao tem mais o poder de impedir o transito dessa seiva.

A grande heresia foi ter sufocado as formas diferentes de pensamento e usado o ferro e o fogo ao inves de dialogo que permitisse tanto convencer quanto ser convencida. Quando as liderancas praticaram este tipo de crime contra a humanidade, elas nao estavam pensando em defender a verdade mas apenas impor um angulo miope de visao que ela desejava que fosse verdadeiro. Isto foi perpetrado pelos homens que governaram a Igreja sem consulta alguma a Deus. Agindo como agiu ela nao permitiu aos fieis decidirem por si proprios no que fosse melhor acreditar. Ela nao apenas cometeu erros mas tambem induziu outros a errar.

Nenhum bom professor ensina exatamente o que o aluno deve aplicar durante a carreira dele. O professor precisa saber e ensinar a construir o que ele ja sabe e contar as experiencias positivas e negativas. No caso de engenheiros, por exemplo, eh preciso que o aluno tenha conhecimento dos predios que cairam e porque cairam. Muitas vezes o predio que caiu tinha uma concepcao melhor elaborada que os que nao cairam mas houve algum erro de calculo na hora de escolher o material. Tendo um bom conhecimento de tudo eh como os engenheiros se capacitam para construir predios maiores e melhores.

Comparando-se isso com a teologia ensinada pelos cristaos hoje-em-dia, nos continuamos a fazer predios com a mesma tecnologia e desenho de dois mil anos atras. Por tras disso ha o engessamento do Conhecimento Com Respeito a Deus, como se no passado ja soubessem de tudo o que nos precisavamos saber.

Ha poucos dias eu ouvi um diacono fazendo uma homilia em que disse: “Joao Batista foi o ultimo dos profetas.” Provavelmente ele estava se referindo ao fato de Joao Batista ser considerado o ultimo profeta ligado ao Antigo Testamento, embora, tenha vivido nos tempos do Novo Testamento. Mas as palavras do diacono, sem uma devida correcao, contradizem o ensinamento de Paulo em 1Cor 14, 1: “Procurem o amor. Entretanto, aspirem aos dons do Espirito, principalmente, aa profecia.” Ora, se fosse para ficarmos estacados nas profecias do, agora, passado, de nada serviriam os conselhos de Paulo nos dias de hoje.

O modo de agir da Igreja em relacao aas teologias consideradas hereticas, ocultando-as, foi uma declaracao de incompetencia dos proprios lideres da epoca e que se estende ate aos dias de hoje. Nisso ha uma tentativa de superproteger ao povo. Eh passar a informacao errada ao povo neste sentido: “Olha, voces nao precisam se preocupar com nada, podem continuar a fazer os seus servicos porque nos pensaremos para voces.” Em realidade isso apenas demonstra a fragilidade do pensamento teologico pregado e o medo de se ver superado por pensadores melhores.

Esta atitude eh totalmente contraria aa Vontade de Deus porque Deus deseja ser amado, por nossas proprias vontades, por todos nos. Pessoas humanas nao foram feitas para se comportarem como cordeiros que seguem seus pastores, mesmo que para conduzi-las a boas pastagens, usando os estomagos e nao os cerebros para engordarem e depois acabarem na panela.

O pastor do rebanho humano tem que ensina-lo a pensar e criar condicoes para que os pupilos crescam em conhecimento. O pupilo bem orientado ira nao apenas conhecer o que o mestre o ensinou, ele deve aprender a ir alem do maximo que o mestre foi capaz.

A forma de agir da Igreja Crista indica a fragilidade nao apenas do que prega mas tambem a pequena fe que ha em Deus. Ora, nao importa qual seja o caminho que exploremos, se tivermos confianca em Deus, sempre faremos as nossas perguntas a Ele e, assim, a Verdade sera revelada. Diante da Verdade tudo o que for falso se apaga.

Comparem com isso: nos dizemos que Deus Existe e os ateus que nao. Nos sabemos que chegara o tempo em que eles “quebrarao a cara.” Depois que eles se encontrarem com Deus, irao eles dizer: “nao existe!?” Assim facam com todas as outras questoes e tudo tera resposta. A unica que ficara para o ultimo dia, para os que nao creem, eh a que esta acima e eu ja lhes expliquei o porque.

Aceitarmos a multiplicidade de pensamentos eh importante porque nao ha como pensarmos tudo sozinhos. As questoes maiores devem ser clareadas quando houverem respostas solidas e com conhecimento de causa. Nao eh o que eu acredito ou o que o outro acredita que esta certo. Esta correto aquilo que nao hajam mais argumentos contrarios para contradize-lo.
Nao se importe se nao foi voce quem deu a ultima palavra porque agora voce e seu irmao conhecem igualmente a verdade. Eh ela que libertara a ambos. Nos temos sempre que aderir aa Verdade.

47. Linhas gerais da construcao.

Na busca por Deus nos estamos autorizados a dialogar com todos. Inclusive com aqueles que se consideram os nossos maiores adversarios. Isto nos ajudara a conhecer todas as estrategias deles. Numa analogia, ninguem vai aa guerra sem conhecer a estrategias do inimigo. Fazer isso eh correr o risco de perder a guerra na primeira batalha.

Eh certo que o adversario tem estudado todas as estrategias que temos porque dizem que ele eh inteligente. E o que ele ira usar eh tentar derrubar-nos em nossos pontos fracos. Se nao nos estudarmos nao identificaremos nossas fraquezas e elas serao usadas contra nos mesmos. Temos que nos fortalecer nestes pontos. Seria uma total falta de responsabilidade de nossos lideres continuarem a nos deixar na ignorancia dessas coisas todas.

Quem nao da ouvidos a isso nao esta preocupado com as coisas de Deus. Quem pensa que ja sabe tudo, esta querendo se colocar no Lugar de Deus. Quem ler isso, lembre-se: melhor eh nao deixar que outros decidam por voce a intimidade que voce tera com Deus. Procure sempre ser o melhor dos filhos d’Ele e nao se esqueca de servir aos irmaos.

Se enxergam a verdade no que escrevi nesta carta, entao, reenviem-na para aqueles que desejam estarem com voces la no Ceu. Para termos acesso ao Ceu eh preciso conhecermos a verdade.

Mas enviem tambem para aquelas pessoas que voce nao sente confortavel ao lado delas neste momento. Elas te causam este sentimento porque nao conhecerm a verdade. Quando elas conhecerem, serao libertas e tornar-se-ao boas companhias para todos.

Que estas Bencaos do Pai sejam aceitas por todos nos. Nunca retenham o Conhecimento Com Respeito a Deus apenas para si mesmos porque o Dom de Deus eh a Partilha. Levem o bem a todos e todos se agradarao de ti.

Antes que eu passe a outro titulo, aproveitarei este espaco para demonstrar se eh so a mim que falta aquele tipo de fe que muitos cobram mas nao demonstram ter. Lembremo-nos da sequencia que esta no Evangelho segundo Marcos 16, 16-18: “Quem acreditar e for batizado, sera salvo. Quem nao acreditar sera condenado. 17 Os sinais que acompanharao aqueles que acreditam sao estes: expulsarao demonios em meu nome, falarao novas linguas; 18 se pegarem cobras ou beberem algum veneno, nao sofrerao nenhum mal; quando colocarem as maos sobre os doentes, estes ficarao curados.”

Esta passagem revela mais do que esta dito. Em primeiro lugar ela contradiz o proprio contexto em que foi escrita. O verso 14, que vem logo antes destes, afirma: “Por fim, Jesus apareceu aos onze discipulos enquanto estavam comendo. Jesus os repreendeu por causa da falta de fe e pela dureza de coracao, porque nao tinham acreditado naqueles que o tinham visto ressuscitado.”

Ora se os onze, que tiveram toda intimidade com Jesus, receberam o beneficio do perdao, ainda menos culpa tem qualquer um que nao teve o mesmo acesso aa pessoa de Jesus.

Estas imposicoes de condicoes atribuidas a Jesus no Evangelho de Marcos sao contraditorias tambem porque, pegar em cobras e beber venenos, eh tentar ao Senhor nosso Deus.

Se considerarmos o criterio: proporcionar milagres, de acordo com o que esta proposto acima, entao, eliminaremos os mais de dois bilhoes de cristaos dessa geracao de serem salvos. De nada vale esta parte do Evangelho de Marcos porque nao ensina como fazer mas cobra de outros tais milagres. Isto eh colocar sobre as costas do fiel uma carga que Deus nao pediu.

A verdade eh esta: o Amor de Deus esta acima de qualquer criterio humano que foi incluido em algumas partes da Biblia. O que Deus deseja eh que arrependamos dos nossos pecados, procuremos nao mais pecar e removamos as consequencias dos pecados passados e presentes de nossa sociedade, para construirmos um reino semelhante ao Reino do Ceu aqui mesmo na Terra. Assim poderemos dizer: Vem Senhor, aqui esta o reino que temos para Ti ofertar. Governa sobre nos. Amem.

Deus, meus filhos, nao eh uma arma espiritual de destruicao em massa como os mal informados pensam. Ele Eh A Veradeira Salvacao que nao requer de nos aquilo que esta acima dos dons que Ele Proprio nos Concedeu. Ele quer Salvar a todos. Somente esta estabelecido que: O amemos por nossas proprias vontades e amemos aos outros filhos d’Ele assim como amamos a nos mesmos. E somente Ele Conhece as nossas limitacoes.

48. A segunda vinda de Jesus.

A teoria da segunda vinda de Jesus eh algo que contradiz todas as expectativas dos primeiros cristaos em relacao ao tempo em que ela deveria ter acontecido. A ideia tem origem na teoria messianica. Esta surgiu, provavelmente, no tempo que os judeus estiveram cativos na Babilonia. Em primeiro lugar, os israelitas mais antigos acreditavam que a dinastia de David duraria para sempre. Com a queda de Juda frente aos babilonios a dinastia acabou. Entao, comecou-se a especular sobre uma nova forma de restaurar nao apenas o estado mas tambem levar um tipo de esperanca que mantivesse aceso um ideal religioso, que servisse de base ao estado de Israel.

David fora a idealizacao eleita na monarquia. O Messias, ou Cristo, que eh a traducao para o grego, foi a figura que se criou. Ele seria o restaurador da indepedencia de Israel. Seria um descendente de David que venceria todos os opositores exteriores no campo de batalha, promoveria a paz entre as nacoes, transformaria Israel em uma metropole que receberia tributos de todos os outros povos, restauraria a dinastia que perduraria por, pelo menos, 1.000 anos. O rei guerreiro se transformaria no rei da paz e transformaria as armas em utensilios para a producao agricola. O governo exercido por este rei e seus descendentes seria uma teocracia com a sede em Jerusalem, onde todos os povos fossem em peregrinacao para adorar ao Senhor, “Deus de Israel”.

Quando Jesus esteve na Terra, aquele era o rei esperado pelos judeus. A morte do Messias simplesmente nao estava prevista embora, posteriormente, os cristaos tenham pincado muitas passagens do Antigo Testamento para afirmarem que Jesus seria o Messias dos judeus. Porem, esta reinvindicacao crista esbarra numa impossibilidade porque esta interpretacao foge completamente ao contexto que existe no Antigo Testamento.

Por causa dessa realidade, ate hoje os judeus nao se converteram ao cristianismo. Alias, nisso eles nos ensinam dizendo que a cristologia nos da o Cristo de origem grega, mencionando a origem da palavra, e nao o Messias prometido a eles pelo judaismo messianico, embora, as palavras sejam sinonimas em linguas diferentes.

Na verdade, o debate a respeito disso eh visivel em todo o Novo Testamento. E as falhas sao mostradas em todo o texto dele comecando pelas duas genealogias que foram dadas a Jesus. A primeira em Mateus 1 e a segunda em Lucas 3, a partir do verso 23. Cada uma delas da um nome diferente ao pai de Jose, o marido da santa Maria, a mae de Jesus. Uma desculpa que eh dada para o erro eh a suposicao de que uma das genealogias fosse a de Jose realmente e a outra seria a de Maria. O nome do Jose teria sido colocado no lugar do de Maria para manter a tradicao das geracoes paternas.

Mas isso apenas aumenta mais a confusao porque nos conhecemos a tradicao que mostra os nomes dos pais de Maria que eram Sant’Anna e Sao Joaquim. Em Lucas, Jose eh filho de Eli e em Mateus, de Jaco.

Como a verdadeira genealogia de Jesus era desconhecida, eh provavel que muitas hipoteses ou sugestoes tenham sido levantadas pelos primeiros cristaos, tanto que Paulo, na 1Tm 1, 4 avisa: “e para que nao se ocupassem com fabulas e genealogias sem fim; estas favorecem mais as discussoes do que o projeto de Deus, que se realiza na fe.”

Entretanto, este problema genealogico nao se atem apenas aa dupla paternidade dada a Jose. Salatiel, o pai de Zorobabel, tambem sofre do mal de terem atribuido a ele ser filho de mais de um pai. Em Mt 1, 12 o pai de salatiel recebe o nome de Jeconias. Em Lc 3, 27 ele vira filho de Neri. Claro, nos que fazemos o arduo trabalho de perscrutar assuntos genealogicos sabemos o quanto eh dificil fazer tais anotacoes sem cometer erros. Qualquer desvio de atencao pode provocar um engano, por isso, imaginem quantos enganos existem em todo o conteudo biblico. O importante a salientar aqui eh que se houvesse alguma perfeicao no texto biblico, como alguns querem impor, entao, nenhum desses erros deveria existir.

Aqui apresentamos dois, somente nas genealogias dadas a Jesus que, juntas, nao ocupam sequer uma das paginas da Biblia. (Estamos mostrando apenas duas diferencas entre as genealogias em Mateus e Lucas, porem, existem outras.Para quem nao souber quem eh Zorobabel, leiam Esdras e Neemias. O nome dele comeca a aparecer em Ed 2, 2 e vai 4, 2; 5, 2 e Ne 7. 7. Em Ag 1, 1 e 2, 2 e Zc 4, 6 ele reaparece).

O que se detecta aqui eh que os autores de Mateus e Lucas ignoraram os avisos de Paulo e implantaram aquelas genealogias apenas para ganharem os que conheciam a teoria do surgimento do Messias e que, portanto, queriam provas de que Jesus fosse descendente de David. Mas, para nos que conhecemos um pouco de genealogia, podemos afirmar que Jesus, sendo judeu legitimo em sua epoca, era descendente de David, pelo menos do lado materno.

Como eu ja calculei, e alguns conhecem os calculos, se um casal tiver apenas dois filhos; os filhos se casarem (nao entre si) e tiverem apenas dois filhos cada um e assim multiplicassem de geracao em geracao, sob a condicao de que os descendentes do primeiro casal nao se casassem entre si, por apenas 33 geracoes, os descendentes seriam mais de 8 bilhoes e meio de pessoas, somente na trigesima terceira geracao. 33 geracoes correspondem aproximadamente a 1.000 anos. Pode ser menos, dependendo da idade media que se tem filhos. Duas coisas sabemos porem: os casamentos entre parentes sempre foram inevitaveis por um motivo ou outro. Mas os casais nunca se limitaram a apenas dois filhos antes.

Certo eh que ha a imensa possibilidade de Jesus ter sido descendente de David, nao apenas por uma linhagem genealogica mas por, simultaneamente, ate milhoes; porque praticamente 1.000 anos separavam ele e David. E a populacao judia e galileia era relativamente pequena para que toda nao fosse descendente do rei ja que este e Salomao espalharam sementes como quem planta trigo, devido a promiscuidade com muitas mulheres.

A segunda vinda de Jesus foi uma forma de os autores tentarem conciliar a teoria messianica com os fatos da realidade que a negavam. Disso nasceu a cristologia e a teoria da segunda vinda de Jesus.

49. Problemas na teoria.

A teoria da segunda vinda de Jesus surgiu da intensa cobranca tanto dos recem-convertidos ao cristianismo quanto dos argumentos dos cultos concorrentes ao cristianismo, no primeiro seculo. Que Jesus nao era o Messias esperado pelos judeus, todos podemos constatar pela leitura do Antigo Testamento. Mas como a cristologia, entao recem-surgida, tentava convencer do contrario, mas esbarrava na impossibilidade de Jesus ter preenchido todos os quesitos exigidos nas antigas Escrituras, entao, optou-se pelo caminho que afirma: “O que nao foi proporcionado pela vida terrena de Jesus no momento nao perdeu a validade, foi apenas adiada para uma segunda oportunidade.” A saida apontada foi esperta e deu segunda vida aa cristologia.

A repercussao, porem, tem apenas criado problemas ao inves de solucoes. Segundo o que sabemos, as cartas de Paulo foram os primeiros escritos genuinamente cristaos e que sobreviveram para entrar no canon do Novo Testamento. E o que ele, a principio, profetizou a respeito da segunda vinda de Jesus?

1Ts 4, 16-17: “De fato, a uma ordem, aa voz do arcanjo e ao som da trombeta divina, o proprio Senhor descera do ceu. Entao os mortos em Cristo ressuscitarao primeiro; 17 depois nos, os vivos, que estivermos ainda na terra, seremos arrebatados junto com eles para as nuvens, ao encontro do Senhor nos ares.”

Os estudiosos pensam que esta carta tenha sido escrita por volta de 50 d.C. Nela, fica evidente que, a principio, Paulo manifestava a vontade de participar do evento enquanto ainda estava vivo.

O entendimento de Paulo prossegue no decorrer da obra dele e em 1Cor 7, 29 ele justifica assim as recomendacoes que ele tinha em relacao ao casamento: “Uma coisa eu digo a voces, irmaos: o tempo se tornou breve. De agora em diante, aqueles que tem esposa, comportem-se como se nao a tivessem.” Se ele nao estivesse esperando que a segunda vinda fosse imediata, isto seria o decreto do fim do cristianismo porque se cessasse a multiplicacao de pessoas a fe seria extinta.

Mesmo apos ao primeiro Diaspora dos judeus, em 66 d.C., eh perceptivel que os cristaos ainda esperavam a eminente segunda vinda de Jesus. Isto se mostra visivel pelo que esta escrito no ultimo livro a ser canonizado, e que faz parte do Novo Testamento, que eh o Apocalipse. Ja no primeiro capitulo temos expressoes como essas: “coisas que devem acontecer muito em breve”; “Pois o tempo esta proximo”; no 3, 20 temos: “Ja estou chegando e batendo aa porta.”; no 6, 11 temos: “Tambem foi dito a eles que descansassem mais um pouco de tempo,”; o 12, 12 eh enfatico:
“Por isso, faca festa, o ceu.
Alegrem-se os que ai vivem.
Mas, ai da terra e do mar,
porque o Diabo desceu para o meio de voces.
Ele esta cheio de grande furor,
sabendo que lhe resta pouco tempo.”; e concluindo no capitulo 22 nos temos no 10 e no 12 as expressoes: “o tempo esta proximo” e 12 “Eis que venho em breve.

Para justificar-se que as coisas anunciadas nao aconteceram “ainda”, os defensores da segunda vinda recorrem a outro verso, 2Pe 3, 8: “Ha, porem, uma coisa que voces, amados, nao deveriam esquecer: para o Senhor, um dia eh como mil anos e mil anos sao como um dia.” Mas esta foi apenas a desculpa que foi usada para esconder a falha em tal tentativa de adivinhacao do futuro. A verdade eh que o tempo nao causa efeito algum em Deus. Na Sabedoria que pertence somente a Ele, Ele nao nos falaria na linguagem d’Ele as coisas que precisamos entender em nossa linguagem. Assim, Ele nao autorizaria falar-se em proximidade do tempo ou urgencia desse mesmo tempo se, em verdade, isso significasse algo diferente do que podemos medir pelos nosso proprios padroes, porque isso seria enganacao. E Deus, meus meninos, nao esta no Ceu para enganar ninguem.

Deus sabe muito bem que 2.000 anos ja passou longe, e em muito, das palavras proximo e breve. O problema esta no nao reconhecimento da verdade por aqueles que querem dar interpretacao ao que foi escrito como se os escritores realmente soubessem de alguma verdade futura. Muitos deles eram cegos querendo guiar outros cegos em caminhos que nenhum deles conheciam. (Alias, a falacia em 2Pe eh um dos motivos pelos quais sabemos que tais cartas nao foram escritas por Pedro, o Apostolo, porque esta foi escrita apos o Apocalipse).

No ultimo Evangelho que foi canonizado, Joao atribui estas palavras a Jesus: 18, 36: “Jesus respondeu: “O meu reino nao eh deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu nao fosse entregue aas autoridades dos judeus. Mas agora o meu reino nao eh daqui.””

Nao faz diferenca alguma se Jesus voltar ou nao; em qualquer tempo que ele vier ou nao. A nossa obrigacao como filhos de Deus eh fazer a Vontade do Pai. Fazendo a Vontade de Deus, Jesus ficara satisfeito conosco e isto eh valido para toda e qualquer religiao e ramo religioso.

Eu afirmo a voces: o reino da Terra esta consagrado ao Pai e Ele deseja que construamos nela um reino o mais possivel semelhante ao Ceu para que Ele Proprio possa nos Governar, segundo o que lhes foi dito antes: “venha a nos o teu reino,” ou seja, seja o nosso Soberano. Se nao buscarmos o Reino de Deus desde aqui na Terra, nao nos sera possivel reconhecer o Reino d’Ele na outra dimensao.

Paulo e os primeiros cristaos esperavam a segunda vinda de Jesus imediatamente. Mas as perspectivas lancadas por eles foram sendo mudadas porque eles estavam errados nesse quesito da profecia. Eles precisavam preparar a todos para praticarem o bem em seu dia-a-dia e nao se aventurarem a fazer adivinhacoes de futuro.

Como ja afirmei antes, Deus nao concede sabermos o futuro porque, se Ele tivesse revelado o que aconteceria, isto seria imutavel. Sendo assim, nenhum comportamento nosso mudaria em nada tal futuro porque a Palavra Dita por Deus nao falha. Se Ele disse que a maioria de nos seria mau, entao, ninguem teria como fugir dessa sentenca e ser mau passaria a ser uma obediencia a Deus.

Eu garanto a voces: felizes foram os nossos ancestrais quando, nestas setenta geracoes que se passaram desde a escritura do Novo Testamento, nao esperaram a segunda vinda de Jesus e praticaram o bem em Nome de Deus. Eles ja estao desfrutando das consequencias das obras que legaram aa sua descendencia.

Eu certifico isto: Jesus queria implantar um mundo de justica no proprio tempo dele mas nao foi possivel a ele fazer isso. Naquele tempo nao havia compreensao no mundo para realizar-se o Projeto de Deus. Porem, ele plantou a semente e cabe a nos regarmos a plantacao.

Por ele ter sido rejeitado por muitos no principio, os seguidores dele passaram a pensar que a maioria das pessoas nao desejava participar dessa construcao. Por isso nos precisamos comecar de novo, a partir de uma nova perspectiva. A creacao de Deus nao eh ma, ela esta se comportando mau. Eh preciso reabilitar cada um de nos. Isto tem que ser feito passo-a-passo, de geracao-em-geracao, sendo guiados pelo Amor de Deus e nao pelo terror das falsas profecias.

Nao podemos desistir do plano somente porque ele nao sera concluido em nossa geracao. Temos que gerar um mundo melhor para os nossos filhos e pedir a eles que gerem outro melhorado para os filhos deles e, assim, sucessivamente teremos um mundo ate melhor que Jesus jamais imaginou, dedicado ao Pai, porque o Pai Eh Melhor do que qualquer de nos possa imaginar.

50. Apocalipse.

A tradicao nos afirma que o Evangelho segundo Joao e o Apocalipse foram escritos pelo mesmo autor. Contudo, por causa das caracteristicas, sabe-se que ele nao eh o Joao apostolo. Estudiosos entao apelidaram ao autor por Joao Divino.

As caracteristicas destes dois livros da Biblia divergem completamente do restante porque o autor ou os autores nao estava(m) preocupado(s) em contar uma historia propriamente dita. O que se pretendia era oferecer respostas aas questoes surgidas, depois do que foi realmente fato, dentro das comunidades cristas recem-formadas. Embora sejam usados termos como: “Jesus disse”, “Jesus continuou dizendo” etc, em verdade, exceto por alguns poucos acontecimentos que sao retirados dos outros evangelhos, o que se escreveu naqueles dois livros pode ser lido como interpretacoes supositivas, ou seja, supondo que Jesus encontrasse tal situacao ele poderia dizer isto ou fazer aquilo.

Uma das formas de se constatar a verdade do que dizemos, e que esta ao alcance de todos verificarem, basta ler: Ap 7, 4-8. Ali estariam os numeros das pessoas oriundas das tribos de Israel que seriam salvas, ou, receberiam o selo da salvacao, enquanto houvesse a suposta grande tribulacao. Os numeros sao emblematicos. Estao ligados aa simbologia numerica herdada dos credos tais como os que procedem da Babilonia. Ai eh dito que de cada uma das 12 tribos seriam selados 12.000, perfazendo um total de 144.000 salvos.

O problema encontrado ai eh que o autor revela a propria ignorancia a respeito das Escrituras mais antigas, o que nao eh esperado de uma pessoa nascida judia, educada no judaismo e que, supostamente, conhecia a escrita do Antigo Testamento.

Pode-se ate fazer-se uma brincadeira antes de ir-se alem. Farei uma afirmacao verdadeira. Antes de prosseguirem esta leitura, depois da afirmacao, pensem se concordam ou nao comigo. Vamos la: Jaco, redenominado Israel, teve pelo menos 13 filhos. Destes, doze geraram 14 tribos. Apenas 13 invadiram Canaan.

Geralmente os catedraticos costumam ensinar que sao doze as tribos de Israel mas isto depende da epoca da estoria a qual se referem. Em Gen 35, 23-26 temos a relacao de 12 filhos de Jaco que sao: Ruben, Simeao, Levi, Juda, Issacar, Zabulon, Jose, Benjamim, Da, Neftali, Gad e Aser. O decimo terceiro dos filhos do Jaco eh a Dina que eh lembrada no capitulo 34. Eu usei o coletivo de filhos porque esta eh a regra da lingua portuguesa, quando se somam filhas e filhos o masculino abrange o conjunto. Aparentemente, Dina nao deu origem a tribo ou simplesmente foi resguardada em segundo plano como mandava a conveniencia humana nos tempos dos dois primeiros testamentos.

Os doze filhos homens de Israel deram nome a doze tribos que teriam saido do Egito para o deserto. Contudo, ja no primeiro capitulo do Livro de Numeros ha a divisao da tribo de Jose em duas, que sao: Efraim e Manasses. Entao, estas duas juntam as tribos aas quais foram distribuidas terras como heranca. A tribo de Levi, ou seja, os levitas, receberam pequenas porcoes de terras descontinuas em todo o territorio das outras doze e mais o sacerdocio como heranca. Assim, sao treze as tribos que entraram em Canaan, podendo contar-se 14, enquanto Manasses e Efraim representavam juntas tambem a de Jose.

O autor de Apocalipse, porem, deu uma derrapada ao tentar conciliar os numeros que queria encaixar no livro dele na realidade de campo. Ele citou Juda, Ruben, Gad, Aser, Neftali, Simeao, Levi, Issacar, Benjamim e ai misturou as coisas citando Jose e Manasses. Incluindo o nome Jose, indiretamente ele citou Efraim que teria direito aa metade da heranca junto com Manasses. Assim, em verdade, seriam selados 24.000 da tribo de Jose e nao apenas 12.000.

O fato imperdoavel, se ele fosse um judeu legitimo, seria ter se esquecido completamente da tribo de Zabulon, que tambem era filho de Jaco ou Israel.

Como eu disse antes, eh baseado em suposicoes e o Apocalipse pode ser, junto com o Evangelho de Joao, os precursores do movimento gnostico. O movimento gnostico tornou-se a forma mais produtiva, pelo menos literariamente falando, do cristianismo. Gnostico eh um derivado de gnosis, que significa conhecimento. Contudo era baseado em metafisica e nao em ciencia, ou seja, as pessoas criavam ideias novas, diversificavam as interpretacoes e assim chegavam a novos evangelhos. Quando da epoca do Concilio de Niceia, existiam mais de trinta evangelhos diferentes. Eles nao entraram no canon por varios motivos mas a principal razao foi que os reunidos em Niceia queriam restringir a diversidade de pensamento. Por tras da ideia de construir a igreja unitaria estava tambem a sede do poder totalitario.

51. O que eh e o que nao eh Apocalipse.

A palavra significa revelacao. Exatamente o que os outros livros gnosticos eram escritos com a intencao. Contudo, como ja afirmei antes, Deus nao nos permite saber o futuro com antecedencia. Por isso eh uma grande perda de tempo estuda-lo com a intencao de perscrutar coisa em nosso futuro. Alem de perda de tempo eh um risco muito grande acreditar-se que o futuro esteja codificado nele. O que, alias, isto tem sido provado ao longo da historia.

Na passagem do ano 1.000, por exemplo, houve uma grande comocao, com suicidios e pessoas enlouquecendo por pensar que o mundo iria acabar nos moldes descritos no Apocalipse. Nos anos anteriores ao 2.000 houveram varios incidentes apocalipticos envolvendo movimentos sectarios que divulgavam a proximidade do final dos tempos.

Na verdade, o Apocalipse foi escrito numa epoca em que o cristianismo passava por uma grande crise. Nao haviam lideres mais capazes para lidera-lo, a primeira geracao ja havia falecido, os questionamentos eram muitos, outras opcoes de credo se mostravam mais visiveis e havia uma constante perseguicao ao secto de Jesus. Assim, o autor do livro desejava instruir o povo a permanecer na fe mas tambem se permitiu deixar levar, em parte, pelo desejo de vinganca.

Isto eh possivel observar analisando-se a vida de Jesus contada por Marcos, Mateus e Lucas. Ele nao deveria ser uma pessoa fisicamente fraca. A partir do que relataram sobre os flagelos que sofreu e, ainda assim, conseguiu levar a cruz em parte do caminho, alem de ter ido pelas proprias pernas ate ao calvario, podemos dizer que, se ele quizesse ter sido um militar, poderia ter sido um dos bons nestas artes.

Mas o que foi falado eh justamente o oposto dessa decisao. Ate no momento de ser entregue, alguem chegou a desembanhar a espada e estava disposto a morrer com ou por ele, mas ele recusou a solucao que todos esperavam dele. Mandou guardar a arma e, segundo Joao, restituiu a orelha cortada ao servo do sumo sacerdote. Quando ja na cruz e a ponto de perder a vida, pediu a Deus pelo bem daqueles que lhe faziam mal. Ora, estava ai o rei da paz.

O Apocalipse, porem, pinta-o com cores opostas. Ele retornaria nao para confirmar a paz mas para vingar, fazer jorrar o sangue dos inimigos em grande quantidade e para aumentar assombrosamente os sofrimentos dos sobreviventes da tribulacao.

Ora, a unica forma de compreendermos isso eh lembrarmos que Paulo ja havia deixado aquela mensagem dizendo que dera o exemplo, ou seja, fizera de tudo para ganhar novos convertidos, mesmo que enganando a todos. Joao, entao, volta com a mesma ideia, garantindo a recompensa aos que permanecessem na fe ao mesmo tempo que, segundo a logica que pensava, alem de obterem os prazeres do Ceu, seriam contemplados com o sabor da vinganca.

Isto nada tem de Divino.

Como ja foi definido anteriormente, profecia nao tem nada a ver com adivinhacao de futuro e sim com a preparacao do rebanho para construir um futuro melhor, porque nos sabemos que se todos comportarmos bem teremos bom futuro mas, do contrario, so podemos esperar pelo pior. Isto eh o que eh irremediavelmente certo. Nao se sabe o que acontecera mas o mal saberiamos que viria.

Ja, quando se toma o Apocalipse como a descricao de um futuro definido e irremediavelmente certo, entao, qual eh a atitude que ele nos induz? A de estarmos sempre preparados para a guerra de uma forma que os nossos espiritos nao buscam evita-la. A figura do anti-Cristo eh uma pessoa indeterminada, ou seja, pode ser qualquer uma. Nao se sabe contra quem exatamente sera a guerra, portanto, passamos a desconfiar de qualquer um. Enfim, a interpretacao da mensagem que nos tem sido passada pelos ramos cristaos acaba sendo causa de guerras e nao a da paz de Jesus.

O falso profeta e a besta sao incognitas. No passado acusaram pessoas de serem tais figuras. Como o tempo passou, percebeu-se que nao enquadravam direito na descricao do livro. Mas o livro ja havia sido usado para fazer falsas acusacoes. Que profecia eh esta que induz as pessoas a pecarem ao inves de encoraja-las a praticar o bem!?

O autor do Apocalipse tambem menosprezou o Poder de Deus. Ora, no que descreve faz entender que Deus enviaria exercitos Celestes para combater os exercitos do mal. Eh como se Deus fosse um imperador romano assistindo aos jogos na arena! Tanto o autor quanto os interpretes biblicos se esqueceram do Poder de Deus. Ora, se Ele disser ao mundo material: “Desapareca.”, o que voces pensam que ira sobrar? Pois, sera que Ele nao teria Poder para, entao, dizer: “Desapareca apenas o mal e permaneca o bem.”?

Ele nao fez isso ate hoje porque nos eh que temos que fazer desaparecer o mal que nos mesmos temos praticado. Porque se fosse para Ele Proprio fazer isso, entao, teria sido melhor nao nos ter Creado.

Ai eu volto a repetir aquele verso esquecido la no livro de Mateus 5, 9: “Bem-aventurados os pacificadores, porque serao chamados filhos de Deus.” Agora imaginem, se os mais de dois bilhoes de nos que nos dizemos cristaos fossemos promotores da paz, sera que a guerra seria uma opcao para o mundo? A verdade eh esta, eu nao temo aos demonios porque Deus Esta comigo. Eu temo mais aqueles que se dizem cristaos mas, na hora de agir, agem como se nao fossem.

Como coisas que sao, os livros nao fazem o mal. Porem a falta de entendimento e as mas interpretacoes sao o que promovem este mal.

O autor do Apocalipse estava ansioso para dar sinais de que Jesus e o Deus que se acreditava desde Abraao tinham tudo a ver um com o outro. Por isso quiz estabelecer em Jesus o aspecto vingativo que ouvira falar que o Deus de Abraao teria. Mas isto era justamente o que fez Jesus morrer como morreu, para demonstrar a invalidade do aspecto vingativo de Deus. As interpretacoes do Apocalipse mostram um retrocesso a tudo de mal entendimento que havia no Antigo Testamento.

Ate ao momento, as guerras que houveram de homens contra homens nao causaram o exterminio da especie porque ninguem possuia um armamento capaz de fazer isso. Mas, em breve, todas as nacoes terao o conhecimento teorico de como proceder para fabrica-lo. Entao, chegaremos ao impasse de constatar que nos proprios temos sido os nossos proprios inimigos. Nao existe a guerra em que o bem ira eliminar o mal porque todas as guerras sao feitas de maus contra maus. O problema em dizer o contrario esta nos que escrevem a historia e a alteram de acordo com os proprios interesses.

Existem desastres naturais que estao por acontecer que podem eliminar-nos como especie da face da Terra. Poucos estao realmente alertas para este fato. Existem super-vulcoes, terremotos e maremotos, explosoes de raios gama do espaco exterior, asteroides etc. Estas sao apenas poucas das possibilidades de exterminar-nos. Sao coisas que nao respeitam bons ou maus; inocentes ou culpados; criancas ou adultos; ricos ou pobres etc etc. Nos podemos lutar unidos contra estas ameacas tendo pequenas chances de sobrevivermos como cultura e especie. Se separados, as chances se tornam praticamente nulas.

Nossa unica chance eh estarmos unidos contra essas coisas. A unica forma de isso acontecer eh se passarmos a, realmente, amarmos a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a nos mesmos.

52. O inferno.

Para compreendermos essas coisas eh preciso estudarmos a evolucao do pensamento humano a respeito do assunto. Nem sempre houve a concepcao de inferno que existe hoje como sendo um lugar onde se queimaria pelos pecados cometidos, para sempre.

No judaismo mais antigo, por exemplo, a palavra Satan nao tem o senso exato para definir o nome de uma entidade maligna, embora, designe a oposicao. Para entendermos melhor, precisamos ler o inicio do Livro de Jo.

O livro descreve Satan como sendo uma figura que representa a oposicao ao Pensamento Divino e, para que a estoria se desenrole como uma parabola, o pensador inclusive cria um dialogo que imaginava possivel entre o Bem e o mal.

Assim, Jave, para provar que Jo fosse um crente fiel, concede a Satan o poder de fazer o mal a qualquer das propriedades de Jo. Ai comeca o conflito entre o conceito de propriedade do passado e do presente porque nos versos 18 e 19 do primeiro capitulo os filhos e filhas de Jo sao mortos para ver se Jo amaldicoava a Deus.

A estoria prossegue com os erros conceituais se mostrando, embora, o autor nao perceba isso. No segundo capitulo, ja que Jo nao havia amaldicoado a Deus, ele atribui a Jave estas palavras, no verso 3: “E voce, a troco de nada, me lancou contra ele para o aniquilar.” Nisso caracterizaria a possibilidade de Jave ser induzido a praticar o mal, o que eh uma impossibilidade isto acontecer a Deus, e quem O conhece sabe disso.

No mesmo capitulo, apos Satan ter recebido o poder de interferir com a saude de Jo, causando-lhe grave sofrimento, o autor o poe em dialogo com a esposa nos versos 9 e 10: “Sua mulher lhe disse: “E voce ainda continua em sua integridade? Amaldicoa a Deus e morra de uma vez!” 10 Jo respondeu: “Voce esta falando como louca! Se aceitamos de Deus os bens, nao devemos tambem aceitar os males?” E, apesar de tudo isso, Jo nao ofendeu a Deus com palavras.”

Esta conclusao do escritor eh totalmente contraditoria porque atribui os males a Deus, portanto, na concepcao dele, Satan e Deus formam uma mesma pessoa. Claro, o autor nao enxergou este fato quando fantasiou os dialogos e escreveu esta estoria mas ai deixou caracterizado que Jo levantou falso testemunho contra Deus. E isto foi fruto da falta de Conhecimento Com Respeito a Deus que os antigos tinham.

O Livro de Jo parece ter incluido essas coisas como confirmacao da parte do conto de Adao e Eva, em que Eva cai na tentacao e induz Adao a fazer o mesmo. A esposa de Jo torna-se a vitima da vez e personifica o proprio Satan. A Jo, porem, eh dado se tornar melhor que Adao. Estas passagens com sentido subliminar foram colocadas por causa da falta de respeito que a maioria dos autores biblicos nutriam contra o sexo feminino. Eu odeio muitas das coisas que minha esposa me faz passar mas, ainda assim, nao nutro nenhum rancor contra as mulheres, para descarregar nelas as consequencias das minhas frustracoes. Temos mais eh que respeita-las antes que culpa-las porque tambem nao somos santos. Mas somos todos filhos de maes.

Uma das razoes pelas quais nos temos certeza de que a Biblia eh uma obra de origem masculina eh a forma predominante das personificacoes malignas serem atribuidas ao elemento feminino. Deus, porem, nao quer que esse preconceito prevaleca para sempre porque Ele Eh Pai de ambos os sexos e nao faz distincao entre eles. Nos temos que corrigir esta concepcao errada que predominou no passado nos tornando verdadeiros filhos de Deus e, agindo como Ele, nao fazendo distincao entre os sexos.

Posteriormente, sob a influencia de outras filosofias de credos externos e de mencoes dos proprios livros biblicos, a composicao foi tomando forma. Do paganismo grego, por exemplo, havia o exemplo do lugar chamado Hades. Na verdade era o reino que existiria no subsolo, com ligacoes atraves de cavernas com a superficie e para onde iriam todas as almas. Ali prevaleceria o cheiro de enxofre, uma alusao aas erupcoes vulcanicas etc.

Em Gen 5, 24 ha esta citacao: “Henoc andou com Deus e desapareceu, porque Deus o arrebatou.” A mencao a este Henoc inspirou futuramente aos rabinos escreverem o Livro de Henoc. Este faz parte de muitos outros que foram posteriormente considerados apocrifos, ou seja, livros inspirados que nao entraram no canon biblico. No tempo em que o Novo Testamento foi escrito, os judeus o liam como livro canonizado e eh por isso que a carta de Judas, versos 14 e 15, cita-o.

E eh no livro de Henoc que estao descritas as passagens da revolta imaginaria no Ceu, liderada por Lucifer, a queda e a criacao do reino do mal.

Contudo, o inferno so veio a tomar a forma que chegou a nos, ja na Idade Media. Na verdade, a vida durante este periodo tinha tudo que ver com um inferno. As pessoas viviam pouco e sofriam muito. Com a queda do Imperio Romano do Ocidente as condicoes sanitarias eram horrendas. As pessoas faziam suas necessidades durante aa noite e lancavam os excrementos nas ruas. As pragas e pestes eram frequentes.

As populacoes viviam em condicao de escravidao. Eram obrigadas a servir ao senhor feudal em tudo o que ele mandasse. Nao tinham sequer o direito de ir e vir. Quem nascia em uma propriedade feudal estava preso a ela enquanto vivesse ou so poderia sair se recebesse autorizacao do dono de tudo. Alistar-se como recruta para fazer guerra era uma das unicas opcoes de liberdade, que estava limitada aos homens.

Uma das Igrejas intermediarias que mencionei de nada ajudava. Ao contrario, mantinha os fieis em regime de escravidao mental, subordinando-se ao regime politico e divulgando a subserviencia como meio de atingir-se os beneficios celestiais. Ao inves de refutar a mitologia do inferno, ela propria se utilizava da ideia para intimidar a populacao mais fraca. Nao se deve acusar ninguem por isso porque todos viviam da ignorancia.

Eh neste quadro caotico que surge o satiro Durante de Alighieri. Mais conhecido como Dante, o autor da Divina Comedia. Ele satirizou aquele modo de vida, destilando e reservando uma boa pitada de veneno a todos que o haviam feito sofrer, inclusive o papa. Brincadeira feita, ele tornou-se, involutariamente, o profeta do inferno. A obra dele tornou-se tao popular que acabou sendo retratada em todas as artes desde entao. E os grandes artistas pintaram quadros e modelaram esculturas inspirados nela. Lembremo-nos que estas artes eram as formas usadas para educar aa maioria absoluta de analfabetos que existiam na Europa.

E a ideia cresceu, aa medida que ela tornou-se util aa Teologia do Medo. Durante a Idade Media, a Teologia do Amor foi praticamente banida dos pulpitos. Os senhores feudais e sacerdotes, que estavam intimamente ligados por lacos familiares, nao tinham como anunciar o Amor de Deus e, ao mesmo tempo, explicar os privilegios deles. Assim, imputar a culpa do sofrimento aos que sofriam era a via mais curta para manterem a religiao e usufruirem dos beneficios do trabalho do coletivo.

Claro. Todas as outras filosofias religiosas incluem algum conceito de inferno em suas teologias. Mas tudo eh consequencia da Teologia do Medo, ou seja, manter o culto pelo pavor e nao pelo amor. Contudo, o sadismo ganhou contornos crueis que enganaram aos pobres fieis porque, se a vida que viviam era um verdadeiro inferno, imaginem entao se fossem condenados a viver pela vida eterna em um lugar que fosse pior do que tudo que ja conheciam na Terra!

53. A impossibilidade.

A impossibilidade da existencia do Inferno esta em varios fatores da equacao que o criou. Primeiramente, Deus Eh Perfeito, Poderoso, Sabio, Oniciente, Inteligente, Amoroso e Pai, entre muitas outras Coisas. Isto, por si so, ja seria o suficiente para crermos em que o Inferno nao existe.

Dai segue: sendo Oniciente, quando Deus Creou todos os anjos assim como ao ser humano, Ele ja Sabia o mal que cada um poderia fazer ou nao. Como Onipotente, Ele Proprio Eh a Fonte do poder que delegou a cada um. Seria falta de inteligencia se Deus tivesse delegado poderes a alguem ou a alguma coisa para fazer um mal tao grande que nao pudesse ser revertido pelos Poderes d’Ele. Se houvesse essa possibilidade e ela fosse concretizada, entao, Deus nao seria Perfeito.

Segundo a Teoria do Inferno, este eh um lugar, onde todos os condenados passariam a Eternidade em sofrimento, creado por Deus. Alguem dira: “Nao, foi criado pelo Diabo!” Ora, Deus teria sido o Creador tambem desta figura mitologica, sabendo que ela faria o que, supostamente, fez, entao, pode-se afirmar que a Teoria afirma que Deus usou o Diabo para construir o Inferno. Assim como nos, o Diabo seria um instrumento de Deus para fazer aquilo que, sabemos, Ele jamais faria.

Porem o Inferno eh algo que nao se encaixa na Economia de Deus. Isto se verifica porque eh dito que Deus gastou energia para fazer um anjo que se rebelaria, na Presenca d’Ele, para depois se transformar em um mal sem cura. Neste caso, Deus nao seria Perfeito porque o objetivo d’Ele eh a Perfeicao, porem, a Teoria do Inferno afirma que Ele falhara. Para que isso nao acontecesse Deus teria que ter Providenciado o Perdao inclusive para os, supostos, anjos caidos, para que, no final, Ele nao tivesse usado Energia de Vida em vao.

O requinte do engano esta na creatura humana. Nao temos numeros exatos mas o Apocalipse da a entender que o numero de salvos sera muito menor que o de condenados. Mesmo que fosse apenas um, o condenado pela a Vida Eterna, entao, Deus teria esse minimo de imperfeicao. O que O impediria de Ser Perfeito a bem da verdade.

Duas coisas os autores da Teoria do Inferno erraram. Nao conheciam a Deus e presumiram coisas erradas a respeito d’Ele.

O que desaparecera da existencia eh o mal que nos proprios temos feito e nao nos mesmos. Imaginem um lugar como o Inferno que fosse para torturar por toda a Eternidade aos pecadores. E, no final, nao se tira dali nem sequer uma alma recuperada! Eh o absoluto desperdicio de Energia de Vida. Seria a prova, se fosse verdade, da ineficiencia Divina porque, indiretamente, teria creado algo que nao produziria nada de bom.

No Evangelho de Pedro, considerado apocrifo por nao ter sido incluido no canon do Novo Testamento, ha uma passagem onde Pedro, observando esta situacao dos condenados, interpela a Jesus perguntando se nao haveria forma alguma de salva-los. Entao, a resposta foi dada desta forma: “Nao revele isso a ninguem porque eh como se fosse um segredo: eles nao devem saber porque senao irao pecar mais ainda.”

A verdade eh outra. Quando pecamos nos somos punidos pelas consequencias dos nossos proprios pecados. O objetivo de estarmos aqui eh amar a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a nos mesmos, por nossas proprias vontades. Ora, isso implica em evitarmos o pecar e nos obriga a remover as consequencias do pecado. Aa medida que praticarmos acoes nesse sentido nos estaremos construindo o Reino de Deus em nosso proprio meio. Quando atingirmos o melhor que pudermos e pedirmos e aceitarmos que Deus Reine sobre nos, entao, havera a juncao dos reinos do Ceu e o da materia. Mas, enquanto nao buscarmos isso, de certa forma, nos viveremos um Inferno.

As pessoas costumam se assombrar quando falo essas coisas mas os proprios demonios nao existem. Muitos videntes afirmam o contrario por causa dos “maus espiritos” que sentem ou que veem. Mas a verdade eh que estes sao almas humanas que acreditaram na Teologia do Inferno e Teologia do Medo. Como elas pensam que, para elas, Deus nao Providenciou remedio algum, entao, elas creem que estao definitivamente condenadas e que mais mal ou menos mal que pratiquem nao ira alterar em nada a situacao delas. Estas foram enganadas em vida pelas falsas teologias e agora penam pela falta de misericordia das igrejas em orienta-las corretamente.

Como ja estiveram na pele humana estas sabem o que causa medo nas pessoas e usam isso para amedrontar, da mesma forma como foram amedrontadas. Mas a elas eh preciso ensinar que nao desistam de Deus porque Deus jamais desistira delas. E o Amor de Deus Eh Grande o suficiente para salva-las tambem.

Pois eu afirmo a voces, que se preparem os que sentem odio, no Dia do Senhor estarao juntos o imolador e o imolado; Moises e as nacoes aas quais ele teria condenado ao genocidio; Hitler, e seus companheiros, ao lado dos assassinados por eles; Stalin, e seu sequito, ao lado dos chacinados. Porque o Amor de Deus nao tem limites, Eh Eterno, e Eh Perfeito.

Ninguem sera salvo antes de ter quitado a conta que deixou com Deus mas cada um quitara segundo a Justica de Deus e nao segundo a justica dos seres humanos. Nossa justica eh que eh vingativa, falha e ineficiente. Tudo em Deus Eh Perfeito.

Eu digo nao aa Teologia da Cruz, aa Teologia do Medo e aa Teologia do Inferno.

Eu so dou gracas aa Teologia do Amor, A unica que nos traz a Salvacao, pela Graca de Deus nosso Pai e Senhor e por intermedio do Espirito Santo e dos servos de Deus que ouvem d’Eles e transmitem com fidelidade o que ouviram.

54. Profecia?

Chegando ao final deste resumo ocorreu-me alertar para os perigos das mas interpretacoes. Nos temos convivido com elas por seculos e, mesmo erradas, elas se tornaram populares. Claro que isso tem mais a ver com o apoio oficial dos ramos religiosos que com a verdade. Desde que uma interpretacao eh adotada, dificilmente as posicoes dela sao revisadas, mesmo que haja ocorrencia de uma logica e argumentacao racional contraria.

Eh obvio que ai fica caracterizada a forma de como o carater humano eh formado. Quando as pessoas humanas sao educadas com uma linha de pensamento qualquer, isto se torna parte das personalidades delas. Porem, nos somos educados de forma a conceber que mudar uma opiniao, em qualquer que seja a situacao, eh sinonimo de fraqueza de carater e falta de personalidade.

Quando o assunto eh religioso entao isto se torna mais dificil por causa das amarras que foram sendo criadas ao longo da historia, justamente para prevenir contra qualquer tipo de mudanca. Neste caso entra ai o argumento fe. Fe tornou-se o instrumento de manipulacao da formacao das personalidades religiosas das pessoas.

A fe justifica tudo. Inclusive os malfeitos. Quando ha um argumento contrario aa determinado ponto teologico, a primeira arma usada pelos defensores desse ponto eh a esquiva de que: “para acreditar-se nisso eh preciso ter fe. Quem nao cre eh porque nao tem fe. Se tivesse fe acrediaria.” Mas isso eh tao falso quanto moeda de 7 centavos e de 70 vezes 7 centavos.

Voltarei ao exemplo de Galileo Galilei. Para os adversarios dele, acreditar-se que a Terra fosse o centro do universo era uma questao de fe. Baseado nos estudos de Copernico e dele proprio, ele confirmou que a Terra girava em torno do sol. Dai ele foi condenado como herege, foi para a prisao que depois foi comutada a prisao domiciliar e proibido de publicar qualquer nova descoberta. Nao se sabe assim o que o mundo perdeu em adiantamento no campo das ciencias, se ele tivesse tido a liberdade de pensamento.

Se o Conhecimento Com Respeito a Deus defendesse a Teologia da Vinganca, dir-se-ia que estava na hora de condenar o papa Urbano VIII ao fogo eterno. Nao apenas ele que era o chefe das igrejas naquela epoca mas todos os que o seguiram, tiveram a oportunidade de remover as consequencias do erro mas, por qualquer motivo, nao o fizeram. Afinal, nao se conhece nenhum decreto que tenha revogado a Lei: “olho por olho, dente por dente.” Ex 21, 24 e Lev 24, 20.

Infelizmente, ha que se reconhecer que as igrejas tem sido rapidas em condenar e muito lentas em perdoar, reabilitar e reconhecer os erros, gracas aaquele aspecto na formacao da personalidade humana. Embora, agora, saibamos que a fe de Galileo era muito maior que a dos contemporaneos dele. Mesmo tendo a seu favor o conhecimento que os outros nao quizeram entender, ele precisava de um pouquinho de fe naquela epoca, porque os conhecimentos a respeito do assunto nao eram tao solidos quanto sao hoje.

Mas a atitude dos responsaveis pela lideranca da Igreja em reabilita-lo com a lentidao dos seculos, embora com a inteira consciencia do erro cometido, demonstra o pouco respeito pela verdade. Alguns pensadores imaginam que a Igreja necessita agir com cautela porque, se duvidarem do poder de autoridade dela, podera haver o caos. Em minha modesta opiniao, eu prefiro o “caos da verdade” que a “ordem do contrario”.

Galatas 1, 8-10: “Maldito aquele que anunciar a voces um evangelho diferente daquele que anunciamos, ainda que sejamos nos mesmos ou algum anjo do ceu. 9 Ja dissemos antes e agora repetimos: Maldito seja quem anunciar um evangelho diferente daquele que voces receberam. 10 Por acaso eh aprovacao dos homens que estou procurando, ou eh aprovacao de Deus? Ou estou procurando agradar aos homens? Se estivesse procurando agradar aos homens, eu ja nao seria servo de Cristo.”

Eh comum os pregadores da atualidade usarem esta citacao no intuito de tentarem estrangular qualquer tipo de pensamento diferente do deles proprios, ou do que eles atribuem a Paulo. Analisando apenas este trecho acima das Cartas de Paulo, podemos pensar que ele tivesse o cumulo da soberba, ou seja, nao admitir que pudesse cometer sequer um engano qualquer. Mesmo que ele estivesse sendo totalmente sincero em desejar agradar a Deus, podemos verificar que ele nao o fez nos erros que cometeu.

Se vermos apenas o que esta escrito ai e nao compreendermos a intencao de Paulo, iremos concluir que teremos de escolher um entre os quatro Evangelhos do Novo Testamento. Sim, porque ele se refere a um unico evangelho, anunciado por ele, que ninguem sabe exatamente qual eh. Nos quatro Evangelhos presentes no Novo Testamento existem pontos que contradizem algumas “leis” estabelecidas nas Cartas de Paulo, demonstrando que os autores deles tambem discordavam dele em algumas coisas. Nos eh que temos de superarmos as rivalidades e escolhermos aquilo que for melhor para a construcao do Reino de Deus aqui na Terra.

A verdade eh: eh possivel Paulo nao ter conhecido nenhum dos quatro Evangelhos e o evangelho que ele considerava verdadeiro ser o ensinamento dele, ao qual ele chamou de “meu evangelho”. Rm 2, 16 e 16, 25. Ai podemos perceber uma intencao de amarrar o rebanho na propria dificuldade que ele tinha em partilhar com outros a responsabilidade de conduzi-lo. Talvez, por nao ter conhecido outros que demonstrassem mais conhecimentos que ele proprio em sua epoca, ele nao percebesse os proprios erros.

Voces ja ouviram muitas vezes a expressao: “Evangelho de Jesus Cristo, segundo Sao Lucas, ou Marcos, ou Mateus ou Joao.” Este foi o jeitinho esperto para tentar colocar em consonancia com a afirmacao de Paulo que existia apenas um Evangelho, ao qual ele chamou de “meu evangelho” e ninguem sabe exatamente qual eh.

Na verdade, a verdade eh esta: cada Evangelho no Novo Testamento eh independente dos outros e a expressao mencionada acima eh falsa. O Evangelho do Lucas eh do Lucas; o do Marcos eh do Marcos; o do Mateus eh do Mateus e o do Joao eh do Joao, da mesma forma que os mais de quarenta que nao entraram no canon cristao sao dos autores deles ou a quem estes foram atribuidos.

Isto se da porque todos os Evangelhos guardam contradicoes entre si. Se pelo menos os quatro canonizados fossem de Jesus e complementares, sem contradicoes, poderia ser aceita a versao da expressao acima como verdadeira. Se nao houvessem contradicoes poderiamos incluir o quinto Evangelho, correspondendo aas Cartas de Paulo. A expressao verdadeira que deveria ser usada eh: Evangelho de Lucas (ou Marcos, ou Mateus, ou Joao) com respeito aa vida e ministerio de Jesus.

Os cristaos chamados primitivos nao haviam atentado para a contradicao e, antes mesmo do Concilio de Niceia foi feita a alegacao que era mais ou menos assim: “Sao quatro os pontos cardeais, sao quatro os ventos que sopram, sao quatro os cantos da Terra, portanto, como estas sao consideradas determinacoes de Deus, sao quatro os Evangelhos.” Como eu ja disse, o grande erro de Jesus foi nao ter escrito o proprio Evangelho e, em consequencia disso, eh que os biografos dele tiveram a oportunidade de errarem por eles proprios, adicionando as contradicoes em seus proprios Evangelhos.

Paulo nao desejava apenas conduzir o rebanho. Primeiro ele queria induzi-lo a pensar apenas o que ele pensava, ou seja, ele nao havia, ainda, se libertado do ranco do fariseu que houvera sido. A prepotencia dele na citacao acima eh apenas um reflexo disso. Apesar da soberba e do julgamento e condenacao de todos os que discordavam dele, nos perdoamos a Paulo, porque ele nao eh maior que Deus e estava tao sujeito aos erros quanto nos mesmos.

Para que compreendam o direito que todos temos em pensar diferente uns dos outros vou dar um exemplo. Se temos uma pessoa que pensa que Deus Existe e outra pensa que nao, isso eh direito das duas, porem, nao cabe ao que cre condenar o que nao cre por causa da diferenca. A pessoa que nao cre tem os motivos dela e o dialogo pode ajudar a ambas a compreenderem uma aa outra. Isto eh valido para toda e qualquer diferenca de pensamento, tal como eh o caso dos que acreditam e os que nao acreditam no trinitarismo de Niceia. O melhor eh que todos pratiquem o bem em favor de todos. A consequencia disso eh a visibilidade do Reino de Deus.

55. Profecia? Sequencia.

Nos livros mais antigos nos temos o estabelecimento de bencaos e maldicoes. Os capitulos 28 do Deuteronomio e 26 do Levitico sao enfaticos nesse ponto. No Levitico as bencaos sao resumidas entre os versos 3 e 13 onde esta incluido o 7: “Voces perseguirao os inimigos, e eles cairao diante de voces ao fio da espada.” Em contraposicao, Jesus mandou-nos amar aos inimigos. Mt 5, 38 e 44.

Ja as maldicoes, tambem no Levitico, se estendem do verso 14 ao 45 e da a conclusao no 46: “Sao esses os estatutos, normas e leis que Jave estabeleceu entre si e os filhos de Israel, no monte Sinai, por meio de Moises.” Nisto se caracteriza a Teologia do Medo, do Pavor e do Terror, como queiram apelidar.

Na verdade, aos israelitas foi ensinado a amaldicoar aos inimigos e andar debaixo da maldicao. Porem, estas coisas causam efeito contrario. Por ser oposto aa Vontade de Deus, as maldicoes se voltam contra a propria pessoa que amaldicoa, se ela as guarda por rancor.

Coisa semelhante recai sobre as cabecas dos cristaos quando tomam o Livro do Apocalipese como coisas que ainda estao por acontecer. No tempo em que escreveu o livro, o autor tinha rancor contra varios povos, particularmente contra os romanos. Os romanos nao apenas haviam riscado Israel do mapa mas tambem passaram a perseguir com o maximo de crueldade aos cristaos, desde o imperador Nero.

O que o autor do livro nao contava foi com a conversao de Roma. Portanto, se fosse uma adivinhacao de futuro ou uma informacao privilegiada de futuro enviada do Ceu, isto quereria dizer que a cristandade de hoje estaria sob as mesmas penas, por ter servido ao Imperio Romano.

Se houvesse maldade de minha parte e, como muitos o fazem, quizesse usufruir de privilegios alegando-me o unico profeta de Deus vivente, eu poderia usar a tradicao de as profecias terem validade futuristica e poderia dar interpretacao ao Apocalipse para enganar a muitos. Eh importante que saibam essa verdade: o autor usou uma linguagem figurativa nao para ocultar um futuro revelado mas para preservar aos destinatarios e a si mesmo de serem ainda mais perseguidos. Ser cristao aa epoca era viver na ilegalidade, punivel pela pena de morte sob tortura.

O problema eh este, para nao falar o que queria dizer diretamente, como se fosse uma noticia de jornal ou o texto de um romance que pudessem ser decodificados pelos inimigos romanos, usou-se uma estoria figurativa. Quando se faz isso, o texto resultante funciona como um molde que se encaixa em situacoes diferentes da historia humana. Assim, o autor ao dizer que o numero da besta era 666 estava informando o nome do imperador Nero. Se o interprete nao levar isso em consideracao, podera encontrar milhares de 666 durante a historia toda.

Em ideia geral, pode-se transportar isso para os dias de hoje e identificar o proprio cristianismo como sendo algo do inferno. Basta, para isso, analisarmos o cristianismo apos Niceia. Considerando toda a historia como um periodo continuo pode-se relacionar o que foi praticado por cristaos como sendo as pragas do livro. Ai se incluem, as Cruzadas, a Inquisicao, a Colonizacao com os exterminio dos indigenas, a escravidao dos tempos modernos etc.

A Igreja Catolica se encaixaria em varias passagens do Apocalipse por ser, de certa forma, herdeira do Imperio Romano e sua capital, Roma. Alem de o papado estar estabelecido em bases semelhantes aa dos imperadores romanos. Se buscarmos semelhancas dos reis citados em Apocalipse com os ultimos papas, certamente existirao. Nao porque o autor os estivesse antevendo mas porque o linguajar figurativo pode levar a diferentes interpretacoes.

Outra semelhanca entre o cristianismo e o Imperio Romano eh a cruz. Embora a cruz tenha se transformado em simbolo da fe crista, anteriormente ela ja representava Roma para os povos dominados. Haviam outros simbolos que representavam Roma para o proprio publico romano mas a cruz era um instrumento de propaganda que os romanos usavam para suprimir qualquer desejo de liberdade e autonomia nas provincias. E os cristaos levam a cruz nas maos e na testa, particularmente no rito das cinzas, o que seria o simbolo da besta.

Analisando as questoes economicas da atualidade, podemos observar outra coincidencia. A economia mundial eh dominada por um numero reduzido de paises que concentram o grosso dos valores que circulam. Se medirmos esses valores, separando-os pela predominancia religiosa, verificaremos que os paises de predominancia crista retem o valor absoluto do comercio no mundo. Transferindo isso para o Apocalipse, constata-se que ninguem vende ou compra se nao for autorizado por quem tem a marca da besta na testa e nas maos.

Vou parar estes devaneios por aqui para que ninguem diga que estou cometendo sacrilegio. A verdade eh essa, sem enxergarmos que grande parte das Escrituras biblicas nao tem aprovacao do Ceu, porque estao dedicadas a teologias outras que nao a Teologia do Amor, nossa historia continuara seguindo errante ate que, de tanto buscar, encontraremos o tao falado final desastroso.

O grande mal que as Teologias do Medo, da Vinganca, do Terror, da Cruz etc fazem eh induzir-nos a pensar que os desastres historicos precisam acontecer para que nos venha a salvacao. Induzidos a pensar assim, nos acabamos nos distraindo da pratica do bem e, ao inves de buscarmos o bem para todos, de dia e de noite, passamos a pensar em como matar os que consideramos inimigos. Como os que se consideram nossos inimigos fazem o mesmo, eh inevitavel que as guerras acontecam.

Basta ver o quanto se gasta sob o codinome de gastos com a defesa para observarmos qual o compromisso a nossa sociedade tem com a paz. Sao trilhoes de dolares gastos com armamentos todos os anos, enquanto nao existe sequer um ministerio da paz nos paises. Gasta-se com a paz o quanto amamos a paz e com a guerra da mesma forma.

Se concluissemos que Deus Eh realmente Puro Amor, veriamos em cada um dos outros um irmao querido e nao um inimigo. Assim, nas dificuldades dele nos correriamos para socorre-lo e em nossas dificuldades ele nos confortaria. Nisso brotaria a confianca entre nos. Nos planejariamos apenas o bem uns para com os outros. Somente assim o amor vencera e de Deus vira a Salvacao. Amem.

Ora se eu reconheco a mim mesmo como verdadeiro filho de Deus, saberei que todos os outros tambem sao. Amando a Deus como verdadeiro Pai, amaremos a todos como verdadeiros irmaos, porque uma coisa eh consequencia da outra.

Nao creio que o mal que as pessoas fizeram no passado, e continuam fazendo atualmente, nasca de uma malignidade inerente ao ser humano. Creio que o fizeram por ignorancia e continuam a fazer por causa das personalidades formadas em bases falsas. Primeiro surgiram as teologias que se pensava terem vindo de Deus sem interferencia humana alguma. Mas as teologias do passado nasceram de pessoas que nao conheceram a Deus como Ele realemente Eh. Como a formacao das personalidades dos que acreditam se deu sobre esta base que mistura interpretacoes corretas com incorretas, tornou-se quase impossivel libertar-se das consequencias disso.

Agora temos a oportunidade de conhecer melhor a Deus e ja podemos comecar a separar o correto do incorreto. Entao, estamos a passos de reencontrarmo-nos com a pura Teologia do Amor. O espaco da ignorancia sera ocupado pelo Conhecimento Com Respeito a Deus. E a Verdade nos libertara e nos conduzira ao Pleno Conhecimento.

56. Respostas.

Uma das coisas que levaram-me a escrever esta longa carta eh ter disponivel um resumo do que revela o Conhecimento Com Respeito a Deus para que eu e todos tenhamos em maos um instrumento de consulta rapida que nos oriente a dar respostas corretas aos questionamentos que nos serao dirigidos.

Mas antes que confiarmos no que esta escrito precisamos buscar conhecer a Deus o mais profundamente que estiver a nosso alcance. Via de regra precisamos nos conscientizarmos dos Poderes que Ele Possui e dos significados que estes Poderes tem. Eh sempre bom nao esquecermos que Deus Eh: Onipotente, Oniciente, Onipresente, Oniconsciente, Bom, Sabio, Inteligente, Providente, Justo, Pacificador, Salvador, Curador, enfim, possui todos os poderes atribuidos tambem a outras entidades, pessoas e deuses de todas as religioes reunidas, apenas com a potencia destes poderes elevada alem do que a imaginacao comum humana possa conceber.

Eh preciso saber tambem que Deus nao se deixa enquadrar na descricao que Lhe eh atribuia por todas as religioes. Podemos esperar sempre melhor de Deus. Podemos dar exemplo disso em relacao aa Onipotencia d’Ele. Muitos A interpretam como sendo Deus tudo pode. Por tras dessa interpretacao pretende-se dizer que para Ele tanto faz praticar o Bem quanto o mal, porque Ele Eh Soberano. Neste caso, os adeptos de tal ideia acreditam que como tudo pertence a Ele haveria o direito implicito de fazer o que quizer porque nao estaria quebrando lei alguma.

Na verdade, a Onipotencia de Deus pode ser definida como: Deus tem o Poder para…, ou seja, esta capacitado para fazer tudo, porem, fez opcao por limitar-Se a praticar o Bem. Isto eh importante salientar porque estao escritas coisas como: devemos procurar imitar a Deus e fazer o que Ele faz (Lev 20, 26 e outros). Se Ele fizesse algo de errado, entao, teriamos o direito de fazer o mesmo. Em Deus, ser Bom e fazer o Bem eh a unica coisa que interessa. Devemos, pois, imita-Lo, tendo em mente que os nossos limites e poderes sao infinitamente menores, portanto, nao no sentido de imita-Lo para pretendermos ser exatamente iguais a Ele. Nisso precisamos ter menos ego, mais humildade e muito mais juizo que muito exemplos que nos foram dados por pessoas outras que nao Ele Proprio.

Eh muito importante tambem sabermos que os escritos de todas as religioes, baseadas em livros chamados sagrados, nao sao perfeitos, assim como nao foram perfeitos os escritores deles. Alem disso, temos que ter a consciencia de que podemos encontrar uma centena ou mais de versos afirmando uma mesma coisa, porque perante a revelacao de um conhecimento novo que os contradiga, verificado que este conhecimento novo seja verdadeiro, eles valerao menos que o papel no qual foram escritos. Claro, nunca perderao o valor para os estudos da evolucao do pensamento religioso e sim o valor dentro da Verdade Divina.

Por isso, nao nos enganemos quando reunirmos muitos versos para dar apoio ao que queremos que seja verdadeiro porque, provavelmente, entre os versos que deixarmos de escolher, dentro da propria Escritura, hao os que nos contradigam. Portanto, o nosso objetivo quando ensinarmos o comportamento que nos retornara a Deus seja simples: ensinemos que amar a Deus sobre todas as coisas e aos irmaos como a nos mesmos eh o caminho, porque o resto eh consequencia. Alem disso, a pratica deste amor nos orienta a servirmos uns aos outros ja que de nada adianta sabermos o que fazer se nao o fizermos.

57. Respostas aa carta recebida.

No comeco desta presente carta eu mencionei outra carta que recebi e ate citei um trecho dela. De inicio a missivista afirma que a Biblia fala de Jesus, “de Genesis a Apocalipse.” Isto nao eh verdade. Como ja provamos por A mais B, Deus nao revela o futuro a ninguem. Portanto, o que foi escrito antes dele nao fala de Jesus ou de nenhuma outra pessoa especifica. Quando se le a Biblia do principio ao fim a gente observa um contexto completamente diferente do que foi introduzido pela cristologia.

58. Jesus nao foi anunciado.

Para comprovar-se isso, basta verificar-se o exemplo do citado em Mt 2, 15: “…para se cumprir o que o Senhor havia dito por meio do profeta: “Do Egito chamei o meu filho.”” Agora observem os contextos em que os estudos dirigidos afirmam nos levar a esta citacao em Mateus:

Ex 24, 22-23: “Entao voce dira ao Farao: “Assim diz Jave: Israel eh o meu filho primogenito 23 e eu ordeno a voce que deixe meu filho sair para que me sirva. Se voce se recusar a deixa-lo partir, eu matarei o filho primogenito de voce.””

Nm 24, 8: “Deus tirou esse povo do Egito, e eh para ele como chifres de bufalo. Ele devora o cadaver das nacoes inimigas, quebra seus ossos e as atravessa com suas flechas.”

Os 11, 1: “Quando Israel era menino, eu o amei. Do Egito chamei o meu filho;”

Assim, fica perfeitamente obvio que o autor do Livro de Mateus pincou uma frase do texto do Antigo Testamento para tentar provar a teoria dele. Mateus escreveu para tentar converter aos judeus e construiu uma parabola aproveitando como modelo o que os judeus conheciam, como sendo historia de Israel, idealizando Jesus como representando o proprio povo de Israel. Os textos mais antigos nada falam de Jesus. Falam do povo de Israel.

Mateus apenas fabricou uma analogia com a boa intencao de converter os judeus aas boas novas. Dai os interpretes posteriores criaram a ideia absurda de que Jesus ja havia sido anunciado antes. Isto se comprova pela suposicao de que ele teria sido enviado para converter os judeus em primeiro lugar mas eles nao se converteram, negando o que seria a profecia interpretada pelos messianicos do secto de Jesus.

Como ja disse, o mal de escrever-se coisas com a pretensao de adivinhar o futuro pode induzir as pessoas do futuro a procurarem se encaixar naqueles dizeres. Nao foi Jesus so mas varios outros lideres do genero messianico conduziram-se de forma a preencher os requisitos que estavam descritos no Antigo Testamento. A bem da verdade, todos conseguiram encaixar nas proprias vidas deles alguma coisa do que estava escrito mas nenhum preencheu todos os requisitos numa so pessoa. Por isso, ler-se apenas o que coincidiu e esquecer o que nao se cumpriu eh fazer leitura parcial e sem nenhum interesse teologico. Nos podemos dizer que Jesus nao fez as profecias mas as profecias fizeram a cabeca dele.

Os autores mais antigos escreveram o que, para eles, seria desejavel acontecer em oposicao ao que estavam vivenciando em sua epoca. Contudo, isso influiu na moldagem das personalidades de muitos que desejaram seguir o mesmo ou projeto semelhante. Os messianicos nao cumpriram o que ditavam as Escrituras e sim foram profundamente induzidos a comportar-se como se cumprissem.

Nao se pode afirmar com certeza que Jesus tenha se matado pensando que estivesse cumprindo o que prometiam alguns versos das Escrituras, contudo, pode-se afirmar com absoluta certeza que a interpretacao erronea de fatos que levaram Jesus a morte atestaram no Novo Testamento que ele, deliberadamente, se deixou imolar como se fosse um bode expiatorio, supostamente, para o perdao dos pecados do mundo. Mas isso contradiz a licao que temos em Genesis, capitulo 22, onde Isaac foi poupado porque todo holocausto humano eh abominavel perante ao Pai.

Aquela interpretacao erronea contradiz, em muito, tambem aos ensinamentos de Isaias vistos no primeiro capitulo do livro que honra o nome dele e se extende entre os versos de 10 a 17. O que Oseias, com grande sabedoria, resumiu em 6, 6: “Pois eu quero amor e nao sacrificios, conhecimento de Deus mais do que holocaustos.”

O problema do mal entendimento das Escrituras esta nos estudos dirigidos que as igrejas conduzem, onde se age como se Deus nos tivesse permitido e concedido o dom da inteligencia mas nos tivesse proibido de pensar.

59. Trindade sim, Niceia nao.

Na porcao da carta de minha interlocutora, que nao reproduzi na minha, ela diz crer que eu nao creia na Trindade. Nos termos em que ela foi proposta em Niceia realmente nao creio. Por tudo o que tenho escrito, eh facil perceber que enxergo varias falhas no que esta escrito a respeito de Jesus. Nisso torna-se impossivel para mim fingir que eu veja nele a mesma Divindade do nosso Pai. (Nao que eu condene Jesus por qualquer coisa errada que ele tenha cometido, nem se pode garantir que a historia dele tenha acontecido realmente como esta testemunhado no Novo Testamento. Os erros que aponto estao nas Escrituras e foram dados como testemunho pelos autores delas e eu nao julgo as pessoas mas existem erros teologicos no que testemunharam.)

De forma semelhante, como descrevi claramente, observo que o Espirito Santo esta varios degrais abaixo da Hierarquia Divina Paterna. Mesmo assim creio na Trindade onde Deus Eh a Divindade Total; o Espirito Santo eh a Divindade Emanada e nos outros somos a divindade creada. E para que nao duvidem disso cite-se aqui o salmo 82, 6-7: “Eu declaro: “Embora voces sejam deuses e todos filhos do Altissimo, 7 voces morrerao como qualquer homem…” Como esta nesta carta, eu nao apenas cito o que foi escrito, sei e publico como isso foi possivel.

Na Hierarquia Divina nos ocupamos o nivel inferior, o mesmo que Jesus ocupa, porque a manifestacao da nossa divindade so se torna possivel quando na Presenca Efetiva do Pai. Mas, para que isso se manifeste, primeiro eh preciso reconhecermos que somos filhos legitimos do Altissimo e que aprendamos a agir imitando o nosso Pai.

60. Estudos dirigidos.

Baseadas em uma tradicao de longo tempo, as igrejas conduzem a educacao religiosa atraves de estudos dirigidos. O estudo em si nao eh algo ruim, pelo contrario, nao se aprenderia nada sem estudar pelo menos um pouco. Em nosso caso esta o dirigido que pode ter um mal uso.

Assim, os estudos dirigidos provem dos conceitos. Fazendo uma analogia, as igrejas se guiam por principios os quais podem ser comparados aa uma Constituicao de um pais. A funcao do estudo dirigido eh ensinar esta Constituicao aos fieis e, para isso, recorre-se a grande numero de citacoes das Escrituras que parecam provar aqueles pontos-de-vista.

No Conhecimento Com Respeito a Deus nos refutamos este tipo de acao quando ela manifesta mais o desejo pessoal das liderancas que propriamente o bem da verdade. Quando se reunem apenas os pontos que parecam favoraveis e se ocultam outros que parecam desfavoraveis, caracteriza-se o direcionamento das intencoes. Eh como ja mencionei antes: este eh um atentado contra o dom da inteligencia nos dado por Deus.

O estudo religioso deve oferecer os dois ou mais pontos-de-vista para que os estudantes aprendam a pensar por si mesmos e nao para induzi-los a pensar numa possibilidade dirigida.

Fiz o preambulo acima para responder aa citacao de minha interlocutora de Hb 11, 6: “Mas eh impossivel agradar a Deus sem a fe. De fato, quem se aproxima de Deus, deve acreditar que ele existe e que recompensa aqueles que o procuram.” Paulo segue, entao, citando varios exemplos de pessoas que se conduziram pela fe para alcancarem seus objetivos. (Isso, na visao de Paulo, nao necessariamente uma verdade).

O problema eh este, quando se reconhece que estamos sendo guiados pela fe, automaticamente estamos admitindo que nao temos conhecimento. Na primeira carta a Timoteo, 2, 4 temos: “Ele quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.” Aconselho a que leiam de 1-7, pelo menos, para que nao se deixem enganar apenas pelas aparencias.

Ora, se tomarmos os versos de Hb 11, 6-7 como nosso objetivo de vida nos estamos perdidos porque na Presenca Efetiva de Deus nao ha espaco para fe. Como diremos:Temos fe!? – na Presenca Efetiva de Deus, se os nossos proprios olhos e outros sentidos nos dao garantia do Conhecimento!? Se fosse impossivel agradar a Deus sem fe, entao, sermos salvos seria o mesmo que sermos condenados, porque a salvacao nos garante o pleno conhecimento. Adquirir o pleno conhecimento significa nao precisarmos mais de fe. Ao dizer aquilo e ao citar Hb 11, 1, isoladamente, Paulo e os seguidores dele ignoraram a miriade e multidao que se encontrava na Presenca de Deus, fazendo a Vontade d’Ele.

O “Manual de Instrucoes” que Deus nos Concedeu nao se chama Biblia, Alcorao, Vedas ou outra Escritura qualquer. Ele eh o Espirito Santo que nao traz em Si nada escrito mas sim o que realmente foi Falado por Deus. E isso constitui parte da Bondade de Deus porque atraves da Palavra, Deus se torna acessivel ate aos analfabetos, enquanto a leitura depende de uma educacao humana que nunca foi equitativamente distribuida a todos os filhos de Deus.

As Escrituras contem erros, a Palavra nao. Os erros vem das intencoes ocultas dos homens. Nao digo isso para que queimem as Escrituras. Que as respeitem. Mas saibam mante-las intactas e conscientes de que eh preciso separar nelas o que eh do homem e o que Eh de Deus.

61. Fruto do estudo dirigido.

Dentre as passagens da carta de minha interlocutora, que eu nao resproduzi, esta a citacao de 2 Tm 3, 16. Citarei tambem o 17: “Toda Escritura eh inspirada por Deus e eh util para ensinar, para refutar, para corrigir, para educar na justica, 17 a fim de que o homem de Deus seja perfeito, preparado para toda boa obra.” As Escrituras tem todas as finalidades que Paulo pretendia que elas tivessem, porem, eh possivel e necessario melhorar os conceitos que nos foram transmitidos anteriormente. Evoluir eh a nossa funcao.

Geralmente, os estudos dirigidos usam essa passagem para reiterarem que as Escrituras biblicas nao tem falha e que servem como “manual de instrucoes” para seguirmos cegamente. Porem, o que chama atencao eh a ignorancia do conhecimento que ha nessa pretensao. A comecar pela expressao: “a fim de que o homem de Deus”! Sera que, se fosse inspiracao Divina, nao caberia ai: a fim de que as creaturas de Deus? Sim, porque Deus deseja que a mulher de Deus seja perfeita e preparada “para toda boa obra”.

Atendo-nos aos fatos contudo, sabemos que quando Paulo escreveu a Carta a Timoteo nao existia o Novo Testamento. Ele proprio nem sequer imaginava que as cartas dele seriam reunidas no canon cristao. Se tivesse pelo menos uma ideia diso, possivelmente, faria uma revisao e correcao para nao demonstrar contradicao alguma. Claro, mesmo que fizesse essa tentativa, sabemos que, como pessoa humana, iria acabar incorrendo em outras. O problema eh as pessoas aceitarem passivamente que qualquer pessoa humana consiga reunir dentro de si propria a Grandiosidade que somente Deus Contem.

Muitos nos querem escravizar debaixo das impressoes propostas por Paulo e usam tambem citar o que eh atribuido a ele em Ef 2, 8-10: “De fato, voces foram salvos pela graca, por meio da fe; e isso nao vem de voces mas eh dom de Deus. 9 Isso nao vem das obras, para que ninguem se encha de orgulho. 10 Porque foi Deus quem nos fez, e em Jesus Cristo fomos criados para as boas obras que Deus ja havia preparado, a fim de que nos ocupassemos com elas.”

O contraponto a esta posicao nos eh oferecido pela Carta de Tiago. O capitulo dois eh uma licao. O verso 17 da a sentenca mais apropriada que deveria calar a todos aqueles que se guiam pela fe, pois la esta escrito: “Assim tambem eh a fe: sem as obras, ela esta completamente morta.”

Paulo, acertadamente, fala que as boas obras ja foram preparadas por Deus a fim de que ocupassemos delas. O que ele nao se lembrou eh que o praticar ou nao praticar as boas obras eh criterio nosso. Portanto, o simples decidir por praticar boas obras ja eh por si so a nossa boa obra, e o dom que recebemos de Deus eh a boa escolha.

No decurso da presente carta eu ja afirmei que ate os ateistas serao salvos se praticarem boas obras e a razao disso eh simples: para sermos salvos eh preciso procurarmos agir como Deus Age, assim, ja esta claro que Deus nao Age por meio de fe porque o que Ele Tem eh Conhecimento, contudo sabemos que: Ele so Pratica Boas Obras.

Talvez, por meio de uma comparacao todos possam compreender onde Paulo quis chegar mas nao teve a profundidade de meditacao suficiente para atingir o amago da questao. Digamos assim, que uma pessoa possua todas as terras agricultaveis em nosso planeta. E esta pessoa faca tudo para cultivar do bom e do melhor para servir a todos nos. Quao grande seria a boa obra dessa pessoa!

No entanto, a recompensa que recebera do Ceu sera, pelo menos, 70 vezes 7 melhor que todo o bem que ela possa ter praticado. A boa obra que esta pessoa praticar nao sera maior do que a boa obra de outra pessoa que nada possua, porem, se dispoe a ajudar a outras no momento da necessidade delas. A recompensa dessa sera igual aa da primeira.

Cada um deve praticar a boa obra que estiver ao proprio alcance, contudo, os que se recusarem a pratica-las, ou seja, estarao recusando a serem imitadores de Deus, terao suas salvacoes adiadas. Talvez estes sejam salvos pela fe. A fe que os praticantes de boas obras terao para socorre-los, porque quem pratica boas obras nao esta apenas imitando ao nosso Pai, esta tambem ajudando a construir o Reino de Deus em nosso meio. Os que procuram imitar a Deus o fazem porque se reconhecem como verdadeiros filhos d’Ele.

Porem, para medirmos melhor as intencoes de Paulo nos precisamos recorrer a outras passagens das cartas dele. Cite-se 2Cor 3, 7-9: “O ministerio da morte, gravado com letras sobre pedra, ficou tao marcado pela gloria, que os israelitas nao podiam fixar os olhos no rosto de Moises, por causa do fulgor que nele havia – fulgor, alias, passageiro. 8 Quanto mais glorioso nao sera o ministerio do Espirito! 9 Na verdade, se o ministerio da condenacao foi glorioso, muito mais glorioso sera o ministerio da justica.” E tambem: Hb 8, 7: “De fato, se a primeira alianca nao tivesse defeito, nem haveria lugar para segunda alianca” e 13: “Dizendo “alianca nova” Deus declara que a primeira ficou antiquada; e aquilo que se torna antigo e envelhece, vai desaparecer logo.”

Em Deut 5, 5 atribui-se estas palavras a Moises: “Eu estava entre Jave e voces, para lhes anunciar a palavra de Jave…” Em varias outras passagens do Antigo Testamento nao se poe duvida alguma quanto a Moises ter sido mediador entre Deus (como os israelitas acreditavam) e o povo. E eh afirmado que Moises apenas falou e escreveu mas nunca foi o autor de tal palavra.

No entanto, para contornar as dificuldades em converter aos corintios e aos hebreus, Paulo mostra que as Escrituras eram falhas. Ora, o que Paulo chamou de “ministerio da morte” era, em primeira mao, a palavra de Deus.

A segunda alianca aa qual Paulo se refere eh a que se alegou ter sido feita com David. Esta deveria durar “para sempre” assim como foi dito da primeira. De fato nao durou porque ela previa que a dinastia de David perduraria para sempre mas a dinastia reinante se extinguiu com a invasao babilonica. E eh por causa da segunda alianca que a genealogia tornou-se uma obsessao para os judeus porque importava muito ser descendente de David.

Mas o que Paulo escreveu nos poe em dificuldades porque: se houve uma primeira alianca que foi falha e tornou-se necessario fazer-se uma segunda, se ela houvesse sido feita com a participacao de Deus como alegado na Biblia, entao, Ele nao seria Perfeito, porque Ele seria uma das partes com Quem a alianca errada se deu. Como Oniciente, Deus ja sabia que aquela alianca nao funcionaria, entao, por que Ele enganaria o povo deixando-o pensar que haveria a possibilidade de dar certo?

So existe uma explicacao. Quem propos e escreveu e aceitou as aliancas imperfeitas foram todos seres humanos. Deus tem apenas uma alianca conosco. Nossa missao eh aprendermos a ama-Lo por nossas proprias vontades e amar, da mesma forma, aos outros filhos d’Ele como a nos mesmos. Para isso eh preciso que sejamos bons e procurarmos praticar o Bem que Ele pratica. Os caminhos que temos usado para atingir estes objetivos eh que sao tortos porque sao caminhos tracados pelos proprios seres humanos como Paulo, Moises e Jesus.

O Caminho Tracado por Deus EH PERFEITAMENTE RETO. Nos, acertando ou errando, precisamos continuar tentando seguir o Caminho do Pai. Para isso eh fundamental reconhecermos os erros humanos.

Pelas coisas que Paulo supostamente escreveu, ele poderia ate crer que as Escrituras fossem inspiradas por Deus mas ele sabia tambem que elas continham erros, pois, que se assim nao fosse nao caducariam.

Ele defendeu a segunda alianca porque, do ponto-de-vista messianico, o Messias deveria ter vindo para cumpri-la. O Messias, neste caso, uma pessoa humana, seria a coroacao da alianca. Porem, da forma como a cristologia foi concebida, seria preciso ter sido proposta uma terceira alianca em que se incluisse a morte, a ressurreicao e a segunda vinda, porque estas nao existiam na alianca proposta com David.

62. O Verdadeiro Cristo.

A minha interlocutora citou muitas outras passagens que transmitem a impressao de que Jesus e o Messias eram a mesma pessoa. Neste caso, na maioria das vezes, a palavra Messias ja traduzida para Cristo. Mas a nossa tradicao crista ficou tao forte em nossas consciencias que quando queremos falar o nome Jesus automaticamente nos vem o Cristo, como se fosse a redundancia de um pleonasma. Eh o que se obtem com a repetitividade de uma afirmacao, ou seja, o condicionamento que aas vezes nos impede de usar a razao.

Eu ja informei a voces que a poesia que abre o Evangelho de Joao ja existia ha, pelo menos, 1.500 anos antes daquele Evangelho ser escrito. E ela comeca assim: “1No comeco a Palavra ja existia: a Palavra estava voltada para Deus, e a Palavra era Deus. 2No comeco ela estava voltada para Deus. 3Tudo foi feito por meio dela, e, nada foi feito sem ela. 4Nela estava a vida e a vida era a luz dos homens. 5Essa luz brilha nas trevas e as trevas nao conseguiram apaga-la.”

O proprio Joao Evangelista afirma em 8, 42: “Jesus disse: “Se Deus fosse pai de voces, voces me amariam, porque eu sai de Deus e venho dele. Nao vim pela minha propria vontade, mas foi ele que me enviou.”” No proprio capitulo 8 ja havia sido escrito no verso 28: “Jesus continuou dizendo: “Quando voces levantarem o Filho do Homem, saberao que Eu Sou e que nao faco nada por mim mesmo, pois falo apenas aquilo que o Pai me ensinou.”

Continuando em Joao, em 1, 14 esta escrito: “E a Palavra se fez homem e habitou entre nos. E nos contemplamos a sua gloria: gloria do Filho unico do Pai, cheio de amor e fildelidade.” No 3, 16 Joao volta a afirmar a fe que ele tinha em que Jesus fosse o Filho unico do Pai. Como ja afirmei, crer-se em algo nao o transforma automaticamente em verdade.

A palavra filho, em seu uso mais comum, revela origem, descendencia e geracao, ou seja, tem que existir algo anterior para que nasca o filho. E nisso toda a Escritura do Novo Testamento testifica que Jesus seria, na possibilidade maxima, o Unigenito de Deus. Como unico gerado (unigenito), na melhor das hipoteses, (em caso que fossemos comprovar a Divindade de Jesus) ele foi gerado pela Palavra e para comprovar a secundarizacao de Jesus em relacao a Deus, e depois de gerado ele teve que aprender de Deus o que falar. Alem disso, foi preciso que Deus o enviasse para que ele pudesse vir, porque ele nao sabia decidir isso por ele proprio.

“Tudo foi feito por meio” da Palavra, exceto Deus, e inclusive Jesus. Eis ai porque a cristologia os fez errar. Como eu ja descrevi antes, a Palavra e o Espirito Santo sao a mesma Pessoa. Ele estava antes, durante e depois da presenca de Jesus na Terra e mesmo no Ceu. Jesus apenas se comparou, figurativamente, a Deus e aa Palavra. Eh como se ele tivesse dito: “Se Deus estivesse em meu lugar, faria o mesmo que eu estou fazendo porque Ele me ensinou, ou seja, sou comparavel a Eu Sou.” (Se nao estiverem lembrados, este Nome comeca a aparecer em Ex 3, 14 porque Moises queria levar a mensagem ao povo mas queria antes saber em Nome de Quem. Entao, Deus teria respondido a ele: “Eu sou aquele que sou”).

Na verdade, conhecendo a abrangencia dos Poderes de Deus, o Messias (ou o Cristo) eh o proprio Espirito Santo porque eh Ele Quem acompanha a evolucao da humanidade desde sempre. Porque, Deus, como ja expliquei, esta no Ceu e permanece la, para que possamos ter a nossa propria vontade. Porem, nao eh de todo errado Jesus ter sido confundido ou personificado a Pessoa do Messias porque, em primeiro lugar, ninguem no tempo dele conhecia as coisas que hoje conhecemos e, em segundo lugar, todos que revelam parte do Conhecimento Com Respeito a Deus sao, em parte, o Messias, porque estao ajudando na construcao do Reino de Deus aqui na materia. Em verdade estrita: nao sao. Sao apenas comparativamente ou parcialmente falando.

Enfim, entre as afirmativas que a minha interlocutora enviou, citando Paulo, esta: Rm 10, 9: “Pois se voce confessa com a sua boca que Jesus eh o Senhor, e acredita com o seu coracao que Deus o ressuscitou dos mortos, voce sera salvo.” Pois Jesus nao confessou a si mesmo mas confessou a Alguem Superior, que ele proprio chamou Senhor e Pai. (Jo 15, 20: “Lembrem-se do que eu disse: nenhum empregado eh maior que o seu patrao.” e Jo 14, 29: “… o Pai eh maior do que eu.” “Para quem sabe ler, um pingo eh letra”, Deus nao eh maior que Deus). Nos que cremos na ressurreicao providenciada por Deus e nos confessamos diretamente a Ele, da mesma forma seremos salvos pelo Conhecimento Com Respeito a Deus que temos.

Porque seremos salvos nao bateremos a porta na face de nossos irmaos. Que Deus a mantenha aberta para todos. Amem.

63. Despedidas.

Em tudo tenhamos sempre humildade. Assim como as pessoas cometeram muitos erros no passado nos podemos estar interpretando mal em alguma coisa e cometendo alguns erros neste momento. Esta eh uma cruz que temos a possibilidade de carregar enquanto nao estivermos na Presenca Efetiva do Pai porque: “errar humano eh”.

Pensar que esta afirmativa so tenha validade para os outros, e nao para nos mesmos, eh o cumulo do orgulho. Infelizmente este foi o pecado que caiu sobre os autores biblicos quando estabeleceram que os conceitos nos quais acreditavam seriam eternamente imutaveis. Este mesmo pecado prevalece entre os lideres das igrejas hoje-em-dia. Eles estao como o povo (Mt 7, 3-5) no tempo de Jesus que enxergava os gravetos nos olhos dos outros mas nao percebiam as traves nos proprios olhos.

Que nossas mentes estejam livres das amarras que nos impedem de pensar livremente mas ao mesmo tempo ocupadas em elaborar formas de procurarmos praticar, a todo instante, somente o bem para todos, nao apenas para nos e para os que mais amamos.

Temos que acreditar que podemos melhorar aquilo que recebemos de ensinamento mas sempre lembrando que os que ensinaram no passado, pelo tempo de ignorancia do Conhecimento Com Respeito a Deus em que viveram, foram imensos. Gigantes sim, humanos tambem.

Ao contrario do que se pensa, as religioes que tem bases na Biblia estao a ponto de desaparecerem, na forma que elas existem hoje-em-dia. Elas terao que ser adaptadas ao Conhecimento Novo porque os conhecimentos de 2, 3.000 ou mais anos atras precisam ser purificados; colocando-se de lado aquilo que nunca refletiu o Conhecimento Com Respeito a Deus. Assim se dara. Caso as igrejas nao se atualizem e mesmo que o conjunto delas venha a ter um crescimento exponencial antes que venham os ultimos extertores.

Nao ha em nenhum momento o intuito de mudar sequer uma virgoloa do que esta escrito na Biblia. Acreditamos ser necessario mante-la intacta, em consonancia com as intencoes originais dos autores, porque hoje sabemos dos erros que cometeram, contudo, se ajustarmos os escritos, segundo as nossas proprias intencoes, passaremos a impressao aos futuros leitores de que os autores do passado realmente sabiam de tudo. Isto poderia converter algumas pessoas mas a crenca delas teria bases falsas.

Tenhamos especial cuidado com os que taxarem estes ensinamentos como vindo do anti-Cristo. A gente encontra nas cartas atribuidas a Joao os dizeres: 1Jo 2, 18: “Filhinhos, ja chegou a ultima hora. Voces nao ouviram dizer que o Anticristo devia chegar? Pois vejam quantos anticristo ja vieram! Dai reconhecemos que a ultima hora ja chegou.” e 22: “Quem eh o mentiroso? Eh quem nega que Jesus eh o Messias. Esse tal eh o Anticristo, aquele que nega o Pai e o Filho.” E prossegue na 2Jo 7: “Porque muitos sedutores, que nao reconhecem Jesus como Messias encarnado, espalharam-se pelo mundo. Eles sao o sedutor, o Anticristo.”

Eu, particularmente, nao reconheco Jesus como: “o Messias”. E tenho a coragem de confessar isso ao Pai, aos irmaos, incluindo o proprio Jesus, e todo o sequito celestial que existe. Reconheco que o que Jesus ensinou faz parte do ensinamento que vem do Cristo, ou seja, do Espirito Santo. As explicacoes e os argumentos que me levam a pensar assim estao nesta carta onde eu demonstrei que, baseado no que foi atestado no conjunto de Escrituras que formam o Novo Testamento, Jesus eh, como nos, deus imperfeito. Portanto, se eu negasse o que acredito, ai sim eu poderia ser chamado de mentiroso.

Por outro lado, temos aqueles que confessam acreditar que Jesus eh o Messias, frequentam igrejas assiduamente e falam maravilhas dos evangelhos, negando-lhes as falhas. Apesar de tudo isso, nao poem em pratica o que foi dito que Jesus ensinou. Quem, entao, em sua opiniao estaria negando a Deus e a Jesus? Mau seria eu se agisse dessa segunda forma.

Joao invalidou parte dos ensinamentos dele anunciando que a ultima hora ja havia chegado, pois, segundo os atuais interpretes, tal figura esta ainda por se manifestar. Ou, como alguns tem anunciado para impor-se pela Teologia do Medo, ela esta entre nos, apenas esperando a oportunidade de causar a Grande Tribulacao. De qualquer forma, hoje eh muito depois da hora ou tempo anunciado por Joao, porque ele falou de pessoas humanas.

Nao podemos cair no erro simplorio de classificar como anti-Cristo aquilo ou aquele que se opoem aas nossas proprias vontades. Anti-Cristo eh nao fazer a Vontade de Deus. Somente Deus tem a Autoridade, Competencia, Discernimento e Amor suficientes para Julgar, porque somente Ele Conhece as consequencias do julgamento.

Portanto, tenham cuidado para nao se deixarem levar por intrigas, pelo disse-me-disse de quem nao tem nem sequer o conhecimento evoluido para a perfeicao que temos. Deus nao considerara mais perfeitos aqueles que se confessam ao deus imperfeito. Ele os considerara limitados e compreendera as limitacoes inerentes a eles, assim como fara o mesmo em relacao aas nossas limitacoes.

Se querem ser salvos, pratiquem o bem por toda vida. Quando errarem, reconciliem-se com Deus e com quem tenham ofendido e perdoem aos que os ofenderem. Considerem a todos, independente de qualquer circunstancia, como irmaos e filhos de Deus. Nao imponham limites nos Poderes d’Ele de Salvar aos outros e nao existirao limites para as vossas salvacoes. Quando se trata de assuntos relativos a Deus, nunca deixemos de detalhar e estudar profunda e largamente, porque sempre existem particularidades que fogem aos mais argutos pensadores humanos.

Nao eh proibido discordar de mim mas que esse discordar seja por argumentos validos e racionais. Porem, eh imprescindivel que o objetivo unico de todos seja o praticar o bem. Esta eh uma das verdades onde nao existe duvida. Nao ha como discordar que a pratica do bem leva ao bem consequente. E o bem de todos eh praticar o amor irrestrito a Deus e a todos os irmaos. Antes de tudo: “Nao julguem e voces nao serao julgados.” Mt 7, 1. Eis ai o nosso conhecimento, a nossa libertacao e a nossa salvacao.

Que Deus tome conta de nos naquilo que nao formos capazes de fazer por nos mesmos. Que o Conhecimento Com Respeito a Deus inunde a humanidade com amor e sabedoria. Assim seja, para sempre.

Nao se esquecam de reenviar esta carta a todos que gostem e a todos que ainda nao gostem. Como todos nos encontraremos no Ceu, na Presenca Efetiva do Pai, entao, melhor eh que todos saibamos nos comportar, porque na Casa do Pai nao ha lugar para nenhuma desavenca.

64. A respeito do Autor.

Valquirio de Magalhaes Barbalho nasceu na cidade de Virginopolis, Minas Gerais, Brasil, em 04 de julho de 1958. Seus pais sao: Odon de Magalhaes Barbalho (Odontologo) e Maria Judith Coelho (dona de casa).
Neto paterno de Trajano (Cista) de Magalhaes Barbalho e Zulmira (Dindinha) Coelho do Amaral; e materno de Jose (Juca) Coelho Junior e Davina Magalhaes. Mesmo que nem todos assinem, os quatro avos sao parte da mesma familia Coelho.
O autor estudou o primeiro e o segundo graus na propria cidade natal onde formou-se como tecnico agricola em dezembro de 1977. No mesmo ano, escreveu o romance inaugural em sua vida, cujo nome eh: O Selvagem, ou a Republica dos Moleques.
Apos residir em Belo Horizonte onde trabalhou, mudou-se para Vicosa, tambem Minas Gerais, onde concluiu o curso de medicina veterinaria, na Universidade Federal de Vicosa.
Concluido o curso e na falta de perspectiva de emprego na epoca, retornou a Virginopolis onde lecionou biologia, quimica e geografia tanto em Virginopolis quanto Divinolandia de Minas.
Em dezembro de 1993 casou-se em Santa Efigenia de Minas com Maria da Penha Andrade. Eles se juntaram aa leva de migrantes brasileiros que mudaram-se para o exterior. Moraram brevemente na Florida (Sunrise e Fort Lauderdale) indo fixar residencia definitiva em Massachusetts, 4 meses depois.
Em 1994 nasce o primeiro filho do casal, Teofilo.
Em 1995 publica no Brasil o primeiro romance escrito. Por varios incidentes na ocasiao a publicacao passou despercebida pelo grande publico.
A partir de 1996 comeca a escrever a colecao do Conhecimento Com Respeito a Deus, iniciando pelo III volume. Em seguida veio o IV.
Em 2004 nasce a filha cacula, prematura com apenas 24 semanas de gestacao, Maria Clara.
Aproveitando-se da permanencia em casa para cuidar da filha menor, comeca a escrever os volumes I e II da colecao que receberam o nome conjunto de: O Terceiro e Ultimo Testamento. Estes ja foram publicados apenas em ingles, pela editora AuthorHouse,em 2009.

(Ultima revisao e correcao ortografica feita em 02 de janeiro de 2010).

62 Responses to “CARTA DE LIBERTACAO”

  1. ARVORE GENEALOGICA DA FAMILIA COELHO NO SITIO: www.geneaminas.com.br « Val51mabar's Blog Says:

    […] Blog Just another WordPress.com weblog « CARTA DE LIBERTACAO A HISTORIA DA FAMILIA COELHO DO CENTRO-NORDESTE DE MINAS GERAIS. […]

  2. About The Third and Last Testament « Val51mabar's Blog Says:

    […] Blog Just another WordPress.com weblog « The Third and Last Testament CARTA DE LIBERTACAO […]

  3. ISRAEL, AS DIVERSAS VERDADES E O PADECECER DA PALESTINA E OUTROS TEXTOS « Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  4. A HERANCA FURTADO DE MENDONCA NO BRASIL « Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  5. BARBALHO, COELHO E PIMENTA NO SITE WWW.ANCESTRY.COM | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  6. NESTE MUNDO, SO NAO EH GAY QUEM NAO QUIZER | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  7. HISTORICO DO POVOAMENTO MINEIRO, GENEALOGIA COELHO, CIDADE POR CIDADE | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  8. BARBALHO, PIMENTA E, TALVEZ, COELHO, DESCENDENTES DO REI D. DINIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  9. TRILOGIA DE VARIEDADES | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  10. torrevieja Says:

    You could potentially surely go to your interest from the paintings you are submitting. The earth desires of more excited freelancers just like you that are not fearful to state that feel. On a regular basis abide by a person’s cardiovascular.

  11. GENEALOGIAS DE FAMILIAS TRADICIONAIS DE VIRGINOPOLIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  12. GENEALIDADE E GENEALOGIA DE ARY BARROSO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  13. A III GM | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  14. UMA VOLTA AO MUNDO EM 4 OU 3 ATOS (POLITICA INTERNACIONAL DO MOMENTO) | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  15. 03. O MENINO QUE GRITAVA LOBO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  16. MINHAS POSTAGENS NO FACEBOOK I | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  17. MINHAS POSTAGENS NO FACEBOOK II | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  18. MINHAS POSTAGENS NO FACEBOOK III | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  19. MEUS ESCRITOS NO FACEBOOK IV | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  20. A III GM | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  21. GENEALIDADE E GENEALOGIA DE ARY BARROSO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  22. GENEALOGIAS DE FAMILIAS TRADICIONAIS DE VIRGINOPOLIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  23. TRILOGIA DE VARIEDADES | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  24. BARBALHO, COELHO E PIMENTA NO SITE WWW.ANCESTRY.COM | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  25. NESTE MUNDO, SO NAO EH GAY QUEM NAO QUIZER | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  26. A HERANCA FURTADO DE MENDONCA NO BRASIL | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  27. ISRAEL, AS DIVERSAS VERDADES E O PADECECER DA PALESTINA E OUTROS TEXTOS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  28. BARBALHO, PIMENTA E, TALVEZ, COELHO, DESCENDENTES DO REI D. DINIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  29. FAMILIA: BARBALHO, COELHO … NO LIVRO A AMERICA SUICIDA | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  30. MILLOR, MELOU OU MELHOR FERNANDES!? | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  31. A FAMILIA COELHO NO LIVRO A MATA DO PECANHA | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  32. HISTORICO DO POVOAMENTO MINEIRO, GENEALOGIA COELHO, CIDADE POR CIDADE | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  33. ASCENDENCIA DOS ANCESTRAIS: JOSE COELHO DE MAGALHAES/EUGENIA RODRIGUES ROCHA, UMA SAGA A SER DESVENDADA | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  34. A HISTORIA DA FAMILIA COELHO DO CENTRO-NORDESTE DE MINAS GERAIS. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  35. A DIVINA PARABOLA | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  36. O LIVRO DO CONHECIMENTO DE DEUS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  37. RESPOSTA DE UM NEOBOBO AO EXCELENTISSIMO SR. EX-PRESIDENTE, FERNANDO HENRIQUE CARDOSO. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  38. O DIRECIONAMENTO RELIGIOSO ERRADO NAS QUESTOES ELEITORAIS BRASILEIRAS. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  39. 100 REASONS TO AMNESTY THE UNDOCUMENTED WORKERS IN UNITED STATES | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  40. 13 STARS = WOMAN. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  41. CARTA AO CANDIDATO DO PSOL: PLINIO DE ARRUDA SAMPAIO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  42. 13 ESTRELAS = MULHER | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  43. FAIXA DE GAZA, O TRAVESSAO NOS OLHOS DA HUMANIDADE | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  44. IMIGRACAO: SEM LENCO E SEM DOCUMENTO, O BARRIL TRANSBORDANTE DE INJUSTICAS. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  45. THE NONSENSE LAW. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  46. POLITICA, FUTEBOL, MUSAS E PROPAGANDA ELEITORAL ANTECIPADA; OBAMA, GRANDES CORPORACOES E IMIGRACAO. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  47. About The Third and Last Testament | Val51mabar's Blog Says:

    […] another WordPress.com weblog « The Third and Last Testament CARTA DE LIBERTACAO […]

  48. The Third and Last Testament | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  49. ALGUMAS NOTAS GENEALOGICAS, 2014/2015 | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  50. MOVIMENTO: “FORA DILMA, FORA PT”; QUE OSSO CAMARADA?!!! | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  51. NOS, OS NOBRES, E A AVO DO JUSCELINO TAMBEM PODE TER SIDO BARBALHO COELHO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  52. ARVORE GENEALOGICA DA FAMILIA COELHO NO SITIO: www.geneaminas.com.br | Val51mabar's Blog Says:

    […] another WordPress.com weblog « CARTA DE LIBERTACAO A HISTORIA DA FAMILIA COELHO DO CENTRO-NORDESTE DE MINAS GERAIS. […]

  53. UM NOSSO LADO CRISTAO-NOVO E, TALVEZ, OUTRO PAULISTANO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  54. MEUS GUARDADOS 2015 | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  55. ALIENS, CONSPIRACIES, DISAPPEARED TREASURES AND DOMINANCE | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  56. OS RODRIGUES COELHO; E ANDRADE DO CARLOS DRUMMOND EM MINAS GERAIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  57. CONSPIRACOES, ALIENIGENAS, TESOUROS DESAPARECIDOS E DOMINACAO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2011/05/29/a-divina-parabola/ https://val51mabar.wordpress.com/2011/01/28/o-livro-do-conhecimento-de-deus/ https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  58. MINHAS POSTAGENS MAIS RECENTES NO FACEBOOK | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  59. RIDICULOSAMENTE FALANDO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ […]

  60. Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ 3. OPINIAO […]

  61. TRUMPANDO O ELEITOR | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ 3. OPINIAO […]

  62. 500 ANOS DE HISTORIA E GENEALOGIA DA PRESENCA BARBALHO NO BRASIL | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/ 3. OPINIAO […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: