FAMILIA: BARBALHO, COELHO … NO LIVRO A AMERICA SUICIDA

CONTEUDO DESTE BLOG – ALL CONTENTS

0. PURA MISTURA

https://val51mabar.wordpress.com/2016/11/26/trumpando-o-eleitor/

https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/

https://val51mabar.wordpress.com/2016/06/08/conspiracoes-alienigenas-tesouros-desaparecidos-e-dominacao/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/12/23/aliens-conspiracies-disappeared-treasures-and-dominance/

1. GENEALOGIA

https://val51mabar.wordpress.com/2017/03/11/a-historia-e-a-familia-barbalho-coelho-andrade-na-historia/

https://val51mabar.wordpress.com/2016/12/04/500-anos-de-historia-e-genealogia-da-presenca-barbalho-no-brasil/

https://val51mabar.wordpress.com/2016/10/22/encontro-jose-vaz-barbalho-mais-uma-vez-e-outras-noticias-para-a-familia-coelho/

https://val51mabar.wordpress.com/2016/03/25/os-rodrigues-coelho-e-andrade-do-carlos-drummond-em-minas-gerais/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/07/22/um-nosso-lado-cristao-novo-e-talvez-outro-paulistano/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/05/10/nos-os-nobres-e-a-avo-do-juscelino-tambem-pode-ter-sido-barbalho-coelho/

https://val51mabar.wordpress.com/2014/04/14/genealidade-e-genealogia-de-ary-barroso/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/12/06/genealogias-de-familias-tradicionais-de-virginopolis/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/05/30/barbalho-coelho-pimenta-no-site-www-ancestry-com/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/09/11/barbalho-pimenta-e-talvez-coelho-descendentes-do-rei-d-dinis/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/02/24/historico-do-povoamento-mineiro-genealogia-coelho-cidade-por-cidade/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/07/02/familia-barbalho-coelho-no-livro-a-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/23/a-historia-da-familia-coelho-do-centro-nordeste-de-minas-gerais/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/04/24/a-familia-coelho-no-livro-a-mata-do-pecanha/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/03/arvore-genealogica-da-familia-coelho-no-sitio-www-geneaminas-com-br/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/09/22/ascendencia-dos-ancestrais-jose-coelho-de-magalhaeseugenia-rodrigues-rocha-uma-saga-a-ser-desvendada/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/01/17/a-heranca-furtado-de-mendonca-no-brasil/

2. RELIGIAO

https://val51mabar.wordpress.com/2011/05/29/a-divina-parabola/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/01/28/o-livro-do-conhecimento-de-deus/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/

3. OPINIAO

https://val51mabar.wordpress.com/2014/06/08/a-iii-gm/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/01/03/israel-as-diversas-verdades-e-o-padececer-da-palestina-e-outros-textos/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/26/faixa-de-gaza-o-travessao-nos-olhos-da-humanidade/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/05/12/neste-mundo-so-nao-eh-gay-quem-nao-quizer/

4. MANIFESTO FEMINISTA

https://val51mabar.wordpress.com/2010/07/21/13-estrelas-mulher/

5. POLITICA BRASILEIRA

https://val51mabar.wordpress.com/2010/10/16/o-direcionamento-religioso-errado-nas-questoes-eleitorais-brasileiras/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/10/19/resposta-de-um-neobobo-ao-excelentissimo-sr-ex-presidente-fernando-henrique-cardoso/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/08/01/miilor-melou-ou-melhor-fernandes/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/05/carta-ao-candidato-do-psol-plinio-de-arruda-sampaio/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/26/politica-futebol-musas-e-propaganda-eleitoral-antecipada-obama-grandes-corporacoes-e-imigracao/

6. MISTO

https://val51mabar.wordpress.com/2014/06/08/a-iii-gm/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/11/06/trilogia-de-variedades/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/12/30/2012-in-review/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/07/02/familia-barbalho-coelho-no-livro-a-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/03-o-menino-que-gritava-lobo/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-i/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-ii/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-iii/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/meus-escritos-no-facebook-iv/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/02/14/uma-volta-ao-mundo-em-4-ou-3-atos-politica-internacional-do-momento/

7. IN INGLISH

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/02/the-nonsense-law/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/21/13-stars-woman/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/10/05/the-suicidal-americaa-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/25/100-reasons-to-amnesty-the-undocumented-workers-in-united-states/

https://val51mabar.wordpress.com/2009/09/25/about-the-third-and-last-testament/

https://val51mabar.wordpress.com/2009/09/12/the-third-and-last-testament/

8. IMIGRACAO

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/17/imigracao-sem-lenco-e-sem-documento-o-barril-transbordante-de-injusticas/

 

FAMILIA: AGUIAR, AMARAL, ANDRADE, ARAUJO, BARBALHO, BORGES, CAMPOS, CARVALHAIS, COELHO, CUNHA, FERREIRA, GONCALVES, GUIMARAES, LEAO, LEITE, MAGALHAES, MARTINS, MENEZES, MONTEIRO, NUNES, OLIVEIRA, PACHECO, PEREIRA, PINTO, REIS, ROCHA, SALLES, SILVA, SOUSA, SOUZA, VILLA REAL, XAVIER… NO LIVRO “A AMERICA SUICIDA”.

INDICE

01. INTRODUCAO
02. A AMERICA SUICIDA
03. UM BOCADINHO A RESPEITO DE GENEALOGIA HUMANA
04. O QUE EH SER UM EUROPEU?
05. UM POUQUINHO DE GENEALOGIA EUROPEIA
06. UM FUTURO MELHOR PARA NOSSO FILHOS E…
07. UMA PEQUENA QUANTIDADE DE GENEALOGIA IBERICA
08. SECULOS E PESSOAS QUE AJUDARAM A FORMAR NOSSA HISTORIA EM COMUM
09. O COMECO DE NOVA IORQUE E ESTADOS UNIDOS
10. O INCIO DE NOVA IORQUE E ESTADOS UNIDOS
11. ESTADOS UNIDOS E BRASIL JUNTOS
12. DA REPUBLICA E INVENCAO DO AVIAO `A SEGUNDA GUERRA
13. UMA RELACAO DE AMOR E ODIO
14. BUSCANDO O PARAISO PERDIDO, A SAGA DE UMA FAMILIA
15. TUDO ERA COM RESPEITO `A FAMILIA, MINHA SAGA
16. “ISSO SERA O COMECO DAS DORES” Marcos 13, 8
17. O ESQUEMA PIRAMIDAL
18. QUEM ESTA VENCENDO A GUERRA DE TERRORISTAS?
19. O DISCURSO DE NETANYAHU
20. O APOCALIPSE DO DIA SEGUINTE
21. SOLUCOES
EPILOGO

01. INTRODUCAO

Este pode ser o ultimo livro que escreverei. Apesar do nome do livro eu nao estou planejando “sair de cena”. A razao para ele poder ser o ultimo eh muito simples. Eu nao me lembro desde quando eu escrevo em minha vida sem nunca ter recebido qualquer pagamento. Eu tenho escrito pelo prazer de oferecer conselhos e na intencao de ser util `as pessoas que nem sequer conheco e a amigos. Porem, isso comecou a tomar muito do meu tempo. E eu tenho uma vida independente. Uma vida que muitos chamam de moderna. Uma vida tao moderna que temos que pagar por tudo que a gente usa. Algumas vezes pagamos ate por aquilo que nunca usaremos. Coisas que nem sempre sao essenciais. E o custo disso nao eh barato. E tempo eh dinheiro.

Falando nisso, escrever tem sido um passatempo que eu tenho tido que pagar por ele. Como um pai responsavel, sera preciso que eu sacrifique meu prazer em favor de um futuro mais seguro para minha descendencia.

Esta escrita esta coincidindo com a minha naturalizao como americano. Isso deve ocorrer em primeiro de setembro de 2011, hoje eh dia 11 de agosto, e nao serei capaz de terminar o livro antes daquela data. Nao sei se tornar-me naturalizado ira ser suficiente para que os outros nao me venham com a velha desculpa para desacreditar-me dizendo: “Ah, ele nao eh americano!” Mas eu prefiro olhar as coisas atraves dos angulos positivos. Como americano novo ninguem podera acusar-me de inveja por nao se-lo.

Outro lado positivo eh este, eu poderei me tornar um brasilianista com informacoes que os nascidos americanos nao possuem.

Nada eh novo para mim mas eh sempre interessante saber que, a liberdade de expressao “eh um direito ou liberdade garantido pelo primeiro adendo” da nossa constituicao. Observe-se que a liberdade de expressao eh um direito de todos que vivem nos Estados Unidos. Nao importa que tenha ou nao documentacao. Finalmente, “comunicar sua opiniao sobre qualquer assunto a um funcionario eleito” eh uma “maneira de os americanos participarem da construcao de sua democracia”. Em minha forma de pensar, dar uma opiniao eh meu direito em primeiro lugar. E tambem eh uma responsabilidade, em segundo. Tudo isso esta no folheto: “Aprenda a Respeito das Licoes Civicas Fundamentais para o Teste de Naturalizacao” autorizado pelo Departamento de Seguranca Publica dos Estados Unidos [Reparticao de Servicos de Imigracao e Cidadania].

Eu vou oferecer este conselho a todos os funcionarios eleitos, especialmente aos presidentes.

Mas algumas coisas precisam ficar absolutamente claras aqui. Nao sou doutor em nada. Nada sei alem da minha propria experiencia de vida. As opinioes que irei expor nestes escritos nao pertencem a nenhuma instituicao ou nacionalidade. Sou o unico responsavel por pensa-las e escreve-las. A responsabilidade no ler e entender nao serao minhas. Assim, eu pedirei licenca aos leitores para compreenderem algumas incorrecoes no uso das palavras que poderao leva-los a alguma conclusao errada. Eh preciso que entendam que eu vim para esse pais depois de completar 35 anos, sem saber quase nada de ingles. E o que eu sei agora foi atraves da pratica e nao da escola. Como estou familiarizado com o escrever em portugues, eu sei que uma pequena troca na ordem das palavras pode levar a uma grande diferenca no que se quer dizer. Portanto, desconsiderem quando eu escrever homem grande em lugar de grande homem. Em portugues nos temos a mesma diferenca. Voce deve escrever homem grande quando quer dizer “big man” e grande homem quando a intencao eh “great man”.

O conteudo que eu pretendo por nesse livro esta relacionado com Historia, economia, politica, migracao, orgulho e preconceito. Talvez, um bocadinho de genealogia. Tambem usarei um pouco da minha autobiografia. Tentarei evitar citar nomes quando isso nao for essencial. Em outros casos eu ficarei feliz em dar nome aos bois quando isso se tornar importante para identificar de quem estarei falando.

Como eu nao conheco os detalhes das Historias de outros paises, melhor dizendo, eu conheco alguma coisa a respeito da Historia Mundial mas nao conheco os detalhes das Historias dos paises individualmente. Vou precisar usar a Historia do Brasil, que eh a que melhor conheco, para fazer alguma comparacao. Nao penso comparar Estados Unidos com Brasil. Mas quero destacar eventos onde os dois caminharam juntos em suas Historias, ou mostrar fatos ocorridos num deles e isso atingiu o outro. Imagino que em alguns dos fatos historicos muitos dos outros paises estavam juntos, acompanhando os Estados Unidos, mas me fogem certos detalhes ate mesmo destas parcerias com o Brasil.

Eh parte da minha intencao organizar o que penso em cronicas separadas. Cada uma tratando de um assunto diferente. Tentarei colocar os acontecimentos em ordem cronologica. Assim, os leitores poderam ler os artigos separadamente. Porem, sera preciso ler a obra completa para compreender melhor o conteudo.

Alguns que irao ler este livro deverao sentir-se ofendidos por minhas opinioes. Esta nao eh a minha vontade. Eh um problema na natureza humana. Algumas pessoas sao incapazes de aceitar o pensamento diferente do delas. Elas pensam que o mundo nas mentes delas eh o melhor. Entao, tudo o que pareca contradizer isso eh tratado como abominacao. Eu nao posso controlar os sentimentos dos outros. Tento controlar os meus deixando os outros terem as proprias opinioes mesmo sem concordar com elas. Se alguem desejar por em pratos limpos as nossas razoes, civilizadamente, eu estou totalmente aberto para a ideia.

Algumas das pessoas contrarias quererao assumir que meus escritos tem a finalidade de atingir aos Estados Unidos. Talvez elas irao pensar assim: Ele eh parte de complo, assim como em algumas teorias de conspiracao, com a finalidade de enfraquecer a imagem americana perante ao mundo. Estou escrevendo isso em antecipacao para que nao tenham a desculpa, e saibam que penso assim: sou totalmente favoravel `a verdade. Eu nao imagino a verdade feita para prejudicar. O que prejudica eh ver a verdade e nega-la. O que prejudica eh ver a verdade e nao assumir a responsabilidade frente a ela. Aqueles que veem a verdade e assumem suas responsabilidades frente a ela sao os que sao dignificados pelo respeito.

Em todo caso, eu tenho duas grandes razoes para nao prejudicar aos Estados Unidos. A primeira eh que sou nascido brasileiro. Se alguem pensa que estou escrevendo para prejudicar aos Estados Unidos sera porque tambem pensa que eu faria isso, nao sei como, para beneficiar ao Brasil. Para estes que nada sabem a respeito das relacoes existentes entre Brasil e Estados Unidos, precisam saber isso: o Brasil tem uma reserva monetaria de aproximadamente 320 bilhoes de dolares. E esta eh a unica salvaguarda dele. Dois tercos disso estao investidos em papeis do governo americano. Prejudicar aos Estados Unidos resultaria em prejudicar ao Brasil. O Brasil esta tomando um risco muito serio ao ajudar aos Estados Unidos dessa maneira, no momento de dificuldade deles. Se os Estados Unidos for para o buraco, quase certamente, o Brasil ficara na beira do abismo. Eu nao faria o mesmo que o Brasil esta fazendo senao por familiares ou grande amizade.

Outra razao a meu favor eh esta. Sou pai de dois filhos. Sao os unicos que tenho. Nasceram e vivem nos Estados Unidos, e nunca disse a eles para serem mais brasileiros que americanos. Eu nao faco pressao em nenhum deles. Se algum dia eles sentirem a necessidade de escolher entre um pais ou outro, esta decisao sera deles, nao minha. O que eu quero eh o melhor para eles, mas a escolha eh deles. Assim como eu nunca prejudicaria meus filhos tambem nao quero prejuizos para os paises deles.

Particularmente, penso que a melhor maneira de solucionar nossos problemas eh ficarmos juntos. Paises e povos. Ate agora, o que nos tem sido dito eh isso, nos temos que competir para que isso faca de nos os melhores. Nao concordo com isso em nenhum sentido. Competir implica nisso, alguem ficara prejudicado nalguma forma. Eu sou a favor de trabalharmos juntos. Todo mundo trabalha. E o premio eh repartido com todos. Todas as vezes que se compete ninguem leva o premio melhor. Quando voce esta competindo gasta energia em excesso fazendo coisas que prejudicam a voce mesmo. Se esta energia, esperdicada pelos dois lados, for usada para coisas boas, o premio sempre sera dobrado ou triplicado.

02. A AMERICA SUICIDA

Este capitulo nao obedecera a minha intencao de postar tudo em ordem cronologica. Servira para explicar o nome da obra e tracar um paralelo de uma questao muito importante para a saude publica americana.

Eu estou acostumado a ouvir a 90.9 FM, Radio da Universidade de Boston. Todas as vezes que estou dirigindo estou ouvindo algo util. Tanto faz, noticias nacionais ou internacionais, programas de musica ou simples entrevistas. Geralmente eles entrevistam outores de best sellers, produtores de filmes ou qualquer assunto envolvendo cultura. E eh isso que eu gosto.

Tenho uma historia longa de aprendizado com eles. Logo depois de eu vir para os Estados Unidos eu descobri a 89.7 FM, Radio Publica, que transmite quase o mesmo conteudo. Isso ajudou-me a aprender ingles porque eles falam compassadamente, ai a gente pode ouvir palavra por palavra. Alem disso eu tinha o interesse em tomar conhecimento a respeito da maioria dos assuntos mostrados nestas radios. A minha unica tristeza eh essa, durante todos estes anos, quase 17, eu nunca tive dinheiro suficiente para contribuir com a causa destas radios.

Bem, so por coincidencia, ha pouco eu ouvi num programa de entrevistas a respeito do problema dos suicidios nos Estados Unidos. O entrevistado era um doutor que escreveu um livro com esse respeito. Infelizmente eu nao tinha tempo para ouvir a entrevista toda. Nao peguei nem o nome do autor. Pesquei apenas algumas informacoes importantes. Dai resolvi buscar mais informacoes no site da Fundacao Americana para Prevencao do Suicidio – AMERICAN FOUNDATION FOR SUICIDE PREVENTION – AFSP.

As estatisticas sao chocantes. As informacoes mais recentes sao do ano de 2007. Aproximadamente 34.000 americanos perderam suas vidas em suicidios. Isto eh a “11a. causa de mortes nos Estados Unidos.” “Suicidio eh a 4a. causa de mortes em adultos entre as idades de 18-65 anos. (28.628 suicidios).” “90% que morrem por suicidio tem alguma desordem psiquiatrica diagnosticavel no momento da morte deles.” “A proporcao eh de 4 suicidios masculinos para um feminimo, porem, as mulheres tentam o suicidio tres vezes mais que os homens.” “Ha uma estimativa entre 8-25 tentativas para cada morte causada por suicidio.”

O site tras muitas outras informacoes interessantes a respeito do problema, como: “Suicidio eh o 3a. causa de morte entre pessoas entre as idades de 15-24 anos.” Mas a conclusao deles era esta: “Estudos indicam que o melhor modo de previnir o suicidio eh atraves do reconhecimento antecipado e tratamento de depressoes e outras problemas psiquiatricos.”

Ouvindo a respeito do problema atraves da entrevista na 90.9 FM, as coisas nao parecem ser tao claras quanto os numeros estatisticos da AFSP. Primeiramente, o entrevistado deixou claro isso: ninguem sabe exatamente o que conduz uma pessoa ao suicidio. Ha uma teoria que diz que, isso eh resultado das pressoes dos nossos tempos. Poderia ser algo vinculado `a nossa era. Em oposicao a este ponto de vista ele salientou: existe uma tribo na regiao amazonica que riu quando soube que suicidio eh problema nos Estados Unidos. Eles nao poderiam entender porque nao conhecem nenhum caso de suicidio no meio deles. Para eles, suicidio eh tabu.

Quando o argumento de que o estilo de vida primitivo nao os levasse `as mesmas condicoes de pressao foi levantado, ele respondeu que esta alegacao nao se fundamenta em verdade. O pessoal na tribo esta nos limites da existencia. Frequentemente eh atacado por doencas tropicais. Metade das criancas morrem antes de chegar `a idade adulta. Afinal, eles sofrem tanta pressao quanto um novaiorquino. A diferenca seria esta, Nova Iorque oferece muito mais oportunidades de diversao que a Bacia Amazonica inteira.

O entrevistado ainda falou, que nao apenas aquela tribo especifica mas observando a humanidade como um todo a gente pode notar um alto grau de perseveranca em pessoas que estao `a beira da existencia material. Por que nao poderia ser igual nas sociedades de maior sucesso no mundo?! O suicidio nao eh problema apenas nos Estados Unidos.

Nao sei se o entrevistado disse alguma coisa relacionada a respeito da relacao entre o suicidio e tendencia genetica para ele. Os dados da AFSP nao mencionam isso. Quando eu vivia no Brasil lembro-me de tal mencao. Nao me lembro de quem falou, mas parece que algumas familias sofrem o problema com maior frequencia.

Na entrevista o doutor tambem falou que, frequentemente voce consegue identificar um fato que leva uma pessoa a decidir pelo suicidio mas nao se sabe de onde vem a vontade. Tambem falou que, apesar do suicidio ser o problema maior que o assassinato a gente nao ve isso no noticiario. Quando perguntado porque isso acontece, ele nao tinha certeza mas ofereceu uma explicacao. Poderia ser que no caso de assassinato ha a apresentacao de um vilao e uma vitima identificaveis. Assim fica mais facil trabalhar isso como noticia.

Eu proprio nao estou certo disso. A noticia de suicidio pode ser mais dificil de vender mas sendo maior o problema, entao, seria mais importante que o publico soubesse a verdade. O que parece eh que, apesar de nossa cultura ser avancada, nos temos os nossos tabus tambem. Ele nos desperta o medo porque o suicida eh nossa imagem e semelhanca.

O que me assombrou mais nos dados da AFSP eh o calculo de “8-25 tentativas de suicidio para cada fatalidade.” Isso implica dizer que entre 272.000 e 750.000 pessoas tentam o suicidio anualmente nos Estados Unidos. Eh um numero enorme! Mas se isso eh verdade, nao estou convencido que isso traduza a verdade por inteiro. Estou em duvida se a populacao americana esta afetada pela tendencia para o suicidio. Este comportamente altodestrutivo pode ser observado atraves do preconceito demonstrado pelo Partido do Cha (Tea Party), KKK, grupos neo-nazistas e setores do partido republicano.

Talvez o suicidio seja um comportamento inconsciente e nao intencional mas o resultado eh o mesmo se fosse. Essas pessoas maleficas talvez nao percebam o quanto as atitudes delas estao levando os Estados Unidos `a altodestruicao. Espero que o meu manifesto possa ajuda-las a reconsiderar seus preconceitos para que a autodestruicao nao aconteca.

No meu pobre ponto de vista, penso que assassinato e suicidio sao parte do mesmo problema. Sao resultantes de frustracoes. A resposta diferente esta nos autores serem mais egoistas ou mais altruistas. O altruista prefere acabar com a propria vida. O oposto eh observado nas pessoas egoistas. O bomba-suicida tem que ser considerado um caso aparte porque ele eh manipulado para fazer isso.

O doutor tambem disse que, qualquer que seja o numero de suicidios efetivos eh o dobro dos assassinatos. Sim, nos Estados Unidos sao mais frequentes que nos outros paises industrializados. Mas, nao interessa quao grande seja esse numero, suicidios vem em dobro.

Agora eu preciso especular um pouco. Sera que eh apenas isso? E se, somente se, ha algo muito maior por tras disso tudo? Se parte das mortes ditas acidentais nao forem outra coisa senao tentativas de suicidio bem sucedidas? Nao estou pensando apenas em acidentes de carro. Nos sabemos. A maioria dos acidentes de carro diz-se ter origem na alta velocidade. Mas se todo mundo sabe que a alta velocidade eh a causa numero de mortes, por que tantas pessoas continuam dirigindo acima da velocidade permitida em toda e qualquer estrada?

Por que pessoas continuam fumando sabendo que este eh um fator de risco para suas saudes? Todo mundo sabe ou ouviu falar a respeito do problema poluicao mas porque somente um pequeno numero de pessoas esta tirando de suas vidas alguns confortos modernos responsaveis pela poluicao? Eh muitissimo sabido que, se cada pessoa no mundo comecar a consumir igual a um americano medio nos nao teriamos como servir produtos a todo mundo. Tambem, por que isso nao se torna suficiente para as pessoas entenderem que o modelo de vida esta errado e precisa ser repensado? Por que tamanha resistencia contra a tecnologia limpa? Tudo isso e muitos outros assuntos nao poderiam ser postos como tentativas de suicidio?

Eu realmente penso assim. Eu penso que existem dois tipos de suicidios. Um voce pode chamar de Sindrome Severa do Suicidio. Eh dela que o entrevistado e a AFSP cuidam. O outro eh a Sindrome Cronica para o Suicidio. Pode-se descrever essa assim: eu sei que morrerei um dia, eu quero isso mas nao tenho a coragem de comete-lo rapidamente, entao, melhor eh tomar um comportamento de risco que acabara me levando ao mesmo lugar onde outros decidem ir de forma drastica.

Eu penso que esse segundo tipo esta presente em pessoas como o George W. Bush, nas pessoas que controlam a Wall Street, etc. Estou em duvida quanto ao mesmo comportamento continuar presente na Casa Branca durante o governo do presidente Obama.!

O que eles ja fizeram e continuam fazendo parece ser um tipo de comportamento covarde. Parece nao quererem vida pacifica para eles proprios. Entao, transformam a vida dos outros em um inferno. Parece que eles pensam assim, ja que eu tenho que me ir, melhor eh carregar todo mundo comigo. Sozinho eu nao quero.

Nao culpo ninguem por estar programado para o suicidio. Penso que cada e todos nos guarda um plano secreto de contingencia de vida. A maioria apenas jamais ira usa-lo porque a vida sempre andara como pode e nao como a gente a deseja. Se eu pudesse dizer algo `as pessoas que estao nessa situacao, eu falaria isto: nao interessa o quao grande o problema que voce esta enfrentando lhe pareca, se voce der tempo ao tempo o problema ira passar por ele mesmo. Pense nalgum problema que voce tinha ha 10 anos atras. Possivelmente voce nem sequer se lembre dele. Mas se voce tentar contra sua propria vida e conseguir este objetivo, sera uma decisao da qual voce nao podera se arrepender porque eh uma decisao sem volta. Nao tente tomar decisoes definitivas em tempo de crise. Ninguem eh perfeito. Um julgamento ruim pode induzi-lo a criar um grande problema de uma situacao sem problema algum. Seja mais paciente.

A gente dar alguma interpretacao aos numeros mostrados no relatorio da AFSP e `as causas gerais de suicidio. Estas conclusoes nao foram baseadas em pesquisas apropriadas mas sim fruto das minhas proprias observacoes da vida moderna. No meu ponto de vista, as pessoas nas sociedades ditas primitivas se ajustam `as condicoes que o mundo oferece a elas. O ideal delas eh buscar a felicidade. Felicidade pode ser encontrada em coisas simples como familia, amizade, etc. “Busca pela felicidade” eh uma das respostas para a questao: “Quais sao dois entre os direitos estipulados na Declaracao da Independencia?” dos Estados Unidos.

Atualmente, nossa sociedade esta baseada em possuir as coisas. As pessoas estao passando a vida inteira procurando ter. Isso inclui ter outras pessoas para elas proprias. Para isso elas estao sacrificando as coisas simples da vida e nunca encontram satisfacao naquilo que fazem. Desta forma, a depressao se torna inevitavel e o que vem a acontecer depois serao apenas as consequencias.

Talvez isso explique porque muito mais mulheres tentam o suicidio. Apesar da emancipacao feminina no seculo passado nos continuamos levando um estilo de vida de orientacao machista. Sera preciso entender que homens estao competindo contra os outros desde milhares de anos atras. As mulheres sempre estiveram presentes mas a natureza nos colocou na linha de frente dos riscos. E nos aprendermos a ser mais agressivos com isso. Algumas vezes, irracionalmente agressivos. Em consequencia disso, mulheres mais afeitas `a racionalidade sofrerao maiores pressoes neste mundo de orientacao machista.

Geralmente, as pessoas leigas atribuem aos povos antigos e ao pessoal sem educacao escolar algum tipo de inferioridade. As pessoas olham para outras e pensam: Como eles podem ter vida alguma? Eles andam ao inves de ir de carro! Eles inclusive nao usam aparelhos eletricos, nem assistem televisao! A vida deles so pode ser terrivel! Porem, o que os leigos nao sabem eh o quanto mais os “povos primitivos” riem e gargalham. Nem o quanto mais eles se ajudam uns aos outros.

A gente imagina que a vida que nos estamos levando agora eh a melhor desde o surgimento da pessoa humana na Terra. O problema esta ai, a quantidade de avancos deveria traduzir-se em mais tempo para o lazer, mais tempo para o amor e, especialmente, mais dinheiro na carteiro de todo mundo. Porem, o que a gente ta sempre encontrando sao mais e mais contas a pagar, menos e menos tempo de qualidade com a familia. Seguindo assim eu nao penso que nos estejamos no caminho para o Ceu. Nos estamos mais no caminho para o Juizo Final.

Em capitulo posterior tenho a intencao de escrever alguma coisa a respeito de pessoas sem educacao escolar e imigrante sem documentos perseguidas que comprovam que tais suposicoes nao tem fundamento algum em verdade.

03. UM BOCADINHO A RESPEITO DE GENEALOGIA HUMANA

Ouvi de uma pessoa leiga isso: “Voce eh parente de alguem somente ate ao quarto grau.” Para mim isso eh um pouco complicado explicar no ingles exato. Mas o que ela pensava era alguma coisa assim. Voce nao precisa considerar como parente aos seus primos se o ancestral comum de voces for seus bisavos ou geracoes anteriores. Nao sei de onde ela tirou essa ideia errada. Ela mencionou algo a respeito de religiao, no que penso existir a possibilidade de engano, ou referencia medica, no que eu duvido. A verdade eh muito diferente.

Tenho estudado a genealogia da minha familia. Portanto tenho uma boa ideia do que vou dizer. Tambem sou medico veterinario cursado e tenho o diploma como medico dos animais. Uma disciplina em que tive dificuldades foi justamente uma com o tema: Melhoramento Animal. Eh algo que envolve genetica e ensina como fazer as vacas produzirem mais leite, galinhas botar mais ovos, etc. Eh verdade, eu tive dificuldade em concluir o curso porque matematica esta envolvida nele e eu nunca fui bom em memorizacao de formulas. Sempre preferi resolver os problemas atraves da racionalizacao. Ter dificuldade, neste caso, nao implica que nao aprendi. Algumas vezes a gente aprende melhor quando erra e revisa os erros. E foi isso que fiz.

Muito antes da Historia alguns fatos da genealogia ja eram verdadeiros. Mesmo genealogia nao sendo ainda pensada. E quando ela comecou a ser usada muito erros foram cometidos. Mesmo agora a primeira coisa que nos pensamos a respeito de genealogia que nos vimos da familia so nosso sobrenome. Esta eh uma das ideias erradas que os leigos tem com respeito a genealogia. Normalmente, o seu sobrenome vem do seu pai, que herdou do pai dele e assim por diante. Mas isso so eh verdade se voce estiver pensando na sua linhagem paterna. E isso pode valer pouco ou nada, geneticamente falando.

A gente sabe que, metade mais um pouquinho da nossa genetica vem da nossa mae, e o resto do nosso pai. Dai voce precisa saber disso: se o seu bisavo casou com uma mulher sem parentesco com ele, os seus avos serao praticamente meio-a-meio. Se o seu avo se casou com outra mulher tambem sem parentesco com ele, o seu pai sera 1/4 de qualquer coisa que seu bisavo era. Ainda, se sua mae nao tiver parentesco algum com seu pai, voce recebera apenas 1/8 da parte do seu bisavo. Mesmo assim voce podera ter o sobrenome dele. E ainda podera passa-lo para seus filhos, para os filhos dos filhos e assim vai. Apesar dos seus netos poderem herdar quase nada do seu bisavo.

Se voce eh um leigo, possivelmente voce sabe que tem pai e mae. E tambem que cada um deles tem mae e pai. Entao, voce tem quatro avos. O que voce espera eh que tenha 8 bisavos. E a coisa anda assim, em cada geracao anterior `a sua espera-se que se dobre o numero de seus ancestrais. Entao, se voce esta disposto a fazer um pequeno exercicio, pegue uma calculadora e multiplique 2 X 2 e continue multiplicando os resultados por dois ate chegar `a 33a. geracao. Se voce for persistente em fazer isso ira aprender que, na 33a. geracao anterior `a sua voce eh suposto ter 8.589.934.592 ancestrais. Eh muito para voce? Na proxima geracao voce tem direito a mais de 17 bilhoes. E por ai segue.

O tempo! O tempo eh mais que precioso. Se calcularmos a grosso modo como media, 30 anos entre uma geracao e outra, no final da 33a. geracao terao se passado 1.000 anos. Isso quer dizer que ha 1.000 anos atras voce era suposto ter mais de 8.5 bilhoes de ancestrais, somente da 33a. geracao isoladamente e nao a adicao de todas. Agora eu digo isso a voce, se voce nao tiver alguem ocupando cada um desses lugares voce nao existe. Voce que sabe algo a respeito dos dados populacionais de 1.000 anos atras deve perguntar: Mas como? Ha mil anos atras nao havia gente o suficiente. Mesmo hoje o total da populacao no mundo eh inferior a 7 bilhoes.

Essa questao tem resposta simples. Assim acontece porque alguns dos seus ancestrais daquela geracao sao muitas e muitas vezes seu ancestrais. Possivelmente alguns sao milhoes de vezes e essa eh a razao de voce existir, apesar do numero inferior de ancestrais em relacao ao esperado.

Porem o problema eh bem maior. Se voce fizer o calculo oposto, encontrara o mesmo numero. O que eu quero dizer eh isso, suponha que voce tenha dois filhos. E cada um deles tenha dois filhos. Tambem que seus quatro netos tenham, cada um, dois filhos, assim por diante, ate chegar `a 33a. geracao. Eh esperado que voce tenha mais de 8.5 bilhoes de descendentes somente daquela geracao. Isso significa que, se voce tivesse nascido ha 1.000 anos atras, voce era suposto ter, pelo menos, aquele numero de descendentes. Porem, se nao existe numero suficiente de pessoas na Terra, para onde elas foram?! Isso eh simples de responder.

Se os seus netos, ao contrario de se casarem com alguem diferente da familia se casarem com eles proprios voce nao tera 8 bisnetos como esperado mas somente 4. Estou pensando no caso de voce ter 2 netas e 2 netos. Para que voce tenha o numero esperado de bisnetos eles precisarao ter 4 filhos para cada casal formado. Toda vez que um primo se casa com outro nossa multiplicacao eh esperada cair. Quanto mais as geracoes se passam e primos se casam com primos repetidamente, a media de filhos para manter nossas expectativas precisa ser cada vez maior. Em alguns casos seria preciso que alguns casais tivessem milhares ou milhoes de filhos, e isso ainda nao eh algo facil para o ser humano.

A verdade eh essa, os seus ancestrais nao preencheram repetidamente os lugares como seus ancestrais apenas. Eles fazem o mesmo para um numero enorme de pessoas. Essas sao mais ou menos suas primas, mesmo que nao as conheca. Deixa eu te dizer isso, mesmo que voce tenha 10.000 casais de ancestrais de 1.000 anos atras, o que eh apenas uma fracao do que esperamos, voce pode estar caindo em uma armadilha genetica. Isso sera porque os seus 10.000 casais de ancestrais poderao ja ser parentes proximos. O que nos tem protegido contra a extincao eh a migracao e a multiplicacao sem limites. Agora, a migracao sozinha e os casamentos entre as linhagens diferentes sao o melhor caminho para evitar a nosso extincao.

Vamos simplificar as coisas, saiba isso. Se ha 300 anos, na decima geracao antes da nossa, um casal de nossos ancestrais teve 10 filhos e todos se casaram, e tambem tiveram 10 filhos seguindo assim ate antes da nossa geracao. Tambem, que nenhum descendente do casal tenha casado com outro, entao, ele era suposto ter 10 bilhoes de descendentes, somente da nossa geracao. Isso nao eh legal? Como o povo antigamente tinha filhos de acordo como a natureza permitia, nos somos supostos ter, pelo menos, um casal de ancestrais comuns daquela geracao com todo e qualquer de nossos vizinhos.

Mas as coisas nao sao tao simples. Nem todo mundo naquele tempo teve tantos filhos. Muitos de nossos tios e tias nunca tiveram filhos. Mesmo assim, o esperado eh isso, todos os casais de outrora que tiveram alguns filhos que se casaram e tiveram seus proprios filhos ate a nossa geracao provavelmente sao ancestrais de milhares, talvez ate 1 milhao de pessoas. E nao estou falando a respeito dos poligamistas.

Tai, quando algum site de genealogia anuncia que alguma personalidade descobriu ser parente de algum personagem historico atraves do site eh porque estao usando a popularidade da personalidade para levar vantagem no obvio. Se qualquer um buscar seus ancestrais, mesmo sem se sentir uma pessoa de respeito e, naturalmente, com um pouquinho de sorte porque muitos de nossos ancestrais nao nos passaram seus dados, voce provavelmente encontrara alguma personalidade historica como ancestral. Tambem, as pessoas atuais que sao ditas personalidades sao, provavelmente, seus primos. Alguem disse uma vez a respeito da minha familia: “Nos procedemos do sangue dos REis e os Reis provem do nosso sangue.” E isso eh absolutamente verdadeiro para todos nos.

Esta eh uma das razoes que me fez comecar a estudar nossa genealogia. Nao estou exatamente interessado em identificar reis na minha lista de ancestrais. Estou interessado na propria Historia. Tambem, quando eu encontrar qualquer personalidade como minha ancestral estarei mais interessado em conhecer melhor a Historia dela. E isso deveria ser considerado util para todos e nao para poucos.

As pessoas costumam dizer isso: “A Historia sempre se repete.” Estou certo que nao. Historia nada faz por si mesma. Pessoas repetem seus repetem seus proprios erros muitas vezes, porque ignoram a Historia. Conhecer a Historia nao eh um hobby para excentricos mas sim uma forma de defesa propria.

Outra razao que faz a genealogia tornar-se importante para mim esta nas implicacoes medicas dela. Apesar da gente saber tanto a respeito de genetica hoje eu penso que as mas consequencias de nossa relacao familiar estreita com a maior parte da humanidade tem sido totalmente ignoradas pelos governos. Entao, imagino que as pessoas deveriam conhecer melhor sobre isso para previnirem-se contra um possivel futuro colapso de nossa sociedade. Desde que a gente aprendeu que nao deveriamos ter tantos filhos quanto nossos ancestrais porque nosso planeta eh limitado, nos precisamos procurar nao ter filhos com problemas previsiveis. Nossos ancestrais podiam se dar ao luxo de ter tantos filhos quanto quizessem porque uns cuidavam dos outros mas se nos tivermos um filho com saude e outro sem ela, o problema tornar-se-a maior por causa da familia menor. Pense, e se as duas criancas tiverem problemas?!…

Entao, quando alguem diz que nos somos parentes de outra pessoa baseado no numero de geracoes eh porque ele ou ela nada sabe de genetica. O que acontece eh que nossa vida eh muito limitada quando consideramos o tempo como um todo. Temos o privilegio de conhecer um numero muito pequeno de geracoes dos nossos parentes mais intimos. Algumas vezes nos consideramos melhor algumas pessoas menos parentas nossas que outras mais proximas porque a gente eh guiado pela ideia errada de que, parentes sao aqueles que a gente conhece.

Baseado no que eu sei de genetica e manejamento animal eu posso dizer isso: humanos se parecem mais com galinhas de granja.

Falo isso com consciencia. A maioria das pessoas nem imagina como os cientistas criaram as linhagens de galinha para fornecer ovos ou carne. O que eles fizeram primeiro foi selecionar aquelas que ja botavam ou que cresciam mais rapida e naturalmente. Dai fizeram o cruzamento das mais produtivas umas com as outras. Fizeram isso repetidamente por anos a fio. Fizeram ate o cruzamento entre maes com filhos e pais com filhas.

Quanto conseguiram o que queriam, isto eh, uma linhagem que puzesse mais ovos ou crescia mais rapido, comercializaram-nas. Mas eles guardam seus segredos. Eles desemvolveram pelo menos duas linhagens para cada marca. O que voce encontra no mercado eh o cruzamento das duas. Se voce tentar comecar seu negocio a partir das galinhas que voce pode comprar vivas, elas nao serao tao produtivas como as originais. A menos que voce saiba repetir os experimentos deles e isso ira tomar tempo e dinheiro seus. Para que voce abra um negocio nessa area, voce precisa fazer parcerias com eles. Neste caso, voce ficara com o trabalho e eles partilharam contigo o dinheiro que voce ganhar. Isso eh negocio, eh o que eles dizem!

Mas o que tal pesquisa tambem levou `as galinhas de granja foi isso: elas sao muitisso susceptiveis a doencas e problemas geneticos. Tambem, o manejo ao qual as galinhas estao sujeitas, vivendo em espaco minimo, pode fazer a disseminacao das doencas em um piscar de olhos. Eh por isso que as galinhas de granja precisam de muitas vacinas e antibioticos adicionados em sua alimentacao. Se voce for visitar uma granja de ovos ou carne os donos te pedirao para vestir uma roupa propria que protegera contras as contaminacoes que voce podera levar, mesmo que nao saiba disso.

`A medida que nosso conhecimento genetico avanca temos aprendido a ler o que esta escrito na sequencia de DNA. E, logo apos aos primeiros resultados, os cientistas ficaram assombrados ao descobrir a semelhanca da escrita entre todos nos. Nao faz diferenca se for um esquimo, um caucasiano, um nativo sulafricano ou aborigene. Em nosso DNA somos mesmo como as galinhas de granja.

Se isso eh verdade, por que temos tantas diferencas em nossa aparencia? Talvez eu possa explicar isso. Nas vidas primitivas fomos treinados para observar mais as diferencas. Ver as semelhancas nao tinha tanta importancia. Isso esta relacionado ao nosso meio. Existe um exemplo facil disso no Brasil. Algumas plantas foram usadas como base na alimentacao dos povos. Os orientais tiveram o arroz. Os mediorientais tinham o trigo. Os norte americanos e os sul americanos ocidentais tiveram o milho. Os brasileiros, a mandioca (Manihot utilissima).

Ela eh uma raiz parecida com a batata mas com mais fibras e muito amido. Existem muitos jeitos de conzinha-la. Alguns sao deliciosos. Mas a mandioca tem sua irma gemea. Brasileiros a chamam de mandioca brava. Em ingles poderiamos chama-la de wild mandioca. A mandioca brava tem contem um dos venenos mais efetivos. Ela tem cianidro. Um pedacinho da planta em seu estomago e voce vira historia. Entao, conhecer a diferenca entre elas era uma questao de vida ou morte.

Mandioca pode fornece uma grande quantidade de comida em sua mesa em uma pequena area de cultivo. Ate a mandioca mansa pode conter cianidro suficiente para matar qualquer um ou coisa que come-la. A boa novidade eh que, cozinha-la faz evaporar o veneno. Brasileiros usam-na in natura para tratar do gado apesar do veneno. Eles aprenderam que se ela for fatiada e exposta ao sol ficara limpa. Entao assim se faz antes de tratar-se das vacas.

A parte mais venenosa da planta sao as folhas. Contudo, um grupo inteligente de pesquisadores desenvolveram um suplemento alimentar baseado em folhas de mandioca. Isso eh usado para enriquecer alimentos pouco nutritivos. Uma quantidade diaria pequena do suplemento na comida fraca em nutrientes pode rapidamente trazer saude para criancas com deficiencias nutricionais. O segredo esta em retirar o feneno antes da folha virar alimento.

E essas coisas foram aprendidas dos chamados nativos brasileiros primitivos. Agora eu posso tracar uma relacao entre as folhas de mandioca e os imigrantes sem documentos. Se voce tenta olha-los com menos preconceito voce pode esquecer tudo o que lhe parece veneno e transforma-los num futuro glorioso para os Estados Unidos. Quanto a isso eu tenho certeza, o veneno esta nos olhos das pessoas que sao preconceituosas e nao nos proprios imigrantes sem documentos. Depois eu falarei mais a respeito desse assunto.

Os preconceituosos foram inteligentes ao detectarem os que lhes sao diferentes na face mas nao o suficiente para separar a diferenca que prejudica da diferenca sem malicia.

Existem todo tipo de exemplos destas coisas em todos os lugares. No mundo inteiro as pessoas tinham que reparar cuidadosamente na paisagem, antes de sair das cavernas. Predadores sao conhecidos pela habilidade de misturarem-se aos meios e nao serem detectados. Quem nao tinha a habilidade de identificar as diferencas nao teve chance de passar heranca genetica a nos.

Mas o problema nao existe porque somos tao diferentes uns dos outros. Algumas vezes, ainda no Brasil, eu fui confundido com meus primos. Inclusive nos Estados Unidos e comum pessoas me olharem e pensarem estar diante de um americano de origem europeia. Isso pode parecer loucura. Mas eu pretendo retornar a isso posteriormente. Os meus parentes proximos que me viam constantemente nunca me confundiram com outra pessoa. Mas aqueles que me viam menos sempre cometiam algum erro. Mesmo parentes proximos que me viam pouco faziam isso.

Isso pode ser facilmente verificado por pais de gemeos identicos. Se sao identicos, como se saber suas diferencas? Diferencas minimas sao a resposta. Voce precisa todos os seus sensos em alerta para encontra-las. E esta habilidade todo mundo tem mas tambem podemos ser treinados para apurar nossos sentidos. Dependendo da cultura em que vivemos isso pode ser direcionado para incentivar o preconceito contra os diferentes. Preconceito nao eh uma habilidade natural ou racional. Eh aprendido por defeitos nas culturas.

Talvez, desgotar de algo diferente nao eh um preconceito intencional. Pode ser somente uma reacao natural aprendida nos milenios. O que se transforma em preconceito intencional eh a pessoa comecar a lutar contra a razao. Fazendo uma analogia, quando a pessoa comeca a ver a diferenca na pele do seu vizinho sabendo que isso nao eh nenhum sinal de perigo mas ela se acomoda na primeira impressao, mantendo aceso o sinal de alerta e ate cometendo atos contra o vizinho como se ele realmente estivesse ameacando sua vida ou suas posses.

Todavia, cor da pele eh algo vinculado ao meio. A pessoa tem pele escura por causa da habilidade dela de viver em ambientes quentes, tropicais ou equatoriais. Eh somente uma proteina que quase todos temos a habilidade de produzir. Ela tem o nome de melanina. Ela serve como protetor solar natural. Voce ter a pele mais clara so significa que seus ancestrais viveram por um tempo longo num ambiente menos luminoso. Assim, eles foram forcados pela selecao natural a permitirem uma quantidade maior de luz passar pela pela para que pudessem produzir vitamina D.

O problema eh que `as vezes uma coisa boa leva a certos efeitos colaterais. Se alguem que tem pele clara acompanhada de olhos azuis pensa que isso seja uma grande vantagem, pode tirar o cavalinho da chuva. Olhos azuis significam falta de melanina na iris ocular. Isso nao te atrapalha a visao mas pode causar-lhe cataratas nos olhos, se voce tem a tendencia para esse mal, mais cedo se voce se expuzer muito ao sol.

Se um povo de pele clara estiver sujeito a um ambiente quente por milhares de geracoes e sob a influencia da selecao natural, no final, todo e qualquer descendente dele tera pele mais escura. O mesmo eh verdadeiro para pessoas de pele mais escura que for sujeito a condicoes parecidas ao do Polo Norte. Se eles se recusarem a evoluir numa forma apropriada, eles virarao historia. Assim sera a menos que os de pele escuro encontrem outra fonte de vitamina D, como as pilulas e os de pele clara comecarem a usar bloqueadores solares naturais. Outra alternativa para os de pele clara seria adaptarem-se a ter somente atividade noturna e dormirem durante o dia.

As pessoas preconceituosas tem inteligencia suficiente para perceberem as diferencas mas nao tanto para serem capazes de serem ou fazerem diferente. Posteriormente eu voltarei a esse assunto.

04. O QUE EH SER UM EUROPEU?

Possivelmente, ate os americanos sabem que europeu eh alguem que nasceu na Europa. Mesmo nao sabendo exatamente o que ou onde a Europa eh. Nao falo isso por mim mesmo apenas estou criticando a mim mesmo porque o mundo inteiro conhece a ignorancia geografica americana. Talvez fosse melhor eu chamar este capitulo de: De Onde Surgiram os Europeus? Esta eh uma questao mais interessante.

Primeiro de tudo, nao apenas europeus mas toda a raca humana veio da Africa. Se voce nao acredita nisso e puder provar erro nessa afirmacao, provavelmente ira ganhar o premio Nobel logo depois de tornar publico este seu conhecimento novo.

Algumas vezes vejo pessoas revoltadas contra esta e outras teorias cientificas porque nao gostam ou elas parecem contradizer credos religiosos antigos. Tambem vejo as mesmas pessoas assistindo tv, acreditando que algumas imagens foram geradas no Japao e quase instanteamente podem ser vistas nos Estados Unidos. Tambem tem a capacidade de acreditar em medicos retirando o coracao do seu peito, fazendo nele alguma cirurgia, e reimplantando para que voce tenha uma chance nova de vida. Nao importa. Tudo isso so eh possivel por causa do conhecimento cientifico acumulado pelos cientistas.

Eu sei muito bem que cientistas cometem erros todos os dias. Nao vejo problema nisso. Todos os cometemos. Estao na natureza humana. Isso se torna problema quando alguem os comete e nao aprende nada com isso. E esta eh uma razao de precisarmos que alguns de nos conhecam a Historia Humana melhor para assim, identificando os erros, tentar evitar repeti-los. Um exemplo disso foi que aqui nos Estados Unidos a populacao estava aprendendo a contornar os preconceitos mas parece que essa doenca foi capaz de reinventar ela mesma e esta rapidamente superando a boa vontade de parte da populacao. Agora voltou. E esta mais forte que antes.

Entao, fica muito conveniente acreditar em alguns dizeres cientificos mas nao nisso: todos os humanos tem origem na Africa. Tambem: todo e cada um dos humanos sao parentes proximos uns dos outros. Nao sei o que leva as pessoas a agirem assim mas estou absolutamente certo da presenca de preconceito em decidir negar isso.

Da Africa sairam diversas especies de humanos. Mas todas, exceto pelo Homo Sapiens sapiens, foram extintas. Os cientistas atribuem a nossa permanencia `a nossa abilidade de nos adaptarmos. Adaptacao pode ser traduzida como capacidade em resolver problemas. Nao como na matematica mas eh parecido. Nem sempre isso depende da nossa vontade. Por exemplo, isso acontece quando encontramos uma situacao de epidemia quando uma nova doenca elimina a maioria mas alguns sobrevivem porque eles tem uma defesa natural contra o agente em questao.

Assim, os sobreviventes transmitem para sua descendencia essa capacidade. Temos muitos exemplos de adaptacoes na pessoa humana. Nos vivemos em quase todo tipo de clima na Terra e isso so eh possivel porque somos capazes de modificar nossos corpos de acordo com cada ambiente. Mas eh preciso afirmar isso tambem: “Devagar com o andor porque o santo eh de barro.” Sera preciso tomar cuidado para nao se cometer erros. Algumas adaptacoes precisam de tempo para se tornarem efetivas e ninguem esta preparado para todas as mudancas grandes e repentinas.

Voltemos entao ao nosso assunto. Da Africa nos viemos. E alguns migraram para uma area entre os Mares Negro e Caspio. Esta regiao eh chamada de Caucaso. E este primeiro grupo de pessoas que morou la foi chamada caucasiana. O caucasiano multiplicou-se ali e, possivelmente, nas adjacencias ate 75.000 anos atras. Por volta dessa data eh bem conhecido que um supervulcao entrou em erupcao na Indonesia. Cientistas nao estao certos se so isso ou mais alguma coisa foi responsavel por comecar a nova Era Glacial.

A teoria cientifica diz que, o supervulcao entrou em erupcao e lancou tanta poeira e gas na atmosfera que isso bloqueou uma parte da luz solar. E esta poluicao ficou la por um tempo suficiente para baixar as temperaturas medias na Terra por alguns anos. E isso induziu a natureza a continuar produzindo neve sem derrete-la. Quando a atmosfera voltou a ficar limpa a luz solar voltou mas ela era refletida pela superficie branca maior da Terra. Nos sabemos que superficies brancas refletem luz e escuras absorvem. Entao a Terra entrou num ciclo vicioso sem retorno.

Quanto mais a temperatura caia mais neve vinha. Maior ficava a superficie branca. Mais luz solar era refletida. Ai os invernos ficaram maiores e mais frios. Desde 70.000 anos atras, os cientistas podem detectar o sinal claro de que a Terra estava de novo em nova Era Glacial. Ciclos de menores e maiores temperaturas deixam sinais na paisagem terrestre.

Nosso planeta funciona exatamente como num livro onde as paginas sao as camadas de sedimentos. Se a gente nao retirar a poeira de nossa casa por um ano a gente pode imaginar aonde isso vai levar. A Terra funciona da mesma maneira. O que acontece na superficie por milhares de anos eh transformado em sedimentos nos fundos dos lagos e oceanos. Se isso ficar por muito tempo sob pressao pode ficar duro como pedra. E as camadas podem ser distinguidas umas das outras dependendo do clima em que foram formadas. E o tempo em que foram formadas pode ser medido por atomos presentes no material.

Entao, `a medida que o planeta esfriava menos alimentos ficaram disponiveis para os animais, incluindo humanos. Nos estivemos a um passo da extincao. Um cientista disse uma vez que eles tinham calculado em cerca de 1.500 pessoas vivas pouco tempo depois da erupcao do supervulcao. Agora, alguns animais selvagens estao retornando dessa condicao com a ajuda de fundacoes de protecao aos animais. Humanos nao tinham a quem recorrer senao `a sua propria adaptabilidade. Mas tambem usaram inteligencia.

Agora voce precisa tirar uma boa licao disso. Naquele tempo nos tinhamos pelo menos duas linhagenes de Homo Sapiens sapiens, uma o africano e outra o caucasiano, debatendo-se para manter a especie no cenario terrestre. Mesmo a cultura Neanthertal conseguiu isso, enquanto pode. Isso eh prova de que, alguns de nos, nao importa de qual origem, fomos feitos para ficar. E todos nos que vivemos hoje somos simbolos dessa resistencia herdada de nossos ancestrais.

Contudo, todos nos temos que pensar nisso e tentar responder essa questao simples: se um desastre igual acontecer em nosso tempo como faremos para manter nossas vidas e passar `a nossa descendencia a prova da nossa existencia? Quando isso acontecer de novo, possivelmente, mais de 90% de nos nao sobrevivera. E a unica forma de tentar manter nossos gens por mais um milhao de anos eh aconselhar nossos filhos: misturem-se o maximo possivel e digam o mesmo para seus filhos e netos. Ame a multiplicidade e esqueca qualquer preconceito racial aprendido dos seus ancestrais. Ser racialmente puro eh arriscar-se desnecessariamente.

Ao inves de dizer se, sera melhor dizer: quando o ser humano voltar a uma situacao de quase extincao as primeiras vitimas serao as galinhas de granja. Infelizmente, os cientistas ja sabem que muitos dos desastres imensos que ocorreram no passado voltarao a ocorrer e isso nao eh uma questao de se e sim de quando. Essa resposta ninguem sabe. Quando as galinhas de granja se virem forcadas a viver do que a natureza oferece nao serao capazes de viver por causa das modificacoes que os cientistas fizeram nelas, que as fizeram totalmente dependentes do ser humano. Pode ser que o mesmo aconteca ao proprio ser humano porque agora quase ninguem saberia viver das condicoes naturais. Para piorar, a desordem que a erupcao de um supervulcao traria pode alterar a propria natureza de uma maneira que poucas coisas naturais sobreviverao para manter vida sustentavel.

Veio do Polo Norte um paredao de gelo. Como camadas apos camadas de neve se juntavam, isso ficava pesado demais. Entao, a pressao fez a glaciacao andar na direcao de lugares subtropicais. Em passos de preguicas, ano apos anos apos anos, isso tomou conta da paisagem. Humanos foram inteligentes o suficiente para saber que tinham que buscar abrigos em lugares mais mornos. E eles foram tangidos em direcao ao sul. A populacao se dividiu em grupos que acabaram no Sul da India, provavelmente no Oriente Medio e pelo caminho ate a Penisula Iberica. Isso eh o mesmo que dizer Espanha e Portugal.

Deixem que eu tome por emprestimo a definicao do Webster’s II New Riverside Dictionary – Revised Edition – a definicao de caucasiano: “Eh o estabelecido como classificacao racial humana definida pela cor de pele variando entre branca ate morena que inclui povos nativos da Europa, Norte da Africa, Asia Ocidental e India. – no. 1: Nativo ou habitante do Caucaso. 2: Um membro da classificacao racial caucasiana.”

O que ha de errado na definicao? Primeiramente agora sabemos que humanos nao podem ser classificados por racas. Sim! Para que a gente dividisse humanos em grupos de racas nos precisavamos uma certa quantidade de diferencas acumuladas nalguns grupos sendo isso verificavel em nosso DNA, mas nao temos diferencas suficientes nele. Nos somos parecidos demais, equiparaveis a galinhas de granja. A cor da pele nao pode ser usada em nosso caso. Os caucasianos nao variam a cor da pele de branca a morena. Indo a alguns lugares na India nos podemos verificar que a pele deles varia desde o branco ate ao preto, e nao para no moreno.

Outra “cosita mas”, caucasianos foram os primeiros habitantes da America do Norte e a presenca deles aqui ja foi medida em, pelo menos, 17.000 anos atras. E este foi um dos grandes erros cometidos por cientistas ao longo da Historia. Os mais antigos teorizaram que humanos nao teriam a capacidade de sair da Asia a nao ser a pe e por volta de 7.000 anos atras quando o degelo da Era Glacial produziu uma passagem natural da Russia ate `as Grandes Planicies nos Estados Unidos. Eles tambem levantaram a teoria de que a populacao asiatica foi a primeira a chegar `as Americas porque os europeus no tempo das Grandes Descobertas encontraram apenas asiaticos aqui.

Agora eh largamente conhecido que, muito antes, causianos ja haviam morado aqui. Porem, eh possivel que os caucasianos norte-americanos foram extintos mesmo antes dos asiaticos chegarem. Ninguem sabe ainda ao certo. A fauna gigante que existiu na America do Norte durante a Era Glacial tambem foi extinta. Tigre-dente-de-sabre, mamutes, preguica gigante e tatus do tamanho de um carro viveram na America do Norte enquanto nao veio uma catastrofe que extinguiu a fauna gigante. O que a gente sabe com certeza eh isso: humanos estavam aqui milhares de anos antes da passagem entre Asia e America do Norte ser aberta. Os asiaticos podem ser um deles.

Outro detalhe eh este: as caracteristicas da populacao asiatica comecam a aparecer nos sedimentos apenas de 25.000 anos para ca. O que isso sugere eh que, eles sairam de uma familia caucasiana que primeiro vivia na Mongolia. De la eles multiplicaram e se espalharam atraves da Asia, ilhas do Pacifico e Americas. O Japao eh um bom exemplo da presenca dos dois. Pessoas completamente caucasianas viviam la ate 2.000 anos atras quando os asiaticos chegaram. Inclusive no inicio do seculo XX ainda existia uma populacao pequena de caucasianos la mas ela foi absorvida pelo numero muito maior de pessoas com o visual asiatico.

Mais uma informacao extra. Os primeiros sulamericanos nao foram caucasianos nem asiaticos. Eles pareciam mais com os africanos. Isso eh visto no esqueleto encontrado na cidade de Santa Luzia, Minas Gerais, Brasil. Mais velho que 10.000 anos, esse fossil foi revivido atraves de tecnicas de reconstituicao policial e tinha a fisionomia africana ou aborigene. E se deres uma olhadinha no Mapa Mundi pode imaginar logo: se o gelo estava tao presente no Norte do Globo eh possivel que estivesse mais presente ainda no Sul. Isso porque nao temos terras no Polo Norte e no Polo Sul temos um continente inteiro.

Cientistas mais velhos tendiam a ignorar o quanto humanos sao inventivos. Assim, eles nao gostam de imaginar que ninguem antes de 10.000 anos atras pudesse navegar longas distancias ou usar a beira das geleiras para fazer isso. Mas a beira do gelo do Polo Sul poderia ser muito atrativa para os africanos, por causa da abundancia de alimentos. Na Era Glacial ela estava muito mais proxima da Africa do Sul e as pessoas de la poderiam navegar ate `a beira da calota polar e, indo atras da comida ou por simples acidente, pode ter acabado descobrindo a Australia e a America do Sul.

Mas em umas partes do ano o clima nao era amistoso aos humanos por la, entao, eles tinham que voltar para o norte. E isso poderia explicar como o aborigene chegou `a Australia e ao Brasil. Dai eles andaram muito, muito longe do Polo Sul. Eu indico uma pagina na internet para que possam tirar uma conclusao melhor. Ele eh: http://www.andaman.org/BOOK/chapter54/text-PedraFurada/text-PedraFurada.htm. Trata-se do trabalho da professora Niede Guidon no Brasil. Ali se explica a presenca de sinais de que o ser humano habita a America do Sul desde antes de 36.000 anos atras. Talvez ate 50.000 como a professora acredita.

OBS: Indo diretamente `a pagina acima voce ira encontrar um texto em ingles. Portanto, quem nao conhecer a lingua podera buscar textos similares na Internet. Basta consultar o seu provedor usando o nome da professora Niede Guidon e a localidade Pedra Furada como referencias.

Talvez existam outras possibilidades de como explicar a presenca do ser humana na America do Sul em tempos anteriores que acreditavamos. Pegando o mapa atual voce nao vera exatamente o que era 50.000 anos atras porque as ilhas pequenas eram maiores e o espaco entre continentes eram menores. Mesmo assim a distancia entre eles era grande demais para navega-la em barcos primitivos. Apesar da distancia entre o Nordeste Brasileiro e a Africa Ocidental ser a menor, penso que a viagem via Atlantico Sul eh a mais provavel de ter acontecido porque o gelo poderia servir como referencia do para onde seguir.

Voltemos ao assunto principal desse capitulo. Por volta de 40.000 anos atras, Espanha e Portugal eram os melhores lugares na Europa para pessoas viverem o ano inteiro apesar do frio. O mesmo grupo de pessoas conseguiu transpor o Gilbratar e morar no Norte da Africa. Naquele tempo eles estavam enfrentando o momento mais frio da Era Glacial.

Tinha tanta agua transformada em gelo que a beira da glaciacao na linha de Nova Yorque existia uma muralha com um quilometro e meio de altura. A linha que passa em Nova Yorque passa tambem por Portugal, Espanha, Italia e acima da Grecia. Desde que tinhamos menos agua liquida disponivel, o nivel dos oceanos estava bem abaixo do atual. Entao, nas imediacoes das praias de agora nao tinhamos agua. Para irmos `a praia em alguns casos a gente teria que andar uns 150 quilometros dentro dos mares atuais, no seco.

O Mar Negro nem existia. Isso se deu porque o Mar Mediterraneo estava tao baixo que nao havia comunicacao entre eles. No lugar dele nos tinhamos um volume menor de agua doce. Este era alimentado pelos rios em torno. Como a pressao atmosferica eh maior em lugares mais baixos e isso se traduz em temperaturas mais elevadas, naquele tempo, as margens do Mar Negro poderiam ser um bom lugar para se viver. Tambem, uma parte da terra seca da Europa eh agora o fundo dos mares dela. Entao, sera possivel acharmos provas da existencia de civilizacoes primitivas na pre-historia, bastando cavar os sendimentos nos fundos dos mares.

Dai, entre 40.000 e 13.000 anos atras, europeus viviam somente no sul europeu. Por volta do ano 13.000 atras algo aconteceu e o gelo comecou a derreter. Alguns cientistas pensam que gases congelados no fundo dos oceanos podem ter sido queimados numa erupcao vulcanica menor e o gas foi liberado no Atlantico Norte. Houve uma grande producao de CO2 e este tem a capacidade de absorver calor da luz solar para esquentar a atmosfera. A glaciacao entao comecou a mover-se de volta na direcao do Polo Norte. 10.000 anos atras, a grande familia europeia voltou a migrar. Agora em direcao ao norte.

Agora use a imaginacao e faca as ligacoes. Como as pessoas humanas sao capazes de multiplicar-se como eu disse antes, explicando: um casal tendo 2 filhos que terao 2 outros cada um, ate a 33a. geracao, podendo isso chegar a 8.5 bilhoes em apenas 1.000 anos, entao, voce pode lembrar-se que na Peninsula Iberica os europeus se esconderam por 30.000 anos. O que voce pode esperar disso eh que: O primeiro grupo que chegou la ja era, pelo menos, parente. Mas Espanha e Portugal juntos, mais uma area sob os mares, nao sao tao grandes nem tao pequenos. Este grupo estava organizado como numa tribo.

Depois de algum tempo possivelmente eles fossem milhares, porem, continuavam primos. Como havia multiplicacao eles tem que ter se dividido em outras tribos. Mesmo sendo parentes e primos, faz parte dos seres vivos possuirem alguma variabilidade. Um exemplo pratico disso eh meus pais terem tido 9 filhos. Cada um de nos, mesmo sendo muito parecidos, tem sua diferenca. Eu sou o mais alto de todos. Alguns sao menores. A cor da minha pele lembra europeus e um de meus irmaos eh moreno. Alguns tem cabelo encaracolado e outros ondulados. Alguns tem cabelo escuro e outros castanho, embora estes ultimos fossem loiros quando criancas. Se formos olhar cada parte de nossos corpos veremos combinacoes multiplas.

Entao, imaginemos. Se nossos pais fossem reis e decidissem dividir a nacao em 9 reinos para cada um de nos se tornar novo rei ou rainha. Mais, se para a divisao do reino o rei estabelecer que, as pessoas do reino antigo serao divididas por sua aparencia e os mais parecidos com cada nova rainha ou rei devera segui-los, segundo suas similaridades com cada um dos novos soberanos. Neste caso, os maiores, mais parecidos com europeus, de cabelos ondulados etc me seguiriam. O mesmo aconteceria aos outros.

Imaginem agora se as novas tribos fossem mantidas separadas nao apenas por uma geracao mas por milhares de anos. Eh esperado que nossa descendencia parecesse conosco mesmo mas o que ficaria mais visivel seriam nossas diferencas. Iria ser chocante o reencontro numa reuniao de descendentes. Alguns nunca teriam visto povo tao alto em suas vidas. Outros nunca iriam ter visto povo tao moreno. E como eu disse antes, as diferencas fariam tocar os alarmes em muitos. Lembrem-se, nos fomos condicionados pela natureza a enxergar primeiro as diferencas e fazer uma ligacao delas como sendo aviso de perigo.

Uma parte disso foi exatamente o que aconteceu com os europeus. A Historia nao aconteceu exatamente assim porque a populacao abrigada na Peninsula Iberica ha 10.000 anos atras comecou a mover-se para os lugares mais ao norte mas manteve alguma ligacao cultural entre si. A religiao era parecida; eles faziam encontros em alguns determinados pontos para as festas anuais; nao havia superpopulacao e tinham muita terra a conquistar. Tambem, por volta de 7.000 anos atras a costa atlantica funcionava como uma estrada de comercio livre entre o Norte da Africa ate a Escandinavia. Porem, num determinado momento eles se esqueceram totalmente que eram descendentes do mesmo grupo de pessoas.

Antes que eu me esqueca, a comunidade cientifica ainda nao sabe se houve ou nao trocas geneticas entre caucasianos e outra variedade de humanos que viveram desde o Oriente Medio ate os confins da Europa. Eles sao o povo Neanthertal. `A medida que o caucasiano avancou no territorio europeu esse povo foi desaparecendo. Mas nao se tem evidencias suficientes para dizer-se que houve guerra e o Neanthertal foi extinto. O que as evidencias mostram eh que, em alguns casos, eles residiram ao lado um do outro. Ate existe um esqueleto de uma crianca, de 25-28.000 anos atras, encontrado em Portugal, que parece ser um hibrido dessas duas familias humanas. O europeu pode ter um pouquinho de Neanthertal mas nao o suficiente para alguem afirmar isso ainda.

Mesmo que essa possibilidade seja verdadeira, o que eu escrevi antes continua valido porque por volta de 30.000 atras o Neanthertal tinha desaparecido dos sedimentos. Naquele tempo, a populacao europeia estava chegando por ultimo na Espanha e Portugal. Dai as familias reunidas ali fizeram trocas de material genetico entre elas e todo mundo recebeu a mesma heranca. Alguns podem ter um pouquinho a mais que os outros mas nao o suficiente para fazer alguma diferenca.

O que aconteceu depois eh que eh o problema. As civilizacoes humanas comecaram a desenvolver-se ao redor do mundo. Em varios pontos do Mediterraneo nos tivemos os fenicios ou povo do mar. A Grecia veio depois e deu nome ao restante dos europeus de Keltai. Romanos vieram apos e herdaram o mesmo preconceito introduzindo o nome celtae em sua lingua. Em nossa lingua foi traduzido isso para barbaros.

Por que o nome? So porque os barbaros eram povos mais rurais que urbanos. Eles nao tinham sua Historia escrita. Eles levavam a comida `a boca usando facas e nao colheres e garfos. O povo civilizado jamais cometeria uma barbaridade dessa! Ao contrario, o povo civilizado comecou a caca-los e fazer guerra contra eles. Somente porque os civilizados queriam as terras deles, qualquer outra coisa que eles produzissem, e transforma-los em escravos. Foi com intencao como essa que Roma se tornou a toda poderosa do momento.

Roma tornou-se dona de todas as terras em volta do Mediterraneo tornando-o um lago particular. Ela conquistou ate a Inglaterra. O territorio que corresponde a Inglaterra, Franca, Italia, Portugal, Espanha, Grecia eh um pouco do conquistado por Roma. A maioria dos europeus do Norte nao tinham nada que despertasse a cobica romana, exceto por pessoas para serem escravas. Assim, Roma nao conquistou o Norte Europeu, so fez incursoes la para cacar escravos.

E Roma implantou a Pax Romana. Isso significa que quem estava sob a autoridade romana tinha que seguir sua lideranca ou de outra forma poderia ser apagado da existencia. Sob a lideranca romana voce era obrigado a pagar impostos mas nada recebia em retorno. Roma punha as tropas em suas terras com a desculpa de protege-lo contra invasoes estrangeiras mas os soldados eram mesmo usados para oprimi-lo. Ninguem tinha o direito de ter opiniao diferente.

Apesar de ser assim, numa coisa o governo romano era mais democratico. Qualquer um poderia ter sua religiao desde que ela nao representasse nenhum obstaculo aos interesses de Roma. Ate judeus puderam praticar a religiao deles apesar dessa religiao proibi-los de adorar o imperador. A principio, Roma virou-se conta o cristianismo, tendo ou nao razao para isso, mas depois o imperador Constantino fez do cristianismo a religiao oficial do imperio. Mas isso nao foi para o bem. O que ele queria era que todo mundo fosse submisso a ele proprio e aos seguidores dele.

Dai para adiante o imperio desestruturou. O Cristianismo era dividido em varios credos. Constantino queria uma Igreja que o subsidiasse e queria apagar as diferencas. Para tanto ele ordenou que os bispos fizessem um Concilio em Nicea. Apos o Concilio de Nicea foi proclamado o Credo de Nicea que instituia que todo o Imperio era obrigado a tornar-se cristao e seguir o dogma da Trindade segundo o modelo de Nicea. Os opositores `a crendice de Nicea eram os arianos.

Os arianos receberam esse nome mais ou menos na epoca do Concilio de Nicea porque o representante dessa teologia tinha o nome de Arius. A teologia ariana era mais antiga que Arius e por razoes obvias instituia que existe uma Entidade Superior que nao fora criada. E os primeiros cristaos obviamente sabiam que Jesus era uma criatura concebida por esta Entidade. E isso fica muito claro lendo-se as palavras atribuidas ao proprio Jesus em Joao, 14, 28: “…o Pai eh maior que eu…” Sendo assim, nao adianta a gente querer se enganar dizendo que Jesus e Deus sao a Mesma Pessoa porque nem Deus eh Maior que Ele Proprio.

A teologia ariana foi considerada heretica pelo Concilio de Nicea em 325 mas depois foi reaceita mas isso pode ter contribuido para a queda de Roma. Ate Jesus tinha avisado aos seguidores dele a respeito do reino dividido. O que eu pretendo dizer aqui eh isso: eh super importante permitir opinioes diferentes em nosso meio, desde que todos se respeitem, porque nos podemos ser alertados dos nossos erros por outros. Se todo mundo pensar exatamente igual nunca saberiamos quando fomos errados, nos enganos ou fomos falsos.

Quando voce tenta impor aos outros algo que nao eh essencial voce fara inimigos por acoes que nada lhe valem. Em toda ditadura eh essencial existir um grupo de pessoas que se acredita superior e capaz de decidir as melhores solucoes em nome dos outros. Isso nao passa de empafia, o atribuir a si mesmo o destino dos outros ate sem ouvir ou se abrir ao que os outros tambem desejam.

Entao, antes do ano 381 o arianismo era tolerado e Roma foi administrada por imperadores arianos. Eles ate enviaram sacerdores para ensinar o cristianismo ariano aos povos barbaros extra fronteira do imperio. Mas, naquele tempo, no I Concilio de Constantinopla, o arianismo foi considerado heretico outra vez e os seguidores foram perseguidos. Demais para ser apenas uma mera coincidencia, os barbaros liderados pelos godos invadiram e conquistaram o imperio em 411.

O Imperio Romano foi dividido em 2 partes. Os godos ficaram com a propria Roma mas o Imperio do Leste, com a capital em Constantinopla ou Bizantium continuou. Posteriomente ele foi chamado de Imperio Bizantino.

Os godos dividiram suas conquistas em 2 partes. A Europa Ocidental que inclui o centro e o sul frances mais Espanha e Portugal ficou com os visigodos. A Italia e as areas adjacentes com os ostrogodos. Desde o comeco do governo dos Ostrogodos as coisas nao andaram bem. Eles tentaram conciliar coisas como serem estrangeiros governando outro povo nas proprias terras dos governados. O povo tinha vinculos com Constantinopla que sempre estava tramando contra os ostrogodos. Godos eram arianos e a populacao seguia a orientacao do credo niceano. Eles estavam abertos a entender as opinioes diferentes mas a populacao nao.

Historiadores classificam esse periodo como Idade Media, e algumas vezes como Era da Obscuridade. Os ostrogodos nao permaneceram no poder embora deixaram descendencia que continuou no comando. Os visigodos permaneceram por mais tempo. O esplendor da Roma antiga se foi. Europa tornou-se um lugar de guerras anuais. Cada povo tentando conquistar seu vizinho ou tentando libertar-se do despotismo deles.

Os francos foram outro povo com a mesma origem que os godos na Alemanha mas ja havia algum tempo que viviam no Norte da Franca com autorizacao do Imperio Romano. Eles ate se opuzeram `a invasao dos godos e foram derrotados. Posteriormente esse povo se tornou a maior forca da Europa. Mas houve um acontecimento antes disso.

Muhammad comecou seu ensinamento messianico no Oriente Medio e 100 anos depois o Imperio Muculmano era o maior ja visto. Eles conquistaram desde a India ate o Norte da Africa. Em 711 os visigodos estavam numa guerra de disputa pela sucessao. Os muculmanos nao perderam a oportunidade, cruzaram o Gibraltar e invadiram a Europa desde a Espanha ate a Franca. Imediatamente surgiu a reacao.

Um dos lideres francos foi Charles Martel ou Carlos Martelo. Ele organizou o contra-ataque e teve sucesso em parte. Interceptou o avanco das forcas inimigas e as obrigou a retirarem-se para a Espanha. De la eles nao conseguiram remover o invasor.

Mais tarde, o neto do Carlos Martelo, o Carlos Magno, estava no poder e conquistou toda a Europa Central. Desde a Italia ate a Alemanha. Somente alguns reinos menores ficaram de fora. No tempo dele, o papa em Roma era uma marionete nas maos dos lombardos. Mas Carlos Magno nao era um simples catolico e sim meio fanatico. Assim, ele derrotou os lombardos e se colocou sob a bencao da Igreja Catolica Romana. Em 800 ele foi coroado Imperador do Sagrado Imperio Romano. Essa foi uma tentativa de restaurar o Imperio Romano sob a protecao da Igreja Catolica.

Mas isso nao foi longe. Os barbaros tinham uma tradicao de parcerias. Todos os filhos do rei eram co-reis. E cada um tinha o direito de ficar com uma parte do reino para si mesmo. Em seguida era comum eles fazerem guerra uns contra os outros para reunificar o reino sob um soberano. O melhor que podia acontecer disso era quando eles concordavam em apenas crias novos reinos e nao entrarem em confusao. Dai, com o passar do tempo, a Europa estava mais dividida. Mas o poder de verdade passou para as maos dos papas. Entao, a Igreja Catolica tornou-se o poder dos poderes na Europa.

Carlos Magno foi um rei que alguns quizeram santificar depois de morto. Mas enquanto vivo ele foi capaz de mandar matar 10.000 saxoes porque eles nao aceitavam converter-se do paganismo. Ele eh considerado o pai das monarquias da Franca e Alemanha. Era catolico mas tambem tinha varias esposas. Nao recebeu educacao escolar mas criou o sistema escolar para todos e mandou todos os filhos, inclusives as filhas, estudar. Ele foi mais que uma controversia.

Uma pequena informacao a respeito do reino dele ou do filho, Carlos I, o Piedoso, com utilidade eh que: ele nao foi capaz de reconquistar a Espanha e Portugal e teve sua unica derrota na vida quando estava voltando da Espanha e a retaguarda de suas tropas foram surpreendidas pelos bascos. Mais tarde, Carlos I, o Piedoso reconquistou Barcelona e as imediacoes que se tornaram o reino franco de Aragao.

O que mais temos que mencionar a respeito dos europeus eh isso, eles se esqueceram a respeito de suas origens. Eles se dividiram em familias menores. Deram nome a essas familias de Saxoes, Bretoes, Gauleses, Godos, Lombardos, Bascos, Luzitanos, Francos, Viquingues e outros mais. Eles criaram muitas opressoes de uns para com os outros e exportaram isso atraves da Invasao das Americas e da expoliacao colonial em todos os cantos do globo. Eles recriaram a escravidao e a pioraram. Eles foram capazes de criar a Inquisicao. Exportaram guerras como as napoleonicas e as I e II guerras.

Este capitulo foi feito para apontar algumas coisas ruins feitas pelos europeus. Nao ignoro as boas coisas que fizeram. Mas penso que apontar o mal seja necessario para identificarmos o lado diabolico europeu porque muito do preconceito atual no mundo veio deles e de sua descendencia. Assim, se estes tem algum sentimento de preconceito, pensando que nasceram superiores, estas pessoas preconceituosas precisam ser lembradas do sua heranca ruim. Isso se da porque se a pessoa nao reconhecer sua fraqueza e nao lutar contra ela, a fraqueza acaba se voltando contra a propria pessoa.

05. UM POUQUINHO DE GENEALOGIA EUROPEIA

Ha pouco tempo atras comecei a estudar minha genealogia. Esta eh uma tradicao na familia no Brasil e meu pai servia de inspiracao a toda a familia nisso. Meus estudos comecaram quando das Bodas de Ouro de meus pais. Minha esposa e eu tinhamos acabado de adquirir o green card em novembro de 2001. A gente retornou ao Brasil apos 8 anos sem podermos voltar. Ou melhor, nos poderiamos voltar, o que nao tinhamos era garantias de reentrar nos Estados Unidos. 10 de janeiro de 2002 seria o dia das Bodas.

As comemoracoes foram em dezembro porque 7 de janeiro de 2002 nos tinhamos outras bodas de casamento. Era a festa de 60 anos de tia Odila e tio Eurico. Tambem era o dia de aniversario do meu pai. Entao, nao tinhamos pouco a comemorar!

Tia Odila foi irma do meu pai ate ele morrer em 2003. E a filha dela, Ivania, tinha escrito o livro: ARVORE GENEALOGICA DA FAMILIA COELHO. Nos tinhamos crescido com o livro em casa sem estuda-lo a fundo. Isso nao nos parecia necessario porque a maioria dos dados que estavam la a gente ja conhecia por conhecer as pessoas presentes nas paginas. E se a gente nao tinha conhecido algumas pessoas por elas ja terem morrido antes da gente nascer, elas permaneciam em nossas memorias atraves dos nossos saraus. Penso que posso dizer que eram nossas reunioes em torno da fogueira. A maioria delas eram em casa do meu avo materno ou nas cozinhas dos parentes. Nesse caso, o fogo estava presente nos fogoes a lenha.

Cozinha para nossa grande familia eh um simbolo e um sistema de vida. Pouco interessa se os outros tem um lugar proprio para se reunir. Algumas vezes, o lugar onde nascemos fica bem frio, abaixo dos 20 graus e chegando ao 0. Mas nossas reunioes em torno do fogo faziam a gente esquecer qualquer frio. O calor humano incentivado pelos risos continuos era o que dirigia a nossa conversa. O assunto de sempre eram nossos ancestrais e nossos parentes.

Ai, na casa da tia Odila meu pai teve a ideia de comprar mais exemplares do livro. A tia deu alguns a ele e ele repassou-me um. Eu o trouxe comigo e comecei a estudar os detalhes como nunca tinha feito antes. Em particular o grau de nosso parentesco com quase 90% da populacao da nossa cidade e outras proximas. Porem, faltava ao livro alguns ramos de nossa Arvore Genealogica. Nos a chamamos de Familia Coelho mas o nome nao passa de uma mencao a um de nossos ancestrais que nasceu na metade dos anos 1700.

O ancestral em pessoa era portugues e casado com uma Brasileira. Eles tiveram cinco filhos e somente dois se casaram. Naquele tempo, o estado em que nascemos no Brasil tinha menos de 100 anos em termos de colonizacao de origem europeia. O Estado de Minas Gerais eh o que o proprio nome fala. Eh um lugar enorme, pouca coisa menor que o Texas, com uma corrente montanhosa cujo nome eh Serra do Espinhaco (montanhas em forma de espinha) desde o sul ate ao norte. Foi o lugar onde ouro, prata, ferro, diamantes e muito mais estiveram juntos, enquanto os europeus nao chegaram.

Entao, na primeira metade dos 1700, o Brasil teve sua Corrida do Ouro e Minas Gerais foi o lugar. Por ser colonia, Portugal mandava e tentou bloquear a migracao para la. Portugal queria controlar tudo mas isso nao era facil. A mata dominava tudo. Os rios, exceto por alguns, eram dificeis de navegar. Eles correm nas quatro principais e direcoes intermediarias. Algumas vezes o estado inclusive eh chamado de Caixa d’Agua do Brasil. La eh um dos locais mais altos do Brasil e suas aguas alimentam rios que fazem contato com varios outros estados do Sul e Nordeste Brasileiros. Junte-se a este problemas as muitas doencas tropicais nos locais mais quentes, que eram desconhecidas.

Os europeus, especialmente portugueses e brasileiros das outras capitanias, invadiram o lugar desordenadamente. E eles comecaram a levar escravos para la. Os brasileiros nativos ja estavam la muito antes e se tornaram sujeitos `a escravidao, conversoes forcadas e as indegenas serem usadas para casamentos depois disso.

A nossa genealogia, naquele livro, comeca um pouco depois, quando o ouro ficou escasso e os mineiros comecaram a ser mais fazendeiros que mineiros. O portugues que nos trouxe o sobrenome na familia, o qual muitos de nos continua portando, tinha o nome de Jose Coelho de Magalhaes. Mais tarde eu mencionarei o motivo pelo qual o bicho coelho virou nome de nossa familia. Eh possivel que o avo Jose tenha ficado conhecido pelo apelido de Jose Coelho da Rocha, no final da vida.

Posteriormente fiquei sabendo que a mulher dele, Eugenia Rodrigues Rocha, tambem era chamada de Eugenia Maria da Cruz e era filha de Giuseppe Nicatsi da Rocha e Maria Rodrigues. Giuseppe era meio-a-meio portugues e italiano. Mas ate agora nao sabemos nada a respeito dos ancestrais dele. Maria Rodrigues era brasileira e alguns falam que usava o sobrenome: de Magalhaes Barbalho. Igual em meu nome mas tenho duvidas quanto a isso. Nos temos razoes para duvidar e para acreditar porque o sobrenome Barbalho ja estava presente na area em que ela, provavelmente, nasceu, viveu e faleceu. Mas estou procurando ainda por evidencias para provar como era composto o nome real dela.

O que estou mais interessado agora eh voltar ao assunto que da titulo ao presente capitulo. Nos temos uma tradicao que afirma que o nosso ancestral Jose Coelho de Magalhaes descendia de outro portugues com o nome de Manoel Rodrigues Coelho. O portugues Manoel era rico e amealhou a fortuna dele mineirando ouro e tambem que foi para Minas Gerais nos primeiros momentos da Corrida do Ouro de la. Mas o tempo nao se encaixa na tradicao porque sabemos que os dois nasceram em Portugal. Jose nasceu por volta de 1.750. Manoel entrou para oi servico publico em Ouro Preto, em 1.719. Nessa data ele deveria ter 25 anos ou mais porque ele se tornou tesoureiro da Camara Municipal.

Era muito complicado para um homem naquele tempo com seus 60 anos de idade, rico e correr o risco da viagem oceanica, casar de novo, ter um filho e retornar. Naquele tempo, a probabilidade de vida ou morte numa viagem transatlantica estava na faixa de 50 e 50%. As coisas tinham que ser assim porque temos evidencias que indicam que ele estava no Brasil em dadas posteriores a 1.750. Manoel fez contribuicoes vultosas para a construcao do Santuario de Bom Jesus do Matosinhos, em Congonhas do Campo. Este eh um dos monumentos mais conhecidos do Estado de Minas Gerais e continua sendo um marco no marketing do Estado. Teve sua construcao iniciada em 1.757 e foi terminado por volta de 30 anos depois.

Por tais razoes eu comecei a procurar as origens de nosso ancestral em outras fontes. E encontrei alguem com o mesmo nome, possivelmente da mesma idade, num site da Internet. O nome do site eh geneall.net – Portugal, que recolhe informacoes genealogicas de toda a Europa e outros lugares. Ele ja tem uns 10 anos de idade mas os dados procedem de documentos antigos, talvez, desde quando a atividade de genealogia comecou na Terra. Nao tem tudo mas a quantidade eh suficiente para assombrar uma pessoa comum.

Da Idade Media ou antes dela o que eles tem eh um pouco das chamadas familias nobres. Mas o que eh uma familia nobre? Nao eh nada mais que uma familia comum com titulos. E eu sei porque eh assim. Isso vem desde as nossas origens tribais. Uma tribo eh, necessariamente, um grupo de pessoas com ligacoes familiares proximas. Os cientistas calcularam que os egipcios antigos que construiram as grandes piramides nao passavam de 100.000 pessoas. E o Egito antigo era uma nacao, nao apenas uma tribo.

E, no que eu sei ate agora, eu tenho mais de 100.000 parentes ou mais. Nao. Nao estou falando de pessoas que conheco como parentes mas nao saberia dizer nome dos ancestrais delas. Estou falando apenas dos descendentes diretos dos pioneiros que povoaram as cidades em torno daquela onde nasci. Entao, nos tempos antigos a minha familia seria chamada de nacao, nao apenas familia.

Entre meus parentes existe alguns com bons empregos como funcionarios publicos. Outros tem bons empregos por causa dos diplomas universitarios. Alguns sao comerciantes ricos. Tambem temos os sacerdores e qualquer outro exemplo que se possa dizer, sao pessoas de sucesso. Porem a maioria eh de pessoas comuns. Eh como se diz no Brasil: “Eu tenho pessoas ricas entre meus parentes mas eles nao me conhecem, e tambem pessoas pobres mas nao as conheco.”

Atualmente, se alguem fala que trabalha como ferreiro ninguem liga. Ha 1.000 anos atras esse seria filho das familias mais nobres. Isto foi o que fez a chamada nobreza antes e isso foi passado para os dias de hoje atraves da genealogia. Nobilidade nunca foi exclusividade europeia. Em todos os cantos da Terra a gente teve esse tipo de diferenciacao que separou alguns dos outros. Mesmo que pareca a muitos de nos que na Africa e nas Americas antigas nao existia nobreza, essa impressao nasce da nossa historica ignorancia. Os europeus massacraram todas as culturas nestes continentes e monopolizaram o direito `a nobreza. A acao deles foi facilitada porque a maioria das culturas massacradas nao possuiam escrita.

Nobreza nao significa necessariamente carater nobre. Algumas vezes isso se aplica melhor a aventureirismo, soldados da fortuna ou alguem que busca fortuna e posicao social inexcrupulosamente, como o aventureiro esta definido no dicionario.

A justificativa para a existencia de genealogia nos tempos antigos eram as sucessoes. Precisamos pensar isso melhor. Se alguem era rei e tinha muitos filhos mas apenas um tinha o direito de ser o sucessor, os outros tinham que ficar na reserva e nao eram descartados. Tinham que esperar e ver se o novo rei seria capaz ou nao de ter filhos e se os filhos teriam capacidade de reinar. Mesmo assim, todo mundo continuaria na linha de sucessao para qualquer eventualidade. Precisamos lembrar disso, nao era incomum, numa epidemia ou numa guerra desastrosa, a maioria dos nobres serem mortos. Entao, o primeiro da linha de sucessao seria escolhido pela proximidade de parentesco com o rei morto.

Mas algumas vezes a linha sucessoria nao se quebrava durante geracoes. E os irmaos e irmas do primeiro rei deixavam suas proprias descendencias. No principio, eles eram nomeados para os melhores cargos do governo. Depois, os filhos deles caiam para cargos menores para os filhos dos novos reis serem favorecidos. Os netos caiam ainda mais, a menos que casassem com outra pessoa de status elevado. Mantendo a queda na linha de importancia, cinco ou dez geracoes depois, a maioria da descendencia do primeiro rei poderia nao passar de pessoas comuns. Como comuns eles se casavam com outros comuns. Isso aconteceu com a maioria de nos.

Em alguns casos isso foi o que levou algumas familias a se casar mais com os proprios parentes. No Brasil, por falta de informacao a esse respeito, as pessoas brincam dizendo, isso eh para nao espalhar a fortuna. Mas a intencao era a de nao perder os elos com o sangue real. Por ignorancia, tais familias punham suas descendencias no risco de terem doencas degenerativas.

Bem, voltemos ao assunto de novo! Alguns dos descendentes dos meus ancestrais, Jose Coelho de Magalhaes e Eugenia Rodrigues Rocha estao postos no site geneall.net. Baseado em alguns dados que eu enviei a primeira geracao deles esta tambem postada como descendente do Jose Coelho de Magalhaes, o nobre. Antes o site nao havia postado familia para ele. Mas na realidade eu nao posso ainda afirmar que sejam a mesma pessoa. Mas isso nao eh tao importante. Por que?

Se aquele nobre nao for nosso ancestral tera que ser parente. Nao sendo ele sera outra pessoa ligada `as familias reais que nos passaram muitos sobrenomes que temos em nossa genealogia. Como demonstrei antes, qualquer pessoa nascida ha 1.000 anos antes de nos poderia facilmente ser ancestral de todo mundo vivendo na Terra hoje. Mas porque existiam fronteiras e preconceitos desde mais de 1.000 anos atras, somente um pequeno numero de ancestrais tera que ter gerado a populacao inteira de cada pais de hoje. Este pequeno numero pode ser milhares e ate poucos milhoes. Isso nao importa.

Tomemos um exemplo. 1.000 anos atras, Portugal nao tinha mais de 1.000.000 de pessoas. E la tinha que ter algumas centenas ou alguns milhares de nobres. Apesar de alguma migracao para la ter ocorrido na Historia, isso nao mudou nada porque os imigrados se casaram com nas antigas familias. Entao, o nosso ancestral Jose Coelho de Magalhaes, nascido 750 anos depois, seria uma total anomalia se nao tivesse vinculos familiares com elas. E os sobrenomes dele sao as evidencias mais significantes destes vinculos.

Deve ser muito facil nos sermos, simultaneamente, descendentes de toda e qualquer pessoa que viveu e deixou descendencia em Portugal 1.000 anos atras. Desde que sabemos disso: eh possivel termos mais de 8.5 bilhoes de ancestrais que viveram naquele tempo, nos temos espaco mais que de sobra para sermos descendentes de todo e qualquer portugues da 33a. geracao anterior `a nossa e ainda de uma grande quantidade de africanos e nativos sulamericanos. So nao posso garantir os asiaticos da India ao Japao alem da ilhas do Pacifico e Oceano Indico porque nao temos dados que nos liguem a eles como nossos ancestrais. Baseado em meus calculos, nos temos espaco suficiente para sermos descendentes de toda e qualquer pessoa pobre ou nobre da Peninsula Iberica de 1.000 anos atras, repetidamente, muitas e muitas vezes.

Agora eu preciso fazer um resumo dos principais acontecimentos que fizeram a genetica iberica. Como disse antes, povos, agora e no passado, vivendo na Peninsula Iberica eram descendentes do grupo de caucasianos que se estabeleceram naquela area por volta de 40.000 anos atras. Por volta de 10.000 anos atras alguns se mudaram em direcao ao norte. Ate ao tempo de Jesus Cristo a genetica nao mudou.

O povo que vivia em Portugal era chamado de luzitani. E os primos deles viviam em torno. Eles tiveram influencia da Cultura Celta. E permaneceram celtas com um pouco de influencia grega e cartiginesa. Contudo, estas influencias foram apenas culturais. Nao promoveram mudanca alguma na genetica. Depois que os romanos conquistaram cartago eles resistiram `a influencia romana.

Desde 219 a 19 a.C. os luzitani eram os povos mais agressivos na fronteira romana. Os nativos romanos temiam ser destacados para as proximidades do territorio luzitani. Porem, em 19 a.C., Julio Cesar, com ajuda de traicao, conquistou o territorio. A regiao foi transformada na Provincia Romana Hispania Luzitania. Mas o nome nao durou muito por causa das diferencas entre os habitantes dos dois territorios. Ai a provincia virou duas, Hispania e Luzitania.

Um fato curioso aconteceu em torno de 70 d.C. Depois de uma repressao violenta da primeira revolta judia em Israel, os romanos deportaram parte do povo de Israel para a Peninsula. Eles proprios se denominaram Safardins que significava que agora estavam vivendo muito longe de casa. Agora imaginem, se 1.000 anos eh tempo suficiente para um casal deixar tantos descendentes, os judeus que chegaram primeiro tiveram quase 1.000 anos para se tornarem ancestrais dos nossos ancestrais que nasceram 1.000 anos antes de nos. E nao eram apenas um casal, eram, pelo menos, alguns milhares.

Mas o numero deles era pequeno comparando-se com o total da populacao vivendo na Peninsula Iberica que poderia ser em torno de 300.000 pessoas. E os judeus se multiplicaram de duas maneiras. Casando-se entre si e convertendo os celtas pagaos iberianos. Dessa forma, a comunidade judia tornou-se parte importante na vida iberiana. Apesar disso, a presenca dela nao mudou muito a genetica da populacao como um todo.

Outra influencia significante veio por volta de 400 anos depois. Com a invasao do Imperio Romano pelos godos, a Peninsula Iberica tambem foi conquistada. Com os godos veio um povo chamado suevi ou suebi. Eles se instalaram na costa atlantica norte de Portugal e Espanha. Fundaram o primeiro reino medieval verdadeiro la com o nome de Gaelecia. Eles haveriam que ser loiros porque posteriormente a palavra galego em portugues virou sinonimo de loiro.

Nao sei qual foi exatamente o impacto genetico deles na genetica iberiana. Mas alguns afirmam que os godos e os aliados deles contavam cerca de 10% da populacao local. Se for assim, o impacto nao foi nem grande nem insignificante. Os iberos ja tinham longa tradicao de cultura romana e eram cristaos catolicos desde o reino de Constantino. E o povo suevo foi absorvido por essa cultura. O reino dos suevos durou por uns 200 anos ate ser conquistado pelos visigodos, perto do ano 700.

Mais duas informacoes interessantes. Tem que ter sido antes desse tempo que houve uma migracao da area da Gaelecia para povoar a Irlanda e algumas partes proximas na Inglaterra e Escocia. Essa migracao tem que ter acontecido antes da conversao ao catolicismo porque Irlanda e as outras partes povoadas permaneceram culturalmente celtas. Os modernos estudos de DNA demonstram que os irlandeses e ingleses sao os parentes mais proximos dos portugueses e espanhois em toda a Europa. Geneticamente eles sao primos. E o povo loiro da Gaelecia antiga tambem mudou-se em grande numero para o Brasil no tempo da Corrida do Ouro (Ciclo do Ouro), em Minas Gerais nos anos 1.700.

Em 711 os muculmanos conquistaram a Peninsula Iberica quase toda. Depois eu tenho que voltar a esse assunto porque o que eles nao conquistaram foi uma pequena parte com os nomes de Cantabria e Asturias. La tem um terreno montanhoso que vem dos Pirineus passando pelo Norte da Espanha. Ali, Pelagio das Asturias e Pedro da Cantabria foram capazes de iniciar a resistencia que terminou em 1.496 com a expulsao dos muculmanos de volta para Africa.

Tambem as invasoes muculmanas nao fizeram diferenca genetica na Peninsula Iberica porque os arabes eram em pequeno numero em comparacao com o tamanho do Imperio conquistado por eles. A forma como fizeram suas conquistas foi invadir um territorio e oferecer conversao `a populacao. Depois eles treinavam o povo em religiao e armas. Formado o novo exercito que era liderado por um pequeno numero de arabes eles partiam para nova conquista. O que eles levaram para a Peninsula foram os mouros. Os mouros eram antigos habitantes do Norte da Africa em coneccao com Gibraltar. Eram povos caucasianos que cruzaram o Gibraltar na ultima Idade do Gelo e eram parentes proximos dos europeus.

Porem havia um pequeno numero de arabes presentes. E eles legaram mais que palavras nas linguas espanhola e portuguesa. Eles tambem legaram componentes culturais e geneticos. Nao tanto para que possamos dizer que sejamos arabes mas o suficiente para dizermos que somos primos distantes.

As ultimas contribuicoes geneticas que os ibericos receberam vieram da propria Europa. Durante o periodo chamado Reconquista, que durou 500 anos para Portugal e quase 800 para Espanha, logo depois dos cristaos reconquistarem cada parte do territorio eles convidavam outros europeus para migrarem para la. Isso foi chamado pelo nome de repovoamento. Entao, pessoas da Holanda e da Bourgonha tambem fizeram parte da nossa mistura genetica.

Estatisticamente falando, uma parte da populacao europeia de hoje tem uma pequena contribuicao genetica de africanos subsaarianos e asiaticos de diversas partes do globo.

Dito isso, posso voltar aos meus ancestrais. Assim, mergulhei fundo na genealogia do Jose Coelho de Magalhaes que encontrei primeiro no sitio geneall.net – Portugal, mais do que certo de que, se ele nao for nosso ancestral, os ancestrais dele o sao. E disso eu aprendi certas coisas que gostaria de repassar a quem quer que esteja interessado no que escrevo. Porei aqui uma sequencia de ancestrais que ele teve. Comecarei do casal mais velho, que serao os pais da primeira pessoa abaixo deles. Isso ira continuar ate encontrarmos o Pedro, duque da Cantabria.

Graciano, o Velho – esposa desconhecida
Valentiniano I, imperador do Ocidente – Justina
Gala – Theodosio I, imperador de Roma
Gala Placida – Ataulfo (rei)
Theodorico (rei) – Flavia Gala Placida
Theodorico I (rei) – esposa desconhecida
Eurico I Balthes (rei) – Ragnahild
Alarico II Balthes (rei) – Theodegota dos Ostrogodos
Amalric I Balthes (rei) – Clothilde de France
Leovigildo da Septmania Balthes – Theodosia de Cartagena
Hermenegildo II Balthes – Ingunda d’Austrasia
Antanagildo Balthes – esposa desconhecida
Adrebasto Balthes – esposa desconhecida
Ervigio Balthes – Liubigotona Balthes
Pedro, duque da Cantabria – esposa desconhecida

Por esta linhagem a gente pode observar cruzamentos interessantes. Um exemplo eh a Clotilde da Franca que foi filha do Clovis, o rei dos francos. A mae dela era a Santa Clotilda da Bourgonha. Entao, os poderosos do final do Imperio Romano e do comeco da Idade Media tornaram-se da maioria das familias reais governantes do Periodo Medieval na Europa.

Temos muitas outras linhagens cruzando ai mas estou limitando a essa para nao ficar confuso. Pedro, como o titulo fala, foi o duque da Cantabria. E daquele territorio ele liderou a resistencia.

Outro lider foi o Pelagio. Nao temos a ascendencia dele mas ele provinha de familias nobres porque ele foi pego como refem pelas forcas muculmanas. Ele conseguiu escapar e juntar outro grupo de resistencia com patricios das Asturias. Pelagio foi pai de um filho mas este foi morto por um urso numa cerimonia de passagem para adulto. Era uma tradicao antiga que os lideres eram submetidos. Por isso a filha dele, Ermesinda das Asturias tornou-se a herdeira.

Pedro da Cantabria tinha um herdeiro chamado Alfonso. Alfonso casou-se com Ermesinda e virou Alfonso I, Rei das Asturias. Desde entao o nome Cantabria desaparece dos dados e os reinos foram unidos. Eles tiveram um herdeiro que virou rei sob o nome de Alfonso II. Alfonso II se tornou o rei mais celebrado pelos cristaos da Peninsula Iberia daquele tempo. Ele foi chamado de o Casto porque nao se casou e foi inteirmante dedicado `a causa crista da reconquista.

O reino dele durou 52 anos. Alguns dizem que ele transformou uma vasta area entre as Asturias e o norte do territorio muculmano no sul num deserto de pessoas viventes. Outros afirmam que isso aconteceu por causa da peste. O importante foi o resultado disso. As Asturias foram um reino pequeno demais para sobreviver `a superioridade muculmana. Assim, o deserto deu tempo para o reino ganhar mais populacao.

Um evento foi a chave para a salvacao do reino. Encontraram uma cova e a identificaram como sendo de Sao Tiago, o Menor. Sao Tiago, conhecido pelo nome ingles de James ou outras linguagens como Lago e Iago foi o Apostolo de Jesus. A lenda diz que ele foi o primeiro cristao a ensinar o cristianismo na Espanha. Depois ele voltou para Jerusalem e foi decaptado pelo rei Herodes Antipas. Os seguidores dele levaram o corpo de volta para Espanha e o enterraram la.

Depois da identificacao da cova em Compostela (Campo das Estrelas) isso virou um centro famoso de peregrinacao. Cristaos de todos os cantos da Europa comecaram a visitacao e sentir algo magico. Os Caminhos de Santiago de Compostela tem uma extensao de uns 800 quilometros. E os penitentes tinham que percorre-los a pe. Depois da experiencia eles faziam votos de defender a terra e faziam doacoes que ajudavam na Reconquista. A lenda inclusive afirma que Sao Tiago em pessoa veio do ceu num cavalo e armadura resplandecentes para lutar ao lado dos cristaos.

Os Caminhos de Santiago de Compostela foram percorridos pelo escritor brasileiro mais famoso da atualidade, Paulo Coelho. Ele atribuiu sua carreira como escritor de livros a essa passagem da vida dele. Mas eu nao tenho a minima ideia se o Coelho dele tem algo haver com algum conhecido meu.

Alfonso II nao teve herdeiros. Assim, a linhagem sucessoria foi produzida pelo irmao dele, Froila, que recebeu o privilegio. Dai a sequencia passou a ser essa:

725 Froila I – Munia Froilaz
743 Froila das Asturias – esposa desconhecida
760 Bermudo, principe das Asturias – Ursina Muniadona de Coimbra
780 Ramiro I, rei das Asturias – Paterna de Castela
800 Ordonho I, rei das Asturias – Munadona de Vierzo
838 Alfonso III, rei das Asturias – Ximena Garcez, de Pamplona
860 Ordonho II, rei das Arturias – Elvira Mendes de Portugal
900 Ramiro II, rei de Leon – Onega?…

Como se pode ver, as linhagens que estou apresentando sao somente paternais. Quase sempre dos primogenitos dos reis. Mas se qualquer um se interessar por essa genealogia pode ir ao geneall.net – Portugal e dar uma olhadinha nos ancestrais das maes que aparecem. Elas pertencem a familias nobres e a maioria era da Peninsula Iberica. Desde aquele tempo ja existia certo preconceito contra os iberos. Eles eram concebidos como sendo barbaros cuja unica atividade civilizada foi fazer aco e ferramentas dele.

Alfonso III eh mentor de uma importante passagem na retomada de Portugal. Ele foi o rei que comissionou Vimara Peres na retomada do Norte do pais. Vimara eh o heroi portugues daquele tempo. Ele dominou o territorio entre os Rios Minho, ao Norte, e Douro, ao Sul. Ele construiu fortificacoes que viraram uma vila chamada Vimaranes em homenagem a ele proprio. Ele recebeu o titulo de conde, e o titulo virou hereditario. Alguns dizem que em outras monarquias europeias o titulo dele seria duque. O nome Vimaranes tambem foi modificado para Guimaraes. Assim surgiu o nome de familia e, provavelmente, todos que o tem no nome sao descendentes de Vimara Peres.

Mais tarde um descendente de Vimara, Nuno Vimaranes, tentou libertar Portugal do dominio do Reino da Galicia mas ele foi morto na batalha.

Ramiro II foi um guerreiro tenaz contra os muculmanos. Eles o chamavam de “El Diablo” (O Demonio). O reino dele coincide com o de um lider famoso do lado muculmano. O nome dele era Adb al Rahman III ibn Muhammad, o Grande. Nos podemos ver detalhes interessantes desse periodo no video produzido e distribuido pela PBS HOME VIDEO. No site http://www.pbs.org a gente pode buscar: ISLAM, EMPIRE OF FAITH. O que mais chama atencao eh a comparacao entre a Europa do Norte, representada pelo dominio cristao, e a Peninsula Iberica islamica. Foi dito que, uma irma conheceu a beleza e higiene na Espanha islamica e ela nao teve duvida em dizer: “Eh como comparar escuridao e luz.”

Adb al Rahman III foi capaz de conciliar as tres fes diferentes sob seu dominio. Judeus, cristaos e muculmanos serviam a ele em todos os aspectos como iguais. Mas ele confrontou uma oposicao ferrenha dos proprios correligionarios. Eles se sentiam negligenciados e mesmo o reino dele tendo sido de grande progresso em termos de renascimento cultural tambem foi um constante campo de batalhas.

Apesar da rivalidade entre as fes, Ramiro II e Adb al Rahman III concordaram no casamento do filho do Ramiro com uma prima do Adb. Assim, o casamento de Lovesendo Ramires e Zayra ibn Zayda foi tratado para levar paz entre os dois povos. E eu vou postar um pouco mais da genealogia deles. Com respeito a Zayra e Adb al Rahman III se pode seguir a ascendencia deles no site mencionado acima. Eles sao descendentes diretos do proprio profeta Muhammad. O que se segue eh um pouco da descendencia deles:

940 Lovesendo Ramires – Zayra ibn Zayda
960 Aboazar Lovesendes – Unisco Godinhes
980 Ermigio Aboazar – Vivili Turtezendes
1.000 Toda Ermiges – Egas Moniz de Ribadouro, Senhor de Ribadouro
1.020 Ermigio Viegas, Senhor de Ribadouro – Unisco Pais
1.050 Monio Ermiges, Senhor de Ribadouro – Ouroana
1.080 Egas Moniz, o Aio – Dordia Pais Azevedo
Lourenco Viegas – Maria Gomes de Pombeiro
1.135 Egas Lourenco (Coelho) – Esposa desconhecida, de Pombeiro
1.160 Soeiro Viegas Coelho – Mor Mendes de Gandarei

Ai temos uma sequencia interessante. Atraves de uma mulher, Toda Ermiges, o sangue real foi passado `a familia que dominava a regiao chamada de Ribadouro. O que o nome significa eh, Acima do Rio Douro e a familia residia ao Norte do Rio Douro. Toda Ermiges foi uma das bisavos de Egas Moniz, o Aio. Na lingua portuguesa o Aio parece significar masculino de baba (aia). O apelido dado a Egas Moniz se deve a ele ter aceitado ser mentor do Afonso Henriques que depois veio a se tornar o primeiro rei de Portugal.

Na sequencia, ele se tornou avo do Egas Lourenco Coelho. Alguns autores falam que, Egas Lourenco foi o primeiro a usar o sobrenome Coelho. Isto teria acontecido porque ele foi dono de uma propriedade chamada de Quinta da Coelha. Mas isso nao parece ser verdade porque ele nao passou o nome para a descendencia.

Porem, o filho dele passou. E a razao pela qual o filho, Soeiro, passou a usar o nome teve origem na luta da Reconquista. Alguem contou vantagem dele ao rei dizendo que era capaz de penetrar a retaguarda inimiga sem ser notado, como se passasse por tocas de coelhos. Dai ele adotou o nome Coelho e o passou aos filhos. E eh por isso que o bicho coelho virou sobrenome de nossa familia.

Outra linhagem importante deixada pelos reis das Asturias eh esta:

900 Ramiro II, rei das Asturias – Ausenda Guterres de Coimbra
925 Ordonho III, rei de Leon – Elvira Pais Daza
956 Bermudo II, rei de Leon – Elvira Garcez de Castela
994 Alfonso V, rei de Leon – Elvira Mendes, condessa soberana de Portugal
1.015 Sancha, herdeira de Leon – Fernando Magno, rei de Castela
1.039 Alfonso VI, rei de Castela – Ximena Moniz
Teresa de Leon, condessa de Portugal – Henry da Bourgonha

Teresa, condessa de Portugal, como Egas Moniz, o Aio, era descendente do rei Ramiro II que era descendente de Pedro e Pelagio. E o pai dela, Alfonso VI, mandou uma mensagem a todas as familias nobres da Europa, prometendo riquezas e ate a mao das filhas dele em casamento para aqueles que desejassem ajuda-lo na luta contra os mouros. Henry, que era filho do Henry, duque da Bourgonha e outros aceitaram o desafio. Alfonso VI manteve a palavra e casou a Teresa com o Henry. Eles tiveram varios filhos e filhas.

Um dos filhos foi batizado com o nome de Afonso, filho do Henry ou Afonso Henriques como esta na Historia de Portugal. E foi para essa crianca que o Egas Moniz prometeu ao pai dela ser o mentor. Depois que o Henry da Bourgonha faleceu, a mulher dele, Teresa, teve outro homem e talvez tenha sido essa razao que levou o Afonso Henriques a comecar a rebeliao para tentar separar Portugal do Reino de Leon.

Na primeira tentativa ele falhou. Como mentor dele, Egas Moniz deu a palavra ao rei Alfonso VII, garantindo que Afonso Henriques nao iria tentar de novo. Mas ele tentou e conseguiu. E isso foi dito depois: o mentor saiu de Portugal indo ate `a Cidade de Leon com uma canga no pescoco, em companhia de todos os descendentes para oferecer as vidas deles por causa da palavra quebrada. Vendo tal gesto de nobreza, o rei concedeu perdao a ele e mais riquezas. Ninguem sabe o que aconteceu realmente mas penso que ele deu a palavra em primeiro lugar para dar tempo ao Afonso Henriques para reorganizar seu exercito para ter uma segunda chance de vencer o exercito da propria mae. Porem, eh dificil acreditar que, Egas Moniz, tenha sido tao louco a ponto de jogar com sua propria vida e da familia assim. Ele, provavelmente, foi sincero em tudo.

A proxima sequencia genealogica comeca no rei Afonso Henriques.

1.109 D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal – Mafalda da Savoia
1.154 D. Sancho I, rei de Portugal – Dulce de Barcelona
1.185 D. Afonso II, rei de Portugal – Urraca de Castela
1.210 D. Afonso III, rei de Portugal – Maria Peres de Enxara
1.260 D. Afonso Dinis – Maria Pais Ribeiro
1,305 D. Diogo Afonso de Sousa – Violante Lopes Pacheco
1.330 D. Alvaro Dias de Sousa – Maria Teles de Menezes
1.350 D. Lopo Dias de Sousa – Maria Ribeiro
1.370 Violante de Sousa – Rui Vasques Ribeiro
1.410 Pedro (ou Rodrigo) Ribeiro de Vasconcelos – esposa desconhecida
1.440 Francisco Queiroz Ribeiro de Vasconcelos – Maria Goncalves
1.470 Isabel Francisca de Queiroz – Diogo Anes Ribeiro de Vasconcelos
1.495 Manuel Dias Ribeiro de Vasconcelos – Joana Ferreira
1.525 Violante de Freitas, a Mentirosa – Lancarote Pinto
1.550 Simeao Pinto Machado – Ana da Mesquita
Antonio Pinto de Mesquita – Maria de Lemos
Simao Pinto de Mesquita – Maria Barbosa
Antonio Pinto de Mesquita – Angela Vieira de Seixas
Bernardo Antonio Pinto de Mesquita – Ana Josefa de Magalhaes Pinto
1.750 Jose Coelho de Magalhaes – (?) Eugenia Rodrigues Rocha

Novamente, nao posso afirmar, sem duvida, que este Jose Coelho de Magalhaes eh realmente meu pentavo e ancestral de minha familia. Mas, se nao for, algum outro sera e a linhagem deste tera uma ligacao com os aqui mostrados. Com certeza seria uma impossibilidade matematica se nao for assim. Eu nao aposto minha vida na hipotese dessa ser a linhagem. Ninguem precisa fazer isso. Infelizmente, a maioria de nos nao sabe a linhagem de onde veio mas todo mundo tem la suas linhagens de sangue real. Isto eh um clube que nao exige exclusividade alguma.

Uma figura historica importante dessa linhagem que gostaria de mencionar eh D. Afonso III, rei de Portugal. Durante o reino dele, os portugueses reconquistaram as ultimas partes de Portugal nas maos dos mouros. Ele nao era para ser rei porque tinha um irmao mais velho que se tornou o rei Sancho II. Porem, Sancho II nao queria ficar submisso `a poderosa Igreja Catolica e ela ordenou a saida dele do trono. Afonso III foi surpreendido com a decisao onde ele se tornou inesperadamente o numero um em Portugal.

D. Afonso III foi quem completou a Reconquista quando tomou Algarves e a Cidade do Faro que fazem parte do Sul de Portugal e proximos ao Gibraltar. Para Portugal, o governo dele representa uma reviravolta no que fora antes. Tomemos este extrato da Wikipedia como exemplo: “Afonso III deu atencao especial ao que a classe media, compostas por comerciantes e pequenos fazendeiros diziam. Em 1.254, na Cidade de leiria, ele realizou a primeira sessao das Cortes, que foi uma Assembleia Geral composta de nobres, classe media e representantes das cidades. Tambem fez leis com a intencao de proibir as classes altas de aproveitarem da fragilidade das classes mais pobres. Lembrado como um legislador notavel, Afonso III fundou varias cidades, emancipou distritos e reorganizou o servico publico.” Ele foi o criador do Parlamentarismo muito antes disso ter ficado conhecido como sistema de governo.

Igual a outros reis do seu tempo, Afonso III tinha mulheres e concubinas. Uma das concubinas foi Madragana, depois rebatizada por Mor Afonso. Temos informacoes interessantes a respeito dela. Em primeiro lugar, ela era filha do prefeito do Faro. E eles eram judeus. Penso que isso seja interessante porque sabemos que todas as pessoas com ligacoes genealogicas com a Peninsula Iberica sao provavelmente descendente de judeus por causa dos judeus que foram levados pelos romanos desde 70 d.C. Porem eh quase impossivel ter dados que mostrem isso. Por outro lado, nao eh tao dificil achar essa heranca atraves da ascendencia nela e outros. Atraves dela, personalidades de hoje como a Rainha Elizabeth II, da Inglaterra, sao, comprovadamente, descendentes de judeus tanto quanto descendentes de arabes atraves da Zayra ibn Zayda, a nora do Ramiro II, rei das Asturias.

Estou devendo a voces porque comecei a mostrar uma linhagem Coelho da qual minha familia herdou este nome importante. A linhagem posta acima que termina no nosso suposto ancestral Jose Coelho de Magalhaes tem varias ligacoes com o primeiro dos Coelho, Soeiro Viegas Coelho. O ancestral mais proximo a usar o sobrenome Coelho foi o avo materno. Eu mostrarei outra sequencia genealogica tomando a direcao contraria, dos mais novos para os mais velhos. Comecarei com meu ancestral e o casal abaixo da linha dele serao seus pais. A proxima linha estarao os avos e assim por diante.

1.750 Jose Coelho de Magalhaes – (?) Eugenia Rodrigues Rocha
Ana Josefa de Magalhaes Pinto – Bernardo Antonio Pinto da Mesquita
Joao de Magalhaes Coelho – Isabel Maria Pinto
Jeronimo Ribeiro – Maria Teixeira de Seixas
Domingos Coelho de Magalhaes – Antonia Ribeiro
Isabel Pinto de Magalhaes – Belchior Dias
Ana Coelho – Gregorio Magalhaes de Azevedo
Fernando Coelho – Violante Pinto
1.450 Diogo Coelho de Sampaio – Isabel Sampaio
Rodrigo de Sao Paio Coelho – esposa desconhecida
1.370 Fernao Coelho – Catarina de Freitas
1.340 Goncalo Pires Coelho – Maria Silva
1.320 Pero Esteves Coelho – D. Aldonca Vasques Pereira
1.290 Estevao Coelho – Maria Mendes Petite
1.260 Pero Anes Coelho – D. Margarida Esteves
1.200 Joao Soares Coelho – Maria Fernandes
1.160 Soeiro Viegas Coelho – Mor Mendes Gandarei

Deste ponto em diante a gente pode ligar o Soeiro Viegas Coelho com ele proprio na segunda linhagem apresentada neste capitulo. O que se pode ver no geneall.net – Portugal eh isso: muitas das pessoas dessa linhagem tem parentesco umas com as outras. O sitio nos da um recurso que facilita encontrar isso. Quando alguem eh descendente de certos reis, recebe uma bolinha debaixo do nome. Cores diferentes representam cada rei. Apontando a seta do computador para a bola fara aparecer o nome dele. Assim fica facil seguir algumas linhagens. Algumas vezes voce encontra pai e mae identificados com a mesma bolinha e precisa decidir qual deles buscar primeiro. Boa ideia eh voce escrever num papel a linhagem que voce esta buscando. Se voce precisar voltar sera mais facil para nao se perder.

Agora eu preciso justificar o titulo deste capitulo. O nome menciona genealogia europeia, nao apenas ibera. A razao para eu falar especificamente de Portugal eh tao somente porque eu estou melhor familiarizado com sua Historia e genealogia. Se eu tivesse tomado qualquer outro pais europeu como exemplo, inclusive o menor de todos, os resultados poderiam ser quase iguais porque as familias reais de la tem seus principais ancestrais nas mesmas linhagens. Elas sao apenas a mesma familia porque o tempo todo elas trocavam noivas e noivos e nao eram nada diferentes de um bando de galinhas de granja.

Na segunda sequencia genealogica acima eu postei apenas alguns reis de Portugal porque nao identifiquei outros alem de D. Dinis, filho de Afonso III e tambem rei de Portugal, como meu ancestral. Nao se confunda com o nome Afonso Dinis, tambem filho de Afonso III, mas nao rei. Nao precisamos ter uma lista extensa de reis ancestrais para sermos parentes do resto todo. Podemos pegar a mae do Afonso II, Urraca, princesa de Castela, como exemplo para mostras as ligacoes. Vamos pegar uma sequencia genealogica a partir dela:

Urraca, princesa de Castela – Afonso II, rei de Portugal
Eleanor Plantagenet, princesa da Inglaterra – Alfonso VIII, rei de Castela
Henry II, rei da Inglaterra – Eleonor d’Aquitaine
Matilda, rainha da Inglaterra – Godefroy V Plantagenet, conde d’Anjou
Henry I, rei da Inglaterra – Santa Mathilda, pricesa da Escocia
William I, o Conquistador, rei da Inglaterra – Mathilde de Flandres
Robert I, duque da Normandia – Herleva da Falesia
Richard II, duque da Normandia – Judith da Bretanha
Richard I, conde da Normandia – Gunnor, princesa da Dinamarca

Olhando essa sequencia genealogica podemos fazer muitas ligacoes no mapa europeu. Somente para que saibam, a mae da Urraca, Eleanor Plantagenet, era irma do Ricardo Coracao de Leao. Qualquer um que conheca um pouco de Historia tera visto muito mais que uma sequencia genealogica nessa lista. Eh mais. Eh a propria Historia em cada nome e titulo. Na proxima sequencia comerei a partir da Judith da Bretanha. Segue entao:

Judith da Bretanha – Richard II, duque da Normandia
Ermengarda d’Anjou – Connon I, duque da Bretanha
Adelaide de Vermandois, senhora de Donzy – Geoffroi I Grisegonelle, conde d”Anjou
Robert I, conde de Vermandois e Troyes – Adelaide Werra da Bourgonha
Herbert II, conde de Vermandois – Luitegarde ou Adelia da Franca
Herbert I, conde de Vermandois – Berthe de Morvois
Pepino II, conde de Vermandois – Rothaeide de Bobbio
Bernardo, rei da Italia – Conegonde de Gellome de Toulouse
Pepino I, rei da Italia – Ingeltude d’Autun
Carlos Magno, Imperador do Ocidente – Hildegarde von Vintschgau

Uma lembranca, o nome Normandia significa, homens do norte. Ela foi colonizada por um grupo de Viquingues que desejava se acomodar depois de causarem muito terror `a populacao europeia. Como se pode ver, Judith e Richard II eram avos do William, o Conquistador, que tomou a Inglaterra das maos dos antigos senhores, os reis do Wessex. Os reis do Wessex tambem sao ancestrais das familias reais iberas. Mas nao mostrarei sequencias mostrando isso porque o que temos ja eh suficiente. Pretendo por apenas mais uma sequencia nesse capitulo.

Luitegarde ou Adelia da Franca, esposa do Herbert II, conde de Vermandois, era filha do Robert I, rei da Franca e Adelia de Perthois. Mas o rei Robert I, como era comum `as suas magestades, teve outra esposa com o nome de Beatrice de Vermandois. Assim, eu porei mais uma sequencia para mostrar algo que parece coincidencia mas nao eh. Vejamos:

Robert I, rei da Franca – Beatrice de Vermandois
Hugo, o Grande, duque da Franca – Heduvige von Sachsen
Hugo I Capet, rei da Franca – Adelaide de Poitou
Robert II, o Piedoso, rei da Franca – Constance d’Arles
Robert I, o Velho, duque da Bourgonha – Helie de Semur
Henri, duque da Bourgonha – Beatriz (?) de Barcelona
Henry da Bourgonha – Teresa de Leon
Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mafalda de Savoia

Entao, nos comecamos nossa viagem a partir da mae do Afonso III, rei de Portugal, Urraca, princesa de Castela, e terminamos nos bisavos dele. Nao porei a sequencia genealogica que mostra isso mas vou mencionar apenas. Mafalda de Savoia, como o nome ja diz, vem da Casa de Savoia, a ultima familia real da Italia. A Casa Real de Savoia eh herdeira do Umberto I Biancamano (Mao Branca), conde de Savoia. A nivel de seus bisavos ele era descendente do Luis III, l’Aveugle, Imperador do Ocidente e Anna de Bizantium. Penso que nem precisa mencionar que o Luiz III era tambem descendente do Carlos Magno. Mas a Anna de Bizantium eh quem nos acrescenta mais Historia.

O titulo dela ja explica, a heranca dela comeca no Imperio Bizantino, passando por Santa Teodora, Imperatriz de Bizatium; Santo Isaac e Santo Narso, reis da Armenia e isso mergulha nos tempos antes de Cristo. Por volta de 500 b.C., dois dos ancestrais dela sao o Xerxes I, rei da Persia e a esposa dele, Ester, a mulher que teve o nome de um livro biblico em homenagem a ela. Depois disso, a heranca da Anna de Bizantium continua mergulhando no tempo e termina numa sequencia de faraos egipcios, incluindo-se ai, Ramses II, o Grande. Mas isso eh grande demais para postar aqui. Atraves da Casa de Savoia, todas as familias reais da Europa sao multiplas vezes descendentes destas figuras historicas.

Muitas outras familias reais europeias surgem como nossas ancestrais mas eu nao quero perder tempo mostrando isso. Posso mencionar alguns como: Aragao, Navarra, Pamplona, Leon, Galicia, Holanda, Hungria, Constantinopla, Alemanha, Russia, Polonia, Austria, Dinamarca, Luxemburgo. Ate do Reino de Jerusalem, o qual nao durou muito e nao passava de um ramo da familia real francesa nos temos ancestrais.

Tambem posso dar exemplos de noivas e noivos da familia real portuguesa que se casaram na alta nobreza do resto da Europa. E eu verifiquei antes se os casamentos resultaram em descendentes porque nos temos muitos casos em que isso nao aconteceu, provavelmente em consequencia da consanguinidade excessiva. Nesse caso nos temos: Berengaria, filha de D. Sancho I e Dulce de Barcelona que se casou com Valdemar II, conde da Dinamarca; D. Afonso, filho do D. Afonso II e Beatriz de Castela, que casou-se com sua prima, Violante Manoel, princesa de Castela. Temos tambem D. Constanca, filha do D. Dinis e Santa Isabel de Aragao, que se casou com o rei Fernando IV, rei de Castela.

Para resumir e permanecer apenas nos primeiros reis de Portugal, nos tivemos o exemplo de D. Maria, filha de D. Afonso IV e Beatriz de Castela, que casou-se com Alfonso IX, rei de Castela. D. Maria e o rei Alfonso IX foram os pais do rei Pedro I de Castela. Pedro teve duas filhas com sua parceira, Maria Padilha. A primeira, Constanza, foi casada com John, o Grande, duque de Lancaster. A segunda, Isabel, casou-se com Edmund de Langley, duque de York. E, numa rapida olhada na genealogia presente no geneall.net – Portugal, pude constatar que o atual duque de Manchester eh um direto descendente desta linhagem.

06. UM FUTURO MELHOR PARA NOSSOS FILHOS E…

Vou fugir um pouquinho `a ordem que estava escrevendo. Isso se da porque gostaria de mostrar algo pratico nos meus estudos.

Essa intervencao vem da observacao de que, praticamente, toda e qualquer pessoa com uma longa Historia genealogica no Ocidente eh descendente das figuras historicas mais importantes de 800 ou mais anos atras. Nao apenas deles mas tambem da maioria da populacao que viveu no tempo delas. Mas o que a genealogia disponivel pode nos mostrar nao passa de quase nada do que eh verdadeiro.

Uma pratica comum era os reis terem suas esposas e concubinas, inclusive quando isso nao acontecia como bigamia porque eles se casaram mais de uma vez apos cada esposa anterior ter falecido. Algumas vezes eles tiveram concubinas paralelas ao casamento oficial ou no intervalo deles. O que eles queriam era ter certeza de terem herdeiros ao trono. Mas o que eh util para nos agora eh saber que, a descendencia paralela deles ganhava uma classificacao de nobreza menor. E quando as geracoes iam passando, essa descendencia se misturava com as pessoas comuns. E, como comuns, seus dados nao foram guardados com cuidado. A propria nobreza menor pensava que tivesse coisas mais importantes a fazer do que se certificar que sua heranca genetica fosse lembrada.

Mas se a gente pegar a descendencia de Carlos Magno como exemplo pode-se assegurar que, desde o mais rico ate ao mais pobre, a maioria das pessoas dos paises ocidentais sao descendentes dele. Alguns do Oriente tambem sao. E, matematicamente, nao eh nenhuma surpresa porque ele viveu ate morrer em 814. Cerca de 1.200 anos atras. E ele teve muitas esposas e concubinas para garantir essa heranca imensa.

Baseado nos meus calculos, qualquer um que tivesse dois filhos poderia facilmente ser ancestral da populacao inteira da Terra hoje, bastando apenas ter nascido por volta de 1.000 anos atras. Apenas recordando, se alguem teve 2 filhos, 4 netos, 8 bisnetos e assim por diante, no final de 1.000 anos, ele ou ela poderia ter mais de 8.5 bilhoes de descendentes. O mais importante de tudo eh isso, nossa populacao de hoje poderia ser, simultaneamente, descendente de toda e qualquer pessoa viva ha 1.000 anos atras, desde que tivessem filhos.

Assim se da porque a possibilidade matematica funciona dos dois lados. No espaco de 1.000 anos qualquer um tem o possibilidade de produzir mais de 8.5 bilhoes de descendentes tanto quanto se pode tambem ser descendente de mais de 8.5 bilhoes de ancestrais. E estou falando apenas a respeito da 33a. depois e da 33a. geracao antes da pessoa. Em 1.000 anos voce nao precisa ter mais de 2 criancas para ser ancestral de mais de 15 bilhoes de pessoas vivas. Isso acontece porque nos podemos fazer a adicao das 31a., 32a. e 33a. geracoes porque serao os avos, pais e filhos.

Eu compreendo. O modelo matematico nao funciona tao bem na vida pratica. Isso se da porque na verdade o casamento entre seus descendentes teriam que ser evitados. Em termos praticos isso eh quase impossivel porque algumas familias passam tempo demais residindo numa area muito pequena. Dai, a descendencia das primeiras pessoas comeca a casar-se uns com os outros, repetidamente. Isso acaba transformando-os num bando de galinhas de granja que ja mencionei. Porem, se apenas um descendente sair do circulo vicioso, que seja ha 300 anos atras, sera o suficiente por ser responsavel por multiplicar a familia grandemente em numero. Neste caso, estou pensando numa pessoa que nao limitou o numero de filhos que teve.

Todavia, inclusive quando os descendentes de alguem mantenham se casando entre si por 1.000 anos, baseado no que foi nossa Historia durante este periodo, o que podemos esperar disso eh, a pessoa que teve filhos por volta de 1.000 anos atras e seus filhos foram saudaveis o suficiente para manter a linhagem ate hoje eh, certamente, ancestral de milhoes de pessoas.

Ha uma outra consideracao que voce precisa fazer do modelo matematico. Nao antes de pouco tempo atras ninguem limitava o numero de filhos a um numero como o dois. Se o meu avo paterno tivesse nascido ha 1.000 anos atras e tivesse tido tantos filhos e netos como ele teve, hoje a populacao da Terra poderia ser muitas e muitas vezes descendente dele. Ele teve 14 filhos. Dos quais 13 se casaram e deram a ele 101 netos. Somente pelo lado dele nos somos cerca de 500 pessoas entre vivas e falecidas. Ele nasceu em 1.890. Eh! Quem sabe qual sera o numero de nos daqui a 880 anos!?

Qual eh a pergunta mais importante dos nossos dias? Penso que eh esta: O que acontecera aos nossos descendentes? A maioria de nos fala isso: Eu quero construir um futuro melhor para meus filhos e filhos dos meus filhos. Penso que ha algo de errado na construcao da frase. Primeiramente nos precisamos construir um mundo melhor para eles terem um futuro. Em segundo lugar, nos precisamos de pessoas melhores em nosso mundo e isso inclui nossos proprios filhos.

O que quero dizer com isso eh que, provavelmente, Carlos Magno lutou a vida inteira pensando em dar um futuro melhor para a descendencia dele. Mas provavelmente ele tambem pensou a respeito apenas dos filhos que conheceu e, talvez, esperava que isso seguiria por algumas geracoes apos a partida dele. Tenho certeza que ele nao pensou nos descendentes de hoje-em-dia. E este eh o maior erro que qualquer um pode cometer.

Se ele soubesse o que estou falando agora, talvez tivesse tentado algo diferente do que fez. Isso se da comigo hoje. Sou diferente porque a mim foi permitido saber algo melhor. Carlos Magno pensou em um mundo melhor para os que ele ja conhecia ou esperava vir pouco depois dele. Eu penso a respeito de todos que conheco e que nao conheco. Por que? Porque eu bem sei disso, para que eu tenha milhoes, talvez bilhoes de descendentes na 33a. geracao depois da minha sera urgente que eu cuide de todo mundo que vive no meu tempo porque meus descendentes irao casar-se com os seus descendentes. Entao, ama-los e cuidar deles eh o mesmo que fazer o mesmo por minhas proprias criancas.

Eu sei. Uma vez isso foi ensinado a voces, nas igrejas, para os que acreditam em religiao, pelos sacerdotes. O pensamento religioso eh baseado nisso, se temos um Creador responsavel pelo nosso nascimento, entao, deveriamos honra-Lo, amando as creaturas Dele. Mas isso nunca foi bem entendido pelas pessoas. Agora, o que estou falando eh isso, nos temos outra razao para fazer a mesma coisa. E essa outra razao nao exige acreditar em Deus ou ter uma religiao especifica. Se voce tem planos de ter ou ja tem filhos, entao voce precisa comecar a pensar o que acontecera `a sua descendencia 1.000 anos adiante porque se voce nao os preparar para isso, talvez ela nao chegara ate la e o tempo que dedicou a ela sera um desperdicio.

Isso pode ate parecer magico mas nao eh. Ha quase 1.000 anos atras os piores inimigos no mundo eram os cruzados e muculmanos. Hoje nos somos a descendencia de ambos. Ai, o que de bom a guerra nos trouxe? So posso responder por mim mesmo: nada. Cada um que ler esse texto deve responder essa questao a si mesmo.

O mesmo se repetira. Nao interessa qual sejam os motivos dos cruzados de hoje ou guerra santa. O que os envolvidos nisso estao fazendo eh errado. E daqui a 1.000 ou menos anos adiante a descendencia de Osama Bin Laden ira se casar com a descendencia de George W. Bush e Barack H. Obama. Nao. Nao estou jogando praga em ninguem. Tambem nao estou adivinhando o futuro. Estou apenas falando o que eh provado por meus calculos.

Eu posso estar terrivelmente enganado nos meus calculos porque estou falando do daqui a 1.000 anos sem ao menos saber o que acontecera de concreto amanha. Porem, minha consciencia esta tranquila. Nao estou afirmando que isso acontecera sem condicao alguma. Como crente, eu sei que para isso acontecer Deus precisa permitir-nos 1.000 anos adiante e a multiplicacao de todos precisa ser o mais normal possivel. Neste caso, nos precisamos da participacao de todos em nossa multiplicacao.

Estou fazendo esses calculos na presuncao de que a populacao da Terra daqui a 1.000 anos nao excedera muito ao que ja temos agora. Penso ser uma otima precaucao se nos nao termos mais que duas criancas desde ja porque o nosso planeta ja esta superpovoado por humanos. Alguns criticos dessa concepcao andam dizendo que esse aviso tem sido feito por longo tempo e a populacao continua crescendo e nada aconteceu. Eles dizem assim, humanos tem sempre seus recursos e quando qualquer problema se apresentar alguem apresentara uma resposta para solucionar isso.

O nosso maior problema eh esse, os recursos em nosso planeta sao limitados. E ja estao nos enviando sinais de exaustao. O proprio planeta eh limitado. Dai eu nao penso que ha qualquer inteligencia em nao termos precaucoes quanto a isso. Se formos ir ate ao ponto sem retorno o que acontecera sera nada mais que guerras terriveis pelos ultimos recursos de vida na Terra. E nos temos que nos lembrar que, hoje nos temos recursos suficientes talvez ate para cuidar de 50 bilhoes de pessoas na Terra mas mesmo que a populacao se estabilize nisso, as geracoes continuarao se sucedendo.

Entao, 1.000 anos depois de tal ponto, nos teremos tido 33 geracoes de 50 bilhoes de pessoas vivendo na Terra. Isso eh o mesmo que 1.65 trilhoes vivendo na Terra num mesmo tempo. E nos nao temos a menor ideia por quantos milhares de anos nos teremos somente essa mae Terra para nos dar comida e abrigo. Ser cauteloso nao eh uma questao de nao ter coragem e sim uma questao de conhecer os fatos.

Se voce quizer outra a respeito do que genealogia e genetica pode nos oferecer, peguem o casal Bill e Melinda Gates como exemplo. Penso que eles sao o casal mais rico do mundo. Agora vamos imaginar que, os filhos deles terao filhos e assim por diante, multiplicando como eu tenho dito. Mesmo que nas primeiras geracoes eles nao terao problemas com falta de dinheiro, quando eles forem numerosos como 5.000 pessoas eles nao serao ricos como os ancestrais deles e alguns terao, provavelmente, vida pobre.

Se continuarem multiplicando-se como calculei, eles acabarao se casando com a nossa descendencia, desde dos mais ricos aos mais pobres de cada um de nos. E se a gente nao cuidar uns dos outros desde agora, todos os criminosos, todos os politicos, todos os sofredores serao nossos descendentes coletivos, tanto quanto as pessoas de maior sucesso e intermediarias no tempo delas.

07. UMA PITADA DE GENEALOGIA IBERA

A genealogia da Peninsula Iberica, no comeco, nao foi complicada. O que nao eh facil estuda-la eh justamente quando voce comeca a voltar aos mesmos ancestrais repetidamente. Com certeza, a mesma coisa acontece com as outras genealogias no mundo. Mesmo se a gente tivesse dados completos da Idade Media ate hoje isso nao seria diferente. A unica coisa que a gente poderia esperar ser diferente em relacao ao que ja temos seria, mesmo se a gente achasse linhagens que nunca suspeitassemos que tivessemos, certamente, elas acabariam nos levando aos mesmos ancestrais que ja temos.

Nao eh surpresa alguma termos dados somente das personalidades historicas conhecidas e, quando muito, das pessoas que as acompanhavam em suas Historias. Frequentemente nos encontramos dados de alguem que so aparece nos documentos porque ele ou ela foi casado com alguma personalidade ou com um dos filhos dela. Esta pessoa que parece nascer do ar tras consigo somente o pai ou tambem a mae. Parece que o recem-chegado nem teve um comeco ha milhares de anos atras exatamente como tudo mundo tem.

O recem chegado eh uma pessoa comumente chamada de comum ou gentinha. Algumas vezes tambem conhecida como: o pobre. Porem, o que eu tenho certeza eh isso: esquecido na falta de documentacao e na tradicao falada, nalgum ponto da Historia de cada pessoa, todos nos tivemos os mesmos ancestrais, nao tao distante quanto o leigo supoe. Nossa Historia de privilegios de alguns e exclusao dos outros eh responsavel por essa diferenciacao. E o povo comum nao eh nada mais comum que quem quer que seja no planeta. Todos nos vimos dos dois, comuns e privilegiados. E o que nos separa agora esta mais relacionado ao ter ou nao ter dinheiro.

Como eu disse antes, a Peninsula Iberica foi invadida pelos muculmanos em 711. A unica area que continuou nas maos dos cristaos foram duas partes pequenas do territorio, chamadas de Cantabria e Asturias. De la os cristaos comecaram a luta tentando reconquistar suas terras. Mas a guerra durou geracoes e mais geracoes. Algumas geracoes ate mesmo se esqueceram do porque das guerras.

Como tambem disse antes, somente um reino cristao na Peninsual foi implantado por outros sem ser os proprios iberos. Durante a Historia ele recebeu o nome de Aragao. O responsavel pela criacao foi Luis I, o Piedoso, Imperador do Ocidente. Ele era filho do Carlos Magno e herdou a coroa dele.

O Reino de Leao surgiu apenas em 910. Naquele tempo ele estava desertico e foi conquistado pelo rei Alfonso III das Asturias, e o filho dele, Garcia I, transferiu e a adotou a cidade de Leon como capital do reino. A partir de entao o reino se tornou o principal reinado cristao na Peninsula Iberica.

Outro povo presente eram os bascos. O dominio deles era a costa atlantica sul da Franca e o centro-norte da Espanha. No principio o reino deles se chamava Pamplona e depois virou Navarra.

Durante o reino de Alfonso III, rei das Asturias, o Norte de Portugal foi tomado e estabelecido como condado pelas maos de Vimara Peres.

Apos isso ou ao mesmo tempo, Fernan Gonzalez unificou o Reino de Castela. O reino ganhou este nome porque tinha uma linha de castelos para defender o Reino de Leon. Na Wikipedia a gente pode ler isso: “Em 931 o Condado foi reunificado pelo conde Fernan Gonzalez, que iniciou uma rebeliao contra o Reino de Leon, estado sucessor do de Asturias, e conseguiu seu status de autonomia, passando o condado a ser herdado por seus descendentes e deixando de ser sujeito a imposicoes dos reis leoneses.”

Mais um reino foi somado `a mistura. Este foi o Reino da Galicia que herdou o Condado de Portugal como parte do seu territorio. Porem, em 1.128, Portugal tambem se tornou um reino separado. Dai, todos esses reinos cristaos no seculo XII ja haviam retomado perto da metade da Peninsula Iberica dos conquistadores muculmanos. E algumas vezes eles estavam mais envolvidos em guerras de uns contra os outros que contra os reinos muculmanos localizados nas partes do sul. A forma e a extensao destes reinos estavam em constante mudancas enquanto: Afonso III de Portugal e Fernando, o Catolico, rei de Aragao, e Isabel, a Catolica, rainha de Castela, que se casaram e uniram a Espanha, nao completassem a Reconquista.

Cada um destes reinos produziu sua nobreza. E eles fizeram trocas de noivos e noivas uns com os outros e com todas as familias reais da Europa. E dai, como eu disse antes, os sangues que haviam recebido do povo comum retornou ao povo comum. Como?

Basicamente, quando uma dominacao foi trocada como dos poderosos antigos para os romanos, dos romanos para os suevos e visigodos, dos godos para os muculmanos e dos muculmanos de volta para os cristaos, cada nobreza permaneceu, porem, como nobreza menor. Tambem, de acordo com que praticavam guerras, os considerados povo comum lutaram lado-a-lado com seus senhores. Aqueles que se destacaram dos outros por bravura ganhavam riquezas, posses e ate noivas das novas familias dominantes. Nos podemos verificar isso quando homens, aparentemente vindos do nada, se casam com mulheres da nobreza. Da mesma forma, mulheres sem ascendencia nobre se casando com homens da nobreza.

O mais comum eh vermos um nome vindo `a luz e quando a gente comeca a buscar a origem, encontra isso: la no fundo a origem esta num rei ou parente dele. Depois darei exemplos disso. Vamos comecar pelo como os sobrenomes foram adotados.

Por volta de 1.000 anos atras nao tinhamos exatamente nomes de familia. Porei aqui mais uma sequencia genealogica para facilitar a explicacao:

Moninho Viegas, o Gasco – Valida Trocozendes
Egas Moniz de Ribadouro – Toda Ermiges
Ermigio Viegas – Unisco Pais
Monio Ermiges – Ouroana
Egas Moniz, o Aio – Dordia Pais Azevedo
Lourenco Viegas – Maria Gomes de Pombeiro
Egas Lourenco – esposa desconhecida, de Penagate
Soeiro Viegas Coelho – Mor Mendes de Gandarei

Esta eh a linhagem paterna do conhecido primeiro a usar o apelido Coelho. Se voce prestar atencao nos segundos nomes, provavelmente, nao ira enxergar o padrao. Mas existe um padrao bem claro ai. Naquele tempo era suposto usarmos o nosso nome mais uma mencao a nossos pais. Era dado um nome acompanhado de uma expressao que significava: filho de. O primeiro da lista, possivelmente, se chamava Monio e nao Moninho. O sufixo inho em Portugues eh diminutivo. Entao, Egas Moniz filho dele era: Egas, filho do Monio. Algumas vezes, a expressao: filho de, vem como prefixo como em Viegas. Viegas significa: filho do Egas.

Daquele tempo nos temos muitos nomes usados hoje. Os sobrenomes foram adotados no transcorrer da Historia. Dai alguns nomes de origem paterna foram mantidos e deixaram de corresponder aos nomes dos pais. Neste caso nos continuamos tendo familias com nomes Viegas e Moniz mas isso quer dizer apenas que, em algum tempo passado, os usuarios tiveram ancestrais que se chamavam Egas e Monio.

Eh por causa disso que temos nomes como: Rodrigues, que significa: filho de Rodrigo. Nunes significa: filho de Nuno. Peres/Pero. Fernandes/Fernando. Esteves/Estevao. Soares/Soeiro. Martins/Martim. Mendes/Mendo. Vasques/Vasco. Uma excecao eh Anes. Esse vem de Joao. A diferenca esta na antiga forma de escrever que era Johanes. Entao, Anes significa filho de Joao, o moderno equivalente a Johanes na linguagem portuguesa. Na Espanha a tradicao eh a mesma, trocando-se apenas a letra s pelo z. La os nomes sao: Nunez, Rodriguez, Perez e assim por diante. Uma pequena diferenca para Martins que vem como: Martinez.

Eh verdade, iberos usam dois nomes ou mais. Isso eh outra tradicao. No seculo XII esse sistema de dar nomes estava ultrapassado. A populacao comecara a crescer e tinha gente demais com o mesmo nome. A Igreja Catolica incentivou as pessoas a usarem mais apelidos. Muitos ja eram identificados pelo segundo sobrenome naquele tempo. Eram precedidos das palavras da, de e do. As tres significam, lugar de onde a pessoa vem. Da eh usado para lugares com nome feminino, o que eh o oposto de do. De nao menciona sexo.

O sistema americano se engana ao identificar as tres palavras como nomes. Eh comum o meu nome estar escrito como De Magalhaes mas nao deveria ser assim. De significa lugar de onde se veio e sempre deveria ser escrito em minusculas. Com o tempo algumas pessoas suprimiram as tres palavras dos proprios nomes sem saber a importancia delas. Este eh o caso de alguns de meus familiares que herdaram o Magalhaes sem o de.

Exemplos de nomes e seus signifcados: 1. Geraldo Rodrigues da Costa, que significa, Geraldo, filho do Rodrigo, nascido na costa. 2. Antonio Alvares do Couto: Antonio, filho do Alvaro, de um lugar pequeno. 3. Jose Anes de Guimaraes: Jose, filho do Joao (Johanes), da Cidade de Guimaraes.

Com o tempo, muitos outros nomes foram somados `a lista. Alguns eram lembranca da caracteristica fisica do primeiro usuario. Exemplos disso sao: 1. Alvim, eh o mesmo que Branquinho; 2. Rouco, voz rouca; 3. Barbalho, barba em forma de raiz de alho. Ha algum tempo atras eu ouvi outra explicacao para o meu sobrenome. Alguem disse que vem do Oriente e a origem seria algo como: Barb Al, que foi transformado em Barbalho em Portugal. Mas nao conheco nenhuma evidencia concreta disso.

Tambem as profissoes de ancestrais viraram sobrenome para alguns. Um exemplo eh Cavaleiro. Outro eh Sapateiro ou Zapatero. Alguns receberam o sobrenome de Navegante.

Encontrei na literatura que, em Portugal existiam cinco familias nobres. E os nomes delas eram: Baiao, Braganca, Maia, Ribadouro e Sousa. Mas essa nao eh uma informacao exata. O que possivelmente aconteceu foi algo como na minha familia no Brasil. Ela eh chamada de Familia Coelho. Mas por que eu chamaria a minha familia por este nome se nao o uso?

O que aconteceu foi isso: quando os europeus comecaram a colonizar a area de onde nos somos, meus ancestrais estavam no comando dos primeiros europeus que viveram la. Mesmo que outros estivessem juntos ou vieram depois, a maioria acabou se casando na parentalha Coelho. Dai a familia assina varios nomes mas comumente passou a ser chamada pelo nome Coelho. E todo mundo eh pelo menos uma vez Coelho. E tambem haviam outros ramos Coelho juntos. Na lista de meus ancestrais existem os que assinam: Coelho, Coelho de Magalhaes, Nunes Coelho, Coelho de Andrade e Coelho de Almeida. E nao estou falando aqui de outras combinacoes que apareceram depois mas tao somente dos ramos originais que nao sabemos se ja tinham ligacoes uns com os outros.

Minha duvida quanto a cinco ser igual ao numero de familias nobres foi despertada pelos muitos nomes diferentes que os nobres usavam e suas origens. Como a gente ja viu, o sobrenome Coelho veio depois. Ele era parte da familia chamada de Ribadouro. E eu posso mostrar outra sequencia genealogica para mostrar isso. Se voltarmos ao capitulo 5 nos podemos dar uma olhadinha nas segunda e terceira linhagens postadas la. A segunda termina no rei Ramiro II das Asturias. E a terceira comeca num dos filhos: Lovesendo Ramires. Assim, eu comecarei outra vez a partir deles:

900 Ramiro II, rei das Asturias – Onega (?)
940 Lovesendo Ramires – Zayra ibn Zayda
960 Aboazar Lovesendes – Unisco Godinhes
980 Trastamiro Aboazar, 1o. sr. da Maia – Dordia Soares
1,000 Goncalo Trastamires, 2o. sr. da Maia – Unisco Sisnandes
1.020 Mendo Goncalves, 3o. sr. da Maia – Ledegundia Soares Tainha
1,060 Goncalo Mendes, o Lidador – Urraca Teles
1,080 Moninha Goncalves da Maia – Rodrigo Forjas de Trastamarra
1,100 Forjaz Vermuis de Trastamarra – Elvira Goncalves de Vilalobos
1,130 D. Rodrigo Froias de Trastamarra – D. Urraca Rodrigues de Castro
1,150 D. Goncalo Rodrigues da Palmeira – D. Froille Afonso de Celanova
1,170 D. Rui Goncalves Pereira – Sancha Henriques de Portocarreiro
1,220 D. Pedro Rodrigues Pereira – Estevainha Rodrigues Teixeira
1,250 D. Goncalo Pereira – D. Urraca Vasques Pimentel
1,280 D. Vasco Pereira, conde de Trastamarra – Ines Lourenco da Cunha
1,320 D. Aldonca Vasques Pereira – Pero Esteves Coelho

Se voltarmos ao capitulo 5 para olharmos a sequencia genealogica numero 6, nos acharemos o ultimo casal: Pero Esteves Coelho – D. Aldonca Vasques Pereira. O que eu quero mostrar aqui eh como nomes novos eram criados. Na geracao de D. Rodrigo Froias de Trastamarra, o Palmeira comeca sem uma explicacao melhor. Os filhos dele adotaram o Palmeira como sobrenome e o filho dele, D. Goncalo Rodrigues da Palmeira, deu este nome a todos os filhos, exceto para um, D. Rui Goncalves Pereira. Dai para frente o nome Pereira tambem tornou-se um dos mais comuns na Peninsula Iberica.

Deem uma olhadinha nos sobrenomes das esposas para ver muitas outras familias importantes. Elas vinham de familias nobres tambem. Estevainha Rodrigues Teixeira, esposa do D. Pedro Rodrigues Pereira era descendente do Carlos Magno e do Fernando Magno, rei de Leon e Castela. Este eh o mesmo que aparece como bisavo do rei Afonso Henrique de Portugal na quinta sequencia genealogica, no capitulo 5.

Eu gostaria de apresentar algumas sequencias genealogicas que estao no amago da Historia de Portugal. Comecarei por Estevao Coelho que era o pai do Pero Esteves Coelho.

1,290 Estevao Coelho – Maria Mendes Petite
1,330 Branca Pires Coelho – Joao Pires Alvim
1,360 Leonor Alvim – D. Nuno Alvares Pereira, 2o. Condestavel de Portugal
1,380 D. Beatriz Pereira Alvim – D. Afonso, 1o. duque de Braganca

Ai nos podemos ver que: o ancestral Pero Esteves Coelho era irmao de Branca Pires Coelho, que era mae da Leonor Alvim e avo da D. Beatriz Pereira Alvim, que era esposa do D. Afonso, 1o. duque de Braganca. Naquele tempo a nome Braganca ja estava estabelecido em Portugal e somente depois os duques de Braganca o adotaram como sobrenome mas eles tambem ja eram descendentes de ancestrais de Braganca. Vou mostrar a linhagem paterna do D. Afonso.

1,377 D. Afonso, 1o. duque de Braganca – D. Beatriz Pereira Alvim
1,357 D. Joao I, rei de Portugal – Ines Pires
1,320 D. Pedro I, rei de Portugal – Teresa Lourenco
1,291 D. Afonso IV, rei de Portugal – Beatriz, Infanta de Castela
1,261 D. Dinis, rei de Portugal – Santa Isabel de Aragao

Ai a gente voltou aos primeiros reis de Portugal e D. Dinis era filho do Afonso III. Mas D. Joao I nao era para ser rei. O irmao dele, D. Fernando I, era de direito o herdeiro e ele se tornou rei. Mas o problema veio depois porque a herdeira dele era D. Beatriz e ela se casou com o rei Juan I de Castela. Juan exigiu o direito de ser rei de Portugal depois do falecimento do rei Fernando I. Isso iniciou o que eh conhecido como Crise de 1.383 a 1.385. Nisso Castela e Portugal se envolveram numa guerra sangrenta. E o grande heroi da vez foi D. Nuno Alvares Pereira, que era o sogro do D. Afonso, 1o. duque de Braganca. E vamos colocar mais uma sequencia genealogica para mostrar mais uma coisinha.

1,360 D. Nuno Alvares Pereira – Leonor Alvim
1,310 D. Alvaro Goncalves Pereira – Iria Goncalves do Carvalhal
1,280 D. Goncalo Pereira, arcebispo de Braga – Teresa Peres Vilarinho
1,250 D. Goncalo Pereira – D. Urraca Vasques Pimentel

Como podemos ver acima, os bisavos de D. Nuno Alvares Pereira eram os avos de D. Aldonca Vasques Pereira. E o marido dela, Pero Esteves Coelho era tio da Leonor Alvim, a esposa do D. Nuno. Porei mais uma sequencia:

1,377 D. Afonso, 1o. duque de Braganca – D. Beatriz Pereira Alvim
1,402 D. Isabel de Braganaca – D. Joao, principe de Portugal
1,428 D. Isabel, Infanta de Portugal – Juan II, rei de Castela
1,451 Isabel, a Catolica, rainha de Castela – Fernando II, o Catolico, rei de Aragao
1,485 Catalina de Aragao, Infanta de Aragao – Henrique VIII, rei da Inglaterra
1,506 Maria I, rainha da Inglaterra – Felipe II, rei da Espanha

Nessa ultima sequence nos podemos ver algo para assombrar. A rainha Maria I nao teve filhos. O apelido dela era Maria Sanguinaria porque o pai separou a Igreja Anglicana da Igreja Catolica e ela queria restaurar isso. Mas como parte do povo nao queria, isso gerou manifestacoes e, somente de uma vez, cerca de 300 pessoas foram mortas. Felipe II tambem exigiu o direito dele de usar a coroa inglesa e isso resultou no afundamento de sua Armada Invencivel. Naquele tempo era mesmo a Armada mais poderosa do mundo. Mas isso eh outra Historia.

Eu gostaria apenas de falar um pouco mais a respeito do D. Nuno Alvares Pereira e como ele salvou Portugal na Crise de 1.383/85. Ele era jovem e tinha 25 irmaos. Pelo menos duas de suas irmas foram ancestrais do nobre Jose Coelho de Magalhaes que pode ser meu ancestral tambem. Outros de meus ancestrais tem o sobrenome Pereira. Mas nos ainda nao temos os meios para dizer se hao ligacoes entre meus ancestrais Pereira dos anos 1.700 com os anteriores. Apenas observem mais essa sequencia:

1,280 D. Goncalo Pereira – Teresa Peres de Vilarinho
1,310 D. Goncalo Pereira – esposa desconhecida
1,360 D. Brites Pereira – Lourenco Mendes de Vasconcelos
1,400 Rui Mendes de Vasconcelos – Ana Rodrigues Carvalho
1,440 Brites Mendes Carvalho – Fernao da Mesquita, o Velho
1,475 Lopo da Mesquita – Violante Machado
1,500 Joao Lopes da Mesquita – Ana Roiz Sobrinho da Mesquita
1,530 Miguel Sobrinho da Mesquita – Catarina Vaz
1,560 Ana da Mesquita – Semiao Pinto Machado

O ultimo casal ja esta na quinta sequencia do capitulo 5 acima. Eles sao ancestrais do Jose Coelho de Magalhaes. Muitos dos ancestrais deles levam o nome de Vasconcelos. Este vem da Torre de Vasconcelos onde D. Joao Peres de Vasconcelos foi um dos senhores, por volta de 1.220. Ele foi casado com Maria Soares Coelho, filha do Soeiro Viegas Coelho. Ate agora estava mostrando a descendencia do Soeiro por meio do filho: Joao Soares Coelho. Na terceira linha esta D. Brites Pereira que era meio-irma do D. Nuno Alvares Pereira.

O cargo que D. Nuno tinha eh como se fosse um primeiro ministro e ministro da defesa juntos, alem de comandante geral do exercito. Como os Portugueses nao tinham vontade alguma de se tornarem vassalos do rei castelhano houve guerra. As forcas portuguesas eram muito inferiores `as do inimigo. E isso as encheu de confianca. Os castelhanos foram ajudados por franceses tambem. D. Nuno Alvares entao armou uma arapuca e fez seus companheiros esperarem o ataque. Ele escolheu um campo estreito, mais para brejo, para batalhar. Como as forcas inimigas mais pesadas nao tiveram a liberdade de se movimentar como em campos normais de batalha viraram alvos faceis para os portugueses.

D. Nuno certificou-se que nao houvesse escapatoria e ate o povao veio com instrumentos de trabalho para matar os soldados. Historiadores pensam que milhares de nobres foram mortos. Isso baixou o moral do inimigo. Provavelmente, a maioria dos mortos eram da mesma familia que dos portugueses. Depois dessa batalha que ficou conhecida como Aljubarrota (tambem chamada de Padeira) ele organizou muitos ataques rapidos no territorio inimigo para assegurar que nao houvesse reacao. Claro, ele venceu a guerra. O reconhecimento da Independencia Portuguesa foi assinado em 1.411, no Tratado de Ayllon. E D. Joao I que nao era para ser rei ganhou o trono e a coroa de rei.

Presentes estavam 200 soldados da Inglaterra. Eles estavam armados de bestas e fizeram alguma diferenca a favor dos portugueses. Desde entao, Portugal e Inglaterra tem um Tratado de ajuda mutua contra invasoes externas. Eh com certeza o mais antigo do genero no mundo.

Coincidentemente, D. Nuno Alvares Pereira morreu de causas naturais no mesmo dia que Joana d’Arc foi executada.

D. Joao I casou-se com Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra. Depois o sobrenome dela foi adotado em Portugal como Lancastre. A Familia Lancastre de Portugal eh descendente direta dos Lancaster da Inglaterra. Mas essa segunda dinastia em Portugal durou pouco. Portugal continuou recebendo e enviando noivas e noivos para os reinos espanhois e, em 1.560, a situacao se repetiu. A diferenca eh que neste tempo o rei da Espanha foi o poderoso Felipe II, que foi casado com a Maria I, rainha da Inglaterra.

As linhagens sucessorias em Portugal seguiram nem sempre observando a primogenitura. D. Manuel I subiu ao trono. Ele foi chamado de o Venturoso. Isso foi porque ele herdou o trono sem ter sido o primeiro da linha. Depois vieram as Grandes Descobrimentos no seu tempo. Vasco da Gama transpos o Cabo da Boa Esperanca na Africa do Sul abrindo o Caminho para as Indias aos interesses comerciais portugueses e Pedro Alvares Cabral descobriu o Brasil.

Mas isso era bom demais. Ele foi pai do proximo rei, Joao III, que foi pai da Maria, Infanta de Portugal, que tinha sido a primeira esposa do Felipe II, rei da Espanha. Joao III, rei de Portugal teve um primogenito com o nome de Joao. E este foi o pai do D. Sebastiao. Sebastiao tornou-se rei mas era um tanto quanto lunatico e resolveu reeditar as Cruzadas e reuniu seus exercitos com a intencao de conquistar o territorio dos mouros no Norte da Africa. La ele desapareceu sem deixar um primogenito. Felipe II viu nisso sua oportunidade de conquistar Portugal, unificando as duas coroas. Ele quase nao encontrou resistencia.

Somente 80 anos depois, de 1.560 ate 1.640, a soberania do Reino de Portugal foi restaurada. O novo rei foi D. Joao IV. Este quarto Joao, rei de Portugal, era tambem o oitavo duque de Braganca. Voltando `a linhagem, ele era pentaneto do D. Afonso, 1o. duque de Braganca e de D. Beatriz Pereira Alvim, a filha do D. Nuno Alvares Pereira.

Alem do nome Coelho estar envolvido na genetica dos reis de Portugal, as mulheres que se casaram com os duques de Braganca tinham ancestrais que tambem eram ancestrasi das linhagens que originaram Jose Coelho de Magalhaes. E por volta de 1.820 a familia real portuguesa foi dividida em dois ramos. Um manteve-se no reino de Portugal e outra se estabeleceu no Brasil. Mais tarde a Republica foi proclamada no Brasil, em 1.889, enquanto em Portugal so veio em 1.910.

Na Espanha nos temos os mesmos nomes de familia que em Portugal. Algumas eh dito que foram traduzidos de uma lingua para outra. Ate do Coelho eh dito que virou Conejo, que eh o mesmo Coelho dos dois lados. Os portugueses tambem usam nomes importados da Espanha. Exemplos disso sao: Menezes, Gurgel, Ponce de Leon, Lima, Bezerra, Lara, Maldonado e muitos outros. Um que eu nunca vi no Brasil eh o Bivar. Ele aparece no nome do D. Rodrigo Diaz de Bivar. Ele tinha o apelido de El Cid. Tambem, Matamouros. (Matador dos mouros). Algo que nao soma nada ao nosso orgulho mas ele eh tambem ancestral do Jose Coelho de Magalhaes. El Cid eh mencionado no video “Islam, Imperio da Fe” produzido pelo http://www.pbs.org.

Gostaria de adicionar mais um evento da Historia Portuguesa neste capitulo, com a intencao mais de mostrar uma curiosidade genealogica. Um nome da Historia da Peninsula Iberica sempre lembrado eh o de Ines de Castro. Castro tambem eh nome nobre da Espanha e de nossos ancestrais. Porem, ninguem sabe quem ela eh.

Para comecar, leiamos um extrato da Wikipedia: “Ines foi para Portugal em 1.340 como dama da Infanta Constanca de Castela, recem-casada com o principe Pedro, o primogenito do rei portugues. O principe se apaixonou por ela e comecou a deixar de lado sua legitima esposa, pondo em perigo as ja fracas relacoes com Castela. Para complicar, o amor de Pedro por Ines levou nobres Castelhanos ali exilados para as proximidades do poder, com os irmaos da Ines se tornando amigos do principe e seus conselheiros de confianca. O rei Afonso IV de Portugal, pai do Pedro, nao gostava da influencia da Ines sobre o filho e esperou que o entusiasmo mutuo acabasse, mas isso nao aconteceu.”

Afonso IV fez de tudo para separar o casal mas nao conseguiu. Entao, ele deu ordens a tres de seus confidentes para matar Ines. Um deles foi o Pero Esteves Coelho, que seria nosso ancestral. Pedro deu a palavra ao pai que nao se vingaria o assassinato. Porem, depois que ele subiu ao trono do pai foi justamente isso que ele fez. Capturou dois dos executores e os matou, abrindo a caixa toracica e tirando os coracoes com as maos, em exibicao publica. Isso foi para simbolizar o proprio coracao partido.

Estas passagens foram conservadas pelo poeta Luis Vaz de Camoes no seu epico memoravel, Os Lusiadas. Todos os elementos da trama estao la e eu penso que o Shakspeare usou isso como inspiracao da novela: Romeu e Julieta. A genialidade dele esta no fato de ter amaciado os fatos e transposto a estoria para outro cenario. Nao digo que ele copiou Camoes. Mas, como de costume, todo artista eh inspirado pelo trabalho de outros. Foi melhor mesmo ele ter amaciado os fatos porque a verdade foi muito mais cruel. Se os escritos tivessem sido muito parecidos com os fatos ele poderia se colocar em risco, por causa das relacoes diplomaticas entre Portugal e Inglaterra.

Porem, de alguma forma a Historia eh melhor que a novela. Quem tiver a curiosidade, a Internet esta repleta de outras informacoes.

Meu objetivo nao eh, em momento algum, mostrar que sou descendente das familias reais e nobres europeias. Nao penso que isso me traria nenhum beneficio. O que desejo mostrar eh que: nao sou so eu quem sou. Desde que as Americas foram colonizadas pelos europeus, acredito que, a maioria absoluta das pessoas nascidas nas Americas, com ligacoes com as familias europeias, eh inquestionavelmente descendente das familias reais e nobres europeias. Isso nao nos garante outro privilegio senao, de alguma maneira, sermos primos.

08. SECULOS E PESSOAS QUE DESENHARAM A NOSSA HISTORIA EM COMUM

Comumente a Historia dos Estados Unidos eh apresentada como uma extensao da Historia Inglesa. Mas isso eh mais uma consequencia do que estava acontecendo na Europa como um todo e tem pontos comuns com a Historia do Brasil, apesar do Brasil tambem nao existir como pais autonomo naquela epoca.

Cada evento maior da Historia Europeia dos ultimos seculos da Idade Media deixou marcas em nossa Historia comum. Primeiramente, no final da Idade Media tinhamos a poderosa Igreja Catolica dominando tudo da vida coditiana na Europa. No seculo XIII aparecem descontetamentos com os desvios de comportamento dos clerigos em relacao ao compartamento que deveriam ter. O clero eh o poder dominante mas permite `a aristocracia exerce-lo em seu nome. A Igreja transformou-se num caso incestuoso onde era a mae que gerava a aristocracia e juntos eles geravam a proxima geracao de aristocratas.

A populacao sob o poder deles nao passava de escrava. Muitas ideias novas, inclusive as religiosas, eram julgadas como simples heresias. A Igreja nao prestou atencao nos anseios nem das almas nem dos corpos. A Igreja considerava seu proprio pensamento acima de todo e qualquer pensamento diferente. Foi instituido o Tribunal do Santo Oficio, comumente conhecido como Inquisicao. Isso significava que, nao importava o que voce fez, voce poderia ser acusado de heresia se isso envolvesse duvidas em relacao a religiao ou autoridade. Tudo virou: “Mandado por Deus”.

Outro capitulo de interesse foi a Renascenca. Os historiadores classificam isso como um movimento intelectual entre os seculos XIV e XVII. Ele teria comecado e nos vindo da Italia, trazendo mudancas na “literatura, filosofia, arte, politica, ciencia, religiao, e outros aspectos da busca racional”, como esta descrito na Wikipedia. Embora essa seja a importante para nos, nos tivemos uma Renascenca anterior, dentro do Imperio Muculmano.

Os Muculmanos ja haviam traduzido muitos textos antigos de origem latina e grega. E eles foram os que ja os aplicavam nas artes e vidas. Foi levando algum conhecimento renascido para a Peninsula Iberica que causaram a comparacao do Imperio deles como luz em contraste com o resto da Europa como total escuridao nos primeiros seculos da Idade Media. Eh por isso que a Idade Media tambem eh conhecida como uma era inculta.

E eu penso que foi por esta razao, da Europa estar culturalmente atrasada em relacao ao mundo muculmano, que a Reconquista da Peninsula Iberica demorou tanto. Depois de se estabelecerem la e demonstrarem ser um poder mais tolerante e mais justo, para a epoca, em relacao ao povo pobre, o povo nao tinha razao para revoltas sabendo que, a revolta significaria uma queda de paz em suas vidas.

Para lancar o povo contra os senhores muculmanos, o estrategistas cristaos lancaram mao de uma serie de demonizacoes, inclusive acusando Adb al Rahman III ibn Muhammed, o Grande, de ser homossexual. Eles se aproveitaram do fato que, o lider muculmano tinha mandado executar um jovem cristao, Pelagio, porque ele se recusou se converter ao Isla. Isso tambem eh deploravel, mas os cristaos nunca sentiram vergonha de terem praticado o mesmo aos de outras fes. Nos sabemos o que se fez contra os pagaos, judeus e inclusive aos muculmanos naquele tempo. Entao, acusar ao Abd al Rahman de homossexualismo era a forma de manipular a horda ignara da Idade Media. Isso continua, apesar de nao ser mais um bicho-de-sete-cabecas para a maioria de nos hoje.

Outro capitulo vinculado sao as cruzadas. As cruzadas serviram como cortina de fumaca usada pela Igreja Catolica para desviar a atencao dos malfeitos da administracao dela. Esta eh uma pratica antiga, usada pelos maus governantes. As Cruzadas nao sao exatamente o que se diz delas. Nos tivemos perto de 12 cruzadas contra o poder muculmano sobre Jerusalem e cerca de tres duzias contra eles na Peninsula Iberica e contra europeus que tinham crencas diferentes dos dogmas catolicos. Inclusive, os catolicos da Peninsula Iberica foram dispensados de lutar contra os muculmanos em Jerusalem porque eles ja estavam na luta para recuperar seu territorio.

Mas o tiro da Igreja saiu pela culatra. Durante as Cruzadas os soldados europeus aprenderam um sistema melhor de vida e levaram a licao para casa. Nas bagagens levaram conhecimento novo e gosto por mercadorias que a Europa nao oferecia. Mesmo apos o fim das Cruzadas por Jerusalem nos ultimos anos do seculo XII o comercio ja estabelecido continuou. Os muculmanos tinham o controle do comercio com a Asia e a Africa mas os italianos foram os que intermediaram com o resto da Europa.

E eh nesse contexto que europeus comecam a buscar o conhecimento humanistico que levou `a quebra do monopolio da Igreja. Os clerigos e a aristocracia eram os unicos capazes de produzir e consumir conhecimento e produtos caros. E a populacao comeca a multiplicar-se em numero e riqueza. A urbanizacao da populacao que antes vivia em maioria no campo eh a responsavel pelo surgimento de uma classe nova, os burgueses. O termo se refere a morador urbano.

O uso e a producao do papel que os muculmanos ja comercializavam com a China e a invencao da imprensa por Gutemberg foram as precondicoes para tornar o conhecimento mais atingivel pela crescente populacao de estudantes. Maior conhecimento tambem resultou em mais universidades disponiveis.

O povo portugues estava ha muito tempo tentando fazer a navegacao oceanica e nisso o grande nome eh o principe Henrique, o Navegador, filho do rei D. Joao I e de Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra. Ele dedicou-se a vida inteira `a causa da navegacao e isso deu retorno. No principio eles comecaram a navegar as costas africanas onde, em 1.415, conquistaram Ceuta das forcas mouras. Naquele tempo tambem solicitaram permissao ao papa para escravizar os muculmanos conquistados e a autorizacao foi dada. Posteriormente, essa permissao foi reinterpretada para justificar a escravizacao dos africanos subsaarianos.

Durante o seculo XV os portugueses tambem descobriram os Arquipelagos da Madeira e Acores. Ai esta o inicio das Grandes Descobertas e a colonizacao a partir da Peninsula Iberica. Em 1.498, Vasco da Gama realizou o maior dos sonhos ibericos descobrindo o Caminho das Indias via navegacao oceanica. Em 21 de abril de 1.500, o capitao Pedro Alvares Cabral descobre o que sua tripulacao pensou ser uma ilha mas eles haviam chegado ao Brasil. Depois o engano foi corrigido mas a coroa portuguesa se entregou inteiramente `a exploracao das riquezas mais imediatas atraves do comercio com a Asia. O Brasil ficou 50 anos sem desperta-lhe o interesse.

Do lado da Espanha, os monarcas Fernando II, o Catolico, rei de Aragao e sua esposa, Isabel, a Catolica, rainha de Castela, concluiram a Reconquista da Espanha, tomando o ultimo reino muculmano, Granada, em 1.492. Em 1.494 eles tiraram a sorte grande quando Cristovao Colombo chegou `as Americas, navegando para o oeste, ao contrario de encontrar as Indias como ele estava querendo. No mesmo ano, Espanha e Portugal assinaram o Tratado de Tordesilhas garantindo a partilha das Americas para os dois. A porcao de Portugal nao era mais que o que hoje eh o Nordeste Brasileiro quase todo e a metade do Sudeste. Isso eh perto de um quarto das terras brasileiras atuais mas eh duzias de vezes maior que Portugal.

Agora precisamos usar nossos cerebros para entendermos a situacao. Logo apos estes fatos o trabalho duro de Portugal estava rendendo. A Espanha estava afogada na incompetencia dos administradores dela. Eles tinham conquistado Granada e logo depois o que fizeram foi matar ou escravizar um quinto da populacao muculmana. Dois quintos foram expulsos para o dominio mouro no Norte da Africa. Os dois quintos restantes foram perseguidos de tal maneira que se exilou posteriormente. Eles fizeram o mesmo aos judeus. E estes migraram para lugares mais tolerantes, onde atualmente eh Holanda, Belgica, Luxemburgo, Alemanha, Polonia e outros paises por perto. Mais tarde a descendencia deles ira arrepender-se dessa escolha mas ninguem imaginava o que estava por vir.

Como eu ja disse antes, Portugal tinha nao mais que 1.7 milhoes de habitantes naquele tempo. A Espanha expulsou perto de 1 milhao, o que era uma parte consideravel da sua populacao. Entre os expulsos, mortos e escravizados estavam a maioria dos artesaos e comerciantes. Ela usou a religiao como desculpa para fazer isso. Mas o que eles queriam mesmo era ganhar dinheiro rapido para financiar a exploracao das promissoras novas colonias.

Isso eh o que a gente sempre ve na Historia. Maus governantes nao olham as consequencias. Se os governos estao numa maior necessidade de dinheiro o primeiro pensamento eh: de quem nos vamos tomar? Os muculmanos e judeus foram as primeiras vitimas dos descobrimentos espanhois. Os amerindios e africanos foram afetados logo depois. Porem como a gente vera depois, o povo da Espanha tambem virou vitima da loucura dos seus reis.

Nao mencionei antes mas havia outro grande acontecimento ajudando a desenhar a nossa Historia a partir do seculo XV em diante. Comecou com as criticas do Eramus de Rotterdam contra o mau comportamento dos clerigos. A intencao dele era mudar o comportamento interno na Igreja. Porem o orgulho dos clerigos era demais para permitir isso. Depois dele chegaram outros como Martinho Lutero e Joao Calvino (Jean Cauvin) que eram mais explicitos em suas criticas ao velho estilo da Igreja Catolica. A atitude deles levou ao movimento chamado de Reforma. E ate o Lutero arrependeu-se da desordem que sem querer o criticismo dele provocou.

No passar dos seculos a Igreja Catolica fingiu-se de surda diante dos pedidos do povo para mudar. Ela monopolizava o conhecimento e a interpretacao das Escrituras Cristas. Os livros eram escritos apenas em Latim, que era uma linguagem morta, a nao ser dentro do meio sacerdotal. Os proprios religiosos que atendiam aos grotoes nao conheciam todos os aspectos da linguagem. Assim, quando Lutero traduziu a Biblia para a linguagem corrente, muitas pessoas puderam ver a diferenca entre o que estava escrito do que era ensinado.

A Reforma ganhou forca a partir dai. Tivemos muitos conflitos dentro da Europa e parte dos principes e reis viram nela a oportunidade de sair do controle do Vaticano. Basicamente, a Reforma lhes deu a oportunidade de terem uma religiao nacional em maos, para usa-la segundo os proprios interesses. Mais tarde isso leva ao surgimento dos Despotas Esclarecidos que foram reis que pensavam que poderiam fazer o que quizessem, sem prestar contas a ninguem, senao a Deus. Exemplos de reinos que se separaram da influencia do Vaticano com a Reforma foram: Suecia, Finlandia, varias partes da Alemanha, Inglaterra e varios outros. Exemplos dos que se opuseram `a Reforma: Portugal, Espanha e Italia.

E os reis daquelas nacoes vincularam a bagunca logo depois do inicio da Reforma `a alfabetizacao. Assim, despresar a educacao transformou-se num instrumento nas maos deles para dominar as proprias populacoes. Eles mantiveram o latim nos textos biblicos e o povo no analfabetismo. Este eh um dos fatos que repercutiram negativamente contra os povos daqueles paises e suas colonias. A desordem nao foi uma consequencia direta da Reforma mas sim das cabecas duras dos papas e reis.

Para que eu faca este capitulo ficar mais interessante, precisarei postar mais duas sequencias genealogicas. A primeira eh um dos exemplos de como o rei Fernando II era descendente dos reis de Portugal.

1,261 D. Dinis, rei de Portugal – Santa Isabel of Aragao
1,290 D. Constanca, Infanta de Portugal – Fernando IV, rei de Castela
1,311 Alfonso XI, rei de Castela – Leonor Nunez de Guzman
1,335 Fradique Alfonso de Castela – esposa desconhecida
1,354 Alfonso Enriquez de Castela – Juana Mendoza de Ayala
1,390 Fradique Enriquez de Castela – Mariana Ayala de Cordoba
1,425 Juana Enriquez – Juan II, rei de Aragao
1,452 Fernando II, o Catolico, rei de Aragao – Isabel, a Catolica, rainha de Castela

A segunda vem dos ancestrais do rei Felipe II. Isso nos ajudara a explicar alguns vinculos entre as Historias dos Estados Unidos, Peninsula Iberica e Brasil.

1,357 D. Joao I, rei de Portugal – Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra
1,391 D. Duarte, rei de Portugal – Leonor, Infanta de Aragao
1,434 D. Leonor, Infanta de Portugal – Friedrich III, kaiser des Heiligen Romischen Reiches
1,459 Maximilian I von Osterreich – Marie, duquesa da Bourgogne
1,478 Philipp I der Schone, Erzherzog von Osterreich e rei de Castela – Juana, a Louca, Rainha de Castela
1,500 Karl V, Kaiser des Heiligen Romischen Reiches e rei da Espanha – D. Isabel, Infanta de Portugal
1,527 Felipe II, rei da Espanha – D. Maria/Maria I/Elisabeth of Valois/Anna von Osterreich

Agora, o que temos aqui!? Felipe II teve quatro casamentos estrategicos que o colocaram na via sucessoria de outros paises. Sua primeira esposa, Maria, era filha do D. Joao III, rei de Portugal. Maria I era a Rainha da Inglaterra. Elisabeth de Valois era princesa da Franca, filha do Henrique II, rei da Franca. A Anna era filha do kaiser, Maximiliano II. A mae do Felipe, D. Isabel, era filha do D. Manuel I, o Venturoso, rei de Portugal. E a avo dele, Juana, a Louca, era filha do Fernando II, o Catolico e Isabel, a Catolica. Viche Maria! Isso eh algo de se levar em conta!

O pai do Felipe, Carlos V, Imperador do Sacro Imperio Germanico, estava na linha de frente da oposicao contra a Reforma. E ele apenas seguiu os passos dele.

Depois que a Reforma nao tinha mais volta a Igreja Catolica e os reis que se opuseram a ela tentaram fazer a Contra-Reforma. E a Igreja Catolica tambem foi reformada mas, mesmo que isso tenha feita dela uma Igreja melhor do que era antes, a mudanca nao foi suficiente para recuperar o poder perdido. Os paises que haviam adotado ramos religiosos novos nao retornaram ao catolicismo, exceto por Polonia, Bohemia, Hungria, partes da Holanda, Franca e o sul da Alemanha. Entre as mudancas aprovadas pela Contra-Reforma foi a criacao da Ordem dos Jesuitas por Ignacio de Loyola.

Como o Velho Mundo nao era mais um monopolio da fe na Igreja Catolica os Jesuitas foram usados como ponta de lanca na catequizacao do Novo Mundo. E, `a medida que o dominio espanhol e portugues ganhou o mundo, o catolicismo foi levado junto.

Eu tenho que voltar a um assunto importante. A Inquisicao Espanhola. Inquisicao ja fora usada pela Igreja Catolica na Idade Media. Para o bem ela havia sido desativada. Mas os reis catolicos, Fernando II de Aragao e sua esposa Isabel de Castela chantagearam o papa para autoriza-los a ter esse instrumento nas maos para usar contra seus inimigos. Eles disseram ao papa que, se eles nao recebecem o que queriam repatriariam os soldados que estavam protegendo os interesses do Vaticano.

Como o papa ficou numa posicao inferior ele concordou, porem, arrependeu-se porque a Inquisicao Espanhola foi usada tambem contra bons cristaos. A permissao tinha o intento de dar poderes aos reis de julgar os judeus e muculmanos convertidos `a forca, em caso deles retornarem a suas fes antigas. Os reis haviam decidico a conversao mandatoria dos praticantes das outras fes pelo decreto que estabelecia: a conversao seria obrigatoria e a opcao seria a de mudar-se para fora do alcance do poder deles. Muita gente aceitou ser batizada como crista mas praticava suas fes, secretamente.

Mas a Inquisicao espanhola nas maos do Tomas de Torquemada, o antigo confessor da rainha Isabel, passou a servir de instrumento de terror contra qualquer oposicao. E isso enviou parte do povo espanhol para outros cantos do planeta so porque ela era judia ou muculmana.

Mais tarde eu terei que retornar a esse assunto. Nos nossos dias temos parte da populacao americana tentando mandar de volta 12.000.000 de imigrantes sem documentos como se isso fosse a coisa certa a fazer para resolver os problemas de nossa economia. Ela tem sido enganada por falsos profetas e falsas profecias. Mesmo o presidente dos Estados Unidos, o sr. Barack H. Obama e o pessoal dele, por volta de 2,5 anos no governo, estao aceitando essa maneira torta de enxergar as coisas e ja deportaram cerca de 1.000.000 de cidadaos uteis sem documentos. Nos ja estamos tomando o retorno disso na cara.

Recentemente o sr. Obama suspendeu a deportacao massiva numa tentativa de revisao de cada caso, alegando que a administracao deseja devolver somente os envolvidos em crimes. A suspeita eh a de que ele esteja usando essa estrategia para nao perder os votos dos imigrantes nas eleicoes do ano que vem. A verdade eh essa, em suas palavras parece que o presidente entende os riscos dos Estados Unidos perderem tamanha populacao mas pela postura do governo dele parece tudo palhacada.

A prova de que o D. Manuel I, o Venturoso, nao era tao venturoso esta nos casamentos. Ele teve tres esposas. A primeira foi Isabel de Aragao e Castela; a segundo foi Maria de Aragao e Castela. As duas eram irmas e filhas do Fernando II com a Isabel. A terceira foi Leonor da Austria, princesa da Espanha. Ela era filha do Carlos V, o Kaiser e rei da Espanha, e que tambem era pai do Felipe II, rei da Espanha. Assim, ele nao estava cercado apenas pelas fronteiras com a Espanha mas tambem pelos casamentos.

E uma das condicoes para o casamento dele foi a de que ele teria que fazer o mesmo que os reis da Espanha, em Portugal. D. Manuel I nao tinha vontade para expulsar o povo portugues. Mas nao podia ficar sem fazer nada. Os portugueses eram mais liberais nesse assunto e permitiram aos judeus migrarem para suas colonias, incluindo o Brasil. Eh provavel que neste tempo a populacao muculmana portuguesa fosse muito pequena porque Portugal ja havia reconquistado seu territoria ha muito e os que nao se haviam convertido naquela primeira hora devem ter-se mudado para os territorios muculmanos na Espanha.

Portugal foi o responsavel pelo inicio das Grandes Navegacoes e, como o proverbio brasileiro nos ensina, “matou dois coelhos com uma so cajadada”. Aos poucos e sempre, o comercio mundial foi deslocado das cidades italianas e muculmanas em torno do Mediterraneo para Lisboa. As cidades estado na Italia tinham o monopolio antes para comercializar com os muculmanos.

A Espanha tinha uma parte nisso porque Granada era parte do Imperio Muculmano. Quando Fernando II e Isabel conquistaram Granada e passaram a perseguir os muculmanos por causa da fe, isso voltou-se contra suas economias. Lisboa virou o porto que atraia os mercadores antes residentes na Italia e no mundo muculmano. Essa eh a primeira migracao na Historia em que pessoas ricas migraram para novos lugares em busca de novas oportunidades. Normalmente, migracao esta relacionada aos pobres e perseguidos.

O ambiente que eles encontraram em Portugal era diferente do que tinham na Italia. Em Portugal e na Espanha os reis estavam procurando negocios que pagassem impostos e desejavam o monopolio para o Estado. Mas na Italia ja estavam praticando as primeiras nocoes de capitalismo. Eles tinham bancos e ja trabalhavam com papeis. O unico lugar onde encontraram um ambiente economico parecido foi nas cidades que hoje estao na Holanda. As cidades la pareciam com as Cidades Estados da antiga Grecia.

Holanda era apenas um Condado, territorio da Burgonha. Mas ela foi herdada por Carlos V, o kaiser do Sacro Imperio Germanico e rei da Espanha. Carlos V havia resistido `a Reforma mas nao teve a capacidade de impor a propria vontade. Parte do reino dele era liberal em relacao a religiao. Assim, protestantes, judeus e catolicos eram livres para comercializar em cidades como Amsterdam e Rotterdam como tambem praticar suas religioes. E esta parte do Imperio foi dada a Felipe II, como um presente do pai dele, Carlos V.

Um sinal da importancia dos italianos no comercio e navegacao transcontinentais esta nos nomes de alguns dos exploradores nas Grandes Descobertas. Como sabemos, Cristovao Colombo eh creditado como o primeiro capitao a trazer uma frota ao Mundo Novo. Americo Vespucio estava na frota capitaneada por Pedro Alvares Cabral que aportou no Brasil. E Giovanni da Verrazzano foi o primeiro navegante na Costa Atlantica da America do Norte, a servico da Franca, em 1.524, quando ele entrou na Baia de Nova York e Baia de Narragansett, Massachusetts. Martin Waldssemuller deu nome Americas aos Novos Continentes no Mapa do Mundo dele, de 1.503, in Lorraine, apos latinizar o nome Amerigo, homenageando Vespucio.

O publico geral teve noticia da descoberta do Mundo Novo somente em 1.503, atraves da publicacao de uma carta atribuida a Amerigo Vespucci. Nunca devemos nos esquecer que, no tempo das Grandes Navegacoes, os marinheiros eram como os astronautas de hoje. O que eles encontraram pode ser comparavel a descobrir um novo planeta, cheio de plantas alienigenas, cheio de animais alienigenas e cheio de civilizacoes alienigenas. E o regime de secredo servia ao monopolio da exploracao.

Colocarei mais duas sequencias genealogicas. A primeira eh de Nicolau Coelho. Ele foi piloto de navio e navegou na expedicao de D. Vasco da Gama. Quando regressaram ele estava tao exaltado com a descoberta que partiu na expedicao de Pedro Alvares Cabral que chegou ao Brasil. Posteriormente ele faleceu, em 1.504, retornando da India, possivelmente na costa de Mocambique. O navio desapareceu.

1,450 Nicolau Coelho – Brites Rodrigues de Ataide
1,420 Pedro Coelho – Luisa de Gois
1,400 Catarina de Freitas – Fernao Coelho, I senhor de Felgueiras e Vieira
1,380 Mecia Vaz Sampaio – Martim Fernandes de Freitas
1,360 D. Maria Pereira – Vasco Pires de Sampaio
1,370 D. Maria de Menezes – Alvaro Pereira
1,330 D. Afonso Telo de Menezes – esposa desconhecida
1,310 D. Guiomar Lopes Pacheco – D. Joao Afonso Telo de Menezes
1,290 D. Maria Rodrigues de Vilalobos – D. Lopo Fernandes Pacheco
1,260 Rui Gil de Vilalobos – Teresa Sanchez
1,240 Maria Diaz de Haro – D. Rui Gil de Vilalobos
1,220 Lope Lopez de Haro, el Chico – Berengaria Gozalez Giron
1,190 Urraca Alfonso de Leon – Lope III Diaz de Haro
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – Inez Iniguez de Mendonza
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mahaut de Savoie

Bem, nao penso ser necessario repetir o que vem depois. Na terceira linha dessa sequencia genealogica nos podemos ver os nomes de Catarina de Freitas e Fernao Coelho. No capitulo 5 eles aparecem como ancestrais do meu suposto ancestral, Jose Coelho de Magalhaes. Ha algum tempo eu olhei no site geneall.net – Portugal para verificar se Nicolau Coelho tinha o nosso sangue nas veias e o sitio nao mostrava. Agora parece que foi feita a atualizacao. Isso eh novo para mim inclusive. Nesta linhagem nos podemos apontar varios outros ancestrais comuns como no sobrenome Pereira da bisavo de Nicolau que vem dos mesmos ancestrais do D. Nuno Alvares Pereira.

Somente uma reserva nessa sequencia. Se olharmos as datas antes dos nomes nos vamos ver algo incoerente na sequencia porque parece que, D. Maria de Menezes teria nascido depois da filha, D. Maria Pereira. Mas isso acontece por as datas virem de documentos diferentes e nem sempre de certidoes de batismos. Algumas datas sao estimativas porque nem todos os nossos ancestrais foram registrados ou tiveram certidoes de batismo que sobreviveram. O mais comum eh que as datas foram retiradas de registros de casamentos.

Vamos colocar algo da sequencia genealogica de Pedro Alvares Cabral:

1,468 Pedro Alvares Cabral – D. Isabel de Castro
1,433 Isabel Gouveia de Queiroz – Fernao Cabral
1,405 Joao Gouveia de Queiroz – Leonor Fernandes Coutinho
1,380 Leonor Alvares de Queiroz – Vasco Fernandes Gouveia
1,350 D. Elvira de Castro – Fernao Goncalves de Queiroz
1,310 D. Alvaro Pires de Castro – Maria Ponce de Leon
1,290 Pedro Fernandes de Castro – Aldonca Lourenco de Valadares
1,270 Violante Sanchez – Fernando Rodrigues de Castro
1,250 D. Maria Afonso Teles de Menezes – Sancho IV, rei de Castela
1,225 D. Afonso Teles de Menezes – Maior Gonzalez de Giron
1,205 D. Teresa Sanchez – Alfonso Tellez
1,154 D. Sancho I, rei de Portugal – D. Maria Pais Ribeiro
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mahaut de Savoie

Para simplificar os nossos dados aqui eu nao mencionei os muitos titulos estas personalidades usaram. Porem, como eu pesquisei a fundo os ancestrais do Jose Coelho de Magalhaes, notei muitos outros vinculos entre os ancestrais dele e essa turma de figuras historicas. Um exemplo de outro ancestral comum que os navegantes partilham eh D. Alfonso IX, presente na linhagem do Nicolau Coelho. Ele foi ancestral do Sancho IV, rei de Castela, presente como ancestral do Pedro Alvares Cabral.

Outra personalidade importante em nossos livros de Historia eh Fernao de Magalhaes, o navegante. Ele era o capitao da frota que circunavegou a Terra pela primeira vez na Historia. Ele morreu durante a viagem, em 1.524, mas o nome dele permaneceu como quem fez isso. Ele tambem descende de varios dos ancestrais acima. E tambem era descendente direto de D. Afonso III de Portugal em parceria com Maria Peres de Enxara.

Com respeito a Vasco da Gama, o navegador mais conhecido mundialmente daquele tempo, nao temos dados dizendo que tivesse vinculos familiares com as familias nobres e reais. Mas a esposa dele, Catarina de Ataide, tinha. Ela era descendente do Egas Moniz, o Aio, assim como do Carlos Magno, Hugo I Capet, rei da Franca e Fernando I Magno, rei de Leon e Castela. Pelo lado do Egas Moniz, ela era da linhagem que criou o nome de familia Fonseca (fonte seca). D. Vasco da Gama tornou-se o segundo Vice-Rei da India. Apesar de nao ser atraves deles, eu encontrei na Internet uma familia de la com a assinatura Fonseka e eles clamam ser descendentes do Fonseca portugues.

O fato de os maiores exploradores portugueses terem sido de familias nobres indica-nos que: o segredo da exploracao estava em curso. E isso era usado para evitar a competicao com outros paises. Desde o principio, Portugal e Espanha fizeram de tudo para manter o monopolio da colonizacao do Mundo Novo. Mas, como os Brasileiros dizem: o que eles queriam era “abracar o mundo com as pernas.” O mundo era grande demais para o tamanho pequeno da populacao da Peninsula Iberica. E os reis da Espanha, com o orgulho e preconceito deles, perderam a oportunidade de terem um melhor lugar na Historia para eles proprios.

09. O INCIO DE NOVA IORQUE E ESTADOS UNIDOS

Antes de entrar no assunto temos que relembrar um pouco da Historia comunitaria das Americas. Antes de 1.600, as Americas eram praticamente um monopolio da Espanha e Portugal. E logo depois das novas descobertas elas nao estavam dando retorno pelos custos dos descobrimentos. O que incentivou a maioria das expedicoes nos primeiros momentos era a busca pelo Caminho das Indias, como os portugueses e espanhois chamavam a Asia. Portugal ja estava lucrando via contorno da Africa. E exceto pela exuberante diversidade biologica eles pensaram que as Americas nada mais tinham a oferecer. A mencao ao: “Em se plantando tudo da” pelo correspondente da expedicao de Cabral, Pero Vaz de Caminha, nao havia sido levada em consideracao ainda.

Assim, `a medida que as dificuldades iam se multiplicando, o uso da imaginacao tambem explodia. Tres lendas comecaram a povoar as mentes dos aventureiros naquele tempo. Uma era a Fonte da Juventude. Com origem na mitologia grega, como se fosse possivel ter uma nascente que nos desse vida eterna em nossos corpos. A segunda era da “El Dourado” ou a cidade de ouro. E a terceira era a “Serra das Esmeraldas”.

Nos primeiros dias da exploracao, Juan Ponce de Leon veio `as Americas na segunda viagem do Cristovao Colombo. Ele era um ex-combatente da Guerra da Reconquista e tinha ajudado `a Espanha na luta por Granada. Seguindo instrucoes dadas pelos caribenhos ele conquistou Porto Rico. Foi estabelecido como governador da ilha mas foi deposto pelos adversarios politicos. Continuou seguindo seus sonhos e chegou a Ilha de Bimini, nas Bahamas, na pista de uma lenda nativa da Fonte da Juventude por la. Nesta viagem ele experimentou a Corrente do Golfo, que eh uma forte corrente que sai do Golfo do Mexico indo `a Europa, posteriormente usada para impulsionar os barcos a vela em retorno para o Velho Continente.

De Bimini ele continuou na busca pela Fonte da Juventude e acabou indo `a Costa da Florida. O nome Florida veio do tempo em que ele descobriu o lugar que era a Pascoa (Pascua Florida, em espanhol). O nome tambem esta ligado `a riqueza vegetal. Florida em ingles eh Blossom e nao deveria ser pronunciada com acento na primeira silaba desde que o nome nao foi traduzido. Flores e Flowers sao sinonimos em espanhol e ingles. Juan Ponce de Leon nunca encontrou o que procurava e morreu em consequencia de uma flechada indigena, em 1.521, depois de ser retirado da Florida para Cuba.

Mais de 20 anos depois da descoberta, Vasco Nunez de Balboa foi o primeiro a encontrar a passagem do lado atlantico para o Pacifico. Ele cruzou o Istimo do Panama em 1,513, abrindo o caminho para os espanhois conquistarem as costas a oeste das Americas.

Somente em 1.519, Hernan Cortez, com esperteza e ajuda dos inimigos dos Maias, conquistou a Cidade do Mexico e seu Imperio. Imediatamente a seguir as riquezas que os reis espanhois tanto queriam comecaram a fluir. A Civilizacao Maia ja ha muito sabia trabalhar metais preciosos e gemas. Entao, sem precisar trabalhar para ganha-los, os espanhois assaltaram os cofres dos outros.

Desde que a passagem atraves do Istimo do Panama estava aberta, isso facilitou aos espanhois fazer contato com os incas, em 1,532, que viviam nos Andes. E Francisco Pizarro conquistou a populacao e levou mais riquezas para a Espanha.

Mas o que mais excitou a imaginacao europeia foi a viagem desastrosa feita por Francisco de Orellana e seus companheiros. Ele tentou algo diferente para a epoca. Do Peru eles viajaram ao interior da Floresta Amazonica. Eles desmontaram seus barcos, carregaram-nos pelas montanhas e floresta ate encontrar rios navegaveis da Bacia Amazonica. Dai eles comecaram a viagem dificil, procurando chegar de novo ao Atlantico.

A viagem dele foi narrada pelo frei Gaspar de Carvajal e transcorreu de 1.541 a 1.542. Somente alguns dos viajantes sobreviveram mas foi o suficiente para o Frei Carvajal descrever uma civilizacao que residia na Bacia Amazonica e que era tao grande que eles puderam ver o brilho da brancura das casas durante o dia e os fogos durante a noite por centenas de quilometros. Constantemente eles tinham que navegar no meio dos rios para evitar as flechadas dos indigenas.

Mas eles tambem foram convidados por alguns para comer uma surpreendente variedade de iguarias. Os espanhois nunca haviam visto tamanha variedade de cada, pesca, frutas e vegetais. E a descricao do frei Carvajal foi creditada como lenda porque, depois, esta civilizacao nunca havia sido reencontrada, ate agora. Foi isso que criou a lenda do “El Dourado”. Durante seculos os europeus buscaram por cidades de pedra, folheadas a ouro, assim como estavam acostumados a ver em outras civilizacoes antigas no mundo. Mas pedra na Bacia Amazonas eh um material dificil de encontrar.

So recentemente, a historia do frei Carvajal foi comprovada. A terra amazonica eh um solo pobre. E se nao fosse pela floresta ela poderia parecer-se a um deserto. Arqueologos encontraram sitios numerosos de habitacoes nas margens dos rios. Muito mais, eles encontraram quilometros e quilometros de solo fabricado pelo homem. Estes sitios sao chamados de “Terra Preta” ou “Terra Preta de Indio”. Tambem descobriram que, a fabricacao comecou em cerca de 500 anos a.C. e se extendeu ate depois de 900 d.C. Isto eh a terra comum com adicoes de carvao, ossos e esterco de animais e ceramica quebrada.

A altura da “Terra Preta” varia entre 1 a 2 metros de profundidade. Mesmo depois de milhares de anos o solo continua sua producao, inclusive ha sugestoes de que existam componentes microbianos porque existem os relatos de regeneracao depois que parte do solo eh removido. O que eh impressionante eh isso, la existe o equivalente ao tamanho da Franca e Alemanha combinadas de “Terra Preta” feita pelo homem da Bacia Amazonica. Cientistas estao tentando reproduzir esse formidavel avanco da agricultura mas nao foram capazes ainda de compreender como foi feito. A producao de alimentos da “Terra Preta” pode ser melhor que as das tecnologias mais avancadas de hoje. Se for, isso pode ser usada para salvar bilhoes de vidas no futuro.

Mesmo assim, no estagio de civilizacao em que o povo europeu se encontrava no seculo XVI, talvez nao fosse possivel a eles conquistarem as Americas da populacao nativa se nao tivessem tido a ajuda do inferno. O que quero dizer eh que, inadivertidamente, eles levaram consigo suas doencas comuns como catapora, variola, tuberculose e ate a gripe. Ja haviam milenios que as populacoes da Africa, Asia e Europa mantinham contatos entre si e tambem com animais domesticos maiores. Isso lhes dava uma certa imunidade contra germes que se mostraram mortais para os nativamericanos. Num calculo grosseiro, alguns dizem que cerca de 90% da populacao morreu apos encontrar os europeus. Em alguns casos, eles foram infectados mesmo antes de conhecerem qualquer europeu e isso foi causa de exterminio de civilizacoes inteiras.

Atualmente, os cientistas estao concluindo que foi exatamente isso que aconteceu `as civilizacoes da Bacia Amazonica. E os europeus que procuravam cidades de pedra estavam totalmente enganados por suas ignorancias. As civilizacoes que viviam na Bacia Amazonica construiram daquilo que lhes era disponivel: madeira, solo e outras partes das plantas.

Na viagem do Francisco Orellana o nome do rio foi trocado para Amazonas. A lenda diz que, os navegantes viram o que parecia a eles ser cavaleiras montadas em seus cavalos nas margens do rio. Dai o nome do rio ser uma lembranca das amazonas da Historia Grega. Permanece, porem, na lingua portuguesa a palavra amazonas com o significado de cavaleira.

Todos os exploradores espanhois vem de familias nobres. Eu dei uma olhada no geneall.net portugal mas o site ainda nao mostra isso. Alguns como o Juan Ponce de Leon tem ancestrais la, mas sem as ligacoes com as familias reais. Porem eu sei que, o nome Ponce de Leon eh o resultado do casamento entre Aldonca Alonso de Leon e Pedro Ponce de Cabrera. D. Aldonca era filha do Alfonso IX, rei de Castela e Leon com D. Aldonca Martins da Silva. E ela nasceru por volta de 1.215. Tambem, os sobrenomes das ancestrais do Juan sao comumente usados pelas familias nobres como: Guzman, Baeza, Ayala, Figueroa y Manuel.

Outra observacao interessante eh a respeito de Francisco Pizarro, o conquistador do Imperio Inca. O site nao indica que venha de familias reais mas, como conquistador, o primeiro tesouro que tomou dos Incas foram duas filhas do Atahualpa, o ultimo imperador, que foi morto pelos espanhois para pavimentar o caminho de manter o Imperio. Angelina e Ines Youpanqui fizeram parte de um padrao de comportamento dos conquistadores portugueses e espanhois. No seculo XVI a maioria deles nao levaram as mulheres brancas. Eles se casaram ou simplesmente se juntaram `as nativas convertidas.

Vamos ao lado portugues da Historia. Mesmo que Pedro Alvares Cabral seja dito o primeiro portugues a ir ao Brasil, existem controversias a este respeito. A gente sabe que, o explorador espanhol: Francisco Yanez Pinzon, esteve nas costas brasileiras antes. E ele entrou no Rio Amazonas. A expedicao dele deu o nome “Mar Dulce” (Mar Doce) ao rio, talvez sem saber que era um rio, tres meses antes do Cabral. Mas la ainda nao era Brasil porque pelo Tratado de Tordesilhas pertencia `a Espanha.

Eh dito que outros exploradores portugueses ja haviam estado nas Americas, inclusive antes de Colombo. Segundo eh dito, Afonso Sanches foi quem indicou-lhe onde estavam as Antilhas porque ja havia estado la, quando o explorador famoso aportou na Ilha da Madeira. E pelo menos mais dois outros portugueses: Joao Coelho e Duarte Pacheco ja haviam ido ao Brasil antes do ano 1.500. Porem, oficialmente, quem recebeu a ordem de D. Manuel I, o Venturoso, para tomar posse do territorio foi o Cabral.

Durante os 30 primeiros anos, a unica atividade comercial que Portugal tinha no Brasil era a exploracao do pau-brasil, por ele oferecer uma tinta vermelha muito apreciada pelos europeus. O Brasil oferecia muitas outras madeiras ao longo de seu luxuoso tapete verde costal. A exploracao foi tao intensa que nas costas do Brasil atualmente existem apenas umas lembrancas do que foi antes. A maioria dos brasileiros nem sequer conhecem o pau-brasil que deu nome ao pais.

A respeito dos 30 primeiros anos se diz que: o Brasil se transformou no lugar de criminosos exilados. E eh corrente uma piada a respeito. “Um anjo perguntou a Deus: “Senhor, todos os outros paises no mundo tem problemas serios como os vulcoes, terremotos, tornados, furacoes, montanhas imensas, neve, inverno frio, desertos e outros mais, por que o Senhor deu aos brasileiros um lugar como o Paraiso?” E Deus respondeu ao anjo: “Meu amigo, voce precisa olhar com cuidado. Voce percebeu a gentinha que esta destinada a viver la?”

A piada eh repetida pelos ignorantes que nao sabem que, os exilados iniciais que foram para o Brasil nao eram criminosos como assassinos e ladroes. Eles foram exilados em razao das crencas diferentes ou em razao de terem tomado posicoes partidarias diferentes da da classe dominante. A piada tambem foi usada pelos preconceituosos todas as vezes que a economia brasileira passou por dificuldades. E isso era o mais frequente. E os preconceituosos, normalmente, ricos ou descendentes de origem nobre, referem-se como “Ze Povinho” aos descendentes dos nativo-brasileiros, africanos e exilados, lingando-os `a pilheria.

Como veremos mais tarde, a maioria dos brasileiros, pelo menos aqueles que tem raizes desde os tempos coloniais, sao descendentes deles. E mais, o “Ze Povinho” nunca teve culpa. Ele nunca mandou em nada e o trabalho duro dele sempre foi usado pelos ricos e pela elite menor. A pilheria sempre foi um truque dos covardes com mente perniciosa que desejavam culpar as vitimas pelos seus proprios crimes.

Os 30 primeiros anos da colonizacao portuguesa no Brasil nao se resumem somente `as trocas de madeira valiosa por bugingangas entre os indigenas e os colonizadores, como isso eh mencionado por alguns historiadores. O evento mais importante deste periodo foi a iniciacao da genetica do povo brasileiro. Temos que nos lembrar que a colonizacao inglesa comecou mais de um seculo depois da espanhola e portuguesa. O inicio de cada uma teve motivacoes diferentes. E, mais importante de tudo, espanhois e portugueses nao mandaram mulheres com os colonos porque as suas culturas eram machistas e as viagens transoceanicas estavam em fase experimental.

Ora pois, os homens portugueses nao sabiam resistir a seus instintos machistas. E eles se apaixonaram pelas indias `a primeira vista. Eles tinham tempo de sobra para juntar o pau-brasil com a ajuda dos indios e amontoa-lo nas imediacoes das praias, nalguns galpoes improvisados, na espera do proximo embarque que tanto poderia vir em seis meses quanto no ano seguinte. Eles nunca tinham certeza. Enquanto isso eles ocupavam o tempo deles fazendo a proxima geracao, literalmente.

Martim Afonso de Sousa foi enviado ao Brasil para organizar o primeira tentativa de colonizacao. Portugal estava avisado sobre as incursoes dos ingleses, franceses e holandeses que exploravam o pau-brasil na ausencia de defensores portugueses. Martim Afonso foi ao Brasil para estabelecer colonias e organizar a defesa do territorio. Com a ajuda dos Jesuitas ele fundou Sao Vicente, a primeira cidade do Brasil; Sao Paulo do Piratininga, onde hoje esta Sao Paulo, a maior cidade por la; e tambem Santos, o porto mais movimentado da America do Sul e, ainda, Santo Andre, que virou uma cidade industrial, na Grande Sao Paulo.

Em 1.533 ele retornou a Portugal e foi enviado para a India onde tambem era requerido para defender as possessoes portuguesas de la. Em 1.542 foi nomeado vice-rei da India. Ele terminou os dias dele em Portugal, onde em 1.571 veio a falecer.

O proximo capitulo da Historia do Brasil eh conhecido como Capitanias Hereditarias. Logo apos Martim Afonso estar no Brasil, o rei D. Joao III tomou outras medidas para defender as colonias portuguesas contra invasoes estrangeiras. O que se decidiu foi dividir o territorio brasileiro em colonias, dadas aos nobres para comecarem a colonizacao europeia, efetivamente. Para o Martim Afonso foram dadas duas colinias, Sao Vicente e Rio de Janeiro. Mas ele nunca voltou la. So os descendentes herdaram.

Martim Afonso estabeleceu um padrao de organizacao que permaneceu na administracao brasileira por seculos. O filho dele, Pero Lopes de Sousa, herdou a Capitania de Sao Vicente. E, provavelmente, o genro, Estevao Gomes da Costa, herdou a Capitania do Rio de Janeiro. Estou falando provavelmente porque nao estou tao certo mas minha duvida eh baseada em fatos. A minha intencao eh mostrar mais uma sequencia genealogica para dar uma ideia melhor do que estava acontecendo no Brasil naquele tempo.

1,210 D. Afonso III, rei de Portugal – Madragana ou Mor Afonso
1,250 Martim Afonso Chichorro – Ines Lourenco de Valadares
1,280 Martim Afonso Chichorro II – D. Aldonca Anes de Briteiros
1,320 Vasco Martins de Sousa Chichorro – Ines Dias Manoel
1,341 Martim Afonso de Sousa – Aldonca Rodrigues de Sa
1,385 Martim Afonso de Sousa – Violante Lopes de Tavora
1,425 Pedro de Sousa – Maria Pinheiro
1,460 Lopo de Sousa – Brites de Albuquerque
1,490 Martim Afonso de Sousa – esposa desconhecida
Isabel Lopes de Sousa – Estevao Gomes da Costa
Felipa Gomes da Costa – Vasco Pires da Mota
Atanasio da Mota – Luzia Machado
Eufemia da Costa Mota – Joao de Godoy Moreira
Gaspar de Godoy Colaco – Sebastiana Ribeiro de Morais
Maria Pedroso de Morais – Joao Correia da Silva
Escolastica de Morais – Joao da Cunha Ataide
Maria Candida da Cunha Ataide – Francisco Joaquim de Andrade
1,798 Francisco de Paula Andrade – Joana Rosa de Andrade Lage
1,835 Elias de Paula Andrade – Rosa Amelia Silveira Drummond
1,860 Carlos de Paula Andrade – Julieta Augusta Drummond
1,902 Carlos Drummond de Andrade – Julieta Augusta Drummond

Do que estava acontecendo no Brasil eu decidi alongar a sequencia genealogica que coloca o Martim Afonso quase no meio. Primeiramente eu queria mostrar o primeiro casal que eh formado pelo nossos conhecidos ancestrais, rei Afonso III de Portugal e sua amante, Madragana. Eu ja a mencionei porque ela foi filha do prefeito do Faro quando a Reconquista de Portugal foi completada por aquele rei. Ela procede de familia judia e eh ancestral de muitos outros importantes, como a rainha Victoria da Inglaterra.

Mas eu tambem queria relembrar o poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade que era um dos descendentes do Martim Afonso de Sousa. A Familia Andrade dele estabeleceu-se em Itabira, Minas Gerais, desde o bisavo dele. Uma de minhas bisavos, Ercila Coelho de Andrade, nasceu la e nos passou isso: ela seria prima do poeta mas ninguem na epoca prestou atencao em qual grau ou por quais vias. Atraves de uma outra linhagem eu descobri que o poeta tambem descende do D. Dinis, rei de Portugal, e tambem eh primo do poeta portugues mais famoso, Luis Vaz de Camoes.

Em nossos dias nos temos tentado localisar a ligacao mas estamos de maos vazias por enquanto. Em tempos passados os registros eram feitos pela Igreja Catolica e a tinta de algumas paginas dos livros de Itabira evaporaram. Para ver o que esta escrito agora nos precisaremos de instrumentos especiais que nao temos. Entao, precisamos ter paciencia e sorte porque, no Brasil, algumas pessoas podem pegar os livros e jogar no lixo imaginando que nao tenham nada de interesse.

Desde ja eu indicarei o seguinte video no endereco: http://e-relevante2009.blogspot.com/2010/4/apresentacao-de-belo-horizonte-para-o.html. Nao se preocupe, tudo esta falado em ingles porque foi produzido pelo Departamento de Relacoes Exteriores Americanos. Ele da uma pequenissima ideia das parcerias entre Brasil e Estados Unidos em 1.948. O interessante eh ver nele as cidades de Itabira, Belo Horizonte, Ouro Preto e Minas de um modo geral. Quem souber ingles, preste atencao especial no que eh dito a respeito da importancia estrategica do Estado para a defesa americana naquele tempo. Eu volterei a tocar neste video posteriormente.

Gostaria de apresentar algo mais a respeito da Historia do Brasil. Nos Estados Unidos nos temos a Lenda de Pokahontas que eh baseada em fatos reais. No Brasil tambem existem varias estorias que parecem similar a Pokahontas. Uma delas eh a respeito de Joao Ramalho. A lenda a respeito dele fala que, ele seria morto pelo cacique indigena quando a filha do chefe se colocou entre os dois e pediu pela vida dele porque ela planejava casar-se com ele. Mas isso esta apenas na lenda.

De fato, o que se sabe eh isso, quando Martim Afonso de Sousa desembarcou em Sao Vicente, o contingente dele foi cercado por membros da tribo local. Quando eles pensaram que teriam que lutar por suas vidas, alguem apareceu para anunciar que, estava tudo bem. Era Joao Ramalho, um aventureiro portugues que ha muito tinha feito amizade com os indios. Joao tinha deixado esposa em Portugal. Mas o padre Manoel da Nobrega, que era um Jesuita do contingente do Martim Afonso, casou-o com a antiga companheira chamada Bartira. Bartira foi batizada com o nome de Isabel Dias. Ela era filha de Tibirica, o grande cacique da tribo.

Mas essa nao eh a verdade por inteiro. Os indios nao tinham regras contra o homem ter mais de uma mulher. Como consideravam o Joao com grande respeito, muitos outros caciques traziam suas filhas para casar-se com ele. E ele era muito do bigamo. Mas ninguem estava preocupado com isso naquele ambiente. Joao Ramalho e seus muitos filhos viviam na regiao de Sao Vicente, Santos, Sao Paulo e no Vale da Ribeira. Eles forneciam mercadorias aos navios que passavam, faziam reparos nas embarcacoes e cacavam outros indigenas para vender como escravos. Tambem eh dito que os filhos de Joao Ramalho eram particularmente crueis com esses parentes deles.

Foi desta forma que a genetica brasileira comecou. E eu vou colocar mais uma sequencia genealogica mostrando uma via como, possivelmente, milhoes de Brasileiros sao descendentes diretos dos nativos brasileiros. Eu queria mostrar um exemplo como os descendentes do Martim Afonso de Sousa e Joao Ramalho tornam-se os mesmos. Ele estava com o Martim na fundacao de Sao Vicente, Sao Paulo e Santo Andre e, se nao fosse por ele, talvez tivessemos uma Historia do Brasil diferente. Outra observacao a respeito do Joao eh essa: alguns historiadores suspeitam que fosse um Cristao Novo (judeu convertido ao catolicismo por forca de lei). Os nomes dos pais dele eram: Joao Velho Maldonado e Catarina Afonso.

Tibirica – nome desconhecido da esposa
1,500 Isabel Dias (Bartira) – 1,493 Joao Ramalho
Catarina Ramalho – Bartolomeu Camacho
desconhecida Camacho – Jeronimo Dias Cortes
Ana Camacho – Domingos Luis, o carvoeiro
Bernarda Luis Camacho – 1,575 Amador Bueno da Ribeira, o aclamado
Isabel da Ribeira – Domingos da Silva Guimaraes
Isabel da Silva Bueno – 1,670 Domingos de Castro Correia
Joao Correia da Silva – Maria Pedroso de Morais.

Daqui para frente nos voltamos aos ancestrais do poeta Carlos Drummond. O casal acima eh um dos pentavos dele, ja apareceram na sequencia genealogica anterior.

O nosso proximo topico sao as Capitanias Hereditarias. Como eu disse, o rei Joao III de Portugal certamente foi avisado por Martim Afonso de Sousa a respeito das incursoes que os piratas de outros paises europeus faziam para carregar mercadorias da costa brasileira e ele decidiu criar as Capitanias Hereditarias. O sistema ja havia sido usado nas Ilhas da Madeira. O territorio brasileiro, colonizado por Portugal, foi dividido em 15 partes. Cada uma dada a um nobre para administrar. Todos os riscos e obrigacoes financeiras corriam por conta do donatario (Capitao-Mor), que era um investidor privado. Em troca o donatario tinha o poder de decisoes.

Porem, apenas duas das capitanias deram bons resultados. As duas tinham dado prioridade para a producao de acucar. Uma foi a Capitania de Pernambuco que foi ganha por Duarte Coelho. Hoje-em-dia, ocupando o mesmo espaco existe o Estado de Pernambuco. Contando a partir daquele tempo, os livros de Historia do Brasil classificam os proximos 150 anos como Ciclo do Acucar. Vamos por mais uma sequencia genealogica:

1,370 Fernao Coelho, 1o. senhor de Felgueiras e Vieira – Catarina de Freitas
1,420 Martim Coelho – Joana de Azevedo
1,435 Goncalo Coelho – (Violante Magalhaes)
1,480 Duarte Coelho, senhor de Pernambuco – Beatriz de Albuquerque
1,539 Jorge de Albuquerque Coelho – D. Catarina da Silva
1,591 Duarte de Albuquerque Coelho, conde de Pernambuco – D. Joana de Castro

Eu comecei do Fernao Coelho e Catarina de Freitas agora porque eles ja estao presentes no capitulo 5, como ancestrais do Jose Coelho de Magalhaes e no capitulo 7, como avos do Nicolau Coelho, o piloto de navio das viagens do D. Vasco da Gama e Pedro Alvares Cabral. Entao, o Duarte Coelho era parente proximo do Nicolau. Temos que tomar cuidado aqui para nao afirmar que Violante Magalhaes fosse a mae do Duarte Coelho. Possivelmente nao era. Ele era filho do Goncalo Coelho, 3o. senhor de Felgueiras e Vieira, mas ninguem tem certeza do nome materno.

Duarte Coelho foi chamado pelo rei D. Sebastiao de Portugal para ajuda-lo em sua aventura desastrosa no Norte da Africa, onde ele desapareceu. A morte de D. Sebastiao acabou sendo aproveitada pelo Felipe II para unificar as duas coroas. No periodo de 1.580 a 1,640 Portugal e Espanha formaram a Uniao Iberica sob a coroa espanhola. Este periodo eh classificado com Dinastia Filipina, porque Portugal foi administrado por tres reis da Espanha com nome Felipe.

Em Pernambuco, Duarte Coelho fundou sua capital, Olinda. A lenda diz que, `a primeira vista ele disse admirado: “Oh Linda!”, ai o nome ficou cravado. Provavelmente, ele levou com ele uma familia de colonizadores que assinava Barbalho. A Familia Barbalho esta presente no proximo capitulo da Historia do Brasil, mas eh muito ignorada pelos historiadores fora do Estado da Bahia. A familia tambem tem uma ligacao importante com a Historia de Nova Iorque, apesar de ser indiretamente.

Somente para ilustrar a ignorancia dos fatos que ajudaram a construir a nossa Historia comum, eu contarei aqui um acontecimento comigo nos Estados Unidos. Vi uma propaganda na tv do Historical Research Corp. dizendo que: nos podiamos contata-los e eles mandariam algo a respeito da origem dos nomes de nossa familia. Ainda, nos poderiamos ter uma segunda opcao, de graca. Ai eu pedi informacoes a respeito dos meus dois nomes: Magalhes e Barbalho. Do Magalhaes eles informaram corretamente, mas do Barbalho, vejam a resposta que me foi dada:

“O Historical Research Center tem pesquisado nomes por 20 anos. Nossos dados sao os mais completos do mundo nessa materia, contendo mais de 1.000.000 de sobrenomes de 135 paises e culturas diferentes. Cada nome eh pesquisado individualmente e informacoes especificas ligadas ao nome sao fornecidas.

Infelizmente, um dos sobrenomes pedido para informarmos a origem e darmos o certificado gratuito nao se encontra nos dados que temos. Estamos enviando sua ordem incompleta. Nossos dados sao constantemente atualizados com sobrenomes e informacoes a respeito dos nomes ja pesquisados. Para o estimado cliente, oferecemos 25% de desconto se voce desejar fazer o pedido para um certificado celebratorio para o sobrenome que nao se encontra em nossos dados. Ordenando o certificado celebratorio para o nome, nossos pesquisadores irao compor um documento que contera informacoes fascinantes a respeito do nome, incluindo os dados mais antigos documentados e as razoes para os fatos, o significado e a origem, nomes de pessoas importantes que usaram a assinatura, dados imigratorios e variacoes na escrita do nome. Nos tambem fornecemos uma descricao escrita do escudo da familia e uma estampa colorida deste escudo. Colocando um pedido do registro celebratorio para este sobrenome nos o adicionaremos em nossos dados e outros membros de sua familia poderao obter as mesmas informacoes a respeito desse sobrenome.”

Ta bom! Isso nao passa de uma correspondencia comercial. Mas eu esperaria algo mais de qualquer um que alegasse ter mais de 1.000.000 de sobrenomes em seu banco de dados. O escudo da familia eu encontrei posteriormente no blog de um de meus contatos no Brasil. O nome dele eh Ormuz Barbalho Simonetti. Ha tambem no Orkut uma comunidade em nome da familia que tambem mostra o escudo. Na internet brasileira encontramos muitas informacoes a respeito do nome, infelizmente, a maioria em nome de certo politico que foi defenestrado por ma conduta. Continuemos a nossa historia para depois mostrar a ligacao entre a familia Barbalho e a Historia de Nova Iorque.

Infelizmente, o que parece sucesso aos Brasileiros nao trouxe bons resultados para a Africa. O cultivo da cana-de-acucar naquele tempo, da mesma forma que qualquer outra atividade, demandava muita mao-de-obra bracal e os europeus fizeram opcao por importar escravos de la, porque seria muito mais dificil escravizar os nativos na propria terra deles. Desde entao, os africanos foram escambados pelos proprios produtos da cana como a cachaca ou pelo dinheiro que rendia.

A comercializacao nao era apenas nojenta por reduzir a pessoa humana a tamanho disrespeito. Isso levou `a disrupcao da sociedade africana. Levou guerras ao continente e aventureiros com uma unica coisa na cabeca, ganhar dinheiro facil. A Africa tornou-se refem da loucura de nossos ancestrais por, pelo menos, quatro seculos e meio.

Depois dos resultados negativos da maioria das Capitanias Hereditarias no Brasil, a coroa portuguesa decidiu mudar de tatica de colonizacao. Assim, foi nomeado um Governador-Geral que tinha o poder de um vice-rei. O escolhido para ocupar o cargo foi Tome de Sousa. Alguns ancestrais dele eram os mesmos ancestrais do Martim Afonso de Sousa, comecando por Alfonso III e Madragana. Ele foi para o Brasil em 1.549 com 1.000 pessoas. Eram militares, sacerdotes (os primeiros Jesuitas no Brasil), colonos e 400 exilados por crimes menores em Portugal.

Tome de Sousa fundou a cidade de Sao Salvador que continua como capital da Bahia. Ali era um ponto estrategico, equidistante entre Sao Vicente no sul e Olinda no norte. Ela veio a ser a primeira capital do Brasil e permaneceu ate `a proxima fase da Historia do Brasil, quando a capital foi transferida para o Rio de Janeiro. Tome ficou no Brasil so 4 anos, a partir de 1.549. Depois ele retornou a Portugal e permaneceu como conselheiro do rei para assuntos brasileiros. E ele aconselhou a criacao de mais vilas para atrair mais colonos.

Naquele tempo, Portugal estava com problemas por causa da competicao no comercio oriental, os espanhois estavam tendo sucesso na obtencao das riquezas minerais das Americas e o Brasil estava cercado pelos outros europeus, que tambem queriam colonizar as Americas. Os ingleses, franceses e holandeses nao reconheciam o Tratado de Tordesilhas, alegando que eles nunca tinham ouvido falar no Testamento de Adao que desse o monopolio `a Espanha e Portugal. Este eh um dos sinais da nossa Historia comum. A lei sempre sera suprema, ate que os interesses se tormam superiores.

Um problema que Tome de Sousa encontrou no Brasil foi a falta de respeito com as leis. Um de seus companheiros: Pero Borges, o responsavel pelos assuntos juridicos, expressou numa carta ao rei algo assim: “Existem nestas terras muitos homens casados no reino que estao vivendo aqui por muitos dias, fazendo nada para viver e ainda vivendo em concubinato com, pelo menos, um par de gentias, tornando-se, pois, piores que os gentios…”

Pero Borges pediu punicao para todo mundo mas o rei Joao III, inteligentemente, deu anistia a tudo o que fora feito antes da presenca de Tome de Sousa naquela terra, exceto por: “cinco casos de heresia, traicao, moeda falsa e morte de homem cristao”. Ele estava muito bem informado do quao dura a vida parecia para aqueles tao longe de casa e sabia ser mais sabio ter aquela gente corajosa como aliada que como inimiga. E depois isso deu bom retorno.

Desde o comeco da colonizacao no Brasil, como eu mencionei antes, tambem a genetica brasileira comecou a ser formada. E tambem a lingua portuguesa comecou a ganhar palavras novas para definir situacoes novas. Os filhos de portugueses com as nativas precisavam definicao. E eles comecaram a chama-los de caboclos (as). Desde que os africanos foram levados para o Brasil em condicao de escravos, logo perceberam ser mais inteligente levar tambem as africanas porque era mais barato produzir criancas escravas no Brasil que importar o original.

Porem, um numero muito maior de europeus andava pelo Brasil que mulheres brancas. O portugues nao se envergonhava de fazer sexo com qualquer linhagem feminina. Desse relacionamento formou-se o mulato (a). Mesmo apos os seculos se passarem, pessoas ricas que tinham muitos escravos continuaram fazendo concubinas em suas senzalas. Para os brasileiros, o casamento ou relacionamento interracial nao era nada do que se admirar. Isso passou a ser preconceito depois, quando mais europeus chegaram ao Brasil e foi formada uma elite mais clara.

Mesmo assim, o preconceito no Brasil foi amaciado pela maior presenca da populacao produzida pelos casamentos interraciais. Ate eu pude constatar isso em minha juventude quando a musica brasileira era repleta de tres palavras: mulata, cabocla e saudade. Naquele tempo, os homens nao sonhavam com Cinderela, Branca de Neve ou Bela Adormecida. Estas sempre foram estorias para criancas. Nossas princesas eram reconhecidas por suas geneticas. O que se dizia era isso, era quase impossivel para o homem resistir ao charme da mulata ou cabocla.

Eu penso que os americanos experimentaram o poder magico do resultado do casamento interracial na eleicao presidencial de 2008. O presidente Obama comete um erro identificando-se como preto. Ele eh mulato, o que nao eh ruim ou bom. Ele eh apenas a prova de que, quando o amor existe todas as fronteiras desaparecem. O amor nao se importa com barreiras. Voltarei a esse assunto posteriormente.

Saudade eh uma palavra que os brasileiros acreditavam nao existir nas outras linguagens. Isso eh o sentimento tamanho da falta de alguem ou de alguma coisa que chega perto de ser uma doenca. Era o sentimento dos africanos e portugueses a respeito de suas terras de nascimentos e seus parentes. Eh um sentimento do fundo do coracao indigena pela perda de sua liberdade. Agora eh o sentimento de todos que sao resultados dos casamentos interraciais.

Entao, com a riqueza das terras e a beleza da paisagem, o Brasil instigava a avareza dos outros povos europeus. Nos temos um capitulo dedicado `as tentativas de invasao das terras brasileiras. Nos temos dois capitulos na Historia Brasileira chamados: Invasoes Francesas e Invasoes Holandesas.

As Invasoes Francesas tiveram alguma influencia na Historia Brasileira. Desde que Martim Afonso de Sousa esteve no Brasil ele havia recomendado a construcao de uma cidade na Baia de Guanabara. Mas os indegenas do lugar nao tinham afinidades como os portugueses e o assunto nao passou de projeto. No tempo do segundo governador-geral, Duarte da Costa, um frances, Nicolas Durand de Villegagnon, que ja conhecia o lugar, convenceu alguns a estabelecer uma colonia francesa la. O nome desse projeto foi Franca Antartica.

E eles comecaram construindo um forte, fizeram contato com as tribos que nao gostavam dos portugueses, faziam trocas com os indios por mercadorias locais e mandaram para a Franca. O comercio estava se desenvolvendo bem, ate que o terceiro governador-geral do Brasil nao chegou. O nome dele era Mem de Sa, e uma pequena parte da genealogia dele eh mostrada na proxima sequencia genetica:

1,500 Mem de Sa – Guiomar de Faria
1,460 Goncalves Mendes de Sa – esposa desconhecida
1,410 Joao Goncalves de Miranda Sotomaior – Filipa de Sa
1,380 Fernao Anes Sotomaior – Constanza de Zuniga
1,340 Pedro Alvares de Sotomaior – 1,360 Elvira Mendes de Benevides
1,310 Fernan Anes de Sotomaior – Maria Anes da Novoa
Alvaro Pires de Sotomaior – Ines Anes de Castro
1,290 Elvira Anes Marinho – Pedro Alvares de Sotomaior
1,270 Joao Pires Marinho – Teresa Pais Marinho
1,250 Sancha Vasques Sarraza – D. Pedro Anes Marinho
1,230 Vasco Peres Sarraza – nao identificada Anes da Novoa
1,210 Pedro Soares Sarraza – Elvira Nunes Maldonado
1,190 Maria Alfonso de Leon – Soeiro Aires de Valadares
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – D. Teresa Gil de Soverosa
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mafalda de Sovoia

Frequentemente, os nobres nao estao ligados por apenas uma linhagem `as familias reais. No caso do Mem de Sa isso nao eh diferente. Uma das alternativas que o ligam `as familias reais eh mostrada pela sequencia genealogica abaixo. Comecando por D. Sancho I, segundo rei de Portugal, que tambem era filho de D. Afonso e Mafalda de Savoia.

1,154 D. Sancho I, rei de Portugal – D. Maria Pais Ribeira, a Ribeirinha
1,205 D. Teresa Sanches – Alfonso Tellez
1,225 D. Joao Telo de Menezes – Elvira Goncalves Giron
1,250 D. Goncalo Anes Raposo – D. Urraca Fernandes de Lima
1,280 D. Beatriz Goncalves Raposo – Joao Pires da Novoa
1,310 Maria Anes da Novoa – Fernan Anes de Sotomaior

O ultimo casal ja esta na sequencia genealogica anterior por ser tetravo do Mem de Sa duas vezes. E se prestarmos melhor atencao aos outros nomes nos podemos ver tambem ligacoes com as sequencias genealogicas apresentadas para os navegadores. Como eu ja disse, todo mundo eh parente, de uma ou outra maneira.

Mem de Sa teve que fazer a seguranca do resto da costa brasileira e pacificar tribos revoltadas em torno da capital Salvador. Ele enviou o sobrinho, Estacio de Sa, para lidar com o problema frances. Estacio fez uma alianca com indigenas do Espirito Santo e pediu socorro de Sao Vicente. Eles conseguiram destruir o Fort Coligny, construido por Villegagnon. Tambem fundou uma nova cidade com nome em homenagem ao infante rei, D. Sebastiao. Assim surgiu a cidade de Sao Sebastiao do Rio de Janeiro. Posteriormente o nome foi reduzido para Rio de Janeiro.

Mas este foi apenas o principio da guerra. Os colonos franceses se embrenharam nas matas junto com seus aliados indigenas onde eles continuaram fazendo comercio e atacando os colonos portugueses. Estacio de Sa reorganizou a defesa e continuou a luta ate que os franceses fossem totalmente vencidos. Ele teve a ajuda de dois jesuitas: Manoel da Nobrega e Jose de Anchieta. Os dois sao veradeiras lendas no Brasil. Sao eles que catequizaram os indios, os organizaram em povoacoes semelhantes `as europeias e os introduziram `a cultura europeia.

Mesmo que o trabalho dos jesuitas tenha reduzido os indigenas a um grau de menor importancia na sociedade brasileira , por outro lado, eles tentaram impedir a escravidao deles. Eles nunca conseguiram impor essa vontade e os descendentes de portugueses com indios foram os responsaveis por conquistar o interior do Brasil de forma nada amigavel para os outros indios de la. Outro nome daquele tempo foi o cacique Arariboia. Por ter ajudado ao Estacio de Sa ele foi presenteado com terras proximas ao Rio de Janeiro. Ele fundou uma povoacao que agora eh Niteroi, ex-capital do Estado do Rio de Janeiro.

No final da conquista, Estacio de Sa morreu em consequencia das feridas de batalha. Mas os franceses foram expulsos. Posteriormente eles tentaram outra invasao no Nordeste do Brasil onde tiveram mais sucesso. Fundaram a Cidade de Sao Luiz, agora a capital do Maranhao. La eles planejaram estabelecer a colonia com nome de Franca Equinocial. E foram expulsos de la em 1.616 pelos portugueses. Por fim acabaram encontrando um lugar na America do Sul que se tornou a Guiana Francesa. Brasileiros e franceses tiveram outros entreveros em seus relacionamentos mas nada mais serio quanto estes primeiros.

Agora, voltemos aos negocios. O titulo do capitulo promete algo a respeito do comeco de Nova Iorque e dos Estados Unidos. Mas esse comeco se da na Europa com a bagunca criada em torno das questoes religiosa e do poder economico. Quando o Carlos I, o Kaiser e rei da Espanha deixou o poder, Felipe II, rei da Espanha, herdou a Espanha e o que depois ficou conhecido como Paises Baixos. E la existia uma certa liberdade economica e religiosa. Mas o Felipe II nao concordava com a ideia. Entao, as partes nortes da possessao declararam sua independencia.

Eles tiveram oito anos de guerra, apos 1.581, contra as forcas do Felipe II. E a guerra foi espalhada mundo afora. Tambem se diz que, a guerra contra a Espanha criou o sentimento de nacionalismo que criou uma nova nacao. Mas um componente fundamental dessa nova nacao foi a criacao da primeira multinacional do mundo. A Companhia das Indias Ocidentais. E a companhia comecou a buscar outra via de ir `a India e encontrou um otimo campo de trocas de peles no Estado de Nova Iorque, em torno do Rio Hadson. A companhia foi a responsavel pelo inicio da colonizacao, fixando colonos e distribuindo terras para eles trabalharem. Eles sao os responsaveis pela fundacao da Nova Amsterda que se tornou Nova Iorque depois que a colonia foi tomada pelo rei ingles. Fundaram tambem Nova Orange, que hoje eh Albany, a capital do Estado de Nova Iorque.

Nao podemos esquecer que, aquela multinacional tinha um capital imenso. Da metade do seculo XVI ate que a Inglaterra tomou o poder, os holandeses foram a maior forca naval do mundo. Talvez Felipe II tenha construido a maior marinha de guerra naquele tempo mas os holandeses controlavam a marinha mercante associada a outra de guerra. E depois que a Armada Invencivel do Felipe II foi afundada pela Marinha Inglesa, os Holandeses dominaram o comercio ao redor do mundo.

Os holandeses tambem sao responsaveis por tres tentativas de invasao do Brasil. Eles haviam investido na producao do acucar e desde que estavam em guerra contra a Espanha, e o Brasil virou uma colonia dela na Uniao Iberica, eles pensaram que tivessem o direito de retaliar o rei Felipe II pela proibicao do comercio entre os holandeses e as possessoes sob o controle daquele rei.

A primeira tentativa deles foi contra a capital, Salvador, na Bahia. Isso aconteceu durante os anos de 1.624 a 1,625 mas a populacao repeliu o ataque. A operacao custou caro para a companhia mas em 1.630 eles conseguiram interseptar o carregamento inteiro de um ano de exploracao de prata das colonias espanholas. E usaram isso para financiar a Invasao da Capitania de Pernambuco. Durante 24 anos a colonia foi dominada pelos holandeses.

A principio a resistencia foi feita pela populacao. Basicamente foi liderada pelos Senhores de Engenho. A resistencia nao tinha um comando unificado. Cada lider tinha seu grupo e atacava `a moda dos indios, estilo guerrilha. Isso manteve os holandeses restritos `a imediacao de Olinda. Mas com o prolongamento da guerra alguns Senhores de Engenho aderiram `a causa dos holandeses.

Entre 1.637 a 1.644, e os brasileiros celebram isso, foi o periodo da presenca do conde Joao Mauricio de Nassau que teve uma boa administracao para o povo. Ele remodelou a Cidade de Olinda e seu porto, Recife. Posteriormente, Recife virou a capital do Estado. Ele foi tolerante em questoes religiosas e abriu a colonia para a imigracao de protestantes e judeus. Inclusive esta em Pernambuco a Sinagoga mais antiga das Americas.

A monarquia portuguesa foi restaurada em 1.640, findando 60 anos de dominio da coroa espanhola. Os brasileiros aderiram ao partido do duque de Braganca que se tornou rei sob o nome de Joao IV. Mas os holandeses conquistaram mais terras, tomando toda a area costal entre Pernambuco ate ao Estado do Maranhao, incluindo-se a capital, Sao Luiz. Dai eles comecaram a invasao do interior. Isso revoltou a populacao. Alguns lideres se mudaram para Salvador na Bahia.

O conde Joao Mauricio de Nassau visualizou uma colonia mais potente se ele tambem tomasse Salvador. E preparou uma nova expedicao `a cidade com sua forca principal, muitas vezes superior que a luso-brasileira. Do lado dos brasileiros, porem, estava um militar experiente cujo nome era: Luis Barbalho Bezerra. Luis organizou a defesa e entregou a Nassau uma vitoria de Pirro. A vitoria nao lhes deu premio porque os holandeses nao foram capazes de se impor em Salvador e os custos foram tao altos que Nassau foi chamado de volta para Holanda.

Entao, a situacao deteriorou quando a nova administracao da companhia resolveu aumentar os impostos e liquidar os emprestimos concedidos aos Senhores de Engenho. O povo brasileiro se juntou dessa vez e a nacionalidade brasileira comecou a ser construida. Os livros de Historia sempre mencionam tres lideres da revolta: o senhor de engenho Andre Vidal de Negreiros, o nativo Felipe Camarao e o africano, Henrique Dias. Eles representam todo o povo, com toda a sua genetica, que lutou para libertar o Brasil da colonizacao holandesa.

Eh aceito como final da guerra a data de 1.654 mas somente em 1.664 foi assinado o tratado final e Portugal concordou em pagar 63 toneladas de ouro pelas benfeitorias que tinham feito no Brasil. Isso foi pago em 40 anos com a producao de acucar. Com o fim da dominacao holandesa, muitos judeus e protestantes mudaram-se para Nova Amsterda. Os holandeses que haviam aprendido o processo de producao do acucar a tranferiram para suas ilhas no Caribe. Quando o acucar era praticamente um monopolio brasileiro o produto valia quase como ouro, chegando a custar por volta de R$ 250,00 o quilo em dinheiro atual. Desde entao a producao aumentou muito e o preco caiu. E isso levou ao fim do Ciclo da Cana-de-acucar no Brasil.

Luiz Barbalho Bezerra, o heroi, perdeu a saude e a fortuna na guerra. Muito antes do termino ele mudou para o Rio de Janeiro onde foi governador entre 1.643 a 1.644 quando do seu falecimento. Deixou dois filhos jovens: Agostinho e Jeronimo Barbalho Bezerra que herdaram o prestigio do pai. Agostinho depois tambem foi governador do Rio de Janeiro e morreu de uma febre desconhecida enquanto estava procurando por metais e gemas preciosas no Rio Doce, na altura do Espirito Santo.

Jeronimo foi lider de uma importante revolta chamada: “A Revolta da Cachaca”, no Rio de Janeiro. Esta revolta foi causada pela corrupcao na administracao. Ele foi enforcado numa contra-revolta lancada pelo governador deposto pela revolta, enquanto eles estavam esperando por uma decisao da coroa portuguesa. A razao foi dada ao povo revoltado do Rio de Janeiro, que removeu o governador corrupto do poder. Mais tarde nos veremos que grande numero de mineiros sao descendentes desses Barbalho Bezerra.

Do lado americano, antes do pais ter Estados e ainda menos Unidos, o rei Carlos II da Inglaterra foi o responsavel pela unificacao das colonias, tomando o controle delas. Das treze colonias iniciais, quatro foram criadas a partir do territorio da Nova Inglaterra. Como sabemos, esta parte do pais foi colonizada por uma populacao faminta por liberdade religiosa. Mas o que ela desejava mesmo era a liberdade religiosa para si mesma porque os Pilgrims nao sao conhecidos por tolerancia com as outras religioes. Da Nova Inglaterra surgiram as colonias de New Hampshire, Massachusetts, Rhode Island e Connecticut.

As outras oito, ao sul e oeste de Nova Iorque, foram mais diversificadas mas nao tinham vontade alguma de fazer do pais um Estado Democratico, onde todos poderiam viver igualmente como criaturas de Deus. Os nomes delas sao: Nova Jersey, Pennsylvania, Delaware, Maryland, Virginia Carolina do Norte, Carolina do Sul e Georgia. Nova Iorque, a ultima das 13 colonias a aderir `a Uniao de todas, teve influencia fundamental: intelectual, religiosa e economica na constituicao das liberdades nos Estados Unidos. Sem os principios de liberdade estabelecidos pelos fundadores na Constituicao, provavelmente, os Estados Unidos jamais seriam o grande pais de hoje.

E, de alguma forma, os Estados Unidos sao um produto de todos os capitulos da Historia que precederam sua criacao. Ate, mesmo que em menor grau de importancia, do capitulo da Historia do Brasil chamado de “Invasoes Holandesas” e “Insurreicao Pernambucana” que foi liderada por brancos, indios e negros, contra imposicoes economicas. Ironicamente, o opressor no Brasil trouxe brasileiros para os Estados Unidos cujos descendentes depois ajudaram a criar essa nobre nacao. E, inadivertidamente, a Familia Barbalho esteve envolvida em toda a Historia dos Estados Unidos.

Somente apos 1.664 Carlos II da Inglaterra tomou dos holandeses a Colonia da Nova Holanda. Ela foi rebatizada por Nova Iorque em homenagem ao duque de York e Albany. Os holandeses reconquistaram a provincia durante os anos de 1.673 e 1.674 quando trocaram-na pelo que hoje eh Suriname, no norte da America do Sul. Para terminar esse capitulo quero mostrar mais uma sequencia genealogica.

1,630 Carlos II, rei da Inglaterra – D. Catarina de Braganca, Infanta de Portugal
1,600 Carlos I, rei da Inglaterra – Henriett Marie de Bourbon – princesa da Franca
1,566 Jaime I, rei da Inglaterra, Escocia e Irlanda – Anna, princesa da Dinamarca
1,545 Henry Stewart, duque de Albany – Mary Stewart, rainha da Escocia
1,516 Matthew Stewart, 4o. senhor de Lennox – Margaret Douglas
1,490 John Stewart, 3o. senhor de Lennox – Anne (Elizabeth) Stewart
1,475 Elizabeth Hamilton – Matthew Stewart, 2o. senhor de Lennox
1,450 Mary Stewart, princesa da Escocia – Jaime Hamilton, 1o. barao de Hamilton
1,430 Jaime II Stewart, rei da Escocia – Maria van Egmond
Joan Beaufort – 1,394 Jaime I Stewart, rei da Escocia
1,373 John Beaufort, 1o. senhor de Somerset – Margaret Holland
1,340 John of Gand, duque de Lancaster – Catherine Swinford Roelt
1,312 Edward III, rei da Inglaterra – Philippa de Hainaut
1,284 Edward II, rei da Inglaterra – Isabelle, princesa da Franca
1,240 (?)Leonor, princesa de Castela – Edward I, rei da Inglaterra
1,200 Fernando III, o Santo, rei de Castela – Jeanne d’Aumale, condessa de Ponthieu
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – Berengaria, princesa de Castela
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – 1,137 Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mafalda da Savoia

A linhagem postada acima nao mostra as muitas vezes que Carlos II eh descendente dos mesmos reis de Portugal e Espanha. Somente quando a gente segue cada uma das linhagens maternais dele eh que podemos ver isso. D. Catarina de Braganca, esposa dele, era filha do primeiro rei de Portugal depois da restauracao em 1.640, rei Joao IV e sua esposa Luisa de Guzman. Carlos II nao teve filhos com D. Catarina mas teve 8 concubinas e foi pai de 15 filhos. E isso nao era uma excecao para o comportamento dos reis do tempo dele. Assim, podemos imaginar: por que nao pode todo e qualquer um de nos ser descendente de tamanha “produtividade”!?

INDICE

01. INTRODUCAO
02. A AMERICA SUICIDA
03. UM BOCADINHO A RESPEITO DE GENEALOGIA HUMANA
04. O QUE EH SER UM EUROPEU?
05. UM POUQUINHO DE GENEALOGIA EUROPEIA
06. UM FUTURO MELHOR PARA NOSSO FILHOS E…
07. UMA PEQUENA QUANTIDADE DE GENEALOGIA IBERICA
08. SECULOS E PESSOAS QUE AJUDARAM A FORMAR NOSSA HISTORIA EM COMUM
08. O COMECO DE NOVA IORQUE E ESTADOS UNIDOS

01. INTRODUCAO

Este pode ser o ultimo livro que escreverei. Apesar do nome do livro eu nao estou planejando “sair de cena”. A razao para ele poder ser o ultimo eh muito simples. Eu nao me lembro desde quando eu escrevo em minha vida sem nunca ter recebido qualquer pagamento. Eu tenho escrito pelo prazer de oferecer conselhos e na intencao de ser util `as pessoas que nem sequer conheco e a amigos. Porem, isso comecou a tomar muito do meu tempo. E eu tenho uma vida independente. Uma vida que muitos chamam de moderna. Uma vida tao moderna que temos que pagar por tudo que a gente usa. Algumas vezes pagamos ate por aquilo que nunca usaremos. Coisas que nem sempre sao essenciais. E o custo disso nao eh barato. E tempo eh dinheiro.

Falando nisso, escrever tem sido um passatempo que eu tenho tido que pagar por ele. Como um pai responsavel, sera preciso que eu sacrifique meu prazer em favor de um futuro mais seguro para minha descendencia.

Esta escrita esta coincidindo com a minha naturalizao como americano. Isso deve ocorrer em primeiro de setembro de 2011, hoje eh dia 11 de agosto, e nao serei capaz de terminar o livro antes daquela data. Nao sei se tornar-me naturalizado ira ser suficiente para que os outros nao me venham com a velha desculpa para desacreditar-me dizendo: “Ah, ele nao eh americano!” Mas eu prefiro olhar as coisas atraves dos angulos positivos. Como americano novo ninguem podera acusar-me de inveja por nao se-lo.

Outro lado positivo eh este, eu poderei me tornar um brasilianista com informacoes que os nascidos americanos nao possuem.

Nada eh novo para mim mas eh sempre interessante saber que, a liberdade de expressao “eh um direito ou liberdade garantido pelo primeiro adendo” da nossa constituicao. Observe-se que a liberdade de expressao eh um direito de todos que vivem nos Estados Unidos. Nao importa que tenha ou nao documentacao. Finalmente, “comunicar sua opiniao sobre qualquer assunto a um funcionario eleito” eh uma “maneira de os americanos participarem da construcao de sua democracia”. Em minha forma de pensar, dar uma opiniao eh meu direito em primeiro lugar. E tambem eh uma responsabilidade, em segundo. Tudo isso esta no folheto: “Aprenda a Respeito das Licoes Civicas Fundamentais para o Teste de Naturalizacao” autorizado pelo Departamento de Seguranca Publica dos Estados Unidos [Reparticao de Servicos de Imigracao e Cidadania].

Eu vou oferecer este conselho a todos os funcionarios eleitos, especialmente aos presidentes.

Mas algumas coisas precisam ficar absolutamente claras aqui. Nao sou doutor em nada. Nada sei alem da minha propria experiencia de vida. As opinioes que irei expor nestes escritos nao pertencem a nenhuma instituicao ou nacionalidade. Sou o unico responsavel por pensa-las e escreve-las. A responsabilidade no ler e entender nao serao minhas. Assim, eu pedirei licenca aos leitores para compreenderem algumas incorrecoes no uso das palavras que poderao leva-los a alguma conclusao errada. Eh preciso que entendam que eu vim para esse pais depois de completar 35 anos, sem saber quase nada de ingles. E o que eu sei agora foi atraves da pratica e nao da escola. Como estou familiarizado com o escrever em portugues, eu sei que uma pequena troca na ordem das palavras pode levar a uma grande diferenca no que se quer dizer. Portanto, desconsiderem quando eu escrever homem grande em lugar de grande homem. Em portugues nos temos a mesma diferenca. Voce deve escrever homem grande quando quer dizer “big man” e grande homem quando a intencao eh “great man”.

O conteudo que eu pretendo por nesse livro esta relacionado com Historia, economia, politica, migracao, orgulho e preconceito. Talvez, um bocadinho de genealogia. Tambem usarei um pouco da minha autobiografia. Tentarei evitar citar nomes quando isso nao for essencial. Em outros casos eu ficarei feliz em dar nome aos bois quando isso se tornar importante para identificar de quem estarei falando.

Como eu nao conheco os detalhes das Historias de outros paises, melhor dizendo, eu conheco alguma coisa a respeito da Historia Mundial mas nao conheco os detalhes das Historias dos paises individualmente. Vou precisar usar a Historia do Brasil, que eh a que melhor conheco, para fazer alguma comparacao. Nao penso comparar Estados Unidos com Brasil. Mas quero destacar eventos onde os dois caminharam juntos em suas Historias, ou mostrar fatos ocorridos num deles e isso atingiu o outro. Imagino que em alguns dos fatos historicos muitos dos outros paises estavam juntos, acompanhando os Estados Unidos, mas me fogem certos detalhes ate mesmo destas parcerias com o Brasil.

Eh parte da minha intencao organizar o que penso em cronicas separadas. Cada uma tratando de um assunto diferente. Tentarei colocar os acontecimentos em ordem cronologica. Assim, os leitores poderam ler os artigos separadamente. Porem, sera preciso ler a obra completa para compreender melhor o conteudo.

Alguns que irao ler este livro deverao sentir-se ofendidos por minhas opinioes. Esta nao eh a minha vontade. Eh um problema na natureza humana. Algumas pessoas sao incapazes de aceitar o pensamento diferente do delas. Elas pensam que o mundo nas mentes delas eh o melhor. Entao, tudo o que pareca contradizer isso eh tratado como abominacao. Eu nao posso controlar os sentimentos dos outros. Tento controlar os meus deixando os outros terem as proprias opinioes mesmo sem concordar com elas. Se alguem desejar por em pratos limpos as nossas razoes, civilizadamente, eu estou totalmente aberto para a ideia.

Algumas das pessoas contrarias quererao assumir que meus escritos tem a finalidade de atingir aos Estados Unidos. Talvez elas irao pensar assim: Ele eh parte de complo, assim como em algumas teorias de conspiracao, com a finalidade de enfraquecer a imagem americana perante ao mundo. Estou escrevendo isso em antecipacao para que nao tenham a desculpa, e saibam que penso assim: sou totalmente favoravel `a verdade. Eu nao imagino a verdade feita para prejudicar. O que prejudica eh ver a verdade e nega-la. O que prejudica eh ver a verdade e nao assumir a responsabilidade frente a ela. Aqueles que veem a verdade e assumem suas responsabilidades frente a ela sao os que sao dignificados pelo respeito.

Em todo caso, eu tenho duas grandes razoes para nao prejudicar aos Estados Unidos. A primeira eh que sou nascido brasileiro. Se alguem pensa que estou escrevendo para prejudicar aos Estados Unidos sera porque tambem pensa que eu faria isso, nao sei como, para beneficiar ao Brasil. Para estes que nada sabem a respeito das relacoes existentes entre Brasil e Estados Unidos, precisam saber isso: o Brasil tem uma reserva monetaria de aproximadamente 320 bilhoes de dolares. E esta eh a unica salvaguarda dele. Dois tercos disso estao investidos em papeis do governo americano. Prejudicar aos Estados Unidos resultaria em prejudicar ao Brasil. O Brasil esta tomando um risco muito serio ao ajudar aos Estados Unidos dessa maneira, no momento de dificuldade deles. Se os Estados Unidos for para o buraco, quase certamente, o Brasil ficara na beira do abismo. Eu nao faria o mesmo que o Brasil esta fazendo senao por familiares ou grande amizade.

Outra razao a meu favor eh esta. Sou pai de dois filhos. Sao os unicos que tenho. Nasceram e vivem nos Estados Unidos, e nunca disse a eles para serem mais brasileiros que americanos. Eu nao faco pressao em nenhum deles. Se algum dia eles sentirem a necessidade de escolher entre um pais ou outro, esta decisao sera deles, nao minha. O que eu quero eh o melhor para eles, mas a escolha eh deles. Assim como eu nunca prejudicaria meus filhos tambem nao quero prejuizos para os paises deles.

Particularmente, penso que a melhor maneira de solucionar nossos problemas eh ficarmos juntos. Paises e povos. Ate agora, o que nos tem sido dito eh isso, nos temos que competir para que isso faca de nos os melhores. Nao concordo com isso em nenhum sentido. Competir implica nisso, alguem ficara prejudicado nalguma forma. Eu sou a favor de trabalharmos juntos. Todo mundo trabalha. E o premio eh repartido com todos. Todas as vezes que se compete ninguem leva o premio melhor. Quando voce esta competindo gasta energia em excesso fazendo coisas que prejudicam a voce mesmo. Se esta energia, esperdicada pelos dois lados, for usada para coisas boas, o premio sempre sera dobrado ou triplicado.

02. A AMERICA SUICIDA

Este capitulo nao obedecera a minha intencao de postar tudo em ordem cronologica. Servira para explicar o nome da obra e tracar um paralelo de uma questao muito importante para a saude publica americana.

Eu estou acostumado a ouvir a 90.9 FM, Radio da Universidade de Boston. Todas as vezes que estou dirigindo estou ouvindo algo util. Tanto faz, noticias nacionais ou internacionais, programas de musica ou simples entrevistas. Geralmente eles entrevistam outores de best sellers, produtores de filmes ou qualquer assunto envolvendo cultura. E eh isso que eu gosto.

Tenho uma historia longa de aprendizado com eles. Logo depois de eu vir para os Estados Unidos eu descobri a 89.7 FM, Radio Publica, que transmite quase o mesmo conteudo. Isso ajudou-me a aprender ingles porque eles falam compassadamente, ai a gente pode ouvir palavra por palavra. Alem disso eu tinha o interesse em tomar conhecimento a respeito da maioria dos assuntos mostrados nestas radios. A minha unica tristeza eh essa, durante todos estes anos, quase 17, eu nunca tive dinheiro suficiente para contribuir com a causa destas radios.

Bem, so por coincidencia, ha pouco eu ouvi num programa de entrevistas a respeito do problema dos suicidios nos Estados Unidos. O entrevistado era um doutor que escreveu um livro com esse respeito. Infelizmente eu nao tinha tempo para ouvir a entrevista toda. Nao peguei nem o nome do autor. Pesquei apenas algumas informacoes importantes. Dai resolvi buscar mais informacoes no site da Fundacao Americana para Prevencao do Suicidio – AMERICAN FOUNDATION FOR SUICIDE PREVENTION – AFSP.

As estatisticas sao chocantes. As informacoes mais recentes sao do ano de 2007. Aproximadamente 34.000 americanos perderam suas vidas em suicidios. Isto eh a “11a. causa de mortes nos Estados Unidos.” “Suicidio eh a 4a. causa de mortes em adultos entre as idades de 18-65 anos. (28.628 suicidios).” “90% que morrem por suicidio tem alguma desordem psiquiatrica diagnosticavel no momento da morte deles.” “A proporcao eh de 4 suicidios masculinos para um feminimo, porem, as mulheres tentam o suicidio tres vezes mais que os homens.” “Ha uma estimativa entre 8-25 tentativas para cada morte causada por suicidio.”

O site tras muitas outras informacoes interessantes a respeito do problema, como: “Suicidio eh o 3a. causa de morte entre pessoas entre as idades de 15-24 anos.” Mas a conclusao deles era esta: “Estudos indicam que o melhor modo de previnir o suicidio eh atraves do reconhecimento antecipado e tratamento de depressoes e outras problemas psiquiatricos.”

Ouvindo a respeito do problema atraves da entrevista na 90.9 FM, as coisas nao parecem ser tao claras quanto os numeros estatisticos da AFSP. Primeiramente, o entrevistado deixou claro isso: ninguem sabe exatamente o que conduz uma pessoa ao suicidio. Ha uma teoria que diz que, isso eh resultado das pressoes dos nossos tempos. Poderia ser algo vinculado `a nossa era. Em oposicao a este ponto de vista ele salientou: existe uma tribo na regiao amazonica que riu quando soube que suicidio eh problema nos Estados Unidos. Eles nao poderiam entender porque nao conhecem nenhum caso de suicidio no meio deles. Para eles, suicidio eh tabu.

Quando o argumento de que o estilo de vida primitivo nao os levasse `as mesmas condicoes de pressao foi levantado, ele respondeu que esta alegacao nao se fundamenta em verdade. O pessoal na tribo esta nos limites da existencia. Frequentemente eh atacado por doencas tropicais. Metade das criancas morrem antes de chegar `a idade adulta. Afinal, eles sofrem tanta pressao quanto um novaiorquino. A diferenca seria esta, Nova Iorque oferece muito mais oportunidades de diversao que a Bacia Amazonica inteira.

O entrevistado ainda falou, que nao apenas aquela tribo especifica mas observando a humanidade como um todo a gente pode notar um alto grau de perseveranca em pessoas que estao `a beira da existencia material. Por que nao poderia ser igual nas sociedades de maior sucesso no mundo?! O suicidio nao eh problema apenas nos Estados Unidos.

Nao sei se o entrevistado disse alguma coisa relacionada a respeito da relacao entre o suicidio e tendencia genetica para ele. Os dados da AFSP nao mencionam isso. Quando eu vivia no Brasil lembro-me de tal mencao. Nao me lembro de quem falou, mas parece que algumas familias sofrem o problema com maior frequencia.

Na entrevista o doutor tambem falou que, frequentemente voce consegue identificar um fato que leva uma pessoa a decidir pelo suicidio mas nao se sabe de onde vem a vontade. Tambem falou que, apesar do suicidio ser o problema maior que o assassinato a gente nao ve isso no noticiario. Quando perguntado porque isso acontece, ele nao tinha certeza mas ofereceu uma explicacao. Poderia ser que no caso de assassinato ha a apresentacao de um vilao e uma vitima identificaveis. Assim fica mais facil trabalhar isso como noticia.

Eu proprio nao estou certo disso. A noticia de suicidio pode ser mais dificil de vender mas sendo maior o problema, entao, seria mais importante que o publico soubesse a verdade. O que parece eh que, apesar de nossa cultura ser avancada, nos temos os nossos tabus tambem. Ele nos desperta o medo porque o suicida eh nossa imagem e semelhanca.

O que me assombrou mais nos dados da AFSP eh o calculo de “8-25 tentativas de suicidio para cada fatalidade.” Isso implica dizer que entre 272.000 e 750.000 pessoas tentam o suicidio anualmente nos Estados Unidos. Eh um numero enorme! Mas se isso eh verdade, nao estou convencido que isso traduza a verdade por inteiro. Estou em duvida se a populacao americana esta afetada pela tendencia para o suicidio. Este comportamente altodestrutivo pode ser observado atraves do preconceito demonstrado pelo Partido do Cha (Tea Party), KKK, grupos neo-nazistas e setores do partido republicano.

Talvez o suicidio seja um comportamento inconsciente e nao intencional mas o resultado eh o mesmo se fosse. Essas pessoas maleficas talvez nao percebam o quanto as atitudes delas estao levando os Estados Unidos `a altodestruicao. Espero que o meu manifesto possa ajuda-las a reconsiderar seus preconceitos para que a autodestruicao nao aconteca.

No meu pobre ponto de vista, penso que assassinato e suicidio sao parte do mesmo problema. Sao resultantes de frustracoes. A resposta diferente esta nos autores serem mais egoistas ou mais altruistas. O altruista prefere acabar com a propria vida. O oposto eh observado nas pessoas egoistas. O bomba-suicida tem que ser considerado um caso aparte porque ele eh manipulado para fazer isso.

O doutor tambem disse que, qualquer que seja o numero de suicidios efetivos eh o dobro dos assassinatos. Sim, nos Estados Unidos sao mais frequentes que nos outros paises industrializados. Mas, nao interessa quao grande seja esse numero, suicidios vem em dobro.

Agora eu preciso especular um pouco. Sera que eh apenas isso? E se, somente se, ha algo muito maior por tras disso tudo? Se parte das mortes ditas acidentais nao forem outra coisa senao tentativas de suicidio bem sucedidas? Nao estou pensando apenas em acidentes de carro. Nos sabemos. A maioria dos acidentes de carro diz-se ter origem na alta velocidade. Mas se todo mundo sabe que a alta velocidade eh a causa numero de mortes, por que tantas pessoas continuam dirigindo acima da velocidade permitida em toda e qualquer estrada?

Por que pessoas continuam fumando sabendo que este eh um fator de risco para suas saudes? Todo mundo sabe ou ouviu falar a respeito do problema poluicao mas porque somente um pequeno numero de pessoas esta tirando de suas vidas alguns confortos modernos responsaveis pela poluicao? Eh muitissimo sabido que, se cada pessoa no mundo comecar a consumir igual a um americano medio nos nao teriamos como servir produtos a todo mundo. Tambem, por que isso nao se torna suficiente para as pessoas entenderem que o modelo de vida esta errado e precisa ser repensado? Por que tamanha resistencia contra a tecnologia limpa? Tudo isso e muitos outros assuntos nao poderiam ser postos como tentativas de suicidio?

Eu realmente penso assim. Eu penso que existem dois tipos de suicidios. Um voce pode chamar de Sindrome Severa do Suicidio. Eh dela que o entrevistado e a AFSP cuidam. O outro eh a Sindrome Cronica para o Suicidio. Pode-se descrever essa assim: eu sei que morrerei um dia, eu quero isso mas nao tenho a coragem de comete-lo rapidamente, entao, melhor eh tomar um comportamento de risco que acabara me levando ao mesmo lugar onde outros decidem ir de forma drastica.

Eu penso que esse segundo tipo esta presente em pessoas como o George W. Bush, nas pessoas que controlam a Wall Street, etc. Estou em duvida quanto ao mesmo comportamento continuar presente na Casa Branca durante o governo do presidente Obama.!

O que eles ja fizeram e continuam fazendo parece ser um tipo de comportamento covarde. Parece nao quererem vida pacifica para eles proprios. Entao, transformam a vida dos outros em um inferno. Parece que eles pensam assim, ja que eu tenho que me ir, melhor eh carregar todo mundo comigo. Sozinho eu nao quero.

Nao culpo ninguem por estar programado para o suicidio. Penso que cada e todos nos guarda um plano secreto de contingencia de vida. A maioria apenas jamais ira usa-lo porque a vida sempre andara como pode e nao como a gente a deseja. Se eu pudesse dizer algo `as pessoas que estao nessa situacao, eu falaria isto: nao interessa o quao grande o problema que voce esta enfrentando lhe pareca, se voce der tempo ao tempo o problema ira passar por ele mesmo. Pense nalgum problema que voce tinha ha 10 anos atras. Possivelmente voce nem sequer se lembre dele. Mas se voce tentar contra sua propria vida e conseguir este objetivo, sera uma decisao da qual voce nao podera se arrepender porque eh uma decisao sem volta. Nao tente tomar decisoes definitivas em tempo de crise. Ninguem eh perfeito. Um julgamento ruim pode induzi-lo a criar um grande problema de uma situacao sem problema algum. Seja mais paciente.

A gente dar alguma interpretacao aos numeros mostrados no relatorio da AFSP e `as causas gerais de suicidio. Estas conclusoes nao foram baseadas em pesquisas apropriadas mas sim fruto das minhas proprias observacoes da vida moderna. No meu ponto de vista, as pessoas nas sociedades ditas primitivas se ajustam `as condicoes que o mundo oferece a elas. O ideal delas eh buscar a felicidade. Felicidade pode ser encontrada em coisas simples como familia, amizade, etc. “Busca pela felicidade” eh uma das respostas para a questao: “Quais sao dois entre os direitos estipulados na Declaracao da Independencia?” dos Estados Unidos.

Atualmente, nossa sociedade esta baseada em possuir as coisas. As pessoas estao passando a vida inteira procurando ter. Isso inclui ter outras pessoas para elas proprias. Para isso elas estao sacrificando as coisas simples da vida e nunca encontram satisfacao naquilo que fazem. Desta forma, a depressao se torna inevitavel e o que vem a acontecer depois serao apenas as consequencias.

Talvez isso explique porque muito mais mulheres tentam o suicidio. Apesar da emancipacao feminina no seculo passado nos continuamos levando um estilo de vida de orientacao machista. Sera preciso entender que homens estao competindo contra os outros desde milhares de anos atras. As mulheres sempre estiveram presentes mas a natureza nos colocou na linha de frente dos riscos. E nos aprendermos a ser mais agressivos com isso. Algumas vezes, irracionalmente agressivos. Em consequencia disso, mulheres mais afeitas `a racionalidade sofrerao maiores pressoes neste mundo de orientacao machista.

Geralmente, as pessoas leigas atribuem aos povos antigos e ao pessoal sem educacao escolar algum tipo de inferioridade. As pessoas olham para outras e pensam: Como eles podem ter vida alguma? Eles andam ao inves de ir de carro! Eles inclusive nao usam aparelhos eletricos, nem assistem televisao! A vida deles so pode ser terrivel! Porem, o que os leigos nao sabem eh o quanto mais os “povos primitivos” riem e gargalham. Nem o quanto mais eles se ajudam uns aos outros.

A gente imagina que a vida que nos estamos levando agora eh a melhor desde o surgimento da pessoa humana na Terra. O problema esta ai, a quantidade de avancos deveria traduzir-se em mais tempo para o lazer, mais tempo para o amor e, especialmente, mais dinheiro na carteiro de todo mundo. Porem, o que a gente ta sempre encontrando sao mais e mais contas a pagar, menos e menos tempo de qualidade com a familia. Seguindo assim eu nao penso que nos estejamos no caminho para o Ceu. Nos estamos mais no caminho para o Juizo Final.

Em capitulo posterior tenho a intencao de escrever alguma coisa a respeito de pessoas sem educacao escolar e imigrante sem documentos perseguidas que comprovam que tais suposicoes nao tem fundamento algum em verdade.

03. UM BOCADINHO A RESPEITO DE GENEALOGIA HUMANA

Ouvi de uma pessoa leiga isso: “Voce eh parente de alguem somente ate ao quarto grau.” Para mim isso eh um pouco complicado explicar no ingles exato. Mas o que ela pensava era alguma coisa assim. Voce nao precisa considerar como parente aos seus primos se o ancestral comum de voces for seus bisavos ou geracoes anteriores. Nao sei de onde ela tirou essa ideia errada. Ela mencionou algo a respeito de religiao, no que penso existir a possibilidade de engano, ou referencia medica, no que eu duvido. A verdade eh muito diferente.

Tenho estudado a genealogia da minha familia. Portanto tenho uma boa ideia do que vou dizer. Tambem sou medico veterinario cursado e tenho o diploma como medico dos animais. Uma disciplina em que tive dificuldades foi justamente uma com o tema: Melhoramento Animal. Eh algo que envolve genetica e ensina como fazer as vacas produzirem mais leite, galinhas botar mais ovos, etc. Eh verdade, eu tive dificuldade em concluir o curso porque matematica esta envolvida nele e eu nunca fui bom em memorizacao de formulas. Sempre preferi resolver os problemas atraves da racionalizacao. Ter dificuldade, neste caso, nao implica que nao aprendi. Algumas vezes a gente aprende melhor quando erra e revisa os erros. E foi isso que fiz.

Muito antes da Historia alguns fatos da genealogia ja eram verdadeiros. Mesmo genealogia nao sendo ainda pensada. E quando ela comecou a ser usada muito erros foram cometidos. Mesmo agora a primeira coisa que nos pensamos a respeito de genealogia que nos vimos da familia so nosso sobrenome. Esta eh uma das ideias erradas que os leigos tem com respeito a genealogia. Normalmente, o seu sobrenome vem do seu pai, que herdou do pai dele e assim por diante. Mas isso so eh verdade se voce estiver pensando na sua linhagem paterna. E isso pode valer pouco ou nada, geneticamente falando.

A gente sabe que, metade mais um pouquinho da nossa genetica vem da nossa mae, e o resto do nosso pai. Dai voce precisa saber disso: se o seu bisavo casou com uma mulher sem parentesco com ele, os seus avos serao praticamente meio-a-meio. Se o seu avo se casou com outra mulher tambem sem parentesco com ele, o seu pai sera 1/4 de qualquer coisa que seu bisavo era. Ainda, se sua mae nao tiver parentesco algum com seu pai, voce recebera apenas 1/8 da parte do seu bisavo. Mesmo assim voce podera ter o sobrenome dele. E ainda podera passa-lo para seus filhos, para os filhos dos filhos e assim vai. Apesar dos seus netos poderem herdar quase nada do seu bisavo.

Se voce eh um leigo, possivelmente voce sabe que tem pai e mae. E tambem que cada um deles tem mae e pai. Entao, voce tem quatro avos. O que voce espera eh que tenha 8 bisavos. E a coisa anda assim, em cada geracao anterior `a sua espera-se que se dobre o numero de seus ancestrais. Entao, se voce esta disposto a fazer um pequeno exercicio, pegue uma calculadora e multiplique 2 X 2 e continue multiplicando os resultados por dois ate chegar `a 33a. geracao. Se voce for persistente em fazer isso ira aprender que, na 33a. geracao anterior `a sua voce eh suposto ter 8.589.934.592 ancestrais. Eh muito para voce? Na proxima geracao voce tem direito a mais de 17 bilhoes. E por ai segue.

O tempo! O tempo eh mais que precioso. Se calcularmos a grosso modo como media, 30 anos entre uma geracao e outra, no final da 33a. geracao terao se passado 1.000 anos. Isso quer dizer que ha 1.000 anos atras voce era suposto ter mais de 8.5 bilhoes de ancestrais, somente da 33a. geracao isoladamente e nao a adicao de todas. Agora eu digo isso a voce, se voce nao tiver alguem ocupando cada um desses lugares voce nao existe. Voce que sabe algo a respeito dos dados populacionais de 1.000 anos atras deve perguntar: Mas como? Ha mil anos atras nao havia gente o suficiente. Mesmo hoje o total da populacao no mundo eh inferior a 7 bilhoes.

Essa questao tem resposta simples. Assim acontece porque alguns dos seus ancestrais daquela geracao sao muitas e muitas vezes seu ancestrais. Possivelmente alguns sao milhoes de vezes e essa eh a razao de voce existir, apesar do numero inferior de ancestrais em relacao ao esperado.

Porem o problema eh bem maior. Se voce fizer o calculo oposto, encontrara o mesmo numero. O que eu quero dizer eh isso, suponha que voce tenha dois filhos. E cada um deles tenha dois filhos. Tambem que seus quatro netos tenham, cada um, dois filhos, assim por diante, ate chegar `a 33a. geracao. Eh esperado que voce tenha mais de 8.5 bilhoes de descendentes somente daquela geracao. Isso significa que, se voce tivesse nascido ha 1.000 anos atras, voce era suposto ter, pelo menos, aquele numero de descendentes. Porem, se nao existe numero suficiente de pessoas na Terra, para onde elas foram?! Isso eh simples de responder.

Se os seus netos, ao contrario de se casarem com alguem diferente da familia se casarem com eles proprios voce nao tera 8 bisnetos como esperado mas somente 4. Estou pensando no caso de voce ter 2 netas e 2 netos. Para que voce tenha o numero esperado de bisnetos eles precisarao ter 4 filhos para cada casal formado. Toda vez que um primo se casa com outro nossa multiplicacao eh esperada cair. Quanto mais as geracoes se passam e primos se casam com primos repetidamente, a media de filhos para manter nossas expectativas precisa ser cada vez maior. Em alguns casos seria preciso que alguns casais tivessem milhares ou milhoes de filhos, e isso ainda nao eh algo facil para o ser humano.

A verdade eh essa, os seus ancestrais nao preencheram repetidamente os lugares como seus ancestrais apenas. Eles fazem o mesmo para um numero enorme de pessoas. Essas sao mais ou menos suas primas, mesmo que nao as conheca. Deixa eu te dizer isso, mesmo que voce tenha 10.000 casais de ancestrais de 1.000 anos atras, o que eh apenas uma fracao do que esperamos, voce pode estar caindo em uma armadilha genetica. Isso sera porque os seus 10.000 casais de ancestrais poderao ja ser parentes proximos. O que nos tem protegido contra a extincao eh a migracao e a multiplicacao sem limites. Agora, a migracao sozinha e os casamentos entre as linhagens diferentes sao o melhor caminho para evitar a nosso extincao.

Vamos simplificar as coisas, saiba isso. Se ha 300 anos, na decima geracao antes da nossa, um casal de nossos ancestrais teve 10 filhos e todos se casaram, e tambem tiveram 10 filhos seguindo assim ate antes da nossa geracao. Tambem, que nenhum descendente do casal tenha casado com outro, entao, ele era suposto ter 10 bilhoes de descendentes, somente da nossa geracao. Isso nao eh legal? Como o povo antigamente tinha filhos de acordo como a natureza permitia, nos somos supostos ter, pelo menos, um casal de ancestrais comuns daquela geracao com todo e qualquer de nossos vizinhos.

Mas as coisas nao sao tao simples. Nem todo mundo naquele tempo teve tantos filhos. Muitos de nossos tios e tias nunca tiveram filhos. Mesmo assim, o esperado eh isso, todos os casais de outrora que tiveram alguns filhos que se casaram e tiveram seus proprios filhos ate a nossa geracao provavelmente sao ancestrais de milhares, talvez ate 1 milhao de pessoas. E nao estou falando a respeito dos poligamistas.

Tai, quando algum site de genealogia anuncia que alguma personalidade descobriu ser parente de algum personagem historico atraves do site eh porque estao usando a popularidade da personalidade para levar vantagem no obvio. Se qualquer um buscar seus ancestrais, mesmo sem se sentir uma pessoa de respeito e, naturalmente, com um pouquinho de sorte porque muitos de nossos ancestrais nao nos passaram seus dados, voce provavelmente encontrara alguma personalidade historica como ancestral. Tambem, as pessoas atuais que sao ditas personalidades sao, provavelmente, seus primos. Alguem disse uma vez a respeito da minha familia: “Nos procedemos do sangue dos REis e os Reis provem do nosso sangue.” E isso eh absolutamente verdadeiro para todos nos.

Esta eh uma das razoes que me fez comecar a estudar nossa genealogia. Nao estou exatamente interessado em identificar reis na minha lista de ancestrais. Estou interessado na propria Historia. Tambem, quando eu encontrar qualquer personalidade como minha ancestral estarei mais interessado em conhecer melhor a Historia dela. E isso deveria ser considerado util para todos e nao para poucos.

As pessoas costumam dizer isso: “A Historia sempre se repete.” Estou certo que nao. Historia nada faz por si mesma. Pessoas repetem seus repetem seus proprios erros muitas vezes, porque ignoram a Historia. Conhecer a Historia nao eh um hobby para excentricos mas sim uma forma de defesa propria.

Outra razao que faz a genealogia tornar-se importante para mim esta nas implicacoes medicas dela. Apesar da gente saber tanto a respeito de genetica hoje eu penso que as mas consequencias de nossa relacao familiar estreita com a maior parte da humanidade tem sido totalmente ignoradas pelos governos. Entao, imagino que as pessoas deveriam conhecer melhor sobre isso para previnirem-se contra um possivel futuro colapso de nossa sociedade. Desde que a gente aprendeu que nao deveriamos ter tantos filhos quanto nossos ancestrais porque nosso planeta eh limitado, nos precisamos procurar nao ter filhos com problemas previsiveis. Nossos ancestrais podiam se dar ao luxo de ter tantos filhos quanto quizessem porque uns cuidavam dos outros mas se nos tivermos um filho com saude e outro sem ela, o problema tornar-se-a maior por causa da familia menor. Pense, e se as duas criancas tiverem problemas?!…

Entao, quando alguem diz que nos somos parentes de outra pessoa baseado no numero de geracoes eh porque ele ou ela nada sabe de genetica. O que acontece eh que nossa vida eh muito limitada quando consideramos o tempo como um todo. Temos o privilegio de conhecer um numero muito pequeno de geracoes dos nossos parentes mais intimos. Algumas vezes nos consideramos melhor algumas pessoas menos parentas nossas que outras mais proximas porque a gente eh guiado pela ideia errada de que, parentes sao aqueles que a gente conhece.

Baseado no que eu sei de genetica e manejamento animal eu posso dizer isso: humanos se parecem mais com galinhas de granja.

Falo isso com consciencia. A maioria das pessoas nem imagina como os cientistas criaram as linhagens de galinha para fornecer ovos ou carne. O que eles fizeram primeiro foi selecionar aquelas que ja botavam ou que cresciam mais rapida e naturalmente. Dai fizeram o cruzamento das mais produtivas umas com as outras. Fizeram isso repetidamente por anos a fio. Fizeram ate o cruzamento entre maes com filhos e pais com filhas.

Quanto conseguiram o que queriam, isto eh, uma linhagem que puzesse mais ovos ou crescia mais rapido, comercializaram-nas. Mas eles guardam seus segredos. Eles desemvolveram pelo menos duas linhagens para cada marca. O que voce encontra no mercado eh o cruzamento das duas. Se voce tentar comecar seu negocio a partir das galinhas que voce pode comprar vivas, elas nao serao tao produtivas como as originais. A menos que voce saiba repetir os experimentos deles e isso ira tomar tempo e dinheiro seus. Para que voce abra um negocio nessa area, voce precisa fazer parcerias com eles. Neste caso, voce ficara com o trabalho e eles partilharam contigo o dinheiro que voce ganhar. Isso eh negocio, eh o que eles dizem!

Mas o que tal pesquisa tambem levou `as galinhas de granja foi isso: elas sao muitisso susceptiveis a doencas e problemas geneticos. Tambem, o manejo ao qual as galinhas estao sujeitas, vivendo em espaco minimo, pode fazer a disseminacao das doencas em um piscar de olhos. Eh por isso que as galinhas de granja precisam de muitas vacinas e antibioticos adicionados em sua alimentacao. Se voce for visitar uma granja de ovos ou carne os donos te pedirao para vestir uma roupa propria que protegera contras as contaminacoes que voce podera levar, mesmo que nao saiba disso.

`A medida que nosso conhecimento genetico avanca temos aprendido a ler o que esta escrito na sequencia de DNA. E, logo apos aos primeiros resultados, os cientistas ficaram assombrados ao descobrir a semelhanca da escrita entre todos nos. Nao faz diferenca se for um esquimo, um caucasiano, um nativo sulafricano ou aborigene. Em nosso DNA somos mesmo como as galinhas de granja.

Se isso eh verdade, por que temos tantas diferencas em nossa aparencia? Talvez eu possa explicar isso. Nas vidas primitivas fomos treinados para observar mais as diferencas. Ver as semelhancas nao tinha tanta importancia. Isso esta relacionado ao nosso meio. Existe um exemplo facil disso no Brasil. Algumas plantas foram usadas como base na alimentacao dos povos. Os orientais tiveram o arroz. Os mediorientais tinham o trigo. Os norte americanos e os sul americanos ocidentais tiveram o milho. Os brasileiros, a mandioca (Manihot utilissima).

Ela eh uma raiz parecida com a batata mas com mais fibras e muito amido. Existem muitos jeitos de conzinha-la. Alguns sao deliciosos. Mas a mandioca tem sua irma gemea. Brasileiros a chamam de mandioca brava. Em ingles poderiamos chama-la de wild mandioca. A mandioca brava tem contem um dos venenos mais efetivos. Ela tem cianidro. Um pedacinho da planta em seu estomago e voce vira historia. Entao, conhecer a diferenca entre elas era uma questao de vida ou morte.

Mandioca pode fornece uma grande quantidade de comida em sua mesa em uma pequena area de cultivo. Ate a mandioca mansa pode conter cianidro suficiente para matar qualquer um ou coisa que come-la. A boa novidade eh que, cozinha-la faz evaporar o veneno. Brasileiros usam-na in natura para tratar do gado apesar do veneno. Eles aprenderam que se ela for fatiada e exposta ao sol ficara limpa. Entao assim se faz antes de tratar-se das vacas.

A parte mais venenosa da planta sao as folhas. Contudo, um grupo inteligente de pesquisadores desenvolveram um suplemento alimentar baseado em folhas de mandioca. Isso eh usado para enriquecer alimentos pouco nutritivos. Uma quantidade diaria pequena do suplemento na comida fraca em nutrientes pode rapidamente trazer saude para criancas com deficiencias nutricionais. O segredo esta em retirar o feneno antes da folha virar alimento.

E essas coisas foram aprendidas dos chamados nativos brasileiros primitivos. Agora eu posso tracar uma relacao entre as folhas de mandioca e os imigrantes sem documentos. Se voce tenta olha-los com menos preconceito voce pode esquecer tudo o que lhe parece veneno e transforma-los num futuro glorioso para os Estados Unidos. Quanto a isso eu tenho certeza, o veneno esta nos olhos das pessoas que sao preconceituosas e nao nos proprios imigrantes sem documentos. Depois eu falarei mais a respeito desse assunto.

Os preconceituosos foram inteligentes ao detectarem os que lhes sao diferentes na face mas nao o suficiente para separar a diferenca que prejudica da diferenca sem malicia.

Existem todo tipo de exemplos destas coisas em todos os lugares. No mundo inteiro as pessoas tinham que reparar cuidadosamente na paisagem, antes de sair das cavernas. Predadores sao conhecidos pela habilidade de misturarem-se aos meios e nao serem detectados. Quem nao tinha a habilidade de identificar as diferencas nao teve chance de passar heranca genetica a nos.

Mas o problema nao existe porque somos tao diferentes uns dos outros. Algumas vezes, ainda no Brasil, eu fui confundido com meus primos. Inclusive nos Estados Unidos e comum pessoas me olharem e pensarem estar diante de um americano de origem europeia. Isso pode parecer loucura. Mas eu pretendo retornar a isso posteriormente. Os meus parentes proximos que me viam constantemente nunca me confundiram com outra pessoa. Mas aqueles que me viam menos sempre cometiam algum erro. Mesmo parentes proximos que me viam pouco faziam isso.

Isso pode ser facilmente verificado por pais de gemeos identicos. Se sao identicos, como se saber suas diferencas? Diferencas minimas sao a resposta. Voce precisa todos os seus sensos em alerta para encontra-las. E esta habilidade todo mundo tem mas tambem podemos ser treinados para apurar nossos sentidos. Dependendo da cultura em que vivemos isso pode ser direcionado para incentivar o preconceito contra os diferentes. Preconceito nao eh uma habilidade natural ou racional. Eh aprendido por defeitos nas culturas.

Talvez, desgotar de algo diferente nao eh um preconceito intencional. Pode ser somente uma reacao natural aprendida nos milenios. O que se transforma em preconceito intencional eh a pessoa comecar a lutar contra a razao. Fazendo uma analogia, quando a pessoa comeca a ver a diferenca na pele do seu vizinho sabendo que isso nao eh nenhum sinal de perigo mas ela se acomoda na primeira impressao, mantendo aceso o sinal de alerta e ate cometendo atos contra o vizinho como se ele realmente estivesse ameacando sua vida ou suas posses.

Todavia, cor da pele eh algo vinculado ao meio. A pessoa tem pele escura por causa da habilidade dela de viver em ambientes quentes, tropicais ou equatoriais. Eh somente uma proteina que quase todos temos a habilidade de produzir. Ela tem o nome de melanina. Ela serve como protetor solar natural. Voce ter a pele mais clara so significa que seus ancestrais viveram por um tempo longo num ambiente menos luminoso. Assim, eles foram forcados pela selecao natural a permitirem uma quantidade maior de luz passar pela pela para que pudessem produzir vitamina D.

O problema eh que `as vezes uma coisa boa leva a certos efeitos colaterais. Se alguem que tem pele clara acompanhada de olhos azuis pensa que isso seja uma grande vantagem, pode tirar o cavalinho da chuva. Olhos azuis significam falta de melanina na iris ocular. Isso nao te atrapalha a visao mas pode causar-lhe cataratas nos olhos, se voce tem a tendencia para esse mal, mais cedo se voce se expuzer muito ao sol.

Se um povo de pele clara estiver sujeito a um ambiente quente por milhares de geracoes e sob a influencia da selecao natural, no final, todo e qualquer descendente dele tera pele mais escura. O mesmo eh verdadeiro para pessoas de pele mais escura que for sujeito a condicoes parecidas ao do Polo Norte. Se eles se recusarem a evoluir numa forma apropriada, eles virarao historia. Assim sera a menos que os de pele escuro encontrem outra fonte de vitamina D, como as pilulas e os de pele clara comecarem a usar bloqueadores solares naturais. Outra alternativa para os de pele clara seria adaptarem-se a ter somente atividade noturna e dormirem durante o dia.

As pessoas preconceituosas tem inteligencia suficiente para perceberem as diferencas mas nao tanto para serem capazes de serem ou fazerem diferente. Posteriormente eu voltarei a esse assunto.

04. O QUE EH SER UM EUROPEU?

Possivelmente, ate os americanos sabem que europeu eh alguem que nasceu na Europa. Mesmo nao sabendo exatamente o que ou onde a Europa eh. Nao falo isso por mim mesmo apenas estou criticando a mim mesmo porque o mundo inteiro conhece a ignorancia geografica americana. Talvez fosse melhor eu chamar este capitulo de: De Onde Surgiram os Europeus? Esta eh uma questao mais interessante.

Primeiro de tudo, nao apenas europeus mas toda a raca humana veio da Africa. Se voce nao acredita nisso e puder provar erro nessa afirmacao, provavelmente ira ganhar o premio Nobel logo depois de tornar publico este seu conhecimento novo.

Algumas vezes vejo pessoas revoltadas contra esta e outras teorias cientificas porque nao gostam ou elas parecem contradizer credos religiosos antigos. Tambem vejo as mesmas pessoas assistindo tv, acreditando que algumas imagens foram geradas no Japao e quase instanteamente podem ser vistas nos Estados Unidos. Tambem tem a capacidade de acreditar em medicos retirando o coracao do seu peito, fazendo nele alguma cirurgia, e reimplantando para que voce tenha uma chance nova de vida. Nao importa. Tudo isso so eh possivel por causa do conhecimento cientifico acumulado pelos cientistas.

Eu sei muito bem que cientistas cometem erros todos os dias. Nao vejo problema nisso. Todos os cometemos. Estao na natureza humana. Isso se torna problema quando alguem os comete e nao aprende nada com isso. E esta eh uma razao de precisarmos que alguns de nos conhecam a Historia Humana melhor para assim, identificando os erros, tentar evitar repeti-los. Um exemplo disso foi que aqui nos Estados Unidos a populacao estava aprendendo a contornar os preconceitos mas parece que essa doenca foi capaz de reinventar ela mesma e esta rapidamente superando a boa vontade de parte da populacao. Agora voltou. E esta mais forte que antes.

Entao, fica muito conveniente acreditar em alguns dizeres cientificos mas nao nisso: todos os humanos tem origem na Africa. Tambem: todo e cada um dos humanos sao parentes proximos uns dos outros. Nao sei o que leva as pessoas a agirem assim mas estou absolutamente certo da presenca de preconceito em decidir negar isso.

Da Africa sairam diversas especies de humanos. Mas todas, exceto pelo Homo Sapiens sapiens, foram extintas. Os cientistas atribuem a nossa permanencia `a nossa abilidade de nos adaptarmos. Adaptacao pode ser traduzida como capacidade em resolver problemas. Nao como na matematica mas eh parecido. Nem sempre isso depende da nossa vontade. Por exemplo, isso acontece quando encontramos uma situacao de epidemia quando uma nova doenca elimina a maioria mas alguns sobrevivem porque eles tem uma defesa natural contra o agente em questao.

Assim, os sobreviventes transmitem para sua descendencia essa capacidade. Temos muitos exemplos de adaptacoes na pessoa humana. Nos vivemos em quase todo tipo de clima na Terra e isso so eh possivel porque somos capazes de modificar nossos corpos de acordo com cada ambiente. Mas eh preciso afirmar isso tambem: “Devagar com o andor porque o santo eh de barro.” Sera preciso tomar cuidado para nao se cometer erros. Algumas adaptacoes precisam de tempo para se tornarem efetivas e ninguem esta preparado para todas as mudancas grandes e repentinas.

Voltemos entao ao nosso assunto. Da Africa nos viemos. E alguns migraram para uma area entre os Mares Negro e Caspio. Esta regiao eh chamada de Caucaso. E este primeiro grupo de pessoas que morou la foi chamada caucasiana. O caucasiano multiplicou-se ali e, possivelmente, nas adjacencias ate 75.000 anos atras. Por volta dessa data eh bem conhecido que um supervulcao entrou em erupcao na Indonesia. Cientistas nao estao certos se so isso ou mais alguma coisa foi responsavel por comecar a nova Era Glacial.

A teoria cientifica diz que, o supervulcao entrou em erupcao e lancou tanta poeira e gas na atmosfera que isso bloqueou uma parte da luz solar. E esta poluicao ficou la por um tempo suficiente para baixar as temperaturas medias na Terra por alguns anos. E isso induziu a natureza a continuar produzindo neve sem derrete-la. Quando a atmosfera voltou a ficar limpa a luz solar voltou mas ela era refletida pela superficie branca maior da Terra. Nos sabemos que superficies brancas refletem luz e escuras absorvem. Entao a Terra entrou num ciclo vicioso sem retorno.

Quanto mais a temperatura caia mais neve vinha. Maior ficava a superficie branca. Mais luz solar era refletida. Ai os invernos ficaram maiores e mais frios. Desde 70.000 anos atras, os cientistas podem detectar o sinal claro de que a Terra estava de novo em nova Era Glacial. Ciclos de menores e maiores temperaturas deixam sinais na paisagem terrestre.

Nosso planeta funciona exatamente como num livro onde as paginas sao as camadas de sedimentos. Se a gente nao retirar a poeira de nossa casa por um ano a gente pode imaginar aonde isso vai levar. A Terra funciona da mesma maneira. O que acontece na superficie por milhares de anos eh transformado em sedimentos nos fundos dos lagos e oceanos. Se isso ficar por muito tempo sob pressao pode ficar duro como pedra. E as camadas podem ser distinguidas umas das outras dependendo do clima em que foram formadas. E o tempo em que foram formadas pode ser medido por atomos presentes no material.

Entao, `a medida que o planeta esfriava menos alimentos ficaram disponiveis para os animais, incluindo humanos. Nos estivemos a um passo da extincao. Um cientista disse uma vez que eles tinham calculado em cerca de 1.500 pessoas vivas pouco tempo depois da erupcao do supervulcao. Agora, alguns animais selvagens estao retornando dessa condicao com a ajuda de fundacoes de protecao aos animais. Humanos nao tinham a quem recorrer senao `a sua propria adaptabilidade. Mas tambem usaram inteligencia.

Agora voce precisa tirar uma boa licao disso. Naquele tempo nos tinhamos pelo menos duas linhagenes de Homo Sapiens sapiens, uma o africano e outra o caucasiano, debatendo-se para manter a especie no cenario terrestre. Mesmo a cultura Neanthertal conseguiu isso, enquanto pode. Isso eh prova de que, alguns de nos, nao importa de qual origem, fomos feitos para ficar. E todos nos que vivemos hoje somos simbolos dessa resistencia herdada de nossos ancestrais.

Contudo, todos nos temos que pensar nisso e tentar responder essa questao simples: se um desastre igual acontecer em nosso tempo como faremos para manter nossas vidas e passar `a nossa descendencia a prova da nossa existencia? Quando isso acontecer de novo, possivelmente, mais de 90% de nos nao sobrevivera. E a unica forma de tentar manter nossos gens por mais um milhao de anos eh aconselhar nossos filhos: misturem-se o maximo possivel e digam o mesmo para seus filhos e netos. Ame a multiplicidade e esqueca qualquer preconceito racial aprendido dos seus ancestrais. Ser racialmente puro eh arriscar-se desnecessariamente.

Ao inves de dizer se, sera melhor dizer: quando o ser humano voltar a uma situacao de quase extincao as primeiras vitimas serao as galinhas de granja. Infelizmente, os cientistas ja sabem que muitos dos desastres imensos que ocorreram no passado voltarao a ocorrer e isso nao eh uma questao de se e sim de quando. Essa resposta ninguem sabe. Quando as galinhas de granja se virem forcadas a viver do que a natureza oferece nao serao capazes de viver por causa das modificacoes que os cientistas fizeram nelas, que as fizeram totalmente dependentes do ser humano. Pode ser que o mesmo aconteca ao proprio ser humano porque agora quase ninguem saberia viver das condicoes naturais. Para piorar, a desordem que a erupcao de um supervulcao traria pode alterar a propria natureza de uma maneira que poucas coisas naturais sobreviverao para manter vida sustentavel.

Veio do Polo Norte um paredao de gelo. Como camadas apos camadas de neve se juntavam, isso ficava pesado demais. Entao, a pressao fez a glaciacao andar na direcao de lugares subtropicais. Em passos de preguicas, ano apos anos apos anos, isso tomou conta da paisagem. Humanos foram inteligentes o suficiente para saber que tinham que buscar abrigos em lugares mais mornos. E eles foram tangidos em direcao ao sul. A populacao se dividiu em grupos que acabaram no Sul da India, provavelmente no Oriente Medio e pelo caminho ate a Penisula Iberica. Isso eh o mesmo que dizer Espanha e Portugal.

Deixem que eu tome por emprestimo a definicao do Webster’s II New Riverside Dictionary – Revised Edition – a definicao de caucasiano: “Eh o estabelecido como classificacao racial humana definida pela cor de pele variando entre branca ate morena que inclui povos nativos da Europa, Norte da Africa, Asia Ocidental e India. – no. 1: Nativo ou habitante do Caucaso. 2: Um membro da classificacao racial caucasiana.”

O que ha de errado na definicao? Primeiramente agora sabemos que humanos nao podem ser classificados por racas. Sim! Para que a gente dividisse humanos em grupos de racas nos precisavamos uma certa quantidade de diferencas acumuladas nalguns grupos sendo isso verificavel em nosso DNA, mas nao temos diferencas suficientes nele. Nos somos parecidos demais, equiparaveis a galinhas de granja. A cor da pele nao pode ser usada em nosso caso. Os caucasianos nao variam a cor da pele de branca a morena. Indo a alguns lugares na India nos podemos verificar que a pele deles varia desde o branco ate ao preto, e nao para no moreno.

Outra “cosita mas”, caucasianos foram os primeiros habitantes da America do Norte e a presenca deles aqui ja foi medida em, pelo menos, 17.000 anos atras. E este foi um dos grandes erros cometidos por cientistas ao longo da Historia. Os mais antigos teorizaram que humanos nao teriam a capacidade de sair da Asia a nao ser a pe e por volta de 7.000 anos atras quando o degelo da Era Glacial produziu uma passagem natural da Russia ate `as Grandes Planicies nos Estados Unidos. Eles tambem levantaram a teoria de que a populacao asiatica foi a primeira a chegar `as Americas porque os europeus no tempo das Grandes Descobertas encontraram apenas asiaticos aqui.

Agora eh largamente conhecido que, muito antes, causianos ja haviam morado aqui. Porem, eh possivel que os caucasianos norte-americanos foram extintos mesmo antes dos asiaticos chegarem. Ninguem sabe ainda ao certo. A fauna gigante que existiu na America do Norte durante a Era Glacial tambem foi extinta. Tigre-dente-de-sabre, mamutes, preguica gigante e tatus do tamanho de um carro viveram na America do Norte enquanto nao veio uma catastrofe que extinguiu a fauna gigante. O que a gente sabe com certeza eh isso: humanos estavam aqui milhares de anos antes da passagem entre Asia e America do Norte ser aberta. Os asiaticos podem ser um deles.

Outro detalhe eh este: as caracteristicas da populacao asiatica comecam a aparecer nos sedimentos apenas de 25.000 anos para ca. O que isso sugere eh que, eles sairam de uma familia caucasiana que primeiro vivia na Mongolia. De la eles multiplicaram e se espalharam atraves da Asia, ilhas do Pacifico e Americas. O Japao eh um bom exemplo da presenca dos dois. Pessoas completamente caucasianas viviam la ate 2.000 anos atras quando os asiaticos chegaram. Inclusive no inicio do seculo XX ainda existia uma populacao pequena de caucasianos la mas ela foi absorvida pelo numero muito maior de pessoas com o visual asiatico.

Mais uma informacao extra. Os primeiros sulamericanos nao foram caucasianos nem asiaticos. Eles pareciam mais com os africanos. Isso eh visto no esqueleto encontrado na cidade de Santa Luzia, Minas Gerais, Brasil. Mais velho que 10.000 anos, esse fossil foi revivido atraves de tecnicas de reconstituicao policial e tinha a fisionomia africana ou aborigene. E se deres uma olhadinha no Mapa Mundi pode imaginar logo: se o gelo estava tao presente no Norte do Globo eh possivel que estivesse mais presente ainda no Sul. Isso porque nao temos terras no Polo Norte e no Polo Sul temos um continente inteiro.

Cientistas mais velhos tendiam a ignorar o quanto humanos sao inventivos. Assim, eles nao gostam de imaginar que ninguem antes de 10.000 anos atras pudesse navegar longas distancias ou usar a beira das geleiras para fazer isso. Mas a beira do gelo do Polo Sul poderia ser muito atrativa para os africanos, por causa da abundancia de alimentos. Na Era Glacial ela estava muito mais proxima da Africa do Sul e as pessoas de la poderiam navegar ate `a beira da calota polar e, indo atras da comida ou por simples acidente, pode ter acabado descobrindo a Australia e a America do Sul.

Mas em umas partes do ano o clima nao era amistoso aos humanos por la, entao, eles tinham que voltar para o norte. E isso poderia explicar como o aborigene chegou `a Australia e ao Brasil. Dai eles andaram muito, muito longe do Polo Sul. Eu indico uma pagina na internet para que possam tirar uma conclusao melhor. Ele eh: http://www.andaman.org/BOOK/chapter54/text-PedraFurada/text-PedraFurada.htm. Trata-se do trabalho da professora Niede Guidon no Brasil. Ali se explica a presenca de sinais de que o ser humano habita a America do Sul desde antes de 36.000 anos atras. Talvez ate 50.000 como a professora acredita.

OBS: Indo diretamente `a pagina acima voce ira encontrar um texto em ingles. Portanto, quem nao conhecer a lingua podera buscar textos similares na Internet. Basta consultar o seu provedor usando o nome da professora Niede Guidon e a localidade Pedra Furada como referencias.

Talvez existam outras possibilidades de como explicar a presenca do ser humana na America do Sul em tempos anteriores que acreditavamos. Pegando o mapa atual voce nao vera exatamente o que era 50.000 anos atras porque as ilhas pequenas eram maiores e o espaco entre continentes eram menores. Mesmo assim a distancia entre eles era grande demais para navega-la em barcos primitivos. Apesar da distancia entre o Nordeste Brasileiro e a Africa Ocidental ser a menor, penso que a viagem via Atlantico Sul eh a mais provavel de ter acontecido porque o gelo poderia servir como referencia do para onde seguir.

Voltemos ao assunto principal desse capitulo. Por volta de 40.000 anos atras, Espanha e Portugal eram os melhores lugares na Europa para pessoas viverem o ano inteiro apesar do frio. O mesmo grupo de pessoas conseguiu transpor o Gilbratar e morar no Norte da Africa. Naquele tempo eles estavam enfrentando o momento mais frio da Era Glacial.

Tinha tanta agua transformada em gelo que a beira da glaciacao na linha de Nova Yorque existia uma muralha com um quilometro e meio de altura. A linha que passa em Nova Yorque passa tambem por Portugal, Espanha, Italia e acima da Grecia. Desde que tinhamos menos agua liquida disponivel, o nivel dos oceanos estava bem abaixo do atual. Entao, nas imediacoes das praias de agora nao tinhamos agua. Para irmos `a praia em alguns casos a gente teria que andar uns 150 quilometros dentro dos mares atuais, no seco.

O Mar Negro nem existia. Isso se deu porque o Mar Mediterraneo estava tao baixo que nao havia comunicacao entre eles. No lugar dele nos tinhamos um volume menor de agua doce. Este era alimentado pelos rios em torno. Como a pressao atmosferica eh maior em lugares mais baixos e isso se traduz em temperaturas mais elevadas, naquele tempo, as margens do Mar Negro poderiam ser um bom lugar para se viver. Tambem, uma parte da terra seca da Europa eh agora o fundo dos mares dela. Entao, sera possivel acharmos provas da existencia de civilizacoes primitivas na pre-historia, bastando cavar os sendimentos nos fundos dos mares.

Dai, entre 40.000 e 13.000 anos atras, europeus viviam somente no sul europeu. Por volta do ano 13.000 atras algo aconteceu e o gelo comecou a derreter. Alguns cientistas pensam que gases congelados no fundo dos oceanos podem ter sido queimados numa erupcao vulcanica menor e o gas foi liberado no Atlantico Norte. Houve uma grande producao de CO2 e este tem a capacidade de absorver calor da luz solar para esquentar a atmosfera. A glaciacao entao comecou a mover-se de volta na direcao do Polo Norte. 10.000 anos atras, a grande familia europeia voltou a migrar. Agora em direcao ao norte.

Agora use a imaginacao e faca as ligacoes. Como as pessoas humanas sao capazes de multiplicar-se como eu disse antes, explicando: um casal tendo 2 filhos que terao 2 outros cada um, ate a 33a. geracao, podendo isso chegar a 8.5 bilhoes em apenas 1.000 anos, entao, voce pode lembrar-se que na Peninsula Iberica os europeus se esconderam por 30.000 anos. O que voce pode esperar disso eh que: O primeiro grupo que chegou la ja era, pelo menos, parente. Mas Espanha e Portugal juntos, mais uma area sob os mares, nao sao tao grandes nem tao pequenos. Este grupo estava organizado como numa tribo.

Depois de algum tempo possivelmente eles fossem milhares, porem, continuavam primos. Como havia multiplicacao eles tem que ter se dividido em outras tribos. Mesmo sendo parentes e primos, faz parte dos seres vivos possuirem alguma variabilidade. Um exemplo pratico disso eh meus pais terem tido 9 filhos. Cada um de nos, mesmo sendo muito parecidos, tem sua diferenca. Eu sou o mais alto de todos. Alguns sao menores. A cor da minha pele lembra europeus e um de meus irmaos eh moreno. Alguns tem cabelo encaracolado e outros ondulados. Alguns tem cabelo escuro e outros castanho, embora estes ultimos fossem loiros quando criancas. Se formos olhar cada parte de nossos corpos veremos combinacoes multiplas.

Entao, imaginemos. Se nossos pais fossem reis e decidissem dividir a nacao em 9 reinos para cada um de nos se tornar novo rei ou rainha. Mais, se para a divisao do reino o rei estabelecer que, as pessoas do reino antigo serao divididas por sua aparencia e os mais parecidos com cada nova rainha ou rei devera segui-los, segundo suas similaridades com cada um dos novos soberanos. Neste caso, os maiores, mais parecidos com europeus, de cabelos ondulados etc me seguiriam. O mesmo aconteceria aos outros.

Imaginem agora se as novas tribos fossem mantidas separadas nao apenas por uma geracao mas por milhares de anos. Eh esperado que nossa descendencia parecesse conosco mesmo mas o que ficaria mais visivel seriam nossas diferencas. Iria ser chocante o reencontro numa reuniao de descendentes. Alguns nunca teriam visto povo tao alto em suas vidas. Outros nunca iriam ter visto povo tao moreno. E como eu disse antes, as diferencas fariam tocar os alarmes em muitos. Lembrem-se, nos fomos condicionados pela natureza a enxergar primeiro as diferencas e fazer uma ligacao delas como sendo aviso de perigo.

Uma parte disso foi exatamente o que aconteceu com os europeus. A Historia nao aconteceu exatamente assim porque a populacao abrigada na Peninsula Iberica ha 10.000 anos atras comecou a mover-se para os lugares mais ao norte mas manteve alguma ligacao cultural entre si. A religiao era parecida; eles faziam encontros em alguns determinados pontos para as festas anuais; nao havia superpopulacao e tinham muita terra a conquistar. Tambem, por volta de 7.000 anos atras a costa atlantica funcionava como uma estrada de comercio livre entre o Norte da Africa ate a Escandinavia. Porem, num determinado momento eles se esqueceram totalmente que eram descendentes do mesmo grupo de pessoas.

Antes que eu me esqueca, a comunidade cientifica ainda nao sabe se houve ou nao trocas geneticas entre caucasianos e outra variedade de humanos que viveram desde o Oriente Medio ate os confins da Europa. Eles sao o povo Neanthertal. `A medida que o caucasiano avancou no territorio europeu esse povo foi desaparecendo. Mas nao se tem evidencias suficientes para dizer-se que houve guerra e o Neanthertal foi extinto. O que as evidencias mostram eh que, em alguns casos, eles residiram ao lado um do outro. Ate existe um esqueleto de uma crianca, de 25-28.000 anos atras, encontrado em Portugal, que parece ser um hibrido dessas duas familias humanas. O europeu pode ter um pouquinho de Neanthertal mas nao o suficiente para alguem afirmar isso ainda.

Mesmo que essa possibilidade seja verdadeira, o que eu escrevi antes continua valido porque por volta de 30.000 atras o Neanthertal tinha desaparecido dos sedimentos. Naquele tempo, a populacao europeia estava chegando por ultimo na Espanha e Portugal. Dai as familias reunidas ali fizeram trocas de material genetico entre elas e todo mundo recebeu a mesma heranca. Alguns podem ter um pouquinho a mais que os outros mas nao o suficiente para fazer alguma diferenca.

O que aconteceu depois eh que eh o problema. As civilizacoes humanas comecaram a desenvolver-se ao redor do mundo. Em varios pontos do Mediterraneo nos tivemos os fenicios ou povo do mar. A Grecia veio depois e deu nome ao restante dos europeus de Keltai. Romanos vieram apos e herdaram o mesmo preconceito introduzindo o nome celtae em sua lingua. Em nossa lingua foi traduzido isso para barbaros.

Por que o nome? So porque os barbaros eram povos mais rurais que urbanos. Eles nao tinham sua Historia escrita. Eles levavam a comida `a boca usando facas e nao colheres e garfos. O povo civilizado jamais cometeria uma barbaridade dessa! Ao contrario, o povo civilizado comecou a caca-los e fazer guerra contra eles. Somente porque os civilizados queriam as terras deles, qualquer outra coisa que eles produzissem, e transforma-los em escravos. Foi com intencao como essa que Roma se tornou a toda poderosa do momento.

Roma tornou-se dona de todas as terras em volta do Mediterraneo tornando-o um lago particular. Ela conquistou ate a Inglaterra. O territorio que corresponde a Inglaterra, Franca, Italia, Portugal, Espanha, Grecia eh um pouco do conquistado por Roma. A maioria dos europeus do Norte nao tinham nada que despertasse a cobica romana, exceto por pessoas para serem escravas. Assim, Roma nao conquistou o Norte Europeu, so fez incursoes la para cacar escravos.

E Roma implantou a Pax Romana. Isso significa que quem estava sob a autoridade romana tinha que seguir sua lideranca ou de outra forma poderia ser apagado da existencia. Sob a lideranca romana voce era obrigado a pagar impostos mas nada recebia em retorno. Roma punha as tropas em suas terras com a desculpa de protege-lo contra invasoes estrangeiras mas os soldados eram mesmo usados para oprimi-lo. Ninguem tinha o direito de ter opiniao diferente.

Apesar de ser assim, numa coisa o governo romano era mais democratico. Qualquer um poderia ter sua religiao desde que ela nao representasse nenhum obstaculo aos interesses de Roma. Ate judeus puderam praticar a religiao deles apesar dessa religiao proibi-los de adorar o imperador. A principio, Roma virou-se conta o cristianismo, tendo ou nao razao para isso, mas depois o imperador Constantino fez do cristianismo a religiao oficial do imperio. Mas isso nao foi para o bem. O que ele queria era que todo mundo fosse submisso a ele proprio e aos seguidores dele.

Dai para adiante o imperio desestruturou. O Cristianismo era dividido em varios credos. Constantino queria uma Igreja que o subsidiasse e queria apagar as diferencas. Para tanto ele ordenou que os bispos fizessem um Concilio em Nicea. Apos o Concilio de Nicea foi proclamado o Credo de Nicea que instituia que todo o Imperio era obrigado a tornar-se cristao e seguir o dogma da Trindade segundo o modelo de Nicea. Os opositores `a crendice de Nicea eram os arianos.

Os arianos receberam esse nome mais ou menos na epoca do Concilio de Nicea porque o representante dessa teologia tinha o nome de Arius. A teologia ariana era mais antiga que Arius e por razoes obvias instituia que existe uma Entidade Superior que nao fora criada. E os primeiros cristaos obviamente sabiam que Jesus era uma criatura concebida por esta Entidade. E isso fica muito claro lendo-se as palavras atribuidas ao proprio Jesus em Joao, 14, 28: “…o Pai eh maior que eu…” Sendo assim, nao adianta a gente querer se enganar dizendo que Jesus e Deus sao a Mesma Pessoa porque nem Deus eh Maior que Ele Proprio.

A teologia ariana foi considerada heretica pelo Concilio de Nicea em 325 mas depois foi reaceita mas isso pode ter contribuido para a queda de Roma. Ate Jesus tinha avisado aos seguidores dele a respeito do reino dividido. O que eu pretendo dizer aqui eh isso: eh super importante permitir opinioes diferentes em nosso meio, desde que todos se respeitem, porque nos podemos ser alertados dos nossos erros por outros. Se todo mundo pensar exatamente igual nunca saberiamos quando fomos errados, nos enganos ou fomos falsos.

Quando voce tenta impor aos outros algo que nao eh essencial voce fara inimigos por acoes que nada lhe valem. Em toda ditadura eh essencial existir um grupo de pessoas que se acredita superior e capaz de decidir as melhores solucoes em nome dos outros. Isso nao passa de empafia, o atribuir a si mesmo o destino dos outros ate sem ouvir ou se abrir ao que os outros tambem desejam.

Entao, antes do ano 381 o arianismo era tolerado e Roma foi administrada por imperadores arianos. Eles ate enviaram sacerdores para ensinar o cristianismo ariano aos povos barbaros extra fronteira do imperio. Mas, naquele tempo, no I Concilio de Constantinopla, o arianismo foi considerado heretico outra vez e os seguidores foram perseguidos. Demais para ser apenas uma mera coincidencia, os barbaros liderados pelos godos invadiram e conquistaram o imperio em 411.

O Imperio Romano foi dividido em 2 partes. Os godos ficaram com a propria Roma mas o Imperio do Leste, com a capital em Constantinopla ou Bizantium continuou. Posteriomente ele foi chamado de Imperio Bizantino.

Os godos dividiram suas conquistas em 2 partes. A Europa Ocidental que inclui o centro e o sul frances mais Espanha e Portugal ficou com os visigodos. A Italia e as areas adjacentes com os ostrogodos. Desde o comeco do governo dos Ostrogodos as coisas nao andaram bem. Eles tentaram conciliar coisas como serem estrangeiros governando outro povo nas proprias terras dos governados. O povo tinha vinculos com Constantinopla que sempre estava tramando contra os ostrogodos. Godos eram arianos e a populacao seguia a orientacao do credo niceano. Eles estavam abertos a entender as opinioes diferentes mas a populacao nao.

Historiadores classificam esse periodo como Idade Media, e algumas vezes como Era da Obscuridade. Os ostrogodos nao permaneceram no poder embora deixaram descendencia que continuou no comando. Os visigodos permaneceram por mais tempo. O esplendor da Roma antiga se foi. Europa tornou-se um lugar de guerras anuais. Cada povo tentando conquistar seu vizinho ou tentando libertar-se do despotismo deles.

Os francos foram outro povo com a mesma origem que os godos na Alemanha mas ja havia algum tempo que viviam no Norte da Franca com autorizacao do Imperio Romano. Eles ate se opuzeram `a invasao dos godos e foram derrotados. Posteriormente esse povo se tornou a maior forca da Europa. Mas houve um acontecimento antes disso.

Muhammad comecou seu ensinamento messianico no Oriente Medio e 100 anos depois o Imperio Muculmano era o maior ja visto. Eles conquistaram desde a India ate o Norte da Africa. Em 711 os visigodos estavam numa guerra de disputa pela sucessao. Os muculmanos nao perderam a oportunidade, cruzaram o Gibraltar e invadiram a Europa desde a Espanha ate a Franca. Imediatamente surgiu a reacao.

Um dos lideres francos foi Charles Martel ou Carlos Martelo. Ele organizou o contra-ataque e teve sucesso em parte. Interceptou o avanco das forcas inimigas e as obrigou a retirarem-se para a Espanha. De la eles nao conseguiram remover o invasor.

Mais tarde, o neto do Carlos Martelo, o Carlos Magno, estava no poder e conquistou toda a Europa Central. Desde a Italia ate a Alemanha. Somente alguns reinos menores ficaram de fora. No tempo dele, o papa em Roma era uma marionete nas maos dos lombardos. Mas Carlos Magno nao era um simples catolico e sim meio fanatico. Assim, ele derrotou os lombardos e se colocou sob a bencao da Igreja Catolica Romana. Em 800 ele foi coroado Imperador do Sagrado Imperio Romano. Essa foi uma tentativa de restaurar o Imperio Romano sob a protecao da Igreja Catolica.

Mas isso nao foi longe. Os barbaros tinham uma tradicao de parcerias. Todos os filhos do rei eram co-reis. E cada um tinha o direito de ficar com uma parte do reino para si mesmo. Em seguida era comum eles fazerem guerra uns contra os outros para reunificar o reino sob um soberano. O melhor que podia acontecer disso era quando eles concordavam em apenas crias novos reinos e nao entrarem em confusao. Dai, com o passar do tempo, a Europa estava mais dividida. Mas o poder de verdade passou para as maos dos papas. Entao, a Igreja Catolica tornou-se o poder dos poderes na Europa.

Carlos Magno foi um rei que alguns quizeram santificar depois de morto. Mas enquanto vivo ele foi capaz de mandar matar 10.000 saxoes porque eles nao aceitavam converter-se do paganismo. Ele eh considerado o pai das monarquias da Franca e Alemanha. Era catolico mas tambem tinha varias esposas. Nao recebeu educacao escolar mas criou o sistema escolar para todos e mandou todos os filhos, inclusives as filhas, estudar. Ele foi mais que uma controversia.

Uma pequena informacao a respeito do reino dele ou do filho, Carlos I, o Piedoso, com utilidade eh que: ele nao foi capaz de reconquistar a Espanha e Portugal e teve sua unica derrota na vida quando estava voltando da Espanha e a retaguarda de suas tropas foram surpreendidas pelos bascos. Mais tarde, Carlos I, o Piedoso reconquistou Barcelona e as imediacoes que se tornaram o reino franco de Aragao.

O que mais temos que mencionar a respeito dos europeus eh isso, eles se esqueceram a respeito de suas origens. Eles se dividiram em familias menores. Deram nome a essas familias de Saxoes, Bretoes, Gauleses, Godos, Lombardos, Bascos, Luzitanos, Francos, Viquingues e outros mais. Eles criaram muitas opressoes de uns para com os outros e exportaram isso atraves da Invasao das Americas e da expoliacao colonial em todos os cantos do globo. Eles recriaram a escravidao e a pioraram. Eles foram capazes de criar a Inquisicao. Exportaram guerras como as napoleonicas e as I e II guerras.

Este capitulo foi feito para apontar algumas coisas ruins feitas pelos europeus. Nao ignoro as boas coisas que fizeram. Mas penso que apontar o mal seja necessario para identificarmos o lado diabolico europeu porque muito do preconceito atual no mundo veio deles e de sua descendencia. Assim, se estes tem algum sentimento de preconceito, pensando que nasceram superiores, estas pessoas preconceituosas precisam ser lembradas do sua heranca ruim. Isso se da porque se a pessoa nao reconhecer sua fraqueza e nao lutar contra ela, a fraqueza acaba se voltando contra a propria pessoa.

05. UM POUQUINHO DE GENEALOGIA EUROPEIA

Ha pouco tempo atras comecei a estudar minha genealogia. Esta eh uma tradicao na familia no Brasil e meu pai servia de inspiracao a toda a familia nisso. Meus estudos comecaram quando das Bodas de Ouro de meus pais. Minha esposa e eu tinhamos acabado de adquirir o green card em novembro de 2001. A gente retornou ao Brasil apos 8 anos sem podermos voltar. Ou melhor, nos poderiamos voltar, o que nao tinhamos era garantias de reentrar nos Estados Unidos. 10 de janeiro de 2002 seria o dia das Bodas.

As comemoracoes foram em dezembro porque 7 de janeiro de 2002 nos tinhamos outras bodas de casamento. Era a festa de 60 anos de tia Odila e tio Eurico. Tambem era o dia de aniversario do meu pai. Entao, nao tinhamos pouco a comemorar!

Tia Odila foi irma do meu pai ate ele morrer em 2003. E a filha dela, Ivania, tinha escrito o livro: ARVORE GENEALOGICA DA FAMILIA COELHO. Nos tinhamos crescido com o livro em casa sem estuda-lo a fundo. Isso nao nos parecia necessario porque a maioria dos dados que estavam la a gente ja conhecia por conhecer as pessoas presentes nas paginas. E se a gente nao tinha conhecido algumas pessoas por elas ja terem morrido antes da gente nascer, elas permaneciam em nossas memorias atraves dos nossos saraus. Penso que posso dizer que eram nossas reunioes em torno da fogueira. A maioria delas eram em casa do meu avo materno ou nas cozinhas dos parentes. Nesse caso, o fogo estava presente nos fogoes a lenha.

Cozinha para nossa grande familia eh um simbolo e um sistema de vida. Pouco interessa se os outros tem um lugar proprio para se reunir. Algumas vezes, o lugar onde nascemos fica bem frio, abaixo dos 20 graus e chegando ao 0. Mas nossas reunioes em torno do fogo faziam a gente esquecer qualquer frio. O calor humano incentivado pelos risos continuos era o que dirigia a nossa conversa. O assunto de sempre eram nossos ancestrais e nossos parentes.

Ai, na casa da tia Odila meu pai teve a ideia de comprar mais exemplares do livro. A tia deu alguns a ele e ele repassou-me um. Eu o trouxe comigo e comecei a estudar os detalhes como nunca tinha feito antes. Em particular o grau de nosso parentesco com quase 90% da populacao da nossa cidade e outras proximas. Porem, faltava ao livro alguns ramos de nossa Arvore Genealogica. Nos a chamamos de Familia Coelho mas o nome nao passa de uma mencao a um de nossos ancestrais que nasceu na metade dos anos 1700.

O ancestral em pessoa era portugues e casado com uma Brasileira. Eles tiveram cinco filhos e somente dois se casaram. Naquele tempo, o estado em que nascemos no Brasil tinha menos de 100 anos em termos de colonizacao de origem europeia. O Estado de Minas Gerais eh o que o proprio nome fala. Eh um lugar enorme, pouca coisa menor que o Texas, com uma corrente montanhosa cujo nome eh Serra do Espinhaco (montanhas em forma de espinha) desde o sul ate ao norte. Foi o lugar onde ouro, prata, ferro, diamantes e muito mais estiveram juntos, enquanto os europeus nao chegaram.

Entao, na primeira metade dos 1700, o Brasil teve sua Corrida do Ouro e Minas Gerais foi o lugar. Por ser colonia, Portugal mandava e tentou bloquear a migracao para la. Portugal queria controlar tudo mas isso nao era facil. A mata dominava tudo. Os rios, exceto por alguns, eram dificeis de navegar. Eles correm nas quatro principais e direcoes intermediarias. Algumas vezes o estado inclusive eh chamado de Caixa d’Agua do Brasil. La eh um dos locais mais altos do Brasil e suas aguas alimentam rios que fazem contato com varios outros estados do Sul e Nordeste Brasileiros. Junte-se a este problemas as muitas doencas tropicais nos locais mais quentes, que eram desconhecidas.

Os europeus, especialmente portugueses e brasileiros das outras capitanias, invadiram o lugar desordenadamente. E eles comecaram a levar escravos para la. Os brasileiros nativos ja estavam la muito antes e se tornaram sujeitos `a escravidao, conversoes forcadas e as indegenas serem usadas para casamentos depois disso.

A nossa genealogia, naquele livro, comeca um pouco depois, quando o ouro ficou escasso e os mineiros comecaram a ser mais fazendeiros que mineiros. O portugues que nos trouxe o sobrenome na familia, o qual muitos de nos continua portando, tinha o nome de Jose Coelho de Magalhaes. Mais tarde eu mencionarei o motivo pelo qual o bicho coelho virou nome de nossa familia. Eh possivel que o avo Jose tenha ficado conhecido pelo apelido de Jose Coelho da Rocha, no final da vida.

Posteriormente fiquei sabendo que a mulher dele, Eugenia Rodrigues Rocha, tambem era chamada de Eugenia Maria da Cruz e era filha de Giuseppe Nicatsi da Rocha e Maria Rodrigues. Giuseppe era meio-a-meio portugues e italiano. Mas ate agora nao sabemos nada a respeito dos ancestrais dele. Maria Rodrigues era brasileira e alguns falam que usava o sobrenome: de Magalhaes Barbalho. Igual em meu nome mas tenho duvidas quanto a isso. Nos temos razoes para duvidar e para acreditar porque o sobrenome Barbalho ja estava presente na area em que ela, provavelmente, nasceu, viveu e faleceu. Mas estou procurando ainda por evidencias para provar como era composto o nome real dela.

O que estou mais interessado agora eh voltar ao assunto que da titulo ao presente capitulo. Nos temos uma tradicao que afirma que o nosso ancestral Jose Coelho de Magalhaes descendia de outro portugues com o nome de Manoel Rodrigues Coelho. O portugues Manoel era rico e amealhou a fortuna dele mineirando ouro e tambem que foi para Minas Gerais nos primeiros momentos da Corrida do Ouro de la. Mas o tempo nao se encaixa na tradicao porque sabemos que os dois nasceram em Portugal. Jose nasceu por volta de 1.750. Manoel entrou para oi servico publico em Ouro Preto, em 1.719. Nessa data ele deveria ter 25 anos ou mais porque ele se tornou tesoureiro da Camara Municipal.

Era muito complicado para um homem naquele tempo com seus 60 anos de idade, rico e correr o risco da viagem oceanica, casar de novo, ter um filho e retornar. Naquele tempo, a probabilidade de vida ou morte numa viagem transatlantica estava na faixa de 50 e 50%. As coisas tinham que ser assim porque temos evidencias que indicam que ele estava no Brasil em dadas posteriores a 1.750. Manoel fez contribuicoes vultosas para a construcao do Santuario de Bom Jesus do Matosinhos, em Congonhas do Campo. Este eh um dos monumentos mais conhecidos do Estado de Minas Gerais e continua sendo um marco no marketing do Estado. Teve sua construcao iniciada em 1.757 e foi terminado por volta de 30 anos depois.

Por tais razoes eu comecei a procurar as origens de nosso ancestral em outras fontes. E encontrei alguem com o mesmo nome, possivelmente da mesma idade, num site da Internet. O nome do site eh geneall.net – Portugal, que recolhe informacoes genealogicas de toda a Europa e outros lugares. Ele ja tem uns 10 anos de idade mas os dados procedem de documentos antigos, talvez, desde quando a atividade de genealogia comecou na Terra. Nao tem tudo mas a quantidade eh suficiente para assombrar uma pessoa comum.

Da Idade Media ou antes dela o que eles tem eh um pouco das chamadas familias nobres. Mas o que eh uma familia nobre? Nao eh nada mais que uma familia comum com titulos. E eu sei porque eh assim. Isso vem desde as nossas origens tribais. Uma tribo eh, necessariamente, um grupo de pessoas com ligacoes familiares proximas. Os cientistas calcularam que os egipcios antigos que construiram as grandes piramides nao passavam de 100.000 pessoas. E o Egito antigo era uma nacao, nao apenas uma tribo.

E, no que eu sei ate agora, eu tenho mais de 100.000 parentes ou mais. Nao. Nao estou falando de pessoas que conheco como parentes mas nao saberia dizer nome dos ancestrais delas. Estou falando apenas dos descendentes diretos dos pioneiros que povoaram as cidades em torno daquela onde nasci. Entao, nos tempos antigos a minha familia seria chamada de nacao, nao apenas familia.

Entre meus parentes existe alguns com bons empregos como funcionarios publicos. Outros tem bons empregos por causa dos diplomas universitarios. Alguns sao comerciantes ricos. Tambem temos os sacerdores e qualquer outro exemplo que se possa dizer, sao pessoas de sucesso. Porem a maioria eh de pessoas comuns. Eh como se diz no Brasil: “Eu tenho pessoas ricas entre meus parentes mas eles nao me conhecem, e tambem pessoas pobres mas nao as conheco.”

Atualmente, se alguem fala que trabalha como ferreiro ninguem liga. Ha 1.000 anos atras esse seria filho das familias mais nobres. Isto foi o que fez a chamada nobreza antes e isso foi passado para os dias de hoje atraves da genealogia. Nobilidade nunca foi exclusividade europeia. Em todos os cantos da Terra a gente teve esse tipo de diferenciacao que separou alguns dos outros. Mesmo que pareca a muitos de nos que na Africa e nas Americas antigas nao existia nobreza, essa impressao nasce da nossa historica ignorancia. Os europeus massacraram todas as culturas nestes continentes e monopolizaram o direito `a nobreza. A acao deles foi facilitada porque a maioria das culturas massacradas nao possuiam escrita.

Nobreza nao significa necessariamente carater nobre. Algumas vezes isso se aplica melhor a aventureirismo, soldados da fortuna ou alguem que busca fortuna e posicao social inexcrupulosamente, como o aventureiro esta definido no dicionario.

A justificativa para a existencia de genealogia nos tempos antigos eram as sucessoes. Precisamos pensar isso melhor. Se alguem era rei e tinha muitos filhos mas apenas um tinha o direito de ser o sucessor, os outros tinham que ficar na reserva e nao eram descartados. Tinham que esperar e ver se o novo rei seria capaz ou nao de ter filhos e se os filhos teriam capacidade de reinar. Mesmo assim, todo mundo continuaria na linha de sucessao para qualquer eventualidade. Precisamos lembrar disso, nao era incomum, numa epidemia ou numa guerra desastrosa, a maioria dos nobres serem mortos. Entao, o primeiro da linha de sucessao seria escolhido pela proximidade de parentesco com o rei morto.

Mas algumas vezes a linha sucessoria nao se quebrava durante geracoes. E os irmaos e irmas do primeiro rei deixavam suas proprias descendencias. No principio, eles eram nomeados para os melhores cargos do governo. Depois, os filhos deles caiam para cargos menores para os filhos dos novos reis serem favorecidos. Os netos caiam ainda mais, a menos que casassem com outra pessoa de status elevado. Mantendo a queda na linha de importancia, cinco ou dez geracoes depois, a maioria da descendencia do primeiro rei poderia nao passar de pessoas comuns. Como comuns eles se casavam com outros comuns. Isso aconteceu com a maioria de nos.

Em alguns casos isso foi o que levou algumas familias a se casar mais com os proprios parentes. No Brasil, por falta de informacao a esse respeito, as pessoas brincam dizendo, isso eh para nao espalhar a fortuna. Mas a intencao era a de nao perder os elos com o sangue real. Por ignorancia, tais familias punham suas descendencias no risco de terem doencas degenerativas.

Bem, voltemos ao assunto de novo! Alguns dos descendentes dos meus ancestrais, Jose Coelho de Magalhaes e Eugenia Rodrigues Rocha estao postos no site geneall.net. Baseado em alguns dados que eu enviei a primeira geracao deles esta tambem postada como descendente do Jose Coelho de Magalhaes, o nobre. Antes o site nao havia postado familia para ele. Mas na realidade eu nao posso ainda afirmar que sejam a mesma pessoa. Mas isso nao eh tao importante. Por que?

Se aquele nobre nao for nosso ancestral tera que ser parente. Nao sendo ele sera outra pessoa ligada `as familias reais que nos passaram muitos sobrenomes que temos em nossa genealogia. Como demonstrei antes, qualquer pessoa nascida ha 1.000 anos antes de nos poderia facilmente ser ancestral de todo mundo vivendo na Terra hoje. Mas porque existiam fronteiras e preconceitos desde mais de 1.000 anos atras, somente um pequeno numero de ancestrais tera que ter gerado a populacao inteira de cada pais de hoje. Este pequeno numero pode ser milhares e ate poucos milhoes. Isso nao importa.

Tomemos um exemplo. 1.000 anos atras, Portugal nao tinha mais de 1.000.000 de pessoas. E la tinha que ter algumas centenas ou alguns milhares de nobres. Apesar de alguma migracao para la ter ocorrido na Historia, isso nao mudou nada porque os imigrados se casaram com nas antigas familias. Entao, o nosso ancestral Jose Coelho de Magalhaes, nascido 750 anos depois, seria uma total anomalia se nao tivesse vinculos familiares com elas. E os sobrenomes dele sao as evidencias mais significantes destes vinculos.

Deve ser muito facil nos sermos, simultaneamente, descendentes de toda e qualquer pessoa que viveu e deixou descendencia em Portugal 1.000 anos atras. Desde que sabemos disso: eh possivel termos mais de 8.5 bilhoes de ancestrais que viveram naquele tempo, nos temos espaco mais que de sobra para sermos descendentes de todo e qualquer portugues da 33a. geracao anterior `a nossa e ainda de uma grande quantidade de africanos e nativos sulamericanos. So nao posso garantir os asiaticos da India ao Japao alem da ilhas do Pacifico e Oceano Indico porque nao temos dados que nos liguem a eles como nossos ancestrais. Baseado em meus calculos, nos temos espaco suficiente para sermos descendentes de toda e qualquer pessoa pobre ou nobre da Peninsula Iberica de 1.000 anos atras, repetidamente, muitas e muitas vezes.

Agora eu preciso fazer um resumo dos principais acontecimentos que fizeram a genetica iberica. Como disse antes, povos, agora e no passado, vivendo na Peninsula Iberica eram descendentes do grupo de caucasianos que se estabeleceram naquela area por volta de 40.000 anos atras. Por volta de 10.000 anos atras alguns se mudaram em direcao ao norte. Ate ao tempo de Jesus Cristo a genetica nao mudou.

O povo que vivia em Portugal era chamado de luzitani. E os primos deles viviam em torno. Eles tiveram influencia da Cultura Celta. E permaneceram celtas com um pouco de influencia grega e cartiginesa. Contudo, estas influencias foram apenas culturais. Nao promoveram mudanca alguma na genetica. Depois que os romanos conquistaram cartago eles resistiram `a influencia romana.

Desde 219 a 19 a.C. os luzitani eram os povos mais agressivos na fronteira romana. Os nativos romanos temiam ser destacados para as proximidades do territorio luzitani. Porem, em 19 a.C., Julio Cesar, com ajuda de traicao, conquistou o territorio. A regiao foi transformada na Provincia Romana Hispania Luzitania. Mas o nome nao durou muito por causa das diferencas entre os habitantes dos dois territorios. Ai a provincia virou duas, Hispania e Luzitania.

Um fato curioso aconteceu em torno de 70 d.C. Depois de uma repressao violenta da primeira revolta judia em Israel, os romanos deportaram parte do povo de Israel para a Peninsula. Eles proprios se denominaram Safardins que significava que agora estavam vivendo muito longe de casa. Agora imaginem, se 1.000 anos eh tempo suficiente para um casal deixar tantos descendentes, os judeus que chegaram primeiro tiveram quase 1.000 anos para se tornarem ancestrais dos nossos ancestrais que nasceram 1.000 anos antes de nos. E nao eram apenas um casal, eram, pelo menos, alguns milhares.

Mas o numero deles era pequeno comparando-se com o total da populacao vivendo na Peninsula Iberica que poderia ser em torno de 300.000 pessoas. E os judeus se multiplicaram de duas maneiras. Casando-se entre si e convertendo os celtas pagaos iberianos. Dessa forma, a comunidade judia tornou-se parte importante na vida iberiana. Apesar disso, a presenca dela nao mudou muito a genetica da populacao como um todo.

Outra influencia significante veio por volta de 400 anos depois. Com a invasao do Imperio Romano pelos godos, a Peninsula Iberica tambem foi conquistada. Com os godos veio um povo chamado suevi ou suebi. Eles se instalaram na costa atlantica norte de Portugal e Espanha. Fundaram o primeiro reino medieval verdadeiro la com o nome de Gaelecia. Eles haveriam que ser loiros porque posteriormente a palavra galego em portugues virou sinonimo de loiro.

Nao sei qual foi exatamente o impacto genetico deles na genetica iberiana. Mas alguns afirmam que os godos e os aliados deles contavam cerca de 10% da populacao local. Se for assim, o impacto nao foi nem grande nem insignificante. Os iberos ja tinham longa tradicao de cultura romana e eram cristaos catolicos desde o reino de Constantino. E o povo suevo foi absorvido por essa cultura. O reino dos suevos durou por uns 200 anos ate ser conquistado pelos visigodos, perto do ano 700.

Mais duas informacoes interessantes. Tem que ter sido antes desse tempo que houve uma migracao da area da Gaelecia para povoar a Irlanda e algumas partes proximas na Inglaterra e Escocia. Essa migracao tem que ter acontecido antes da conversao ao catolicismo porque Irlanda e as outras partes povoadas permaneceram culturalmente celtas. Os modernos estudos de DNA demonstram que os irlandeses e ingleses sao os parentes mais proximos dos portugueses e espanhois em toda a Europa. Geneticamente eles sao primos. E o povo loiro da Gaelecia antiga tambem mudou-se em grande numero para o Brasil no tempo da Corrida do Ouro (Ciclo do Ouro), em Minas Gerais nos anos 1.700.

Em 711 os muculmanos conquistaram a Peninsula Iberica quase toda. Depois eu tenho que voltar a esse assunto porque o que eles nao conquistaram foi uma pequena parte com os nomes de Cantabria e Asturias. La tem um terreno montanhoso que vem dos Pirineus passando pelo Norte da Espanha. Ali, Pelagio das Asturias e Pedro da Cantabria foram capazes de iniciar a resistencia que terminou em 1.496 com a expulsao dos muculmanos de volta para Africa.

Tambem as invasoes muculmanas nao fizeram diferenca genetica na Peninsula Iberica porque os arabes eram em pequeno numero em comparacao com o tamanho do Imperio conquistado por eles. A forma como fizeram suas conquistas foi invadir um territorio e oferecer conversao `a populacao. Depois eles treinavam o povo em religiao e armas. Formado o novo exercito que era liderado por um pequeno numero de arabes eles partiam para nova conquista. O que eles levaram para a Peninsula foram os mouros. Os mouros eram antigos habitantes do Norte da Africa em coneccao com Gibraltar. Eram povos caucasianos que cruzaram o Gibraltar na ultima Idade do Gelo e eram parentes proximos dos europeus.

Porem havia um pequeno numero de arabes presentes. E eles legaram mais que palavras nas linguas espanhola e portuguesa. Eles tambem legaram componentes culturais e geneticos. Nao tanto para que possamos dizer que sejamos arabes mas o suficiente para dizermos que somos primos distantes.

As ultimas contribuicoes geneticas que os ibericos receberam vieram da propria Europa. Durante o periodo chamado Reconquista, que durou 500 anos para Portugal e quase 800 para Espanha, logo depois dos cristaos reconquistarem cada parte do territorio eles convidavam outros europeus para migrarem para la. Isso foi chamado pelo nome de repovoamento. Entao, pessoas da Holanda e da Bourgonha tambem fizeram parte da nossa mistura genetica.

Estatisticamente falando, uma parte da populacao europeia de hoje tem uma pequena contribuicao genetica de africanos subsaarianos e asiaticos de diversas partes do globo.

Dito isso, posso voltar aos meus ancestrais. Assim, mergulhei fundo na genealogia do Jose Coelho de Magalhaes que encontrei primeiro no sitio geneall.net – Portugal, mais do que certo de que, se ele nao for nosso ancestral, os ancestrais dele o sao. E disso eu aprendi certas coisas que gostaria de repassar a quem quer que esteja interessado no que escrevo. Porei aqui uma sequencia de ancestrais que ele teve. Comecarei do casal mais velho, que serao os pais da primeira pessoa abaixo deles. Isso ira continuar ate encontrarmos o Pedro, duque da Cantabria.

Graciano, o Velho – esposa desconhecida
Valentiniano I, imperador do Ocidente – Justina
Gala – Theodosio I, imperador de Roma
Gala Placida – Ataulfo (rei)
Theodorico (rei) – Flavia Gala Placida
Theodorico I (rei) – esposa desconhecida
Eurico I Balthes (rei) – Ragnahild
Alarico II Balthes (rei) – Theodegota dos Ostrogodos
Amalric I Balthes (rei) – Clothilde de France
Leovigildo da Septmania Balthes – Theodosia de Cartagena
Hermenegildo II Balthes – Ingunda d’Austrasia
Antanagildo Balthes – esposa desconhecida
Adrebasto Balthes – esposa desconhecida
Ervigio Balthes – Liubigotona Balthes
Pedro, duque da Cantabria – esposa desconhecida

Por esta linhagem a gente pode observar cruzamentos interessantes. Um exemplo eh a Clotilde da Franca que foi filha do Clovis, o rei dos francos. A mae dela era a Santa Clotilda da Bourgonha. Entao, os poderosos do final do Imperio Romano e do comeco da Idade Media tornaram-se da maioria das familias reais governantes do Periodo Medieval na Europa.

Temos muitas outras linhagens cruzando ai mas estou limitando a essa para nao ficar confuso. Pedro, como o titulo fala, foi o duque da Cantabria. E daquele territorio ele liderou a resistencia.

Outro lider foi o Pelagio. Nao temos a ascendencia dele mas ele provinha de familias nobres porque ele foi pego como refem pelas forcas muculmanas. Ele conseguiu escapar e juntar outro grupo de resistencia com patricios das Asturias. Pelagio foi pai de um filho mas este foi morto por um urso numa cerimonia de passagem para adulto. Era uma tradicao antiga que os lideres eram submetidos. Por isso a filha dele, Ermesinda das Asturias tornou-se a herdeira.

Pedro da Cantabria tinha um herdeiro chamado Alfonso. Alfonso casou-se com Ermesinda e virou Alfonso I, Rei das Asturias. Desde entao o nome Cantabria desaparece dos dados e os reinos foram unidos. Eles tiveram um herdeiro que virou rei sob o nome de Alfonso II. Alfonso II se tornou o rei mais celebrado pelos cristaos da Peninsula Iberia daquele tempo. Ele foi chamado de o Casto porque nao se casou e foi inteirmante dedicado `a causa crista da reconquista.

O reino dele durou 52 anos. Alguns dizem que ele transformou uma vasta area entre as Asturias e o norte do territorio muculmano no sul num deserto de pessoas viventes. Outros afirmam que isso aconteceu por causa da peste. O importante foi o resultado disso. As Asturias foram um reino pequeno demais para sobreviver `a superioridade muculmana. Assim, o deserto deu tempo para o reino ganhar mais populacao.

Um evento foi a chave para a salvacao do reino. Encontraram uma cova e a identificaram como sendo de Sao Tiago, o Menor. Sao Tiago, conhecido pelo nome ingles de James ou outras linguagens como Lago e Iago foi o Apostolo de Jesus. A lenda diz que ele foi o primeiro cristao a ensinar o cristianismo na Espanha. Depois ele voltou para Jerusalem e foi decaptado pelo rei Herodes Antipas. Os seguidores dele levaram o corpo de volta para Espanha e o enterraram la.

Depois da identificacao da cova em Compostela (Campo das Estrelas) isso virou um centro famoso de peregrinacao. Cristaos de todos os cantos da Europa comecaram a visitacao e sentir algo magico. Os Caminhos de Santiago de Compostela tem uma extensao de uns 800 quilometros. E os penitentes tinham que percorre-los a pe. Depois da experiencia eles faziam votos de defender a terra e faziam doacoes que ajudavam na Reconquista. A lenda inclusive afirma que Sao Tiago em pessoa veio do ceu num cavalo e armadura resplandecentes para lutar ao lado dos cristaos.

Os Caminhos de Santiago de Compostela foram percorridos pelo escritor brasileiro mais famoso da atualidade, Paulo Coelho. Ele atribuiu sua carreira como escritor de livros a essa passagem da vida dele. Mas eu nao tenho a minima ideia se o Coelho dele tem algo haver com algum conhecido meu.

Alfonso II nao teve herdeiros. Assim, a linhagem sucessoria foi produzida pelo irmao dele, Froila, que recebeu o privilegio. Dai a sequencia passou a ser essa:

725 Froila I – Munia Froilaz
743 Froila das Asturias – esposa desconhecida
760 Bermudo, principe das Asturias – Ursina Muniadona de Coimbra
780 Ramiro I, rei das Asturias – Paterna de Castela
800 Ordonho I, rei das Asturias – Munadona de Vierzo
838 Alfonso III, rei das Asturias – Ximena Garcez, de Pamplona
860 Ordonho II, rei das Arturias – Elvira Mendes de Portugal
900 Ramiro II, rei de Leon – Onega?…

Como se pode ver, as linhagens que estou apresentando sao somente paternais. Quase sempre dos primogenitos dos reis. Mas se qualquer um se interessar por essa genealogia pode ir ao geneall.net – Portugal e dar uma olhadinha nos ancestrais das maes que aparecem. Elas pertencem a familias nobres e a maioria era da Peninsula Iberica. Desde aquele tempo ja existia certo preconceito contra os iberos. Eles eram concebidos como sendo barbaros cuja unica atividade civilizada foi fazer aco e ferramentas dele.

Alfonso III eh mentor de uma importante passagem na retomada de Portugal. Ele foi o rei que comissionou Vimara Peres na retomada do Norte do pais. Vimara eh o heroi portugues daquele tempo. Ele dominou o territorio entre os Rios Minho, ao Norte, e Douro, ao Sul. Ele construiu fortificacoes que viraram uma vila chamada Vimaranes em homenagem a ele proprio. Ele recebeu o titulo de conde, e o titulo virou hereditario. Alguns dizem que em outras monarquias europeias o titulo dele seria duque. O nome Vimaranes tambem foi modificado para Guimaraes. Assim surgiu o nome de familia e, provavelmente, todos que o tem no nome sao descendentes de Vimara Peres.

Mais tarde um descendente de Vimara, Nuno Vimaranes, tentou libertar Portugal do dominio do Reino da Galicia mas ele foi morto na batalha.

Ramiro II foi um guerreiro tenaz contra os muculmanos. Eles o chamavam de “El Diablo” (O Demonio). O reino dele coincide com o de um lider famoso do lado muculmano. O nome dele era Adb al Rahman III ibn Muhammad, o Grande. Nos podemos ver detalhes interessantes desse periodo no video produzido e distribuido pela PBS HOME VIDEO. No site http://www.pbs.org a gente pode buscar: ISLAM, EMPIRE OF FAITH. O que mais chama atencao eh a comparacao entre a Europa do Norte, representada pelo dominio cristao, e a Peninsula Iberica islamica. Foi dito que, uma irma conheceu a beleza e higiene na Espanha islamica e ela nao teve duvida em dizer: “Eh como comparar escuridao e luz.”

Adb al Rahman III foi capaz de conciliar as tres fes diferentes sob seu dominio. Judeus, cristaos e muculmanos serviam a ele em todos os aspectos como iguais. Mas ele confrontou uma oposicao ferrenha dos proprios correligionarios. Eles se sentiam negligenciados e mesmo o reino dele tendo sido de grande progresso em termos de renascimento cultural tambem foi um constante campo de batalhas.

Apesar da rivalidade entre as fes, Ramiro II e Adb al Rahman III concordaram no casamento do filho do Ramiro com uma prima do Adb. Assim, o casamento de Lovesendo Ramires e Zayra ibn Zayda foi tratado para levar paz entre os dois povos. E eu vou postar um pouco mais da genealogia deles. Com respeito a Zayra e Adb al Rahman III se pode seguir a ascendencia deles no site mencionado acima. Eles sao descendentes diretos do proprio profeta Muhammad. O que se segue eh um pouco da descendencia deles:

940 Lovesendo Ramires – Zayra ibn Zayda
960 Aboazar Lovesendes – Unisco Godinhes
980 Ermigio Aboazar – Vivili Turtezendes
1.000 Toda Ermiges – Egas Moniz de Ribadouro, Senhor de Ribadouro
1.020 Ermigio Viegas, Senhor de Ribadouro – Unisco Pais
1.050 Monio Ermiges, Senhor de Ribadouro – Ouroana
1.080 Egas Moniz, o Aio – Dordia Pais Azevedo
Lourenco Viegas – Maria Gomes de Pombeiro
1.135 Egas Lourenco (Coelho) – Esposa desconhecida, de Pombeiro
1.160 Soeiro Viegas Coelho – Mor Mendes de Gandarei

Ai temos uma sequencia interessante. Atraves de uma mulher, Toda Ermiges, o sangue real foi passado `a familia que dominava a regiao chamada de Ribadouro. O que o nome significa eh, Acima do Rio Douro e a familia residia ao Norte do Rio Douro. Toda Ermiges foi uma das bisavos de Egas Moniz, o Aio. Na lingua portuguesa o Aio parece significar masculino de baba (aia). O apelido dado a Egas Moniz se deve a ele ter aceitado ser mentor do Afonso Henriques que depois veio a se tornar o primeiro rei de Portugal.

Na sequencia, ele se tornou avo do Egas Lourenco Coelho. Alguns autores falam que, Egas Lourenco foi o primeiro a usar o sobrenome Coelho. Isto teria acontecido porque ele foi dono de uma propriedade chamada de Quinta da Coelha. Mas isso nao parece ser verdade porque ele nao passou o nome para a descendencia.

Porem, o filho dele passou. E a razao pela qual o filho, Soeiro, passou a usar o nome teve origem na luta da Reconquista. Alguem contou vantagem dele ao rei dizendo que era capaz de penetrar a retaguarda inimiga sem ser notado, como se passasse por tocas de coelhos. Dai ele adotou o nome Coelho e o passou aos filhos. E eh por isso que o bicho coelho virou sobrenome de nossa familia.

Outra linhagem importante deixada pelos reis das Asturias eh esta:

900 Ramiro II, rei das Asturias – Ausenda Guterres de Coimbra
925 Ordonho III, rei de Leon – Elvira Pais Daza
956 Bermudo II, rei de Leon – Elvira Garcez de Castela
994 Alfonso V, rei de Leon – Elvira Mendes, condessa soberana de Portugal
1.015 Sancha, herdeira de Leon – Fernando Magno, rei de Castela
1.039 Alfonso VI, rei de Castela – Ximena Moniz
Teresa de Leon, condessa de Portugal – Henry da Bourgonha

Teresa, condessa de Portugal, como Egas Moniz, o Aio, era descendente do rei Ramiro II que era descendente de Pedro e Pelagio. E o pai dela, Alfonso VI, mandou uma mensagem a todas as familias nobres da Europa, prometendo riquezas e ate a mao das filhas dele em casamento para aqueles que desejassem ajuda-lo na luta contra os mouros. Henry, que era filho do Henry, duque da Bourgonha e outros aceitaram o desafio. Alfonso VI manteve a palavra e casou a Teresa com o Henry. Eles tiveram varios filhos e filhas.

Um dos filhos foi batizado com o nome de Afonso, filho do Henry ou Afonso Henriques como esta na Historia de Portugal. E foi para essa crianca que o Egas Moniz prometeu ao pai dela ser o mentor. Depois que o Henry da Bourgonha faleceu, a mulher dele, Teresa, teve outro homem e talvez tenha sido essa razao que levou o Afonso Henriques a comecar a rebeliao para tentar separar Portugal do Reino de Leon.

Na primeira tentativa ele falhou. Como mentor dele, Egas Moniz deu a palavra ao rei Alfonso VII, garantindo que Afonso Henriques nao iria tentar de novo. Mas ele tentou e conseguiu. E isso foi dito depois: o mentor saiu de Portugal indo ate `a Cidade de Leon com uma canga no pescoco, em companhia de todos os descendentes para oferecer as vidas deles por causa da palavra quebrada. Vendo tal gesto de nobreza, o rei concedeu perdao a ele e mais riquezas. Ninguem sabe o que aconteceu realmente mas penso que ele deu a palavra em primeiro lugar para dar tempo ao Afonso Henriques para reorganizar seu exercito para ter uma segunda chance de vencer o exercito da propria mae. Porem, eh dificil acreditar que, Egas Moniz, tenha sido tao louco a ponto de jogar com sua propria vida e da familia assim. Ele, provavelmente, foi sincero em tudo.

A proxima sequencia genealogica comeca no rei Afonso Henriques.

1.109 D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal – Mafalda da Savoia
1.154 D. Sancho I, rei de Portugal – Dulce de Barcelona
1.185 D. Afonso II, rei de Portugal – Urraca de Castela
1.210 D. Afonso III, rei de Portugal – Maria Peres de Enxara
1.260 D. Afonso Dinis – Maria Pais Ribeiro
1,305 D. Diogo Afonso de Sousa – Violante Lopes Pacheco
1.330 D. Alvaro Dias de Sousa – Maria Teles de Menezes
1.350 D. Lopo Dias de Sousa – Maria Ribeiro
1.370 Violante de Sousa – Rui Vasques Ribeiro
1.410 Pedro (ou Rodrigo) Ribeiro de Vasconcelos – esposa desconhecida
1.440 Francisco Queiroz Ribeiro de Vasconcelos – Maria Goncalves
1.470 Isabel Francisca de Queiroz – Diogo Anes Ribeiro de Vasconcelos
1.495 Manuel Dias Ribeiro de Vasconcelos – Joana Ferreira
1.525 Violante de Freitas, a Mentirosa – Lancarote Pinto
1.550 Simeao Pinto Machado – Ana da Mesquita
Antonio Pinto de Mesquita – Maria de Lemos
Simao Pinto de Mesquita – Maria Barbosa
Antonio Pinto de Mesquita – Angela Vieira de Seixas
Bernardo Antonio Pinto de Mesquita – Ana Josefa de Magalhaes Pinto
1.750 Jose Coelho de Magalhaes – (?) Eugenia Rodrigues Rocha

Novamente, nao posso afirmar, sem duvida, que este Jose Coelho de Magalhaes eh realmente meu pentavo e ancestral de minha familia. Mas, se nao for, algum outro sera e a linhagem deste tera uma ligacao com os aqui mostrados. Com certeza seria uma impossibilidade matematica se nao for assim. Eu nao aposto minha vida na hipotese dessa ser a linhagem. Ninguem precisa fazer isso. Infelizmente, a maioria de nos nao sabe a linhagem de onde veio mas todo mundo tem la suas linhagens de sangue real. Isto eh um clube que nao exige exclusividade alguma.

Uma figura historica importante dessa linhagem que gostaria de mencionar eh D. Afonso III, rei de Portugal. Durante o reino dele, os portugueses reconquistaram as ultimas partes de Portugal nas maos dos mouros. Ele nao era para ser rei porque tinha um irmao mais velho que se tornou o rei Sancho II. Porem, Sancho II nao queria ficar submisso `a poderosa Igreja Catolica e ela ordenou a saida dele do trono. Afonso III foi surpreendido com a decisao onde ele se tornou inesperadamente o numero um em Portugal.

D. Afonso III foi quem completou a Reconquista quando tomou Algarves e a Cidade do Faro que fazem parte do Sul de Portugal e proximos ao Gibraltar. Para Portugal, o governo dele representa uma reviravolta no que fora antes. Tomemos este extrato da Wikipedia como exemplo: “Afonso III deu atencao especial ao que a classe media, compostas por comerciantes e pequenos fazendeiros diziam. Em 1.254, na Cidade de leiria, ele realizou a primeira sessao das Cortes, que foi uma Assembleia Geral composta de nobres, classe media e representantes das cidades. Tambem fez leis com a intencao de proibir as classes altas de aproveitarem da fragilidade das classes mais pobres. Lembrado como um legislador notavel, Afonso III fundou varias cidades, emancipou distritos e reorganizou o servico publico.” Ele foi o criador do Parlamentarismo muito antes disso ter ficado conhecido como sistema de governo.

Igual a outros reis do seu tempo, Afonso III tinha mulheres e concubinas. Uma das concubinas foi Madragana, depois rebatizada por Mor Afonso. Temos informacoes interessantes a respeito dela. Em primeiro lugar, ela era filha do prefeito do Faro. E eles eram judeus. Penso que isso seja interessante porque sabemos que todas as pessoas com ligacoes genealogicas com a Peninsula Iberica sao provavelmente descendente de judeus por causa dos judeus que foram levados pelos romanos desde 70 d.C. Porem eh quase impossivel ter dados que mostrem isso. Por outro lado, nao eh tao dificil achar essa heranca atraves da ascendencia nela e outros. Atraves dela, personalidades de hoje como a Rainha Elizabeth II, da Inglaterra, sao, comprovadamente, descendentes de judeus tanto quanto descendentes de arabes atraves da Zayra ibn Zayda, a nora do Ramiro II, rei das Asturias.

Estou devendo a voces porque comecei a mostrar uma linhagem Coelho da qual minha familia herdou este nome importante. A linhagem posta acima que termina no nosso suposto ancestral Jose Coelho de Magalhaes tem varias ligacoes com o primeiro dos Coelho, Soeiro Viegas Coelho. O ancestral mais proximo a usar o sobrenome Coelho foi o avo materno. Eu mostrarei outra sequencia genealogica tomando a direcao contraria, dos mais novos para os mais velhos. Comecarei com meu ancestral e o casal abaixo da linha dele serao seus pais. A proxima linha estarao os avos e assim por diante.

1.750 Jose Coelho de Magalhaes – (?) Eugenia Rodrigues Rocha
Ana Josefa de Magalhaes Pinto – Bernardo Antonio Pinto da Mesquita
Joao de Magalhaes Coelho – Isabel Maria Pinto
Jeronimo Ribeiro – Maria Teixeira de Seixas
Domingos Coelho de Magalhaes – Antonia Ribeiro
Isabel Pinto de Magalhaes – Belchior Dias
Ana Coelho – Gregorio Magalhaes de Azevedo
Fernando Coelho – Violante Pinto
1.450 Diogo Coelho de Sampaio – Isabel Sampaio
Rodrigo de Sao Paio Coelho – esposa desconhecida
1.370 Fernao Coelho – Catarina de Freitas
1.340 Goncalo Pires Coelho – Maria Silva
1.320 Pero Esteves Coelho – D. Aldonca Vasques Pereira
1.290 Estevao Coelho – Maria Mendes Petite
1.260 Pero Anes Coelho – D. Margarida Esteves
1.200 Joao Soares Coelho – Maria Fernandes
1.160 Soeiro Viegas Coelho – Mor Mendes Gandarei

Deste ponto em diante a gente pode ligar o Soeiro Viegas Coelho com ele proprio na segunda linhagem apresentada neste capitulo. O que se pode ver no geneall.net – Portugal eh isso: muitas das pessoas dessa linhagem tem parentesco umas com as outras. O sitio nos da um recurso que facilita encontrar isso. Quando alguem eh descendente de certos reis, recebe uma bolinha debaixo do nome. Cores diferentes representam cada rei. Apontando a seta do computador para a bola fara aparecer o nome dele. Assim fica facil seguir algumas linhagens. Algumas vezes voce encontra pai e mae identificados com a mesma bolinha e precisa decidir qual deles buscar primeiro. Boa ideia eh voce escrever num papel a linhagem que voce esta buscando. Se voce precisar voltar sera mais facil para nao se perder.

Agora eu preciso justificar o titulo deste capitulo. O nome menciona genealogia europeia, nao apenas ibera. A razao para eu falar especificamente de Portugal eh tao somente porque eu estou melhor familiarizado com sua Historia e genealogia. Se eu tivesse tomado qualquer outro pais europeu como exemplo, inclusive o menor de todos, os resultados poderiam ser quase iguais porque as familias reais de la tem seus principais ancestrais nas mesmas linhagens. Elas sao apenas a mesma familia porque o tempo todo elas trocavam noivas e noivos e nao eram nada diferentes de um bando de galinhas de granja.

Na segunda sequencia genealogica acima eu postei apenas alguns reis de Portugal porque nao identifiquei outros alem de D. Dinis, filho de Afonso III e tambem rei de Portugal, como meu ancestral. Nao se confunda com o nome Afonso Dinis, tambem filho de Afonso III, mas nao rei. Nao precisamos ter uma lista extensa de reis ancestrais para sermos parentes do resto todo. Podemos pegar a mae do Afonso II, Urraca, princesa de Castela, como exemplo para mostras as ligacoes. Vamos pegar uma sequencia genealogica a partir dela:

Urraca, princesa de Castela – Afonso II, rei de Portugal
Eleanor Plantagenet, princesa da Inglaterra – Alfonso VIII, rei de Castela
Henry II, rei da Inglaterra – Eleonor d’Aquitaine
Matilda, rainha da Inglaterra – Godefroy V Plantagenet, conde d’Anjou
Henry I, rei da Inglaterra – Santa Mathilda, pricesa da Escocia
William I, o Conquistador, rei da Inglaterra – Mathilde de Flandres
Robert I, duque da Normandia – Herleva da Falesia
Richard II, duque da Normandia – Judith da Bretanha
Richard I, conde da Normandia – Gunnor, princesa da Dinamarca

Olhando essa sequencia genealogica podemos fazer muitas ligacoes no mapa europeu. Somente para que saibam, a mae da Urraca, Eleanor Plantagenet, era irma do Ricardo Coracao de Leao. Qualquer um que conheca um pouco de Historia tera visto muito mais que uma sequencia genealogica nessa lista. Eh mais. Eh a propria Historia em cada nome e titulo. Na proxima sequencia comerei a partir da Judith da Bretanha. Segue entao:

Judith da Bretanha – Richard II, duque da Normandia
Ermengarda d’Anjou – Connon I, duque da Bretanha
Adelaide de Vermandois, senhora de Donzy – Geoffroi I Grisegonelle, conde d”Anjou
Robert I, conde de Vermandois e Troyes – Adelaide Werra da Bourgonha
Herbert II, conde de Vermandois – Luitegarde ou Adelia da Franca
Herbert I, conde de Vermandois – Berthe de Morvois
Pepino II, conde de Vermandois – Rothaeide de Bobbio
Bernardo, rei da Italia – Conegonde de Gellome de Toulouse
Pepino I, rei da Italia – Ingeltude d’Autun
Carlos Magno, Imperador do Ocidente – Hildegarde von Vintschgau

Uma lembranca, o nome Normandia significa, homens do norte. Ela foi colonizada por um grupo de Viquingues que desejava se acomodar depois de causarem muito terror `a populacao europeia. Como se pode ver, Judith e Richard II eram avos do William, o Conquistador, que tomou a Inglaterra das maos dos antigos senhores, os reis do Wessex. Os reis do Wessex tambem sao ancestrais das familias reais iberas. Mas nao mostrarei sequencias mostrando isso porque o que temos ja eh suficiente. Pretendo por apenas mais uma sequencia nesse capitulo.

Luitegarde ou Adelia da Franca, esposa do Herbert II, conde de Vermandois, era filha do Robert I, rei da Franca e Adelia de Perthois. Mas o rei Robert I, como era comum `as suas magestades, teve outra esposa com o nome de Beatrice de Vermandois. Assim, eu porei mais uma sequencia para mostrar algo que parece coincidencia mas nao eh. Vejamos:

Robert I, rei da Franca – Beatrice de Vermandois
Hugo, o Grande, duque da Franca – Heduvige von Sachsen
Hugo I Capet, rei da Franca – Adelaide de Poitou
Robert II, o Piedoso, rei da Franca – Constance d’Arles
Robert I, o Velho, duque da Bourgonha – Helie de Semur
Henri, duque da Bourgonha – Beatriz (?) de Barcelona
Henry da Bourgonha – Teresa de Leon
Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mafalda de Savoia

Entao, nos comecamos nossa viagem a partir da mae do Afonso III, rei de Portugal, Urraca, princesa de Castela, e terminamos nos bisavos dele. Nao porei a sequencia genealogica que mostra isso mas vou mencionar apenas. Mafalda de Savoia, como o nome ja diz, vem da Casa de Savoia, a ultima familia real da Italia. A Casa Real de Savoia eh herdeira do Umberto I Biancamano (Mao Branca), conde de Savoia. A nivel de seus bisavos ele era descendente do Luis III, l’Aveugle, Imperador do Ocidente e Anna de Bizantium. Penso que nem precisa mencionar que o Luiz III era tambem descendente do Carlos Magno. Mas a Anna de Bizantium eh quem nos acrescenta mais Historia.

O titulo dela ja explica, a heranca dela comeca no Imperio Bizantino, passando por Santa Teodora, Imperatriz de Bizatium; Santo Isaac e Santo Narso, reis da Armenia e isso mergulha nos tempos antes de Cristo. Por volta de 500 b.C., dois dos ancestrais dela sao o Xerxes I, rei da Persia e a esposa dele, Ester, a mulher que teve o nome de um livro biblico em homenagem a ela. Depois disso, a heranca da Anna de Bizantium continua mergulhando no tempo e termina numa sequencia de faraos egipcios, incluindo-se ai, Ramses II, o Grande. Mas isso eh grande demais para postar aqui. Atraves da Casa de Savoia, todas as familias reais da Europa sao multiplas vezes descendentes destas figuras historicas.

Muitas outras familias reais europeias surgem como nossas ancestrais mas eu nao quero perder tempo mostrando isso. Posso mencionar alguns como: Aragao, Navarra, Pamplona, Leon, Galicia, Holanda, Hungria, Constantinopla, Alemanha, Russia, Polonia, Austria, Dinamarca, Luxemburgo. Ate do Reino de Jerusalem, o qual nao durou muito e nao passava de um ramo da familia real francesa nos temos ancestrais.

Tambem posso dar exemplos de noivas e noivos da familia real portuguesa que se casaram na alta nobreza do resto da Europa. E eu verifiquei antes se os casamentos resultaram em descendentes porque nos temos muitos casos em que isso nao aconteceu, provavelmente em consequencia da consanguinidade excessiva. Nesse caso nos temos: Berengaria, filha de D. Sancho I e Dulce de Barcelona que se casou com Valdemar II, conde da Dinamarca; D. Afonso, filho do D. Afonso II e Beatriz de Castela, que casou-se com sua prima, Violante Manoel, princesa de Castela. Temos tambem D. Constanca, filha do D. Dinis e Santa Isabel de Aragao, que se casou com o rei Fernando IV, rei de Castela.

Para resumir e permanecer apenas nos primeiros reis de Portugal, nos tivemos o exemplo de D. Maria, filha de D. Afonso IV e Beatriz de Castela, que casou-se com Alfonso IX, rei de Castela. D. Maria e o rei Alfonso IX foram os pais do rei Pedro I de Castela. Pedro teve duas filhas com sua parceira, Maria Padilha. A primeira, Constanza, foi casada com John, o Grande, duque de Lancaster. A segunda, Isabel, casou-se com Edmund de Langley, duque de York. E, numa rapida olhada na genealogia presente no geneall.net – Portugal, pude constatar que o atual duque de Manchester eh um direto descendente desta linhagem.

06. UM FUTURO MELHOR PARA NOSSOS FILHOS E…

Vou fugir um pouquinho `a ordem que estava escrevendo. Isso se da porque gostaria de mostrar algo pratico nos meus estudos.

Essa intervencao vem da observacao de que, praticamente, toda e qualquer pessoa com uma longa Historia genealogica no Ocidente eh descendente das figuras historicas mais importantes de 800 ou mais anos atras. Nao apenas deles mas tambem da maioria da populacao que viveu no tempo delas. Mas o que a genealogia disponivel pode nos mostrar nao passa de quase nada do que eh verdadeiro.

Uma pratica comum era os reis terem suas esposas e concubinas, inclusive quando isso nao acontecia como bigamia porque eles se casaram mais de uma vez apos cada esposa anterior ter falecido. Algumas vezes eles tiveram concubinas paralelas ao casamento oficial ou no intervalo deles. O que eles queriam era ter certeza de terem herdeiros ao trono. Mas o que eh util para nos agora eh saber que, a descendencia paralela deles ganhava uma classificacao de nobreza menor. E quando as geracoes iam passando, essa descendencia se misturava com as pessoas comuns. E, como comuns, seus dados nao foram guardados com cuidado. A propria nobreza menor pensava que tivesse coisas mais importantes a fazer do que se certificar que sua heranca genetica fosse lembrada.

Mas se a gente pegar a descendencia de Carlos Magno como exemplo pode-se assegurar que, desde o mais rico ate ao mais pobre, a maioria das pessoas dos paises ocidentais sao descendentes dele. Alguns do Oriente tambem sao. E, matematicamente, nao eh nenhuma surpresa porque ele viveu ate morrer em 814. Cerca de 1.200 anos atras. E ele teve muitas esposas e concubinas para garantir essa heranca imensa.

Baseado nos meus calculos, qualquer um que tivesse dois filhos poderia facilmente ser ancestral da populacao inteira da Terra hoje, bastando apenas ter nascido por volta de 1.000 anos atras. Apenas recordando, se alguem teve 2 filhos, 4 netos, 8 bisnetos e assim por diante, no final de 1.000 anos, ele ou ela poderia ter mais de 8.5 bilhoes de descendentes. O mais importante de tudo eh isso, nossa populacao de hoje poderia ser, simultaneamente, descendente de toda e qualquer pessoa viva ha 1.000 anos atras, desde que tivessem filhos.

Assim se da porque a possibilidade matematica funciona dos dois lados. No espaco de 1.000 anos qualquer um tem o possibilidade de produzir mais de 8.5 bilhoes de descendentes tanto quanto se pode tambem ser descendente de mais de 8.5 bilhoes de ancestrais. E estou falando apenas a respeito da 33a. depois e da 33a. geracao antes da pessoa. Em 1.000 anos voce nao precisa ter mais de 2 criancas para ser ancestral de mais de 15 bilhoes de pessoas vivas. Isso acontece porque nos podemos fazer a adicao das 31a., 32a. e 33a. geracoes porque serao os avos, pais e filhos.

Eu compreendo. O modelo matematico nao funciona tao bem na vida pratica. Isso se da porque na verdade o casamento entre seus descendentes teriam que ser evitados. Em termos praticos isso eh quase impossivel porque algumas familias passam tempo demais residindo numa area muito pequena. Dai, a descendencia das primeiras pessoas comeca a casar-se uns com os outros, repetidamente. Isso acaba transformando-os num bando de galinhas de granja que ja mencionei. Porem, se apenas um descendente sair do circulo vicioso, que seja ha 300 anos atras, sera o suficiente por ser responsavel por multiplicar a familia grandemente em numero. Neste caso, estou pensando numa pessoa que nao limitou o numero de filhos que teve.

Todavia, inclusive quando os descendentes de alguem mantenham se casando entre si por 1.000 anos, baseado no que foi nossa Historia durante este periodo, o que podemos esperar disso eh, a pessoa que teve filhos por volta de 1.000 anos atras e seus filhos foram saudaveis o suficiente para manter a linhagem ate hoje eh, certamente, ancestral de milhoes de pessoas.

Ha uma outra consideracao que voce precisa fazer do modelo matematico. Nao antes de pouco tempo atras ninguem limitava o numero de filhos a um numero como o dois. Se o meu avo paterno tivesse nascido ha 1.000 anos atras e tivesse tido tantos filhos e netos como ele teve, hoje a populacao da Terra poderia ser muitas e muitas vezes descendente dele. Ele teve 14 filhos. Dos quais 13 se casaram e deram a ele 101 netos. Somente pelo lado dele nos somos cerca de 500 pessoas entre vivas e falecidas. Ele nasceu em 1.890. Eh! Quem sabe qual sera o numero de nos daqui a 880 anos!?

Qual eh a pergunta mais importante dos nossos dias? Penso que eh esta: O que acontecera aos nossos descendentes? A maioria de nos fala isso: Eu quero construir um futuro melhor para meus filhos e filhos dos meus filhos. Penso que ha algo de errado na construcao da frase. Primeiramente nos precisamos construir um mundo melhor para eles terem um futuro. Em segundo lugar, nos precisamos de pessoas melhores em nosso mundo e isso inclui nossos proprios filhos.

O que quero dizer com isso eh que, provavelmente, Carlos Magno lutou a vida inteira pensando em dar um futuro melhor para a descendencia dele. Mas provavelmente ele tambem pensou a respeito apenas dos filhos que conheceu e, talvez, esperava que isso seguiria por algumas geracoes apos a partida dele. Tenho certeza que ele nao pensou nos descendentes de hoje-em-dia. E este eh o maior erro que qualquer um pode cometer.

Se ele soubesse o que estou falando agora, talvez tivesse tentado algo diferente do que fez. Isso se da comigo hoje. Sou diferente porque a mim foi permitido saber algo melhor. Carlos Magno pensou em um mundo melhor para os que ele ja conhecia ou esperava vir pouco depois dele. Eu penso a respeito de todos que conheco e que nao conheco. Por que? Porque eu bem sei disso, para que eu tenha milhoes, talvez bilhoes de descendentes na 33a. geracao depois da minha sera urgente que eu cuide de todo mundo que vive no meu tempo porque meus descendentes irao casar-se com os seus descendentes. Entao, ama-los e cuidar deles eh o mesmo que fazer o mesmo por minhas proprias criancas.

Eu sei. Uma vez isso foi ensinado a voces, nas igrejas, para os que acreditam em religiao, pelos sacerdotes. O pensamento religioso eh baseado nisso, se temos um Creador responsavel pelo nosso nascimento, entao, deveriamos honra-Lo, amando as creaturas Dele. Mas isso nunca foi bem entendido pelas pessoas. Agora, o que estou falando eh isso, nos temos outra razao para fazer a mesma coisa. E essa outra razao nao exige acreditar em Deus ou ter uma religiao especifica. Se voce tem planos de ter ou ja tem filhos, entao voce precisa comecar a pensar o que acontecera `a sua descendencia 1.000 anos adiante porque se voce nao os preparar para isso, talvez ela nao chegara ate la e o tempo que dedicou a ela sera um desperdicio.

Isso pode ate parecer magico mas nao eh. Ha quase 1.000 anos atras os piores inimigos no mundo eram os cruzados e muculmanos. Hoje nos somos a descendencia de ambos. Ai, o que de bom a guerra nos trouxe? So posso responder por mim mesmo: nada. Cada um que ler esse texto deve responder essa questao a si mesmo.

O mesmo se repetira. Nao interessa qual sejam os motivos dos cruzados de hoje ou guerra santa. O que os envolvidos nisso estao fazendo eh errado. E daqui a 1.000 ou menos anos adiante a descendencia de Osama Bin Laden ira se casar com a descendencia de George W. Bush e Barack H. Obama. Nao. Nao estou jogando praga em ninguem. Tambem nao estou adivinhando o futuro. Estou apenas falando o que eh provado por meus calculos.

Eu posso estar terrivelmente enganado nos meus calculos porque estou falando do daqui a 1.000 anos sem ao menos saber o que acontecera de concreto amanha. Porem, minha consciencia esta tranquila. Nao estou afirmando que isso acontecera sem condicao alguma. Como crente, eu sei que para isso acontecer Deus precisa permitir-nos 1.000 anos adiante e a multiplicacao de todos precisa ser o mais normal possivel. Neste caso, nos precisamos da participacao de todos em nossa multiplicacao.

Estou fazendo esses calculos na presuncao de que a populacao da Terra daqui a 1.000 anos nao excedera muito ao que ja temos agora. Penso ser uma otima precaucao se nos nao termos mais que duas criancas desde ja porque o nosso planeta ja esta superpovoado por humanos. Alguns criticos dessa concepcao andam dizendo que esse aviso tem sido feito por longo tempo e a populacao continua crescendo e nada aconteceu. Eles dizem assim, humanos tem sempre seus recursos e quando qualquer problema se apresentar alguem apresentara uma resposta para solucionar isso.

O nosso maior problema eh esse, os recursos em nosso planeta sao limitados. E ja estao nos enviando sinais de exaustao. O proprio planeta eh limitado. Dai eu nao penso que ha qualquer inteligencia em nao termos precaucoes quanto a isso. Se formos ir ate ao ponto sem retorno o que acontecera sera nada mais que guerras terriveis pelos ultimos recursos de vida na Terra. E nos temos que nos lembrar que, hoje nos temos recursos suficientes talvez ate para cuidar de 50 bilhoes de pessoas na Terra mas mesmo que a populacao se estabilize nisso, as geracoes continuarao se sucedendo.

Entao, 1.000 anos depois de tal ponto, nos teremos tido 33 geracoes de 50 bilhoes de pessoas vivendo na Terra. Isso eh o mesmo que 1.65 trilhoes vivendo na Terra num mesmo tempo. E nos nao temos a menor ideia por quantos milhares de anos nos teremos somente essa mae Terra para nos dar comida e abrigo. Ser cauteloso nao eh uma questao de nao ter coragem e sim uma questao de conhecer os fatos.

Se voce quizer outra a respeito do que genealogia e genetica pode nos oferecer, peguem o casal Bill e Melinda Gates como exemplo. Penso que eles sao o casal mais rico do mundo. Agora vamos imaginar que, os filhos deles terao filhos e assim por diante, multiplicando como eu tenho dito. Mesmo que nas primeiras geracoes eles nao terao problemas com falta de dinheiro, quando eles forem numerosos como 5.000 pessoas eles nao serao ricos como os ancestrais deles e alguns terao, provavelmente, vida pobre.

Se continuarem multiplicando-se como calculei, eles acabarao se casando com a nossa descendencia, desde dos mais ricos aos mais pobres de cada um de nos. E se a gente nao cuidar uns dos outros desde agora, todos os criminosos, todos os politicos, todos os sofredores serao nossos descendentes coletivos, tanto quanto as pessoas de maior sucesso e intermediarias no tempo delas.

07. UMA PITADA DE GENEALOGIA IBERA

A genealogia da Peninsula Iberica, no comeco, nao foi complicada. O que nao eh facil estuda-la eh justamente quando voce comeca a voltar aos mesmos ancestrais repetidamente. Com certeza, a mesma coisa acontece com as outras genealogias no mundo. Mesmo se a gente tivesse dados completos da Idade Media ate hoje isso nao seria diferente. A unica coisa que a gente poderia esperar ser diferente em relacao ao que ja temos seria, mesmo se a gente achasse linhagens que nunca suspeitassemos que tivessemos, certamente, elas acabariam nos levando aos mesmos ancestrais que ja temos.

Nao eh surpresa alguma termos dados somente das personalidades historicas conhecidas e, quando muito, das pessoas que as acompanhavam em suas Historias. Frequentemente nos encontramos dados de alguem que so aparece nos documentos porque ele ou ela foi casado com alguma personalidade ou com um dos filhos dela. Esta pessoa que parece nascer do ar tras consigo somente o pai ou tambem a mae. Parece que o recem-chegado nem teve um comeco ha milhares de anos atras exatamente como tudo mundo tem.

O recem chegado eh uma pessoa comumente chamada de comum ou gentinha. Algumas vezes tambem conhecida como: o pobre. Porem, o que eu tenho certeza eh isso: esquecido na falta de documentacao e na tradicao falada, nalgum ponto da Historia de cada pessoa, todos nos tivemos os mesmos ancestrais, nao tao distante quanto o leigo supoe. Nossa Historia de privilegios de alguns e exclusao dos outros eh responsavel por essa diferenciacao. E o povo comum nao eh nada mais comum que quem quer que seja no planeta. Todos nos vimos dos dois, comuns e privilegiados. E o que nos separa agora esta mais relacionado ao ter ou nao ter dinheiro.

Como eu disse antes, a Peninsula Iberica foi invadida pelos muculmanos em 711. A unica area que continuou nas maos dos cristaos foram duas partes pequenas do territorio, chamadas de Cantabria e Asturias. De la os cristaos comecaram a luta tentando reconquistar suas terras. Mas a guerra durou geracoes e mais geracoes. Algumas geracoes ate mesmo se esqueceram do porque das guerras.

Como tambem disse antes, somente um reino cristao na Peninsual foi implantado por outros sem ser os proprios iberos. Durante a Historia ele recebeu o nome de Aragao. O responsavel pela criacao foi Luis I, o Piedoso, Imperador do Ocidente. Ele era filho do Carlos Magno e herdou a coroa dele.

O Reino de Leao surgiu apenas em 910. Naquele tempo ele estava desertico e foi conquistado pelo rei Alfonso III das Asturias, e o filho dele, Garcia I, transferiu e a adotou a cidade de Leon como capital do reino. A partir de entao o reino se tornou o principal reinado cristao na Peninsula Iberica.

Outro povo presente eram os bascos. O dominio deles era a costa atlantica sul da Franca e o centro-norte da Espanha. No principio o reino deles se chamava Pamplona e depois virou Navarra.

Durante o reino de Alfonso III, rei das Asturias, o Norte de Portugal foi tomado e estabelecido como condado pelas maos de Vimara Peres.

Apos isso ou ao mesmo tempo, Fernan Gonzalez unificou o Reino de Castela. O reino ganhou este nome porque tinha uma linha de castelos para defender o Reino de Leon. Na Wikipedia a gente pode ler isso: “Em 931 o Condado foi reunificado pelo conde Fernan Gonzalez, que iniciou uma rebeliao contra o Reino de Leon, estado sucessor do de Asturias, e conseguiu seu status de autonomia, passando o condado a ser herdado por seus descendentes e deixando de ser sujeito a imposicoes dos reis leoneses.”

Mais um reino foi somado `a mistura. Este foi o Reino da Galicia que herdou o Condado de Portugal como parte do seu territorio. Porem, em 1.128, Portugal tambem se tornou um reino separado. Dai, todos esses reinos cristaos no seculo XII ja haviam retomado perto da metade da Peninsula Iberica dos conquistadores muculmanos. E algumas vezes eles estavam mais envolvidos em guerras de uns contra os outros que contra os reinos muculmanos localizados nas partes do sul. A forma e a extensao destes reinos estavam em constante mudancas enquanto: Afonso III de Portugal e Fernando, o Catolico, rei de Aragao, e Isabel, a Catolica, rainha de Castela, que se casaram e uniram a Espanha, nao completassem a Reconquista.

Cada um destes reinos produziu sua nobreza. E eles fizeram trocas de noivos e noivas uns com os outros e com todas as familias reais da Europa. E dai, como eu disse antes, os sangues que haviam recebido do povo comum retornou ao povo comum. Como?

Basicamente, quando uma dominacao foi trocada como dos poderosos antigos para os romanos, dos romanos para os suevos e visigodos, dos godos para os muculmanos e dos muculmanos de volta para os cristaos, cada nobreza permaneceu, porem, como nobreza menor. Tambem, de acordo com que praticavam guerras, os considerados povo comum lutaram lado-a-lado com seus senhores. Aqueles que se destacaram dos outros por bravura ganhavam riquezas, posses e ate noivas das novas familias dominantes. Nos podemos verificar isso quando homens, aparentemente vindos do nada, se casam com mulheres da nobreza. Da mesma forma, mulheres sem ascendencia nobre se casando com homens da nobreza.

O mais comum eh vermos um nome vindo `a luz e quando a gente comeca a buscar a origem, encontra isso: la no fundo a origem esta num rei ou parente dele. Depois darei exemplos disso. Vamos comecar pelo como os sobrenomes foram adotados.

Por volta de 1.000 anos atras nao tinhamos exatamente nomes de familia. Porei aqui mais uma sequencia genealogica para facilitar a explicacao:

Moninho Viegas, o Gasco – Valida Trocozendes
Egas Moniz de Ribadouro – Toda Ermiges
Ermigio Viegas – Unisco Pais
Monio Ermiges – Ouroana
Egas Moniz, o Aio – Dordia Pais Azevedo
Lourenco Viegas – Maria Gomes de Pombeiro
Egas Lourenco – esposa desconhecida, de Penagate
Soeiro Viegas Coelho – Mor Mendes de Gandarei

Esta eh a linhagem paterna do conhecido primeiro a usar o apelido Coelho. Se voce prestar atencao nos segundos nomes, provavelmente, nao ira enxergar o padrao. Mas existe um padrao bem claro ai. Naquele tempo era suposto usarmos o nosso nome mais uma mencao a nossos pais. Era dado um nome acompanhado de uma expressao que significava: filho de. O primeiro da lista, possivelmente, se chamava Monio e nao Moninho. O sufixo inho em Portugues eh diminutivo. Entao, Egas Moniz filho dele era: Egas, filho do Monio. Algumas vezes, a expressao: filho de, vem como prefixo como em Viegas. Viegas significa: filho do Egas.

Daquele tempo nos temos muitos nomes usados hoje. Os sobrenomes foram adotados no transcorrer da Historia. Dai alguns nomes de origem paterna foram mantidos e deixaram de corresponder aos nomes dos pais. Neste caso nos continuamos tendo familias com nomes Viegas e Moniz mas isso quer dizer apenas que, em algum tempo passado, os usuarios tiveram ancestrais que se chamavam Egas e Monio.

Eh por causa disso que temos nomes como: Rodrigues, que significa: filho de Rodrigo. Nunes significa: filho de Nuno. Peres/Pero. Fernandes/Fernando. Esteves/Estevao. Soares/Soeiro. Martins/Martim. Mendes/Mendo. Vasques/Vasco. Uma excecao eh Anes. Esse vem de Joao. A diferenca esta na antiga forma de escrever que era Johanes. Entao, Anes significa filho de Joao, o moderno equivalente a Johanes na linguagem portuguesa. Na Espanha a tradicao eh a mesma, trocando-se apenas a letra s pelo z. La os nomes sao: Nunez, Rodriguez, Perez e assim por diante. Uma pequena diferenca para Martins que vem como: Martinez.

Eh verdade, iberos usam dois nomes ou mais. Isso eh outra tradicao. No seculo XII esse sistema de dar nomes estava ultrapassado. A populacao comecara a crescer e tinha gente demais com o mesmo nome. A Igreja Catolica incentivou as pessoas a usarem mais apelidos. Muitos ja eram identificados pelo segundo sobrenome naquele tempo. Eram precedidos das palavras da, de e do. As tres significam, lugar de onde a pessoa vem. Da eh usado para lugares com nome feminino, o que eh o oposto de do. De nao menciona sexo.

O sistema americano se engana ao identificar as tres palavras como nomes. Eh comum o meu nome estar escrito como De Magalhaes mas nao deveria ser assim. De significa lugar de onde se veio e sempre deveria ser escrito em minusculas. Com o tempo algumas pessoas suprimiram as tres palavras dos proprios nomes sem saber a importancia delas. Este eh o caso de alguns de meus familiares que herdaram o Magalhaes sem o de.

Exemplos de nomes e seus signifcados: 1. Geraldo Rodrigues da Costa, que significa, Geraldo, filho do Rodrigo, nascido na costa. 2. Antonio Alvares do Couto: Antonio, filho do Alvaro, de um lugar pequeno. 3. Jose Anes de Guimaraes: Jose, filho do Joao (Johanes), da Cidade de Guimaraes.

Com o tempo, muitos outros nomes foram somados `a lista. Alguns eram lembranca da caracteristica fisica do primeiro usuario. Exemplos disso sao: 1. Alvim, eh o mesmo que Branquinho; 2. Rouco, voz rouca; 3. Barbalho, barba em forma de raiz de alho. Ha algum tempo atras eu ouvi outra explicacao para o meu sobrenome. Alguem disse que vem do Oriente e a origem seria algo como: Barb Al, que foi transformado em Barbalho em Portugal. Mas nao conheco nenhuma evidencia concreta disso.

Tambem as profissoes de ancestrais viraram sobrenome para alguns. Um exemplo eh Cavaleiro. Outro eh Sapateiro ou Zapatero. Alguns receberam o sobrenome de Navegante.

Encontrei na literatura que, em Portugal existiam cinco familias nobres. E os nomes delas eram: Baiao, Braganca, Maia, Ribadouro e Sousa. Mas essa nao eh uma informacao exata. O que possivelmente aconteceu foi algo como na minha familia no Brasil. Ela eh chamada de Familia Coelho. Mas por que eu chamaria a minha familia por este nome se nao o uso?

O que aconteceu foi isso: quando os europeus comecaram a colonizar a area de onde nos somos, meus ancestrais estavam no comando dos primeiros europeus que viveram la. Mesmo que outros estivessem juntos ou vieram depois, a maioria acabou se casando na parentalha Coelho. Dai a familia assina varios nomes mas comumente passou a ser chamada pelo nome Coelho. E todo mundo eh pelo menos uma vez Coelho. E tambem haviam outros ramos Coelho juntos. Na lista de meus ancestrais existem os que assinam: Coelho, Coelho de Magalhaes, Nunes Coelho, Coelho de Andrade e Coelho de Almeida. E nao estou falando aqui de outras combinacoes que apareceram depois mas tao somente dos ramos originais que nao sabemos se ja tinham ligacoes uns com os outros.

Minha duvida quanto a cinco ser igual ao numero de familias nobres foi despertada pelos muitos nomes diferentes que os nobres usavam e suas origens. Como a gente ja viu, o sobrenome Coelho veio depois. Ele era parte da familia chamada de Ribadouro. E eu posso mostrar outra sequencia genealogica para mostrar isso. Se voltarmos ao capitulo 5 nos podemos dar uma olhadinha nas segunda e terceira linhagens postadas la. A segunda termina no rei Ramiro II das Asturias. E a terceira comeca num dos filhos: Lovesendo Ramires. Assim, eu comecarei outra vez a partir deles:

900 Ramiro II, rei das Asturias – Onega (?)
940 Lovesendo Ramires – Zayra ibn Zayda
960 Aboazar Lovesendes – Unisco Godinhes
980 Trastamiro Aboazar, 1o. sr. da Maia – Dordia Soares
1,000 Goncalo Trastamires, 2o. sr. da Maia – Unisco Sisnandes
1.020 Mendo Goncalves, 3o. sr. da Maia – Ledegundia Soares Tainha
1,060 Goncalo Mendes, o Lidador – Urraca Teles
1,080 Moninha Goncalves da Maia – Rodrigo Forjas de Trastamarra
1,100 Forjaz Vermuis de Trastamarra – Elvira Goncalves de Vilalobos
1,130 D. Rodrigo Froias de Trastamarra – D. Urraca Rodrigues de Castro
1,150 D. Goncalo Rodrigues da Palmeira – D. Froille Afonso de Celanova
1,170 D. Rui Goncalves Pereira – Sancha Henriques de Portocarreiro
1,220 D. Pedro Rodrigues Pereira – Estevainha Rodrigues Teixeira
1,250 D. Goncalo Pereira – D. Urraca Vasques Pimentel
1,280 D. Vasco Pereira, conde de Trastamarra – Ines Lourenco da Cunha
1,320 D. Aldonca Vasques Pereira – Pero Esteves Coelho

Se voltarmos ao capitulo 5 para olharmos a sequencia genealogica numero 6, nos acharemos o ultimo casal: Pero Esteves Coelho – D. Aldonca Vasques Pereira. O que eu quero mostrar aqui eh como nomes novos eram criados. Na geracao de D. Rodrigo Froias de Trastamarra, o Palmeira comeca sem uma explicacao melhor. Os filhos dele adotaram o Palmeira como sobrenome e o filho dele, D. Goncalo Rodrigues da Palmeira, deu este nome a todos os filhos, exceto para um, D. Rui Goncalves Pereira. Dai para frente o nome Pereira tambem tornou-se um dos mais comuns na Peninsula Iberica.

Deem uma olhadinha nos sobrenomes das esposas para ver muitas outras familias importantes. Elas vinham de familias nobres tambem. Estevainha Rodrigues Teixeira, esposa do D. Pedro Rodrigues Pereira era descendente do Carlos Magno e do Fernando Magno, rei de Leon e Castela. Este eh o mesmo que aparece como bisavo do rei Afonso Henrique de Portugal na quinta sequencia genealogica, no capitulo 5.

Eu gostaria de apresentar algumas sequencias genealogicas que estao no amago da Historia de Portugal. Comecarei por Estevao Coelho que era o pai do Pero Esteves Coelho.

1,290 Estevao Coelho – Maria Mendes Petite
1,330 Branca Pires Coelho – Joao Pires Alvim
1,360 Leonor Alvim – D. Nuno Alvares Pereira, 2o. Condestavel de Portugal
1,380 D. Beatriz Pereira Alvim – D. Afonso, 1o. duque de Braganca

Ai nos podemos ver que: o ancestral Pero Esteves Coelho era irmao de Branca Pires Coelho, que era mae da Leonor Alvim e avo da D. Beatriz Pereira Alvim, que era esposa do D. Afonso, 1o. duque de Braganca. Naquele tempo a nome Braganca ja estava estabelecido em Portugal e somente depois os duques de Braganca o adotaram como sobrenome mas eles tambem ja eram descendentes de ancestrais de Braganca. Vou mostrar a linhagem paterna do D. Afonso.

1,377 D. Afonso, 1o. duque de Braganca – D. Beatriz Pereira Alvim
1,357 D. Joao I, rei de Portugal – Ines Pires
1,320 D. Pedro I, rei de Portugal – Teresa Lourenco
1,291 D. Afonso IV, rei de Portugal – Beatriz, Infanta de Castela
1,261 D. Dinis, rei de Portugal – Santa Isabel de Aragao

Ai a gente voltou aos primeiros reis de Portugal e D. Dinis era filho do Afonso III. Mas D. Joao I nao era para ser rei. O irmao dele, D. Fernando I, era de direito o herdeiro e ele se tornou rei. Mas o problema veio depois porque a herdeira dele era D. Beatriz e ela se casou com o rei Juan I de Castela. Juan exigiu o direito de ser rei de Portugal depois do falecimento do rei Fernando I. Isso iniciou o que eh conhecido como Crise de 1.383 a 1.385. Nisso Castela e Portugal se envolveram numa guerra sangrenta. E o grande heroi da vez foi D. Nuno Alvares Pereira, que era o sogro do D. Afonso, 1o. duque de Braganca. E vamos colocar mais uma sequencia genealogica para mostrar mais uma coisinha.

1,360 D. Nuno Alvares Pereira – Leonor Alvim
1,310 D. Alvaro Goncalves Pereira – Iria Goncalves do Carvalhal
1,280 D. Goncalo Pereira, arcebispo de Braga – Teresa Peres Vilarinho
1,250 D. Goncalo Pereira – D. Urraca Vasques Pimentel

Como podemos ver acima, os bisavos de D. Nuno Alvares Pereira eram os avos de D. Aldonca Vasques Pereira. E o marido dela, Pero Esteves Coelho era tio da Leonor Alvim, a esposa do D. Nuno. Porei mais uma sequencia:

1,377 D. Afonso, 1o. duque de Braganca – D. Beatriz Pereira Alvim
1,402 D. Isabel de Braganaca – D. Joao, principe de Portugal
1,428 D. Isabel, Infanta de Portugal – Juan II, rei de Castela
1,451 Isabel, a Catolica, rainha de Castela – Fernando II, o Catolico, rei de Aragao
1,485 Catalina de Aragao, Infanta de Aragao – Henrique VIII, rei da Inglaterra
1,506 Maria I, rainha da Inglaterra – Felipe II, rei da Espanha

Nessa ultima sequence nos podemos ver algo para assombrar. A rainha Maria I nao teve filhos. O apelido dela era Maria Sanguinaria porque o pai separou a Igreja Anglicana da Igreja Catolica e ela queria restaurar isso. Mas como parte do povo nao queria, isso gerou manifestacoes e, somente de uma vez, cerca de 300 pessoas foram mortas. Felipe II tambem exigiu o direito dele de usar a coroa inglesa e isso resultou no afundamento de sua Armada Invencivel. Naquele tempo era mesmo a Armada mais poderosa do mundo. Mas isso eh outra Historia.

Eu gostaria apenas de falar um pouco mais a respeito do D. Nuno Alvares Pereira e como ele salvou Portugal na Crise de 1.383/85. Ele era jovem e tinha 25 irmaos. Pelo menos duas de suas irmas foram ancestrais do nobre Jose Coelho de Magalhaes que pode ser meu ancestral tambem. Outros de meus ancestrais tem o sobrenome Pereira. Mas nos ainda nao temos os meios para dizer se hao ligacoes entre meus ancestrais Pereira dos anos 1.700 com os anteriores. Apenas observem mais essa sequencia:

1,280 D. Goncalo Pereira – Teresa Peres de Vilarinho
1,310 D. Goncalo Pereira – esposa desconhecida
1,360 D. Brites Pereira – Lourenco Mendes de Vasconcelos
1,400 Rui Mendes de Vasconcelos – Ana Rodrigues Carvalho
1,440 Brites Mendes Carvalho – Fernao da Mesquita, o Velho
1,475 Lopo da Mesquita – Violante Machado
1,500 Joao Lopes da Mesquita – Ana Roiz Sobrinho da Mesquita
1,530 Miguel Sobrinho da Mesquita – Catarina Vaz
1,560 Ana da Mesquita – Semiao Pinto Machado

O ultimo casal ja esta na quinta sequencia do capitulo 5 acima. Eles sao ancestrais do Jose Coelho de Magalhaes. Muitos dos ancestrais deles levam o nome de Vasconcelos. Este vem da Torre de Vasconcelos onde D. Joao Peres de Vasconcelos foi um dos senhores, por volta de 1.220. Ele foi casado com Maria Soares Coelho, filha do Soeiro Viegas Coelho. Ate agora estava mostrando a descendencia do Soeiro por meio do filho: Joao Soares Coelho. Na terceira linha esta D. Brites Pereira que era meio-irma do D. Nuno Alvares Pereira.

O cargo que D. Nuno tinha eh como se fosse um primeiro ministro e ministro da defesa juntos, alem de comandante geral do exercito. Como os Portugueses nao tinham vontade alguma de se tornarem vassalos do rei castelhano houve guerra. As forcas portuguesas eram muito inferiores `as do inimigo. E isso as encheu de confianca. Os castelhanos foram ajudados por franceses tambem. D. Nuno Alvares entao armou uma arapuca e fez seus companheiros esperarem o ataque. Ele escolheu um campo estreito, mais para brejo, para batalhar. Como as forcas inimigas mais pesadas nao tiveram a liberdade de se movimentar como em campos normais de batalha viraram alvos faceis para os portugueses.

D. Nuno certificou-se que nao houvesse escapatoria e ate o povao veio com instrumentos de trabalho para matar os soldados. Historiadores pensam que milhares de nobres foram mortos. Isso baixou o moral do inimigo. Provavelmente, a maioria dos mortos eram da mesma familia que dos portugueses. Depois dessa batalha que ficou conhecida como Aljubarrota (tambem chamada de Padeira) ele organizou muitos ataques rapidos no territorio inimigo para assegurar que nao houvesse reacao. Claro, ele venceu a guerra. O reconhecimento da Independencia Portuguesa foi assinado em 1.411, no Tratado de Ayllon. E D. Joao I que nao era para ser rei ganhou o trono e a coroa de rei.

Presentes estavam 200 soldados da Inglaterra. Eles estavam armados de bestas e fizeram alguma diferenca a favor dos portugueses. Desde entao, Portugal e Inglaterra tem um Tratado de ajuda mutua contra invasoes externas. Eh com certeza o mais antigo do genero no mundo.

Coincidentemente, D. Nuno Alvares Pereira morreu de causas naturais no mesmo dia que Joana d’Arc foi executada.

D. Joao I casou-se com Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra. Depois o sobrenome dela foi adotado em Portugal como Lancastre. A Familia Lancastre de Portugal eh descendente direta dos Lancaster da Inglaterra. Mas essa segunda dinastia em Portugal durou pouco. Portugal continuou recebendo e enviando noivas e noivos para os reinos espanhois e, em 1.560, a situacao se repetiu. A diferenca eh que neste tempo o rei da Espanha foi o poderoso Felipe II, que foi casado com a Maria I, rainha da Inglaterra.

As linhagens sucessorias em Portugal seguiram nem sempre observando a primogenitura. D. Manuel I subiu ao trono. Ele foi chamado de o Venturoso. Isso foi porque ele herdou o trono sem ter sido o primeiro da linha. Depois vieram as Grandes Descobrimentos no seu tempo. Vasco da Gama transpos o Cabo da Boa Esperanca na Africa do Sul abrindo o Caminho para as Indias aos interesses comerciais portugueses e Pedro Alvares Cabral descobriu o Brasil.

Mas isso era bom demais. Ele foi pai do proximo rei, Joao III, que foi pai da Maria, Infanta de Portugal, que tinha sido a primeira esposa do Felipe II, rei da Espanha. Joao III, rei de Portugal teve um primogenito com o nome de Joao. E este foi o pai do D. Sebastiao. Sebastiao tornou-se rei mas era um tanto quanto lunatico e resolveu reeditar as Cruzadas e reuniu seus exercitos com a intencao de conquistar o territorio dos mouros no Norte da Africa. La ele desapareceu sem deixar um primogenito. Felipe II viu nisso sua oportunidade de conquistar Portugal, unificando as duas coroas. Ele quase nao encontrou resistencia.

Somente 80 anos depois, de 1.560 ate 1.640, a soberania do Reino de Portugal foi restaurada. O novo rei foi D. Joao IV. Este quarto Joao, rei de Portugal, era tambem o oitavo duque de Braganca. Voltando `a linhagem, ele era pentaneto do D. Afonso, 1o. duque de Braganca e de D. Beatriz Pereira Alvim, a filha do D. Nuno Alvares Pereira.

Alem do nome Coelho estar envolvido na genetica dos reis de Portugal, as mulheres que se casaram com os duques de Braganca tinham ancestrais que tambem eram ancestrasi das linhagens que originaram Jose Coelho de Magalhaes. E por volta de 1.820 a familia real portuguesa foi dividida em dois ramos. Um manteve-se no reino de Portugal e outra se estabeleceu no Brasil. Mais tarde a Republica foi proclamada no Brasil, em 1.889, enquanto em Portugal so veio em 1.910.

Na Espanha nos temos os mesmos nomes de familia que em Portugal. Algumas eh dito que foram traduzidos de uma lingua para outra. Ate do Coelho eh dito que virou Conejo, que eh o mesmo Coelho dos dois lados. Os portugueses tambem usam nomes importados da Espanha. Exemplos disso sao: Menezes, Gurgel, Ponce de Leon, Lima, Bezerra, Lara, Maldonado e muitos outros. Um que eu nunca vi no Brasil eh o Bivar. Ele aparece no nome do D. Rodrigo Diaz de Bivar. Ele tinha o apelido de El Cid. Tambem, Matamouros. (Matador dos mouros). Algo que nao soma nada ao nosso orgulho mas ele eh tambem ancestral do Jose Coelho de Magalhaes. El Cid eh mencionado no video “Islam, Imperio da Fe” produzido pelo http://www.pbs.org.

Gostaria de adicionar mais um evento da Historia Portuguesa neste capitulo, com a intencao mais de mostrar uma curiosidade genealogica. Um nome da Historia da Peninsula Iberica sempre lembrado eh o de Ines de Castro. Castro tambem eh nome nobre da Espanha e de nossos ancestrais. Porem, ninguem sabe quem ela eh.

Para comecar, leiamos um extrato da Wikipedia: “Ines foi para Portugal em 1.340 como dama da Infanta Constanca de Castela, recem-casada com o principe Pedro, o primogenito do rei portugues. O principe se apaixonou por ela e comecou a deixar de lado sua legitima esposa, pondo em perigo as ja fracas relacoes com Castela. Para complicar, o amor de Pedro por Ines levou nobres Castelhanos ali exilados para as proximidades do poder, com os irmaos da Ines se tornando amigos do principe e seus conselheiros de confianca. O rei Afonso IV de Portugal, pai do Pedro, nao gostava da influencia da Ines sobre o filho e esperou que o entusiasmo mutuo acabasse, mas isso nao aconteceu.”

Afonso IV fez de tudo para separar o casal mas nao conseguiu. Entao, ele deu ordens a tres de seus confidentes para matar Ines. Um deles foi o Pero Esteves Coelho, que seria nosso ancestral. Pedro deu a palavra ao pai que nao se vingaria o assassinato. Porem, depois que ele subiu ao trono do pai foi justamente isso que ele fez. Capturou dois dos executores e os matou, abrindo a caixa toracica e tirando os coracoes com as maos, em exibicao publica. Isso foi para simbolizar o proprio coracao partido.

Estas passagens foram conservadas pelo poeta Luis Vaz de Camoes no seu epico memoravel, Os Lusiadas. Todos os elementos da trama estao la e eu penso que o Shakspeare usou isso como inspiracao da novela: Romeu e Julieta. A genialidade dele esta no fato de ter amaciado os fatos e transposto a estoria para outro cenario. Nao digo que ele copiou Camoes. Mas, como de costume, todo artista eh inspirado pelo trabalho de outros. Foi melhor mesmo ele ter amaciado os fatos porque a verdade foi muito mais cruel. Se os escritos tivessem sido muito parecidos com os fatos ele poderia se colocar em risco, por causa das relacoes diplomaticas entre Portugal e Inglaterra.

Porem, de alguma forma a Historia eh melhor que a novela. Quem tiver a curiosidade, a Internet esta repleta de outras informacoes.

Meu objetivo nao eh, em momento algum, mostrar que sou descendente das familias reais e nobres europeias. Nao penso que isso me traria nenhum beneficio. O que desejo mostrar eh que: nao sou so eu quem sou. Desde que as Americas foram colonizadas pelos europeus, acredito que, a maioria absoluta das pessoas nascidas nas Americas, com ligacoes com as familias europeias, eh inquestionavelmente descendente das familias reais e nobres europeias. Isso nao nos garante outro privilegio senao, de alguma maneira, sermos primos.

08. SECULOS E PESSOAS QUE DESENHARAM A NOSSA HISTORIA EM COMUM

Comumente a Historia dos Estados Unidos eh apresentada como uma extensao da Historia Inglesa. Mas isso eh mais uma consequencia do que estava acontecendo na Europa como um todo e tem pontos comuns com a Historia do Brasil, apesar do Brasil tambem nao existir como pais autonomo naquela epoca.

Cada evento maior da Historia Europeia dos ultimos seculos da Idade Media deixou marcas em nossa Historia comum. Primeiramente, no final da Idade Media tinhamos a poderosa Igreja Catolica dominando tudo da vida coditiana na Europa. No seculo XIII aparecem descontetamentos com os desvios de comportamento dos clerigos em relacao ao compartamento que deveriam ter. O clero eh o poder dominante mas permite `a aristocracia exerce-lo em seu nome. A Igreja transformou-se num caso incestuoso onde era a mae que gerava a aristocracia e juntos eles geravam a proxima geracao de aristocratas.

A populacao sob o poder deles nao passava de escrava. Muitas ideias novas, inclusive as religiosas, eram julgadas como simples heresias. A Igreja nao prestou atencao nos anseios nem das almas nem dos corpos. A Igreja considerava seu proprio pensamento acima de todo e qualquer pensamento diferente. Foi instituido o Tribunal do Santo Oficio, comumente conhecido como Inquisicao. Isso significava que, nao importava o que voce fez, voce poderia ser acusado de heresia se isso envolvesse duvidas em relacao a religiao ou autoridade. Tudo virou: “Mandado por Deus”.

Outro capitulo de interesse foi a Renascenca. Os historiadores classificam isso como um movimento intelectual entre os seculos XIV e XVII. Ele teria comecado e nos vindo da Italia, trazendo mudancas na “literatura, filosofia, arte, politica, ciencia, religiao, e outros aspectos da busca racional”, como esta descrito na Wikipedia. Embora essa seja a importante para nos, nos tivemos uma Renascenca anterior, dentro do Imperio Muculmano.

Os Muculmanos ja haviam traduzido muitos textos antigos de origem latina e grega. E eles foram os que ja os aplicavam nas artes e vidas. Foi levando algum conhecimento renascido para a Peninsula Iberica que causaram a comparacao do Imperio deles como luz em contraste com o resto da Europa como total escuridao nos primeiros seculos da Idade Media. Eh por isso que a Idade Media tambem eh conhecida como uma era inculta.

E eu penso que foi por esta razao, da Europa estar culturalmente atrasada em relacao ao mundo muculmano, que a Reconquista da Peninsula Iberica demorou tanto. Depois de se estabelecerem la e demonstrarem ser um poder mais tolerante e mais justo, para a epoca, em relacao ao povo pobre, o povo nao tinha razao para revoltas sabendo que, a revolta significaria uma queda de paz em suas vidas.

Para lancar o povo contra os senhores muculmanos, o estrategistas cristaos lancaram mao de uma serie de demonizacoes, inclusive acusando Adb al Rahman III ibn Muhammed, o Grande, de ser homossexual. Eles se aproveitaram do fato que, o lider muculmano tinha mandado executar um jovem cristao, Pelagio, porque ele se recusou se converter ao Isla. Isso tambem eh deploravel, mas os cristaos nunca sentiram vergonha de terem praticado o mesmo aos de outras fes. Nos sabemos o que se fez contra os pagaos, judeus e inclusive aos muculmanos naquele tempo. Entao, acusar ao Abd al Rahman de homossexualismo era a forma de manipular a horda ignara da Idade Media. Isso continua, apesar de nao ser mais um bicho-de-sete-cabecas para a maioria de nos hoje.

Outro capitulo vinculado sao as cruzadas. As cruzadas serviram como cortina de fumaca usada pela Igreja Catolica para desviar a atencao dos malfeitos da administracao dela. Esta eh uma pratica antiga, usada pelos maus governantes. As Cruzadas nao sao exatamente o que se diz delas. Nos tivemos perto de 12 cruzadas contra o poder muculmano sobre Jerusalem e cerca de tres duzias contra eles na Peninsula Iberica e contra europeus que tinham crencas diferentes dos dogmas catolicos. Inclusive, os catolicos da Peninsula Iberica foram dispensados de lutar contra os muculmanos em Jerusalem porque eles ja estavam na luta para recuperar seu territorio.

Mas o tiro da Igreja saiu pela culatra. Durante as Cruzadas os soldados europeus aprenderam um sistema melhor de vida e levaram a licao para casa. Nas bagagens levaram conhecimento novo e gosto por mercadorias que a Europa nao oferecia. Mesmo apos o fim das Cruzadas por Jerusalem nos ultimos anos do seculo XII o comercio ja estabelecido continuou. Os muculmanos tinham o controle do comercio com a Asia e a Africa mas os italianos foram os que intermediaram com o resto da Europa.

E eh nesse contexto que europeus comecam a buscar o conhecimento humanistico que levou `a quebra do monopolio da Igreja. Os clerigos e a aristocracia eram os unicos capazes de produzir e consumir conhecimento e produtos caros. E a populacao comeca a multiplicar-se em numero e riqueza. A urbanizacao da populacao que antes vivia em maioria no campo eh a responsavel pelo surgimento de uma classe nova, os burgueses. O termo se refere a morador urbano.

O uso e a producao do papel que os muculmanos ja comercializavam com a China e a invencao da imprensa por Gutemberg foram as precondicoes para tornar o conhecimento mais atingivel pela crescente populacao de estudantes. Maior conhecimento tambem resultou em mais universidades disponiveis.

O povo portugues estava ha muito tempo tentando fazer a navegacao oceanica e nisso o grande nome eh o principe Henrique, o Navegador, filho do rei D. Joao I e de Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra. Ele dedicou-se a vida inteira `a causa da navegacao e isso deu retorno. No principio eles comecaram a navegar as costas africanas onde, em 1.415, conquistaram Ceuta das forcas mouras. Naquele tempo tambem solicitaram permissao ao papa para escravizar os muculmanos conquistados e a autorizacao foi dada. Posteriormente, essa permissao foi reinterpretada para justificar a escravizacao dos africanos subsaarianos.

Durante o seculo XV os portugueses tambem descobriram os Arquipelagos da Madeira e Acores. Ai esta o inicio das Grandes Descobertas e a colonizacao a partir da Peninsula Iberica. Em 1.498, Vasco da Gama realizou o maior dos sonhos ibericos descobrindo o Caminho das Indias via navegacao oceanica. Em 21 de abril de 1.500, o capitao Pedro Alvares Cabral descobre o que sua tripulacao pensou ser uma ilha mas eles haviam chegado ao Brasil. Depois o engano foi corrigido mas a coroa portuguesa se entregou inteiramente `a exploracao das riquezas mais imediatas atraves do comercio com a Asia. O Brasil ficou 50 anos sem desperta-lhe o interesse.

Do lado da Espanha, os monarcas Fernando II, o Catolico, rei de Aragao e sua esposa, Isabel, a Catolica, rainha de Castela, concluiram a Reconquista da Espanha, tomando o ultimo reino muculmano, Granada, em 1.492. Em 1.494 eles tiraram a sorte grande quando Cristovao Colombo chegou `as Americas, navegando para o oeste, ao contrario de encontrar as Indias como ele estava querendo. No mesmo ano, Espanha e Portugal assinaram o Tratado de Tordesilhas garantindo a partilha das Americas para os dois. A porcao de Portugal nao era mais que o que hoje eh o Nordeste Brasileiro quase todo e a metade do Sudeste. Isso eh perto de um quarto das terras brasileiras atuais mas eh duzias de vezes maior que Portugal.

Agora precisamos usar nossos cerebros para entendermos a situacao. Logo apos estes fatos o trabalho duro de Portugal estava rendendo. A Espanha estava afogada na incompetencia dos administradores dela. Eles tinham conquistado Granada e logo depois o que fizeram foi matar ou escravizar um quinto da populacao muculmana. Dois quintos foram expulsos para o dominio mouro no Norte da Africa. Os dois quintos restantes foram perseguidos de tal maneira que se exilou posteriormente. Eles fizeram o mesmo aos judeus. E estes migraram para lugares mais tolerantes, onde atualmente eh Holanda, Belgica, Luxemburgo, Alemanha, Polonia e outros paises por perto. Mais tarde a descendencia deles ira arrepender-se dessa escolha mas ninguem imaginava o que estava por vir.

Como eu ja disse antes, Portugal tinha nao mais que 1.7 milhoes de habitantes naquele tempo. A Espanha expulsou perto de 1 milhao, o que era uma parte consideravel da sua populacao. Entre os expulsos, mortos e escravizados estavam a maioria dos artesaos e comerciantes. Ela usou a religiao como desculpa para fazer isso. Mas o que eles queriam mesmo era ganhar dinheiro rapido para financiar a exploracao das promissoras novas colonias.

Isso eh o que a gente sempre ve na Historia. Maus governantes nao olham as consequencias. Se os governos estao numa maior necessidade de dinheiro o primeiro pensamento eh: de quem nos vamos tomar? Os muculmanos e judeus foram as primeiras vitimas dos descobrimentos espanhois. Os amerindios e africanos foram afetados logo depois. Porem como a gente vera depois, o povo da Espanha tambem virou vitima da loucura dos seus reis.

Nao mencionei antes mas havia outro grande acontecimento ajudando a desenhar a nossa Historia a partir do seculo XV em diante. Comecou com as criticas do Eramus de Rotterdam contra o mau comportamento dos clerigos. A intencao dele era mudar o comportamento interno na Igreja. Porem o orgulho dos clerigos era demais para permitir isso. Depois dele chegaram outros como Martinho Lutero e Joao Calvino (Jean Cauvin) que eram mais explicitos em suas criticas ao velho estilo da Igreja Catolica. A atitude deles levou ao movimento chamado de Reforma. E ate o Lutero arrependeu-se da desordem que sem querer o criticismo dele provocou.

No passar dos seculos a Igreja Catolica fingiu-se de surda diante dos pedidos do povo para mudar. Ela monopolizava o conhecimento e a interpretacao das Escrituras Cristas. Os livros eram escritos apenas em Latim, que era uma linguagem morta, a nao ser dentro do meio sacerdotal. Os proprios religiosos que atendiam aos grotoes nao conheciam todos os aspectos da linguagem. Assim, quando Lutero traduziu a Biblia para a linguagem corrente, muitas pessoas puderam ver a diferenca entre o que estava escrito do que era ensinado.

A Reforma ganhou forca a partir dai. Tivemos muitos conflitos dentro da Europa e parte dos principes e reis viram nela a oportunidade de sair do controle do Vaticano. Basicamente, a Reforma lhes deu a oportunidade de terem uma religiao nacional em maos, para usa-la segundo os proprios interesses. Mais tarde isso leva ao surgimento dos Despotas Esclarecidos que foram reis que pensavam que poderiam fazer o que quizessem, sem prestar contas a ninguem, senao a Deus. Exemplos de reinos que se separaram da influencia do Vaticano com a Reforma foram: Suecia, Finlandia, varias partes da Alemanha, Inglaterra e varios outros. Exemplos dos que se opuseram `a Reforma: Portugal, Espanha e Italia.

E os reis daquelas nacoes vincularam a bagunca logo depois do inicio da Reforma `a alfabetizacao. Assim, despresar a educacao transformou-se num instrumento nas maos deles para dominar as proprias populacoes. Eles mantiveram o latim nos textos biblicos e o povo no analfabetismo. Este eh um dos fatos que repercutiram negativamente contra os povos daqueles paises e suas colonias. A desordem nao foi uma consequencia direta da Reforma mas sim das cabecas duras dos papas e reis.

Para que eu faca este capitulo ficar mais interessante, precisarei postar mais duas sequencias genealogicas. A primeira eh um dos exemplos de como o rei Fernando II era descendente dos reis de Portugal.

1,261 D. Dinis, rei de Portugal – Santa Isabel of Aragao
1,290 D. Constanca, Infanta de Portugal – Fernando IV, rei de Castela
1,311 Alfonso XI, rei de Castela – Leonor Nunez de Guzman
1,335 Fradique Alfonso de Castela – esposa desconhecida
1,354 Alfonso Enriquez de Castela – Juana Mendoza de Ayala
1,390 Fradique Enriquez de Castela – Mariana Ayala de Cordoba
1,425 Juana Enriquez – Juan II, rei de Aragao
1,452 Fernando II, o Catolico, rei de Aragao – Isabel, a Catolica, rainha de Castela

A segunda vem dos ancestrais do rei Felipe II. Isso nos ajudara a explicar alguns vinculos entre as Historias dos Estados Unidos, Peninsula Iberica e Brasil.

1,357 D. Joao I, rei de Portugal – Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra
1,391 D. Duarte, rei de Portugal – Leonor, Infanta de Aragao
1,434 D. Leonor, Infanta de Portugal – Friedrich III, kaiser des Heiligen Romischen Reiches
1,459 Maximilian I von Osterreich – Marie, duquesa da Bourgogne
1,478 Philipp I der Schone, Erzherzog von Osterreich e rei de Castela – Juana, a Louca, Rainha de Castela
1,500 Karl V, Kaiser des Heiligen Romischen Reiches e rei da Espanha – D. Isabel, Infanta de Portugal
1,527 Felipe II, rei da Espanha – D. Maria/Maria I/Elisabeth of Valois/Anna von Osterreich

Agora, o que temos aqui!? Felipe II teve quatro casamentos estrategicos que o colocaram na via sucessoria de outros paises. Sua primeira esposa, Maria, era filha do D. Joao III, rei de Portugal. Maria I era a Rainha da Inglaterra. Elisabeth de Valois era princesa da Franca, filha do Henrique II, rei da Franca. A Anna era filha do kaiser, Maximiliano II. A mae do Felipe, D. Isabel, era filha do D. Manuel I, o Venturoso, rei de Portugal. E a avo dele, Juana, a Louca, era filha do Fernando II, o Catolico e Isabel, a Catolica. Viche Maria! Isso eh algo de se levar em conta!

O pai do Felipe, Carlos V, Imperador do Sacro Imperio Germanico, estava na linha de frente da oposicao contra a Reforma. E ele apenas seguiu os passos dele.

Depois que a Reforma nao tinha mais volta a Igreja Catolica e os reis que se opuseram a ela tentaram fazer a Contra-Reforma. E a Igreja Catolica tambem foi reformada mas, mesmo que isso tenha feita dela uma Igreja melhor do que era antes, a mudanca nao foi suficiente para recuperar o poder perdido. Os paises que haviam adotado ramos religiosos novos nao retornaram ao catolicismo, exceto por Polonia, Bohemia, Hungria, partes da Holanda, Franca e o sul da Alemanha. Entre as mudancas aprovadas pela Contra-Reforma foi a criacao da Ordem dos Jesuitas por Ignacio de Loyola.

Como o Velho Mundo nao era mais um monopolio da fe na Igreja Catolica os Jesuitas foram usados como ponta de lanca na catequizacao do Novo Mundo. E, `a medida que o dominio espanhol e portugues ganhou o mundo, o catolicismo foi levado junto.

Eu tenho que voltar a um assunto importante. A Inquisicao Espanhola. Inquisicao ja fora usada pela Igreja Catolica na Idade Media. Para o bem ela havia sido desativada. Mas os reis catolicos, Fernando II de Aragao e sua esposa Isabel de Castela chantagearam o papa para autoriza-los a ter esse instrumento nas maos para usar contra seus inimigos. Eles disseram ao papa que, se eles nao recebecem o que queriam repatriariam os soldados que estavam protegendo os interesses do Vaticano.

Como o papa ficou numa posicao inferior ele concordou, porem, arrependeu-se porque a Inquisicao Espanhola foi usada tambem contra bons cristaos. A permissao tinha o intento de dar poderes aos reis de julgar os judeus e muculmanos convertidos `a forca, em caso deles retornarem a suas fes antigas. Os reis haviam decidico a conversao mandatoria dos praticantes das outras fes pelo decreto que estabelecia: a conversao seria obrigatoria e a opcao seria a de mudar-se para fora do alcance do poder deles. Muita gente aceitou ser batizada como crista mas praticava suas fes, secretamente.

Mas a Inquisicao espanhola nas maos do Tomas de Torquemada, o antigo confessor da rainha Isabel, passou a servir de instrumento de terror contra qualquer oposicao. E isso enviou parte do povo espanhol para outros cantos do planeta so porque ela era judia ou muculmana.

Mais tarde eu terei que retornar a esse assunto. Nos nossos dias temos parte da populacao americana tentando mandar de volta 12.000.000 de imigrantes sem documentos como se isso fosse a coisa certa a fazer para resolver os problemas de nossa economia. Ela tem sido enganada por falsos profetas e falsas profecias. Mesmo o presidente dos Estados Unidos, o sr. Barack H. Obama e o pessoal dele, por volta de 2,5 anos no governo, estao aceitando essa maneira torta de enxergar as coisas e ja deportaram cerca de 1.000.000 de cidadaos uteis sem documentos. Nos ja estamos tomando o retorno disso na cara.

Recentemente o sr. Obama suspendeu a deportacao massiva numa tentativa de revisao de cada caso, alegando que a administracao deseja devolver somente os envolvidos em crimes. A suspeita eh a de que ele esteja usando essa estrategia para nao perder os votos dos imigrantes nas eleicoes do ano que vem. A verdade eh essa, em suas palavras parece que o presidente entende os riscos dos Estados Unidos perderem tamanha populacao mas pela postura do governo dele parece tudo palhacada.

A prova de que o D. Manuel I, o Venturoso, nao era tao venturoso esta nos casamentos. Ele teve tres esposas. A primeira foi Isabel de Aragao e Castela; a segundo foi Maria de Aragao e Castela. As duas eram irmas e filhas do Fernando II com a Isabel. A terceira foi Leonor da Austria, princesa da Espanha. Ela era filha do Carlos V, o Kaiser e rei da Espanha, e que tambem era pai do Felipe II, rei da Espanha. Assim, ele nao estava cercado apenas pelas fronteiras com a Espanha mas tambem pelos casamentos.

E uma das condicoes para o casamento dele foi a de que ele teria que fazer o mesmo que os reis da Espanha, em Portugal. D. Manuel I nao tinha vontade para expulsar o povo portugues. Mas nao podia ficar sem fazer nada. Os portugueses eram mais liberais nesse assunto e permitiram aos judeus migrarem para suas colonias, incluindo o Brasil. Eh provavel que neste tempo a populacao muculmana portuguesa fosse muito pequena porque Portugal ja havia reconquistado seu territoria ha muito e os que nao se haviam convertido naquela primeira hora devem ter-se mudado para os territorios muculmanos na Espanha.

Portugal foi o responsavel pelo inicio das Grandes Navegacoes e, como o proverbio brasileiro nos ensina, “matou dois coelhos com uma so cajadada”. Aos poucos e sempre, o comercio mundial foi deslocado das cidades italianas e muculmanas em torno do Mediterraneo para Lisboa. As cidades estado na Italia tinham o monopolio antes para comercializar com os muculmanos.

A Espanha tinha uma parte nisso porque Granada era parte do Imperio Muculmano. Quando Fernando II e Isabel conquistaram Granada e passaram a perseguir os muculmanos por causa da fe, isso voltou-se contra suas economias. Lisboa virou o porto que atraia os mercadores antes residentes na Italia e no mundo muculmano. Essa eh a primeira migracao na Historia em que pessoas ricas migraram para novos lugares em busca de novas oportunidades. Normalmente, migracao esta relacionada aos pobres e perseguidos.

O ambiente que eles encontraram em Portugal era diferente do que tinham na Italia. Em Portugal e na Espanha os reis estavam procurando negocios que pagassem impostos e desejavam o monopolio para o Estado. Mas na Italia ja estavam praticando as primeiras nocoes de capitalismo. Eles tinham bancos e ja trabalhavam com papeis. O unico lugar onde encontraram um ambiente economico parecido foi nas cidades que hoje estao na Holanda. As cidades la pareciam com as Cidades Estados da antiga Grecia.

Holanda era apenas um Condado, territorio da Burgonha. Mas ela foi herdada por Carlos V, o kaiser do Sacro Imperio Germanico e rei da Espanha. Carlos V havia resistido `a Reforma mas nao teve a capacidade de impor a propria vontade. Parte do reino dele era liberal em relacao a religiao. Assim, protestantes, judeus e catolicos eram livres para comercializar em cidades como Amsterdam e Rotterdam como tambem praticar suas religioes. E esta parte do Imperio foi dada a Felipe II, como um presente do pai dele, Carlos V.

Um sinal da importancia dos italianos no comercio e navegacao transcontinentais esta nos nomes de alguns dos exploradores nas Grandes Descobertas. Como sabemos, Cristovao Colombo eh creditado como o primeiro capitao a trazer uma frota ao Mundo Novo. Americo Vespucio estava na frota capitaneada por Pedro Alvares Cabral que aportou no Brasil. E Giovanni da Verrazzano foi o primeiro navegante na Costa Atlantica da America do Norte, a servico da Franca, em 1.524, quando ele entrou na Baia de Nova York e Baia de Narragansett, Massachusetts. Martin Waldssemuller deu nome Americas aos Novos Continentes no Mapa do Mundo dele, de 1.503, in Lorraine, apos latinizar o nome Amerigo, homenageando Vespucio.

O publico geral teve noticia da descoberta do Mundo Novo somente em 1.503, atraves da publicacao de uma carta atribuida a Amerigo Vespucci. Nunca devemos nos esquecer que, no tempo das Grandes Navegacoes, os marinheiros eram como os astronautas de hoje. O que eles encontraram pode ser comparavel a descobrir um novo planeta, cheio de plantas alienigenas, cheio de animais alienigenas e cheio de civilizacoes alienigenas. E o regime de secredo servia ao monopolio da exploracao.

Colocarei mais duas sequencias genealogicas. A primeira eh de Nicolau Coelho. Ele foi piloto de navio e navegou na expedicao de D. Vasco da Gama. Quando regressaram ele estava tao exaltado com a descoberta que partiu na expedicao de Pedro Alvares Cabral que chegou ao Brasil. Posteriormente ele faleceu, em 1.504, retornando da India, possivelmente na costa de Mocambique. O navio desapareceu.

1,450 Nicolau Coelho – Brites Rodrigues de Ataide
1,420 Pedro Coelho – Luisa de Gois
1,400 Catarina de Freitas – Fernao Coelho, I senhor de Felgueiras e Vieira
1,380 Mecia Vaz Sampaio – Martim Fernandes de Freitas
1,360 D. Maria Pereira – Vasco Pires de Sampaio
1,370 D. Maria de Menezes – Alvaro Pereira
1,330 D. Afonso Telo de Menezes – esposa desconhecida
1,310 D. Guiomar Lopes Pacheco – D. Joao Afonso Telo de Menezes
1,290 D. Maria Rodrigues de Vilalobos – D. Lopo Fernandes Pacheco
1,260 Rui Gil de Vilalobos – Teresa Sanchez
1,240 Maria Diaz de Haro – D. Rui Gil de Vilalobos
1,220 Lope Lopez de Haro, el Chico – Berengaria Gozalez Giron
1,190 Urraca Alfonso de Leon – Lope III Diaz de Haro
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – Inez Iniguez de Mendonza
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mahaut de Savoie

Bem, nao penso ser necessario repetir o que vem depois. Na terceira linha dessa sequencia genealogica nos podemos ver os nomes de Catarina de Freitas e Fernao Coelho. No capitulo 5 eles aparecem como ancestrais do meu suposto ancestral, Jose Coelho de Magalhaes. Ha algum tempo eu olhei no site geneall.net – Portugal para verificar se Nicolau Coelho tinha o nosso sangue nas veias e o sitio nao mostrava. Agora parece que foi feita a atualizacao. Isso eh novo para mim inclusive. Nesta linhagem nos podemos apontar varios outros ancestrais comuns como no sobrenome Pereira da bisavo de Nicolau que vem dos mesmos ancestrais do D. Nuno Alvares Pereira.

Somente uma reserva nessa sequencia. Se olharmos as datas antes dos nomes nos vamos ver algo incoerente na sequencia porque parece que, D. Maria de Menezes teria nascido depois da filha, D. Maria Pereira. Mas isso acontece por as datas virem de documentos diferentes e nem sempre de certidoes de batismos. Algumas datas sao estimativas porque nem todos os nossos ancestrais foram registrados ou tiveram certidoes de batismo que sobreviveram. O mais comum eh que as datas foram retiradas de registros de casamentos.

Vamos colocar algo da sequencia genealogica de Pedro Alvares Cabral:

1,468 Pedro Alvares Cabral – D. Isabel de Castro
1,433 Isabel Gouveia de Queiroz – Fernao Cabral
1,405 Joao Gouveia de Queiroz – Leonor Fernandes Coutinho
1,380 Leonor Alvares de Queiroz – Vasco Fernandes Gouveia
1,350 D. Elvira de Castro – Fernao Goncalves de Queiroz
1,310 D. Alvaro Pires de Castro – Maria Ponce de Leon
1,290 Pedro Fernandes de Castro – Aldonca Lourenco de Valadares
1,270 Violante Sanchez – Fernando Rodrigues de Castro
1,250 D. Maria Afonso Teles de Menezes – Sancho IV, rei de Castela
1,225 D. Afonso Teles de Menezes – Maior Gonzalez de Giron
1,205 D. Teresa Sanchez – Alfonso Tellez
1,154 D. Sancho I, rei de Portugal – D. Maria Pais Ribeiro
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mahaut de Savoie

Para simplificar os nossos dados aqui eu nao mencionei os muitos titulos estas personalidades usaram. Porem, como eu pesquisei a fundo os ancestrais do Jose Coelho de Magalhaes, notei muitos outros vinculos entre os ancestrais dele e essa turma de figuras historicas. Um exemplo de outro ancestral comum que os navegantes partilham eh D. Alfonso IX, presente na linhagem do Nicolau Coelho. Ele foi ancestral do Sancho IV, rei de Castela, presente como ancestral do Pedro Alvares Cabral.

Outra personalidade importante em nossos livros de Historia eh Fernao de Magalhaes, o navegante. Ele era o capitao da frota que circunavegou a Terra pela primeira vez na Historia. Ele morreu durante a viagem, em 1.524, mas o nome dele permaneceu como quem fez isso. Ele tambem descende de varios dos ancestrais acima. E tambem era descendente direto de D. Afonso III de Portugal em parceria com Maria Peres de Enxara.

Com respeito a Vasco da Gama, o navegador mais conhecido mundialmente daquele tempo, nao temos dados dizendo que tivesse vinculos familiares com as familias nobres e reais. Mas a esposa dele, Catarina de Ataide, tinha. Ela era descendente do Egas Moniz, o Aio, assim como do Carlos Magno, Hugo I Capet, rei da Franca e Fernando I Magno, rei de Leon e Castela. Pelo lado do Egas Moniz, ela era da linhagem que criou o nome de familia Fonseca (fonte seca). D. Vasco da Gama tornou-se o segundo Vice-Rei da India. Apesar de nao ser atraves deles, eu encontrei na Internet uma familia de la com a assinatura Fonseka e eles clamam ser descendentes do Fonseca portugues.

O fato de os maiores exploradores portugueses terem sido de familias nobres indica-nos que: o segredo da exploracao estava em curso. E isso era usado para evitar a competicao com outros paises. Desde o principio, Portugal e Espanha fizeram de tudo para manter o monopolio da colonizacao do Mundo Novo. Mas, como os Brasileiros dizem: o que eles queriam era “abracar o mundo com as pernas.” O mundo era grande demais para o tamanho pequeno da populacao da Peninsula Iberica. E os reis da Espanha, com o orgulho e preconceito deles, perderam a oportunidade de terem um melhor lugar na Historia para eles proprios.

10. O INCIO DE NOVA IORQUE E ESTADOS UNIDOS

Antes de entrar no assunto temos que relembrar um pouco da Historia comunitaria das Americas. Antes de 1.600, as Americas eram praticamente um monopolio da Espanha e Portugal. E logo depois das novas descobertas elas nao estavam dando retorno pelos custos dos descobrimentos. O que incentivou a maioria das expedicoes nos primeiros momentos era a busca pelo Caminho das Indias, como os portugueses e espanhois chamavam a Asia. Portugal ja estava lucrando via contorno da Africa. E exceto pela exuberante diversidade biologica eles pensaram que as Americas nada mais tinham a oferecer. A mencao ao: “Em se plantando tudo da” pelo correspondente da expedicao de Cabral, Pero Vaz de Caminha, nao havia sido levada em consideracao ainda.

Assim, `a medida que as dificuldades iam se multiplicando, o uso da imaginacao tambem explodia. Tres lendas comecaram a povoar as mentes dos aventureiros naquele tempo. Uma era a Fonte da Juventude. Com origem na mitologia grega, como se fosse possivel ter uma nascente que nos desse vida eterna em nossos corpos. A segunda era da “El Dourado” ou a cidade de ouro. E a terceira era a “Serra das Esmeraldas”.

Nos primeiros dias da exploracao, Juan Ponce de Leon veio `as Americas na segunda viagem do Cristovao Colombo. Ele era um ex-combatente da Guerra da Reconquista e tinha ajudado `a Espanha na luta por Granada. Seguindo instrucoes dadas pelos caribenhos ele conquistou Porto Rico. Foi estabelecido como governador da ilha mas foi deposto pelos adversarios politicos. Continuou seguindo seus sonhos e chegou a Ilha de Bimini, nas Bahamas, na pista de uma lenda nativa da Fonte da Juventude por la. Nesta viagem ele experimentou a Corrente do Golfo, que eh uma forte corrente que sai do Golfo do Mexico indo `a Europa, posteriormente usada para impulsionar os barcos a vela em retorno para o Velho Continente.

De Bimini ele continuou na busca pela Fonte da Juventude e acabou indo `a Costa da Florida. O nome Florida veio do tempo em que ele descobriu o lugar que era a Pascoa (Pascua Florida, em espanhol). O nome tambem esta ligado `a riqueza vegetal. Florida em ingles eh Blossom e nao deveria ser pronunciada com acento na primeira silaba desde que o nome nao foi traduzido. Flores e Flowers sao sinonimos em espanhol e ingles. Juan Ponce de Leon nunca encontrou o que procurava e morreu em consequencia de uma flechada indigena, em 1.521, depois de ser retirado da Florida para Cuba.

Mais de 20 anos depois da descoberta, Vasco Nunez de Balboa foi o primeiro a encontrar a passagem do lado atlantico para o Pacifico. Ele cruzou o Istimo do Panama em 1,513, abrindo o caminho para os espanhois conquistarem as costas a oeste das Americas.

Somente em 1.519, Hernan Cortez, com esperteza e ajuda dos inimigos dos Maias, conquistou a Cidade do Mexico e seu Imperio. Imediatamente a seguir as riquezas que os reis espanhois tanto queriam comecaram a fluir. A Civilizacao Maia ja ha muito sabia trabalhar metais preciosos e gemas. Entao, sem precisar trabalhar para ganha-los, os espanhois assaltaram os cofres dos outros.

Desde que a passagem atraves do Istimo do Panama estava aberta, isso facilitou aos espanhois fazer contato com os incas, em 1,532, que viviam nos Andes. E Francisco Pizarro conquistou a populacao e levou mais riquezas para a Espanha.

Mas o que mais excitou a imaginacao europeia foi a viagem desastrosa feita por Francisco de Orellana e seus companheiros. Ele tentou algo diferente para a epoca. Do Peru eles viajaram ao interior da Floresta Amazonica. Eles desmontaram seus barcos, carregaram-nos pelas montanhas e floresta ate encontrar rios navegaveis da Bacia Amazonica. Dai eles comecaram a viagem dificil, procurando chegar de novo ao Atlantico.

A viagem dele foi narrada pelo frei Gaspar de Carvajal e transcorreu de 1.541 a 1.542. Somente alguns dos viajantes sobreviveram mas foi o suficiente para o Frei Carvajal descrever uma civilizacao que residia na Bacia Amazonica e que era tao grande que eles puderam ver o brilho da brancura das casas durante o dia e os fogos durante a noite por centenas de quilometros. Constantemente eles tinham que navegar no meio dos rios para evitar as flechadas dos indigenas.

Mas eles tambem foram convidados por alguns para comer uma surpreendente variedade de iguarias. Os espanhois nunca haviam visto tamanha variedade de cada, pesca, frutas e vegetais. E a descricao do frei Carvajal foi creditada como lenda porque, depois, esta civilizacao nunca havia sido reencontrada, ate agora. Foi isso que criou a lenda do “El Dourado”. Durante seculos os europeus buscaram por cidades de pedra, folheadas a ouro, assim como estavam acostumados a ver em outras civilizacoes antigas no mundo. Mas pedra na Bacia Amazonas eh um material dificil de encontrar.

So recentemente, a historia do frei Carvajal foi comprovada. A terra amazonica eh um solo pobre. E se nao fosse pela floresta ela poderia parecer-se a um deserto. Arqueologos encontraram sitios numerosos de habitacoes nas margens dos rios. Muito mais, eles encontraram quilometros e quilometros de solo fabricado pelo homem. Estes sitios sao chamados de “Terra Preta” ou “Terra Preta de Indio”. Tambem descobriram que, a fabricacao comecou em cerca de 500 anos a.C. e se extendeu ate depois de 900 d.C. Isto eh a terra comum com adicoes de carvao, ossos e esterco de animais e ceramica quebrada.

A altura da “Terra Preta” varia entre 1 a 2 metros de profundidade. Mesmo depois de milhares de anos o solo continua sua producao, inclusive ha sugestoes de que existam componentes microbianos porque existem os relatos de regeneracao depois que parte do solo eh removido. O que eh impressionante eh isso, la existe o equivalente ao tamanho da Franca e Alemanha combinadas de “Terra Preta” feita pelo homem da Bacia Amazonica. Cientistas estao tentando reproduzir esse formidavel avanco da agricultura mas nao foram capazes ainda de compreender como foi feito. A producao de alimentos da “Terra Preta” pode ser melhor que as das tecnologias mais avancadas de hoje. Se for, isso pode ser usada para salvar bilhoes de vidas no futuro.

Mesmo assim, no estagio de civilizacao em que o povo europeu se encontrava no seculo XVI, talvez nao fosse possivel a eles conquistarem as Americas da populacao nativa se nao tivessem tido a ajuda do inferno. O que quero dizer eh que, inadivertidamente, eles levaram consigo suas doencas comuns como catapora, variola, tuberculose e ate a gripe. Ja haviam milenios que as populacoes da Africa, Asia e Europa mantinham contatos entre si e tambem com animais domesticos maiores. Isso lhes dava uma certa imunidade contra germes que se mostraram mortais para os nativamericanos. Num calculo grosseiro, alguns dizem que cerca de 90% da populacao morreu apos encontrar os europeus. Em alguns casos, eles foram infectados mesmo antes de conhecerem qualquer europeu e isso foi causa de exterminio de civilizacoes inteiras.

Atualmente, os cientistas estao concluindo que foi exatamente isso que aconteceu `as civilizacoes da Bacia Amazonica. E os europeus que procuravam cidades de pedra estavam totalmente enganados por suas ignorancias. As civilizacoes que viviam na Bacia Amazonica construiram daquilo que lhes era disponivel: madeira, solo e outras partes das plantas.

Na viagem do Francisco Orellana o nome do rio foi trocado para Amazonas. A lenda diz que, os navegantes viram o que parecia a eles ser cavaleiras montadas em seus cavalos nas margens do rio. Dai o nome do rio ser uma lembranca das amazonas da Historia Grega. Permanece, porem, na lingua portuguesa a palavra amazonas com o significado de cavaleira.

Todos os exploradores espanhois vem de familias nobres. Eu dei uma olhada no geneall.net portugal mas o site ainda nao mostra isso. Alguns como o Juan Ponce de Leon tem ancestrais la, mas sem as ligacoes com as familias reais. Porem eu sei que, o nome Ponce de Leon eh o resultado do casamento entre Aldonca Alonso de Leon e Pedro Ponce de Cabrera. D. Aldonca era filha do Alfonso IX, rei de Castela e Leon com D. Aldonca Martins da Silva. E ela nasceru por volta de 1.215. Tambem, os sobrenomes das ancestrais do Juan sao comumente usados pelas familias nobres como: Guzman, Baeza, Ayala, Figueroa y Manuel.

Outra observacao interessante eh a respeito de Francisco Pizarro, o conquistador do Imperio Inca. O site nao indica que venha de familias reais mas, como conquistador, o primeiro tesouro que tomou dos Incas foram duas filhas do Atahualpa, o ultimo imperador, que foi morto pelos espanhois para pavimentar o caminho de manter o Imperio. Angelina e Ines Youpanqui fizeram parte de um padrao de comportamento dos conquistadores portugueses e espanhois. No seculo XVI a maioria deles nao levaram as mulheres brancas. Eles se casaram ou simplesmente se juntaram `as nativas convertidas.

Vamos ao lado portugues da Historia. Mesmo que Pedro Alvares Cabral seja dito o primeiro portugues a ir ao Brasil, existem controversias a este respeito. A gente sabe que, o explorador espanhol: Francisco Yanez Pinzon, esteve nas costas brasileiras antes. E ele entrou no Rio Amazonas. A expedicao dele deu o nome “Mar Dulce” (Mar Doce) ao rio, talvez sem saber que era um rio, tres meses antes do Cabral. Mas la ainda nao era Brasil porque pelo Tratado de Tordesilhas pertencia `a Espanha.

Eh dito que outros exploradores portugueses ja haviam estado nas Americas, inclusive antes de Colombo. Segundo eh dito, Afonso Sanches foi quem indicou-lhe onde estavam as Antilhas porque ja havia estado la, quando o explorador famoso aportou na Ilha da Madeira. E pelo menos mais dois outros portugueses: Joao Coelho e Duarte Pacheco ja haviam ido ao Brasil antes do ano 1.500. Porem, oficialmente, quem recebeu a ordem de D. Manuel I, o Venturoso, para tomar posse do territorio foi o Cabral.

Durante os 30 primeiros anos, a unica atividade comercial que Portugal tinha no Brasil era a exploracao do pau-brasil, por ele oferecer uma tinta vermelha muito apreciada pelos europeus. O Brasil oferecia muitas outras madeiras ao longo de seu luxuoso tapete verde costal. A exploracao foi tao intensa que nas costas do Brasil atualmente existem apenas umas lembrancas do que foi antes. A maioria dos brasileiros nem sequer conhecem o pau-brasil que deu nome ao pais.

A respeito dos 30 primeiros anos se diz que: o Brasil se transformou no lugar de criminosos exilados. E eh corrente uma piada a respeito. “Um anjo perguntou a Deus: “Senhor, todos os outros paises no mundo tem problemas serios como os vulcoes, terremotos, tornados, furacoes, montanhas imensas, neve, inverno frio, desertos e outros mais, por que o Senhor deu aos brasileiros um lugar como o Paraiso?” E Deus respondeu ao anjo: “Meu amigo, voce precisa olhar com cuidado. Voce percebeu a gentinha que esta destinada a viver la?”

A piada eh repetida pelos ignorantes que nao sabem que, os exilados iniciais que foram para o Brasil nao eram criminosos como assassinos e ladroes. Eles foram exilados em razao das crencas diferentes ou em razao de terem tomado posicoes partidarias diferentes da da classe dominante. A piada tambem foi usada pelos preconceituosos todas as vezes que a economia brasileira passou por dificuldades. E isso era o mais frequente. E os preconceituosos, normalmente, ricos ou descendentes de origem nobre, referem-se como “Ze Povinho” aos descendentes dos nativo-brasileiros, africanos e exilados, lingando-os `a pilheria.

Como veremos mais tarde, a maioria dos brasileiros, pelo menos aqueles que tem raizes desde os tempos coloniais, sao descendentes deles. E mais, o “Ze Povinho” nunca teve culpa. Ele nunca mandou em nada e o trabalho duro dele sempre foi usado pelos ricos e pela elite menor. A pilheria sempre foi um truque dos covardes com mente perniciosa que desejavam culpar as vitimas pelos seus proprios crimes.

Os 30 primeiros anos da colonizacao portuguesa no Brasil nao se resumem somente `as trocas de madeira valiosa por bugingangas entre os indigenas e os colonizadores, como isso eh mencionado por alguns historiadores. O evento mais importante deste periodo foi a iniciacao da genetica do povo brasileiro. Temos que nos lembrar que a colonizacao inglesa comecou mais de um seculo depois da espanhola e portuguesa. O inicio de cada uma teve motivacoes diferentes. E, mais importante de tudo, espanhois e portugueses nao mandaram mulheres com os colonos porque as suas culturas eram machistas e as viagens transoceanicas estavam em fase experimental.

Ora pois, os homens portugueses nao sabiam resistir a seus instintos machistas. E eles se apaixonaram pelas indias `a primeira vista. Eles tinham tempo de sobra para juntar o pau-brasil com a ajuda dos indios e amontoa-lo nas imediacoes das praias, nalguns galpoes improvisados, na espera do proximo embarque que tanto poderia vir em seis meses quanto no ano seguinte. Eles nunca tinham certeza. Enquanto isso eles ocupavam o tempo deles fazendo a proxima geracao, literalmente.

Martim Afonso de Sousa foi enviado ao Brasil para organizar o primeira tentativa de colonizacao. Portugal estava avisado sobre as incursoes dos ingleses, franceses e holandeses que exploravam o pau-brasil na ausencia de defensores portugueses. Martim Afonso foi ao Brasil para estabelecer colonias e organizar a defesa do territorio. Com a ajuda dos Jesuitas ele fundou Sao Vicente, a primeira cidade do Brasil; Sao Paulo do Piratininga, onde hoje esta Sao Paulo, a maior cidade por la; e tambem Santos, o porto mais movimentado da America do Sul e, ainda, Santo Andre, que virou uma cidade industrial, na Grande Sao Paulo.

Em 1.533 ele retornou a Portugal e foi enviado para a India onde tambem era requerido para defender as possessoes portuguesas de la. Em 1.542 foi nomeado vice-rei da India. Ele terminou os dias dele em Portugal, onde em 1.571 veio a falecer.

O proximo capitulo da Historia do Brasil eh conhecido como Capitanias Hereditarias. Logo apos Martim Afonso estar no Brasil, o rei D. Joao III tomou outras medidas para defender as colonias portuguesas contra invasoes estrangeiras. O que se decidiu foi dividir o territorio brasileiro em colonias, dadas aos nobres para comecarem a colonizacao europeia, efetivamente. Para o Martim Afonso foram dadas duas colinias, Sao Vicente e Rio de Janeiro. Mas ele nunca voltou la. So os descendentes herdaram.

Martim Afonso estabeleceu um padrao de organizacao que permaneceu na administracao brasileira por seculos. O filho dele, Pero Lopes de Sousa, herdou a Capitania de Sao Vicente. E, provavelmente, o genro, Estevao Gomes da Costa, herdou a Capitania do Rio de Janeiro. Estou falando provavelmente porque nao estou tao certo mas minha duvida eh baseada em fatos. A minha intencao eh mostrar mais uma sequencia genealogica para dar uma ideia melhor do que estava acontecendo no Brasil naquele tempo.

1,210 D. Afonso III, rei de Portugal – Madragana ou Mor Afonso
1,250 Martim Afonso Chichorro – Ines Lourenco de Valadares
1,280 Martim Afonso Chichorro II – D. Aldonca Anes de Briteiros
1,320 Vasco Martins de Sousa Chichorro – Ines Dias Manoel
1,341 Martim Afonso de Sousa – Aldonca Rodrigues de Sa
1,385 Martim Afonso de Sousa – Violante Lopes de Tavora
1,425 Pedro de Sousa – Maria Pinheiro
1,460 Lopo de Sousa – Brites de Albuquerque
1,490 Martim Afonso de Sousa – esposa desconhecida
Isabel Lopes de Sousa – Estevao Gomes da Costa
Felipa Gomes da Costa – Vasco Pires da Mota
Atanasio da Mota – Luzia Machado
Eufemia da Costa Mota – Joao de Godoy Moreira
Gaspar de Godoy Colaco – Sebastiana Ribeiro de Morais
Maria Pedroso de Morais – Joao Correia da Silva
Escolastica de Morais – Joao da Cunha Ataide
Maria Candida da Cunha Ataide – Francisco Joaquim de Andrade
1,798 Francisco de Paula Andrade – Joana Rosa de Andrade Lage
1,835 Elias de Paula Andrade – Rosa Amelia Silveira Drummond
1,860 Carlos de Paula Andrade – Julieta Augusta Drummond
1,902 Carlos Drummond de Andrade – Julieta Augusta Drummond

Do que estava acontecendo no Brasil eu decidi alongar a sequencia genealogica que coloca o Martim Afonso quase no meio. Primeiramente eu queria mostrar o primeiro casal que eh formado pelo nossos conhecidos ancestrais, rei Afonso III de Portugal e sua amante, Madragana. Eu ja a mencionei porque ela foi filha do prefeito do Faro quando a Reconquista de Portugal foi completada por aquele rei. Ela procede de familia judia e eh ancestral de muitos outros importantes, como a rainha Victoria da Inglaterra.

Mas eu tambem queria relembrar o poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade que era um dos descendentes do Martim Afonso de Sousa. A Familia Andrade dele estabeleceu-se em Itabira, Minas Gerais, desde o bisavo dele. Uma de minhas bisavos, Ercila Coelho de Andrade, nasceu la e nos passou isso: ela seria prima do poeta mas ninguem na epoca prestou atencao em qual grau ou por quais vias. Atraves de uma outra linhagem eu descobri que o poeta tambem descende do D. Dinis, rei de Portugal, e tambem eh primo do poeta portugues mais famoso, Luis Vaz de Camoes.

Em nossos dias nos temos tentado localisar a ligacao mas estamos de maos vazias por enquanto. Em tempos passados os registros eram feitos pela Igreja Catolica e a tinta de algumas paginas dos livros de Itabira evaporaram. Para ver o que esta escrito agora nos precisaremos de instrumentos especiais que nao temos. Entao, precisamos ter paciencia e sorte porque, no Brasil, algumas pessoas podem pegar os livros e jogar no lixo imaginando que nao tenham nada de interesse.

Desde ja eu indicarei o seguinte video no endereco: http://e-relevante2009.blogspot.com/2010/4/apresentacao-de-belo-horizonte-para-o.html. Nao se preocupe, tudo esta falado em ingles porque foi produzido pelo Departamento de Relacoes Exteriores Americanos. Ele da uma pequenissima ideia das parcerias entre Brasil e Estados Unidos em 1.948. O interessante eh ver nele as cidades de Itabira, Belo Horizonte, Ouro Preto e Minas de um modo geral. Quem souber ingles, preste atencao especial no que eh dito a respeito da importancia estrategica do Estado para a defesa americana naquele tempo. Eu volterei a tocar neste video posteriormente.

Gostaria de apresentar algo mais a respeito da Historia do Brasil. Nos Estados Unidos nos temos a Lenda de Pokahontas que eh baseada em fatos reais. No Brasil tambem existem varias estorias que parecem similar a Pokahontas. Uma delas eh a respeito de Joao Ramalho. A lenda a respeito dele fala que, ele seria morto pelo cacique indigena quando a filha do chefe se colocou entre os dois e pediu pela vida dele porque ela planejava casar-se com ele. Mas isso esta apenas na lenda.

De fato, o que se sabe eh isso, quando Martim Afonso de Sousa desembarcou em Sao Vicente, o contingente dele foi cercado por membros da tribo local. Quando eles pensaram que teriam que lutar por suas vidas, alguem apareceu para anunciar que, estava tudo bem. Era Joao Ramalho, um aventureiro portugues que ha muito tinha feito amizade com os indios. Joao tinha deixado esposa em Portugal. Mas o padre Manoel da Nobrega, que era um Jesuita do contingente do Martim Afonso, casou-o com a antiga companheira chamada Bartira. Bartira foi batizada com o nome de Isabel Dias. Ela era filha de Tibirica, o grande cacique da tribo.

Mas essa nao eh a verdade por inteiro. Os indios nao tinham regras contra o homem ter mais de uma mulher. Como consideravam o Joao com grande respeito, muitos outros caciques traziam suas filhas para casar-se com ele. E ele era muito do bigamo. Mas ninguem estava preocupado com isso naquele ambiente. Joao Ramalho e seus muitos filhos viviam na regiao de Sao Vicente, Santos, Sao Paulo e no Vale da Ribeira. Eles forneciam mercadorias aos navios que passavam, faziam reparos nas embarcacoes e cacavam outros indigenas para vender como escravos. Tambem eh dito que os filhos de Joao Ramalho eram particularmente crueis com esses parentes deles.

Foi desta forma que a genetica brasileira comecou. E eu vou colocar mais uma sequencia genealogica mostrando uma via como, possivelmente, milhoes de Brasileiros sao descendentes diretos dos nativos brasileiros. Eu queria mostrar um exemplo como os descendentes do Martim Afonso de Sousa e Joao Ramalho tornam-se os mesmos. Ele estava com o Martim na fundacao de Sao Vicente, Sao Paulo e Santo Andre e, se nao fosse por ele, talvez tivessemos uma Historia do Brasil diferente. Outra observacao a respeito do Joao eh essa: alguns historiadores suspeitam que fosse um Cristao Novo (judeu convertido ao catolicismo por forca de lei). Os nomes dos pais dele eram: Joao Velho Maldonado e Catarina Afonso.

Tibirica – nome desconhecido da esposa
1,500 Isabel Dias (Bartira) – 1,493 Joao Ramalho
Catarina Ramalho – Bartolomeu Camacho
desconhecida Camacho – Jeronimo Dias Cortes
Ana Camacho – Domingos Luis, o carvoeiro
Bernarda Luis Camacho – 1,575 Amador Bueno da Ribeira, o aclamado
Isabel da Ribeira – Domingos da Silva Guimaraes
Isabel da Silva Bueno – 1,670 Domingos de Castro Correia
Joao Correia da Silva – Maria Pedroso de Morais.

Daqui para frente nos voltamos aos ancestrais do poeta Carlos Drummond. O casal acima eh um dos pentavos dele, ja apareceram na sequencia genealogica anterior.

O nosso proximo topico sao as Capitanias Hereditarias. Como eu disse, o rei Joao III de Portugal certamente foi avisado por Martim Afonso de Sousa a respeito das incursoes que os piratas de outros paises europeus faziam para carregar mercadorias da costa brasileira e ele decidiu criar as Capitanias Hereditarias. O sistema ja havia sido usado nas Ilhas da Madeira. O territorio brasileiro, colonizado por Portugal, foi dividido em 15 partes. Cada uma dada a um nobre para administrar. Todos os riscos e obrigacoes financeiras corriam por conta do donatario (Capitao-Mor), que era um investidor privado. Em troca o donatario tinha o poder de decisoes.

Porem, apenas duas das capitanias deram bons resultados. As duas tinham dado prioridade para a producao de acucar. Uma foi a Capitania de Pernambuco que foi ganha por Duarte Coelho. Hoje-em-dia, ocupando o mesmo espaco existe o Estado de Pernambuco. Contando a partir daquele tempo, os livros de Historia do Brasil classificam os proximos 150 anos como Ciclo do Acucar. Vamos por mais uma sequencia genealogica:

1,370 Fernao Coelho, 1o. senhor de Felgueiras e Vieira – Catarina de Freitas
1,420 Martim Coelho – Joana de Azevedo
1,435 Goncalo Coelho – (Violante Magalhaes)
1,480 Duarte Coelho, senhor de Pernambuco – Beatriz de Albuquerque
1,539 Jorge de Albuquerque Coelho – D. Catarina da Silva
1,591 Duarte de Albuquerque Coelho, conde de Pernambuco – D. Joana de Castro

Eu comecei do Fernao Coelho e Catarina de Freitas agora porque eles ja estao presentes no capitulo 5, como ancestrais do Jose Coelho de Magalhaes e no capitulo 7, como avos do Nicolau Coelho, o piloto de navio das viagens do D. Vasco da Gama e Pedro Alvares Cabral. Entao, o Duarte Coelho era parente proximo do Nicolau. Temos que tomar cuidado aqui para nao afirmar que Violante Magalhaes fosse a mae do Duarte Coelho. Possivelmente nao era. Ele era filho do Goncalo Coelho, 3o. senhor de Felgueiras e Vieira, mas ninguem tem certeza do nome materno.

Duarte Coelho foi chamado pelo rei D. Sebastiao de Portugal para ajuda-lo em sua aventura desastrosa no Norte da Africa, onde ele desapareceu. A morte de D. Sebastiao acabou sendo aproveitada pelo Felipe II para unificar as duas coroas. No periodo de 1.580 a 1,640 Portugal e Espanha formaram a Uniao Iberica sob a coroa espanhola. Este periodo eh classificado com Dinastia Filipina, porque Portugal foi administrado por tres reis da Espanha com nome Felipe.

Em Pernambuco, Duarte Coelho fundou sua capital, Olinda. A lenda diz que, `a primeira vista ele disse admirado: “Oh Linda!”, ai o nome ficou cravado. Provavelmente, ele levou com ele uma familia de colonizadores que assinava Barbalho. A Familia Barbalho esta presente no proximo capitulo da Historia do Brasil, mas eh muito ignorada pelos historiadores fora do Estado da Bahia. A familia tambem tem uma ligacao importante com a Historia de Nova Iorque, apesar de ser indiretamente.

Somente para ilustrar a ignorancia dos fatos que ajudaram a construir a nossa Historia comum, eu contarei aqui um acontecimento comigo nos Estados Unidos. Vi uma propaganda na tv do Historical Research Corp. dizendo que: nos podiamos contata-los e eles mandariam algo a respeito da origem dos nomes de nossa familia. Ainda, nos poderiamos ter uma segunda opcao, de graca. Ai eu pedi informacoes a respeito dos meus dois nomes: Magalhes e Barbalho. Do Magalhaes eles informaram corretamente, mas do Barbalho, vejam a resposta que me foi dada:

“O Historical Research Center tem pesquisado nomes por 20 anos. Nossos dados sao os mais completos do mundo nessa materia, contendo mais de 1.000.000 de sobrenomes de 135 paises e culturas diferentes. Cada nome eh pesquisado individualmente e informacoes especificas ligadas ao nome sao fornecidas.

Infelizmente, um dos sobrenomes pedido para informarmos a origem e darmos o certificado gratuito nao se encontra nos dados que temos. Estamos enviando sua ordem incompleta. Nossos dados sao constantemente atualizados com sobrenomes e informacoes a respeito dos nomes ja pesquisados. Para o estimado cliente, oferecemos 25% de desconto se voce desejar fazer o pedido para um certificado celebratorio para o sobrenome que nao se encontra em nossos dados. Ordenando o certificado celebratorio para o nome, nossos pesquisadores irao compor um documento que contera informacoes fascinantes a respeito do nome, incluindo os dados mais antigos documentados e as razoes para os fatos, o significado e a origem, nomes de pessoas importantes que usaram a assinatura, dados imigratorios e variacoes na escrita do nome. Nos tambem fornecemos uma descricao escrita do escudo da familia e uma estampa colorida deste escudo. Colocando um pedido do registro celebratorio para este sobrenome nos o adicionaremos em nossos dados e outros membros de sua familia poderao obter as mesmas informacoes a respeito desse sobrenome.”

Ta bom! Isso nao passa de uma correspondencia comercial. Mas eu esperaria algo mais de qualquer um que alegasse ter mais de 1.000.000 de sobrenomes em seu banco de dados. O escudo da familia eu encontrei posteriormente no blog de um de meus contatos no Brasil. O nome dele eh Ormuz Barbalho Simonetti. Ha tambem no Orkut uma comunidade em nome da familia que tambem mostra o escudo. Na internet brasileira encontramos muitas informacoes a respeito do nome, infelizmente, a maioria em nome de certo politico que foi defenestrado por ma conduta. Continuemos a nossa historia para depois mostrar a ligacao entre a familia Barbalho e a Historia de Nova Iorque.

Infelizmente, o que parece sucesso aos Brasileiros nao trouxe bons resultados para a Africa. O cultivo da cana-de-acucar naquele tempo, da mesma forma que qualquer outra atividade, demandava muita mao-de-obra bracal e os europeus fizeram opcao por importar escravos de la, porque seria muito mais dificil escravizar os nativos na propria terra deles. Desde entao, os africanos foram escambados pelos proprios produtos da cana como a cachaca ou pelo dinheiro que rendia.

A comercializacao nao era apenas nojenta por reduzir a pessoa humana a tamanho disrespeito. Isso levou `a disrupcao da sociedade africana. Levou guerras ao continente e aventureiros com uma unica coisa na cabeca, ganhar dinheiro facil. A Africa tornou-se refem da loucura de nossos ancestrais por, pelo menos, quatro seculos e meio.

Depois dos resultados negativos da maioria das Capitanias Hereditarias no Brasil, a coroa portuguesa decidiu mudar de tatica de colonizacao. Assim, foi nomeado um Governador-Geral que tinha o poder de um vice-rei. O escolhido para ocupar o cargo foi Tome de Sousa. Alguns ancestrais dele eram os mesmos ancestrais do Martim Afonso de Sousa, comecando por Alfonso III e Madragana. Ele foi para o Brasil em 1.549 com 1.000 pessoas. Eram militares, sacerdotes (os primeiros Jesuitas no Brasil), colonos e 400 exilados por crimes menores em Portugal.

Tome de Sousa fundou a cidade de Sao Salvador que continua como capital da Bahia. Ali era um ponto estrategico, equidistante entre Sao Vicente no sul e Olinda no norte. Ela veio a ser a primeira capital do Brasil e permaneceu ate `a proxima fase da Historia do Brasil, quando a capital foi transferida para o Rio de Janeiro. Tome ficou no Brasil so 4 anos, a partir de 1.549. Depois ele retornou a Portugal e permaneceu como conselheiro do rei para assuntos brasileiros. E ele aconselhou a criacao de mais vilas para atrair mais colonos.

Naquele tempo, Portugal estava com problemas por causa da competicao no comercio oriental, os espanhois estavam tendo sucesso na obtencao das riquezas minerais das Americas e o Brasil estava cercado pelos outros europeus, que tambem queriam colonizar as Americas. Os ingleses, franceses e holandeses nao reconheciam o Tratado de Tordesilhas, alegando que eles nunca tinham ouvido falar no Testamento de Adao que desse o monopolio `a Espanha e Portugal. Este eh um dos sinais da nossa Historia comum. A lei sempre sera suprema, ate que os interesses se tormam superiores.

Um problema que Tome de Sousa encontrou no Brasil foi a falta de respeito com as leis. Um de seus companheiros: Pero Borges, o responsavel pelos assuntos juridicos, expressou numa carta ao rei algo assim: “Existem nestas terras muitos homens casados no reino que estao vivendo aqui por muitos dias, fazendo nada para viver e ainda vivendo em concubinato com, pelo menos, um par de gentias, tornando-se, pois, piores que os gentios…”

Pero Borges pediu punicao para todo mundo mas o rei Joao III, inteligentemente, deu anistia a tudo o que fora feito antes da presenca de Tome de Sousa naquela terra, exceto por: “cinco casos de heresia, traicao, moeda falsa e morte de homem cristao”. Ele estava muito bem informado do quao dura a vida parecia para aqueles tao longe de casa e sabia ser mais sabio ter aquela gente corajosa como aliada que como inimiga. E depois isso deu bom retorno.

Desde o comeco da colonizacao no Brasil, como eu mencionei antes, tambem a genetica brasileira comecou a ser formada. E tambem a lingua portuguesa comecou a ganhar palavras novas para definir situacoes novas. Os filhos de portugueses com as nativas precisavam definicao. E eles comecaram a chama-los de caboclos (as). Desde que os africanos foram levados para o Brasil em condicao de escravos, logo perceberam ser mais inteligente levar tambem as africanas porque era mais barato produzir criancas escravas no Brasil que importar o original.

Porem, um numero muito maior de europeus andava pelo Brasil que mulheres brancas. O portugues nao se envergonhava de fazer sexo com qualquer linhagem feminina. Desse relacionamento formou-se o mulato (a). Mesmo apos os seculos se passarem, pessoas ricas que tinham muitos escravos continuaram fazendo concubinas em suas senzalas. Para os brasileiros, o casamento ou relacionamento interracial nao era nada do que se admirar. Isso passou a ser preconceito depois, quando mais europeus chegaram ao Brasil e foi formada uma elite mais clara.

Mesmo assim, o preconceito no Brasil foi amaciado pela maior presenca da populacao produzida pelos casamentos interraciais. Ate eu pude constatar isso em minha juventude quando a musica brasileira era repleta de tres palavras: mulata, cabocla e saudade. Naquele tempo, os homens nao sonhavam com Cinderela, Branca de Neve ou Bela Adormecida. Estas sempre foram estorias para criancas. Nossas princesas eram reconhecidas por suas geneticas. O que se dizia era isso, era quase impossivel para o homem resistir ao charme da mulata ou cabocla.

Eu penso que os americanos experimentaram o poder magico do resultado do casamento interracial na eleicao presidencial de 2008. O presidente Obama comete um erro identificando-se como preto. Ele eh mulato, o que nao eh ruim ou bom. Ele eh apenas a prova de que, quando o amor existe todas as fronteiras desaparecem. O amor nao se importa com barreiras. Voltarei a esse assunto posteriormente.

Saudade eh uma palavra que os brasileiros acreditavam nao existir nas outras linguagens. Isso eh o sentimento tamanho da falta de alguem ou de alguma coisa que chega perto de ser uma doenca. Era o sentimento dos africanos e portugueses a respeito de suas terras de nascimentos e seus parentes. Eh um sentimento do fundo do coracao indigena pela perda de sua liberdade. Agora eh o sentimento de todos que sao resultados dos casamentos interraciais.

Entao, com a riqueza das terras e a beleza da paisagem, o Brasil instigava a avareza dos outros povos europeus. Nos temos um capitulo dedicado `as tentativas de invasao das terras brasileiras. Nos temos dois capitulos na Historia Brasileira chamados: Invasoes Francesas e Invasoes Holandesas.

As Invasoes Francesas tiveram alguma influencia na Historia Brasileira. Desde que Martim Afonso de Sousa esteve no Brasil ele havia recomendado a construcao de uma cidade na Baia de Guanabara. Mas os indegenas do lugar nao tinham afinidades como os portugueses e o assunto nao passou de projeto. No tempo do segundo governador-geral, Duarte da Costa, um frances, Nicolas Durand de Villegagnon, que ja conhecia o lugar, convenceu alguns a estabelecer uma colonia francesa la. O nome desse projeto foi Franca Antartica.

E eles comecaram construindo um forte, fizeram contato com as tribos que nao gostavam dos portugueses, faziam trocas com os indios por mercadorias locais e mandaram para a Franca. O comercio estava se desenvolvendo bem, ate que o terceiro governador-geral do Brasil nao chegou. O nome dele era Mem de Sa, e uma pequena parte da genealogia dele eh mostrada na proxima sequencia genetica:

1,500 Mem de Sa – Guiomar de Faria
1,460 Goncalves Mendes de Sa – esposa desconhecida
1,410 Joao Goncalves de Miranda Sotomaior – Filipa de Sa
1,380 Fernao Anes Sotomaior – Constanza de Zuniga
1,340 Pedro Alvares de Sotomaior – 1,360 Elvira Mendes de Benevides
1,310 Fernan Anes de Sotomaior – Maria Anes da Novoa
Alvaro Pires de Sotomaior – Ines Anes de Castro
1,290 Elvira Anes Marinho – Pedro Alvares de Sotomaior
1,270 Joao Pires Marinho – Teresa Pais Marinho
1,250 Sancha Vasques Sarraza – D. Pedro Anes Marinho
1,230 Vasco Peres Sarraza – nao identificada Anes da Novoa
1,210 Pedro Soares Sarraza – Elvira Nunes Maldonado
1,190 Maria Alfonso de Leon – Soeiro Aires de Valadares
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – D. Teresa Gil de Soverosa
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mafalda de Sovoia

Frequentemente, os nobres nao estao ligados por apenas uma linhagem `as familias reais. No caso do Mem de Sa isso nao eh diferente. Uma das alternativas que o ligam `as familias reais eh mostrada pela sequencia genealogica abaixo. Comecando por D. Sancho I, segundo rei de Portugal, que tambem era filho de D. Afonso e Mafalda de Savoia.

1,154 D. Sancho I, rei de Portugal – D. Maria Pais Ribeira, a Ribeirinha
1,205 D. Teresa Sanches – Alfonso Tellez
1,225 D. Joao Telo de Menezes – Elvira Goncalves Giron
1,250 D. Goncalo Anes Raposo – D. Urraca Fernandes de Lima
1,280 D. Beatriz Goncalves Raposo – Joao Pires da Novoa
1,310 Maria Anes da Novoa – Fernan Anes de Sotomaior

O ultimo casal ja esta na sequencia genealogica anterior por ser tetravo do Mem de Sa duas vezes. E se prestarmos melhor atencao aos outros nomes nos podemos ver tambem ligacoes com as sequencias genealogicas apresentadas para os navegadores. Como eu ja disse, todo mundo eh parente, de uma ou outra maneira.

Mem de Sa teve que fazer a seguranca do resto da costa brasileira e pacificar tribos revoltadas em torno da capital Salvador. Ele enviou o sobrinho, Estacio de Sa, para lidar com o problema frances. Estacio fez uma alianca com indigenas do Espirito Santo e pediu socorro de Sao Vicente. Eles conseguiram destruir o Fort Coligny, construido por Villegagnon. Tambem fundou uma nova cidade com nome em homenagem ao infante rei, D. Sebastiao. Assim surgiu a cidade de Sao Sebastiao do Rio de Janeiro. Posteriormente o nome foi reduzido para Rio de Janeiro.

Mas este foi apenas o principio da guerra. Os colonos franceses se embrenharam nas matas junto com seus aliados indigenas onde eles continuaram fazendo comercio e atacando os colonos portugueses. Estacio de Sa reorganizou a defesa e continuou a luta ate que os franceses fossem totalmente vencidos. Ele teve a ajuda de dois jesuitas: Manoel da Nobrega e Jose de Anchieta. Os dois sao veradeiras lendas no Brasil. Sao eles que catequizaram os indios, os organizaram em povoacoes semelhantes `as europeias e os introduziram `a cultura europeia.

Mesmo que o trabalho dos jesuitas tenha reduzido os indigenas a um grau de menor importancia na sociedade brasileira , por outro lado, eles tentaram impedir a escravidao deles. Eles nunca conseguiram impor essa vontade e os descendentes de portugueses com indios foram os responsaveis por conquistar o interior do Brasil de forma nada amigavel para os outros indios de la. Outro nome daquele tempo foi o cacique Arariboia. Por ter ajudado ao Estacio de Sa ele foi presenteado com terras proximas ao Rio de Janeiro. Ele fundou uma povoacao que agora eh Niteroi, ex-capital do Estado do Rio de Janeiro.

No final da conquista, Estacio de Sa morreu em consequencia das feridas de batalha. Mas os franceses foram expulsos. Posteriormente eles tentaram outra invasao no Nordeste do Brasil onde tiveram mais sucesso. Fundaram a Cidade de Sao Luiz, agora a capital do Maranhao. La eles planejaram estabelecer a colonia com nome de Franca Equinocial. E foram expulsos de la em 1.616 pelos portugueses. Por fim acabaram encontrando um lugar na America do Sul que se tornou a Guiana Francesa. Brasileiros e franceses tiveram outros entreveros em seus relacionamentos mas nada mais serio quanto estes primeiros.

Agora, voltemos aos negocios. O titulo do capitulo promete algo a respeito do comeco de Nova Iorque e dos Estados Unidos. Mas esse comeco se da na Europa com a bagunca criada em torno das questoes religiosa e do poder economico. Quando o Carlos I, o Kaiser e rei da Espanha deixou o poder, Felipe II, rei da Espanha, herdou a Espanha e o que depois ficou conhecido como Paises Baixos. E la existia uma certa liberdade economica e religiosa. Mas o Felipe II nao concordava com a ideia. Entao, as partes nortes da possessao declararam sua independencia.

Eles tiveram oito anos de guerra, apos 1.581, contra as forcas do Felipe II. E a guerra foi espalhada mundo afora. Tambem se diz que, a guerra contra a Espanha criou o sentimento de nacionalismo que criou uma nova nacao. Mas um componente fundamental dessa nova nacao foi a criacao da primeira multinacional do mundo. A Companhia das Indias Ocidentais. E a companhia comecou a buscar outra via de ir `a India e encontrou um otimo campo de trocas de peles no Estado de Nova Iorque, em torno do Rio Hadson. A companhia foi a responsavel pelo inicio da colonizacao, fixando colonos e distribuindo terras para eles trabalharem. Eles sao os responsaveis pela fundacao da Nova Amsterda que se tornou Nova Iorque depois que a colonia foi tomada pelo rei ingles. Fundaram tambem Nova Orange, que hoje eh Albany, a capital do Estado de Nova Iorque.

Nao podemos esquecer que, aquela multinacional tinha um capital imenso. Da metade do seculo XVI ate que a Inglaterra tomou o poder, os holandeses foram a maior forca naval do mundo. Talvez Felipe II tenha construido a maior marinha de guerra naquele tempo mas os holandeses controlavam a marinha mercante associada a outra de guerra. E depois que a Armada Invencivel do Felipe II foi afundada pela Marinha Inglesa, os Holandeses dominaram o comercio ao redor do mundo.

Os holandeses tambem sao responsaveis por tres tentativas de invasao do Brasil. Eles haviam investido na producao do acucar e desde que estavam em guerra contra a Espanha, e o Brasil virou uma colonia dela na Uniao Iberica, eles pensaram que tivessem o direito de retaliar o rei Felipe II pela proibicao do comercio entre os holandeses e as possessoes sob o controle daquele rei.

A primeira tentativa deles foi contra a capital, Salvador, na Bahia. Isso aconteceu durante os anos de 1.624 a 1,625 mas a populacao repeliu o ataque. A operacao custou caro para a companhia mas em 1.630 eles conseguiram interseptar o carregamento inteiro de um ano de exploracao de prata das colonias espanholas. E usaram isso para financiar a Invasao da Capitania de Pernambuco. Durante 24 anos a colonia foi dominada pelos holandeses.

A principio a resistencia foi feita pela populacao. Basicamente foi liderada pelos Senhores de Engenho. A resistencia nao tinha um comando unificado. Cada lider tinha seu grupo e atacava `a moda dos indios, estilo guerrilha. Isso manteve os holandeses restritos `a imediacao de Olinda. Mas com o prolongamento da guerra alguns Senhores de Engenho aderiram `a causa dos holandeses.

Entre 1.637 a 1.644, e os brasileiros celebram isso, foi o periodo da presenca do conde Joao Mauricio de Nassau que teve uma boa administracao para o povo. Ele remodelou a Cidade de Olinda e seu porto, Recife. Posteriormente, Recife virou a capital do Estado. Ele foi tolerante em questoes religiosas e abriu a colonia para a imigracao de protestantes e judeus. Inclusive esta em Pernambuco a Sinagoga mais antiga das Americas.

A monarquia portuguesa foi restaurada em 1.640, findando 60 anos de dominio da coroa espanhola. Os brasileiros aderiram ao partido do duque de Braganca que se tornou rei sob o nome de Joao IV. Mas os holandeses conquistaram mais terras, tomando toda a area costal entre Pernambuco ate ao Estado do Maranhao, incluindo-se a capital, Sao Luiz. Dai eles comecaram a invasao do interior. Isso revoltou a populacao. Alguns lideres se mudaram para Salvador na Bahia.

O conde Joao Mauricio de Nassau visualizou uma colonia mais potente se ele tambem tomasse Salvador. E preparou uma nova expedicao `a cidade com sua forca principal, muitas vezes superior que a luso-brasileira. Do lado dos brasileiros, porem, estava um militar experiente cujo nome era: Luis Barbalho Bezerra. Luis organizou a defesa e entregou a Nassau uma vitoria de Pirro. A vitoria nao lhes deu premio porque os holandeses nao foram capazes de se impor em Salvador e os custos foram tao altos que Nassau foi chamado de volta para Holanda.

Entao, a situacao deteriorou quando a nova administracao da companhia resolveu aumentar os impostos e liquidar os emprestimos concedidos aos Senhores de Engenho. O povo brasileiro se juntou dessa vez e a nacionalidade brasileira comecou a ser construida. Os livros de Historia sempre mencionam tres lideres da revolta: o senhor de engenho Andre Vidal de Negreiros, o nativo Felipe Camarao e o africano, Henrique Dias. Eles representam todo o povo, com toda a sua genetica, que lutou para libertar o Brasil da colonizacao holandesa.

Eh aceito como final da guerra a data de 1.654 mas somente em 1.664 foi assinado o tratado final e Portugal concordou em pagar 63 toneladas de ouro pelas benfeitorias que tinham feito no Brasil. Isso foi pago em 40 anos com a producao de acucar. Com o fim da dominacao holandesa, muitos judeus e protestantes mudaram-se para Nova Amsterda. Os holandeses que haviam aprendido o processo de producao do acucar a tranferiram para suas ilhas no Caribe. Quando o acucar era praticamente um monopolio brasileiro o produto valia quase como ouro, chegando a custar por volta de R$ 250,00 o quilo em dinheiro atual. Desde entao a producao aumentou muito e o preco caiu. E isso levou ao fim do Ciclo da Cana-de-acucar no Brasil.

Luiz Barbalho Bezerra, o heroi, perdeu a saude e a fortuna na guerra. Muito antes do termino ele mudou para o Rio de Janeiro onde foi governador entre 1.643 a 1.644 quando do seu falecimento. Deixou dois filhos jovens: Agostinho e Jeronimo Barbalho Bezerra que herdaram o prestigio do pai. Agostinho depois tambem foi governador do Rio de Janeiro e morreu de uma febre desconhecida enquanto estava procurando por metais e gemas preciosas no Rio Doce, na altura do Espirito Santo.

Jeronimo foi lider de uma importante revolta chamada: “A Revolta da Cachaca”, no Rio de Janeiro. Esta revolta foi causada pela corrupcao na administracao. Ele foi enforcado numa contra-revolta lancada pelo governador deposto pela revolta, enquanto eles estavam esperando por uma decisao da coroa portuguesa. A razao foi dada ao povo revoltado do Rio de Janeiro, que removeu o governador corrupto do poder. Mais tarde nos veremos que grande numero de mineiros sao descendentes desses Barbalho Bezerra.

Do lado americano, antes do pais ter Estados e ainda menos Unidos, o rei Carlos II da Inglaterra foi o responsavel pela unificacao das colonias, tomando o controle delas. Das treze colonias iniciais, quatro foram criadas a partir do territorio da Nova Inglaterra. Como sabemos, esta parte do pais foi colonizada por uma populacao faminta por liberdade religiosa. Mas o que ela desejava mesmo era a liberdade religiosa para si mesma porque os Pilgrims nao sao conhecidos por tolerancia com as outras religioes. Da Nova Inglaterra surgiram as colonias de New Hampshire, Massachusetts, Rhode Island e Connecticut.

As outras oito, ao sul e oeste de Nova Iorque, foram mais diversificadas mas nao tinham vontade alguma de fazer do pais um Estado Democratico, onde todos poderiam viver igualmente como criaturas de Deus. Os nomes delas sao: Nova Jersey, Pennsylvania, Delaware, Maryland, Virginia Carolina do Norte, Carolina do Sul e Georgia. Nova Iorque, a ultima das 13 colonias a aderir `a Uniao de todas, teve influencia fundamental: intelectual, religiosa e economica na constituicao das liberdades nos Estados Unidos. Sem os principios de liberdade estabelecidos pelos fundadores na Constituicao, provavelmente, os Estados Unidos jamais seriam o grande pais de hoje.

E, de alguma forma, os Estados Unidos sao um produto de todos os capitulos da Historia que precederam sua criacao. Ate, mesmo que em menor grau de importancia, do capitulo da Historia do Brasil chamado de “Invasoes Holandesas” e “Insurreicao Pernambucana” que foi liderada por brancos, indios e negros, contra imposicoes economicas. Ironicamente, o opressor no Brasil trouxe brasileiros para os Estados Unidos cujos descendentes depois ajudaram a criar essa nobre nacao. E, inadivertidamente, a Familia Barbalho esteve envolvida em toda a Historia dos Estados Unidos.

Somente apos 1.664 Carlos II da Inglaterra tomou dos holandeses a Colonia da Nova Holanda. Ela foi rebatizada por Nova Iorque em homenagem ao duque de York e Albany. Os holandeses reconquistaram a provincia durante os anos de 1.673 e 1.674 quando trocaram-na pelo que hoje eh Suriname, no norte da America do Sul. Para terminar esse capitulo quero mostrar mais uma sequencia genealogica.

1,630 Carlos II, rei da Inglaterra – D. Catarina de Braganca, Infanta de Portugal
1,600 Carlos I, rei da Inglaterra – Henriett Marie de Bourbon – princesa da Franca
1,566 Jaime I, rei da Inglaterra, Escocia e Irlanda – Anna, princesa da Dinamarca
1,545 Henry Stewart, duque de Albany – Mary Stewart, rainha da Escocia
1,516 Matthew Stewart, 4o. senhor de Lennox – Margaret Douglas
1,490 John Stewart, 3o. senhor de Lennox – Anne (Elizabeth) Stewart
1,475 Elizabeth Hamilton – Matthew Stewart, 2o. senhor de Lennox
1,450 Mary Stewart, princesa da Escocia – Jaime Hamilton, 1o. barao de Hamilton
1,430 Jaime II Stewart, rei da Escocia – Maria van Egmond
Joan Beaufort – 1,394 Jaime I Stewart, rei da Escocia
1,373 John Beaufort, 1o. senhor de Somerset – Margaret Holland
1,340 John of Gand, duque de Lancaster – Catherine Swinford Roelt
1,312 Edward III, rei da Inglaterra – Philippa de Hainaut
1,284 Edward II, rei da Inglaterra – Isabelle, princesa da Franca
1,240 (?)Leonor, princesa de Castela – Edward I, rei da Inglaterra
1,200 Fernando III, o Santo, rei de Castela – Jeanne d’Aumale, condessa de Ponthieu
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – Berengaria, princesa de Castela
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – 1,137 Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1o. rei de Portugal – Mafalda da Savoia

A linhagem postada acima nao mostra as muitas vezes que Carlos II eh descendente dos mesmos reis de Portugal e Espanha. Somente quando a gente segue cada uma das linhagens maternais dele eh que podemos ver isso. D. Catarina de Braganca, esposa dele, era filha do primeiro rei de Portugal depois da restauracao em 1.640, rei Joao IV e sua esposa Luisa de Guzman. Carlos II nao teve filhos com D. Catarina mas teve 8 concubinas e foi pai de 15 filhos. E isso nao era uma excecao para o comportamento dos reis do tempo dele. Assim, podemos imaginar: por que nao pode todo e qualquer um de nos ser descendente de tamanha “produtividade”!?

11. ESTADOS UNIDOS E BRASIL JUNTOS

Por um longo tempo, Estados Unidos e Brasil nao tiveram uma Historia conjunta. Tiveram encontros casuais. As razoes para isso nao estavam sob o controle de ambos. Como sabemos, ao mesmo tempo que a Inconfidencia Mineira estava indo por aguabaixo a Revolucao Francesa comecou. Apos um inicio tenebroso as portas ficaram abertas para a subida de Napoleao Bonaparte e, com ele, as Guerras Napoleonicas.

O Brasil acabou sendo beneficiado por essas guerras de forma inesperada. Ja se pensava ha muito em Portugal em transferir a condicao de Metropole para o Brasil, onde a monarquia poderia prosperar. Isso seria feito para proteger melhor os interesses portugueses porque Portugal eh um pais muito pequeno e sujeito `a possibilidade de invasao por paises mais fortes na Europa. Mas os portugueses sempre pensaram neste plano com um pe atras.

Portugal e Inglaterra tinham aquele Tratado desde 1.385 quando concordaram proteger um ao outro contra invasao estrangeira. Em razao de a Inglaterra estar em guerra contra a Franca napoleonica, Portugal ficou acuado para tomar algum partido. Ele tinha uma rainha, Maria I, que era louca. Ela ja era a rainha no tempo da condenacao dos Inconfidentes, em Minas Gerais. Era contemporanea do rei George III da Inglaterra que tambem sofria de problemas mentais. Ele fora o rei ingles no tempo da Revolucao de Independencia Americana.

Igual ao rei George III, Maria I, a Louca, como era conhecida, foi substituida por um principe regente. O filho dela, Joao, estava reinando no lugar dela desde antes do confronto com Napoleao. Ele nao havia sido preparado para ser rei porque tinha um irmao mais velho, porem, o irmao dele morreu de variola. E a morte dele pode ser atribuida `a atitude conservadora da mae deles porque nao aceitou a vacinacao contra a doenca. Na epoca a vacina ja existia e era a primeira que as pessoas tinham disponivel. Maria I considerava a vacina uma violacao da natureza e um ato contra a determinacao divina.

O principe regente Joao, que depois se tornou o rei D. Joao VI, foi um governante relutante. O que parece eh que qualquer decisao provocava muita dor nele. Entao, as decisoes eram tomadas a passos de preguica. Assim, antes de ele decidir qual lado tomar parte, Napoleao Bonaparte ordenou a seu exercito invadir Portugal e destituir o rei. Por sorte, o tempo usado para pensar o lado do muro que deveria pular ajudou-o decidir a transferir as cortes para o Brasil. Foi bem na hora porque quando a esquadra dele nao tinha chegado ao horizonte as tropas de Napoleao estavam entrando em Lisboa.

A esquadra de Portugal nao era mais nem a sombra do que os portugueses tiveram no tempo das Grandes Descobertas. E o principe levou consigo todo o tesouro portugues e cerca de 15.000 pessoas da corte. Na saida do porto ele encontrou a esquadra Inglesa que estava esperando para escolta-lo na viagem ao Brasil. Gastou-se tempo demais na viagem e correu-se riscos pela imprevidencia de transportar as tres geracoes de herdeiros ao trono numa mesma nau. De qualquer forma eles chegaram ao Brasil. Era 1.808.

O rei da Espanha nao teve a mesma sorte. Antes que a esquadra dele zarpasse, o exercito napoleonico o prendeu. Ele foi deposto e substituido por parente do Napoleao.

No Brasil, as cortes foram recebidas com um entusiasmo inocente do povo brasileiro. A comitiva fez primeiro uma parada em Salvador e logo zarpou para o Rio de Janeiro. O Porto do Rio de Janeiro era, nao sem razao, o mais movimentado no pais. Se alguem quisesse fazer uma viagem segura ao redor do mundo ele era uma parada obrigatoria no caminho. Qualquer um viajando da Europa ou da costa leste das Americas teria que ser reabastecido no Porto do Rio. Na epoca havia la uma esquadra americana pequena. E os americanos cometeram uma gafe diplomatica.

No momento do desembarque do principe regente o povo estava num clima de carnaval. Todos os navios presentes na Baia de Guanabara comecaram a salda-lo com suas armas. Um dos capitaes americanos ficou tao entusiasmado pela onda de alegria que tambem ordenou uma salva de tiros. Alguem deve te-lo lembrado o motivo da Guerra da Independencia nos Estados Unidos e ele ordenou o silencio dos canhoes.

Eu disse que isso fora uma gafe porque Portugal e Brasil nao estavam envolvidos no conflito entre Inglaterra e os Estados Unidos. E no Brasil existe um dito que fala: “Celebrar com os que celebram.” Isso significa nao ser polido alguem ver o vizinho celebrando e se esconder da alegria dele. Seria como se alguem estivesse condenando o direito dele de celebrar. Mas estou certo de que os brasileiros nao levaram isso em conta.

Eu disse antes que a celebracao brasileira era inocente porque a presenca das cortes portuguesas no Brasil foram uma mistura de boas e mas noticias. E o pior veio primeiro. O Rio de Janeiro era uma cidade pequena, talvez umas 40.000 almas ou menos. E nao teve tempo para preparar-se para receber 15.000 novos moradores. E o que o principe regente e sua corte decidiram em seguida foi tomar as casas dos moradores. Assim, os soldados portugueses inspecionaram cada uma das casas do lugar, e quando julgavam estar em condicoes suficientes eles pregavam uma placa com as letras P.R. Significava, “Propriedade do Regente”. E os gaiatos logo interpretaram como: “Propriedade Roubada.”

Juntando-se aos problemas, o principe Joao era casado com Carlota Joaquina. Ela era princesa espanhola muito antipatica e detestou o Brasil `a primeira vista. O temperamento dela e por certo a personalidade timida de D. Joao os colocou em linha de colisao o que acabou separando-os. Eles fingiam-se casados para os olhos do publico mas eram separados. E Carlota Joaquina era escandalosa. Mas a unica informacao util aqui eh esta: cedo o publico brasileiro aprendeu a detesta-la tanto quanto ela detestava ao Brasil e aos brasileiros.

Do lado bom temos para comeco a abertura de todos os portos brasileiros `as nacoes amigas, entenda-se ai, Inglaterra. Antes, Portugal tinha este monopolio. E a Inglaterra era igual `a China de hoje. Ela era a lider na industrializacao e foi la que comecou a Revolucao Industrial, porem, os empregados eram mal pagos, tinha uma producao imensa que era levada a todos os cantos do globo, exceto para Franca e aliados, por causa da guerra. E a Inglaterra aproveitou-se disso para inundar o mercado brasileiro ate com coisas que os brasileiros nao usavam, como patins de gelo. O jeitinho brasileiro acabou descobrindo usos alternativos para as bugingangas.

Desde que as cortes estavam no Brasil e nao tinham a menor ideia de quando iriam voltar, o principe decidiu tomar algumas medidas para desenvolver a nacao. Reurbanizou o Rio de Janeiro, fundou o primeiro Colegio, criou o Jardim Botanico e o primeiro Banco do Brasil. Naquele tempo ele tambem abriu o Brasil para a investigacao cientifica de europeus como Augusto de Saint-Hilaire. Saint-Hilaire era frances e chegou ao Brasil depois da queda de Napoleao em 1.815.

Saint-Hilaire, mencionado por um primo antigo, Dermeval Jose Pimenta, no livro dele: A Mata do Pecanha, sua Historia e sua Gente, fez um comentario a respeito do povo do Estado de Minas Gerais naquele tempo. Ele estava admirado pela visao das maquinas movidas a agua, usadas para prensar a cana-de-acucar. “Nao pude deixar de admirar as engrenagens que, embora enormes, sao, ao mesmo tempo, de uma estranha leveza, e foram feitas primorosamente. Nao foi essa, alias, a unica vez que tive as provas da habilidade do operario mineiro; se sao lentos na execucao de seus trabalhos, pelo menos capricham muito e creio mesmo que dao melhor acabamento que os artesaos europeus.”

Antes da familia real portuguesa chegar ao Brasil, em 1.803 os Estados Unidos compraram o Territorio da Lousiana que ficava na margem leste do Rio Mississipi. Essa compra dobrou o territorio americano. Logo apos isso veio a Guerra de 1.812. Esta eh considerada uma segunda Guerra de Independencia. Isso porque a Inglaterra era o poder hegemonico na Terra, especialmente no mar, e tambem era o provocador da epoca. Mesmo que os Estados Unidos tivessem ganho a Independencia na primeira Guerra da Independencia, a Inglaterra continuava tratando a nova nacao como uma colonia.

O que agravou mais a situacao foi que os Estados Unidos eram amigos da Franca que tinha investido capital na Revolucao Americana. A Inglaterra estava em guerra contra a Franca Napoleonica. E ela tinha a maior Armada mas faltava-lhe marinheiros experientes. Dai comecou a abordar os navios americanos e levar os marinheiros nascidos na Inglaterra, inclusive os naturalizados americanos. Chegaram a sequestrar alguns nascidos nos Estados Unidos que haviam esquecido os documentos para prova-lo. Uma boa parte das exportacoes americanas eram para a Franca e a Inglaterra decretara um bloqueio contra ela, causando danos `a economia americana.

Outro problema serio foi que, possivelmente, a coroa inglesa interpretou como ameaca ao seu poder o expansionismo americano para o oeste. E como a Inglaterra nao tinha populacao suficiente para invadir o mundo ao bel prazer, ela comecou a armar os indios americanos que estavam lutando contra o expansionismo. Tais atitudes inglesas convenceram ao presidente James Madison a declarar a guerra contra a Inglaterra em 1.812, com a aprovacao do congresso. Postarei um pouco da sequencia genealogica do sr. presidente, James Madison.

1.751 James Madison – Dolley Payne Todd
1.731 Eleanor Rose Conway – James Madison
1.696 Francis Conway – Rebecca Catlett
1.675 Elizabeth Thornton – Edwin Conway
Alice Savage – 1.651 Francis Thornton
1.605 Anthony Savage – Alice Stafford
1.556 Anthony Savage – Elizabeth Hall
1.528 Francis Savage – Anne Sheldon
1.510 Christopher Savage – Anne Lygon
1.450 Christopher Savage – Anne Stanley*
1.430 Katherine Stanley – Sir John Savage
1.409 Jean Goushill – Sir Thomas Stanley, 1o. barao de Stanley

Deste ponto da sequence genealogica do presidente Madison em diante ela se encontra com a de John Adams, capitulo 10, que foi o pai do John Quincy Adams, que sucedeu ao James Madison logo apos James Monroe. Outro personagem importante daquele tempo foi o Andrew Jackson, que se tornou o setimo presidente americano. Andrew Jackson tem o rosto na nota de vinte dolares como sabemos. Ele tambem tem sua sequencia genealogica vinculada aos reis de Portugal. Vejamos:

1,767 Andrew Jackson – Rachel Donelson
Elizabeth Hutchinson – Andrew Jackson
1,700 Cirus Hutchinson – Margareth Lisle
1,675 John Hutchinson – Mary Hobart
John Hutchinson – nao identificada
Lucy Apsley – 1,615 John Hutchinson
Lucy Saint John – Allen Apsley
1,473 Sir John Saint John – Jane Inwardby
1,437 Oliver Saint John – Elizabeth Scrope*
1,410 Margareth Beauchamp – Oliver Saint John
Edith Storton – John of Beauchamp, 3o. barao de Bletsho
Catherine Beaumont – Sir John Stourton
1,340 Henry Beaumont, lord Beaumont – Margareth de Vere
1,310 John, lord Beaumont – Aleanor de Lancaster
1,265 Henry Beaumont, lord Beaumont – Alicia Comyn
1,230 Louis de Brienne – Agnes de Beaumont-Maine
Berengaria, Infanta de Castilla – 1,148 Jean I de Brienne
1,171 Alfonso IX, rei de Leon e Castela – Berengaria, Infanta de Castela
1,151 D. Urraca, Infanta de Portugal – Fernando II, rei de Leon
1,109 D. Afonso Henriques, 1ol rei de Portugal – Mafalda de Savoia

Dei uma olhadinha nos dados da geneall.net portugal para todos os 43 presidentes dos Estados Unidos. Nao desejo postar outras sequencias genealogicas deles. Mas aqui cabem uns pequenos detalhes. 29 deles sao descendentes dos reis de Portugal. 3 sao descendentes somente dos reis: Carlos Magno, Hugo Capet da Franca e William I da Inglaterra. Os tres sao: James Buchanan, Dwight D. Eisenhower e Barack H. Obama. Assim eles tambem sao parentes das Familias Reais Ibericas que tambem descendem dos 3 reis.

Os que nao estao indicados com descendentes dos reis sao: Martin van Buren, Abraham Lincoln, Rutherford B. Hayes, James A. Garfield, Chester A. Arthur, William McKinley, Woodrow Wilson, Warren G. Harding, Harry S. Truman, John F. Kennedy e lyndon B. Johnson. Isso nao significa que nao sejam descendentes dos reis mas o que provavelmente aconteceu eh isso, certos dados genealogicos se perderam em algum ponto da ascendencia deles. Isso aconteceu com a maioria de nos.

A lista de presidentes dos Estados Unidos descendentes do rei Afonso Henriques em ordem de suas eleicoes eh: George Washington, John Adams, Thomas Jefferson, James Madison, James Monroe, John Quincy Adams (filho de John Adams), Andrew Jackson, William Henry Harrison, John Tyler, James K. Polk, Zachary Taylor, Millard Fillmore, Franklin Pierce, Andrew Johnson, Ulysses S. Grant, Grover Cleveland (que foi reeleito apos seu sucessor), Benjamin Harrison (neto de William H. Harrison), Theodore Roosevelt, William Howard Taft, Calvin Coolidge, Herbert Hoover, Franklin D. Roosevelt, Richard Nixon, Gerard Ford, Jimmy Carter, Ronald W. Reagan, George H. W. Bush (pai), Bill Clinton e George W. Bush (filho).

O que poderia ser um pouco de surpresa eh que tambem olhei 40 nomes vinculados `a presidencia brasileira. Isso inclui presidentes eleitos, ditadores e conselhos administrativos. Somente 11 dos 40 tem dados indicando descender dos reis, de acordo com aquele site. Isso nao eh algo de se estranhar porque eu sei o quao duro eh juntar tais dados no Brasil. O clima nao eh amigavel para conservacao de papeis. Como eu ja disse, somente apos 1.808 os jornais foram permitidos circular, com restricoes. O analfabetismo foi uma forma de dominar a populacao. E, acima de tudo, somente umas poucas pessoas procuram realmente quebrar esse ciclo vicioso. Eu proprio tenho visto coisas que sao de cortar o coracao nesse assunto.

A lista de nossos primos presidentes no Brasil eh: Floriano Peixoto, Prudente de Morais, Manuel Ferraz de Campos Salles, Augusto Moreira Afonso Pena, Nilo Procopio Pecanha, Jose Linhares, Carlos Coimbra da Luz, Nereu Ramos, Joao Belchior Marques Goulart, Humberto de Alencar Castelo Branco e Tancredo Neves (foi eleito pelo colegio eleitoral mas morreu antes de assumir a presidencia).

A Guerra de 1.812 poderia ter sido evitada naquele tempo se tivessemos pelo menos uma linha telefonica transatlantica. O Parlamento Ingles tinha revogado algumas decisoes que estavam causando a guerra mas antes de ficar sabendo disso os Estados Unidos estavam tentando invadir as Possessoes Inglesas no Canada. Entretanto, nao houve momento melhor para fazer-se uma guerra contra a Inglaterra porque ela estava involvida noutra muito maior, contra a Franca, dai a Inglaterra teve que usar um contingente menor contra os americanos. Todavia, embora em menor numero era muito bem preparado.

Durante o curso da guerra os ingleses invadiram a capital Washington e queimaram os predios principais. A esquadra inglesa entao se dirigiu para Baltimore, no Maryland. Mas eles nao foram capazes de tomar o forte melhor defendido. La, apesar do intenso bombardeio os defensores do Fort McHenry nao abandonaram suas posicoes e os ingleses desistiram. O comandante do Forte tinha instruido mulheres de Baltimore para costurarem uma bandeira enorme e assim que o bombardeio parou a bandeira foi levantada. Ele queria certificar-se que os ingleses a veriam mesmo quando estivessem de longe.

No momento, Francis Scott Key estava retido num navio mercante e testemunhou a cena. Imediatamente apos ele teve a inspiracao de escrever um poema que posteriormente foi chamado de: The Star-Spangled Banner (A Bandeira de Estrelas Resplandecentes). Em 1.831 o Congresso passou uma lei nomeando o poema como hino nacional.

Dai as forcas inglesas decidiram atacar Nova Orleans que era o portao para a fronteira agricola americana. La eles confrontaram Andrew Jackson e seu exercito. Ele era um ex-combatente da Guerra da Independencia e nutria odio pelos ingleses desde entao. A mae e irmaos haviam morrido naquele tempo.

No cenario da ultima batalha, a forcas comandadas por Jackson eram bem menores e estavam intrincheiradas, esperando o inimigo. O lider das forcas ingleses tentou resolver tudo de uma vez. Dividiu seu grupo em tres frontes: direita, esquerda e frontal. Porem o grupo da esquerda teria que atravessar para o outro lado do rio e quando tentou faze-lo uma forte ventania atrasou sua parte no plano. Tambem, uma unidade avancada de franco-atiradores americanos emboscou o grupo que estava atacando pela direita e matou o comandante.

Quando o batalhao ficou cara-a-cara com as forcas americanas ele estava exposto e desorganizado. Melhor posicionado para atirar e matar as forcas do Andrew Jackson exerceram sua funcao como se estivesse atirando em patos. No final, cerca de 2.000 ingleses foram mortos enquanto nao mais que 3 duzias de americanos teve a mesma sorte. Outra vez, o episodio poderia ter sido evitado se houvesem comunicacoes rapidas naquele tempo. As diplomacias americana e inglesa ja haviam chegado a um acordo para terminar a guerra mas a noticia disso so chegou umas 3 semanas depois.

O que foi mais interessante nesta ultima batalha foi que os voluntarios sairam de tao longe quanto do Estado de Connecticut para defender a nacao americana. Todas as cores de pele se fizeram presentes, dispostas a morrer por ela. E Jackson se tornou um heroi nacional.

O que eh triste a este respeito eh que parece que Andrew Jackson virou sua ira contra os indios na Fronteira Oeste. Ele se tornou o presidente dos Estados Unidos de 1.829 a 1.837 e expulsou muitas tribos das terras de seus ancestrais provocando o que se chama: “Marcha das 1.000 lagrimas.” Foi praticamente um genocidio. Mesmo que ele nao possa ser julgado pelas leis de hoje, ate naquele tempo houveram aqueles que perceberam o excessivo uso de forca. Com esta atrocidade ele pavimentou a via para a expansao americana em direcao ao Oceano Pacifico. Se ele tivesse feito o que fez nos nossos dias, com certeza, seria comparavel a Saddhan Hussein ou Moammar Gadhafi. (Nota: hoje, 20 de outubro de 2011, o ditador libio foi morto pelos insurgentes).

As outras faces das notas do dolar americano sao: 1,00 George Washington; 2,00 Thomas Jefferson; 5,00 Abraham Lincoln; 10,00 Alexander Hamilton, que nunca chegou a ser presidente mas foi ministro das financas que forneceu instrumentacao ao governo de George Washington e foi outro escritor dos Jornais Federalistas; 50,00 Ulysses S. Grant; 100,00 Benjamin Franklin, outro que nao chegou `a presidencia mas ajudou a escrever a Declaracao da Independencia e prestou outros servicos; 500,00 William McKinley; 1.000,00 Grover Cleveland; 5.000,00 James Madison; 10.000,00 Salmon P. Chase, tambem nao foi presidente e 100.000,00 Woodrow Wilson.

As moedas americanas tem a face de: 0,01 Abraham Lincoln; 0,05 Thomas Jefferson; 0,10 Franklin D. Roosevelt; 0,25 George Washington e 0,50 John F. Kennedy.

Penso ser melhor colocar aqui mais umas sequencias genealogicas. A primeira sera dos reis e rainhas de Portugal e Brasil, comecando de certos ancestrais dos duques de Braganca.

1,290 Estevao Coelho – Maria Mendes Petite
1,330 Branca Pires Coelho – Joao Pires de Alvim
1,360 Leonor Alvim – D. Nuno Alvares Pereira
1,380 D. Beatriz Pereira Alvim – D. Afonso, 1o. duque de Branganca
1,403 D. Fernando I, 2o. Braganca – D. Joana de Castro*
1,430 D. Fernando II, 3o. Braganca – D. Isabel, Infanta de Portugal*
1,470 D. Jaime, 4o. Braganca – Leonor de Mendonca*
1,510 D. Teodosio, 5o. Braganca – D. Isabel de Lancastre*
1,543 D. Joao I, 6o. Braganca – D. Catarina de Portugal*
1,568 D. Teodosio II, 7o. Braganca – Ana de Velasco y Giron*
1,604 D. Joao IV, rei de Portugal – Luiza de Guzman*
1,648 D. Pedro II, rei de Portugal – Marie Sophie Elisabeth*
1,689 D. Joao V, rei de Portugal – Maria Anna Josepha*
1,714 D. Jose I, rei de Portugal – Maria Ana Victoria de Bourbon*
1,734 D. Maria I, rainha de Portugal – D. Pedro III, rei de Portugal*
1,767 D. Joao VI, rei de Portugal – Carlota Joaquina de Bourbon*
1,798 D. Pedro I, imperador do Brasil – Maria Leopoldina*
1,825 D. Pedro II, Imperador do Brasil – Teresa de Bourbon*
1,846 D. Isabel de Braganca – princesa imperial do Brasil – Gaston d’Orleans, conde d’Eu*

Somente para lembrar, na 4a. linha, D. Afonso, o 1o. duque de Braganca era filho do D. Joao I, rei de Portugal e Ines Pires. D. Joao I tornou-se rei depois da Crise de 1.383-1.385 quando o rei espanhol exigiu a coroa portuguesa para si. Mas ele foi derrotado pelas forcas combinadas de Portugal e Inglaterra lideradas pelo proprio rei e pelo seu servo fiel: D. Nuno Alvares Pereira.

Na 12a. linha, o rei D. Pedro II de Portugal era irmao de D. Catarina de Braganca, Infanta de Portugal e esposa do Charles II, rei da Inglaterra, Escocia e Irlanda, aquele que unificou as colonias americanas e tomou Nova Iorque dos holandeses. Tambem, D. Pedro III, rei de Portugal e marido de D. Maria I era irmao de D. Jose I, rei de Portugal, o pai dela. Assim ele era tio da propria esposa.

Ao falecimento de D. Joao VI, rei de Portugal, em 1.826, o herdeiro por direito era D. Pedro I, imperador do Brasil. Mas o irmao dele assumiu o cargo como D. Miguel I, rei de Portugal. Isso levou a confrontos entre dois partidos, cada um em favor de um dos reis. D. Pedro I, imperador do Brasil, renunciou ao trono brasileiro, deixando la o filho Pedro como herdeiro e tomou o trono portugues. Ele assumiu como Pedro IV, rei de Portugal. E sua sucessao de deu mais ou menos assim:

1,798 D. Pedro IV, rei de Portugal – Maria Leopoldina*
1.819 D. Maria II, rainha de Portugal – D. Fernando II, rei de Portugal*
1,838 D. Luis I, rei de Portugal – Maria Pia, princesa da Savoia*
1,863 D. Carlos I, rei de Portugal – Amelie d’Orleans, princesa da Franca*
1,889 D. Manuel II, rei de Portugal – Augusta Viktoria*

A monarquia terminou em 1.889 no Brasil com a Proclamacao da Republica. O mesmo se deu em Portugal no ano de 1.910. Desde entao as familias reais continuam existindo sem o trono. Usam titulos mas nao os de reis e rainhas.

Aproveitarei esse momento para postar pequenas sequencias genealogicas que tem algo com o presente, mesmo que isso nao seja tao importante para os dados no presente livro. Comecarei com a princesa Isabel e o marido dela: Gastao d’Orleans, conde d’Eu.

1.846 D. Isabel de Braganca, princesa imperial do Brasil – Gaston d’Orleans, conde d’Eu*
1,875 D. Pedro de Alcantara de Orleans e Braganca- Elisabeth*
1,913 D. Pedro de Orleans e Braganca, principe de Orleans e Braganca – Maria de la Esperanca de Borbon*
1,948 D. Afonso Duarte, principe de Orleans e Braganca – Silvia Amelia Hungria Silva Machado*

Outro exemplo:

1,846 D. Isabel de Braganca, princesa imperial do Brasil – Gaston d’Orleans, conde d’Eu*
1,878 D. Luis de Orleans e Braganca, principe do Brasil – Maria Pia de Borbon*
1,909 D. Pedro Henrique de Orleans e Braganca – Maria Elisabeth, princesa de Bayern*
1,959 D. Maria Gabriela de Orleans e Braganca, princesa do Brasil – Theodoro Hungria da Silva Machado*

O ultimo casal de cada sequencia termina com uma irma e um irmao. Por meio da linhagem da avo deles, sao descendentes com certeza de Fernao Coelho, 1o. sr. de Felgueiras e Vieira e da esposa dele Catarina de Freitas. Fernao Coelho era bisneto de Estevao Coelho e Maria Mendes Petite, a partir dos quais comecei a postagem da sequencia genealogica para os reis do Brasil e Portugal. Catarina de Freitas era descendente de todas as familias reais da Peninsula Iberica e alem. Porei uma sequencia genealogica do lado materno dos irmaos.

Silvia Amelia* e Theodoro Hungria da Silva Machado*
1,930 Sylvia Emilia de Mello Franco Senna* – Paulo Argemiro Hungria da Silva Machado
1,900 Mucio Emilio de Senna(*?) – Sylvia Amelia de Mello Franco*
1,876 Nelson Coelho de Senna(*?) – Emilia Gentil Horta Gomes Candido
1,847 Maria Brasiliana Coelho(*?) – Candido Jose de Senna
1,785 Joao Coelho de Magalhaes(*?)- Bebiana Lourenca de Araujo
1,759 Jose Coelho de Magalhaes(*?) – Eugenia Rodrigues Rocha

Como eu chamei a atencao antes, nao podemos dizer sim ou nao, com certeza, que o patriarca de nossa familia: Jose Coelho de Magalhaes, seja o mesmo nobre que estava por primeiro postado no geneall.net portugal. Se for, nossos primos Silvia e Theodoro sao, pelo menos, duas vezes descendentes dos mesmos ancestrais. Mas eh melhor voltar ao nosso assunto principal.

Depois da queda de Napoleao Bonaparte o Brasil foi o unico pais americano a ter assento no Congresso de Viena que remapeou a Europa. Nao foi por o Brasil ser especial e sim porque a familia real portuguesa morando no Brasil tinha seus interesses por la, desde que Portugal e Algarves eram parte do Imperio dominado por eles. E Portugal foi naquele tempo colonia do Brasil. Essa inversao de lugares nao agradava ao povo portugues. Naquela epoca o Brasil devolveu a Guiana `a Franca. Tinha sido uma pequena contribuicao brasileira para derrotar Napoleao. Os brasileiros invadiram a Guiana e a conquistaram quase sem resistencia.

Desde entao o povo portugues comecou a pressionar o rei D. Joao VI para voltar a Portugal. Os brasileiros tambem nao tinham a menor vontade de voltar `a condicao de colonia. D. Joao VI queria ficar no Brasil onde era querido e respeitado incondicionalmente. E o filho dele, Pedro de Alcantara, ainda um homem jovem, que entrara no Brasil aos 9 anos, se sentia mais brasileiro que portugues e recusou-se a ir no lugar do pai. Apos um bom periodo brincando de esconder, D. Joao VI concordou em ir para Portugal, mas quando estava a ponto de embarcar no navio ele sussurrou no ouvido do Pedro: “Antes que algum aventureiro o faca, faca voce mesmo.”

Ele estava mencionando a Independencia Brasileira. Outros paises latino-americanos ja haviam conseguido suas independencias e D. Joao VI sabia que seria uma questao de tempo para alguem fazer o mesmo no Brasil. No seu retorno a Portugal, D. Joao VI teve que adaptar-se ao novo estilo de vida. O exercito portugues tinha ocupado o pais e nao iria aceitar mais um rei absolutista. As cortes tambem exigiram que o Brasil voltasse `a sua velha condicao de colonia.

Em movimentos rapidos da Historia logo depois, o principe regente do Brasil, Pedro, foi pressionado a nao voltar para Portugal e mostrou isso no episodio conhecido como “Dia do Fico”. Quando as cortes portuguesas decidiram reduzir os poderes dele, Pedro declarou a Independencia do Brasil em 7 de setembro de 1.822. Ele foi coroado como D. Pedro I, imperador do Brasil.

Porem, o sucesso dele deve ser em grande parte agradecido ao nobre: Jose Bonifacio de Andrada e Silva. Este era brasileiro e havia estudado na Europa. Ele inclusive estava la durante a Revolucao Francesa. Era liberal ao ponto de querer o fim da escravidao e desejar promover um certo tipo de reforma agraria. Reconhecia que o imenso territorio do Brasil estava em poucas maos e era improdutivo. Ele foi o braco direito do imperador enquanto os confrontos iniciais estavam ocorrendo.

O Brasil estava dividido entre os que queriam permanecer com Portugal, como na Provincia da Bahia; os que queriam o regime republicano, como os da Provincia de Pernambuco e diante da ameaca de Portugal de enviar tropas para retomar o Brasil. Mas o liberalismo de Jose Bonifacio acabou levando-o `a queda porque os latifundiarios e os escravocratas, somados `a sua propria inabilidade de negociar estavam contra ele. Logo ele foi exilado e mudou-se para a Franca, onde viveu por 6 anos.

Em 1.831 o imperador D. Pedro I iria retornar a Portugal. Ele nomeou Jose Bonifacio como tutor dos filhos, inclusive do principe Pedro que se tornaria D. Pedro, o segundo imperador do Brasil. Outra vez ele entrou em conflito com os conservadores e foi acusado de conspirar para trazer D. Pedro I de volta ao Brasil. Desta vez ele foi mantido em prisao domiciliar na Ilha de Paqueta, no Rio de Janeiro. Pelos servicos prestados ele ganhou a alcunha de o Patriarca da Independencia. Era descendente dos reis de Portugal e casado com uma irlandesa de nome: Narcisa Emilia O’ Leary.

Foi substituido no cargo de tutor do infante Pedro pelo nobre de nome comprido: Manuel Inacio de Andrada Souto Maior Pinto Coelho. Este tambem era muitas vezes descendente dos reis. Vajamos exemplos de sequencias genealogicas para esses dois.

1,763 Jose Bonifacio de Andrada e Silva – Narcisa Emilia O’Leary
1,726 Bonifacio Jose Ribeiro de Andrade – Maria Barbara da Silva
1,678 Jose Ribeiro de Andrade – Ana da Silva Borges
1,645 Filipa de Andrade Machado – Gaspar Ribeiro da Silva
1,610 Antonio Pacheco de Andrade – Catarina Rebelo Machado*
1,580 Maria de Gouveia de Andrade – D. Francisco Pacheco*
1,540 Maria de Andrade – Cristovao Rebelo de Meireles
1,515 Leonor de Andrade – Rui Pires de Gouveia*
1,480 Leonor Freire de Andrade – Luis Machado, sr. de Sandomil e Loriga
1,385 Joao Freire de Andrade, 2o. sr. de Bobadela – Catarina de Sousa

O ultimo casal ja se encontra na sequencia genealogica do Inconfidente: Francisco de Paula Freire de Andrade, no capitulo 10. Ponhamos algo para o Manuel Inacio de Andrada Souto Maior Pinto Coelho, marquez de Itanhaem.

1,782 Manuel Inacio de Andrada … – Maria Angelina Beltrao
1,735 Antonia Joaquina Luisa Ataide Portugal Pinto Coelho – Inacio de Andrade Souttomayor*
1,700 Luis Jose Pinto Coelho da Cunha – Antonia Joana Miranda Costa
1,671 Antonio Caetano Pinto Coelho – Maria Josefa Azevedo Coutinho
1,640 Francisco Pinto da Cunha – D. Francisca Maria da Silva e Castro*
1,600 Antonio Pinto Coelho, 9o. sr. de Felgueiras e Vieira – D. Francisca de Ataide*
1,560 Francisca Maria da Silva Coelho de Noronha – Francisco Pinto da Cunha*
1,540 Aires Coelho, 7o. sr. de Felgueiras – Maria de Noronha
1,510 Goncalo Coelho da Silva, 6o. sr. de Felgueiras – D. Maria de Melo*
1,470 Aires Coelho, 5o. sr. de Felgueiras – Maria de Castro*
1,435 Goncalo Coelho – 3o. sr. de Felgueiras e Vieira – Violante de Magalhaes*
1,420 Martim Coelho, 2o. sr. de Felgueiras – Joana de Azevedo
1,370 Fernao Coelho, 1o. sr. de Felgueiras e Vieira – Catarina de Freitas*

Fernao Coelho era bisneto de Estevao Coelho e Maria Mendes Petite a partir dos quais eu comecei a postar a ultima sequencia genealogica dos reis do Brasil e de Portugal neste capitulo.

Com a ida de D. Pedro I em 1.831 para Portugal, o Brasil passou por uma serie de Regencias ate 1.840 quando teve uma revolta e o povo exigiu que Pedro, com 14 anos de idade, fosse considerado adulto para usar a coroa por si mesmo. Contudo, uma decisao de 1.831 teve consequencias no resto da Historia do Brasil. Foi a criacao da Guarda Nacional. O problema foi esse: o Brasil estava dividido em tres partidos. O Conservador, o Liberal e o da Restauracao. Este ultimo queria o retorno de Pedro I. Os Conservadores desconfiavam do exercito porque ele poderia ser liderado por alguem que desejasse o poder. Os liberais tambem nao confiavam porque temiam que ele fosse usado para suprimir as opinioes deles.

A ideia da Guarda Nacional no Brasil era baseada na experiencia francesa onde cada cidadao era chamado a defender o pais. Mas no Brasil isso tinha outras particularidades. Para voce se tornar membro era preciso ser eleitor. Para ser eleitor voce precisava possuir uma renda anual que poderia coloca-lo na classe media ou superior. Tambem, para ser eleitor tinha que ser homem. Dai grande parte da sociedade nao era considerada cidada completa.

Os filiados `a Guarda Nacional nao recebiam salario para isso. Eles tinham que custear os proprios uniformes, armas e pagar uma taxa pequena para manter a instituicao. Porem tinham todos os privilegios que a posicao garantia. Naquele tempo e por muito tempo depois a populacao brasileira vivia nas areas rurais conhecidas como ”Grotoes”. Os “Grotoes” foram dominados pelos membros graduados da Guarda Nacional.

Desse sistema acabou derivando a palavra portuguesa “coronelismo”. E tambem o dizer: “Manda quem pode e obedece quem tem juizo”. Algumas vezes esses lideres rurais eram pessoas violentas e tomavam as populacoes em seu dominio como refens de suas vontades. O Brasil esta cheio de estorias de confrontos entre dois ou mais coroneis. Alguns foram verdadeiros chefes de quadrilhas.

O que os mantinha no poder eram suas liderancas politicas. Quaisquer beneficios que poderiam vir dos governos tinham que passar pela aprovacao deles para chegar aos pequenos. Todas os cargos publicos locais eram preenchidos pelos aliados de confianca deles, particularmente os parentes. Com o controle deles sobre tudo, o Brasil nunca desenvolveu uma economia de mercado verdadeira pelo menos antes do meio do seculo XX. Mesmo a Guarda Nacional tendo sido extinta nos anos 1.920, a sociedade nao se viu livre do sistema enquanto a velha guarda nao morreu.

Mesmo depois, o poder dos “Grotoes” permaneceu num processo de morte demorada. E isso manteve o Brasil num sistema de quase Idade Media. Nem mesmo os chamados liberais no Brasil foram campeoes pelas liberdades e independencia do povo. Eram liberais apenas em comparacao aos conservadores. E a instituicao da Guarda Nacional no Brasil favoreceu aos conservadores porque era restrita `as elites economicas. E quando a pessoa humana se conforta nos privilegios a ultima coisa que deseja eh a mudanca do sistema. Mesmo que a mudanca fosse boa para a sociedade como um todo.

Em 1.860 o numero de membros era 500.000. Enquanto o Exercito Brasileiro nao tinha mais que 20.000 de efetivo. De acordo com um calculo conservador, se cada membro teve 500 descendentes em media, o Brasil deveria ter 250 milhoes de pessoas sem contarmos os descendentes dos que nao fossem membros. Mas o Brasil tem uma populacao um pouco abaixo de 200 milhoes. Entao, para onde foi todo esse povo?! Praticamente todos estao dentro do numero da atual populacao brasileira. E o numero poderia ser muito maior nao fosse pelo casamento entre as descendencias deles, combinadas.

O que quero dizer eh isso: nos somos descendentes de muitos deles ao mesmo tempo e, muitas vezes, somos descendentes de alguns deles mutiplas vezes. Eu mesmo sou seis vezes descendente do capitao Jose Coelho de Magalhaes Filho, tambem conhecido como Jose Coelho da Rocha. Tambem descendente dos filhos deles que usaram as patentes de tenentes, e de outro capitao. Em razao disso, cada membro pode ter muitos milhares de descendentes em media hoje mas nao podemos apenas somar os numeros de descendentes de cada um para calcular a populacao brasileira.

A maioria dos brasileiro sao descendentes deles mas o que eh triste eh isso: a Guarda Nacional tinha um fichario com informacoes genealogicas valiosas de seus membros mas isso pode ter sido destruido pelas tracas, mofo e desrespeito pelo que eh historico.

Temos muitas pessoas que participaram na construcao da Historia do Brasil no seculo XIX. Cada uma delas merecia um filme representado pelos atores mais conhecidos de Hollywood. Mas eu escolhi apenas dois para falar algo. Luis Alves de Lima e Silva, o duque de Caxias e Theofilo Benedicto Ottoni. Se buscarmos os dados genealogicos deles presentes no sitio geneall.net portugal, nao podemos dizer se eles sao ou nao descendentes de nossos ancestrais reis mas eu suspeito que sejam. Nao porque eles tinham isso escrito na testa ou exista alguma forma que indique que a pessoa seja ou nao nobre. Mas as probabilidades sao favoraveis a isso como ja discuti no inicio deste livro.

O primeiro: Luis Alves de Lima e Silva, o duque de Caxias, tem alguns ancestrais la, desde os anos 1.200. Porem, a maioria dos dados genealogicos dele estao incompletos da mesma forma que outros. Ele foi aceito como praca no exercito quando tinha 5 anos. Ele foi criado no quartel. Foi escolhido para combater a resistencia `a Independencia Brasileira no Estado da Bahia.

Luis Alves de Lima e Silva foi um genio militar. Lutou do norte ao sul do Brasil em campanhas numerosas como no Estado do Maranhao, chamada de Balaiada. La, a ultima cidade a ser conquistada foi Caxias, dai ele ganhou o titulo de barao de Caxias. Depois ele lutou no sul, primeiro contra os ditadores da Argentina e do Uruguai. Ele tambem pacificou uma revolta que tinha a intencao de criar a Republica a partir dos estados do Sul do Brasil. Esta revolta eh chamada de Farroupilha.

A vitoria sobre os Farroupilhas teve um sabor especial. Um dos combatentes foi Giuseppe Garibaldi que era casado com a “Braziliana” Anita Garibaldi. Depois que a paz foi feita no Brasil, o casal foi para a Italia onde eles lutaram pela unificacao daquele pais e se tornaram grandes herois la tambem. No Brasil eles lutaram ao lado dos Farroupilhas.

Luis Alves mereceu todos os titulos militares e de nobreza. Ele eh bem conhecido por sua participacao na Guerra do Paraguai. Sob o “caudilho” Solano Lopez, o Paraguai virou uma grande forca militar e queria conquistar toda a regiao em torno da Bacia do Prata. Isso significava tomar terras do Brasil, Uruguai e Argentina. Os tres paises fizeram a Triplice Alianca. Mesmo lutando do mesmo lado, nao foi o suficiente a principio para depor a ditadura do Solano Lopez. E eles lutaram por quatro anos.

Quando Caxias assumiu o comando ele primeiro treinou as tropas em taticas especificas do exercito. A maioria era da Guarda Nacional. E ele as comandou pessoalmente. Depois de uma serie de vitorias encontraram um fim de linha. Os aliados tinham que cruzar uma ponte carregada com explosivos. Foi dito que, aos mais de 60 anos o velho Caxias com bravura tomou a frente aos subordinados e cruzou primeiro gritando: “Os que forem brasileiros, sigam-me.” Nao houve explosao e ele ganhou a Batalha de Itororo. A partir dai os aliados conquistaram todo o Paraguai em um tempo curto e a guerra terminou. E isso ja era quase o ano de 1.870.

O que o duque de Caxias representou para o imperador D. Pedro II eh similar ao que D. Nuno Alvares Pereira representou para o rei D. Joao I de Portugal. Se nao fosse por D. Nuno, talvez D. Joao I nao teria sido rei em Portugal. Se nao fosse por Luis Alves de Lima e Silva, talvez o Brasil nao tivesse seu segundo imperador. O duque de Caxias morreu em 1.878. Mesmo sua genealogia nao apontando vinculos com as familias reais anteriormente, as duas filhas dele se casaram com pessoas de origem nobre. Assim a descendencia dele passou a ter vinculos nobres conhecidos.

O outro heroi brasileiro, Theofilo Benedicto Ottoni, teve um encontro desagradavel com Caxias. Ele era um militante do Partido Liberal. E em 1.842 teve um impasse politico porque os conservadores estavam manipulando o governo. Disso comecou a Revolta dos Liberais. Primeiro na Provincia de Sao Paulo e depois na Provincia de Minas Gerais. Theofilo Ottoni foi o lider em Minas Gerais e organizou a resistencia. Mas na Batalha da Cidade de Santa Luzia as forcas dele foram dominadas pelas Forcas Imperiais lideradas por Caxias que o levou preso. Depois ele foi julgado e inocentado. Um dos companheiros do Ottoni foi o Modesto Jose Pimenta, um primo da Familia Coelho.

Theofilo Ottoni tem uma pequena genealogia conhecida. Nasceu em 1.807, na Cidade do Serro – Minas Gerais. O trisavo dele, Emmanuel Antao Ottoni foi um imigrante de Genova – Italia. Penso que ele tenha vinculos com as familias nobres ibericas porque teve ancestrais com sobrenomes tais como: Sousa, Maia e Paes Leme. Paes Leme tambem eh sobrenome do Fernao Dias, o conhecido Bandeirante. Mas isso nao importa agora. O que importa mesmo eh, ele nao foi considerado digno de atencao para muitos historiadores brasileiros mas fez coisas que estavam muito acima da capacidade de outros brasilieiros do tempo dele.

A vida dele foi dedicada a combater o absolutismo monarquico, ao amor `a democracia e `a busca por vias economicas novas para os arredores de sua cidade natal e para o Brasil em geral. Apos muitos percalcos na vida, ele fundou a Cia de Comercio e Navegacao do Rio Mucuri. O Rio Mucuri esta no Nordeste de Minas Gerais e eh bacia de uma regiao extensa onde esta situada a Cidade do Serro.

Minas Gerais tinha um problema grande naquele tempo porque era servida apenas pela Estrada Real, e a Cidade do Serro ficava quase no final dela. Dai, para ter acesso ao Oceano Atlantico os norte-mineiros tinham que viajar mais de 1.000 quilometros em direcao ao sul. A leste porem a distancia era menos de um quinto para fazer-se o mesmo. Mas entre o Serro e as localidades ja povoadas na beira do Atlantico dos vizinhos Estados da Bahia e Espirito Santo tinha uma area quase sem colonizacao, habitada por indios.

Em homenagem ao seu idolo e mentor, Thomas Jefferson, criou o Projeto Filadelfia. Era um tipo de colonizacao diferente da que o mundo ja conhecia. Primeiramente ele fez acordos com os indios que os incluia no projeto. Abriu o projeto `a participacao de pessoas de todas as nacionalidades. O centro do projeto foi a Cidade de Filadelfia que mais tarde outros trocaram o nome para, em homenagem ao fundador: Teofilo Otoni. Para la imigraram pessoas da China, Italia, Alemanha, Holanda, Belgica, Suica, Portugal e Espanha.

Para um brasileiro do tempo dele, Theofilo Ottoni era muito avancado. A Cidade de Filadelfia dele nasceu com escola para linguas diferentes, jornal, igreja catolica e luterana (o Catolicismo era religiao oficial do imperio e para estar aberto para outros ramos religiosos era semelhante a desaviar a dominancia catolica) e logo completou mais de 160 km de estrada ligando Filadelfia `a Vila de Santa Clara, hoje Nanuque, que fazia parte do projeto. Ele tambem fez sociedade com o barao de Maua para recriar o Banco do Brasil. A primeira versao havia sido fundada por D. Joao VI e nao passava de um “esquema de piramide”.

Os ideais de Theofilo Ottoni incluiam a Proclamacao da Republica no Brasil porem o pais estava em maos muito conservadoras para isso. Queria a industrializacao mas os brasileiros conservadores estavam presos `as tradicoes. Visualizava a abolicao da escravidao mas isso so aconteceu quase 20 anos apos a morte dele. Ele faleceu em 1.869 em consequencia `as muitas malarias que pegou trabalhando no Projeto Filadelfia.

Nos ultimos anos da vida, Theofilo Ottoni era uma figura popular respeitada pelo publico brasileiro. Tornou-se senador e lider natural do povo. Um exemplo de sua participacao na Historia do Brasil esta no capitulo chamado: “Questao Christie”. Naquele tempo uma sequencia de acontecimentos infelizes puzeram o Brasil e a Inglaterra em clima de guerra. O embaixador ingles: William Dougal Christie, tentou pressionar o imperador D. Pedro II dizendo que a Armada Inglesa poderia vir e arrasar a capital Rio de Janeiro.

Isso irritou a populacao ao ponto de levar alguns a desejar fazer justica com as proprias maos. Estes pensaram em depredar as propriedades de nativos ingleses no Brasil. O imperador pediu o arbitramento do rei Leopoldo, que era parente dele e tio da rainha Victoria da Inglaterra. Antes de uma resposta e para prevenir coisas piores, tambem cortou as relacoes diplomaticas com a Inglaterra e pagou em antecipacao o que a Inglaterra exigia, pensando que o Brasil nao fosse ter uma resposta favoravel.

A decisao somente foi comunicada muito depois e era favoravel ao Brasil. Theofilo Ottoni liderou o povo neste caso. Os brasileiros experimentaram um pouco da arrogancia inglesa que era a onipotente na epoca. As relacoes foram restauradas posteriormente, quando a Guerra do Paraguai ja havia comecado.

Coloquemos mais um pouco de genealogia. Comecarei pelo rainha Elizabeth II da Inglaterra, lembrando-nos que a rainha Victoria era trisavo dela e esta presente ai.

1,926 Elizabeth II, rainha do Reino Unido (RU) – Philip, principe da Grecia e Dinamarca*
1,895 George VI, rei do RU – Elizabeth A. M. Bowes-Lyon*
1,865 George V, rei do RU – Mary, princesa de Teck*
1,841 Edward VII, rei do RU – Alexandra, princesa da Dinamarca*
1,819 Victoria, rainha do RU – Albrecht, principe de Sachsen*
1,767 Edward Augustus, duque de Kent – Viktoria, princesa de Sachsen*
1,738 George III, rei da Gra-Bretanha – Charlotte, princesa de Mecklenburg-Strelitz*
1,707 Frederick Louis, principe de Wales – Augusta, princesa de Sachsen*
1,683 George II, rei da Gra-Bretanha – Carolina, marquesa de Brandenburg-Ansback*
1,660 George I, rei da Gra-Bretanha – Sophie Dorothea, princesa de …*
1,630 Sophie von der Pfalz – Ernst August von Hannover*
1,596 Elisabeth Stuart, princesa da Inglaterra – Friedrick V von der Pfalz*
1,566 James I, rei da Inglaterra – Anna, princesa da Dinamarca*
1,542 Mary Stuart, rainha da Escocia – Henry Stewart, duque de Albany*
1,512 James V, rei da Escocia – Marrie de Lorraine*
1,473 James IV, rei da Escocia – Margareth Tudor, princesa da Inglaterra*
1,451 James III Stuart, rei da Escocia – Margrethe, princesa da Dinamarca*
1,430 James II, Stuart, rei da Escocia – Maria von Egmond*
1,399 Joan Beaufort – James I Stuart, rei da Escocia

Os dois casais do final ja estao na sequencia genealogica que postei no final do capitulo 9, do rei Charles II da Inglaterra. Como podemos ver, os conjuges dessa linhagem receberam o asterisco como sinal de tambem serem descendentes dos reis da Peninsula Iberica. Eu nao segui toda a genealogia mas no site geneall.net portugal todos recebem a bolinha azul indicando descenderem do Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal.

Seguindo a descendencia da rainha Elizabeth II: a primeira esposa do principe Charles, Lady Diana eh descendente. E na linha de tornar-se a rainha consorte da Inglaterra, Catherine E. Middleton tambem descente do Afonso Henriques.

Por aquela epoca, nos Estados Unidos, ou Mexico, em 1.836 foi proclamada a Republica do Texas. Alguns autores dizem que isso fora parte do plano expansionista americano. Antes de isso acontecer os colonos foram estimulados a invadir o territorio e se estabelecerem em terras mexicanas. Como o Mexico tinha um territorio imenso, uma populacao rarefeita e nao tinha sido capaz de atrair mais populacao ele tornou-se vulneravel a essa tatica. Dai a proclamacao da Republica do Texas fora manipulada pelos politicos americanos.

Nao interessa se isso eh apenas uma teoria de conspiracao. No final o resultado foi o mesmo. O que se sabe com certeza eh que o presidente James K. Polk era uma figura expansionista e apressou-se para a Anexacao do Texas em 1.845. O Mexico considerava o Texas sua provincia rebelde e isso levou `a Guerra Mexico-Americana que comecou em 25 de abril de 1.846 e terminou em 12 de fevereiro de 1.848. Junto aos territorios anexados estavam a Alta California e o Novo Mexico, o que estabeleceu a fronteira no Rio Grande. Depois disso, os Estados Unidos pagaram 18 milhoes de dolares como compensacao.

O povo americano nao estava tao animado com a guerra contra o Mexico mas o proximo capitulo da Historia Americana deixou os descontentes sem argumentos. Mesmo antes de a guerra terminar, em 24 de janeiro de 1.848, iniciou-se a Corrida do Ouro na California. Isso levou a um movimento migratorio sem prescedentes nos Estados Unidos. O ouro de aluviao terminou por volta de 1.855 quando 300.000 pessoas de todo o mundo haviam chegado.

De acordo com um texto da Wikipedia, por volta de 4.000 pessoas com ascendencia africana eram oriundas dos Estados do Sul, do Caribe e do Brasil. Essa mencao nao deixa claro se haviam outros brasileiros, especialmente os brancos. Possivelmente sim porque a escravidao nao havia acontecido la. Apesar do que houveram muitos ex-escravos que haviam comprado suas liberdades.

Tambem nao esta claro se os brasileiros permaneceram nos Estados Unidos e, talvez, tenham participado da Corrida do Ouro do Wyoming comecada em 1.871. Se for, parte da populacao dos dois estados e de outros pontos de migracao interna podem esperar ter um pouco do sangue brasileiro, especialmente do Estado de Minas Gerais de onde esses migrantes devem ter partido.

Parece coincidencia mas assim que a Guerra Civil nos Estados Unidos acabou, a Guerra do Paraguai estourou na America do Sul. Como eu disse antes, ela aconteceu em consequencia da tentativa de Solano Lopez de tomar as terras em torno do Rio da Prata, o que garantiria ao Paraguai uma via particular para suas exportacoes. Desde 1.811 os presidentes do Paraguai tinham desenvolvido uma politica diferente das outras nacoes latino-americanas. Eles haviam decidido erradicar o analfabetismo e investido na industrializacao.

Porem, Solano Lopez comecou a usar isso para formar uma nacao militarizada. Alguns historiadores creem que, o que aconteceu foi, a industria paraguaia estava competindo com a da Inglaterra. Entao, a Inglaterra prometeu creditos faceis `a Argentina, Brasil e Uruguai e instigou-os a fazer a guerra. Mas isso nao se encaica na situacao. Primeiro, Brasil e Inglaterra nao haviam restaurado as relacoes diplomaticas.

Por outro lado, brasileiros, uruguaios e argentinos teriam que ser bestas se estivessem dancando conforme a musica inglesa. E Solano Lopez teria que ser santo, e o exercito formidavel que preparou nao teria sido usado na invasao das terras da Bacia do Prata. O resultado da guerra foi devastador para o Paraguai e os inimigos dele. 80% dos jovens adultos do Paraguai foram mortos. A industria foi perdida. Do lado do Uruguai, Argentina e Brasil tambem se perdeu inumeravel quantidade da populacao masculina. Apos `a guerra, o Brasil tinha uma divida tremenda a pagar. E a Inglaterra teria que ter sido trouxa em nao levar em conta a possibilidade de o Paraguai vencer a guerra.

Com certeza, a Inglaterra foi o unico beneficiario nisso porque foi um competidor a menos no mundo e ganhou os dividendos dos emprestimos da guerra. Porem, deve ter perdido muito mais porque o empobrecimento da regiao significou menor comercio por la. Se a Inglaterra induziu `a guerra, fez a si mesma de palhaca. Porem, nunca se sabe ate aonde chega a estupidez da cabeca humana. Os capitulos do colonialismo estao ai como ”bons” (ou maus) exemplos disso.

De qualquer forma o que acrescenta na Historia eh a presenca de Americanos no Brasil. Penso que o imperador D. Pedro II aprendeu algo do Projeto Filadelfia. Apesar do bom exemplo do Paraguai que havia provado ser possivel trabalhar-se com a populacao local para desenvolver-se um pais, ele saiu a procura de colonos de fora na esperanca que levassem desenvolvimento ao Brasil. E disponibilizou terras e emprestimos facilitados para quaisquer europeus que fossem atraidos pelo Brasil. Para ele o Brasil tinha um grande problema. Era habitado por pessoas de pele escura. Como um homem do seu tempo ele acreditava que pessoas de pele escura nao prestavam para o desenvolvimento. Em outras palavras, era preconceituoso.

E ele ofereceu as boas-vindas `as familias confederadas que quizessem migrar para o Brasil apos perderem a Guerra Civil. Cerca de 1.500 familias aceitaram a oferta e migrou para la. Nem todos ficaram mas um numero consideravel sim. Um bom exemplo foi o senador pelo Alabama, William Hutchinson Norris. Ele nao apenas fez um bom negocio. Depois de ver as oportunidades, levou muitos membros da familia dele. Foram responsaveis pela colonizacao das Cidades de Santa Barbara d’Oeste e Americana, em Sao Paulo. Outro eh do engenheiro Clement Willmot, que iniciou uma fabrica de produtos do algodao e ajudou no sucesso da Cidade de Americana.

Eh provavel que os migrantes dos Estados do Sul dos Estados Unidos se sentiram muito confortaveis no imperio brasileiro desde que a escravidao la nao tinha terminado. Porem, nem toda tentativa de migrar para o Brasil teve bom sucesso.

Atualmente, aquelas cidades continuam mantendo certas tradicoes dos Estados do Sul dos EEUU. Eles promovem paradas durante o ano que sao atracoes turisticas. Americana inclusive eh bem conhecida por formar bons times de basquetebol o que nao eh comum fora das grandes capitais brasileiras. Um detalhe, o nome Hutchinson esta representado no sitio geneall.net portugal mas o senador William esta fora. Hutchinson faz parte da ancestralidade tambem de Andrew Jackson.

A imigracao americana para o Brasil foi so uma parte minima do que aconteceu naquele tempo. O esforco de D. Pedro II levou muitos europeus oferecendo as mesmas vantagens. Os italianos devem ser a maioria nao considerando portugueses. E a migracao para la entrou pelo seculo XX adentro. No Sul do Brasil encontramos muitas cidades com base nessas migracoes. Qualquer um pode ir a Novo Hamburgo ou Caxias do Sul e sentir-se como se estivesse na Alemanha ou Italia. Os asiaticos e os mediorientais tambem sao visiveis no Brasil.

Diferentemente dos Estados Unidos, a abolicao no Brasil foi um longo processo. Nada comentei ate agora mas desde o Periodo Colonial os escravos buscaram sua propria liberdade. Muitos fugiram para os sertoes e estabeleceram as comunidades chamadas Quilombo. Um destes foi o Quilombo dos Palmares que foi como uma mini nacao africana e existiu por algumas geracoes enquanto nao foi destruido pelos colonos europeus.

No tempo do Imperio Brasileiro ficou evidente para alguns que a escravidao nao era um bom negocio em geral. Mas o Brasil estava dominado por uma minoria conservadora que nao enxergava isso tao bem. Liberais como Theophilo Ottoni tinham feito da abolicao um de seus objetivos desde os anos 1.820 e isso foi aos poucos entrando nas mentes das pessoas comuns.

A Inglaterra viu o assunto como uma oportunidade e lancou o decreto “Bill Aberdeen” que proibia o trafico de africanos. Mas a lei levou a um efeito contrario, intensificando o trafico desde que ele nao estaria mais disponivel para o futuro. A lei tambem teve consequencias contrarias na propria Inglaterra porque parte do publico ingles nao enxergava razao para a Inglaterra envolver-se em conflitos que nao tinham o interesse deles. A Lei Eusebio de Queiros apoiou a Aberdeen no Brasil e pos um fim ao trafico.

Somente em 1.871 foi promulgada a Lei do Ventre Livre. Com ela as criancas nascidas de maes escravas nao eram mais escravas. A particularidade dessa lei eh que ela foi proposta pelo Partido Conservador. Eles foram pressionados pelas exigencias do mercado externo e a alegacao a favor da lei incluia a imagem brasileira no exterior. Porem, por tras da fachada, o Partido Conservador, que representava as oligarquias agrarias, estava lutando por prolongar a escravidao ao seu maximo.

Desde entao, um pequeno numero de jovens de origem urbana, principalmente estudantes, comecou a lutar pela abolicao. Muitas sociedade foram fundadas para sustentar o ideal. Os abolicionistas comecaram a organizar sociedades em aberto e secretas para pagar pelo alvara ou invadir propriedades privadas e libertar os escravos. Escravos fugiram por si mesmos e os Quilombos se multiplicaram. Poetas como Castro Alves e o sabio Rui Barbosa de Oliveira, tambem chamado de “O Aguia de Haia”, abracaram a causa de forma que ficou dificil aos conservadores imporem suas vontades.

Um tento contra o posicionamento conservador aconteceu quando o exercito recusou-se a ser usado para buscar fugitivos. Neste tempo o governo brasileiro intensificou as promocoes para atrair mais imigrantes europeus, especialmente italianos, para substituir os escravos na lida das fazendas de cafe. Porem, muitos fazendeiros ricos comecaram a tratar os imigrantes `a semelhanca de escravos e as agencias de imigracao comecaram a protestar contra os abusos.

Outra derrota veio em 1.887 quando passou a Lei do Sexagenario. Ela impunha que a escravidao terminava para todos que tivessem 60 ou mais anos de idade e para os que os completassem. A escravidao no Brasil ja estava a caminho de acabar mas a derrocada final dos conservadores veio a 13 de maio de 1.888. D. Pedro II estava na Europa a negocios e deixou sua filha, princesa Isabel, como imperatriz e ela assinou a Lei Aurea, que emancipava todos os escravos.

A princesa Isabel foi uma mulher e tanto. Era abolicionista militante, que ajudou muitos a fugir. Eu nao abordei o assunto mas a mulher brasileira nem sempre foi submissa como dizem. Com o da princesa Isabel temos muitos outros exemplos de mulheres que fizeram a Historia no Brasil mas elas sempre foram deixadas em segundo plano pela Historia oficial. Isso se faz verdade para Bartira (Isabel Dias), D. Joaquina do Pompeu, D. Beja, Chica da Silva, Anita Garibaldi, Maria Quiteria e muitas outras.

A escravidao estava em vias de terminar quando a princesa Isabel assinou a Lei Aurea mas o Partido Conservador nunca perdoou os monarcas pela audacia dela. Os Liberais ja eram republicanos, dai os conservadores aderiram aos Partidos Republicanos e empurraram os militares para a lideranca na Proclamacao da Republica no Brasil. Em 15 de novembro de 1.889 isso aconteceu.

Algo interessante foi isso: a familia real brasileira foi exilada na Europa e haviam muitos Clubes Republicanos envolvidos no movimento. Cada um deles tinha sua bandeira. Entao, enquanto nao se decidiu qual seria a Bandeira Brasileira, o navio que transportou os monarcas depostos navegou sob uma bandeira parecida com a americana. A diferenca era que as listras eram verde e amarelo e o numero de estrelas era 21.

A bandeira pode ser visualizada no endereco: http://en.wikipedia.org/wiki/Flag_of_Brazil juntamente com outras ideias. O nome do pais como Republica nao poderia ser mais sugestivo: Republica dos Estados Unidos do Brasil. Somente apos 28 de maio de 1.968 o Brasil adotou um nome novo que refletia uma identidade autonoma e transmitia um pouco de animosidade contra as interferencias do parceiro da America do Norte. O pais adotou: Republica Federativa do Brasil, como seu nome. Em outro capitulo eu pretendo dar razoes para a mudanca de relacionamento da admiracao para a quase inimizade.

12. DA REPUBLICA E INVENCAO DO AVIAO `A SEGUNDA GUERRA

Em geral, a America Latina e o Brasil ficaram para tras em diversos aspectos, no inicio do seculo XX. Um exemplo eh o de que no Censo de 1.900 constata-se que o Brasil tinha somente 17.438.434 habitantes, em contraste com os Estados Unidos que tinham 76.212.168. Para piorar o fato, 75% da populacao brasileira era analfabeta e a expectativa de vida era somente 33,4 anos.

Perto do ano de 1.900 os Estados Unidos tinham cidades como Nova Iorque, com quase 3.5; Chicago, perto de 1.7 e Filadelfia com 1.193.697 habitantes. No mesmo ano no Brasil, Rio de Janeiro tinha 275.000; Sao Paulo 240.000 e Salvador 206.000. Vinte anos depois, o Rio de Janeiro contava com 1.148.000; Sao Paulo 579.033 e Salvador tinha 283.422 habitantes. Belo Horizonte, que era ainda uma jovem cidade, planejada para ser a capital do Estado de Minas Gerais, tinha 55.563.

Apos a Proclamacao da Republica no Brasil, em 1.889, Brasil e Estados Unidos comecaram um relacionamento estranho. E o precedente vem de origem diferente. Em 1.826 o heroi Simon Bolivar, que eh chamado pelo apelido de O Libertador de Cinco Nacoes, lancou a proposta de alianca militar e um congresso comum para todas as nacoes americanas. O objetivo de Simon Bolivar era proteger as jovens nacoes, que estavam se tornando independentes, contra os interesses coloniais europeus. A ideia nao prosperou por causa do desmembramento das nacoes iniciais em paises menores, mais interessados em seus proprios problemas que nos do coletivo.

Como nao podemos esperar de outra forma, Bolivar tinha o imenso nome de: Simon Jose Antonio de la Santissima Trindade Bolivar Palacios y Blanco, O Libertador. E tambem ele era descendente dos monarcas ibericos como uma de suas linhagens mostra:

1.783 Simon Bolivar – Maria Teresa Rodriguez del Toro
1.726 Juan Vicente Bolivar y Ponte – Maria de la Concepcion Palacios y Blanco*
1.665 Juan de Bolivar y Martinez de Villegas – Maria Petronilla de Ponte y Marin*
1.627 Luis de Bolivar y Rebolledo – Maria de Martinez de Villegas e Guevara*
Antonio de Bolivar Y Diaz de Rojas – Leonor de Rebolledo y Maldonado de Almendariz
1.573 Beatriz Diaz de Rojas – Simon de Bolivar y Castro
Ana Gomez de Aguero y Rojas – Alonso Diaz Moreno
Ana de Rojas – Diego Gomes de Aguero
Lazaro Vasquez de Rojas – Mariana de Rojas
Juan de Rojas e Escobar – Aldonza de Ayala
Alonso de Caceres y Escobar – Mariana de Rojas y Cervantes
Mencia de Caceres y Solis – Diego Hernandez de Escobar
Leonor de Noron(h)a – Diogo de Caceres y Solis
D. Diego Henriquez – Beatriz de Guzman
1.365 D. Fernando Henriquez – Leonor Sarmiento
1.333 Enrique II, rei de Castela – Beatriz Fernandez de Angulo
1.311 Alfonso XI, rei de Castela – Leonor Nunez de Guzman*
1.290 D. Constanca, infanta de Portugal – Fernando IV, rei de Castela*
1.261 D. Dinis, rei de Portugal – Santa Isabel, Infanta de Aragao

Bolivar deu a ideia e o ideal mas somente em 1.889 os paises americanos se reuniram em Washington com decisoes mais concretas. Os objetivos eram comerciais, defesa mutua e arbitramento de disputas entre os paises membros. O nome inicial da entidade era Uniao Internacional das Republicas Americanas, depois passou a Uniao Pan-Americana e, finalmente, Organizacao dos Estados Americanos (OEA).

Pondo em pratica o que seria desejavel entre duas nacoes, brasileiros e norteamericanos assinaram o Tratado Blaine-Mendonca que deu acesso aos acucar e cafe brasileiros e farinhas americanas em condicoes preferenciais aos mercados reciprocos. Isso se deu em 1.891.

A coisa mais esquisita com respeito `as relacoes bilaterais Brasil/Estados Unidos veio no ano seguinte, apesar de ter tido inicio no mesmo ano. O Brasil nao tinha se preparado para virar republica e so em 1.891 teve uma assembleia para aprovar a primeira Constituicao Republicana. Neste tempo, o marechal Deodoro da Fonseca era o presidente. E ele nao tinha qualidade alguma para negociar com a assembleia eleita, dai ele renunciou e abriu espaco para o vice, marechal Floriano Peixoto.

Na Constituicao de 1.891 esta situacao estava prevista e dispunha que, uma nova eleicao teria de acontecer no maximo 2 anos depois. Contudo, o ano de 1,894 chegou e o mal. Floriano estava se fazendo de bobo sem tomar providencia alguma. Alguns patentes elevadas da marinha lhe mandaram uma carta exigindo as eleicoes. Estes foram presos, o que levou `a Revolta da Armada.

Os lideres dessa revolta foram os almirantes Luiz Philippe Saldanha da Gama, Eduardo Wandenkok e Custodio Jose de Melo. Alguns dos aliados deles eram monarquistas, o que era compreensivel ja que se eles desejassem voltar ao sistema algum dia eles teriam que passar pelo processo democratico. Num regime de ditadura isso nao seria possivel. Vejamos, entao, uma sequencia genealogica para o almirante:
1.846 Luiz Philippe Saldanha da Gama – Emilia Josefina de Melo
1.808 Jose de Saldanha da Gama – Maria Carolina Reis Barroso
1.773 Joao de Saldanha da Gama Melo Torres Guedes Brito – Maria Constanca de Saldanha Oliveira e Daun*
1.715 Manuel de Saldanha da Gama – Francisca Joana Josefa da Camara*
1.686 Joana Bernarda de Noronha e Lancastre – Joao de Saldanha da Gama*, 41o. vice-rei da India
1.657 D. Mariana de Lancastre – Luis Cesar de Menezes*
1.620 D. Rodrigo de Lancastre – Ines Teresa de Noronha*
1.580 D. Lourenco de Lancastre – Ines de Noronha*
1.550 D. Joao de Lancastre – Paula da Silva*
1.505 D. Luis de Lancastre, 1o. comendador-mor de Avis – Madalena de Granada
1.481 D. Jorge de Lancastre, 2o. duque de Coimbra – D. Beatriz de Vilhena*
1.455 D. Joao II, rei de Portugal – Ana de Mendonca*
1.432 D. Afonso V, rei de Portugal – D. Isabel, Infanta de Portugal*
1.391 D. Duarte, rei de Portugal – Leonor, Infanta de Aragao*
1.357 D. Joao I, rei de Portugal – Philippa de Lancaster, princesa da Inglaterra*

Preferi postar a sequencia acima e nao outras duas que vasculhei porque essa mostra algo mais a respeito da genealogia da familia real portuguesa. Nao podemos nos esquecer que o rei D. Joao I tornou-se rei apos a Crise de 1.383-1.385.

Ao contrario de tudo o que se entende como respeito `a nossa Constituicao aqui nos Estados Unidos, o presidente Grover Cleveland autorizou uma frota americana, 80% da frota da Costa Atlantica na epoca, a intervir a favor do ditador brasileiro Floriano Peixoto. E essa atitude virou um padrao de comportomento dos Estados Unidos no passar da Historia, junto `a America Latina. Sempre se alegou ser protecao dos interesses americanos. Tambem o banqueiro Charles R. Flint ajudou `aqueles que estavam infringindo as leis de ambos os paises.

Com a ajuda do exercito e da Guarda Nacional Brasileiros, o ditador Floriano Peixoto defendeu o emprego dele. As forcas rebeldes ficaram isoladas e a rebeliao desvaneceu porque o restante do pais ainda nao estava preparado para a democratizacao. Floriano Peixoto passou a ser chamado pelo apelido de Marechal de Ferro em referencia a ter se tornado ditador em causa propria.

No passar da Historia das Americas, a Uniao Pan-Americana teve um papel preponderante ao camuflar os efeitos do que se tornou a relacao entre os latinos e os Estados Unidos. A principio todos desejavam se ver livres do colonialismo europeu e tambem das monarquias que eram vistas como fator de atraso ao desenvolvimento da regiao. Basicamente o alinhamento com os Estados Unidos era visto como libertador do colonialismo formal.

Somente mais tarde muitos compreenderam a ingenuidade porque os Estados Unidos tiveram grande vantagem sobre os outros paises que foram tratados nada mais do que: como propriedade deles e nao parceiros. Para os paises latino-americanos o sentimento eh como se fosse, como dizem os brasileiros: “trocaram 6 por meia duzia.” O colonialismo continuou, apenas disfarcou-se de uma forma mais digerivel. Mas em alguns casos ele tornou-se pior. E essa eh uma Historia para mais tarde.

Antes que me esqueca, os presidentes Cleveland e Peixoto eram igualmente descendentes dos reis de Portugal mas nao me dei ao trabalho de verificar as sequencias genealogicas deles.

Outro desencontro no relacionamento entre as duas nacoes nasce da questao: “Quem inventou o aviao?”. Em nossos dias isso nao parece ter a mesma importancia que tinha no inicio do seculo XX. Pelo que se sabe, a maquina de transporte aereo de pessoas foi inventada pelo padre Bartolomeu Lourenco de Gusmao. Ele nasceu no Brasil, na Cidade de Santos, Sao Paulo, em 1.685. Muito jovem iniciou a desenhar baloes quando estava no seminario, na Bahia.

Foi um homem de muitas invencoes e mudou-se para Portugal onde tornou-se o paroco das Cortes. Em 1.709 o rei D. Joao V concedeu a ele a patente de sua invencao, o balao. Ele deu demonstracoes publicas e numa delas a massa ignara o acusou de feiticaria, um crime que era sujeito `a pena-de-morte, via Inquisicao. Desesperado, ele destruiu muito dos proprios escritos e buscou protecao, com a intencao de ir para a Inglaterra, mas quando chegou a Toledo, na Espanha, teve uma febre muito forte e faleceu em 1.724.

Do tempo dele em diante o balonismo desenvolveu-se lentamente. Os americanos o usaram na Guerra da Secessao (Guerra Civil ou Sul contra o Norte) para observarem os movimentos dos inimigos. Eh possivel que os ex-combatentes que imigraram para o Brasil tenham se tornado conselheiros do exercito brasileiro e o duque de Caxias usou o balao na Guerra do Paraguai. Esse uso esta registrado nos livros de Historia e a suposicao de aconselhamento eh teoria minha porque nao tenho noticias de que os brasileiros o usassem regularmente antes.

Nasceu em 20 de julho de 1.873, em Minas Gerais, na cidade denominada de Santos-Dumont, o menino Alberto. A cidade ganhou o nome depois, em homenagem a ele. Foi criado pelo pai brasileiro com ancestrais franceses que era rico e tinha plantacoes de cafe imensas. Tinham muito interesse pelo maquinario usado nas fazendas. Exceto pelas duas irmas mais novas, os outros filhos de Henrique Dumont, pai do Alberto, nasceram em Minas Gerais e depois foram criados no de Sao Paulo. E a familia mudou-se para Paris quando Santos-Dumont tinha 17 anos.

Como contribuicao do nosso primo Rogerio Alvarenga, que eh dono do site: http://rogerioalvarenga.blogspot.com, sem o www. O pai era de Diamantina e a mae de Ouro Preto. (Os avos paternos eram franceses). Henrique Dumont, o pai, era engenheiro e um trabalho dele foi a ponte da EFCB – Estrada de Ferro Central do Brasil, na cidade de Sabara.

Ele estudou disciplinas diversas e leu a colecao de Julio Vernes antes de completar 10 anos. Mas o que ele se interessava mesmo, desde a infancia, era voar. Em Paris teve aulas de voo em baloes com um instrutor experiente e passou a construir os proprios baloes. Em 1.898 inventou o dirigivel. Em 1.901 ganhou um premio enorme por ter sido capaz de levantar voo a 9 km de distancia, fazer o contorno na Torre Eiffel, e voltar ao ponto de partida num mesmo voo. Tornou-se conhecido no mundo inteiro por isso.

Logo apos ele se dispos a conquistar do ar. Queria inventar a maquina voadora mais pesada que este. A Federacao Aeronautica Intenacional tinha estabelecido algumas regras que definiam qual seria o significado de fazer voar uma maquina mais pesada que o ar e todos os inventores trabalharam duro para se encaixarem nas regras. Em 1.906 Santos-Dumont montou e voou o 14-Bis e venceu a corrida.

Os americanos tinham anunciado um voo de 1.903 dos irmaos Wright mas isso jamais foi comprovado. Ate hoje ninguem foi capaz de replicar a maquina feita pelos Wright e faze-la voar. Inclusive nas comemoracoes dos supostos 100 anos da aviacao em 2.003 nao tivemos um voo para comemorar tal maquina. Ao contrario, o voo do 14-Bis eh muito bem documentado pelo Aero-Clube da Franca. E, em 2.006, a replica do 14-Bis foi mostrada voando na comemoracao dos seus 100 anos de aviacao.

Posteriormente, os Wright se apresentaram em Paris, em 1.908, e realmente voaram para o publico frances. Mas a duvida sempre estara a favor do Santos-Dumont, se o voo de 1.909 no aviao Libelula for considerado. Depois ele aperfeicoou o modelo e deu o nome de Demoiselle (Senhorita) e distribuiu o desenho gratuitamente. A importancia disso eh que o modelo dele ja apresentava todos os recursos considerados necessarios para o verdadeiro voo. Em nossos dias a maioria das aeronaves mantem algo da Demoiselle.

A distribuicao do desenho tinha uma razao. Santos-Dumont imaginava que a invencao dele fosse trazer paz ao mundo. Ele pensava que facilitando o contato entre as pessoas diferentes resultaria somente em paz na Terra. A ilusao dele nao durou muito desde que a I Guerra iniciou e a invencao dele tornou-se muito usada para o mal. O remorso dele foi tao grande que entrou numa crise existencial e tornou-se depressivo.

Ele testemunhou o assassinato de irmao matando irmao numa revolucao brasileira com sua invencao. Isso passou dos limites para ele e dai ele entrou no quarto do hotel e se enforcou. Foi em 23 de julho de 1.932, dois dias apos ele completar 59 anos.

Para os brasileiros de geracoes mais passadas a reinvindicacao dos irmaos Wright como inventores do aviao eh como dizer que as Olimpiadas serao em 2.012 mas alguem fara um excelente tempo em sua modalidade de esporte em 2.011. Este nao comparecera aos jogos olimpicos mas reinvindicara uma medalha baseada em sua marca. Para eles a reinvindicacao dos Wright nao tem sentido desde que eles nao compareceram aos jogos.

Como eu disse, o brasileiro comum nem leva isso em consideracao mas a soma dos conflitos na Historia faz diferenca. Se alguem desejar conhecer mais detalhes pode buscar pelo livro: WINGS OF MADNESS, Alberto Santos-Dumont and the Invention of Flight, do autor: Paul Hoffman ou a versao em video da Nova, veja o site: http://www.pbs.org/wgbh/nova/santos/. Como o predecessor: padre Bartolomeu de Gusmao, Santos-Dumont tambem foi um homem de muitas invencoes. No Brasil e em varias outras nacoes ele tem o titulo de Pai da Aviacao.

Apenas para nos lembrarmos. Para brasileiros isso nao eh uma questao de simples nacionalismo desde que algo so se torna considerado cientifico a partir do momento em que pode ser reproduzido por outros, seguindo as instrucoes do autor.

Ao mesmo tempo, o proximo capitulo da Historia do Brasil nos da uma boa ideia no que a sociedade brasileira era. O capitulo eh chamado de A Revolta da Chibata. A Marinha Brasileira mantinha as velhas normas de punicao aos marinheiros ate 1.910. Nao era uma forma de corrigir erros ou enganos dos marinheiros mas era uma forma de mostrar quem mandava, por meio da humilhacao.

Outro aspecto era que, a maioria dos marinheiros brasileiros eram negros ou pardos. Os oficiais eram brancos. Dai os marinheiros comecaram a planejar uma revolta para se emanciparem dessa estupidez. Mas o plano saiu por um caminho errado porque eles haviam planejado comecar no dia seguinte, quando os oficiais estariam voltando de uma recepcao. Alguns deles voltaram antes do que se pensou. A antecipacao acabou dando oportunidade a estes de descobrirem o plano e um deles reagiu, nao aceitando o pedido dos marinheiros para desembarcar pacificamente. O oficial reagiu e deve ter entrado em luta corporal com os marinheiros.

Na luta o oficial foi morto e, na sequencia, situacao semelhante terminou na morte de mais dois oficiais. A Revolta continuou por varios dias enquanto o governo nao concordou em aceitar as exigencias dos marinheiros de suspender a humilhacao da chibata e anistia-los. Apos o acordo a revolta terminou mas os conservadores nos Congresso e jornais comecaram a provocar os sentimentos de vinganca.

As fofocas comecaram a circular pondo medo nos marinheiros de perderem os direitos. E alguns oficiais arquitetaram manobras que levaram os marinheiros `a nova revolta. Isso deu oportunidade ao governo Hermes Rodrigo da Fonseca de decretar a Lei Marcial para perseguir nao apenas os marinheiros mas tambem a oposicao politica que se manteve a favor da revolta. Mais de 200 marinheiros foram mortos. Houveram algumas execucoes com extrema crueldade. 2.000 marinheiros foram destituidos e alguns foram exilados na Amazonia.

A licao que o governo e seus parceiros conservadores queriam passar era esta: O Brasil vivia em um regime de Apartheid e o povo que estava sujeito a ele tinha que se por no seu lugar inferior. O pais tinha uma elite economica branca que se julgava geneticamente superior e qualquer interpretacao contraria seria como desafiar as leis da natureza.

Assim se explica porque, apos a abolicao dos escravos, a elite brasileira buscou trabalhadores europeus e asiaticos. Os negros e pardos nao eram instruidos nas escolas e tinham que se sujeitar a serem a rale da sociedade. Quem aceitava a condicao faria o trabalho mais duro e mal pago. E somente os que aceitavam essa condicao eram reconhecidos como pessoas de boa indole.

O preconceito no Brasil nao era algo escrito nas leis. Era imposto nas mentes. A carga era tao pesada que ate as pessoas negras nao gostavam de se-lo. Elas se envergonhavam disso. Eu recordo um caso testemunhado por meu pai que ele comentava privativamente. Ele conheceu um caso raro de uma pessoa negra na juventude que sempre dizia isso: “Vou casar-me com uma branca para limpar minha raca.”

Ele sempre repetia isso ate ao dia em que um amigo comum deles falou: “Voce deve se lembrar que, para limpar sua raca voce vai sujar a dos outros.” Mesmo assim ele encontrou a princesa branca que queria. A gente nunca tocou no assunto concordando que o casamento fosse uma forma de limpar ou sujar a heranca por causa da cor da pele. Desejo somente demonstrar aqui o quanto as pessoas daquele tempo andaram erradas.

O preconceito no Brasil era imenso e ha um dizer que define isso: “No Brasil o peso da lei foi feito para tres PP. Pobre, prostituta e preto.” Mesmo que o preconceito contra o negro seja mais visivel ele eh igualmente dirigido contra os indigenas e aos pobres em geral, nao importando a classificacao racial das pessoas. Somente na Historia do Brasil recente algumas medidas tem sido adotadas para amenizar o problema e esta longe de resolve-lo. Esta eh a pura verdade, apesar do romantismo com que os mulatos e caboclos foram exaltados.

Perto do inicio do seculo, 1.914, apenas uma ligacao curiosa entre Brasil e Estados Unidos. O vaqueiro `a moda antiga, ex-presidente Theodore Roosevelt, foi ao Brasil para desviar-se de problemas pessoais nos Estados Unidos. Ele queria fazer algo excepcional e naquele tempo havia um rio na Bacia Amazonica desconhecido pelo mundo la fora. Ele decidiu coloca-lo no mapa. O rio era chamado de Rio da Duvida porque era navegavel e conhecido em sua desembocadura. No Planalto Brasileiro existia outra parte conhecida mas nao se sabia se as duas partes se ligavam. Entre as duas partes, somente o desconhecido.

Para sinceronear o presidente foi destacado o coronel Candido Mariano da Silva Rondon, um experiente naturalista. O proprio Rondon era descendente dos nativos brasileiros e trabalhou toda a vida mapeando, estabelecendo linhas telegraficas e fazendo contato com tribos desconhecidas no imenso territorio nacional. Num desses contatos ele foi atingido por uma flecha envenenada mas se salvou por causa da bainha da faca. Mesmo assim ele disse aos subordinados: “Morrer se preciso for, matar nunca.”

Apesar do conhecimento de vaqueiro, Theodore Roosevelt nao tinha a menor ideia do que pretendia fazer. Mas ele pensou que, isso nao poderia ser diferente de ser presidente dos Estados Unidos ou ser o manda-chuva numa fazenda americana. Contrariado, Rondon passou maus-pedacos com os modos de Roosevelt para mante-lo a salvo na floresta. E eles passaram por muitos perigos desnecessarios, como a falta de mantimentos, navegacao inadequada e morte de assistentes.

A arrogancia do ex-presidente foi polidamente esquecida pelo heroi brasileiro. O marechal Rondon concluiu uma missao quase impossivel. Ele havia sido nomeado para cuidar da seguranca e trazer Roosevelt de volta e isso ele fez, apesar das muitas dificuldades como as doencas e as possiveis tribos inamistosas que poderiam existir por la. Porem, o ex-presidente nao escapou de contrair doencas tropicais. E faleceu 5 anos apos voltar aos Estados Unidos.

Pelo trabalho concluido de decifrar o Rio da Duvida, o ex-presidente foi homenageado. Um rio da Bacia Amazonica, do tamanho do Rio Grande, tem o nome de Rio Roosevelt.

O Marechal Rondon viveu por muito depois. Faleceu aos 93 anos de idade, em 1.958, ano que nasci. Ele foi responsavel pela criacao do “Servico de Protecao ao Indio” – SPI. Ajudou a criar muitas reservas indigenas porque sem elas os outros brasileiros continuariam a invadir e tomar as terras dos povos indigenas. Apos o falecimento dele o sistema de protecao jamais funcionou direito por causa da negligencia dos governantes brasileiros.

Rondon tambem foi indicado para o premio Nobel da Paz mas nao ganhou. Um territorio de bom tamanho foi emancipado e tornou-se o progressista Estado de Rondonia.

O periodo entre 1.889 a 1.930 eh chamado de “Republica Velha”. Em portugues isso nao significa apenas uma republica antiga mas tambem algo vinculado ao sistema anterior. Na verdade, nao durou tanto para ser chamada de velha. Ela era decrepita, desde o inicio.

O sistema foi dominado pelos dois estados mais poderosos da epoca, Sao Paulo e Minas Gerais. Esta republica tambem eh chamada de Cafe-com-Leite. Eh uma referencia aos principais produtos da economia deles. Em resumo, era a forca das elites da velha monarquia que queriam manter-se no poder. Minas Gerais era o estado mais populoso e tambem o mais rico.

O sistema eleitoral era, como dizem os brasileiros: “So para ingles ver”. Somente uma percentagem minima da populacao votava e o voto era declarado sem segredo. Isso se deu quando o Coronelismo mandava no Brasil. Eles tinham o poder de controlar os Grotoes, que elegiam os representantes. Os representantes elegiam os governadores e tambem os presidentes. As forcas armadas sempre estavam ali para sustentar o sistema e tornou-se um quarto poder no pais. Frequentemente os militares eram governadores.

Neste periodo, Europa e o Imperio Turco Otomano andavam no desgoverno e eles enviaram ondas de imigrantes para as Americas. No Brasil eles se instalaram principalmente nos estados do sul como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Parana e Sao Paulo. A maioria veio de Portugal, Italia, Alemanha, Polonia, Espanha e tambem do Oriente Medio e Japao. Entraram tambem em outros estados. Para se ter uma ideia do que foi essa onda eh so dizer que, o Brasil eh o pais com maior populacao japonesa fora do Japao.

No meio dessa populacao haviam os sindicalistas, anarquistas, socialistas e os comunistas. Nesse tempo o Brasil multiplicou suas industrias potenciais e estas aumentaram a urbanizacao. Cidades de pequeno e medio porte comecaram a crescer e a exigencia por melhores condicoes sociais abriu espaco para uma sociedade mais reinvindicatoria. Porem, o governo conservador brasileiro tornou-se mais restritivo e com orientacoes ditatoriais.

Um exemplo dessa situacao foi a administracao do presidente Arthur da Silva Bernardes. Ele teve que governar sob a Lei Marcial. Porem tinha um bom relacionamento com os Estados Unidos. Um dos feitos dele foi a fundacao da “Universidade Federal de Vicosa”. A Cidade de Vicosa, em Minas Gerais, eh o torrao natal dele e ele convidou o professor americano: P. H. Rolphs, para ajuda-lo nessa tarefa. Este eh o lugar onde eu fui conquistar o meu diploma universitario.

Em 1.922 artistas jovens brasileiros criaram a “Semana das Artes Modernas”. A exposicao das artes deles tinha a intencao de quebrar o conservadorismo dominante no Brasil. Acabaram mesmo sendo muito criticados pelos artistas mais velhos como: Jose Bento Monteiro Lobato. Contudo, as sementes que plantaram frutificou nas decadas seguintes. Muitos deles sao famosos, inclusive no exterior.

Alguns dos nomes dos que ficaram mais famosos sao: Emiliano Di Cavalcanti, Mario Raul de Morais de Andrade, Oswald de Andrade Souza, Anita Malfatti, Menotti del Picchia, Sergio Milliet, Jose Pereira da Graca Aranha, Guilherme de Andrade Almeida, Heitor Villa-Lobos, Guiomar Novais e Tarsila do Amaral. A Semana das Artes Modernas nao causou maior impacto na sociedade brasileira mas deu ideia aos artistas jovens de se tornarem culturalmente independentes. Antes dela, em quase todas as artes, os artistas brasileiros apenas seguiam os moldes do exterior.

Um dos artistas que se destacou dos outros, de forma errada, foi Plinio Salgado. Ele se tornou politico com orientacao facista. E liderou o movimento conhecido como “Integralismo,” que deu apoio ao regime ditatorial que estava por vir.

Postarei sequencias genealogicas para tres dos intelectuais brasileiros daquele tempo.

1.893 Mario Raul Morais de Andrade (Mario de Andrade)
Maria Luisa Leite de Morais – Carlos Augusto de Andrade
1.834 Joaquim de Almeida Leite Morais – Ana Francisca de Almeida
1.796 Joaquim de Almeida Leite Morais – Isabel Rodrigues da Silva
Manuel Jose Leite de Morais – Maria Luisa de Almeida*
Tomas Correia de Morais – Isabel de Anhaya Leite*
Francisco Correia de Morais – Ines Monteiro Carneiro
Simao Correia de Lemos Morais – Izabel da Silva Pinto*
Maria de Morais – Francisco Correia de Lemos
Sebastiana Ribeiro de Morais – Vittore Antonio de Castronuovo
Jose Godoi Colaco – Ana Pires Ribeiro
Gaspar de Godoy Colaco – 1.652 Sebastiana Ribeiro de Morais
Eufemia da Costa Mota – Joao de Godoy Moreira
Atanasio da Mota – Luzia Machado
Felipa Gomes da Costa – Vasco Pires da Mota
Isabel Lopes de Sousa – Estevao Gomes da Costa
1.490 Martim Afonso de Sousa, governador da India – esposa desconhecida
1.460 Lopo de Sousa, senhor do Prado – Brites de Albuquerque*
1.425 Pedro de Sousa, senhor do Prado – Maria Pinheiro
1.385 Martim Afonso de Sousa – Violante Lopes da Tavora
1.341 Martim Afonso de Sousa – Aldonca Rodrigues de Sa
1.320 Vasco Martins de Sousa Chichorro – Ines Dias Manoel*
1.280 Martim Afonso Chichorro II – D. Aldonca Anes de Briteiros
1.250 Martim Afonso Chichorro – Ines Lourenco de Valadares (ou de Sousa)
1.210 D. Afonso III, rei de Portugal – Madragana (depois, Mor Afonso)

A partir de Gaspar de Godoy Colaco e Sebastiana Ribeiro de Morais esta sequencia ja esta presente para o poeta Carlos Drummond de Andrade. Eu tinha antecipado a genealogia dele quando postei a genealogia do Martim Afonso de Sousa, governador da India, que tambem foi o primeiro Governador Geral do Brasil, e esta no capitulo 09. Repeti aqui so para facilitar para os leitores.

1.890 Jose Oswald de Andrade Souza (Oswald de Andrade) – Tarcila do Amaral* (foi a segunda esposa dele)
Jose Oswald Nogueira de Andrade – Ines Henriqueta Ingles de Sousa
Antonia Eugenia Nogueira – Hipolito Jose de Andrade
Antonio Gomes Nogueira Cobra – Maria Custodia de Meireles Freire
Caetana Nogueira de Lemos – Domingos Rodrigues Cobra
Joana Nogueira do Prado Leme – Joao Gomes de Lemos
1.690 Maria de Leme do Prado – Tome Rodrigues Nogueira do O
1.667 Antonio da Rocha Leme – Antonia Leme do Prado*
Maria Leme Bicudo – Cornelio da Rocha
Thomasia Ribeiro de Alvarenga – Francisco Bicudo de Brito
Luzia de Leme – Francisco de Alvarenga*
Aleixo Leme – Ines Dias
1.568 Leonor Leme – Bras Esteves
Pedro Leme – Luzia Fernandes

A partir desse ponto podemos voltar `a sequencia genealogica do “bandeirante” Fernao Dias Pais Leme. Pedro Leme era um bisavo dele com uma esposa diferente, Izabel Paes, da bisavo do Fernao Dias. Tambem esta no capitulo 09. O nome da segunda esposa do Oswald de Andrade Souza, Tarsila do Amaral, tambem eh um mito das artes brasileiras. Ela participou da Semana das Artes em Sao Paulo. Vejamos uma sequencia genealogica para ela.

1.886 Tarsila do Amaral – Jose Oswald de Andrade Souza*
Jose Estanislau do Amaral – Lidia Dias de Aguiar*
Jose Estanislau do Amaral Campos, o milionario – Teresa de Jesus Aguirre
Estanislau do Amaral Campos – Ana Leoniza de Camargo
Estanislau Jose de Abreu – Ana do Amaral Campos
Jeronimo de Almeida de Abreu – Leonarda de Moura
Antonio Proenca de Abreu – Francisca de Almeida*
Maria Bicudo de Brito – Paulo Proenca de Abreu
Ana Ribeiro – Joao Bicudo de Brito
Francisco de Alvarenga – Luzia de Leme*

Outra vez, aqui se repete o mesmo casal que aparece na sequencia genealogica do Oswald de Andrade Souza, logo acima.

A Republica Velha findou dentro do desgoverno em que o Brasil vivia. As insatisfacoes politicas e sociais, a Quebra da Bolsa de Nova Iorque e a ambicao pelo poder de alguns setores da sociedade brasileira, leia-se: os militares, levou a um golpe de estado iniciado com Getulio Dorneles Vargas como presidente e terminou com ele como ditador, durante os proximos 15 anos.

O regime ditatorial foi ambiguo na natureza. Getulio Vargas era civil e tinha os militares em sua retaguarda. Como de costume, perseguiu seus oponentes, particularmente os intelectuais. Nos calaboucos da ditadura passaram personalidades como os escritores: Graciliano Ramos, Rachel de Queiroz e ate o Jose Bento Monteiro Lobato. O Getulio era populista em uma face e elitista na outra. Por isso ele ganhou o apelido de “Pai dos pobres, e mae dos ricos.”

Durante o governo dele iniciou-se a polemica do petroleo no Brasil. Foi descoberto primeiramente no Estado da Bahia e ele foi acusado de nao fazer nada: “nao explorava e nao deixava outros explorarem”. Foi por essa razao que o nacionalista Monteiro Lobato foi levado `a prisao. As politicas de governo dele pareciam ser de orientacao nacionalista mas tinha muito de fantasia, para aumentar sua popularidade.

O Estado de Minas Gerais e sua populacao nao teve o que agradecer ao ditador. Como o comercio afundou no mundo todo por causa da Quebra da Bolsa de Nova Iorque, o Brasil se estrepou por ter sua economia baseada em exportacoes de materias primas e produtos agricolas. O modo como o governo enfrentou o problema foi ordenar o fim da producao de cafe e acucar no estado. Ele privilegiou os estados do Sul, especialmente Sao Paulo.

Getulio Vargas tambem criou a Previdencia Federal (INPS) e comecou a retirar a contribuicao dos contracheques. Com o dinheiro ele acelerou a industrializacao. Ele foi responsavel pela criacao da Companhia Siderurgica Nacional (CSN), instalada no Rio de Janeiro. O que pode ser curioso foi isso, toda a materia prima era produzida no Estado de Minas Gerais e exportada para ser industrializada.

O Brasil sofreu com a depressao mundial, antes e durante a Segunda Guerra. Porem, Minas Gerais foi mais prejudicada por ter sido deixada para tras no processo de industrializacao. Os Estados de Sao Paulo e Rio de Janeiro foram visivelmente beneficiados. E a, antes, crescente populacao de Minas Gerais foi empurrada para a migracao para as ultimas areas selvagens dele e para os estados privilegiados. Sao Paulo hoje eh populacional e economicamente o primeiro lugar com larga vantagem. Rio de Janeiro e Minas Gerais tem disputado o segundo lugar, tendo alternado posicoes ao longo do tempo.

Os anos 40 foram uma senhora decada. O Brasil tinha um governo alinhado com os ditadores europeus como Hitler na Alemanha, Mussolini na Italia, Franco na Espanha e Salazar em Portugal. Eles tinham algo mais em comum em sua propaganda. Tinham de ter uma desculpa para se manterem no poder e, inicialmente, o bode expiatorio foi o comunismo. E qual seria a razao para o comunismo ser algo tao ruim? Aquilo que sempre sera, o totalitarismo.

O totalitarismo se manifesta quando um pequeno grupo de pessoas pensa que: “todos sao iguais perante a lei, mas alguns sao mais iguais que os outros”. E os mais iguais sao eles, os iluminados. Aqueles que sofrem da doenca de saberem melhor que voce o que eh bom para voce e para todo mundo, inclusive para si mesmos. Dai eles passam a fazer coisas incompreensiveis tais como: “matar aqueles que nao compreendem o que eh bom para eles proprios”.

Na desordem em que o Brasil estava nos anos 20 e 30, algumas pessoas comecaram a pensar que o comunismo fosse uma alternativa viavel para resolver todos os problemas. Um lider do movimento foi Luiz Carlos Prestes, nascido em 1.898 e que ficara orfao aos 10 anos de idade e que tentou vencer as dificuldades atraves da carreira militar. Ele acabou sendo exilado na Russia, onde se casou com a alema: Olga Benario, que tambem era judia.

Apos o retorno ao Brasil e a tentativa falha de assumir o poder, no episodio conhecido como “Intentona Comunista”, o casal foi preso e Olga Benario, em seu setimo mes de gravidez, foi extraditada para a Alemanha Nazista, onde ela foi morta na camara de gas. Antes disso ela deu `a luz `a sua filha: Anita Leocadia. Prestes nunca buscou vinganca por estas intemperies na vida e manteve seus ideiais e riqueza biografica ate `a morte em 1.990.

Eu usei este fato para ilustrar o quao ruim um regime ditatorial pode ser, inclusive quando o povo se deixa enganar pela impressao de que alguns ditadores nao sao tao ruins. E a loucura do Getulio Vargas eh melhor demonstrada no proximo capitulo da Historia. A Segunda Guerra estava ocorrendo e ele estava relutando para escolher o lado de se aliar. O povo brasileiro ja sabia que o Eixo nao seria solucao e estava crescendo a impaciencia com Getulio. Eh possivel que a duvida dele em escolher tinha algo mais a ver com o proprio cargo que saber qual era a decisao correta. Ele sabia que no evento de os Aliados vencerem ele nao seria mantido no cargo, como realmente se deu.

A ditadura do Getulio Vargas foi chamada de “Estado Novo” o que nada tinha de novo. Era a mesma elite antiga querendo manter-se no poder contra a maioria da populacao. Justamente como sempre foi, desde o inicio em 1.500, a Historia do Brasil era a mesma. Poucas pessoas amealhavam as riquezas e o restante nao tinha escolha senao ficar por perto, como satelites. E o sistema tinha funcionado a favor das elites enquanto um numero maior de imigrantes nao chegou, as cidades se tornaram cada vez maiores e a populacao se tornou melhor educada e mais exigente.

Quando a populacao brasileira era mais limitada, todos tinham um parentesco conhecido com os outros, e o sistema de apadrinhamento da Igreja Catolica funcionava bem porque a pessoa poderia ser pobre mas uma das criancas dela era afilhada dos coroneis da vida e isso garantia uma pequena participacao nos beneficios da sociedade e lealdade a eles. Era um contrato sem escrita que funcionava na maioria das vezes.

Mas nas cidades grandes e sociedades mais conscientes, onde o parentesco eh mais volatil, a populacao deseja independencia financeira. Se voce trabalha, nao importa o que faca, voce espera ser capaz de suprir as necessidades de sua familia como voce deseja e nao dentro de limites que os chefes querem te impor. Usando esta espectativa, Getulio Vargas criou o salario minimo no Brasil mas a maioria da populacao vivia nos interiores e os salarios nao passavam de fracoes do minimo.

A exigencia por justica social foi demais para os conservadores de menor inteligencia no Brasil. Eles pensaram que tudo era complo dos imigrantes e a primeira reacao foi limitar o numero deles. O Brasil adotou um sistema de cotas para cada pais, os quais tradicionalmente enviavam imigrantes para la. E isso contribuiu para manter o pais numa situacao de atraso porque as forcas dos conservadores inconsequentes permaneceram por mais tempo no poder. Curiosamente, qualquer opiniao contraria a tais forcas eram taxadas de partirem de comunistas ou serem ideias comunistas e muitos, como a escritora Rachel de Queiroz, foi presa sob a falsa acusacao de ser uma deles.

Tambem, ja que a populacao das cidades eram privilegiadas em relacao `a educacao, saude, seguranca e empregos melhor pagos, a grande migracao em direcao a elas comecou. Porem isso eh acelerado nos anos 60 e 70. As favelas que aparecem na Historia do Brasil no final do seculo XIX, com a emancipacao dos escravos que foram libertos mas nao tinham para onde ir porque haviam sido totalmente abondonados pela sociedade, se multiplicaram. Algumas viraram cidades dentro de cidades. Assim, tambem o ciclo da pobreza se multiplicou.

Voltando ao nosso ponto, a Segunda Guerra continuou e ate 1.942 Getulio Vargas nao tinha decidido que lado seguir. Ele tentou manter o Brasil neutro, apesar de no campo da diplomacia alguns diplomatas permitiram a falsificacao de passaportes para salvar alguns perseguidos pelos nazistas, especialmente judeus.

A partir de 1.941 a posicao neutra do Brasil se abalou. Como os Estados Unidos entraram na Guerra e as nacoes americanas tinham o acordo de defesa mutua contra agressoes externas, o povo comecou a pressionar o governo a decidir. O Brasil era o principal fornecedor de materia prima necessaria pelos Estados Unidos para manter sua industria belica. E o Estado de Minas Gerais era a “mina de ouro” nisso.

Esta eh uma boa hora para vermos o video que mencionei antes, no endereco: http://e-relevante.2009.blogspot.com/2010/04/apresentacao-de-belo-horizonte-para-o-mundo.html/. Mesmo que o video seja datado de 1.948 ele demonstra a importancia do Estado de Minas Gerais como fornecedor das materias primas mais importantes durante a guerra. O video apresenta em relance o ex-prefeito e, entao, futuro presidente do Brasil: Dr. Juscelino Kubistchek. Ele nasceu em Diamantina e por meio de sua avo, Joaquina Coelho, eh primo.

Quando os Estados Unidos estavam em guerra o Brasil estava no meio do caminho. Ele nao estava legalmente em guerra mas enviava materia prima que estava sendo transformada em poder de fogo e armas secretas. Mas num curto periodo de tempo 19 navios mercantes brasileiros foram torpedeados. Foram perdidas centenas de vidas. E a pressao para entrar na guerra do lado dos aliados ficou demais para ser ignorada pela ditadura. Em agosto de 1.948 o Brasil formalizou sua entrada.

Existe uma teoria de conspiracao que acusa aos americanos e nao os alemaes de terem torpedeado e desde que ninguem viu quem fez concluiu-se ter sido os alemaes. Os teoristas levantam suas razoes porque seria do interesse dos alemaes o Brasil permanecer neutro e, se eles tivessem feito, o tiro deles sairia pela culatra. Por outro lado, os Aliados precisavam desesperadamente do Brasil do lado deles. Uma das linhas da teoria inclusive acusa os americanos de terem invadido as costas da Regiao Nordeste, especialmente a Cidade de Natal no Rio Grande do Norte, onde uma grande base aerea foi criada e foi de la que se deram os embarques de armas e tropas para a invasao do Norte Africano e a expulsao das forcas do Eixo.

Devo lembrar aqui que nao estou falando dessas suspeitas como se fossem verdade. Estou falando porque nao importa se sejam verdade ou nao. O que interessa mais eh que existem pessoas que creem nelas e isso eh parte das razoes que multiplicam os sentimentos contrarios aos americanos em parte da populacao brasileira.

No meu ponto de vista, se os americanos houvessem entrado no Brasil sem permissao mesmo antes dele decidir qual lado tomar parte, foi feito algo estupido. Qualquer um pode ver o mapa e observar o quao estrategica Natal era naquela operacao porque era o caminho mais curto entre Africa e Americas. Mas, por outro lado, se os brasileiros tivessem decidido juntar-se com o Eixo, os americanos poderiam ser facilmente derrotados por uma forca alema de submarinos no mar e forcas combinadas via terra.

Eu bem sei que o Brasil nao tinha uma forca de combate comparavel `a dos Estados Unidos, porem, com o aconselhamento alemao um exercito poderia ser treinado rapidamente, aproveitando-se a vantagem numerica local e o nacionalismo seria algo mais a acrescentar. Como eu nasci la, so 13 anos apos a Guerra, eu conheci o sentimento naquele tempo e era contrario aos nazistas. Getulio Vargas ainda nao estava preparado para o suicidio e se ele tivesse escolhido o outro lado, contra a vontade de todos, poderia mergulhar o pais em um banho de sangue.

O Brasil entrou na guerra com um pequeno contigente. A mobilizacao foi muito maior no sentido de fazer outros trabalhos como entrar na Amazonia para produzir latex, que era imprescindivel naquele momento. O pequeno numero de brasileiro envolvidos diretamente no combate eh refletido nas estatisticas. Perdeu em torno de 1.500 soldados. E a pequena Forca Expedicionaria tornou-se vital para as tomadas de Monte Castelo e Monte Cassino, na Italia.

Estranho, quando posso os olhos em alguns documentarios americanos com respeito `a Segunda Guerra essa participacao brasileira eh redondamente ignorada. Nao se fala nas forcas de combate nem nas bases que deram suporte `as operacoes no Norte da Africa. Eh como se a mencao disso fosse um tabu. Conheci, ha alguns anos, um ex-combatente americano que serviu no Brasil e mencionou gostar muito do pais. Mas naquele tempo eu tinha muito pouco dominio da lingua e nao consegui maiores informacoes dele.

Tenho que lembrar dois parentes que foram pracinhas, porque hoje eh 11 de novembro de 2011, dia dos ex-combatentes nos Estados Unidos. Um deles, Felix de Aguiar Coelho, lutou na Italia. Como para todos os nativos de Virginopolis era fundamental para ele ir `a igreja. Algumas vezes a gente brinca com os outros conterraneos dizendo: “se quizer encontrar uma pessoa da cidade eh so ir `a igreja!”

E ele entrou numa igreja na Italia apos convidar os irmaos-nas-armas para ir junto. Eles cacoaram da devocao dele e ficaram do lado de fora. Quando ele estava rezando, ouviu explosoes e quando foi verificar o que era, havia sido um ataque aereo surpresa e alguns companheiros haviam morrido. Nao me recordo de te-lo conhecido pessoalmente mas disseram que ele ficou com “neurose de guerra”. Era assim que se chamava a “Desordem do Stress Pos-Traumatica.” Antigamente nao se conhecia os detalhes do problema.

O outro ex-combatente na familia foi o nosso tio mais engracado, Otacilio de M. Barbalho. Ele foi convocado e se preparou para ir. Quem ficou stressada com isso foi a Dindinha Zulmira. Ela foi `a igreja para pedir concelhos ao padre Felix Natalicio de Aguiar que era o paraco em Virginopolis. (Nao me recordo se ela recorreu foi ao padre David de Alcantara Miranda que ja atendia em Valadares e eh tido como santo). E o padre disse a ela: “Nao se preocupe, a guerra ira terminar antes dele chegar `a Italia”. Quando o navio estava ainda nas costas do Nordeste foi o que aconteceu. Mas ele se tornou heroi em dobro mesmo assim.

Primeiro porque eles enfrentaram uma tempestade na viagem. E um dos companheiros dele caiu no mar sem saber nadar. E o velho tio mergulhou atras dele e o salvou. Quando voltaram, os ex-combatentes ganharam varios privilegios como: estudos gratuitos para os filhos, seguro saude de graca e muito mais. O tio, naquela humildade toda, pensava que nao tinha feito nada para merecer tanto. E faleceu numa existencia modesta, os filhos tiveram que dar duro na vida para nao cair na pobreza. Alguns deles acabaram migrando para os Estados Unidos.

Da guerra ficou a lenda de um soldado brasileiro, maluco de todo, que de vez em quando decidia assaltar a dispensa dos alemaes. Deve ter algo de verdade nisso porque ja li isso em jornais. Ele saia driblando as balas inimigas por pura farra. Fazia isso na hora do almoco, quando dava vontade de tomar um vinhozinho. Ha uma alusao `a cena na versao antiga de Os Tres Mosqueteiros. Aqui nao sei dizer se a arte copiou a vida ou a vida copiou a arte.

O que eh mais importante para as lembrancas da nossa Historia comum foi a construcao de uma estrada. Atualmente eh chamada de Rio-Bahia ou Br 116. Ela foi construida num piscar de olhos. E como o nome fala, eh a ligacao entre as cidade do Rio de Janeiro e Salvador. O que ha de importante nela eh ter sido um grande esforco de americanos e brasileiros que precisavam de uma via de transporte segura para as materias primas, especialmente a mica.

A mica eh um mineral mas, para quem nao a conhece, parece um pedaco de papelao transparente. Tambem eh leve e era usada nos equipamentos eletronicos. A ocorrencia dela na regiao de Valadares eh abundante. Algumas vezes encontra-se saindo da terra, sem a gente esperar. No video que indiquei acima eh possivel ve-la sendo manufaturada, para os que nao tem idade suficiente para te-la conhecido nos radios, televisoes e outros aparelhos antigos.

Ainda hoje a mica eh usada como escudo nos corpos das espaconaves Shuttle com o proposito de isolante termico, o que protege-as contra o superaquecimento na reentrada na atmosfera. Sem ela, talvez nao teriamos o programa espacial como ele existe.

A regiao da Cidade de Governador Valadares foi praticamente redescoberta quando a estrada ficou pronta. Por coincidencia, a estrada passa tambem por Filadelfia, a cidade fundada por Theophilo Benedicto Ottoni e que agora tem o nome dele. O povo antigo da familia costumava dizer que, quando os tratores passavam cortando a terra o povo seguia atras andando e colhendo gemas preciosas e semi-preciosas nas quais o vale eh rico.

A riqueza era tao visivel que, ate aos nossos dias, as duas cidades sao conhecidas como capitais das gemas no Brasil. Elas tiveram Feiras Internacionais para comercializa-las. Valadares foi a primeira a ter a dela mas foi obrigada a transferi-la para Belo Horizonte porque la era mais facil para o publico internacional ter acesso. E um dos meus tios, que continua morando la, brincava que: “Valadares estava querendo era dar o peido maior que a bunda.” Como se ela fosse pequena demais para tanta importancia!

A estrada foi construida em funcao de seguranca porque o transporte das mercadorias estrategicas pelo mar ficava sujeito aos ataques dos submarinos alemaes. Mas tambem acabou servindo para os americanos conhecerem Minas Gerais atraves desse lado rico dele. Durante algumas decadas a exploracao de madeira nobre se manteve, ate `a quase extincao.

A Cidade de Governador Valadares ficou conhecida como: Cidade das Serrarias. E essa riqueza foi exportada baratissimo. A preco de banana como se costuma dizer. O povo antigamente nao tinha ideia do quanto estava sendo enganado. As pessoas repetem a Historia, do mesmo modo que os nativo-brasileiros se desfizeram de suas florestas por bugingangas. Mas a cidade atraiu populacao numa velocidade raramente observada na Historia. De 5.000 em 1.940 ela passou para mais de 300.000 nos anos 70. Foi o maior crescimento demografico no Brasil, naquela epoca.

A guerra findou em agosto de 1.945 com o primeiro ataque nuclear contra pessoas. Mais de 250.000 pessoas foram mortas nos dois ataques, contra Hiroshima e Nagasaki. Eh preciso meditar a respeito disso. Isso se torna importante porque posteriormente eu pretendo dar respostas ao questionamento: Por que os outros povos detestam os americanos? Penso que essa forma de perguntar eh simploria. Mas faz parte de centenas de outras que se acumulam. Mas adiantarei duas respostas ja no presente.

Primeiro, logo apos ao fim da Segunda Guerra o governo americano andou se fazendo de bobo. No Brasil o povo tem o dizer para quem comete um engano: “Nao explica porque complica”. Todos os registros historicos tem sido escritos e falados dizendo que: “O lancamento das duas bombas atomicas foi considerado com cuidado e somente aconteceram porque a luta corporal levaria `a morte de milhoes.”

Sim! Isso seria possivel se o povo japones nao tivesse nem ideia do que os americanos tinham em maos. Mas o procedimento normal, quando alguem esta guerra com outro, supostamente em posicao inferior, eh de enviar uma mensagem avisando antes de atirar para matar. Em qualquer filme voce ve os sheriffs dando tiros para o ar, antes de serem traicoeiramente atacados pelos bandidos e, somente entao, eles finalizam a acao. Neste caso, torna-se inexplicavel os lancamentos das bombas antes dos tiros de aviso.

Nao estou falando a respeito de panfletos lancados por avioes. Ja que os japoneses nao sabiam o que os americanos tinham em maos e as bombas atomicas eram desconhecidas por todos, exceto americanos, a bomba poderia ter sido lancada em local menos letal, pelo menos dentro do conhecimento que ja se tinha, como sobre o Monte Fiji para se dar um aviso claro. A bomba poderia derreter a camada de neve eterna e serviria de uma mensagem terrivel sem necessariamente ser tao aterrorizante.

O que o nosso governo tem falado desde entao, que era necessario para evitar o pior, eh aceito pelo publico americano como um sacrificio razoavel para terminar a guerra mas eh preciso admitir que, o que parece razoavel para uns pode parecer barbarico para outros. Entao, a ideia que os americandos tem de bom samaritanos de si mesmos pode nao ser aceitavel para quem nao eh americano!

Normalmente, nos filmes e imprensa americanos ve-se esse tipo egoista de se pensar que esta se fazendo o melhor para o mundo. E alguns americanos se sentem ofendidos quando o estrangeiro fala ser o oposto. Algumas vezes se usa imagens nauseantes dos guetos, apos `a guerra, para fazer-se propaganda da auto-intitulacao de libertadores, esquecendo-se que, dentro de casa os americanos eram responsaveis por um tipo de Apartheid que acarreta consequencias ate hoje.

Dai, preciso repetir isso: “Devagar com o andor porque o santo eh de barro!” Se nao o fizermos, a imagem de arrogante que o mundo tem dos americanos nunca se apagara. E isso eh profundamente importante para salvar o pais da crise que estamos passando e para que as nossas criancas no futuro tenham algo do que se orgulhar. `A medida que este livro for avancando para o final darei mais detalhes do assunto.

Deste periodo de nossa Historia temos tambem o exemplo da tentativa falha do Henry Ford de produzir latex na Bacia Amazonica. Uma grande extensao de terras do Estado do Para foi destinada `a subidiaria brasileira da Companhia Ford. Ele queria retirar o latex da seringueira. A Companhia investiu e fundou duas cidades: Fordlandia e Belterra. Mas os americanos nao tinham experiencia alguma de praticas culturais no clima tropical extremo.

Desde o comeco, em 1.927, o projeto estava fadado ao fracasso. No final dele, em 1.945, a tecnologia de producao de borracha sintetica a partir do petroleo ja existia e Henry Ford II decidiu fechar a iniciativa. O governo brasileiro indenizou ao Grupo Ford, pelas construcoes e plantacoes, que desistiu desse projeto de sonhos do Henry Ford.

13. UMA RELACAO DE AMOR E ODIO

Antes de entrar no assunto propriamente dito eu preciso menciona algo ocorrido em minha vida cerca de 20 anos atras. Essa mencao sera chocante para as almas sensitivas porem eu me propuz a dizer somente a verdade. Nao posso deixar de proceder assim.

Lembro-me de como foi chocante a explosao da espaconave Challenger. Aconteceu em 28 de janeiro de 1.986 quando eu ainda vivia no Brasil e nao pretendia vir para os Estados Unidos. A morte dos outros astronautas ja era uma coisa triste mas a morte da professora Christa MacAuliffe multiplicou a tristeza. Ela foi enviada na missao com a intencao de despertar a curiosidade das criancas pelas ciencias. E a explosao causou um efeito oposto a esta intencao.

Porem, o que surpreendeu-me mais veio meses ou alguns anos depois. Nao me lembro direito. Nos estavamos reunidos como sempre o fizemos na familia. Sempre nos feriados, os familiares que vivem em outras cidades como Paracatu, Belo Horizonte, Brasilia, Governador Valadares e outras se juntam em nosso torrao natal, Virginopolis. E os nossos encontros sao sempre barulhentos e cheios de festa.

Algumas vezes, esses encontros reunem mais de 100 parentes proximos. E, se forem na epoca do carnaval ou festas de fim de ano, as pessoas nao encontram tempo para falar com todo mundo e nem conseguem ver os parentes mais distantes. Eh como um dos nossos tios definiu: “Tenho dois prazeres em nosso encontro. Um por encontra-los e outro por ve-los partir.” Festa demais tambem canca!

Mas a parte chocante da narrativa aconteceu quando uma prima mencionou o acidente, comentando a tristeza que sentira. E um dos primos imediatamente contradisse falando assim: “Eu ri, ri e ri. Ate agora, quando voce estava relembrando e agora eu nao estou conseguindo conter as gargalhadas!” E ele comecou a rir-se abertamente. “Mas, – nossa prima tentou lembra-lo – eles eram pessoas humanas!” O primo, nao conseguindo segurar o riso, argumentou: “Eu sei. Eu sei. Mas eram americanos!”

Todo mundo ficou olhando para a cara do outro sem acreditar. Ninguem desejava esticar a conversa. Alguem mudou de assunto. E algum leitor americano poderia perguntar: O cara eh louco ou esquerdista radical ou, ainda, de algum ramo extremo direitista? Mas eu posso garantir a todos, ele eh uma pessoa comum, bom comportamento, sem vinculos oficiais com nenhuma faccao politica, mesmo que tenha suas opinioes proprias, eh educado com personalidade hospitaleira.

E eh isso que faz o nosso quebra-cabecas mais dificil de decifrar. Algo que posso garantir eh isso, ele nunca teve contato direto com americanos alem dos brasileiros naturalizados ou filhos nascidos de brasileiros imigrantes. Assim, a raiva dele nao nasceu de algum malfeito contra ele proprio. Isso so pode ter vindo das informacoes que ele juntou durante sua historia pessoal. Mas o que intriga eh isso, as informacoes que tinha nao eram diferentes das de outras pessoas. Penso que a reacao dele esteja vinculada `a capacidade individual que as pessoas tem no processamento das informacoes.

Todos nos discordamos das politicas americanas em alguns assuntos. E isso eh absolutamente aceitavel. Ate os americanos por nascimento, de muitas geracoes, apresentam discordancias entre si e isso eh saudavel porque as discordancias criam consciencia das diferencas. E ser civilizado eh justamente ter a capacidade de conciliar diferencas. Eh tambem saber a hora de fazer concessoes e a hora de dar um basta em algum tipo de abuso.

A reacao do nosso primo excedeu a tudo em nosso dominio. Caracteriza-lo como invejoso seria o mesmo que dar um diagnostico de um paciente sem ve-lo e sem conhecer as condicoes. Porem, o que escreverei nesse capitulo talvez nos de uma ideia do que ocorreu em nossa Historia comum e que fez uma pequena percentagem de brasileiros e pessoas do restante do mundo perder completamente o respeito pelos Estados Unidos e pelos americanos. Vamos tentar explicar algo mais entao.

Logo apos `a Segunda Guerra o mundo estava encantado com tudo o que estava sendo feito pelos Estados Unidos. A reconstrucao da Europa por meio do Plano Marshal, como o Japao foi administrado e posto para andar pelos proprios pes, etc. Enquanto os outros paises industrializados estavam tentando retomar suas condicoes normais de vida, as multinacionais americanas multiplicaram suas subsidiarias no mundo, aparentemente, para levar desenvolvimento aos paises intermediarios. O fim da guerra e o rapido desenvolmento da economia mundial criou uma imensa onda de otimismo nunca vista antes.

Os brasileiros se viram contaminados pelo otimismo. Para a alegria da oposicao `a ditadura de Getulio Vargas foi deposta e ele exilado no interior do Rio Grande do Sul. Jose Linhares, que eh um dos descendentes dos reis de Portugal, substituiu-o enquanto nao vieram as eleicoes, e foi quando Eurico Gaspar Dutra foi eleito. O tema do governo dele era: “Governar eh construir estradas.”

Este era baseado no exemplo americano mas tambem foi mal interpretado no Brasil. Desde entao as administracoes brasileiras puzeram o foco somente em construcao de estradas de rodagem, inclusive para o transporte de todo tipo de mercadoria e em longa distancia. Durante os proximos 40 anos ou mais depois da Segunda Guerra algumas ferrovias e hidrovias foram desativadas. Isso fez a industria do transporte no Brasil se transformar em uma das mais perigosas e caras do mundo. Alguns produtos brasileiros sao baratos no comeco e se tornam dificeis de vender nos portos. E estas sao consequencias sentidas ate hoje e isso eh um assunto para outra parte do livro.

A industria do cinema dos Estados Unidos era consumida no Brasil como um produto essencial. Era tao influente que os brasileiros tentaram copiar e ate chegaram a fazer boas producoes que se pareciam com o original. Os principais atores de Hollywood eram vistos como deuses. Mais idolatrados que as superestrelas de hoje-em-dia.

Esse amor pela cultura americana chegou a gerar, algum tempo depois, o dizer de um politico brasileiro: “O que eh bom para os Estados Unidos eh bom para o Brasil.” Com certeza eu nao saberia dizer quem disse isso porque sao muitas frases fabricadas na Historia e normalmente elas sao criadas por alguem outro ate que algum politico as toma para si mesmo. Contudo a frase tornou-se tao incomoda no tempo posterior que penso que ninguem deseja assumir a criacao dela!

Depois do governo Dutra os brasileiros estavam desejosos de eleger um presidente novo e acabaram sem nenhuma surpresa elegendo o velho ditador, agora apresentado como democratico. Getulio deu seu jeitinho de voltar. Ele chegou embrulhado como nacionalista. O pais se dividiu em duas faccoes principais. Os conservadores desta vez se alinharam com os Estados Unidos e passaram a defender a abertura total do mercado para os interesses americanos e passaram a ser chamados pelo apelido de Entreguistas.

Essa administracao do Getulio Vargas foi claramente monopolista dos recursos naturais brasileiros e o seu maior feito foi a criacao da Petrobras. Ela eh uma companhia de petroleo operada pelo governo, atualmente, uma das maiores do mundo no setor. A bem da verdade, a criacao dela tem uma longa Historia anterior `a criacao, e Getulio Vargas nunca tinha participado dela antes de seu segundo governo.

Um grupo de nacionalistas, muitos dos quais militares, criaram uma comissao de estudos para estudar o assunto. E isso teve a aprovacao massiva da populacao que se juntou na campanha denominada: “O Petroleo eh Nosso”. Tambem esse slogan foi criado por outra pessoa mas o Vargas o incorporou como se fosse dele. No final, a Petrobras foi criada na administracao dele.

E ele tirou vantagem do populismo nacionalista da hora para tambem criar a Eletrobras, agora outra companhia gigantesca, com a intencao de monopolizar o imenso potencial hidroeletrico brasileiro. Hidroeletricas sao a principal fonte de energia eletrica no pais, gracas `a abundancia de rios e quedas d’agua.

So para lembrar, ja falei isso antes, durante a ditadura, Vargas tinha mandado o escritor Jose Bento Monteiro Lobato para o calabouco exatamente por causa do criticismo do Monteiro Lobato porque na ditadura nao se explorava o petroleo nem se deixava ninguem explorar. E o escritor era um dos principais lideres nacionalistas de entao.

Para os outros leitores nao brasileiros, Monteiro Lobato foi um escritor prolifico, comparavel ao Walt Disney. Mais velho que a personalidade americana e sendo escritor brasileiro, ele nunca teve as mesmas oportunidades de mostrar ao mundo sua producao. Depois da morte dele a televisao brasileira produziu programas com as personagens dele o que deu uma grande audiencia entre os telespectadores infantis. Eu era mais interessado nos livros dele que ver os personagens na tv.

Atualmente, a producao dele tem sido censurada por causa de alguns componentes preconceituosos. A gente precisa mencionar isso como uma interpretacao cautelosa porque ele escreveu num tempo em que o preconceito nao era de todo consciente. O mesmo revisionismo tem sido apresentado contra o escritor Mark Twain nos Estados Unidos. O uso de palavras que passaram a ter conotacoes preconceituosas agora eram consideradas normais nos tempos deles. O povo antigo apenas acreditava que, algumas pessoas eram realmente superiores `as outras pelo nascimento e pensavam que isso seria natural, como se fosse determinado por Deus. O povo estava completamente enganado em suas concepcoes mas isso nao quer dizer que tenham feito o que fizeram por pura malicia.

Vejamos uma sequencia genealogica do Monteiro Lobato.

1.882 Jose Bento Monteiro Lobato – Maria Pureza de Castro da Natividade
Jose Bento Marcondes Lobato – Olimpia Augusta Monteiro
Maria Antonia Marcondes Machado – Jose dos Reis Lobato
Clara Francisca do Amaral – Jose Machado da Silva
Ana Isabel de Andrade – Domingos Marcondes do Amaral
Bernardina Correia de Freitas – Luis Fernandes da Costa
Sebastiao Ferreira Albernaz – Isabel de Castilho*
Sebastiao de Freitas Cardoso – Isabel de Faria Albernaz
Sebastiao de Freitas – Maria Fragoso
Antonio Pedroso de Freitas – Clara Parente
Antonio Rodrigues de Alvarenga – Ana Ribeiro

A partir desse ponto podemos voltar `a sequencia genealogica do Oswald de Andrade Souza. Antonio Rodrigues de Alvarenga e Ana Ribeiro sao os pais do Francisco de Alvarenga que aparece casado com Luzia Leme na sequencia do Oswald de Andrade.

O segundo governo de Getulio Dorneles Vargas terminou de forma tragica. As posicoes nacionalistas dele renderam-lhe uma oposicao irracional dos “Entreguistas”. Tais foram visivelmente apoiados pelos interesses americanos representados pelas multinacionais querendo tirar vantagens do mercado brasileiro. E tais interesses eram raivosamente defendidos pelo jornalista Carlos Frederico de Lacerda. E o criticismo do Lacerda levou a uma reacao estupida do guarda-costa de Vargas que conspirou para matar o jornalista. Mas na tentativa de assassinato quem foi morto foi o major Rubens Vaz, no episodio conhecido como: “Assassinato da Rua Toneleiros.”

Encurralado pelos fatos, Getulio suicidou e deixou uma “Carta Testamento” que aponta as intervencoes externas nos interesses do Brasil. Ele nao identificou ninguem mas foi claro no que estava falando. Na verdade, o segundo governo nao estava indo bem e ele ja nao tinha a capacidade de administrar sob pressao extrema.

Pode ser que eu venha a ser criticado no Brasil por estas palavras dedicadas ao Getulio. Recentemente eu vi um programa no Canal de Livros e um historiador estava falando a respeito do livro dele e do presidente Abrao Lincoln. Ele disse que, a maioria dos historiadores nos Estados Unidos que estudam a vida do ex-presidente vivem numa Igreja do Lincoln. O que ele queria dizer eh que eles idolatram a figura do Lincoln, vendo apenas o que querem ver, nao o Lincoln como pessoa sujeita a erros terriveis mas como o idolo sem defeitos.

No Brasil o mesmo se da com os admiradores do Getulio Vargas. O mesmo acontece com os que amam demais os ex-presidentes Juscelino Kubitschek, Tancredo Neves (que, gracas a Deus, nunca foi empossado), Fernando Henrique Cardoso e agora, o mais recente, Luiz Inacio Lula da Silva. Todos cometeram erros enquanto no governo mas as igrejas em torno deles nunca irao crer nisso ou, pelo menos, nao irao admitir isso para o publico.

Logo apos o suicidio de Getulio o Brasil teve no lugar dele o vice, e presidente por direito, Joao Fernandes Campos Cafe Filho. Porem ele nao estava bem de saude e nao permaneceu o tempo suficiente. A seguir entrou o Carlos Coimbra da Luz, que teve o governo mais curto da historia, somente 4 dias, ou 2, depende da literatura pesquisada. O proximo, Nereu de Oliveira Ramos conseguiu findar o mandato ate que o presidente eleito, Juscelino Kubitschek de Oliveira, fez seu juramento. No curto periodo de 2 anos o Brasil teve 5 presidentes, entre 54 e 56. Postemos sequencias genealogicas para dois deles.

1.894 Carlos Coimbra da Luz – Maria Jose Rezende Dantas (primeira esposa)
1.860 Alberto Gomes Ribeiro da Luz – Augusta Cesarina de Assis Coimbra
1.833 Mariana Brandina Gomes Ribeiro – Antonio Maximo Ribeiro da Luz
1.797 Rita de Cassia Gomes – Antonio Joaquim Gomes
1.761 Bernardino Teixeira de Toledo – Manuela da Silva
Maria Rosa de Toledo – Manuel Teixeira Ribeiro
Branca de Toledo – Francisco Xavier da Silva
Maria Pedroso – 1,674 Joao de Toledo Piza Castelhanos*
Francisco Felix Correia – Ana Ferreira de Melo
Andreza de Castilho – Belchior Felix Perestrelo
Guiomar de Alvarenga – Francisco Alvares Correia
Manuel Rodrigues de Alvarenga – Guiomar de Castilho
Mecia Monteiro – Baltazar de Alvarenga

O ultimo casal tambem eh pai de Antonio Rodrigues de Alvarenga que se casou com Ana Ribeiro e sao ancestrais do Monteiro Lobato, Oswald de Andrade, Santo Frei Galvao e muitos outros mais.

1.888 Nereu de Oliveira Ramos – Beatriz Paranhos Pederneiras
1.870 Teresa Fiuza de Carvalho – Vital Jose de Oliveira Ramos Junior
Maria Francisca Quirino dos Santos – Joaquim Fiuza de Carvalho Junior
Maria Francisca de Paula Camargo – Joaquim Quirino dos Santos
1.790 Francisco de Paula Camargo – Damiana Alexandrina da Silva Marques
Francisco de Paula Camargo – Petronilha Clara Rodrigues do Amaral
Inacia Maria de Camargo Lima – Goncalo de Sousa Rodrigues
Fernando Lopes de Camargo – Maria de Lima Serqueira
Fernando de Camargo Ortiz – Joana Lopes
Mariana do Prado – Fernao de Camargo, o Tigre
Filipa do Prado – Juan de Santa Maria
1.590 Pedro Leme – Helena do Prado
1.568 Leonor Leme – Bras Esteves
Pedro Leme – Luzia Fernandes

Pedro Leme com outra esposa, Izabel Paes, eh bisavo do bandeirante Fernao Dias Pais Leme. Com Luzia Fernandes ele tambem eh ancestral do maestro, Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim ou, Tom Jobim, para simplificar.

O que eh interessante desde ja eh observar que, como teorizei antes, com frequencia a gente volta aos mesmos ancestrais. Um fator que interfere ai eh: desde que nao temos um bom banco de dados da maioria dos ancestrais, eh natural que as poucas linhagens ja identificadas pelos historiadores venham a aparecer na maioria das sequencias. Isso nao eh porque uns poucos casais foram capazes de gerar um estrondoso numero de descendentes famosos.

Se tivessemos um banco de dados completo de nossos ancestrais, o que eh suposto acontecer seria isso: inumeros casais deveriam igualmente aparecer, compartilhando a ascendencia da maioria de nos. E a maioria da populacao que viveu em Portugal ha 500 anos atras eh suposta partilhar a ascendencia da maioria da populacao brasileira de hoje. Mas, infelizmente, nao temos dados completos e teremos de esperar, talvez, mais 800 anos para que a futura populacao vivendo neste tempo, com melhores dados disponiveis, reconhecer essa verdade.

Todas a desgraca e o otimismo que invadiu os 25 anos apos `a Segunda Guerra nao pertence somente `a Historia do Brasil. Os fatos daquele tempo continuam formatando nossas vidas com suas consequencias. Eu gostaria de citar alguns que sao particularmente influentes no que tem acontecido atualmente. O fim da Segunda Guerra nao eh nada senao o comeco do que acontece hoje-em-dia. O melhor acontecimento daquela epoca foi a Independencia da India, em 1.947.

Durante muitos anos, o lider espiritual da India, Mahatma Ghandi, liderou o movimento da nao violencia contra o colonialismo ingles. Apesar das acoes violentas cometidas pelas forcas imperiais na tentativa de provocar mais violencia para ter alguma desculpa para fazer calar a voz da liberdade, ele conseguiu controlar a situacao e o povo seguiu o exemplo dele nao respondendo violencia com mais violencia. Muitos morreram sob a violencia inglesa mas o sacrificio destes conquistou a liberdade de seus compatriotas.

Infelizmente, alguns dos seguidores dele na Independencia nao eram “santos” como ele e deixaram as tensoes motivadas pelas diferencas em crencas religiosas dividir a grande India. Dai a India se viu dividida em si mesma e mais duas possessoes a leste e oeste que vieram a se tornar o Paquistao. Depois a porcao do leste virou Bangladesh. Todavia, Gandhi nao conheceu a segunda divisao porque foi assassinado pouco tempo apos `a Independencia da India.

A partir de 1.947 o Partido Comunista Chines tornou-se o poder no continente. Mesmo que a ultima batalha entre os nacionalistas chineses e os comunistas tenha se dado em 1.949. O lider nacionalista, Chiang Kai Shek, se refugiou com suas forcas e estabeleceu uma nova China na Ilha de Formosa (Taiwan). Mao Tse Tung foi o lider comunista e reinou sobre o povo ate o dia da morte dele.

Outro fato digno de nota deste tempo foi a criacao do Estado de Israel. Ele virou nacao em 1.948 e se tornou o pior erro cometido pelos politicos naquele tempo desde que as consequencias dele continuam reverberando ate agora e promete continuar assim, como uma bomba relogio atomica sobre nossas cabecas, ate que exploda ou o povo crie juizo.

Nao quero entrar em detalhes desse assunto agora. Mas posso antecipar alguns sentimentos a respeito dessa criacao. Ele foi um ato de violencia clara, inumano e colonialista. Eh comparavel `as Cruzadas. Nada justifica a criacao. A existencia de uma nacao chamada Israel no passado nao justifica o que nos tempos modernos tambem eh chamado Israel. As duas coisas sao totalmente distintas e nao ha como se fazer a ligacao de uma como sendo a continuidade da outra, exceto no que se trata em relacao `a violencia e preconceito.

Ao escrever o paragrafo anterior eu compreendo que alguem podera acusar-me de ser anti-judeu ou que tenha algum sentimento anti-judeu. Por muito tempo tenho observado que toda vez que alguem critica os malfeitos dos sionistas ou algo envolvendo `a fe judaica, imediatamente apos ao comentario ser divulgado por qualquer tipo de media, o autor do comentario eh execrado como se ela ou ele nao pudessem ser outra coisa que nao nazista.

Essa mesma tatica foi usada pela media americana logo apos aos atentados terroristas de 11/9/2011. Qualquer observacao a respeito dos malfeitos dos americanos no mundo naquele momento particular era classificado com anti-americano. A media americana usou o slogan: “Todo mundo nos odeia porque sente inveja do sucesso americano.” para tentar proteger os Estados Unidos contra coisa pior. Mas o que foi feito tornou-se pior porque a motivacao para o criticismo dos estrangeiros foi pobremente avaliada e isso permitiu ao governo Bush provocar mais malfeitos e nos levou `a confusao na qual estamos atualmente.

Outro assunto que precisamos definir agora eh esse: frequentemente, nos generalizamos erradamente as coisas ao inves de especifica-las com precisao. Por exemplo, eh comum ver-se na media a frase: “Os americanos decidiram fazer a guerra” ou “Todos os Judeus sao sionistas.” Nos temos que nos lembrarmos que, em toda populacao existem pontos-de-vista diferentes a respeito de um mesmo assunto. Eh por causa disso que quando a media fala isso: “todos os outros odeiam os americanos”, ela esta enganando seu publico.

O pior caso de generalizacao esta na Biblia crista. Particularmente nos escritos atribuidos a Paulo e Joao. Eles muitas vezes mencionam os judeus como matadores de Jesus ou fazendo coisas ruins. Quando se le o texto com maior atencao a gente pode ver que, alguns judeus conspiraram para matar Jesus e alguns judeus, inclusive Paulo na juventude dele, tinham interpretacoes erradas dos ensinamentos de Jesus. Quando os escritores usaram a palavra judeu para identificar aqueles que faziam os malfeitos, eles induziram os cristaos do futuro a pensar que toda a comunidade judia agiu assim. Eu nao sou anti nenhum pensamento, a menos que o pensamento induza a injusticas contra toda ou qualquer pessoa humana.

O que eu penso eh isso, o Holocausto aconteceu na Europa e nao ha justificativa para transferir o que aconteceu de um lugar para outro. A Terra estava cheia de lugares mais amigaveis e menos povoados. O que foi feito na Palestina eh como se fala na sabedoria brasileira: “Despiram um santo para vestir outro.” Eu sei que, naquele tempo existia solucao melhor do que criar o Estado de Israel naquele lugar. Mas era do interesse das potencias colonialistas implantar uma colonia por la.

Depois eu pretendo voltar ao assunto. Penso que a fala que o Benjamin Netanyahu esperdicou em 2.011 nas Nacoes Unidas sera um material excelente para explicar meus pontos de vista. Eu posso usar o que ele disse e revelar o que esta por tras das palavras. Mas isso nao seria surpresa alguma desde que, sem querer, Nikolas Sarcozy o chamou de mentiroso e parece que o Barack Obama nao tem opiniao diferente a respeito dele!

Daquele tempo tambem temos a Guerra Fria. Eu defino a Guerra Fria como uma tremenda irresponsabilidade dos Estados Unidos e Uniao Sovietica que estavam brincando de monopolio e usando as outras nacoes. Os dois usaram seus excessos de forcas militares para forcar as outras nacoes a copia-los. Eles nao respeitaram a leis e os direitos das outras nacoes de determinarem seus modos de viver. Quando eu aponto aos Estados Unidos e Uniao Sovietica como agentes do mal eu nao penso nos americanos e russos como um todo mas menciono ser algumas pessoas em suas administracoes.

Depois eu voltarei a esse assunto. E, numa escala menor, o que influencia nossas vidas hoje encontra-se as Guerras da Coreia e do Vietnam. Tambem a libertacao das nacoes africanas do colonialismo europeu eh capitulo importante da nossa Historia, embora algumas nacoes tenham ganhado suas libertadades apos 1.970. Duas delas, Mocambique e Angola, nossas irmas africanas, emanciparam de Portugal.

Tivemos alguns momentos criticos com os assassinatos do John F. Kennedy e Martim Luther King Junior. Continuemos pois com nossa descricao para vermos como tais eventos se encaixam nas relacoes entre Estados Unidos e America Latina, especialmente, Brasil.

O proximo presidente a assumir o poder no Brasil foi o dr. Juscelino Kubitschek que era bisneto de um tcheco romano (cigano) imigrante no Brasil. Ele ficou orfao de pai quando tinha dois anos. Sua mae, Julia Kubitschek, conseguiu criar a familia oferecendo pensionato para as estudantes na casa dela. Eles viviam em Diamantina, Minas Gerais, onde se tinha boas escolas de segundo grau e que eram comparaveis `as faculdades de hoje. Algumas de minhas tias-avos se hospedaram na casa da familia deles.

Apos superar a pobreza ele se tornou medico e politico. No video: http://e-relevante.2009.blogspot.com/2010/04/apresentacao-de-belo-horizonte-para-o-mundo.html/ ele aparece como prefeito de Belo Horizonte e a sociedade dele com o arquiteto Oscar Niemeyer deu um novo visual `a, entao, nova capital do Estado de Minas Gerais.

O arquiteto Oscar Niemeyer que esta com 104 anos continua vivo e trabalhando ativamente em seus projetos. Ele inclusive tem usado o Twitter para expressar seus pontos-de-vista com respeito `a vida e politica atuais. Penso que o espirito de bom humor dele esta impedindo que ele tenha o esperado declinio corporal.

O governo Juscelino foi caracterizado por grande otimismo. A juventude dele era vibrante e o governo dele se estendeu de 1.956 a 61. Era um homem de sorte. O Brasil tinha tido a sua pior derrota no futebol, em 1.950, sendo derrotado por 2 a 1 pelo Uruguai, na Copa do Mundo, com a final no Maracana, Rio de Janeiro. O Brasil nunca tinha sido campeao e todo mundo sabe, futebol corre nas veias brasileiras. Em 1.958 o Brasil se tornou campeao pela primeira vez.

Presidente Kubitschek deu uma nova orientacao e uma capital nova ao Brasil. O feito mais conhecido do governo dele eh a construcao de Brasilia. Essa ja era uma ideia antiga porque a capital, Rio de Janeiro, ficava exposta demais `a possibilidade de invasao estrangeira. Mas ninguem mais teve a coragem de transferir antes. Todos os politicos antes dele se preocuparam demais com os interesses politicos centrados na antiga capital. E Brasilia foi transformada em uma obra de arte por Oscar Niemeyer e Lucio Costa que a planejaram.

Como sempre, ninguem eh perfeito. Apesar do nome da avo materna dele ser Maria Joaquina Coelho nos nao possuimos maiores informacoes a respeito da genealogia dela. Nao podemos afirmar ou negar que seja descendente dos reis mas a mulher dele, Sarah Luisa Gomes de Lemos, era. Ele deixou a presidencia como o mais prestigioso que o Brasil tinha tido.

Embora ele tenha mencionado nas memorias os primos Coelho de Virginopolis, nem todo mundo tinha simpatia por ele. Alguns conservadores nao gostavam dele ate por ser muito mulherengo. Nao posso confirmar isso ai com certeza mas ele adorava um baile e dancar, o que facilitava o contato dele com as mulheres.

A pior parte de toda a Historia Brasileira comeca logo apos o fim do governo Kubitschek. Talvez seja parte do pior da Historia Mundial tambem. O novo presidente eleito foi o Janio da Silva Quadros. E a lei brasileira tinha uma particularidade que induziu a uma situacao dificil. O povo podia votar independentemente para presidente e vice-presidente. Entao, o presidente eleito poderia ter um vice de outro partido qualquer. E o vice eleito foi o Joao Belchior Marques Goulart, que era uma boa pessoa.

O que aconteceu foi isso, o presidente eleito representava o pior caso de conservadorismo la. E ele foi eleito por uma quantidade de votos muito grande. E nao ficou satisfeito com isso. Ele desejava o poder absoluto e 7 meses depois renunciou ao cargo esperando que o povo o apoiasse como novo ditador. Alguns militares pensavam diferente e o embarcaram num aviao mandando-o para a Europa. Mesmo assim, os conservadores extremos nao queriam aceitar Joao Goulart como presidente. O presidente do congresso, Raniere Mazzilli, foi chamado para assumir o lugar ate as coisas se acalmarem e o sucessor por direito pudesse ser coroado.

Esta foi a hora do pior intervencionismo praticado pelos americanos. A CIA, a Secretaria de Estado e mesmo a Presidencia se juntaram com a parte mais conservadora da sociedade brasileira para tornar o Brasil ingovernavel. Os conspiradores tinham um predio inteiro ocupado como quartel, arquitetado por Golbery do Couto e Silva. Usaram panfletos que eram enviados pelos correios a todo canto do pais com propaganda enganadora. Eles tinham acesso aos principais jornais e tiveram ajuda de intelectuais influentes como a Rachel de Queiroz e o Rubens da Fonseca.

O governador do Rio de Janeiro, Carlos Lacerda, que havia conspirado contra a segunda administracao do Vargas, junto com o Jose de Magalhaes Pinto, governador de Minas Gerais e Adhemar Pereira de Barros, governador de Sao Paulo, cujo slogan de campanha tinha sido: “Rouba mas Faz” eram os conspiradores associados. Estes estavam buscando dividendos politicos pessoais. Lacerda e Barros nao viveram muito tempo apos o golpe. Posteriormente o Magalhaes Pinto tentou disputar contra o general Figueiredo nas eleicoes indiretas e foi derrotado. Parece que os militares deram uma pernada neles.

Multinacionais como a Esso e outras que entao ja operavam no Brasil foram convocadas para darem apoio financeiro voluntario `a conspiracao. O basico da propaganda era fazer parecer que o pais estava prestes a ser invadido por comunistas. Comunista poderia ser qualquer um que nao aceitasse as ideias deles. Na epoca, os catolicos eram mais de 90% da populacao e a maior parte do clero catolico ajudou a disseminar as piores ideias a respeito do comunismo.

E aqui apresento um detalhe nessas conspiracoes que ajudaram aos totalitaristas de direita. Quando o ditador Getulio Vargas tomou o poder e Rachel de Queiroz foi presa por criticar o governo dele, a alegacao era que ela era comunista. Quando chegou a vez dela tornar-se conspiradora junto ao novo golpe, os adversarios eram comunistas. Este era o slogan de qualquer um que quizesse sequestrar o poder no Brasil. O comunismo era tao temido que o povo se esquecia de que ficaria sob o totalirismo de qualquer coisa outra. O povo nao estava avisado de que totalitarismo eh coisa ruim, nao importa quem estiver no poder.

Entao, em 1.964 o Brasil teve o seu golpe de estado e os militares tomaram o poder para eles proprios. Com a queda do Joao Goulart o presidente do congresso, Ranieri Mazzilli, teve mais uma chance como presidente provisorio. Foi usado para que os conspiradores tivessem tempo para decidir quem entraria no lugar dele. E o escolhido foi o marechal Humberto de Alencar Castelo Branco.

Este faleceu num “acidente” de aviao em 1.967, logo apos deixar o poder. Mas o que se acredita eh que, ele fosse parte de um grupo que pensava que a conspiracao deveria terminar e o poder teria que ser devolvido aos civis. Mas alguns dos outros lideres, mais jovens, queriam manter-se por mais tempo e lideraram um golpe dentro do primeiro. O que se suspeita eh que o acidente foi provocado pelo grupo rival. E eles permaneceram no poder numa soma de 22 anos.

Contudo, os dois lados rivais eram igualmente descendentes dos reis de Portugal. Postemos os exemplos de Joao Goulart e do conspirador Castelo Branco.

1.918 Joao Belchior Marques Goulart – Maria Teresa Fontela
1.881 Vicente Rodrigues Goulart – Vicentina Marques
1.849 Maria dos Santos Loureiro – Belchior Rodrigues Goulart
1.804 Antonio dos Santos Loureiro – Maria Pereira do Nascimento
1.778 Maria Eufrasia Lopes – Joaquim dos Santos Loureiro
1.754 Helena Eufrasia Pereira – Antonio Jose Lopes
1.730 Mariana Antonia de Bettencourt – Manuel Antonio de Bettencourt
1.687 Manuel Machado Ribeiro – Teresa de Bettencourt
1.660 Maria da Conceicao de Melo – Joao Batista Espinola*
1.620 Pedro Machado de Sousa – Ana de Melo e Gusmao*
Manuel Pedro Machado Ribeiro – Maria Espinola da Veiga de Mendonca
Filipa de Sousa – Pedro Machado Ribeiro
Manuel de Sousa Neto – Catarina Goncalves de Antona
Maria Fogaca de Sousa – Andre Goncalves Neto, Capitao-mor da Praia
1.430 Diogo Sousa Cid – esposa desconhecida
1.410 Cid de Sousa – Leonor Fogaca
1.370 Goncalo Anes de Sousa Chichorro – esposa desconhecida
1.341 Martim Afonso de Sousa – Maria de Briteiros*
1.320 Vasco Martins de Sousa Chichorro – Ines Dias Manoel
1.280 Martim Afonso Chichorro II – D. Aldonca Anes de Briteiros
1.250 Martim Afonso Chichorro – Ines Lourenco de Valadares (ou de Sousa)
1.210 D. Afonso III, rei de Portugal – Madragana (Mor Afonso)

Eu repeti parte de sequencia ja presente em outras linhagens. Isso foi apenas para facilitar para os leitores.

1.900 Humberto de Alencar Castelo Branco – Argentina Viana
1.861 Candido Borges Castelo Branco – Antonieta de Alencar Gurgel
Beatriz Virginia da Silva Castelo Branco – Francisco Borges de Carvalho
Silvestre Jose da Cunha Castelo Branco – Porcina Isabel Pereira da Silva
Marcelino Jose da Cunha Castelo Branco – Maria Florencia Castelo Branco
Francisco da Cunha e Silva Castelo Branco – Ana Rosa Pereira Teresa do Lago
D. Clara da Cunha e Silva Castelo Branco – Manuel Carvalho de Almeida
D. Francisco de Castelo-Branco – Maria Eugenia de Mesquita
1.580 D. Antonio de Castelo-Branco da Cunha – Maria da Silva*
1.540 D. Pedro de Castelo-Branco – Francisca Calvo
1.500 Maria de Briteiros da Cunha – D. Antonio de Castelo-Branco*
1.470 Mateus da Cunha – D. Leonor de Menezes*
1.450 Joao Alvares da Cunha – Catarina de Sequeira
1.430 Artur da Cunha – Leonor de Sousa*
1.400 Joao Alvares da Cunha – Mecia de Lemos
1.371 Alvaro da Cunha – Beatriz de Melo
1.345 Joao Lourenco da Cunha – D. Leonor Teles de Menezes*
1.320 D. Maria Goncalves de Sousa – Martim Lourenco da Cunha*
1.280 Maria Afonso Chichorro – D. Goncalo Anes de Briteiros
1.250 Martim Afonso Chichorro – Ines Lourenco de Valadares (ou de Sousa)
1.210 D. Afonso III, rei de Portugal – Madragana (Mor Afonso)

Martim Lourenco da Cunha (1.320), foi o primeiro senhor de Pombeiro e todos os descendentes presentes na sequencia, ate 1.580 D. Antonio de Castelo-Branco da Cunha, herdaram o titulo.

Com respeito `a presenca de multinacionais no Brasil e outros lugares, sob a influencia dos Estados Unidos, nos precisamos adicionar para o que elas foram usadas naquelas decadas tragicas. Temos um capitulo na Historia que poderia ser denominado de Novo Colonialismo. Presidentes como o Juscelino Kubitschek abriram os bracos para elas esperando a ajuda na modernizacao do pais. Mas o que eles nao previram foi a falcatrua que eles estavam importando dos paises industrializados.

O que aconteceu foi isso: as multinacionais instalados nos paises satelites, com muitos incentivos das nacoes menos desenvolvidas, comecaram a pagar aos empregados locais um salario considerado comum nos satelites. E para os empregados das metropoles os salarios foram elevados de forma irreal. Para facilitar o entendimento, darei o exemplo ficticio.

A Ford do Brasil poderia pagar ao trabalhador brasileiro US$ 1,00/hora e US$ 10.00/hora para a mesma funcao e a mesma produtividade do trabalhador americano. Assim, no final do ano a Ford americana mostraria um balanco com perdas expressivas. Por outro lado, a Ford do Brasil mostraria um ganho expressivo. Ai, esta foi a razao alegada para transferir-se dinheiro do Brasil para os Estados Unidos por um longo periodo.

Hoje-em-dia nos precisamos conhecer informacoes como essas para entender melhor o que esta acontecendo no mundo. Lembrando que, existem milhares de multinacionais das nacoes industrializadas que operaram neste sistema. Entao a prosperidade dos paises ricos naquele tempo era em parte artificialmente criada pela falcatrua da transferencia de dinheiro.

O ganho superior dos trabalhadores das metropoles alimentava os mercados do esquema centralizador. O excesso de dinheiro ajudou o progresso tecnologico centralizado nas nacoes industrializadas. O sistema funcionou de forma malefica em duas direcoes. Primeiramente porque transferiu valores economicos e segundo porque cortou investimentos que poderiam ajudar `as economias emergentes.

Outra forma de transferir mais dinheiro para os paises industrializados foi a concessao de emprestimos aos explorados. Temos que reconhecer a crueldade com que a falcatrua funcionou. O dinheiro que foi injustamente transferido dos paises pobres tornou-se superavit nos industrializados. E eles separaram parte do dinheiro para emprestar aos mais pobres que depois tinham que pagar juros. E essa situacao foi o que deu combustivel aos debates politicos desde os anos 60 ate aos 90 nos paises de segundo e terceiro mundos.

Se alguem lendo esses escritos nao sabia nada com esse respeito, talvez agora entendera porque capitalismo e capitalista nao sao vistos como solucao para parte das pessoas no mundo. Alguem ira mesmo odia-los. Temos que compreender que o odio que os Estados Unidos inpiram a alguns podera ser direcionado igualmente ao publico em geral. O que podemos afirmar eh que o publico americano nao estava ciente de tudo e isso pode ser contado como malfeito proporcionado pelo governo e multinacionais. Isso eh verdade.

Mas a gente tem que reconhecer que o governo e as multinacionais nos representam no mundo. Eles figuram como nossa fachada diplomatica. Portanto, o que eles fizerem sera interpretado como se fosse feito por nos mesmos. E para piorar a situacao, todos os americanos desde a geracao de nossos avos levaram vantagem, de uma ou outra forma, nessa situacao.

Nao digo que isso se deu com consciencia mas por nao se prestar atencao no que estava acontecendo fora do pais, como peixes que veem somente a minhoca e nao o anzol, eles foram fisgados e vendidos. Agora temos o problema de sermos odiados por coisas que nao fizemos e nem mesmo haviamos sido avisados. Alguns hipocritas costumam dizer, Isso eh so negocios. Mas nao eh. Eh pura roubalheira.

Lembro-me quando ainda jovem no Brasil e 9 entre 10 greves lideradas pelos sindicatos dos metalurgicos eram feitas para equiparar os salarios aos que eram pagos fora do Brasil. Naquele tempo surgiu um lider dos metalurgicos chamado: Luiz Inacio (Lula) da Silva. A Historia dele esta totalmente vinculada a aquele periodo da Historia do Brasil.

Desde muito tempo atras a Regiao Nordeste do Brasil tinha um serio problema. Como acontece na Etiopia e outras partes do Globo, a estacao das secas poderia extender-se por 5 anos seguidos. Toda vez que isso acontecia, milhares poderiam morrer, mudar-se para o litoral ou simplesmente migrar para o Sul como eles falam. Normalmente ia-se para Sao Paulo que esta no Sudeste. Apesar da pobreza que isso provocava ao povao, ele continuava retornando quando as chuvas chegavam. Era como magica porque com a agua o solo rico proporciona alimentacao suficiente para mais de um ano, por plantio, nos paiois das familias.

O problema nao esta na natureza. Ele eh causado pelos homens dos governos locais que nao se interessavam em usar tecnicas para tirar vantagem da propria natureza porque na epoca de chuvas a agua eh suficiente para ser armazenada para o uso durante as secas. Mas as elites politicas locais construiam acudes e deixavam os coroneis controlarem o uso da benfeitoria publica como se fosse deles. E os acudes nunca foram suficientes para o uso da populacao como um todo.

Em ocasioes de secas longas, o povo pobre do Nordeste do Brasil era tocado igual gado para o “Sul”. Numa destas epocas a mae do Lula levou toda a familia para o Estado de Sao Paulo e ai permaneceu. Milhoes de nordestinos fizeram o mesmo, da mesma forma que parte da populacao mineira tinha feito antes.

Naquela epoca, a ditadura apos 1.964, esse tipo de migracao foi incentivada atraves do incentivo governamental. Temos que entender isso do ponto de vista da mente militar. Os militares tem uma estrutura cultural centralizadora. Isso funciona para alcancarem os objetivos deles. Mas eles pecam horrivelmente quando tentam impor o estilo de vida deles a um pais inteiro. Isso simplesmente nao funciona.

E a ditadura brasileira decidiu centralizar o desenvolvimento do pais num numero reduzido de cidades. Sao Paulo foi uma das que mais foi beneficiada e as cidades vizinhas a ela incharam com a migracao do resto do Brasil. O sistema nao foi aplicado em razao logica de beneficiar a nacao mas somente para facilitar o controle da dissidencia politica. Eles tinham o previo conhecimento de que as milhares de cidades pequenas do territorio brasileiro nao ofereceriam resistencia contra eles. E, por outro lado, sabiam como cooptar as elites interioranas que estavam mais interessadas em manter o status quo delas que defender a democracia.

O Brasil rapidamente virou um quartel militar apos 1.964. Politicamente haviam dois partidos mas somente uma forma de pensar. Algumas leis ganharam status superior `a Constituicao e punham restricoes a algumas opinioes que foram banidas como se fossem criminosas. A unica liberdade de opiniao que se tinha era a de pensar exatamente como eles. Quem tinha opiniao diferente era censurado, preso e/ou banido do pais.

Os Estados Unidos estavam totalmente envolvidos no processo. Eles ofereceram ajuda logistica e monetaria. O exemplo mais odioso disso foi a criacao da Escolas da Americas. No inicio operava-se a partir do Panama mas agora isso esta dentro dos Estados Unidos. As disciplinas lecionadas nessa escola incluiam como operar a maquina de repressao aos movimentos dos direitos civis nos paises sob ditadura, especialmente na America Latina. As aulas incluiam secoes de como torturar para obter-se informacoes da dissidencia politica. Em outras palavras, era algo semelhante ao que os sovieticos fizeram aos dissidentes sob o poder deles. Coisa igual foi ensinada aos ditadores da America Latina.

Quando eu era crianca no Brasil nao chegava a nos o conhecimento de algo errado acontecendo. Vivendo no interior nos anos 60 e 70 nao fazia muita diferenca estar sob ditadura. A sociedade brasileira mesma era um certo tipo de ditadura. Pais tinham o direito de espancar os filhos ao bel prazer. Nao era uma forma de educar-se. Esta era a forma de a cultura conservadora manter as pessoas submissas ao que os adultos queriam. Nao culpo meus pais e os outros ancestrais por comportarem assim porque nao tinhamos uma sociedade baseada em informacoes mas sim em tradicoes.

Alguns pais justificavam o comportamento dizendo: “Estou fazendo isso com voce para que voce nao caia nas maos da policia e ela pode fazer pior que eu.” E isso era a pura verdade, ou melhor, nessa parte de fazer pior. E as acoes das policias eram prontamente apoiadas pelo governo e pela sociedade conservadora. Assim, eramos criados no medo. E isso parece ter refletido negativamente em nossa criatividade.

Vivendo no interior a informacao que nos chegava vinha na maioria por meio de radios, televisoes e jornais. Todo e cada um era vigiado pela censura oficial. Os donos da media nao se preocupavam com isso. Eles preferiam aceitar isso em troca dos estimulos oficiais aos seus negocios. E alguns construiram negocios imensos com essa oportunidade sem igual.

Desde que tudo era censurado a unica forma de buscar felicidade no Brasil era ouvir musica. Ate a musica era vigiadissima pelos censores mas eles nao tinham inteligencia para detectar tudo o que estava sendo transmitido nela. Muitos musicos usaram seus trabalhos para enviar a mensagem da tristeza em que o Brasil estava embrulhado nela. Nomes como: Chico Buarque de Holanda, Milton Nascimento, Fernando Brant, Luiz Gonzaga Junior, Elis Regina, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Sergio Ricardo, Geraldo Vandre estao ligados a esse tipo de musica. Outros como: Tom Jobim, Vinicius de Morais, Elomar, Ary Barroso, Alceu Valenca, Raimundo Fagner, Luiz Gonzaga, Dorival Caymmi, Toquinho, Rita Lee e muitos outros estao ligados na boa producao musical sem necessariamente envolvimento politico.

Os que eram militantes, algumas vezes, eram presenteados com uma passagem para o exterior, versao: so ida, e forcados a ferias que poderiam durar meses ou anos. Normalmente isso acontecia apos o lancamento de um disco e, depois, os censores conseguiam decifrar o que realmente algumas nuances da musica diziam. Mas quando a censura vinha o povo ja tinha captado a mensagem. Porei dois exemplos de linhagens genealogicas para demonstrar que a musica corre em nossas veias.

1.927 Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim (Tom Jobim) – Thereza Otero Hermanny
1.910 Nilza Brasileiro de Almeida – Jorge de Oliveira Jobim
1.874 Azor Brasileiro de Almeida – Emilia Aurora Pereira da Silva
1.850 Manuel Jose de Almeida Leme – Maria Umbelina de Almeida
1.825 Francisco de Almeida Pires – Maria de Camargo*
1.770 Manuel Jose de Almeida Leme – Maria da Anunciacao Arruda*
1.715 Jose de Almeida Leme – Maria Egipciaca de Moura
1.690 Fernando de Almeida Leme – Andreza de Almeida Leite
1.630 Francisco de Almeida Cabral – Maria de Caceres
Luis Dias Leme – Ana Cabral
Antao Leme – esposa desconhecida
Mateus Leme – Antonia de Chaves
1.568 Leonor Leme – Bras Esteves
Pedro Leme – Luzia Fernandes

O ultimo casal ja esta presente em outras linhagens como a ja apresentada para o Oswald de Andrade. Pedro Leme casou-se tambem com Izabel Paes e eles sao bisavos do bandeirante Fernao Dias Pais Leme. O proprio Tom Jobim eh descendente direto do Fernao Dias. Veja a sequencia dele no capitulo 10.

1.944 Francisco (Chico) Buarque de Holanda – Maria Paixao Severo da Costa (Marieta Severo)
1.910 Maria Amelia Cesario Alvim – Sergio Buarque de Holanda*
1.880 Francisco Cesario Alvim – Maria do Carmo Carvalho*
1.839 Jose Cesario de Faria Alvim Filho – Amelia Calado de Miranda
Jose Cesario de Faria Alvim – Teresa Januario Carneiro
Ana Angelica Souto Maior Alvim – Joaquim Jose de Faria Lana
Francisco Xavier de Barros Sousa e Alvim – Maria Felizarda Souto Maior
Doroteia Luisa de Sa Sotomayor – Manuel de Barros e Sousa*
Francisco de Abreu Felgueiras – Maria de Antas Cerqueira
Mariana de Sa Sotomaior – Francisco de Abreu Felgueiras*
1.565 Isabel de Araujo de Azevedo – Goncalo de Antas de Sa
1.535 Ana Nunes Bezerra – Francisco da Costa Taveira
1.490 Froilos de Araujo de Azevedo – Justa Amorim
1.470 Fernao Velho de Araujo – Ana Nunes Bezerra
Isabel Coelho de Azevedo – Tristao de Araujo
1.435 Goncalo Coelho, 3o. sr. de Felgueiras – esposa desconhecida
1.420 Martim Coelho, 2o. sr. – Joana de Azevedo
1.370 Fernao Coelho, 1o. sr. – Catarina de Freitas*

Eu trouxe a linhagem ate aqui porque fica mais facil de ligar os pontos com outras personalidades ja apresentadas. Somente para lembrar, Fernao Coelho foi bisneto de Estevao Coelho e Maria Mendes Petite, que tambem sao ancestrais das familias reais portuguesa e brasileira. E Catarina de Freitas eh multiplas vezes descendente das familias reais da Peninsula Iberica. O Chico Buarque vem tambem da linhagem “de La Cerda” que partilha com Fernao Dias Pais Leme, Tiradentes, Frei Sao Galvao e outros.

Gostaria de apontar mais uma particularidade aqui. No capitulo 11, mencionei que nossos primos Silvia Amelia e Theodoro Hungria da Silva Machado, ambos casados com personalidades da familia real brasileira, eram pelo menos duas vezes descendentes do Fernao Coelho e Catarina de Freitas mas nao mostrei como. Vou apreveitar este momento para mostrar a ligacao.

1.839 Jose Cesario de Faria Alvim Filho – Amelia Calado de Miranda
1.876 Silvia de Miranda Faria Alvim – Afranio Camorim Jacauba de Otingi e Melo Franco
1.904 Sylvia Amelia de Melo Franco – Mucio Emilio de Senna (*)
1.930 Sylvia Emilia de Mello Franco Senna* – Paulo Argemiro Hungria da Silva Machado

Estes sao os pais da Silvia Amelia e do Theodoro. Entao, os bisavos do Chico Buarque sao trisavos dos nossos primos tambem. E a genealogia deles vai direto a Fernao e Catarina. O nosso primo: Mucio Emilio de Senna (*) eh filho do primo famoso: professor Nelson Coelho de Senna, que eh trineto dos nossos ancestrais Jose Coelho de Magalhaes e Eugenia Rodrigues da Rocha. O sinal (*) eh para indicar que eu ainda nao consegui tirar a duvida se nosso ancestral Jose Coelho de Magalhaes eh o mesmo nobre que esta no site geneall.net portugal ou nao. Se for, esta sera a outra via pela qual nossos primos serao descendentes do Fernao Coelho e Catarina de Freitas.

A musica tambem foi um fator para minimizar o odio contra o governo americano e multinacionais provocado pelos malfeitos deles na America Latina. Alguns artistas como Joan Baez e Bob Dylan deram um sinal de que existiam outros americanos que nao aqueles que estavam tirando vantagens das fraquesas dos paises pobres. Outras pessoas de outros paises como Mercedes Sosa, Argentina; Bob Marley, Jamaica e John Lennon, Inglaterra, tambem foram responsaveis pelo que havia de bom de se ouvir.

No Brasil, naquele tempo, as radios maiores tocavam apenas musica internacional. Mas destes musicos pouco se ouvia deles. Somente no final dos anos 70 nos tivemos FMs que comecaram a tocar exclusivamente musica brasileira. E estas eram as que receberam nossa atencao. Penso que as outras estacoes viram a oportunidade e tambem comecaram a misturar producoes nacionais e internacionais.

O mais estranho foi isso, depois de eu vir para os Estados Unidos, minha irma que ja vivia na Florida, disse-me que ela nao entendia porque tantas pessoas gostavam da Joan Baez no Brasil enquanto as pessoas que ela tinha contato na Florida nem sequer tinham ouvido falar dela. Imediatamente eu fui a uma loja de discos e encontrei alguns dela. Eu procurei o album Joan Baez European Tour que cresci ouvindo. Especificamente este nao encontrei. Pelo menos nao era apenas minha imaginacao!

Quando o presidente Clinton visitou o Brasil ele mencionou gostar da musica brasileira. E eu estava admirado de que outros americanos alegavam conhecer a musica brasileira. Uma das razoes que comecei a ouvir as radios publicas aqui era porque elas eram as unicas que abriam a programacao para mostrar as musicas brasileira e de outros paises. Entretanto, todo mundo no Brasil conhece um pouco da musica americana inclusive porque ela eh imposta pelas grandes companhias de discos. De todo jeito, desde que a ditadura acabou, parece que os bons musicos morreram ou perderam a imaginacao para fazer musica boa no Brasil. Como aqui, cairam na producao comercial.

Crescer em uma ditadura nao tem nada de graca. A primeira coisa eh voce ser enganado pela propaganda oficial. O governo eh apresentado como fazendo coisas maravilhosas e nenhuma errada, nem por engano. Eles usam os sentimentos nacionalistas das pessoas para tentar coloca-las contra qualquer um que discorda das decisoes deles. Antes que voce amadureca e comece a racionalizar os acontecimentos, voce nao percebe que nao passa de uma figura no joguete deles.

Tivemos a sorte de crescer com televisao e mesmo com a programacao censurada a gente comeca a pegar alguma coisa como: Por que nao podemos votar para governador e presidente se nos paises livres pode? Por que os “terroristas” sequestraram o embaixador americano e o trocaram pela liberdade de uma lista de desconhecidos que foram mandados ao exilio? Se o Estados Unidos sao nossos amigos, por que o diplomata deles?

E a ditadura no Brasil foi um caso explicito de megalomania. Tudo o que fazia era grande. A maior ponte sobre o mar no mundo naquele tempo. Uma ponte de mais de 12 km ligando Rio de Janeiro a Niteroi. A maior hidreletrica do mundo. Um monstro binacional entre o Brasil e o Paraguai para produzir 11 milhoes de kw. A maior estrada dentro de uma floresta tropical, em sentido paralelo ao Rio Amazonas como se o proprio rio nao fosse uma via natural de transporte. A floresta foi considerada inimiga do desenvolvimento e a destruicao dela financiada pelas corporacoes internacionais como o Banco Mundial.

O que eles nao deixavam transparecer nos grandes feitos deles era o que o povo teria que passar para pagar os emprestimos nas decadas seguintes. Queimaram o nosso futuro para se manterem no poder. Quando o ultimo ditador saiu, falou: “Voces vao sentir saudades e pedirao para voltarmos.” Ele tinha conhecimento da bomba relogio que estavam deixando sobre nossas cabecas e pensou que o desenvolvimento fabricado que criaram por periodo curto fosse lembrado, quando o tempo ruim surgisse em consequencia dele, como se uma coisa nao estivesse vinculada `a outra. Gracas a Deus, somente uma minoria sente saudade da loucura militar!

Outro peso que eles deixaram sobre os ombros do povo foi a dependencia da economia brasileira em relacao `a americana. Essa dependencia era tao proxima que mais de 50% da balanca comercial estava ligada aos Estados Unidos. O dito popular da epoca era: “Os Estados Unidos nao podem gripar sem que o Brasil contraia pneumonia.” Ou, numa forma mais humoristica: ” O Brasil eh nosso mas quem USA sou EEUU.

E uma das formas de aticar o sentimento nacionalista da populacao comum era apresentar os numeros da balanca comercial entre os dois paises. Ela era claramente favoravel ao Brasil e o povao pensava que isso era bom porque nao tinha a menor ideia de como a falcatrua funcionava. A falcatrua era simples. O Brasil mandava milhoes de toneladas de materia prima e recebia produtos industrializados.

Melhor eh eu fazer uma comparacao para explicar. Digamos que, para cada milhao de toneladas de ferro exportadas do Brasil, ele recebia o equivalente a 100.000 toneladas em carros por um preco equiparavel ao do milhao de toneladas. O que era mostrado era o montante de dinheiro envolvido mas nada se dizia o que era feito dos outros 900.000 toneladas de ferro. Entao, o que parecia sucesso aos olhos do povo era, na verdade, uma falcatrua. Com o resto da materia prima os Estados Unidos produziam milhares de carros o que, em ultima analise, fazia a balanca pender a favor deles.

Essa ligacao entre as duas economias fez o Brasil dobrar os joelhos mais de uma vez. Uma delas foi nos anos 70, com a primeira grande crise do petroleo. O Brasil nao estava preparado para nada, nao tinha reservas monetarias e era totalmente dependente. A solucao inteligente foi substituir a gasolina por alcool. Isso teria sido boa ideia se houvessem feito testes e pesquisas antes.

O Brasil eh o maior produtor de cana de acucar e a usa para produzir acucar mais alcool. Para dar uma solucao ao problema pensou-se que seria uma simples questao de plantar mais cana e produzir mais alcool. E eles comecaram a adicionar alcool na gasolina e produzir carros movidos a alcool. Cedo os consumidores perceberam que os carros movidos a alcool nao funcionavam direito quando fazia frio. E o alcool corroia todas as partes metalicas, nao apenas as que estavam em contado direto com o produto.

O que poderia dar um processo historico em qualquer outro lugar do mundo, o consumidor brasileiro nao tinha onde procurar ajuda. A populacao que tinha carro a alcool engoliu em silencio. Toda a frota brasileira de carro virou sucata. Somente mais tarde os cientistas descobriram que se precisava de um tipo resistente de aco. Foi assim que encontramos a tecnologia flex de hoje. Agradeca-se ao consumidor brasileiro que se tornou cobaia naquele tempo.

Outro detalhe a respeito da economia na ditadura. Sempre me recordo do dizer do ministro da economia da epoca: “Nos precisamos fazer o bolo economico crescer primeiro para depois dividi-lo com o povo.” Na concepcao dele a economia do pais teria que gerar pessoas ricas primeiro e estas deveriam investir na industrializacao para, entao, criar mais empregos e pagar melhores salarios. Como no Brasil de diz: “Ele queria colocar o carro na frente dos bois.”

Ate hoje nao recebi minha parte. Antecipando um pouco do que quero dizer depois, esse tipo de visao eh parecido demais com a dos republicanos aqui nos Estados Unidos agora. Eles pensam que dando isencoes para os ricos ira ajudar a economia. Nao da para mostrar por escrito o quanto estou rindo por isso. Nao eh nenhum riso de prazer. Eh um riso com todas as costelas quebradas e muita dor.

Se voltassemos aos anos 60 e 70 o Brasil poderia ser comparado `a China da hora. Nao exatamente a China de hoje mas um Brasil transviado de China. Era um pais de crescimento rapido cuja populacao estava sendo vendida ao mercado internacional. O salario minimo comecava do menor e caindo para pior. A propaganda era colocar todo mundo para trabalhar mas no final do mes o salario era a decepcao. Pois eh, essa eh outra caracteristica da economia brasileira, o pagamento eh mensal e nao semanal como acontece nos Estados Unidos.

Tambem a moeda era artificialmente manipulada para os trabalhadores se virarem. Numa economia moderna a inflacao precisa ser controlada. Naquele tipo de economia a inflacao era usada como instrumento de arrecadacao e o governo transferia o dinheiro do bolso do trabalhador para o uso nos interesses dele. Na minha vida aprendi a viver com mais de 5 moedas diferentes. Tivemos Cruzeiro, Cruzado e agora temos Real. Entre uma e outra de cada uma dessas moedas, geralmente, passou uma intermediaria acrescida de Novo. Tivemos periodos em que a inflacao foi aos tres digitos, por mes.

E como mencionei antes, os metalurgicos lutaram pela equiparacao dos salarios deles aos que eram pagos nos paises industrializados. Mas isso nao funcionava para os trabalhadores de outras industrias. E os metalurgicos representavam so uma pequena fracao da populacao. Nao sei quem teve primeiro a ideia. Alguem comecou a emigrar para os paises ricos e essa foi outra forma de equiparar salarios. Talvez isso tenha comecado com os exilados mas o mais certo eh que tenha sido antes e o povo agiu assim por intuicao, sem organizacao.

Num de nossos livros de genealogia temos o registro do casamento de nosso primo: Adail Coelho Neto com Neuza Kinzo Coelho, em 1.970. Os filhos deles, Paula e Alexandre, nasceram nos Estados Unidos. E eles nao foram o primeiro caso. Naquele tempo e por longo tempo depois, a moeda brasileira era depreciada de forma que a pessoa podia vir, trabalhar dois ou tres anos, voltar e comecar seu proprio negocio. Alguns foram capazes de comprar fazendas. E essa foi a maior propaganda para outros se arriscarem.

Nos anos 70 e 80 a referencia da migracao brasileira era a cidade de Governador Valadares. Ou Valadares simplesmente. E o numero de cidadaos imigrantes identificados como de la era tao grande e o dinheiro enviado por eles era tao visivel que a cidade passou a ser chamada de Valadolares. Posteriormente voltarei a esse assunto porque boa parte dos migrantes nao haviam nascido la. A cidade nao tinha idade suficiente para ter tanta gente nascida nela.

Como mencionei antes, por volta de 1.940 ela contava com cerca de 5.000 habitantes e perto de 300.000 em 1.970. A maioria do povo tinha nascido em outros lugares e se mudado para la, atraida pelas novas oportunidades que o solo rico das redondezas e a facilitacao do transporte que a Rio-Bahia oferecia. Somente para lembrar, a rodovia havia sido construida pelo esforco conjunto de brasileiros e americanos, durante a Segunda Guerra.

A resistencia armada `a ditadura foi o maior fracasso. Ela foi derrotada com facilidade desde que so um pequeno numero de voluntarios teve essa coragem. A maioria deles era vinculada ao Partido Comunista mas a maioria das pessoas era jovem demais para tomar as melhores decisoes.

O numero muito maior era representado por trabalhadores e intelectuais. Estes tambem foram perseguidos como se as canetas e ideias fossem armas de guerra. O excesso de forca que atualmente considera-se abominavel, era usado sem restricoes naquela epoca. Muitos intelectuais como os jornalistas Paiva e Herzog foram para a prisao e nunca voltaram vivos. Como eles, tivemos milhares de “casualidades” se incluirmos prisoes arbitrarias sem envolvimento de morte.

Apesar do terror, os brasileiros nao perderam o senso de humor. A ditadura passou a usar o gingle de propaganda que comecava assim: “Este eh um pais que vai pra frente.” E uma trupe o cantou andando de costas. (Os Trapalhaes). Ganharam um mes de suspencao. Outro usou gargalhadas para repor o ohohohoho que seguia ao refrao. (Juca Chaves). Ganhou seis meses de ferias na Europa.

Temos no Brasil a sabedoria que fala: “Quem nao tem cao caca com gato”. Um comediante (Chico Anisio) esticou-o dizendo: “Quem nao tem gato, caca com rato e quem nao tem rato, caca com ato.” Era uma mencao ao Ato Institucional numero 5 (AI-5), uma lei que ultrapassava `as atribuicoes permitidas pela Constituicao Brasileira. O AI-5 foi muito usado para punir a dissidencia.

A ditadura se viu acuada pelo criticismo e lancou uma propaganda para manipular o sentimento patriotico do povo dizendo: “Brasil, ame-o ou deixe-o.” O unico jornal com circulacao permitida e era abertamente critico ao governo estampou na primeira pagina no dia seguinte: “O ultimo a sair, favor apagar as luzes do aeroporto!”

A respeito desse jornal, ele era o Pasquim. Pasquim como todos sabemos eh semelhante a um diario com conteudo fraco. Os fundadores haviam escolhido o nome porque ja sabiam que os propagandistas da ditadura o iriam chamar assim para diminuir a importancia dos assuntos publicados nele. Assim eles se anteciparam no que seria a intencao da ditadura e isso funcionou porque no comeco os censores nao deram a atencao esperada. Depois, algumas tiragens foram recolhidas por causa do conteudo perigoso, para a ditadura!

Na decada de 70 a America do Sul sofreu o pior de suas ditaduras. Argentina, Bolivia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai se juntaram para montar um clube de assassinatos e tortura chamado Operacao Condor. Eles se ajudaram mutuamente para eliminar seus desafeto politicos. Naquele tempo o governo americano tampou os olhos para dizer que o que nao se ve nao acontece. Isso funcionou ate ao momento que a coisa explodiu dentro de Washington.

Uma trama, envolvendo a policia secreta chilena, cubanos exilados e a propria CIA matou Orlando Letelier, na Praca Sheridan. Usaram uma bomba de controle remoto. Washington deu uma resposta timida somente porque a assistente de Letelier, Ronni Moffit, que era americana, morreu junto. Orlando Letelier era a voz chilena pregando no Deserto do Governo Americano o que todo mundo sabia que estava acontecendo na America do Sul, de que as ditaduras eram causa perdida, e o governo americano nao dava ciencia porque era parte do problema.

Orlando Letelier fez parte de uma lista de assassinados e torturados promovida pela Operacao Condor. O ex-presidente do Brasil, Joao Goulart, tambem foi envenenado na cidade de Mercedes, Argentina, quando no exilio. Embora isso nao possa ser confirmado porque nao foi feita autopsia alguma no corpo. O ex-presidente, Juscelino Kubitschek, tambem morreu num acidente de carro suspeito, no Brasil. Duvido que qualquer dos dois representassem perigo a alguem, e as mortes deles sao testemunha contra qualquer tipo de governo draconiano.

Como mencionei antes, o envolvimento do governo americano nos assuntos internos da America do Sul tambem produziu vitimas do lado deles. O embaixador, Charles Burke Elbrick, foi raptado pelo grupo Movimento Revolucionario 8 de Outubro (MR-8) no Brasil, durante 78 horas. Ele foi libertado em troca de 15 dissidentes politicos.

O agente da CIA, Dan Mitrione, nao teve a mesma sorte. Ele foi raptado pelo grupo de esquerda Tupamaro, no Uruguai, e numa sequencia de fatos infelizes acabou morto. Ele era acusado de dar aulas de tortura para as policias politicas sulamericanas. Os ditadores brasileiros fizeram uma homenagem a ele dando o nome dele a uma rua no Rio de Janeiro. Honra cancelada pelo civis eleitos que nao desejavam que o passado obscuro dele service de incentivo para futuros aventureiros.

Aqui podemos apontar outra contradicao do governo americano que se transforma em estimulo `a cultura de odio aos americanos no mundo fora dos Estados Unidos. Sem mencionarmos a responsabilidade pela disseminacao da tortura e ditaduras. Recentemente o governo americano tentou jogar nos ombros dos iranianos uma conspiracao para matar o embaixador da Arabia Saudita em Washington, sem que os conspiradores se importassem com vidas americanas que tambem poderiam ser ceifadas.

Penso que, ninguem fora de Washington e do Pentagono acreditou nisso. Desde a fabricacao de provas dizendo que Saddam Hussein tinha armas de destruicao em massa em maos, antes da invasao do pais, todo mundo no mundo esta com um pe atras com qualquer bobagem que saia da boca do governo americano.

O assassinato de Orlando Letelier nao causou o mesmo sentimento de ultraje que a possibilidade do assassinato do embaixador da Arabia Saudita parece ter causado. Augusto Pinochet, o ditador chileno, que ordenou muitos outros assassinatos, morreu em paz com o governo americano. E eh o cinismo desse tipo que incentiva o odio contra tudo o que eh feito por americanos.

Tambem, ha pouco tempo, um deputado do Partido Verde no Brasil, o sr. Fernando Gabeira, teve sua entrada nos Estados Unidos barrada. O visto foi pedido em razao do trabalho dele como representante e a resposta foi adiada ate que passou a razao para a viagem. O que acontecia era que, Gabeira foi um dos militantes que raptaram o embaixador Elbrick. Onde esta o cinismo? Eh so buscar a lista de pessoas `as quais nunca foi negado um visto mas que fizeram coisas pior que ele. Nao defendo o que ele fez. Apenas aponto a incoerencia na atitude do governo americano.

O governo da ditadura foi desmascarado gracas `a coragem do arcebispo de Sao Paulo, D. Paulo Evaristo Arns, e muitos amigos como o presbiteriano Jaime Wright e o Frei Beto. Eles pesquisaram e depois publicaram o livro chamado: Brasil: Nunca Mais ou BNM. Eles pegaram o testemunho dos sobreviventes dos poroes da ditadura e compararam com os arquivos no Superior Tribunal Militar, provando muitas acusacoes de torturas e assassinatos entre 1.961 ate 1.979.

Apos `a publicacao, todos que tinham duvidas quanto ao que muitos ja sabiam ficaram com a impressao de terem sido traidos. A maioria do povo brasileiro tinha sido enganada para sustentar o golpe de 64 pensando que iria evitar um governo assassino. No final descobriu-se que o povo recebeu aquilo que nao procurava. Eu vi isso na face da minha mae quando ela leu o livro. E ela concordou: Nunca, Nunca Mais!

O fim da ditadura no Brasil foi marcado por dois grandes movimentos. Um foi o “Anistia Ja”. Este movimento teve raizes na intencao dos ditadores de criar uma lei que seria aprovada pela maioria que tinham no Congresso que daria anistia a todo crime que tinham cometido. A oposicao percebeu que nao seria capaz de impedir a aprovacao e incluiu a dissidencia junto. Assim, ninguem seria deixado para tras. Os dois lados tiveram que engolir a anistia um do outro. Mas isso acabou sento efetivo para a pacificacao do pais.

O segundo movimento foram as “Diretas Ja”. O partido da ditadura queria manter o sistema de eleicoes indiretas para presidentes. Mas milhoes de possoas foram mobilizadas a favor do voto popular para eleicoes presidenciais. O movimento foi fatalmente ferido quando parte dos lideres dele foram cooptados para concorrer `as eleicoes indiretas que se deram entre o partido dos ditadores e parte da oposicao. A oposicao nomeou Tancredo de Almeida Neves como candidato a presidente e o vice a Jose Sarney.

Tem tres momentos em minha vida que tive pressentimentos de que coisas boas nao poderiam sair de certas decisoes. Uma delas se deu no dia que Tancredo Neves anunciou Jose Sarney como vice dele. Deu-me um desespero tao grande que falei para uns colegas que estavam assistindo televisao em nosso apartamento na universidade: Sera que a besta desse velho nao pensa que pode morrer!? Acabou sendo eleito e muitos dias antes de empossar estava morto. Assim, ganhamos uma extensao da ditadura por mais cinco anos com o vice.

Os outros dois pressentimentos se deram no dia em que o presidente Bush anunciou a guerra contra o Iraque e, horas antes do Obama anunciar o assassinato do Osama Bin Laden foi o terceiro. Mas esses sao assuntos para depois.

Uma curiosidade, o vice e depois presidente Jose Sarney tem ancestrais que assinam Rodrigues Coelho. Coincidentemente estes sao nomes tambem vinculados aos nossos ancestrais. Mas nao temos dados suficientes para dizer se as duas familias tem a mesma raiz. O que parece eh que a assinatura na familia dele vem de uma migracao anterior e na nossa uma migracao mais tardia de Portugal. Se houver algum vinculo entre as duas devera ser anterior a 1.650.

Coincidentemente, eu acabo de ser contactado por um primo que mandou-me o endereco: http://www.casagrande.org.br/historia-de-casa-grande/anibal/anibal-coelho. Anibal Rodrigues Coelho eh outro primo proximo da nossa familia. Infelizmente o texto esta apenas em portugues, nao dando oportunidade aos de lingua inglesa. O site nao tem intencao politica. Casa Grande eh a organizacao nao governamental que ele trabalha para ajudar pessoas em dificuldades e `a qual dedicou a vida. Na entrevista de vida ele disse isso:

O meu envolvimento com a associacao e com o movimento comunitario me rendeu quatro prisoes porque isso, na epoca, era visto como atividade comunista. … A ideia geral eh que quanto mais ignorante eh um povo, mais facil eh domina-lo. E a gente queria promover a cidadania, levar o conhecimento `a populacao, etc.” Ele nao estava falando a respeito da organizacao nao governamental mas tao somente a respeito da militancia dele como bibliotecario.

E isso eh o que eh ditadura. A ignorancia e a ma informacao sempre foram usadas para dominar a populacao brasileira pobre e durante a ditadura isso nao se fez excecao. O objetivo da ditadura nao era o de manter o povo analfabeto. O objetivo principal dela era controlar a informacao que iria chegar ao conhecimento do povo.

Aqui preciso mencionar o contraste de concepcoes a respeito do que eh certo e do que eh errado na vida. Meu avo materno, Jose Coelho Junior, o Juca Coelho, foi uma pessoa que lutou a vida inteira em prol de causas comunitarias. A vida das pessoas no interior giravam em torno das referencias comunitarias como: igreja, escolas, hospital, maternidade, forum e prefeitura. Vovo era politico mas nao concorreu a cargos eletivos, portanto, somente apoiava os que foram eleitos aos cargos da prefeitura.

Ele deve ter tido uma participacao menor na construcao da matriz da cidade mas envolveu-se na implantacao do segundo grau, nas construcoes do hospital e da maternidade e foi gracas a ele que a cidade foi elevada a comarca, podendo ter o forum proprio. Mas quando se deu o golpe de 64 ele ja tinha 72 anos. E ele apoiou a ideia pensando que os comunistas estivessem mesmo chegando ao poder.

O pavor que vovo tinha dos comunistas nao era necessariamente por causa da distribuicao de renda ou mesmo de se ter um governo repressivo. O medo dele era o ateismo e daria a vida se preciso fosse pelo catolicismo. Nisso ele era completamente radical.

Mas apos seus 84 anos ele sofreu um derrame cerebral e paralizou metade do corpo. Com isso nos tinhamos que servir de enfermeiros ou auxiliares em tudo o que ele desejasse fazer fora da cama. Ele ja estava um pouco esclerosado, porem, tinha momentos de lucidez. E nesses momentos ele tentava convencer-nos de que, por sermos a favor da democratizacao do Brasil, nos so poderiamos ser comunistas. E essa conversa rendia discussoes historicas.

Numa dessas vezes ele desafiou-me a viajar para a Uniao Sovietica e praticar la o “meu comunismo”. Eu insistia com ele que eu nada tinha a fazer na Uniao Sovietica porque se eu era contra a repressao brasileira tambem nao concordava com o totalitarismo sovietico. Mas ele nao compreendia a minha logica e confundia o nosso apoio `a democracia como se fosse aprovacao ao totalitarismo, principalmente aquele oriundo do comunismo ateista. E num certo momento da discussao ele comecou a esbravejar: “Tem eh que mandar matar esse povo que esta conspirando. Esses comunistas. Esses militares nao estao valendo nada. Se nao matar o Brasil vai virar uma bagunca!”

Pensei que pudesse chama-lo `a razao argumentando: Uai vo, o senhor eh a favor de mandar matar ate os seus netos? Mas ele nao se fez de rogado. “Comunista tem mais eh que morrer! Nao perdoo ninguem.” Ainda insisti mais um pouco: Vo, qual razao o senhor nos daria para justificar matar? Dai ele vociferou: “Porque no Brasil eh a lei!” Foi ai que eu respirei fundo e calmamente soprei o que tinha a dizer: Entao ta certo vo! La na Uniao Sovietica eles nao estao fazendo nada de errado com os dissidentes. Porque la eles tambem tem as leis deles.

Preso `a cadeira de rodas e vendo o ponto de vista dele cair por terra ele nao encontrou outro argumento senao chorar e dizer: “O que vale eh que estou mais perto de morrer! Mas voces vao se arrepender.” Na verdade a vida eh sempre assim: nao importa qual a opcao que a gente faca, quando os tempos dificeis se apresentam temos sempre a duvida se tomamos ou nao as melhores decisoes em nosso passado. Tivemos muitas oportunidades de dificuldades no Brasil depois que a ditadura se foi. Mas em cada momento desses a minha certeza foi sempre essa: corrigir o rumo, jamais voltar `aquela opcao tao negativa.

O problema das relacoes humanas esta no absolutismo de certas pessoas. Vovo Juca sempre foi absolutista. O que ele acreditava tinha que valer como verdade para todos. Nao podemos negar e agradecer o trabalho comunitario que ele prestou `a nossa comunidade. Mas se ele fosse jovem e fizesse o mesmo que havia feito anos atras, durante a ditadura ele correria o risco de ter sido um dos numerosos casos de prisoes arbitrarias que povoam a nossa Historia.

O problema dos absolutistas esta nisso: eles tem toda a certeza de que o que desejam fazer sera o melhor para todos ou, pelo menos, para a maioria. A certeza deles eh tanta que isso os impede de enxergar os outros pontos de vista. Com certeza, Joseph Stalin, Mao Tse Tung, Adolph Hitler, Osama Bin Laden, George W. Bush e muitos outros tinham a absoluta certeza de que estavam dando o melhor de si para o mundo. O defeito deles eh nao perceber o quanto estavam enganados e que o mundo tem uma ideia diferente do que eh bom para si mesmo.

Por pensar que o mundo recusa o que eh bom para si proprio o absolutista tenta impor ao mundo aquilo que nao eh bom nem para ele proprio. Era totalmente compreensivel que nosso avo, com seus 87 anos de vida e sofrendo a Doenca de Alzheimer, confundisse defesa de democracia como se fosse ser comunista. Mas o mesmo, partindo dos lideres da ditadura, demonstrava um quadro pior de doenca. No Brasil nos tivemos um tipo de macarthismo muito pior que o original americano.

E aqui eu observo quao similar a isso eh a concepcao daqueles que acusam o presidente Obama de estar querendo implantar um programa socialista. Eles nao desejam eh que nos, o povo, tenhamos acesso a condicoes que eles acreditam ser restritas aos privilegiados. Assim, acusando o presidente Obama de possuir um programa socialista, eles exploram o medo que as pessoas comuns tem do socialismo, ao mesmo tempo que ocultam suas intencoes de segregar o povo.

Postarei mais uma sequencia genealogica para o eleito que nao assumiu, presidente Tancredo de Almeida Neves. A genealogia dele eh como se diz no Brasil: Eh feijao com arroz. Muito semelhante `a dos outros.

1.910 Tancredo de Almeida Neves – Risoleta Guimaraes Tolentino
1.881 Antonina Homem de Almeida – Francisco de Paula Neves*
1.848 Mariana Candida Kapler – Antonio Homem de Almeida
1.821 Mariana Candida de Jesus – Francisco Kapler
1.795 Maria Madalena da Silva – Joao da Silva Pereira Gomes
Manuel Ferreira da Silva – Mariana Moreira de Sousa
1.747 Maria Cleofa Bueno – Jose Ferreira da Silva
Maria Cleofa Bueno – Joao Goncalves de Melo
Rosa Maria Bueno de Moraes – Antonio de Moura
Lourenco Correia Pires – Catarina Bueno do Prado
Manuel Joao de Oliveira – Francisca de Lira de Moraes
Isabel Pais – Marcos Mendes de Oliveira
Maria Leme – Manuel Joao Branco
Fernando Dias Pais Leme* – Lucrecia Leme*

A partir desse ponto podemos voltar ao capitulo 10 e verificarmos a sequencia genealogica do bandeirante Fernao Dias Pais Leme que esta la. Fernando e Lucreica sao os avos paternos dele. Eu verifiquei apenas a linhagem maternal do Tancredo Neves porque pensei que as datas na frente dos nomes poderiam ajudar a identificar mais coisas e o lado paterno nao as possui.

A brutalidade da ditadura no Brasil foi mostrada por mais um fato ultrajoso. Estava programado uma show a favor da democratizacao e pacificacao do pais, com uma cantora famosa. Uma bomba explodiu nas imediacoes. Esta estava sendo preparada por 2 militares para provocar tumulto, porem, a bomba explodiu no colo de um dos facinoras. Se o ataque deles houvesse tido sucesso, poderiam ter causado muitas mortes e ferido milhares. Ate hoje nao ficou totalmente explicado o que eles realmente queriam fazer.

Nada do que fizeram para impedir a democratizacao funcionou. E os outros paises da America do Sul tambem estavam na mesma onda. Nos conseguimos alguma ajuda dos paises industrializados. Eles tiveram medo que se a ditadura recrudescesse isso levaria a uma desordem incontrolavel o que causaria perdas nos investimentos deles. Assim, muito antes de termos a Primavera Arabe existiu a Primavera Sulamericana.

A democratizacao no Brasil comecou mesmo no inicio dos anos 90. Tivemos a primeira eleicao presidencial por meio do voto popular apos 30 anos. Apesar de ser considerada legal tivemos interesses anti-democraticos envolvidos nas eleicoes. E o presidente eleito, Fernando Collor de Mello, acabou impedido, por corrupcao. O vice dele e tambem sucessor foi Itamar Franco que terminou o mandato.

Itamar Franco herdou um pais em situacao de Terra arrasada. E ele procurou fazer aliancas com todos que o pudessem ajudar. Eu nao gostava da forma de ele administrar porque fora ex-governador em Minas Gerais e era muito conservador para o meu gosto.

Mesmo eu sendo um Joao Ninguem tentei contactar amigos que poderiam ter acesso ao Partido dos Trabalhadores para que o ajudassem, para evitar que o governo dele terminasse nas maos da direita. Mas o Partido dos Trabalhadores, nao porque tambem eu a fiz, nao aceitou essa proposta e ele preencheu os cargos com conservadores. Mais tarde o Lula, eterno presidente do PT, reconheceu o erro de nao te-lo apoiado.

O presidente Itamar indicou o sociologista Fernando Henrique Cardoso para o cargo de Ministro da Economia e o proprio fora um dos exilados aqui nos Estados Unidos e lecionou ate na Harvard. Um grupo de economistas, incluindo Andre Pinheiro de Lara Resende, fez um plano, baseado em correcoes das muitas outras experiencias erradas no Brasil anteriormente, com nova moeda e estabilizacao economica. Na epoca da implantacao o plano funcionou dentro do esperado e o ministro da economia ganhou o credito popular.

Na onda do otimismo que veio logo apos `a implantacao do plano, que se chamou Real, e continua como nome da moeda brasileira, Fernando Henrique Cardoso foi eleito presidente com facilidade. Mas o governo dele foi caracterizado por ser muito conservador e submisso `as instituicoes monetarias internacionais. Quando ele nao permitiu a flexibilizacao da comparacao do Real com as outras moedas, a administracao dele fez a industria brasileira perder a competitividade e quase quebrou o pais outra vez.

O Governo Fernando Henrique realizou dois outros feitos que o caracterizaram. Um deles foi, pela lei eleitoral anterior um presidente nao poderia ser reeleito no periodo subsequente aos seus quatro anos no poder. Assim ele comprou no Congresso uma emenda em causa propria para ser reeleito. O segundo foi privatizar muitas instituicoes publicas em obediencia ao mandado conservador de minimizar o Estado. Ele privatizou inclusive uma das maiores empresas de mineralogia do mundo, a Cia. Vale do Rio Doce, e que havia nascido gracas `as riquezas do Estado de Minas. Ele estava se preparando para privatizar a Petrobras, mas ai ja seria passar dos limites, ate mesmo para o pacifico povo brasileiro.

As medidas conservadoras tomadas por ele podem ser mensuradas com facilidade pela migracao de brasileiros ao exterior. Migrei logo apos ele ser eleito a primeira vez e a cada ano um numero muito maior de brasileiros estavam chegando. Pareceu ser uma tendencia que nao fosse parar e que deixaria o Brasil vazio. E os migrantes nao eram apenas das classes desfavorecidas. A populacao que era dona de seu proprio negocio estava quebrando. Muitos amigos, que haviam migrado antes e haviam comecado seus negocios no retorno ao Brasil, agora estavam reimigrando. Eh preciso deixar claro que, a minha migracao foi voluntaria e nao se deveu `a performance do FHC.

Apos tres tentativas frustrantes de se eleger presidente, o insistente sindicalista e nordestino: Luiz Inacio Lula da Silva entrou no cargo. Ele ainda tirou vantagem da possibilidade de se reeleger, agradeca-se ao predecessor, e tambem governou duas vezes. No final do segundo mandato ele ajudou a eleger sua sucessora, presidenta Dilma Rousseff.

Lula, como o chamamos desde os tempos de sindicato, era analfabeto, segundo o que os opositores a ele quizeram classificar a forma alternativa da alfabetizacao que ele teve. Ele passou pela escola primaria normal e foi treinado para se tornar metalurgico. Posteriormente cursou o segundo grau via supletivo. O mais importante, aprendeu com a vida. E sempre teve pessoas inteligentes ao seu redor.

Em represalia ele comecou a tirar sarro da oposicao a ele quando o governo dele comecou a dar certo, dizendo em cada discurso que fazia: “Nunca dantes nesse pais se fez tanto pelo povo!” O que ele passava era simples, nenhuma outra administracao tinha feito tanto em tao pouco tempo. E isso eh verdade. Mas tambem esta aquem do que poderia ter sido feito.

Este eh um problema em nossa existencia. Mesmo as pessoas que sao julgadas boas nunca devem se deixar levar pelo sentimento de acomodacao porque foram capazes de atingir um patamar superior em relacao aos outros. Se pensamos que o que fizemos eh o maximo que podemos, devemos ceder nosso lugar imediatamente a outros para que possam melhorar o que fizemos. Ninguem eh perfeito. Sempre havera onde melhorar mais. Tudo o que fizermos agora se tornara obsoleto em futuro proximo.

Lembro-me quando em 1.979 fui despedido do meu primeiro emprego na vida. Lula era a estrela do sindicalismo e a militancia dele sempre o deixava em dificuldades junto `a ditadura. Muitas vezes ele foi preso, o que era uma perda de tempo para os malfeitores porque isso somente aumentava a popularidade dele. Um dia fui chamado na sala do psicologo da firma. Naquele tempo as firmas tinham um nao para ajudar pessoas com problemas mas para “detectar sinais de rebeliao.” Fazer um bom servico nao tinha muito significado no Brasil que estava repleto de desempregados desejando qualquer vaga de empregos de baixa remuneracao.

Nao me recordo se na entrevista eu ou ele mencionamos Lula. Mas fiz uma afirmacao do tipo: Nos precisamos de mais pessoas como o Lula para fazer o pais funcionar para todo mundo. E enxerguei nos olhos dele uma mistura de descrenca e raiva. “Voce pensa que ele sera a solucao?” Ele perguntou. Nao, mas ele eh o inicio. Respondi. E eu continuei falando um monte de bobagens mas nada que representasse risco. Logo logo eles puzeram outra pessoa para eu treina-la e um mes depois eu estava despedido sem precisar cumprir o aviso previo. O nome da empresa era Picchionni, Corretora de Valores, e alguns anos apos foi fechada por administracao errada.

Como presidente, Lula fez o obvio em qualquer outro lugar do mundo. O Brasil tinha cerca de 170 milhoes de habitantes e mais da metade nao era consumidora. Isso era o que todo mundo, do mais bem informado ate aos menos como eu, andava comentando desde ha muito tempo. Mas os conservadores continuavam insistindo no favorecimento aos privilegiados, esperando que, ou apenas dizendo da boca para fora: esperavam que os privilegiados fizessem algo pelos pobres. Mas a verdade eh essa: o rico, ate a um determinado nivel, tenta criar empregos porque mais empregos representam mais renda para ele.

Mas num grau de maior riqueza isso nao funciona tao bem porque eles comecam a “jogar” nas bolsas de valores e a gastar o dinheiro em superfluos. Nao digo que todo mundo faz o mesmo mas no Brasil eh a pura verdade. E no Brasil as bolsas pagam os maiores juros do mundo. Isso ja era verdade desde os tempos da ditadura e foi largamente usado pela administracao do Fernando H. Cardoso para transferir riquezas para uma pequena percentagem da populacao. Nem mesmo o governo Lula foi totalmente capaz de introduzir mais justica para o restante da populacao.

Uma boa imagem para descrever o problema eh essa: alguns bilionarios preferem investir 50 milhoes em suas proprias casas do que ajudar os pobres a comprarem a primeira casa deles de 100.000. E observem quantas casas para pobres 50 milhoes podem comprar! Nao estou falando em distribuir o dinheiro de graca, falo em relacao a pagar-se salarios mais justos para os que trabalham duro.

O que o Lula fez no Brasil foi algo parecido feito por Franklin D. Roosevelt em seu plano Big Deal. Ele apenas elevou o salario minimo gradualmente e esperou pelos resultados. Tambem incluiu no mercado de consumo milhoes que estavam fora. Ainda aumentou o estimulo `as familias pobres para que mantivessem as criancas nas escolas. Esse era um problema enorme no Brasil antes porque historicamente as criancas largavam a escola para ajudar aos pais a quitarem as despesas. O proprio Lula fora vitima da situacao.

Lula sentiu na propria pele o descaso ao qual os pobres sao submetidos no pais. Ele compreendeu que o pobre tambem tinha direito de fazer 5 refeicoes por dia. Tambem que o pobre tem o direito de vestir-se melhor e inclusive o direito de possuir carros. O que historicamente acontecia no Brasil eh descrito pela sabedoria: “Pobre vende o almoco para comprar o jantar.” Desde que a ditadura comecou a vender os interesses do povo no mercado internacional o slogan havia sido: “Salarios baixos para vender mais.” E o salario minimo passou a ser injustamente achatado.

As medidas tomadas pelo Lula, eu proprio ja defendera desde quando escrevera meu segundo livro em 1.977. Eu tinha 19 anos e nenhum conhecimento de economia mas tinha justica e compaixao no coracao.

Como o dito popular usado no Brasil, Lula tem sido o pe-de-coelho do pais. Quando ele foi empossado em 2002, logo logo o Brasil conquistou o quinto titulo de Campeao do Mundo. Nao teria melhor noticia para elevar o otimismo brasileiro que essa. Ta bom, estou exagerando um pouquinho.

Durante a administracao dele o Brasil se tornou autosuficiente em energia, agradeca-se aos investimentos novos na producao de petroleo e biocombustiveis, incluindo-se do alcool. Foi no tempo dele que o mega deposito de petroleo foi encontrado e isso ira logo colocar o Brasil como exportador do produto. Nao foi sem razao que o presidente Obama disse que Lula era o cara. Ele saiu do governo deixando agendadas a proxima Copa do Mundo de Futebol em 2.014 e as Olimpiadas de 2.016.

Mas eh claro, eu estou apenas fazendo um resumo do que alguns presidentes fizeram no Brasil e eles nao fizeram apenas o que estou dizendo que fizeram. Estou apenas caracterizando os feitos deles.

O presidente(a) mais recente do Brasil eh tambem a primeira mulher a ser eleita para o cargo no pais. Dilma Vana Rousseff eh filha de um imigrante bulgaro chamado Pedro Rousseff. A mae, Dilma Jane da Silva, nasceu em Resente, Rio de Janeiro. O casal criou a familia em Belo Horizonte, Minas Gerais, onde Dilma Vana nasceu.

Durante os “Anos de Chumbo” ela tornou-se militante ativa contra a ditadura. Foi capturada, torturada e pagou pena de prisao por 3 anos. Eh muito cedo para caracterizar o governo dela porque assumiu o posto em primeiro de janeiro de 2.011. O que parece eh que ela dara continuidade ao trabalho de Lula. Isso significa boas noticias para os Estados Unidos, mas poderiam ser melhores se o passado nao tivesse nada a cobrar.

Estou mencionando isso porque os Estados Unidos poderiam esperar um parceiro melhor do Brasil nesse tempo de crise. O problema eh que os Estados Unidos nunca pediu desculpas pelos feitos terriveis contra o povo brasileiro durante a ditadura la. Nem mesmo reconheceu o que fez. Agora, muitos politicos que estao no poder foram as mesmas pessoas que sofreram as piores consequencias do intervencionismo.

Mesmo que esses politicos nao guardem raiva, tem algo que eles nao deixarao de ter, eles nunca terao confianca nas politicas americanas. O reconhecimento dos malfeitos e o pedido de perdao poderiam tornar-se o primeiro passo a favor da construcao de uma nova era de confianca. E a melhor alianca so pode nascer quando se tem confianca um no outro.

A atuacao da ultima administracao Bush sera contada como a maior perda no relacionamento entre as duas nacoes. A arrogancia dele, promovendo guerras com mentiras, deve ter colocado os politicos brasileiros em posicao defensiva, o que reflete em perdas economicas para os Estados Unidos. O que preocupa esses politicos eh a crenca em que: “Quando os americanos nao conseguem o que desejam por via diplomatica eles simplesmente tomam o que eh dos outros.”

E, com certeza, as acoes do governo do segundo presidente Bush mostrou isso como verdade. E isso foi definitivo quando o governo do Lula no Brasil se opos ao projeto que poderia dar aos Estados Unidos uma base de lancamento de foguetes la. Para que saibam, o lancamento de espaconaves a partir das proximidades da linha do equador eh mais barato que em outros lugares tropicais ou subtropicais. Mas os americanos quizeram por la a base e te-la como se fosse seu proprio territorio sem partilhar as tecnologias.

Com certeza, ninguem iria querer dar tal recepcao de confianca aos americanos. Ninguem desejaria abrir mao de sua soberania e dar aos americanos uma desculpa para futuras intervencoes.

Outra furada recente da diplomacia americana foi a perda do contrato bilionario que o governo brasileiro abriu para comprar avioes para os servicos militares. Apesar da administracao Obama ser considerada mais amigavel ninguem sabe o que vira depois. E nada melhor do que assistir aos debates dos candidatos republicanos para notar-se que as preocupacoes do mundo em relacao aos Estados Unidos tem fundamentos. Assim, todas as vezes que qualquer governo tiver que decidir fazer algum negocio com os americanos ele lembrar-se-a do que aconteceu anteriormente e ira preferir fazer negocios com os fornecedores que representarem ser de melhor confianca.

Ninguem ira deliberadamente excluir os Estados Unidos de seus negocios porque o pais eh considerado importante para a comunidade mundial mas, enquanto os Estados Unidos nao melhorarem sua imagem como bom e parceiro essencial, eles sofrerao os desgastes das relacoes, e isso, talvez, os conduzirao para a queda do posto de economia dominante no mundo num periodo curto. Isso podera acontecer nao porque os Estados Unidos sao odiados, mas porque os Estados Unidos ha muito tempo tem cometido os mesmos erros que os grandes imperios extintos cometeram.

14. BUSCANDO O PARAISO PERDIDO, A SAGA DA FAMILIA

Gostaria de mostrar neste capitulo algo com respeito ao povoamento de origem europeia numa area particular do Brasil. Conhecemos por meio dos vestigios fosseis que Minas Gerais eh habitada por povos indigenas desde 10.500 anos atras, pelo menos. E decifrar como o Brasil foi primeiro descoberto por pessoas humanas eh um misterio longe de ser decifrado. Para que tenhamos uma resposta a respeito disso ha que se empenhar a vida inteira de muitos pesquisadores.

O problema maior eh o parecer que os pesquisadores brasileiros nao tem cobertura financeira para fazer o trabalho. E o acelerado desenvolvimento do pais pode comprometer os sitios ja identificados e os desconhecidos. Pode-se considerar sorte o achado do esqueleto de Luzia, numa gruta da cidade de Santa Luzia. Com mais de 10.000 anos, podemos dizer com certeza que, ela nao foi a primeira moradora de Minas Gerais e, decisivamente, nao eh a primeira brasileira.

Minas Gerais eh um estado continental, e nao tem praias. O Oceano Atlantico fica a mais de 200 km distante de suas fronteiras. E Santa Luzia eh muito mais distante da fronteira, no lado oposto ao Oceano. Entre o Oceano e Santa Luzia temos outro mar. Um mar de montanhas, que antigamente foram cobertas por uma floresta densa. E nao ha caminho facil entre os dois pontos em sua distancia mais curta.

Muitos rios que nascem em Minas Gerais desaguam no Oceano Atlantico atraves da Bacia do Rio Doce mas nao passam de uma sequencia de quedas d’agua nas montanhas. Todavia, Santa Luzia esta localizada no planalto que marca o final do terreno montanhoso e comeca o terreno moderado do Planalto Central. A partir dai os rios tendem a tomar a direcao norte-oeste. O maior nas redondezas eh o Rio das Velhas que se desloca pelo territorio moderado ate encontrar-se com o Rio Sao Francisco.

O Rio Sao Francisco nasce em Minas Gerais, reune as aguas de la e se dirige por mais de 1.500 km em direcao ao norte. Apos isso, muda a direcao para o leste indo encontrar-se com o Oceano Atlantico. O ponto onde ele muda de direcao esta no coracao da Regiao Nordeste do Brasil. Este ponto nao eh tao longe do sul do Estado do Piaui. E ali esta o Parque Nacional da Serra da Capivara.

Os sitios arqueologicos da Serra da Capivara e Pedra Furada sao os locais onde a professora Niede Guidon e seu time encontraram inumeras pistas que sugerem a habitacao humana nas Americas muito anterior aos sitios chamados Clovis. A datacao dos achados dela ainda estao em disputa mas o que outras pistas encontradas em outros pontos da Terra tem sugerido eh que, todas as suposicoes levantadas no inicio do seculo XX com respeito aos primeiros colonizadores das Americas foram falhas. Se alguem desejar aprender algo mais a respeito do assunto, pode dar uma olhada rapidinha no endereco: http://en.wikipedia.org/wiki/Pedra_Furada_sites. A internet esta repleta de informacoes a respeito disso.

Como mencionei antes, Luzia, o fossil, se parece mais com os aborigenes da Australia. E o misterio de como a pessoa humana aparece no lado oposto `as praias do Pacifico na America do Sul talvez nao perdurara misterioso por muito tempo. Ninguem sabe entretanto se a familia de Luzia extiguiu-se ou deixou para nos algo de seu material genetico. O que parece eh que os nativamericanos apresentam em seu DNA mitocondrial alguns componentes que nao tem igual. Bom, isso pode vir daquela familia.

O que nos parece ter acontecido foi que, a partir de 10.000 anos atras tivemos um numero maior de populacao asiatica conquistando o territorio. O Estado de Minas Gerais era parcamente habitado por seus descendentes quando os Europeus invadiram as Americas. E muitas doencas comuns que eles trouxeram, inadivertidade, dizimaram mais de 90% dos nativamericanos.

Se uma doenca comum como a gripe foi capaz de causar isso a uma populacao que se encontrava alguns mil anos longe da Asia, eh possivel que outras doencas causassem mais danos numa populacao isolada por dezenas de milhares de anos. Os asiaticos que primeiro puzeram os pes nas Americas seriam resistentes a algumas doencas que poderiam facilmente matar os primeiros habitantes. Talvez os sobreviventes tenham sido tao poucos e o DNA deixado por eles tao pequeno que nao tenham deixado vestigios pelos proximos 10.000 anos.

A concepcao de Minas Gerais como um Paraiso nao eh minha. Um de nossos primos antigos, professor Dermeval Jose Pimenta, que nasceu em 1.893 e faleceu em 1.990, e escreveu o livro: A Mata do Pecanha, sua Historia e sua Gente, teve a ideia. Retirarei da pagina 31 um extrato para mostrar isso.

“No dia seguinte, apos 2,5 leguas de viagem, pernoitou na Fazenda do Luiz da Mota, situada na margem do Ribeirao das Araras, proximo `a atual Vila de Sao Pedro do Suacui, onde as terras sao de uma extraordianaria fertilidade. Nao se poderia dizer que era uma fazenda. Os seus hospedeiros eram dois homens pobres. Um deles havia corrido o mundo. Era portugues, tinha estado em Angola e viera terminar os seus dias na Mata do Pecanha.

Durante a sua viagem entre a Vila do Principe e Pecanha, observou um fato bastante curioso, o de haver encontrado nesse percurso, guardadas as proporcoes, muito maior quantidade de europeus do que ate entao vira na sua viagem pelo Brasil. A que se atribuir essa penetracao de portugueses pela mata a dentro do Pecanha? Vejamos suas proprias palavras explicativas:

“Ha um momento em que aqueles que erram pelo mundo como continuo joquete de suas esperancas, acabam por sentir a necessidade de repouso e de solidao; falaram-lhes das florestas, que poderiam possuir vastas terras e viver tranquilo ao abrigo da miseria; renunciar aos seus anteriores projetos; e os perigosos aventureiros, fixando-se ao solo, tornam-se cidadaos uteis.”

Esta observacao eh de todo procedente.

Por toda a regiao do Pecanha, Sao Joao Evangelista, Sao Jose do Jacuri, Sao Pedro do Suacui, Sao Sebastiao dos Correntes e Sao Miguel de Guanhaes, os portugueses, afundando-se nas matas, apossaram-se de grandes sesmarias de terra, onde criaram familias, construiram fazendas, instalaram engenhos de cana, plantaram cereais, e viveram tranquilos. Os que nao eram casados uniram-se aos indigenas, constituindo-se familias que hoje povoam grande parte daquela regiao.”

Ele menciona na pagina 32, “Quando os excessos amorosos lhe causavam insonia, enguliam um verme, que secavam sem lhe retirar a linha umbelical, verme esse que vem a ser o “bicho da taquara”, criado no interior desse bambu. Os indios comiam esses vermes, dos quais extraiam ainda uma especie de gordura fina e delicada, propria para os alimentos. Quando seco e reduzidos a po, eram aplicados sobre as feridas, que se curavam rapidamente. Quando, porem, comiam os vermes secos, sem a retirada da linha umbelical, caiam em uma especie de sono estatico, que durava varios dias. Ao despertar, contavam os indios ter tido sonhos maravilhosos, onde viam florestas brilhantes e comiam frutas deliciosas. A cabeca desse verme nao deve ser comida, – pois eh considerada como perigoso veneno. Os portugueses consideravam esse alimento como um prato delicioso.”

E ele continua contando na pagina 32: “Tendo alcancado o Arraial do Rio Vermelho, que continha apenas umas cinquenta casinhas, ele admirou o seu aspecto bastante agradavel, em face do conjunto que o emoldurava. Eh este povoado dotado de otimo clima e de grande salubridade. Encontrou ali varios octogenarios e mesmo pessoas com noventa, cento e vinte e oito, e cento e trinta e dois anos.”

Nosso primo estava falando da viagem feita pelo cientista frances: Augusto de Saint-Hilaire, que viajou por Minas Gerais entre os anos de 1.816 e 1.817. E esta era Minas Gerais, a terra dos mineiros. Mas o Paraiso nao estava ali para todo mundo. Ele tambem narra um pouco mais a respeito da vida que os indios estavam submetidos a ela.

“Depois de visitar os aldeiamentos dos indios, nos arredores do povoado e de descrever os seus habitos e costumes, ele fala sobre a lascividade dos indios do Pecanha, dizendo mesmo que, muito frequentemente, ficando estes esgotados pela volutosidade, renunciavam `a vida e se enforcavem em qualquer arvore da floresta.”

Esta opiniao mostrada pelo cientista frances, Saint-Hilaire, eh provavelmente errada e tal procedimento da populacao indigena continua a acontecer nas tribos em certas areas como no Estado do Mato Grosso do Sul. E a causa pode estar relacionada ao stress causado pelo sentimento de Paraiso perdido. Podemos abrir nossas mentes e ver o que se passava nas mentes dos indios logo apos os europeus invadirem as terras onde eles tinham sido os unicos donos. Nosso primo Dermeval Jose Pimenta nos oferece alguma pista em sua narracao, na pagina 48, quando ele fala a respeito do patriarca da familia Vieira Braga. Assim ele proclama:

“O cientista frances, Augusto Saint-Hilaire, quando em 1.817 visitou o entao Distrito de Santo Antonio de Pecanha, hospedou-se na tosca residencia de Januario Vieira Braga, Comandante do Quartel instalado, em 1.807, a uma legua da povoacao. O Comandante, ja septuagenario, nascido em 1.747, era um audaz e valente “mateiro”. Desde a idade de 14 anos penetrava nas matas para combater a feroz tribo dos Botocudos. Combatia-os, mas nao era desumano, sempre esperancoso de obter informacoes referentes a possiveis riquezas minerais da regiao.

Conta-se que um dos artificios usados em cacar indigena consistia em ocultar-se nas matas, ficando de espreita. `A noite, os indios ao dormirem, apos um dia de cacada e comidas fartas, deixavam as suas flechas depositadas. Era entao que o velho Januario com os seus companheiros, em surdina, cortavam as cordas dos arcos, desarmando-os. Ao acordarem, sentiam-se inermes. Combatia-os, matando os resistentes e levando os mansos e as mulheres para trabalharem e serem catequizados pela Igreja.”

O que o primo Dermeval nao menciona eh que o trabalho ao qual ele se refere era escravo. O mesmo se fazia com o povo africano que era considerado mais uma mercadoria que pessoa humana. Entao, o que muitos de nos faria se uma civilizacao extraterrestre invadisse a Terra como se fosse dela, e nao nossa, e fizesse a nos de escravos apos matarem nossos parentes que resistissem? Eh provavel que a resposta sera incomoda para muitos de nos!

Os revisionistas poderiam dizer que o primo Dermeval fosse preconceituoso pela observacao de que o velho comandante Januario nao fosse desumano tratando os indios daquela forma. Eh preciso recordar o tempo que isso foi escrito. O livro foi publicado em 1.966 e foi escrito antes disso. Martin Luther King Junior foi assassinado em 1.968 e o Movimento pelos Direitos Civis estava em seu apice na data. Isso significa que nossa Historia estava num tipo de limbo entre o novo e o velho entendimento de vida.

No Brasil, as velhas geracoes realmente acreditavam que tirar os indios dos seus antigos costumes e cristianiza-los seria o de melhor que poderiam fazer por eles. As geracoes antigas nao reconheciam os direitos dos indios sobre a terra e pensavam que a maneira delas explorarem-na era o melhor a fazer-se. Tinhamos ai uma sequencia de concepcoes erradas nas quais os antigos criam. Apesar de pensar que estavam fazendo tudo com bondade.

Nesse ponto nos precisamos abrir nossas mentes para o que sao as nossas concepcoes em relacao aos outros. Nao podemos pensar que o bem que planejamos em favor deles sempre sera realmente o melhor para eles. Quando assumimos isso, nos estamos erroneamente tomando o que nos parece o melhor para nos como se isso fosse o bem dos outros. Resumindo, nos estariamos tentando fazer o bem a nos mesmos e nao aos outros. Isso eh a nossa autosuficiencia interferindo com o nosso entendimento de vida e nossa vontade. Melhor eh ouvirmos o que os outros pensam a respeito do que seja bom para eles proprios e fazer de tudo para compreender o ponto-de-vista deles.

Todavia, falando a respeito do primo Dermeval, a avo dele era a nativa-brasileira Francelina Catarina de Souza. Ele menciona isso na pagina 212 do livro mas nao menciona o nome da tribo dela. Ela possivelmente estivesse ligada `as tribos Monoxos ou Malalis, as unicas outras alem dos Botocudos que estavam na area. Mas nao posso assegurar ser verdade porque ele disse que o avo tinha feito o pedido de casamento `a mae dela e, aparentemente, elas viviam isoladas.

Desta forma, tendo sangue indigena, pelo menos, numa proporcao de um quarto ele provavelmente nao teria nenhum preconceito racial. Apenas nao compreendeu que os indios resistentes nao eram piores que os brancos insistentes, que desejavam tomar deles tudo o que tinham na vida. Nao apenas suas posses materiais e conhecimentos mas inclusive a liberdade que deveria ser sagrada para todos nos.

Apos essa breve introducao a este capitulo eu gostaria de falar a respeito da formacao da nossa familia. Entenda-se ai, a grande familia que veio da cidade antes chamada de Vila do Principe e que agora tem o nome de Serro. Ela tinha um territorio imenso no qual alguns estados inteiros dos Estados Unidos ou do Brasil caberiam dentro e ainda sobraria uma boa quantidade de terras.

A Cidade do Serro fica no Centro Nordeste do Estado de Minas Gerais. Foi sua quinta vila constituida. O surgimento legal dela data de 1.714 no governo de Antonio de Albuquerque Coelho de Carvalho, o Pacificador. Ela surgiu no comeco do Ciclo do Ouro em Minas Gerais que floresceu de 1.698 ate 1.750 quando comecou a esgotar-se. Esta na linha de montanhas conhecida como Serra do Espinhaco (Espinha Grande) que vai do sul ao norte do Estado.

Nesse capitulo eu tenho voltado no tempo. Quando comecei este escrito disse que tentaria colocar as coisas em ordem cronologica. E foi o que fiz em torno da Historia e agora desejo retornar para explicar a nossa formacao genealogica. Pelo menas na parte que temos dados.

Precisamos conhecer um pouco de geografia tambem. O basico eh esse, o Brasil tem todas as praias tropicais do leste da America do Sul, que sao banhadas por apenas um oceano, o Atlantico. Todo o litoral eh composto por uma faixa plana. Nao tao longe do mar, a maior parte do terrano ganha altitude repentinamente e forma o que se chama de Serra Geral. Ela pode ser vista do mar, na Regiao Sudeste e Sul do Brasil e, algumas vezes, eh chamada de Muralha.

Como a maioria das altas altitudes ocorrem nesse ponto e partes do interior do pais sao mais baixas, muitos rios tendem a correr na direcao do interior ate mudarem a direcao para o sul, como o Rio Paraguai faz, ou norte, como o Rio Sao Francisco, ate encontrarem uma forma de buscar o mar. Em Minas Gerais essa tendencia nao funciona tao perfeita. O Rio Doce parte a Serra Geral em duas. Ele corre do sul para o norte ate Governador Valadares quando se vira para o mar e atravessa o Estado do Espirito Santo.

E aquele rio escavou planicies em sua bacia que tem altitudes muito inferiores que o seu redor. A partir do vale em torno de Governador Valadares nos temos um clima quente e umido. E `a medida que entramos na direcao oposto ao mar precisa-se praticamente fazer escalada, como em uma escadaria. Na porcao mais alta temos a Serra do Espinhaco. Eh onde todo o ouro estava.

O Vale do Rio Doce foi a barreira natural `a exploracao do interior porque seu clima quente e umido era fonte de doencas desconhecidas no tempo colonial. E muitos perderam a vida tentando conquista-lo. Um destes, ja mencionei, foi Agostinho Barbalho Bezerra, o filho do Luis Barbalho Bezerra, o heroi brasileiro no capitulo das Invasoes Holandesas, em torno de 1.640. Acredito que pessoas nascidas no Brasil com ligacoes com os holandeses naquele tempo migraram para o Estado de Nova Iorque, que era outra colonia holandesa.

Vila do Principe, agora Serro, era composta pelo distrito com esse nome e uma serie de distritos surgidos no Ciclo do Ouro. Os principais eram Conceicao do Mato Dentro, Tejuco (agora Diamantina), o distrito de Sao Jose de Taponhoacanga que agora eh parte da cidade de Alvorada de Minas, tambem Gouvea (Gouveia) e duzias mais.

Pelos anos de 1.750 o ouro facil comecou a escacear e os governantes locais lancaram bandeiras, no sentido radial, na tentativa de encontrar-se mais. Encontrou-se um pouco no planalto que posteriormente deu origem `a Vila de Santo Antonio do Pecanha. Agora eh a Cidade de Pecanha. Outra praca teve o enorme nome de, Vila de Nossa Senhora do Bom Sucesso das Minas Novas do Aracuai. Agora eh apenas Minas Novas. Estes nao foram os ultimos lugares onde o ouro e os diamantes foram encontrados mas desde entao a producao comecou a cair. O ouro de Minas Novas havia sido encontrado em 1.727.

Foi entao que um novo tipo de colonizacao comecou. Uma onda de recem-chegados misturou-se com a populacao estabelecida e embrenhou-se nas matas em busca de terras para cultivar. Antes de 1.807 essa tendencia fora bloqueada pela presenca da tribo dos indios Botocudos que dominava o sudeste do Serro, desde Pecanha ate `as margens do Rio Doce. O governador do estado mandou construir uma fortificacao em Pecanha, de onde as milicias combateram os indios e abriram essa area imensa para o cultivo das terras.

Logo em seguida os novos assentamentos comecaram a surgir. Entre eles: Sao Sebastiao dos Correntes, atual Sabinopolis, e Sao Miguel e Almas, atual Guanhaes. Os povoamentos continuaram pertencendo ao Serro ate 1.840 quando foi estabelecida a Vila de Conceicao do Mato Dentro que tomou uma boa parte do territorio. Sao Miguel e Almas inclusive se tornou parte de Conceicao por cerca de 18 anos quando, entao, retornou ao Serro. Apenas para, poucos anos depois, 1.875, ser emancipada como Vila independente, juntamente com Rio Doce, que foi outro nome usado por Pecanha antes de receber o nome definitivo.

Apos 140 anos de sua criacao, a Cidade do Serro comecou a esfarelar-se em varios pedacos de terra o que atualmente reduziu o proprio territorio dela ao de uma cidade de pequeno porte em Minas. Ela conta agora com apenas 20.000 habitantes em contraste com outras cidades que foram distritos dela, tais como: Governador Valadares (255.000), Guanhaes (30.000), Itabira (105.000), Itambacuri (22,000), Minas Novas (30.000), Montes Claros (355.000), Nanuque (40.000), Pecanha (17.000), Sabinopolis (15.000), Sao Joao Evangelista (15.000), Teofilo Otoni (133.000), Virginopolis (10.000). Este pequeno numero de antigos distritos do Serro contam mais de 1 milhao de habitantes mas eh provavel que exista outro milhao nas mais de 200 outras cidades com suas raizes nela.

Nao estou considerando 4 cidades irmas: Coronel Fabriciano (103.000), Ipatinga (255.000), Joao Monlevade (71.000) e Timoteo (77.000). Nao estou inteiramente seguro que elas tenham sido parte do Serro. Todavia, o surgimento delas comecou ja no inicio do seculo XX e a explosao demografica delas veio apos 1.950 e foi causada pela instalacao de duas grandes aciarias: Acesita e Usiminas. Entre os anos de 1.961 e l.964, o nosso primo Dermeval Pimenta foi o presidente eleito da Acesita e depois ajudou na fundacao da Usiminas.

O que eh certo eh que nem todo mundo vem da mesma familia mas olhando os nossos livros genealogicos podemos detectar um claro padrao na formacao de parte da populacao brasileira. Em primeiro lugar uma relativamente pequena populacao estabeleceu-se nos distritos em torno do Serro. A populacao dos distritos se multiplicou durante 2 ou 3 geracoes atraves de nascimentos locais e chegada de migrantes, especialmente de origem portuguesa.

A segunda fase comeca com a dispersao da populacao inicial, colonizando novos distritos, a medias distancias dos primeiros. Estes novos distritos foram geralmente formados por grupos de pessoas aparentadas que haviam nascido nos primeiros distritos. Cada distrito novo recebeu contribuicoes geneticas de varios outros e, muitas vezes, tambem de outros assentamentos do sul do estado. Os recem-chegados de Portugal continuaram se apresentando. Cada geracao deu um passo adiante ate toda a area ser colonizada.

Podemos observar o mesmo resultado atraves da genealogia das cidades. O Serro foi dividido em muitas outras pequenas cidades com grande territorios. A seguir estes grandes territorios foram redivididos em outras cidades e assim por diante. Exemplo disso eh que o sudeste do Serro foi dividido entre Guanhaes e Pecanha. Depois Guanhaes deu `a luz a Acucena, Braunas, Dores de Guanhaes, Senhora do Porto e Virginopolis. Em 1.962 o territorio de Virginopolis foi dividido em mais 5 cidades que sao: Divinolandia de Minas, Gonzaga, Santa Efigenia de Minas, Sardoa e Sao Geraldo da Piedade. Cada cidade antiga deu origem a outras. Pecanha tornou-se mae de Valadares e outras.

As familias tiveram destinos semelhantes. Um exemplo eh a familia Coelho. Esse nome eh so uma referencia porque nosso ancestral Jose Coelho de Magalhaes nasceu em Portugal. Ele se casou em 1.779 com Eugenia Rodrigues Rocha que ja tinha ascendencia morando nos dominios do Serro. Os filhos do casal migraram e fundaram o distrito de Sao Miguel e Almas (Guanhaes). Os netos fundaram o distrito de Virginopolis. E os bisnetos participaram na fundacao dos distritos mais distantes. Ate que varias geracoes se uniram e formaram a cidade de Governador Valadares e agora se espalharam por um grande numero de outras cidades do Brasil e do mundo.

Outras familias fizeram caminhos alternativos mas acabaram se encontrando no mesmo final. Em cada cidade nao foi todo mundo que migrou para a proxima. Os que ficaram por muitas geracoes agora tem uma cidade inteira de parentes proximos. E ainda partilham ancestrais com as populacoes das outras cidades. Eu pretendo ser mais especifico ao mostrar isso por meio de algumas linhagens de nossa genealogia mais tarde.

Do recente censo de 2.010 podemos ter uma boa ideia como a populacao esta migrando. Pegando os numeros de 1.960 teremos 27.000 como os habitantes de Virginopolis. Um tamanho respeitavel na epoca e ate hoje. Agora a cidade tem apenas 10.530. Mas se adicionarmos a isso as populacoes de: Divinolandia de Minas (7.013), Gonzaga (5.903), Santa Efigenia de Minas (4.573), Sardoa (5.588) e Sao Geraldo da Piedade (4.389), encontraremos 38.016 no territorio original. No territorio original Guanhaes teria cerca de 100.000 habitantes. E Serro teria os milhoes que falei anteriormente.

Todavia eh possivel observar que a maioria das cidades pequenas de Minas estao perdendo populacao a cada censo. E as cidades maiores estao ganhando-a. Algumas pequenas cidades estao aumentando, pelo menos de 2.000 para 2.010. Penso que esse ganho inesperado pode estar vinculado `a crise economica de 2.008 em diante. A regiao eh uma das maiores exportadoras de migrantes para os paises industrializados e eles estao retornando por causa da crise, tambem por causa do atual ciclo de expansao da economia no Brasil.

Historicamente, Governador Valadares foi o principal destino da regiao do Serro por decadas. Isso se deu a partir do inicio do seculo XX quando a estrada de ferro ligando Belo Horizonte a Vitoria, capital do Espirito Santo, foi concluida em 1.910. Posteriormente veio a Estrada Rio-Bahia que acelerou o desenvolvimento. Antes disso a area era totalmente tomada pela Floresta Atlantica. E a populacao comecou a fazer a derrubada e substitui-la por pastagens.

O solo rico debaixo das florestas ofereciam pastagens tao ricas que os fazendeiros podiam deixar la seus bois e esperar ate o momento de voltar e vender para os abatedouros. E os fazendeiros de uma grande area, inclusive do sul do Estado da Bahia, tinham suas casas em Governador Valadares onde criaram suas familias. Com o crescimento da populacao, tambem o comercio atraiu mais pessoas.

Nao eh de admirar-se que falei em 300.000 habitantes na cidade por volta do ano 1.970 e agora so tem 255.475. Isso pode ser explicado por dois motivos. Acredita-se que no apice da migracao brasileira para o exterior Valadares tenha exportado 50.000 de seus residentes. Tambem, o antigo territorio dela agora eh partilhado com novas cidades. Como a cidade era totalmente dependente do mercado de carnes e do comercio, tornou-se vulneravel aos humores da economia brasileira com seus altos e baixos.

Em contraste, as quatro cidade: Coronel Fabriciano, Ipatinga, Joao Monlevade e Timoteo que estao proximas, iniciaram seu desenvolvimento baseado na industrializacao. Desde o principio ate agora a populacao delas esta em crescimento continuo. De 2.000 para 2.010, Ipatinga sozinha ganhou uma populacao pouco maior que uma cidade do porte de Virginopolis. No mesmo periodo Virginopolis perdeu algo em torno de 4% de seus moradores.

Mas a estrela da vez eh Montes Claros. Ela cresceu de 307.000 para 355.000 nos ultimos dez anos. Ela eh chamada de a Capital do Norte Mineiro, titulo que ja pertenceu ao Serro. No mesmo periodo a populacao serrana decresceu de 21.012 para 20.810. As duas tendencias tem sido observadas ao longo do tempo.

Bom, voltemos ao assunto genealogia. So recentemente tomei conhecimento que a genealogia em torno do territorio antigo do Serro esta melhor documentada do que imaginava. Sabe-se que temos algo nos antigos registros de nascimentos, mortes, casamentos, etc. Mas o que eu nao sabia era que ja existiam mais livros escritos a respeito disso. Os livros nao abordam toda a populacao mas une os dados de algumas familias que antigamente foram dominantes na redondeza.

Antes eu tinha noticia de alguns deles. Mas nunca tinha pensado em genealogia antes de meu pai dar-me o livro: Arvore Genealogica da Familia Coelho, escrito pela sobrinha dele e nossa prima, Ivania Batista Coelho. Eu ja conhecia parte do conteudo do livro porque a maior parte das pessoas me eram conhecidas. O livro versa a respeito da descendencia de Jose Coelho de Magalhaes (*) e Eugenia Rodrigues da Rocha. Ele era imigrante de Portugal, nascido por volta de 1.750 e casado nos dominios de Conceicao do Mato Dentro.

Tiveram 5 filhos, Jose Jr., Joao, Antonio, Felix e Clara Maria. Somente Jose e Joao se casaram e a familia comprou fazendas junto a onde, junto com outros pioneiros, eles fundaram o distrito de Sao Miguel e Almas. Sao Miguel era o santo da devocao do Jose Coelho de Magalhaes Junior, tambem conhecido como Jose Coelho da Rocha. Jose Jr. foi casado com Luiza Maria do Espirito Santo na cidade de Conceicao do Mato Dentro e os 4 primeiros filhos deles nasceram la e tiveram outros 4 em Sao Miguel (Guanhaes).

Depois a familia comecou a espalhar com parte permanecendo em Guanhaes e outra indo para o distrito, fundado por eles e outros pioneiros, de Nossa Senhora do Patrocinio de Gunhaes, que tornou-se Virginopolis. Essa ultima fundacao se deu em 1.858 e eu nasci la 100 anos depois. Varias geracoes haviam se passado e o numero de descendentes do primeiro casal ja eram contados em numero de milhares.

O livro nao esta completo. Foi escrito em 1.979 e muitos parentes nao foram registrados porque alguns nao enviaram os dados a tempo e outros haviam perdido o contato. Se milhares foram registrados outro numero igual ficou de fora. Mas tinhamos uma boa ideia de quem eram por causa das nossas tradicoes de conversar a respeito em nossos encontros em torno do fogo.

O tio Joao Coelho de Magalhaes casou-se com a prima deles: Bebiana Lourenca de Araujo. Tiveram 6 criancas mas a maioria mudou-se para Diamantina. Nossa prima Ivania aproveitou apenas uma pequena parte da genealogia dele, basicamente aqueles que se casaram com os descendentes do irmao dele Jose Jr. E ela teve o cuidado especial de registrar nosso parentesco com o professor Nelson Coelho de Senna e Dr. Innocente Soares Leao.

Ambos publicaram livros a respeito de nossa genealogia. O professor Senna eh autor do “Algumas Notas Genealogicas”. Este livro foi publicado em 1.939, em Sao Paulo. Dr. Soares Leao foi autor do livro: “Notas Historicas Sobre Guanhaes.” Publicacao de 1.967, em Belo Horizonte. Ambos descendem do tio Joao e imagino que tenham abordado melhor a descendencia dele e essa deve ser a razao pela qual a prima Ivania nao copiou as notas deles como um todo.

Ja mencionei nosso primo Dermeval Jose Pimenta e o livro dele: A Mata do Pecanha, sua Historia e sua Gente. Este foi publicado em 1.966 na cidade de Belo Horizonte. Ele nao abordou muitos dados a respeito da Familia Coelho, possivelmente, os outros ja tinham feito isso. Ele so abriu uma janela para o nosso trisavo, Antonio Rodrigues Coelho, que foi o filho mais novo de Jose Jr. e Luiza Maria. Antonio casou-se com a Maria Marcolina Borges do Amaral de quem o professor Dermeval era parente proximo e, atraves dela, as familias Coelho e Pimenta foram unidas. Mas isso se efetiva atraves dos ancestrais comuns, das familias Pereira do Amaral e Borges Monteiro.

O professor Dermeval tambem menciona os Arquivos do Alferes, Luiz Antonio Pinto. O Alferes nasceu na Cidade de Caete, Minas Gerais, em 1.841. Ele foi editor de um jornal no Serro. Enquanto trabalhava tambem fez uma serie de genealogias que guardam dados de muitas familias. O trabalho dele esta depositado no Arquivo Publico Mineiro (APM), em Belo Horizonte. Por meio da internet estou informado que ele juntou dados dos Coelho, Pinto, Rocha, para mencionar apenas algumas das muitas familias nas quais tenho interesse. Ele faleceu em 1.924. Dai se tem uma ideia do quao preciosos sao os dados para qualquer pesquisador da genealogia serrana.

Outra literatura importante nesse assunto eh o livro: “Genealogias e Biografias de Serranos e Diamantinenses”. O autor eh outro de nossos primos: Dr. Luiz Eugenio Pimenta Mourao. O livro foi publicado em 1.952, no Rio de Janeiro.

Infelizmente nunca tive a chance de dar uma olhada nessa literatura, exceto pelos trabalhos dos primos Ivania e Dermeval. Mas estas nao sao tudo. O genealogista mineiro mais conhecido foi o Conego Trindade. Ele nasceu em 1.883 e faleceu em 1.962. Ele tinha otima fonte de informacoes ja que trabalhou na Arquidiocese de Mariana. Mariana foi a primeira diocese do Estado de Minas Gerais e todos os dados colhidos pela Igreja Catolica no inicio de sua Historia eram mandados para la.

Conego Trindade eh autor de varios livros. Um deles eh: “Velhos Troncos Mineiros”. Este foi publicado em 1.955, em Sao Paulo. Eh composto por tres volumes, num total de 1.151 paginas. Publicou tambem o livro: “Genealogia da Zona do Carmo”. Inclui genealogias da regiao das cidades mais antigas do estado, Mariana e Ouro Preto. Mas esta mais voltado `a parentalha dele. Todavia, nossas familias estao tao espalhadas pelo mundo que, provavelmente, mais de 1.000.000 de pessoas podera encontrar ancestrais nele. Este livro pode ser consultado, de graca, via internet e em uma de suas paginas: Titulo Gomes Candido, encontrei os ancestrais e os familiares da D. Emilia Gentil Gomes Candido de Senna, a esposa do nosso primo, professor Nelson Coelho de Senna.

Tenho o titulo de mais um livro. O nome eh: Arvore Genealogica da Familia de Jose Batista Coelho. Eh apenas uma atualizacao de parte do trabalho da prima Ivania. Trata da descendencia do nosso bisavo Ze Coelho. A autora eh a tia-avo Ruth Coelho, que era filha do Ze Coelho, e da filha dela: Mariza Martins Coelho. A atualizacao vai ate 1.996.

Estou deixando estas notas aqui para informar a respeito da existencia da literatura e qualquer um que interessar-se a seguir meus passos podera usa-la. Nao sei se terei a chance de examinar todo esse material e a resposta a isso eh: provavelmente nao. Eh muito trabalho e eu precisaria tempo e dinheiro. Dois luxos que penso nao terei tao cedo. As genealogias dos livros dos primos Ivania e Dermeval ja estao publicados nos sites: http://www.geneaminas.com.br e http://www.ancestry.com (parcialmente).

Para findar a lista de documentos que poderiamos usar para completar o mais possivel a Arvore da Familia, eu sei que temos registros de nossos ancestrais nas cidades de: Serro, Guanhaes, Conceicao do Mato Dentro, Itabira, Congonhas do Campo, Ouro Preto e Mariana. De la nos provavelmente encontrariamos algo mais nas cidades coloniais do litoral brasileiro, a partir de Sao Paulo ate ao Ceara. Dai para frente teremos que cruzar o Oceano Atlantico voltando a Portugal e Africa.

Agora vou tentar mostrar algo a respeito da formacao genealogica da nossa Grande Familia. Comecando da sequencia genealogica que pode ser unida `a familia do heroi brasileiro, Luiz Barbalho Bezerra. Eu terei ajuda das informacoes encontradas no site GeneAll.net – Portugal, junto com o que encontramos no livro: A Mata do Pecanha. O primo Dermeval informou que ele encontrou os dados dele no fichario do Colegio Brasileiro de Genealogia, na Cidade do Rio de Janeiro. Vejamos algo entao:

Afonso Carreiro – esposa desconhecida
1.380 Joao Carreiro – Isabel de Torres
1.410 Pedro Carreiro – esposa desconhecida
1.440 Joao Carreiro – esposa desconhecida
1.470 Catarina Anes Carreiro – Joao Rodrigues
1.500 Francisco Carreiro – Alda Lourenco Rodrigues Salema (01)
1.525 Manuel Carreiro – Joana Rodrigues Valente (02)
1.550 Pedro Carreiro Salema – Maria Nunes de Andrade
1.575 Maria Furtado – 1.590 Luiz Barbalho Bezerra (03)
Jeronimo Barbalho Bezerra – Izabel Pedreira
descendente desconhecido – conjuge desconhecido (04)
1.668 Pascoa Barbalho – Pedro da Costa
Maria da Costa Barbalho – Manoel Aguiar
Manoel Vaz Barbalho – Josefa Pimenta de Souza (05)
1.738 Isidora Maria da Encarnacao – Antonio Francisco de Carvalho (06)
1.779 Boaventura Jose Pimenta – Maria Balbina de Santana (07)
1.821 Modesto Jose Pimenta – Ermelinda Querubina Pereira do Amaral (08)
1.853 Cornelio Jose Pimenta – Josefina Carvalho de Souza (09)
1.893 Dermeval Jose Pimenta – Lucia Pinheiro Pimenta (10)

Esta eh uma sequencia apresentada pelo nosso primo Dermeval Jose Pimenta. A porcao que ele conheceu comeca com Luiz(s) Barbalho Bezerra e ele nao publicou o nome da esposa, dai para tras eu peguei no GeneAll.net. Este site nos informa que: 1.380 Joao Carreiro, morreu em 1.449 na Batalha de Alfarrobeira. Cornelio Jose Pimenta eh um dos pioneiros que fundaram a Cidade de Sao Joao Evangelista que tambem foi chamada pelo apelido de Mata do Pecanha. E,

(01) Alda Lourenco Rodrigues Salema, era filha de:
Rodrigo Afonso de Tavora – Cristina Goncalves Salema

(02) Joana Rodrigues Valente, era filha de:
Fernao Valente – Isabel Goncalves Ribeiro

(03) Luiz(s) Barbalho Bezerra, era filho de:
1.570 Antonio Barbalho Bezerra – 1.572 Camila Bezerra

(04) Este eh um dos pontos fracos nos estudos do primo Dermeval. Ele nao menciona exatamente onde encontrou que, D. Pascoa Barbalho era neta de Jeronimo e Izabel. Citou, generalizando, o fichario que pertence ao Colegio Brasileiro de Genealogia. E que nas fichas encontram-se as informacoes da documentacao em que os dados foram encontrados. Eu teria que ir ao Rio de Janeiro para verificar isso!

(05) Josefa Pimenta de Souza tem sua sequencia propria. Assim como o marido dela, ela nasceu no que hoje eh o Estado do Rio de Janeiro. O pai dela era uma pessoa bem estabelecida na Cidado do Rio e teve duas esposas oficiais. Mesmo assim, ele teve a Josefa com uma parceira desconhecida, apesar de te-la criado em sua propria casa, juntamente com os outros filhos. Josefa e Manoel Vaz Barbalho se mudaram para o Distrito de Milho Verde, que continua como Distrito da Cidade do Serro, e foi onde se realizou o matrimonio deles, em 1.732.

O nome de familia: Jose Pimenta, foi dado aos netos de D. Josefa, em homenagem a ela. Desde entao ele permaneceu por varias geracoes. Eis os dados genealogicos dela:

1.716 Josefa Pimenta de Souza – Manoel Vaz Barbalho
1.691 Belchior Pimenta de Carvalho – parceira desconhecida
Belchior Pimenta de Carvalho – 1.677 Francisca de Almeida
1.622 Maria de Andrade – 1.610 Manoel Pimenta de Carvalho
Belchior de Andrade – Maria Cardoso

1.677 Francisca de Almeida era filha de: Amaro de Aguiar e Francisca de Almeida. A familia era do Rio de Janeiro, exceto para o Manoel Pimenta de Carvalho, de quem o primo Dermeval disse ter nascido em Vila Vicosa, Alentejo, Portugal. Ele foi para o Brasil por volta de 1.640 quando se casou com Maria de Andrade.

(06) O professor Dermeval disse que buscou mais dados a respeito dos filhos de Josefa Pimenta e Manoel Vaz Barbalho mas encontrou apenas Isidora Maria da Encarnacao. Aqui podemos constatar uma tradicao daquele tempo na genealogia portuguesa. Os filhos eram batizados e recebiam apenas o nome. Depois eles proprios podiam escolher os sobrenomes. Geralmente as mulheres escolhiam nomes que lembravam a fe catolica delas. Como a Isidora que escolheu: Maria da Encarnacao.

Os homens algumas vezes escolhiam sobrenomes em suas genealogias nao necessariamente assinados pelos pais. Geralmente, os sobrenomes comecam a aparecer a partir das certidoes de casamento. Mas isso so dificulta o trabalho genealogico. Algumas vezes fica dificil fazer uma Arvore Genealogica desde que nao encontramos os dados num lugar unico porque a populacao naquele tempo estava sempre se mundando de um lugar para outro, buscando as melhores oportunidades.

O marido da Isidora, Antonio Francisco de Carvalho, era um capitao portugues, nascido na Vila dos Colares, Patriarcado de Lisboa. Ele era filho de Antonio Leal e D. Maria Francisca. Foi por muito tempo o administrador dos Santos Lugares da Comarca do Serro.

(07) Comecarei essa secao com outra sequencia genealogica. Este eh o que o professor Dermeval chamou de Tronco Borges Monteiro.

1.807 Maria Balbina de Santana – Boaventura Jose Pimenta
1.777 Antonio Borges Monteiro Jr. – Maria Madalena de Santana (11)
1.751 Antonio Borges Monteiro – Maria de Souza Fiuza (12)
Caettano Borges – Joana Monteiro (13)
Manoel Borges – Izabel Rodrigues

(13) Joana Monteiro era filha de Estevao Rodrigues e Maria Monteiro. Esta familia se formou na Cidade da Seia, que eh formada por varios distritos. Antonio Borges Monteiro nasceu no Distrito de Pinhancos. Somente a avo dele, Maria Monteiro, era de um lugar diferente chamado: Vila Almeida. Seia fica no Distrio (Estado) da Guarda.

Antonio Borges Monteiro mudou-se para o Brasil, onde se casou com Maria de Souza Fiuza. Tiveram tres filhos: Antonio Jr., Noroteia e Joao Borges Monteiro. Nossa ancestral Maria faleceu e ele se casou novamente com Margarida Maria do Rosario que havia nascido no Serro. Deste segundo matrimonio ele foi pai de: Maria (1.786), Margarida (1.787), Manoel (1.789), Jose (1.791), Ana (1.793), Umbelino (1.794), Francisco (1.796) e Isidro (1.796). Francisco e Isidro eram gemeos.

Margarida Maria do Rosario – 1.751 Antonio Borges Monteiro
Domingos Lourenco Seixas – Maria Caetana de Pinho
Joao Lourenco – Maria Gomes

Domingos Lourenco Seixas era nascido em Marco de Canaveses, um lugar proximo `a Cidade do Porto, Portugal. A esposa dele, Maria Caetana de Pinho era filha de Joao Simoes Santiago e Madalena de Pinho.

Antonio Borges Monteiro tambem enviou dois de seus filhos: Umbelino e Isidro, para morar no Rio de Janeiro. Posteriormente o Umbelino se mudou para a Cidade de Iguacu onde deixou descendencia. Tio Isidro permaneceu no Rio de Janeiro. Um de seus filhos, com o mesmo nome dele, estudou advocacia e tornou-se o delegado do Rio de 1.857 a 1.860. Este tambem eh ancestral do Eduardo Pellew Wilson, nascido em 1.964, que eh o Segundo Conde de Wilson.

(12) Maria de Souza Fiuza – Antonio Borges Monteiro
Joao de Sousa Azevedo – Doroteia Barbosa Fiuza (14)
Manuel de Sousa Azevedo – Anna Coelho

Encontramos uma referencia indicando como Vila Nova do Norte o local de nascimento de Joao de Sousa Azevedo. Ele nasceu em Portugal mas la agora nao tem um lugar com esse nome. Temos duas Vilas Novas nas regiao da Cidade do Porto. Pode ser uma delas. O que poderia explicar o sobrenome Coelho da mae dele. A Familia Coelho tem toda intimidade com a regiao. Mas temos outra Vila Nova, no norte da Ilha Terceira, nos Acores. E a Familia Coelho estava la quando portugueses iniciaram a povoa-la antes dos anos 1.400. Nao quero fazer mais especulacoes.

(14) Doroteia Barbosa Fiuza era filha de Domingos Barbosa Moreira e Teresa de Jesus. Ela nasceu em Sao Goncalo do Rio das Pedras. O distrito continua como parte da Cidade do Serro e Domingos Barbosa eh o nome do fundador, em 1.789. Isso inclusive eh novo ate para mim que acabo de obter as informacoes dos sites: http://www.desvendar.com/cidades/saogoncalodoriodaspedras/default.asp e http://www.serro.tur.br/saogoncalo.php.

Anteriormente, eu falei que haviam varias estorias do tipo Pokahontas na cultura brasileira. E numa delas se fala que: um marinheiro frances residia com os indios nas costas da Bahia. Os portugueses vieram e ele foi forcado a entrar para o interior com sua amante india. Eles tiveram um filho e o pai morreu. Posteriormente tambem a mae faleceu e um portugues pegou a crianca para criar. Esta virou um vaqueiro e fazendeiro.

Na fazenda dele surgiu um povoado e este veio a chamar-se Tabaiana. Este povoado foi parte do Estado da Bahia ate 1.823 quando parte do norte do estado foi emancipado e deu origem ao Estado de Sergipe. A cidade acabou recebendo o nome de Itabaiana ate hoje.

Assim se explica as palavras do nosso primo, pagina 248, a respeito de Teresa de Jesus: “Brasileira, nascida em Tabaiana, Estado da Bahia.” Isso foi verdade. Outra informacao interessante eh que, o ancestral Domingos Barbosa Moreira era Portugues e Sargento-Mor, o que pode significar pessoa de origem nobre. Se houver fundo de verdade na estoria talvez somos descendentes desse conto parecido com o de Pokahontas porque Teresa de Jesus pode ser descendente do fazendeiro fundador de Tabaiana.

(11) Os pais de Maria Madalena de Santana foram: Jose Vicente Miranda e Ana Maria da Encarnacao.

(08) Ermelinda Querubina Pereira do Amaral – Modesto Jose Pimenta. Aqui se desdobra outra sequencia genealogica interessante. Eh a respeito da Saga onde muitas familias como a Pereira do Amaral, Borges Monteiro, Coelho de Magalhaes, Pimenta, Barbalho, Nunes Coelho, Carvalho, Oliveira, Lott e tantas outras mais comecaram a conquistar o Sudeste do Serro, povoa-lo e agora os descendentes espalharam-se por todo o territorio brasileiro e do mundo.

1.827 Ermelinda Querubina Pereira do Amaral – Modesto Jose Pimenta
1.791 Malaquias Pereira do Amaral – Ana Maria de Jesus (15)
Miguel Pereira do Amaral – Francisca Angelica da Encarnacao (16)
Manuel Pereira – Maria de Benevides

Os patriarcas Manuel Pereira e Maria de Benevides moravam na Ilha de Sao Miguel que tambem faz parte do Arquipelago dos Acores que, desde os anos 1.300, fora colonizado pelos povos: portugues e holandes. O unico filho que temos noticia, nascido deles, eh Miguel, que por volta de 1.760 mudou-se para o Estado de Minas. Ele primeiro se dirigiu a Congonhas do Campo que era onde os ricos e poderosos da epoca tinham suas casas. Congonhas nao era tao longe de Ouro Preto e Mariana, respectivamente, a segunda e primeira capitais de Minas. Ele casou-se ali mas nossos dados indicam que o filho, Malaquias, nasceu em Conceicao do Mato Dentro, sugerindo que mudaram depois.

(16) Francisca Angelica da Encarnacao era filha de Francisco Jose Barbosa Fruao e Ana Maria de Jesus. Ele era nativo de Portugal, da Cidade de Barcelos, Barcelos. Supostamente sua esposa seria de Congonhas do Campo.

(15) Ana Maria de Jesus, esposa de Malaquias, era filha de Antonio Coelho de Almeida e outra Ana Maria de Jesus. Ai nos temos tres ancestrais com o mesmo nome. E o nome delas nao indica nada a respeito das familias que procedem. Essa combinacao apenas informa uma homenagem a Ana, a suposta avo de Jesus; Maria, que era nome da mae dele; e “de Jesus” significando algo como pertence a Jesus. Na genealogia portuguesa nos temos o “de Jesus” como nome de familia mas nesse caso eh provavel que derive da tradicao onde o povo podia adotar nomes vinculados `as tradicoes catolicas. Quando o nome aparece em nossa genealogia nao ha como saber se eh nome de familia ou homenagem `as tradicoes.

O vinculo entre o Pimenta, Pereira do Amaral, Borges Monteiro e Coelho de Magalhaes nos eh dado atraves de um casamento. Ele eh representado atraves da proxima sequencia genealogica:

1.777 Antonio Borges Monteiro Jr. – Maria Madalena de Santana
Maria Francelina Borges Monteiro – Daniel Pereira do Amaral
1.843 Maria Marcolina Borges do Amaral – Antonio Rodrigues Coelho
1.872 Joao Rodrigues Coelho – Olimpia Rosa Coelho do Amaral
1.893 Zulmira Coelho de Magalhaes – Trajano de Magalhaes Barbalho
1.924 Odila Barbalho Coelho – Eurico Batista Coelho
1.951 Ivania Batista Coelho

Decidi brincar um pouco com nossa genealogia. Esta eh uma das vias em que nossa prima e autora do livro de nossa genealogia eh mostrada como descendentes dos tres troncos familiares. Maria Francelina era irma da Maria Balbina de Santana (07). E Daniel Pereira do Amaral era irmao da Ermelinda Querubina Pereira do Amaral (08). Duas das ancestrais do professor Dermeval Jose Pimenta. Eurico Batista Coelho, o pai da Ivania, era filho da Maria Carmelita Coelho, irma do Joao Rodrigues Coelho; e Simao Baptista Coelho, que era irmao da Olimpia Rosa Coelho do Amaral. E este fato nao eh excecao!

O vinculo das familias tambem esta em Antonio Rodrigues Coelho. Coloco uma sequencia para mostrar:

1.829 Antonio Rodrigues Coelho – Maria Marcolina Borges do Amaral
1.782 Jose Coelho da Rocha – Luiza Maria do Espirito Santo (17)
1.766 Eugenia Rodrigues Rocha – Jose Coelho de Magalhaes (*)
Giuseppe Nicatsi da Rocha – Maria Rodrigues de Magalhaes Barbalho

Aqui temos um fim de linha interessante. A unica informacao que temos a respeito de nosso ancestral Giuseppe eh que, ele tinha ancestrais na Italia e em Portugal. Nao tenho certeza mas acredito que quem localizou os nomes deles foi o primo Dermeval, apos publicar o livro dele em 1.966.

Na pagina 254 do livro dele, professor Dermeval nos deixa uma janela de suas duvidas. A pagina inicia com a ancestral dele, Isidora Maria da Encarnacao, que nasceu em 1.738 e era filha de Manoel Vaz Barbalho e Josefa Pimenta de Souza. Ele menciona ter identificado apenas Isidora mas sugere que os outros filhos teriam recebido nomes tais como: Pimenta Barbalho, Vaz Barbalho ou Barbalho. Ele tambem fala que, dos nove filhos de Isidora e do capitao Antonio Francisco de Carvalho, tinha informacoes apenas do ancestral dele: Boaventura Jose Pimenta e de sua irma: Vitoriana Florinda de Athayde. No meu parecer, as observacoes feitas no final da pagina sao inclusoes posteriores `a primeira redacao do livro.

Desde entao eu tenho suspeitas de que nossa ancestral Maria Rodrigues de Magalhaes Barbalho tambem seja filha de Manoel Vaz Barbalho e Josefa Pimenta de Souza. Penso assim porque o Barbalho nao era um nome tao comum na regiao, assim nao se espera que tenha surgido de alguma variedade de fontes. Contudo ha a possibilidade de parentes do Manoel Vaz Barbalho serem nossos ancestrais ao inves dele proprio.

A pequena frequencia da assinatura Barbalho no Estado de Minas pode ter uma explicacao inesperada. Jeronimo Barbalho Bezerra, o filho do heroi Luiz(s) Barbalho Bezerra, foi enforcado durante a ocorrencia do fato historico chamado de: “A Revolta da Cachaca”, em 1.661. E as familias de Minas (Tradicional Familia Mineira – TFM) sao famosas por serem muito conservadoras. E ser conhecido como descendente de um enforcado pareceria muito vergonhoso a elas. Somente recentemente A Revolta da Cachaca esta sendo considerada um ponto importante da Historia Brasileira.

Aproveitando a oportunidade, tambem sugeriria um outro significado da assinatura Magalhaes Barbalho em nossa familia. O nome surge do casamento dos ancestrais Policarpo Barbalho e Genoveva (Vita) de Magalhaes. Eles devem ter se casado por volta de 1.817, em Mariana. Depois mudaram-se para Itabira, onde criaram a familia, ate os filhos: padre Emygdio e Francisco Marcal de Magalhaes Barbalho irem para Guanhaes.

Nossa tradicao fala que, Policarpo Barbalho nasceu nos estados do Ceara ou Rio Grande do Norte, antes de sua transferencia para Minas Gerais. Outra tradicao, me passada quando era crianca, dizia que: “Alguns membros da familia Barbalho permaneceram no Nordeste do Brasil e dois irmaos mudaram-se para o sul. Um teria ido para Minas Gerais e o outro para o Rio Grande do Sul.” E esta segunda sugestao tem suas coincidencias com a Historia.

O irmao do Jeronimo: Agostinho Barbalho Bezerra, que foi governador do Rio de Janeiro por um breve periodo, foi presenteado pelos reis de Portugal com a Ilha de Santa Catarina. Hoje eh onde esta a capital: Florianopolis. Naquele tempo o Sul do Brasil ainda nao estava dividido em tres estados e Santa Catarina nao existia independente. Estou apenas especulando que talvez a descendencia dele viva por la e isso explicaria a presenca da familia Barbalho no Sul do Brasil.

Eh possivel que nossa tradicao seja um pouco distorcida e nosso ancestral: Policarpo Barbalho, tambem ser descendente do Jeronimo Barbalho Bezerra, ter nascido em Minas Gerais e a sugestao de ter nascido no Nordeste do Brasil ser um engano. Se ambas as minhas teorias estiverem corretas, nao me surpreenderia porque coisas como essas sao mesmo supostas acontecer na genealogia humana. Porem isso me tornaria muito preocupado com a menor qualidade do DNA. Nao iriamos passar de frangos de granja. Perigosamente com uma genetica sem variabilidade.

Postarei pequenas sequencias para demonstrar o envolvimento do Barbalho na Familia Coelho.

Policarpo Barbalho – Genoveva (Vita) de Magalhaes
1.824 Francisco Marcal de Magalhaes Barbalho – Eugenia Maria da Cruz (A)
1.854 Marcal de Magalhaes Barbalho – Ercila Coelho de Andrade (B)
1.890 Trajano de Magalhaes Barbalho – Zulmira Coelho de Magalhaes (C)

(A) Eugenia Maria da Cruz era filha do capitao Jose Coelho da Rocha e Luiza Maria do Espirito Santo, os primeiros moradores de Guanhaes. (B) O Coelho de Ercila Coelho de Andrade eh mais uma assinatura Coelho e nao sabemos sua origem. Sabemos apenas que ela era filha de Joaquim Coelho de Andrade e Joaquina Umbelina da Fonseca. Estes tinham origem em Itabira e reza a nossa tradicao que o Andrade eh o mesmo do poeta Carlos Drummond de Andrade. (C) Trajano (Cista) e Zulmira sao avos da autora Ivania e meus.

Tambem descendemos de outro filho do capitao Jose e Luiza Maria. A saber:

1.782 Jose Coelho da Rocha – Luiza Maria do Espirito Santo
1.822 Joao Baptista Coelho – Maria Honoria Nunes Coelho (D)
1.846 Joao Baptista Coelho Junior – Quiteria Rosa Pereira do Amaral (E)
1.876 Olimpia Rosa Coelho do Amaral – Joao Rodrigues Coelho
1.893 Zulmira Coelho de Magalhaes – Trajano de Magalhaes Barbalho

(E) Quiteria Rosa Pereira do Amaral era filha de Joaquim Pereira do Amaral e Maria Rosa dos Santos Carvalhais. Mas nao temos os dados que dirao se, sim ou nao, o nosso ancestral Joaquim Pereira do Amaral tem relacao com nossos outros ancestrais tambem Pereira do Amaral. Ela e o trisavo Joao jr tiveram 11 filhos: Maria Rosa, Amelia Rosa (solteira), Olimpia Rosa (casou-se com o bisavo Joao Rodrigues), Joao Neto, Simao (casou-se com tia Carmelita), Julia (casou-se com tio Benjamin 2o.), Jose, Evencio, Francisco Sobrinho, Salathiel e Amavel (solteiro).

(D) Joao Coelho e Maria Honoria tiveram 12 filhos. Joao Jr., Maria Honoria, Antonio Paulino (casou-se com tia Julia Salles), Sebastiana (casou-se com Joaquim Nunes Coelho), Joaquim Bento, Anna Honoria (a filha Marina casou-se com tio Daniel), Emygdia Honoria, Antonia (casou-se com tio Pedro de M. Barbalho), Virginia, Jose (o bisavo Ze Coelho casou-se com as irmas Maria Marcolina e Virginia Marcolina), Marcolina Honoria e Francisco.

Obs. As referencias de casamentos entre parenteses referem-se somente aos que se casaram com primos em primeiro grau ou segundo, no caso especifico de tio Daniel e Marina (Nenen).

(17) Luiza Maria do Espirito Santo nasceu no Corrego da Prata, o que deve possivelmente ser nome de uma fazenda em Conceicao do Mato Dentro. Nao tenho certeza. Os pais dela foram Antonio Jose Moniz e Manuela do Espirito Santo. Como nao sabemos os nomes dos avos dela, tambem nao temos ideia se o nome Espirito Santo eh o sobrenome que veio de Portugal ou apenas uma coincidencia.

Como ja disse antes, conhecendo melhor as genealogias das familias colonizadoras de alguma regiao, mais confianca temos em navegar nas outras genealogias. Basta usar os vinculos entre elas. Um exemplo em nossa familia eh esse, ja disse que o nosso ancestral Jose Coelho da Rocha, tambem conhecido como Jose Coelho de Magalhaes Filho tinha um irmao com o nome Joao Coelho de Magalhaes.

Nosso ancestral Jose teve 8 filhos. Em ordem de nascimento sao eles: Jose Coelho da Rocha Neto, Maria Luiza Coelho, Francisca Eufrasia de Assis, Ana Maria de jesus Coelho, Joao Baptista Coelho, Eugenia Maria da Cruz, Antonina (que faleceu crianca) e Antonio Rodrigues Coelho, mencionado por primeiro. Joao Baptista Coelho, que recebeu o nome em razao de ter nascido no dia que a Igreja Catolica dedicou a Sao Joao Batista, era casado com a Maria Honoria Nunes Coelho. E ela eh uma de nossas ligacoes com a familia Nunes Coelho, cujo Coelho, ate onde conhecemos, nao eh o mesmo. Porei um pouco a respeito da genealogia dela.

Maria Honoria Nunes Coelho – 1.822 Joao Baptista Coelho
1.806 Clemente Nunes Coelho – esposa desconhecida
Euz(s)ebio Nunes Coelho – Ana Pinto de Jesus
Manuel Nunes Coelho – esposa desconhecida

Os ancestrais Euz(s)ebio Nunes Coelho e Ana Pinto de Jesus tiveram, pelo menos, mais quatro filhos: Joaquim, Francisco, Bento e Antonio. O filho Joaquim Nunes Coelho casou-se com Francisca Eufrasia de Assis, a filha de Jose e Luiza Maria. Francisco casou-se com Maria Augusta Cesarina de Carvalho. Os pais dela eram Jose Carvalho da Fonseca e Senhorinha Rosa de Jesus. Senhorinha Rosa era filha dos nossos ancestrais: Antonio Borges Monteiro Junior e Maria Madalena de Santana. Ela era irma de ambas: Maria Francelina e Maria Balbina que nos devolve, respectivamente, `as familias: Pereira do Amaral, atraves do nosso ancestral, Daniel Pereira do Amaral e familia Pimenta, atraves do Boaventura Jose Pimenta.

(10) Lucia Pinheiro Pimenta – Dermeval Jose Pimenta. Vamos antecipar um pouco aqui porque temos outro ligacao cruzada. Dona Lucia Pinheiro era filha do ex-governador de Minas Gerais: Dr. Joao Pinheiro da Silva. Joao Pinheiro, como era conhecido, nasceu no Serro e era filho de um imigrante italiano chamado: Giuseppe Pignataro. Giuseppe fez o que era o costume naquele tempo aos imigrantes de traduzir seus nomes. No Brasil ele passou a assinar Jose Pinheiro. Para melhor autentificar sua opcao ele adicionou o “da Silva” que ja era um dos sobrenomes mais populares.

Dr. Joao Pinheiro tambem foi pai de Amanda de Barros Pinheiro que se casou com o Dr. Caio Nelson de Senna. Dr. Caio era filho do nosso primo: professor Nelson Coelho de Senna e Dona Emilia Gentil Gomes Candido. Assim, tambem os descendentes destes descendem dos nossos ancestrais: Jose Coelho de Magalhaes (*) e Eugenia Rodrigues da Rocha, atraves do nosso tio Joao Coelho de Magalhaes. Dr. Joao Pinheiro faleceu no Palacio da Liberdade. Posteriormente o filho dele: Dr. Israel Pinheiro da Silva tambem foi eleito governador de Minas Gerais.

(09) Josefina Carvalho de Souza – Cornelio Jose Pimenta. Estes sao os pais do primo Dermeval Jose Pimenta. O casamento deles eh interessante porque une varias genealogias que vem de e vao para varias cidades. Postemos uma pequena sequencia genealogica primeiro:

1.861 Josefina Carvalho de Souza – Cornelio Jose Pimenta
1.839 Manoel Carvalho de Souza – Francelina Catarina de Souza (origem indigena)
Manoel de Carvalho – Rosa Maria (ou Maria Rosa)

De acordo com o primo Dermeval, o sr. Manoel de Carvalho era da Cidade de Gouveia, que esta proxima `as cidades de Diamantina e Serro. Eles se estabeleceram com fazendas nos arredores onde hoje se encontra a Cidade de Sao Jose do Jacuri. La eles multiplicaram a familia que passou a outros lugares como: Sao Jose dos Paulistas, Sao Joao Evangelista, Pecanha e outras. Ele nao pesquisou as origens indigenas mas o que se espera eh que tenha parentesco com toda a area atraves delas.

Tambem mencionou que, o bisavo Manoel dele era irmao do Jose Carvalho da Fonseca. Este era casado com a Senhorinha Rosa de Jesus, filha dos nossos ancestrais Antonio Borges Monteiro Junior e Maria Madalena de Santana. Jose e Senhorinha mudaram-se para a vizinhanca do Ribeirao das Araras, na Cidade de Sao Pedro do Suacui. Eles tambem multiplicaram a familia deles por la e a descendencia passou para lugares como: Guanhaes, Sao Jose dos Paulistas, Sao Joao Evangelista, Canta Galo, Pecanha, Belo Horizonte e por ai vai.

Bom, tudo isso eh apenas uma sintese do que se pode obter em informacoes contidas no livro: A Mata do Pecanha, sua Historia e sua Gente. Eu tenho um texto no meu blog, sob o endereco: https://val51mabar.wordpress.com/2011/04/24/a-familia-coelho-no-livro-a-mata-do-pecanha/ que mostra mais. Esta em lingua portuguesa mas os leitores de outras linguas podem ler a porcao genealogica sem saber o portugues. Os dados do livro tambem estao publicados no site: http://www.geneaminas.com.br.

Para completar umas informacoes, porei mais esta pequena sequencia genealogica:

1.853 Cornelio Jose Pimenta – Josefina Carvalho de Souza
1.880 Etelvina Pimenta Brant – Pedro Ferreira de Andrade Brant
1.911 Moacir Pimenta Brant – Iolanda Raimunda da Rocha Brant
1.946 Fernando Rocha Brant

Eu postei essa sequencia somente porque ja mencionei o Fernando Brant antes, como exemplo de musico que nos ajudou a passar pelos tristes anos quando estavamos sob a ditadura no Brasil. Ele nao eh tao conhecido sem mencionarmos o parceiro de longo tempo dele: Milton Nascimento. O Milton foi quatro vezes ganhador do Grammy de musica. Eu tenho um CD dele, da Colecao Millennium, em que 10 das 20 cancoes contidas nele sao em parceria com o nosso primo.

Preciso tambem colocar mais duas pequenas sequencias genealogicas para identificar como nos somos parentes de outros dois genealogistas na nossa familia que ja mencionei antes. Eles sao, respectivamente, autores dos livros: “Genealogia e Biografias de Serranos e Diamantinenses” e “Notas Historicas de Guanhaes.”

1.777 Antonio Borges Monteiro Junior – Maria Madalena de Santana
1.807 Maria Balbina de Santana – Boaventura Jose Pimenta
1.825 Francisco de Assis Pimenta – Francisca Augusta Pires
1.858 Josefina Ermelinda Pimenta – Joao Raimundo Mourao Junior
1.884 Luiz Eugenio Pimenta Mourao – Jeny Formiga

1.750(?) Jose Coelho de Magalhaes (*) – Eugenia Rodrigues Rocha
1.785 Joao Coelho de Magalhaes – Bebiana Lourenca de Araujo
1.828 Emilia Brasiliana Coelho – Jose Coelho da Rocha Ribeiro (Ze Querino)
1.855 Agueda (Gueda) Coelho – Innocente de Leao Freire
Innocente Soares Leao – Maria Carsalade Guimaraes Leao

Eu poderia lembrar tambem do alferes Luiz Antonio Pinto como provavel primo nosso. Ele nasceu na Cidade de Caete e morou no Serro. Nos Arquivos dele temos a genealogia da Familia Pinto. Nossa ancestral: Ana Pinto de Jesus, era esposa de Euz(s)ebio Nunes Coelho, mas nao temos a genealogia dela. E eu nao tive a oportunidade de estudar os dados dele por estarem depositados no Arquivo Publico Mineiro, em Belo Horizonte.

Bom, eu proprio poderia ser postado tambem. Mas seria um pouco complicado porque sou seis vezes descendente do casal Jose Coelho da Rocha e Luiza Maria do Espirito Santo. Tres vezes do lado materno e tres vezes do lado paterno (ja mostrados). Para facilitar, meu pai chamava-se Odon de Magalhaes Barbalho, irmao da Odila Barbalho Coelho e tio da Ivania Batista Coelho, aquela que escreveu nossa genealogia. Para completar, ela usou as anotacoes do papai e do nosso bisavo, Joao Rodrigues Coelho, para escrever o livro dela.

Algumas consideracoes antes de finalizar este capitulo. Para termos uma idea de como a populacao do antigo territorio da Cidade do Serro foi formada, nos podemos ver dados estatisticos da Cidade de Sao Joao Evangelista. Eu numerei a lista de primeiros moradores apresentada pelo primo Dermeval e encontrei 104 familias. Pude identificar mais de 20 pais de familias como nossos parentes. A maioria era descendente de Antonio Borges Monteiro e Miguel Pereira do Amaral.

Temos uma particularidade naquela cidade. Antes do povamento, pelos anos de 1.830, a lista de primeiros moradores destaca a presenca do casal de portugueses: capitao Ildefonso da Rocha Freitas e a esposa dele, D. Maria Coelho da Silveira. O primo Dermeval menciona que eles comecaram uma familia que assinava Coelho da Rocha. Mas logo que o povoado comecou, em 1.875, o lugar foi tomado por pessoas dos mais antigos e mais novos povoados pertencentes ao Serro.

Noutro livro nao mencionado, que tambem nao tive acesso a ele, publicado por: Joselia Barroso Queiroz Lima, menciona-se uma lista de 15 primeiros moradores da Cidade de Sabinopolis. Cinco deles: Antonio Borges Monteiro, Antonio Borges Monteiro Junior, Malaquias Pereira do Amaral, Manoel Coelho de Almeida e Joao Pereira do Amaral, sao nossos ancestrais ou irmaos deles. E nao podemos negar a possibilidade de os outros 10 tambem serem nossos parentes porque nao temos a nossa genealogia completa.

O povoado de Sao Miguel e Almas, agora Guanhaes, comecou com a presenca do capitao: Jose Coelho de Magalhaes Filho e a esposa dele: Luiza Maria do Espirito Santo. Com eles estavam outros cabecas de familia como: Francisco de Souza Ferreira, Antonio de Oliveira Braga, Faustino Xavier Caldeira e Jose de Oliveira Rosa. Como filho do alferes: Jose Coelho de Magalhaes (*) e Eugenia Rodrigues Rocha, o capitao Jose era conhecido como Jose Coelho da Rocha. Aqui temos a coincidencia dos mesmos sobrenomes nos fundadores de Guanhaes e Sao Joao Evangelista, apesar de nao haver parentesco, conhecido por nos, entre eles.

A maior parte dos filhos do capitao Jose e Luiza Maria permaneceram nas terras de Guanhaes mas nas proximidades onde hoje eh a Cidade de Virginopolis. Nos livros, os nomes dos fundadores do povoado foram: Felix Gomes de Brito, Jose Antonio da Fonseca, capitao Figueiredo e os tenentes: Joao Baptista Coelho e Joaquim Nunes Coelho. Joao Baptista era filho; e Joaquim era genro do capitao Jose e sua esposa Luiza Maria.

Mesmo nao sendo apontados como primeiros moradores do povoado, outra filha do casal acima: Eugenia Maria da Cruz, e o marido dela: Francisco Marcal de Magalhaes Barbalho, criaram a familia deles nas proximidades e os filhos deles se mudaram para Virginopolis. Eles tiveram 8 filhos: Emygdia, Petronilha, Pedro, Marcal, Quiteria, Candida, Julia (nao se casou) e Ambrosina. Pedro e Marcal mantiveram o sobrenome “de Magalhaes Barbalho” nos filhos deles. Mas como as outras eram mulheres, seus filhos receberam os sobrenomes dos maridos que eram (3) Nunes Coelho , (1) Pacheco Moreira e (1) Magalhaes.

O filho mais novo dos capitao Jose e Luiza Maria: Antonio Rodrigues Coelho, morou toda sua vida em Guanhaes e la teve 16 filhos. Um: Benjamin 1o., faleceu crianca. Duas filhas: Julia Salles e Emidia Justiniana, ele teve com outras mulheres diferentes da esposa dele: Maria Marcolina Borges do Amaral. Com esta ele teve: Antonio Junior, Lindolpho, Altivo, Josephina, Maria Marcolina, Joao, Jose, Luiza, Angelina, Daniel, Virginia, Benjamin 2o. e Maria Carmelita.

Posteriormente, se mudaram para Virginopolis: Maria Marcolina, Joao, Jose, Daniel, Virginia, Benjamin 2o. e Maria Carmelita. Exceto por Jose, todos se casaram com primos, descendentes do Joao Baptista Coelho. Parte dos filhos do Lindolpho e Altivo tambem se mudaram para la e se casaram com primos.

Postarei duas sequencias curtas para dar mais uma ideia de como se formou a familia.

1.782 Jose Coelho de Magalhaes Filho – Luiza Maria do Espirito Santo
1.818 Francisca Eufrasia de Assis – Joaquim Nunes Coelho
1.852 Miguel Nunes Coelho – Ambrosina de Magalhaes Barbalho
1.884 Bispo, D. Manoel Nunes Coelho, primeiro bispo de Luz, Minas Gerais.

1.782 Jose Coelho de Magalhaes Filho – Luiza Maria do Espirito Santo
1.824 Eugenia Maria da Cruz – Francisco Marcal de Magalhaes Barbalho
1.861 Ambrosina de Magalhaes Barbalho – Miguel Nunes Coelho
1.890 Notel Nunes Coelho – Maria Isabel Rodrigues
1.915 Monsenhor, Omar Nunes Coelho

Essas sequencias foram apenas para ilustrar um pouco a composicao da familia Coelho em Virginopolis. Os tios Francisca Eufrasia de Assis e Joaquim Nunes Coelho tiveram la mais 9 filhos alem do Miguel. Eusebio (falecido crianca), Joaquim Filho, Jose, Emygdio, Rita, Lino, Altino, Joao e Luiza. Desconfio que as irmas de tia Ambrosina: Emygdia e Petronilha, casaram-se, repectivamente, com Jose e Joao, tambem primos-primeiro delas. Tambem o Joaquim Filho casou-se com Sebastiana Honoria Coelho, filha de Joao Baptista Coelho e Maria Honoria Nunes Coelho. Tios Ambrosina e Miguel se mudaram para Coroaci, Minas Gerais, onde os filhos mais novos nasceram.

Uma coisa que tenho que deixar claro eh isso, nao estou apresentando a Historia baseada em nossa grande familia por pensar que nos somos algum tipo especial de pessoas. As minhas limitacoes estao no fato de eu contar apenas com dados de nossa familia em maos. Essa apresentacao tem a intencao oposta. Se qualquer um, nao sendo da nossa familia, no Brasil ou em outro lugar qualquer, fizer algum estudo parecido na genealogia deste, tenho absoluta certeza que, ele ou ela tera a impressao que nossa saga sera parecida com qualquer outra.

A gente pode nao ter dados de outras familias mas quando a gente pega o dados dos recem-chegados aos lugares onde ha algum dominio de familias tradicionais o que se observa eh que, logo-logo a descendencia dos recem-chegados, senao eles proprios, casam-se com membros das familias tradicionais e passam a fazer parte da grande familia.

Uma particularidade da genealogia no Brasil eh a ausencia de dados dos descendentes dos indios e africanos. Mas isso nao significa que nao tenhamos parentesco com todos. Na nossa familia (Coelho) por exemplo nos sabemos que a esposa do tenente Joao Baptista Coelho, Maria Honoria Nunes Coelho, provavelmente, era mulata porque sabemos que ela tinha pele escura. Tambem, os que como eu tem Candida de Magalhaes Barbalho e Joao Batista Magalhaes como ancestrais (meus bisavos materno-maternos) tem ai outra linhagem afro-descendente.

Mesmo em seus descendentes atuais eh comum termos primos morenos. Segundo as tradicoes romanticas brasileiras essa cor eh um bom cartao de apresentacao como pessoas atrativas. Seja como for, o que penso eh que, nao importa se sabemos ou nao como, somos sempre parentes de toda a populacao `a nossa volta.

Posso apresentar exemplo de recem-chegados tornando-se parte da familia. Em 1.812 nasceu em Exeter, Inglaterra, um homem com o nome Edward William Jacobson Lott. Ele foi jovem para o Brasil e em torno de 1.832 fundou a companhia: The Candonga Gold Mining Ltda, na Cidade de Guanhaes, para explorar uma incidencia tardia de ouro na Fazenda Candonga, que comprara. Ele casou-se com uma menina de 16 anos: D. Maria Teresa da Silva Teixeira Caldeira Brant.

Nao tenho comigo a genealogia dela mas tiveram filhos e logo apos o sobrenome Lott comeca a aparecer em nossa Arvore. Uma irma do nosso primo e autor: Dr. Innocente Soares Leao, a Maria Eugenia, casou-se com o capitao Gabriel da Silva Lott. E eu tenho outros primos proximos com essa assinatura. Mas ainda tenho que fazer mais pesquisas para confirmar se o Lott em nossa familia eh o mesmo.

Em 1.885 o “vovo” Lott mudou-se para Caete onde faleceu em 1.900. Para casar-se com a adolescente ele teve que prometer que os filhos deles seriam criados nos costumes catolicos. Ele era anglicano e manteve a promessa.

Bom, para resumir nosso capitulo podemos pegar imagens recentes para termos ideia melhor do que foi a conquista e povoamento de Minas Gerais e em outros lugares. Eh como as tsunamis. A primeira onda chega e preenche as irregularidades do terreno. Dai vem a segunda onda e surfa por cima da primeira prolongando o preenchimento. E as ondas continuam vindo ate que a energia que as provocou se dissipe. Isso se parece com qualquer movimento migratorio. A diferenca entre migracao e tsunamis eh isso: a primeira constroi algo e a segunda, destroi.

A Cidade do Serro comecou a perder sua capacidade de influenciar as politicas mineira e brasileira na medida que perdeu a maioria do seu antigo territorio, o que diminuiu consideravelmente sua populacao, refletindo em numero menor de eleitores.

Mais tarde, com a descoberta do ferro em Itabira, o projeto de construcao da Ferrovia Vitoria-Minas foi modificado, alterado na altura de Governador Valadares. No projeto inicial a linha ferrea seguiria direto para o Serro e Diamantina antes de dirigir-se para Belo Horizonte. A estrada que foi construida foi direto para Itabira e Belo Horizonte.

O isolamento da regiao foi selado com a construcao da nova capital do Brasil, Brasilia. A capital nova transferiu boa parte da atencao e da migracao interna no Brasil para o Planalto Central. Agora a Cidade do Serro e regiao estao ressurgindo do isolamento que sofreram por um seculo inteiro.

As principais rodovias foram asfaltadas, o antigo projeto de ligar Brasilia a todas as capitais de estados por vias asfaltadas agora pavimentou a ligacao entre Brasilia e Vitoria; e esta implementado o projeto de revitalizacao dos caminhos da Estrada Real, para o turismo.

A regiao oferece boas opcoes para pratica de esportes radicais, observacao da natureza e Historia preservada dos mais de 300 anos de colonizacao europeia no Estado de Minas Gerais. Serro e regiao possuem um dos patrimonios coloniais mais bem preservados no Brasil.

Minas Gerais eh tambem caracterizado por sua producao de queijo chamado de Queijo-Minas. Quem conhece o estado sabe que o famoso Queijo-Minas tem uma definicao mais intima que eh: queijo do tipo Serro. Essa qualidade de queijo eh a que nos e nossos ancestrais produzimos por seculos.

Preciso fazer mais uma ultima observacao. Eh a respeito do tamanho dessa familia. Nao se tem a menor ideia. Tenho um contato que eh descendente de Joaquina Bernarda da Silva de Abreu Castelo Branco Soutto-Mayor. O nome pomposo pode ser abreviado para D. Joaquina do Pompeu. Ja a mencionei como exemplo de mulheres que estavam `a frente do tempo delas. Quando as 15.000 pessoas das cortes portuguesas foram para o Brasil, em 1.808, e o Rio de Janeiro estava desabastecido, o governador de Minas pediu socorro e ela forneceu todo tipo de mercadoria necessaria, tiradas das proprias fazendas. Quando ela faleceu tinha 40.000 bois nos pastos.

D. Joaquina nasceu em 1.752 e casou-se na jovem idade de 12 anos. Ela teve 10 filhos e segundo o descendente dela, meu contato e biografo dela: Dr. Deusdedit Pinto Ribeiro Campos, que eh o genealogista da familia, ele ja possui mais de 70.000 cadastrados na descendencia de D. Joaquina. Nosso ancestral, Antonio Borges Monteiro, que nasceu em 1.751, e casou-se 11 anos apos ela, foi pai de 11 filhos e talvez tenha um numero parecido de descendentes agora.

Porem, como na familia dela, ela teve varios irmaos, tias e tios e muitos parentes que devem ter descendencia diferente da dela hoje, o nosso ancestral tera muitos parentes que nos sao desconhecidos. E ninguem descende de apenas um casal. Baseado na falta de dados e no pouco que conheco de probabilidades, penso que nao somos menos de 1 milhao de pessoas, contando apenas a descendencia de nossos ancestrais que nasceram em torno de 1.750. E estou falando apenas das pessoas vivas. Penso ainda que a maioria de nos tem um numero parecido de parentes proximos.

Ha poucos dias peguei uma carona da oficina onde meu carro ia ser consertado. O americano da oficina que me trouxe tocou no assunto familia e eu disse a ele que tinha 8 irmas e irmaos. Assombrado, ele disse-me: “Que sorte voce tem!” E ficou matutando como seria bom se tambem tivesse tanta gente na familia dele. A carona acabou e cortou o papo. Mas penso que nao eh que eu tenha muitos parentes e ele nao.

O que esta acontecendo agora eh isso, depois da geracao de nossos pais nos tomamos a decisao de ter menos filhos para dar a eles e a nos mais confortos. Claro, sabemos que esta eh a decisao correta porque vivemos em um planeta pequeno, com recursos limitados. Mas o sentimento de pertencer a uma familia maior nao depende somente de quantos irmaos possuimos. Se voltarmos aos nossos ancestrais e procurarmos os descendentes deles, veremos o quao maior eh nossa familia do que imaginamos. Se alguem faz opcao pelo sentimento de pertencer somente aos parentes proximos, entao, a familia dele ou dela sera menor.

O meu sentimento de fazer parte eh maior do que meus ancestrais tinham. Nao penso que a minha aparencia europeia da-me uma identidade completa. Alguns dos ancestrais em nossa familia fizeram a opcao por nao passar-nos as vias que nos conectam aos nossos ancestrais africanos e nativo-brasileiros. E isso causa-me um sentimento de parte de identidade-perdida e por isso eh que procuro conectar-me, buscando a nossa verdadeira identidade.

Fazer parte de uma familia grande nem sempre parece melhor que considerar-se numa familia menor. O lado bom disso eh: quase todo dia a gente tem um aniversario para celebrar. Hoje eh 7 de janeiro de 2.012. O dia em que meu pai completaria 90 anos. Constantemente a gente recebe comunicados de nascimentos. Vai-se a um maior numero de casamentos, formaturas, etc. E a gente nunca fica sozinho quando passando por dificuldades.

Por outro lado, o ruim, voce vai a mais enterros na vida. Voce se preocupa mais com problemas dos outros. Voce tem que dar mais de si mesmo para manter as coisas indo bem. Mas, de qualquer jeito, isso faz parte da vida. Fazer parte de uma grande familia eh melhor justamente por causa das coisas ruins que podem acontecer a voce ou seus parentes. Isso significa que quando alguem cair haverao mais pessoas para dar sustento aos que sofrerao mais. Ninguem fica totalmente abandonado.

15. TUDO ERA COM RESPEITO `A FAMILIA – MINHA SAGA

Estou de certa forma ansioso para terminar esta parte do livro porque ela eh menos interessante aos leitores e a decisao do Partido Republicano sobre quem sera o adversario do presidente Obama em 2.012 esta ficando feia. Ontem pela manha o ex-presidente da camara, Newt Gingrich, deu uma patada no Mitt Romney soltando seu “pious Baloney” (conversa fiada) em cima do que o Mitt falou, que ele nao havia tentado a reeleicao aqui em Massachusetts porque tinha mais o que fazer e nao apenas seguir carreira politica. No meu ponto de vista o Newt apontou a verdadeira razao. O Mitt Romney tinha feito um governo ruim e o eleitorado estava com tanta raiva que ele nao tinha chances de se reeleger. Foi essa a mesma impressao que eu tive na epoca, eu estava presente mas nao tinha o direito de votar.

O candidato Rick Santorum continua insistindo que os Estados Unidos precisam de um comandante em chefe e nao um executivo em chefe. Isto nem eh resposta. Se um comandante em chefe fosse tao essencial, Cuba, depois de 50 anos com um comando em chefe, seria o melhor lugar do mundo hoje. O maior problema americano agora eh a economia. Sera que deveriamos chamar um economista para dar a solucao?! So se for de brincadeira! Foram eles que em primeiro lugar causaram o problema! E isso eh valido tanto para economistas como executivos. O problema foi criado por empresarios, como o proprio Mitt Romney, que estavam jogando com o dinheiro deles e nossas vidas. Parafraseando o sr. Gingrich, as palavras do Santorum e do Romney nao passam de conversa fiada.

Mitt Romney fica furioso alegando casos de pirataria feita pelos chineses. De acordo com ele, a China consegue invadir o sistema via internet e esta copiando propriedade intelectual dos empreendimentos americanos. Ele precisa repensar tais alegacoes porque desde ha muito tempo os Estados Unidos nao estao investindo bem em educacao e nao temos conseguido produzir boas mentes em nossas univerdades e sempre usamos o nosso mercado atrativo para trazer para os Estados Unidos mentes que foram trabalhadas por educadores la fora, `as custas dos outros povos. Talvez a China esteja apenas comungando com a sabedoria brasileira: “Ladrao que rouba de ladrao tem cem anos de perdao.”

Ta bom, voltei. Eu poderia comparar a minha com a Historia de Jesus. Nao se engane nesta comparacao. Nao estou falando a respeito da importancia dele para a nossa Historia. Estou apenas mencionando o nascimento como modesta pessoa do povo, sem o treinamento oficial nos assuntos que ensinou e, nao importando o quao duro ele tentou fazer algo bom, acabou sendo morto de uma, que os contemporaneos dele consideravam, forma vergonhosa. De certa forma eu me identifico como num caminho semelhante. Nao estou pensando que, em algum futuro serei endeusado como ele. O que quero dizer eh apenas que a minha vida tem sido uma serie de eventos inoportunos, e que eu sempre tento imaginar como isso podera trazer algo de bom para a humanidade, claro, nao para mim mesmo. Vamos comecar entao!

Nasci em 4 de julho de 1.958 na pequena cidade de Virginopolis, Minas Gerais, Brasil. Mamae queria que meu nome fosse Washington, por causa da data de nascimento. A maioria das pessoas no Brasil eh conhecida pelo nome. Por essa razao, porque o povo ingles usa os sobrenomes como identificacao, muitos brasileiros comecaram a dar nome aos filhos em homenagem `as personalidades inglesas e norte americanas. Entao, sobrenomes como: Nelson, Washington, Hudson, Lincoln, Franklin, Jefferson, Madison, Adams, Johnson, Wilson, Kennedy e muitos outros aparecem no lugar de nome na genealogia brasileira.

O padre Geraldo Brauwer, que iria batizar-me, disse que nao via senso em tal nome e papai falou que ja havia registrado com o nome Valquirio. O padre, que era de origem alema, mostrou sua insatisfacao dizendo, Faz menos sentido ainda! Mas nao havia escolha porque eu ja era Valquirio mesmo!

O nome vem da mitologia germanica, Valkjrja, que eram anjos femininos cuja funcao seria levantar as almas dos bravos caidos em batalhas e leva-las para os ceus. Elas foram inspiracao para o compositor Wagner. A letra “o” no final foi posta porque essa eh a forma de masculinizar os nomes na lingua portuguesa. Comumente, em nossa linguagem a letra a eh sempre feminino e o o, masculino. Assim se torna facil trocar segundo as conveniencias se apresentem. Eh como nos nomes Antonia e Antonio.

Quando nasci, a cidade estava prestes a entrar em sua depressao mais longa. Possivelmente os habitantes nao tinham ideia disso e a atencao deles estava voltada para outro fato. O Brasil fora Campeao da Copa do Mundo pela primeira vez.

Apesar da minha memoria ser muito boa e eu lembrar algumas cenas da minha vida desde quando comecei a andar, o que tenho mais recordacao comeca a partir do meu quinto aniversario. Sim, lembro-me uma vez, nas pontas dos pes, com os bracos para o ceu, pedindo colinho para alguem que nao me lembro. Tambem lembro-me de ver papai, na unica vez na vida que o vi fazer isso, soltando foguetes em nosso quintal pelo segundo campeonato de futebol que o Brasil ganhou em 1.962.

Depois disso veio o ano de 1.963 e seu final terrivel. Nossa avo, Zulmira, mae do papai, faleceu em consequencia de uma longa condicao cardiaca. Ela tinha apenas 70 anos e o nosso amor por ela era apenas uma retribuicao a ela ser tao carinhosa. Faleceu em 1 de outubro de 1.963. E aqui nos Estados Unidos, logo depois, em 22 de novembro, o presidente Kennedy foi assassinado.

O choque dessa segunda noticia teve o mesmo efeito da morte de um parente nosso. O povo brasileiro nao estava politicamente alerta para o que estava acontecendo no mundo. Mas penso que nossos ancestrais estavam esperando algo melhor do fato de o presidente Kennedy ter sido catolico. Nao sei qual ilusao o povo brasileiro tinha, emanada de um presidente catolico nos Estados Unidos, mas a morte machucou a todos, de forma bastante dura. Eu apenas captei o luto por duas pessoas que eram importantes em nossas vidas. Nao posso dizer que lembro dele mas estava contaminado pela alegria com o governo e o luto pela morte que os parentes mais velhos sentiram.

Nesse espaco de tempo eu estava conhecendo o lugar em que viviamos. Era uma cidade pequena, desenhada em forma de um X maiusculo por suas ruas principais. As baixadas quase nao encontravam espaco para passar entre as montanhas. Das montanhas nasciam os corregos que escavaram trincheiras nas baixadas. Assim, quase a metade das casas, exceto pelas que formam parte do centro, tinham os seus quintais lavados pelos corregos. As outras casas, no lado oposto das ruas, faziam parte da outra metade.

A maioria das casas eram velhas e decadentes. Algumas, como a que nossa familia morava, pertenceram aos nossos bisavos paternos. O estilo era o colonial antigo, feito por madeira pesada com paredes de adobe. Penso que, exceto pelo pregos e um outro pouquinho em ferro e ceramica, tudo foi feito por profissionais locais. Ate o teto era coberto por telhas locais. Geralmente, as casas eram velhas mas amigas da natureza ja que estavamos acostumados a viver com ratos, baratas, tarantulas e passaros como andorinhas e corujas. Algumas vezes tinhamos morcegos mas nunca cobras. Tinhamos galinhas no quintal, e um cao e uma gata. Os dois ultimos a partir dos anos 70.

A casa tinha a forma de U com a boca da letra voltada para o quintal. Era separada no meio por uma parede unica formando duas casas independentes. No outro lado moravam a velha tia Philoteia (Teteh), irma do nosso avo; uma velha mais nova de olhos azuis, um tanto doida, com o nome de Vitoria, e uma velha africana chamada Philomena (Philoh) de quem diziam haver sido escrava mas eu nao tenho certeza quanto a isso porque ela teria que ter mais de 100 anos para isso ser verdade, e ela era a mais velha mas das tres era a unica que regulava perfeitamente. Num dos quartos tambem moravam, separado de sua esposa, o primo Hugo e dois dos filhos, Eustaquio e Ricardo.

Do nosso lado, com o nascimento da nossa irma mais nova em 1.964, eramos 9 filhos com o mais velho tendo 12 anos. Junte-se ai, nossos pais e duas colaboradoras. Essas variavam as pessoas em espacos de 2 ou 3 anos. Eramos 13 pessoas do mesmo lado. De vez em quando tinhamos mais 1 ou 2, quando alguma irma ou irmao das colaboradoras vinham. Isso nao era excecao na cidade. As casas eram mesmo lotadas! Mas ninguem se importava muito com isso. Hoje a cidade deve ter o triplo de casas e nao tem populacao maior que naquele tempo. Isso era o mesmo em quase todo o Brasil.

Nossa casa fica no centro da cidade. Nao mais a casa velha mas outra que comecamos a morar em 1.978, construida por papai no lugar da anterior. Naquele tempo, nossa vizinhanca nao era muito diferente do que tinhamos em casa. A rua em que moravamos era quase toda habitada por parentes. Melhor dizendo, parentes proximos. Uma excecao era o nosso vizinho mais proximo, o do lado esquerdo, que era o padeiro e tinha nascido em Caratinga. A esposa dele era local e o sobrenome era Carvalho, talvez tinha alguma ligacao com nossos parentes, porem, nao diretamente conosco.

Nao penso ser necessario mencionar todos porque isso viraria uma lista telefonica. Porem tinhamos mais duas tias do papai, Olga e Biloca, morando la. Um dos tio-avos dele, Francisco Sobrinho (Seo Chiquinho), morou na casa da frente com a esposa dele, Salome (Memeh). O numero de parentes e as ligacoes familiares eram tao embaralhadas que descobri esse parentesco particular com eles 40 anos depois, quando comecei a estudar nossa genealogia. Papai nunca o chamava de tio e o mencionava apenas pelo apelido, dai eu nunca ter captado o nosso parentesco proximo antes.

Posteriormente, mudou-se para a mesma casa a madrasta do nosso avo materno. Tia Virginia, que era a viuva do nosso bisavo Ze Coelho, e vivia com tres de seus filhos, os que nunca se casaram: Ignes, Tarcisio e Joao. Com eles morava o tio Gamaliel (Gama) que era irmao completo do avo Juca. Na casa vizinha do lado direito morou a viuva, tia Ceci, com a filha dela: Aparecida (D. Cidinha) com a familia dela. Tia Ceci tambem era irma completa do vovo Juca. Os irmaos da primeira familia eram: Juca, Aquiles, Gama, Armando, Maria Marcolina e Ceci. Os da segunda eram: Darcy, Josefina (Fina), Amandina, Bernardino, Noemi, Joao, Ignes, Tarcisio, Savio e Ruth. Tia Ceci era viuva do tio Marcial, irmao do vovo Cista (Trajano). Na mesma rua tambem morava o tio da mamae, Eliezer (Seo Li).

No restante das casas, duas nao eram o tempo todo ocupadas por nossos parentes mas os ocupantes tinham parentes em sua familias que eram casados com alguns de nossos parentes. E como estudantes em idade escolar eramos colegas dos filhos ou parceiros nos esportes. Todo o centro era ocupado por essa mistura de geracoes da mesma familia alternada com alguns nao parentes. O padrao de proporcao entre parentes e nao parentes se invertia `a medida que afastavamos do centro e andavamos em direcao aos suburbios.

Mas em qualquer direcao que fossemos havia uma casa de nossos parentes. Mesmo aqueles que pensavamos que nao fossem poderiam de alguma forma ser nossos parentes porque nao tinhamos dados completos da populacao toda e nem mesmo dos nossos. Como ja mencionado, nao podemos excluir ai os de origem africana e nativo-brasileira porque temos origens genealogicas neles tambem.

A zona rural era um reflexo da cidade. Desde que ela foi povoada no principio pelos nossos ancestrai. Eles tomaram para si grandes porcoes de terras. `A medida que as geracoes chegaram e passaram, as fazendas iniciais foram divididas entre os herdeiros e viraram pequenas fazendas. E a populacao cresceu demais para continuar dividindo as terras, assim, a geracao dos nossos pais comecou a buscar outros lugares para ir. Mesmo antes deles alguns ja haviam tomado essa decisao.

Tenho dois exemplos para ilustrar bem a situacao. A cidade de Governador Valadares tem uma lista de pioneiros. Penso que ela conta apenas aqueles que se mudaram para la e, de alguma forma, levaram algum desenvolvimento para o lugar. Se nao fosse por essa razao, os pioneiros teriam que comecar em anos anteriores a 1.900 quando ja havia populacao por la. Mas a lista comeca em 1.916 e nela estao listados Sinval Rodrigues Coelho, tio materno de papai, casado com Maria (Maricas) Magalhaes, tia materna da mamae.

Outro na lista, do mesmo ano, eh o Seo Gil Pacheco de Magalhaes. Era casado com Maria Vieira, natural da Cidade de Ferros. Seo Gil Pacheco era filho da tia-bisavo Quiteria de Magalhaes Barbalho e Joaquim Pacheco Moreira. Tia Quiteria era irma do Marcal, avo paterno do papai; e Candida, avo materna da mamae. Nos temos outros parentes na lista, em outros anos, como: Antonio Rodrigues Coelho, irmao do tio Sinval e Odilon de Magalhaes Barbalho, irmao do papai.

Mesmo antes daquele tempo as mulheres eram supostas a seguir os maridos delas sem importar para onde estivessem indo. E nos tivemos o caso da tia Emygdia Honoria Coelho, casada com Amaro de Souza Silva, que deixaram descendencia em varias cidades da regiao. Tambem a tia Marcolina Honoria Coelho, que casou-se com Demetrio Coelho de Oliveira e ajudaram a povoar a Cidade de Coroaci. Tias Emygdia e Marcolina eram filhas de nossos trisavos: Joao B. Coelho e Maria Honoria Nunes Coelho.

Dai chegaram os anos 60 e com eles a explosao demografica nas cidades grandes. Nossa familia ja tinha experimentado a situacao por causa da migracao para o Rio de Janeiro e Sao Paulo. Depois chegou a vez de Belo Horizonte tambem atrair mais migrantes mas como vimos no video: http://e-relevante2009.blogspot.com/2010/04/apresentacao-de-belo-horizonte-para-o-mundo.html, em 1.948 a capital de Minas Gerais tinha somente 200.000 habitantes. Basicamente esta populacao era de todo o Estado. Mas eu tenho certeza de que boa parte tinha origem na regiao do Serro, especialmente da nossa area. Isso se da porque as areas mais populosas do Estado eram o Sul, Zona da Mata e Central. O Sul eh proximo a Sao Paulo. A Mata fica proxima ao Rio de Janeiro. E a Central fica no lado oposto `as duas grandes cidades.

A partir dos anos 60 passamos a ter mais tres opcoes de migracao. Governador Valadares, area de Ipatinga e a, entao, novissima capital do Brasil: Brasilia. E nos comecamos a ver nossas tias e tios com as familias deles irem para esses lugares. Ano apos ano a Historia era a mesma. Papai tinha 12 irmas e irmaos casados. Tres permaneceram em Virginopolis junto com ele. Tia Odette foi para Belo Horizonte. E todos os outros para Governador Valadares. Somente tio Otacilio ficou mais em Virginopolis antes de seguir para Valadares.

A Historia do lado de mamae nao eh tao diferente, apesar de apenas uma irma ter mudado para Valadares. Tia Camilla, que eh casada com nosso primo Jorge Nunes Coelho fez isso. Os outros se dispersaram por varios lugares como: Uberlandia, Paracatu, Vitoria-ES, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasilia, Itabira, Sete Lagoas e Virginopolis.

Temos pelo menos dois lados bons dessa dispersao. Se a familia se mantivesse junta e todos os filhos fossem criados lado-a-lado, nos poderiamos mantermo-nos casando uns com os outros assim como nossos parentes fizeram por 100 anos na cidade. As consequencias de sermos muito aparentados poderiam causar tragedias para a nossa descendencia. Como familia penso que ja somos felizes o suficiente em relacao uns com os outros, assim, como a maioria de nos se mudou e se casou com os de outras familias isso permitiu `a nossa descendencia ter mais chances de passar para frente nossos gens. O outro lado ficou para as ferias escolares, quando duzias de nos se encontravam em Virginopolis. Isso nos tras otimas memorias de nosso passado!

Em 2.005, logo apos ao terremoto e tsunami na Indonesia, eu vi uma senhora sendo entrevistada num show. Ela demonstrava muita raiva com o mundo. E a raiva dela nascia da falsa impressao de que a maioria das pessoas nos outros paises odeia americanos. Como ja mencionei, isso surgiu a partir de pesquisas feitas logo apos aos ataques terroristas de 11 de setembro em 2.001. E os resultados foram unidirecionalmente explorados pela media americana. Talvez tenha sido para justificar qualquer coisa que fosse decidida mais tarde. E a defesa dela do povo americano foi no sentido de que: “Vejam como temos compaixao dos outros povos! Nenhum outro pais do mundo esta fazendo tanto pelas vitimas da tragedia.”

Eh justamente por causa de inducoes erradas como essas que os outros povos acusam os americanos de arrogancia. E eu relembro fatos da minha infancia que talvez possam ajudar aos outros americanos a entender o ponto de vista do outro lado. Tenho lembrancas de mim, ainda crianca, comendo queijo americano nas aulas de catecismo; tomando mingau de aveia uma vez por semana nos recreios da escola, e diziam que o leite em po que era distribuido aos pobres la havia ido dos Estados Unidos. Tudo era caridade e eu nao duvido disso.

Mas o tempo provou que nos nao precisavamos disso na realidade. Nossa regiao era o que no Brasil eh chamada de Bacia Leitera. E nos podiamos produzir muitos tipos de graos tais como: arroz, milho, feijao e, inclusive, aveia. O que o povo nao conhecia na epoca eram as tecnologias porque boas terras, clima e agua mais que suficientes, dados pela natureza, nos tinhamos.

Temos que nos lembrarmos de uma coisa, parafraseando um diplomata americano que prestou servico no Brasil algum tempo depois: “Os Estados Unidos nao tem amigos, tem interesses.” Nunca ficamos sabendo qual relacao tal caridade teve com o apoio dado pelos Estados Unidos `a ditadura no Brasil. E a caridade e a ditadura aconteceram ao mesmo tempo. Coincidencia? Talvez!

Tivemos exemplo diferente de aproximacao. Em 1.968 recebemos um padre novo em nossa paroquia. O nome dele era Bernardo Odenkirchen e era holandes. E a Holanda tinha uma lei que mandava que uma porcentagem dos ganhos no comercio com outros paises fossem aplicados nos proprios paises, em projetos que beneficiassem as comunidades. E os cidadaos daquele pais sao os que ajudam as comunidades a terem acesso ao dinheiro. Sem intervencoes politicas.

Por meio dessa ajuda nos ganhamos melhores: hospital, maternidade, asilo e, naturalmente, um trato melhor aos predios da igreja. E tambem alguns recursos que tornaram possivel a escola de tecnicas agricolas. O objetivo era o de ensinar novas tecnicas agropecuarias. Com isso, mais a assistencia de uma empresa estatal (Emater), os fazendeiros comecaram a produzir mais e obter renda melhor. Nao posso dizer que tudo saiu nos conformes porque as baixas e altas da economia brasileira nunca permitiram que mais gente tivesse oportunidades melhores. Mas esta forma era, sem duvida, muito melhor que pura caridade.

Minha conclusao eh essa: nao podemos dizer “temos compaixao” quando estamos fazendo doacoes para atenuar qualquer tragedia. Somos o pais mais rico do mundo e o que doamos vem do que esta sobrando para nos. Quando acontecem tragedias nos paises pobres, algumas pessoas deles provam ser muito melhor que nos porque elas partilham tudo o que tem, mesmo sabendo que isso seria necessario a elas no futuro.

Se eu continuar escrevendo cada fato da minha vida terei que escrever outro livro. Vejamos o que for mais importante. Tentarei ordenar os eventos por anos. Em 1.966 eu entrei na escola e tinha sete anos e meio. Ao contrario daqui, nosso ano escolar comeca em fevereiro. Isso se da porque no hemisferio sul o inverno se da no meio e o verao no final do ano. Nos nao tinhamos pre-escola na epoca. Nossas ferias eram em julho, meio de ano, e de dezembro a fevereiro, no final do ano letivo.

Por volta daquele tempo a cidade ganhou as primeiras televisoes. Poucas pessoas podiam te-las. Preto e branco. Quando tinhamos oportunidade a gente assistia, basicamente eram os enlatados americanos como: Bonanza, Os Tres Patetas, I Love Lucy, Perdidos no Espaco, Terra de Gigantes, Tarzan e por ai vai. Producao brasileira, so mesmo novela. Os noticiarios serviam como recreio para nos criancas na maioria das vezes. Continua em minha mente o som da voz do locutor ao pronunciar o nome Lyndon B. Johnson, quando as noticias eram a respeito dos Estados Unidos.

Enquanto o papai nao comprou a nossa tv usada eu era capaz de pedir qualquer outra pessoa que tivesse para assistir um pouco em suas casas. Ganhamos a nossa por volta de 1.968. E nele ou no ano anterior eu sofri um acidente enquanto brincava, na padaria do nosso vizinho. Mario, o nome do amigo, estava fazendo massa de pao numa maquina eletrica. Eu estava brincando com um pedaco de massa quando ele caiu da minha mao e tentei pega-lo no ar. Senti apenas um puxaozinho e imediatamente fiz o movimento reflexo de tirar a mao de perto da maquina. Mario gritou meu nome e desligou a maquina. Eu ainda nao havia entendido o que estava acontecendo enquanto nao vi o sangue cobrindo minha mao. A maquina tinha cortado a cabeca do meu polegar direito.

A principio eu permaneci mais calmo que a familia do vizinho. As meninas choravam e alguem levou-me para o hospital. A cidade estava sem medico e fui enviado para Guanhaes, onde fui operado pelo Dr. Francisco, que era famoso na regiao. Talvez fosse por ele ser o unico por perto. Recentemente descobri o nome dele no livro do primo Dermeval e ele eh nosso parente.

O ferimento nunca foi problema para a minha vida seguir em frente. Porem, o trauma, por muito tempo, entristeceu-me. Some-se a isso, nao recordo se fora antes ou depois, fui atropelado por um carro. Nao que o carro tenha passado sobre mim. Deu apenas uma pancada em minha perna e eu dei duas voltas antes de sentar-me no passeio da rua em frente `a casa do papai. Fui novamente para o hospital mas sem maiores consequencias dessa vez. Todavia, estes e outros eventos somados fez-me questionar por quase toda a vida se fui intencionalmente colocado no mundo em razao de uma ma sorte natural. Hoje, vendo como o mundo anda, nao me sinto sem sorte de jeito algum. Pelo menos, nao estou sozinho!

Tambem em 1.968 Martin Luther King Junior foi assassinado aqui nos Estados Unidos. Mas parece que o evento nao teve repercussao no Brasil. Nao recordo de comocao alguma por isso. E penso que isso se deu porque ele nao era um sacerdote catolico e a luta pelos direitos civis nao era considerada importante naquele momento. A populacao negra fora sempre deixada de lado por nossa sociedade mas la nao se tinha nenhuma lei segregacional dizendo: Por lei, existem alguns “mais iguais” que outros. O Brasil possuia um sistema de lei mais parecido com o europeu, mais proximo do frances, onde o “Liberte, egalite, fraternite” seria o lema. O problema no Brasil era esse, a lei nunca funcionou para a populacao pobre brasileira.

Se eu nunca tivesse vindo para os Estados Unidos, Luther King poderia nao passar de um ilustre desconhecido para mim. Talvez nem tanto porque sou meio viciado em informacao. Ocasionalmente eu leria algum artigo a respeito da vida e feitos dele. Mas somente aqui nos Estados Unidos podemos conhecer a dimensao real dele no capitulo do Movimento pelos Direitos Civis. Se o movimento tivesse uma conotacao melhor junto ao combate `a pobreza no mundo, ele poderia ser melhor conhecido no Brasil porque o preconceito la eh contra o povo pobre, nao interessa a cor da pele.

Em 7 de maio de 1.969 houve outra tristeza na familia. Nosso avo paterno faleceu. Ele lutou um tempo curto contra um problema nos rins e nao resistiu. Era um homem tao forte que raramente gripava. Tambem ja tinha 79 anos. Penso que o que poderia ter sido feito por ele foi feito. Foi transportado para Governador Valadares e de la para Belo Horizonte, via helicoptero. Isso era algo incomum na epoca. Mas a medicina nao tinha os mesmos recurso de hoje. Eu nem mesmo chorei. Somente tempos depois eu senti a falta dele ao lembrar que eu nao o conhecera tao bem quanto a outros parentes.

Vovo Cista, como era conhecido, teve uma vida que caberia em um bom livro. Ele comecou como empregado quando tinha apenas 10 anos. Depois ele tornou-se dono de caminhao, fazendeiro, tinha casas de comercio e ajudou os filhos a iniciarem suas proprias atividades. Ele somente nao investiu nas filhas porque, naquele tempo, mulheres eram supostas a ficar em casa e casar. Um homem da posicao dele garantiria bons maridos para elas. Ele foi eleito prefeito da cidade por duas vezes. Possivelmente faleceu como o homem mais rico da cidade. Mas a riqueza naquele tempo nao se apresentava pelo dinheiro no bolso. O que fazia aparecer era ser dono de fazenda.

A lista dos filhos dele e Dindinha Zulmira foi: Oswaldo, Odette, Murillo, Odilon, Olimpia (que faleceu crianca), Otacilio, Odon, Odila, Otto (Sinho), Oldack, Oneida, Otacilia, Ovidio e Ozanan.

1.969 tambem foi o ano que o homem andou na Lua pela primeira vez. Foi bastante divulgado que seria transmitido pela tv. Eu esperei ate 9:00 da noite e os jornalistas disseram que houvera atrasos. E os atrasos passaram dos limites. Dai eu disse para mim mesmo: Quer saber d’uma coisa! Amanha havera repeteco. Fui acordado por uma expressao de admiracao do tio Murillo, irmao da mamae, na sala. Ele estava la so para a ocasiao. Ja tinha passa da meia noite e eu mantive minha palavra. Amanha! O que eu nao sabia era que, o que eles estavam vendo ja era reprise tambem.

Eu tinha 11 anos quando visitei Governador Valadares pela primeira vez. Era a maior cidade que eu ja fora. Era bem menor que hoje mas a populacao, pela mesma razao que em Virginopolis, era muito maior em proporcao de construcoes. Eu nao tive nenhum problema em aprender a andar de canto-a-canto. A cidade tem dois pontos de referencias: o Rio Doce e o Pico do Ibituruna. O Ibituruna parece ser uma montanha enorme mas nao eh mais alto que os morros em Virginopolis. Eh assim porque Valadares esta dentro da trincheira escavada pelo rio por milhoes de anos.

Tambem eh por esta razao que Valadares tem um clima tropical verdadeiro e Virginopolis um quase temperado. A variacao anual de temperaturas em Virginopolis vai dos raros 4 negativos aos raros 35 C. Mesmo com o verao indo de setembro a marco, ha a queda da temperatura `a noite, ao ponto da gente poder dormir bem sem precisar cobertor pesado. Raramente Valadares vai abaixo dos 30.

Espalhadas em Valadares nos tinhamos muitas casas de familiares conhecidos. La tinhamos 8 tias e tios: Camilla, Murillo (irmao do papai nao o da mamae), Odilon, Odila, Otto, Oldack, Otacilia e Ovidio. Tia Maricas, que era viuva do tio Sinval, e tio Antonio Rodrigues Coelho continuavam morando la deste seus tempos de pioneiros. Penso que os tios Wilson (Sao) e Gastao, irmaos da tia Maricas, e Elgita, Nize, Omar, Conceicao, Joao e Olimpinha, irmaos completos do tio Antonio e da Dindinha Zulmira, tambem estavam la mas nao visitei todos. Tambem tinhamos uma lista enorme de primos. Estou falando apenas daqueles que tinham ascendencia direta em Virginopolis.

Naquele tempo eu nao sabia que eramos parentes proximos de tantas outras populacoes das cidades em torno do Serro. E, com certeza, muitos residiam em Governador Valadares. Mesmo sem saber disso era impossivel esquivar-me de encontros casuais com parentes conhecidos nas ruas. Nos dias em que fomos ao Aete Esporte Clube para refrescar um pouco nas piscinas, tive a impressao que la fosse Virginopolis, segunda versao.

1.970 foi ano de Copa do Mundo. Foi no Mexico e o Brasil comecou a jogar em Guadalajara. Todo dia de jogo nossa casa virava cinema. Vinham parentes e amigos. O Brasil ganhou os sete jogos que disputou. E nos ganhamos o tricampeonato. Os primeiros da Historia. E a ditadura tentou tirar proveito do prestigio junto `a opiniao publica. Este foi o tempo em que o gingle que tinha a frase: “Este eh um pais que vai pra frente”, e que recebeu a versao dos comediantes cantando e andando para tras e tiveram o programa suspenso.

Por volta de 1.974 nossa avo Petrina faleceu. Ela foi a segunda esposa do vovo Juca e foi a que conheci. A mae da mamae tinha falecido em 1.940. Tinha apenas 44 anos. Vovo Davina foi casada por 26 anos e teve 17 filhos. Tres deles faleceram crianca. Uma se chamou Camilla e houveram dois Longinos. O Longino III foi o que sobreviveu e foi meu padrinho, junto com tia Oneida, irma do papai. A lista de nomes da filharada era: Maria Marcolina, Murillo, Fausto, Lucio, Merces, Martha, Judith, Longino, Camilla, Angela (Ju), Lia, Jose Fabiano, Lucinda e Maria Helena. Os irmaos da vovo Davina eram: Joao Magalhaes, Eliezer (Sou Li), Emydia (Miluca), Wilson (Sao), Getulio, Maria (Maricas), Candida e Gastao.

A avo Petrina ja era prima e vem do ramo Barbalho. Ela deu mais 5 filhos ao avo Juca. Davina, Maria Eugenia (Maroh), Matilde, Eduardo e Cirano. Era uma pessoa com calor humano e todo mundo amava ficar junto a ela. O filho mais novo dela eh so tres anos mais velho que o meu irmao mais velho, Fernando. A nossa diferenca de idade para a segunda familia eh tao pequena que nos parecemos mais primos. Apos terem idade suficiente para ir para as cidades maiores faziam a nossa alegria quando vinham visitar.

Particularmente Davina e Maria Eugenia que ajuntavam pelo menos uma duzia de nos para irmos visitar nossos tios e tias que moravam nas rocas. A fazenda onde os avos Petrina e Juca moravam tambem era otima para encontrarmo-nos. Por infortunio, Davina e Maroh foram nossas perdas para o cancer, quando andavam pelos 60 anos delas. As duas estavam comecando a ver nascer os primeiros netos.

Vovo Petrina era filha da Sinhah Gininha (Eugenia) e a irma dela, tia Geralda, casou-se com tio Bernardino, meio-irmao do vovo Juca. Elas tiveram mais tres irmas: Maria (Totoca), que era irma de caridade; Margarida (tia Nen) e Cecilia. Tia Cecilia casou-se com Friedrick Knipp. Ou Fidirico como o povo o conhecia. Era imigrante alemao no Brasil e eles deixaram grande descendencia.

No inicio dos 70 passamos a ter dois eventos importantes em Virginopolis. Um deles nao me causou grande prazer. Foi a mencionada criacao da escola de tecnica agropecuaria. Sempre gostei de animais e plantas mas meu sonho era ir para qualquer outro lugar para trabalhar e tornar-me independente. Mas tinha somente 15 anos e papai nem se deu ao trabalho de perguntar se eu tinha outros planos. E eu fiquei preso `a cidade por mais 4 anos.

Naquele tempo o governo havia decidido que as escolas de segundo grau teriam que ter algum curso tecnico e nao poderiam ser apenas cientifico. Assim, nos perdemos um ano de conteudo cientifico, que deveria ser fundamental para aqueles que se interessavam continuar a estudar na universidade. A gente poderia tentar o vestibular a partir de completar o terceiro ano mas ja sabendo que as chances de passar seriam menores por causa de ter aprendido menos. No Brasil, a admissao a uma universidade era feita apenas atraves do provao chamado vestibular. Eu perdi a minha primeira tentativa e gastei mais um de meus anos no segundo grau.

Por volta de 40 anos atras tambem comecou o Festival da Jabuticaba de Virginopolis. Jabuticaba eh uma fruta brasileira com varias variedades. Eh uma arvore media, tem 10 metros ou mais, com ramos longos, multiplos, flexiveis e fortes. O ciclo de vida anual dela comeca no inverno quando todas as folhas caem e ala permanece assim ate a brotacao aparecer. A planta mantem a brotacao dormente enquanto nao vem as chuvas. Logo depois, como um milagre, a arvore inteira eh coberta por flores brancas, que exalam um cheiro doce e agradavel.

A floracao eh tao intensa que a arvore parece ficar coberta de neve. Mesmo o tronco fica coberto de flores, e as vezes as raizes que afloram da terra tambem florescem. Abelhas comecam a polinizacao e o zumbido delas domina o dia inteiro. Logo aparecem as frutas pequenas de cor verde e comecam a crescer. Quando elas atingem o tamanho de uma uva grande a cor muda com listas amarelas e vermelhas para passar ao preto brilhante como espelho. O processo dura 40 dias quando hao chuvas suficientes.

Dentro temos a polpa saborosa e tres sementonas. O Virginopolitano chupa apenas a polpa e cospe o resto. Comparando-a com a melhor uva que ja chupei, jabuticaba eh muito melhor. Da fruta se pode fazer vinho, licor, cachaca e geleia. Cada um eh o melhor em seu genero. Se alguem consegue subir na arvore, chupa o melhor da fruta. Ela nao eh boa para transportar porque eh tao delicada que logo comeca a acidificar. Em poucas horas passa a prestar somente para fabricar bebida alcoolica.

Precisa-se ter cuidado com duas coisas. Primeiro eh que quando se comeca a chupar nao se quer parar. E isso faz seus rins trabalharem rapido e voce tera que pagar uma visita `a casinha. Mais tarde, quando precisar voltar para pagar pelo lado inverso, o produto saira como se fosse constipacao. Mas nao sera grande problema. As fezes somente virao mais duras mas a defecacao sera suave. O problema sera quando alguem engoliu as sementes. Tem gente que gosta. Para previnir o encalhamento eh so engolir algumas cascas junto. As cascas alisam a saida.

Quem ja estiver com agua na boca pode ir ao Brasil por volta de novembro. Nao eh imperativo ir a Virginopolis. Na Cidade de Sabara, que fica perto de Belo Horizonte, tem seu proprio festival e a tradicao de possuir a fruta. O Estado inteiro produz a fruta, a qual eh nativa por la. Quem nao tiver fundos para fazer tal viagem ja pode ter a fruta aqui nos Estados Unidos. Nao esta disponivel no comercio mas na Florida alguns mineiros plantaram a fruta nos quintais e ja estao chupando. Possivelmente eles nao irao se incomodar se alguem pedir para experimentar. Este eh nosso codigo de hospitalidade.

Bom, gostaria de comentar um pouco a respeito do festival que nasceu da fruta. Ele comecou com dois objetivos. O primeiro era o de arrecadar dinheiro para as sociedades beneficentes da cidade. Com o resultado, escolas, hospitais, maternidade, asilo e outros sao assistidos. A ideia surgiu entre os professores de Virginopolis e funcionou tao bem que quase todas as cidades agora tem o proprio festival. O que muda eh a epoca e a motivacao. Cada cidade tem sua especialidade como: laranja, banana, cana-de-acucar, etc.

O outro objetivo era levar de volta `a cidade os antigos moradores e suas familias para a ocasiao. O Festival da Jabuticaba virou um encontro das familias. Estranhos sao muito bem vindos tambem mas se nao tiverem contato com alguem da area eh dificil encontrar-se alojamento nos hoteis no periodo. A cidade eh servida por poucos e as cidades em torno podem servir de bases para os que possuirem os proprios meios de transporte. Tem la uma area de camping mas nao eh confortavel. Funciona bem para os jovens. E as casas dos moradores ficam lotadas. Eh como voce ver uma multidao de brasileiros em qualquer outro lugar no mundo. Eh barulhento e feliz.

Por volta de 1.976 fiz minha primeira viagem a Belo Horizonte e conheci uma cidade grande mesmo! Pelo menos, era um lugar onde residiam cerca de 2.000.000 de pessoas, sem contar as cidades da Grande BH. Nao recordo perfeitamente os detalhes porque fiz duas viagens relacionadas ao programa da escola. Uma para a Exposicao Agropecuaria de Barbacena e outra para a Semana do Fazendeiro da Universidade Federal de Vicosa. Numa delas eu permaneci em Belo Horizonte e encontrei com a parentalha.

Esportes sempre foram a minha atividade favorita. E futebol era o que o brasileiro mais sabia fazer. Eu gostava de voleibol e nadar tambem. Desde menino eu era goleiro, e bonzinho. Minha altura me ajudava nisso mas nunca fui perfeito. Mas porque no Brasil o goleiro era sempre o culpado de tudo que saia errado, abandonei o gol e experimentei outras posicoes. Mas um dia nosso time estava precisando de um goleiro e fui chamado para cooperar. Tentei e durante um treino cai de mal jeito sobre a bola, o que provocou uma lucacao terrivel no ombro direito. Nunca mais pude praticar meus esportes favoritos como fazia antes, e ainda sofri varios acidentes que me fizeram visitar os hospitais. Inclusive aqui nos Estados Unidos desloquei o ombro umas 2 ou 3 vezes. Nao muito tempo atras sofri uma cirurgia que resolveu o problema, porem, nao estou praticando mais esportes.

1.977 foi um senhor ano! Lembro-me ter tido uma inspiracao e comecar a escrever um livro, antes de julho. Este nao foi minha primeira obra. Quando tinha 13 anos escrevi um pequeno romance e o perdi. Tambem nao posso classificar minha adolescencia como feliz. Era muito timido e incapaz de falar fluentemente. Ler e escrever era como minha defensa, onde exalava minhas preocupacoes mais profundas. Comecei a escrever o livro sem saber o que aconteceria na proxima pagina.

Cada dia eu escrevia um capitulo, o que era um grande feito para mim porque eu detestava desenvolver os temas que eramos obrigados a desenvolver como trabalhos de escola. Sentia-me muito confortavel colocando minhas inspiracoes, que apareciam do nada, no papel mas nao sabia fazer o mesmo com as consideradas tarefas. Penso que o problema se dava porque nao tinha bom conhecimento de linguagem e sem inspiracao o trabalho ficava dificil.

Nao tardou e a primeira parte do livro ficou pronta e julho chegou. Penso que foi nessa epoca que fomos `a Cidade de Barbacena. Foi quando fiquei em Belo Horizonte, onde encontrei os primos: Hideraldo, que ja morava la, e Jose Maria, que estudava no Colegio Dom Bosco, em Cachoeira do Campo. E nos tres planejamos uma outra aventura que foi ir `a Cidade de Paracatu, onde a tia Maria Helena morava com a familia. Paracatu fica no lado oposto a Virginopolis no Estado e proxima `a Brasilia. Apos um breve momento por la, tio Carlucio disse que nos estavamos perto demais de Brasilia para nao darmos um pulinho para conhece-la, e como ele pagou as passagens, niguem reclamou.

Somente a tia Maria Helena se preocupou com o fato de estar enviando tres adolescentes, eu era o mais velho e tinha acabado de fazer 19, para aquela aventura perigosa! O Carlucio fez graca dos medos dela: “Quando o povo la por os olhos nesses tres marmanjos vai eh sair correndo deles!” E ele nao estava fugindo `a verdade. Eramos tres meninos de 1,80 m, com mochilas e roupa comum. Alguem poderia nos confundir com exterminadores, o que nao era uma coisa incomum no Brasil no tempo da ditadura. Mas chegamos sem incidente algum.

E nos encontramos com os familiares naquela cidade incomum. Ela ja tinha 17 anos, planejada e construida durante a administracao do presidente Kubistchek. Tudo era diferente em relacao ao que conheciamos. Nao tive a mesma impressao que tudo fosse bonito como outros visitantes da familia nos haviam dito mas era diferente com lugares muito bem feitos. Penso que minha primeira impressao foi distorcida pelo fato de estarmos no inverno brasileiro quando tudo esta seco, mesmo o ar. As plantas estavam secas demais para oferecer bom visual.

Como meu irmao Jesse ja morava la, nos fomos encontra-lo na Universidade Nacional de Brasilia. O que chamou mais atencao que os predios da universidade foi a presenca dos militares de olho nos movimentos dos estudantes. Jesse contou que, numa greve que eles haviam feito recentemente tinha um soldado que o apelidaram Hulk, porque o cara era um armario de seis portas abertas, era capaz de segurar tres estudantes de cada vez para joga-los nos camburoes.

Quando voltei, terminei meu livro. Antes, ja tinha uma ideia de como a estoria se daria. Mas, com certeza, as visitas `as cidades grandes ajudaram-me a colocar mais realidade nele. A segunda parte do livro eh relacionada `a opressao que nosso povo estava enfrentando e eu usei minha imaginacao para transformar as paginas numa boa aventura. (Posteriormente eu li e observei muitas semelhancas entre meu trabalho e o livro “A Pal utcai fiuk” (Os Meninos da Rua Paulo), do autor hungaro: Ferenc Molnar).

Na terceira parte eu sonhei com solucoes. Ate hoje nao sei como explicar como tive tantas ideias. Penso que meu livro tem um pouquinho de Julio Verne nele. Nele eu vejo a humanidade preocupada com todos os problemas e buscando solucoes para eles. O que nos separa eh esquecido e o objetivo eh buscar uma vida melhor para todos. As aguas sao partilhadas, os desertos transformados em jardins e mesmo a lua eh colonizada. Em certo sentido, o livro eh maturo demais para ter sido escrito por um menino de 19 anos, desde que os velhos senhores do mundo sao incapazes de promoverem a paz!

1.977 tambem foi o ano de minha formatura e, em 1.978, fui morar em Belo Horizonte. Dividia um apartamento com minha irma Magda, tres filhas da tia Ruth, autora de parte da nossa genealogia, duas outras garotas amigas delas e o irmao delas, Joelzinho. Tinha a ideia de trabalhar e estudar. E tres meses depois estava trabalhando na H. H. Picchionni, que ja mencionei antes. Porem, o salario era pequeno demais para levar a serio o projeto de continuar os estudos.

Entretanto, eu gostei de morar em Belo Horizonte. Ela fica no Centro do Estado e de la eu tive a oportunidade de ir a outras cidades nos finais de semana. Assim, pude conhecer lugares como: Colegio do Caraca, Serra da Piedade, e as Cidades de Ouro Preto, Sabara e Esmeraldas e outras mais.

Quando estava em Belo Horizonte eu tentei o vestibular mas o maximo que consegui foi aprovacao na primeira fase. Isso foi facil mas a segunda fase era especifica. Como eu tinha optado para veterinaria, tinha que provar meu conhecimento em biologia e quimica. Os dois testes me pareceram faceis mas o de quimica era baseado apenas em organica. Justamente o que havia perdido no segundo grau por causa do ano a menos em materias cientificas.

Na casa dos nossos pais eramos divididos em dois grupos, os cinco mais velhos e os quatro mais novos. Em assunto escolar tambem tinhamos uma grande diferenca entre os dois grupos. Os mais velhos frequentaram o sistema da coercao. Ate os professores podiam dar castigos fisicos para punir falta de atencao, ou cometer os erros que as criancas cometem. Nao havia estimulo para se estudar. Estudar para os jovens ja era um castigo!

E isso acarretava em grande prejuizo. Estudantes que nao eram aprovados num materia tinham que repetir o ano. Algumas vezes tinhamos meninos com 15 anos e ainda frequentando a quarta serie. Poucas eram as pessoas com boas notas. E boa parte dos estudantes paravam de estudar antes de concluir os quatro primeiros anos.

O segundo grupo, os quatro mais novos, comeca com meu irmao mais novo Ney. Ele eh mais de 2 anos mais novo que eu, o que era uma longa distancia naquele tempo. Todos os quatro frequentaram a pre-escola e outro tipo de escola. Para eles era mais estimulante. Os estimulos vinham nas bases do proprio ensino. Numa media geral eles tiravam notas melhores.

Nao culpo totalmente o sistema de ensino pelas minhas falhas na vida. Minha irma Magda tinha provada que com mais esforco a gente poderia se dar bem. Mas eu era um tanto preguicoso. Eu aprendia as licoes muito rapido e fazia as tarefas na escola. Isso era o suficiente para tirar boas notas nos primeiros quatro anos. O problema surgiu apos aqueles anos. Eu so estudava nas ultimas horas antes das provas. Mas isso era o suficiente para ser aprovado com um minimo de pontuacao. E naquele tempo era de apenas metade. Algumas materias que eu gostava, tirava notas boas de qualquer jeito. Mas eu acumulei deficiencias em matematica e linguagem. Posteriormente isso dificultou o meu aprendizado da porcao matematica da fisica.

Entao, enquanto eu estava em Belo Horizonte, meus dois irmaos mais novos, Ney e Odon Jose, ja tinham entrado na Universidade de Vicosa que tem especialidade agropecuaria. Dai eu pedi ao papai para deixar-me fazer o pre-vestibular la. Este preparava melhor para o vestibular local. Porem, as inscricoes na universidade se davam em agosto e a gente era obrigado a optar pelo curso que iriamos fazer. Antes de frequentar a universidade eu escolhi zootecnia. Eh um curso de nutricao, manejo e construcoes rurais. A escolha objetivava eliminar competicao, e nao satisfazer a minha aptidao.

Eu nao tinha nenhuma confianca em mim mesmo. Antes de a pessoa entrar em uma universidade no Brasil a competicao era tao grande e o que se sabia a respeito do que precisaria saber era tao pequeno que a gente imaginava que, qualquer um teria que ser um genio para ser aprovado no vestibular. Eu tinha inclinacao para estudar medicina humana. Mas era tao timido que fiquei apavorado so de imaginar o que eu faria para falar aos pacientes, principalmente mulheres. Dai pensei que fosse melhor fazer veterinaria. E nao havia ninguem para orientar-me a fazer uma escolha melhor.

Acabei fazendo opcao por minha terceira opcao em minha desorientacao. No Brasil nao tinhamos a escolha de entrar primeiro na escola e fazer a escolha de dentro. E, posteriormente, aprendi que teria que falar com os donos dos bichos de qualquer maneira, entao, ser timido nao seria razao para fazer escolha errada. E com o passar do tempo na escola eu quase perdi a personalidade timida que tinha, o que se daria tambem se eu tivesse tido sucesso em tentar medicina. Mas medicina humana nao era oferecida em Vicosa. Porem, a minha experiencia pode ajudar a outras pessoas no futuro.

Depois que comecei a fazer o pre-vestibular e fiz alguns testes simulados, e comparando meus resultados com os dos outros estudantes, comecei a ganhar confianca em mim mesmo. Porem, a escolha errada ja havia sido feita. Minha deficiencia em algumas da materias mais importantes, que eram quimica e biologia, fez-me dedicar-me mais a elas. E estudei os seis meses dedicando ao que era de mais valor para os testes especificos. Assim, nao tive nenhum problema em ser aprovado.

As provas se davam uma vez por ano. E entrei para a universidade sem base em matematica e era preciso fazer a materia chamada calculo. Assim, procurei ajuda, pensando que a escola ofereceria alguma assistencia suplementar. Mas o professor que procurei deve ter pensado que eu fosse doido por causa da surpresa dele com a minha pergunta! Ele apenas me informou que eramos supostos a termos as bases antes de entrar na universidade.

O primeiro ano la foi duro e eu aprendi licoes que ninguem gostaria de ter. Primeiramente eu imaginava que, porque era tao dificil ser aprovado, os estudantes universitarios seriam genios. Em contato com eles eu diminui minhas expectativas ao nivel de inteligencia nada superior `a media da nossa populacao. Tinham os genios, mas eram uma meia duzia de babacas. (Tou brincando).

Tambem, o meu conceito em relacao ao professor de nivel universitario era o de pessoas que de tanto saber suas disciplinas deveriam ser bons comunicadoras do que sabiam, de uma forma tal que todos poderiam entender rapidamente. Tambem pensava que bons professores seriam interessados em fazer discipulos em suas materias. Isso poderia funcionar em outro lugar, menos Vicosa! Nao era todo mundo mas boa parte dos professores la nao tinha a menor concepcao de ensino. Era bem conhecido o fato que eles manipulavam os testes de forma a reprovar uma porcentagem em cada classe. E eles tinham como melhores os colegas que reprovavam mais. Era como se eles estivessem competindo entre si e contra os alunos.

Nos anos em que estive la fui inspirado a escrever uma peca teatral na qual eu descrevo nossas vidas e atitudes diante dos desafios num tipo de humor bem estudantil. Eh uma peca satirica que mais se parece a um diario das conversar entre o grupo de amigos que moravam ou tinham ligacoes com o endereco: Apartamento 38, Bloco Pos Graduado. O nome da peca eh: Treisoitao, ou um Palavrao nao Muito Pornografico. O pornografico eh uma referencia `a nossa condicao de quase escravos.

No ano seguinte eu fiz outro vestibular para trocar de curso. Se eu tentasse trocar por meio de um processo interno eu poderia ter que esperar por seis meses ou mais por uma resposta que poderia ser negativa. Como eu tinha feito o pre-vestibular e frequentado aulas de biologia e quimica dentro da universidade, as provas viraram, como os americanos dizem: “Piece of cake” (pedaco de bolo) ou, como os brasileiros falam: mamao com acucar. A competicao foi de 15.2 estudantes por vaga. Um pouco mais de 600 pessoas tentando 40 vagas. O que foi triste eh que foi uma oportunidade a menos para os outros. Infelizmente!

Nao estou contando vantagem do meu feito. Entrar em Vicosa nao era tao dificil por ela ser uma universidade um pouco afastada de centros grandes e, alem de ser menos concorrida, tenho duvidas quanto ao nivel da educacao que os alunos que iam para la tinham. Por ser uma escola rural, boa parte dos concorrentes tinham saido de escolas de menor nivel como a que frequentei em Virginopolis. A concorrencia estava mesmo em outros cursos e outros lugares como os de medicina humana com mais de 40 candidatos por vaga. Quando a informatica comecou a ser ministrada naqueles anos, dava 70, 80 candidatos por vaga.

Isso foi no ano de 1.982. Normalmente eu me formaria quatro anos e meio depois. Porem tive um problema numa materia extra curricular. Tentei resolver o problema por vias normais, atraves do departamento de educacao. Eles me negaram o direito em todos os niveis. A negacao mais esdruxula veio do Conselho Federal da Educacao. As pessoas de la nao sabiam nem ler o relatorio de uma altarquia inferior. Elas confundiram o numero de creditos completados com o codigo dos departamentos onde estudei algumas disciplinas.

Eu queria enviar uma apelacao mas minha irma, Magda, que eh advogada, disse que nao valeria a pena tentar. Como eu estava na escola por causa de apenas uma disciplina no semestre e estava certo de que seria aprovado, a resposta delas poderia ser assim: “Voce esta correto mas desde que ja esta aprovado nao ha necessidade de atender seu pedido.” O que eu desejava era criar jurisprudencia para outros que por acaso se vissem envolvidos na mesma confusao no futuro. Minha irma nao estava comigo nessa boa acao.

Fui aprovado e recebi meu diploma um ano apos a maioria dos meus contemporaneos. 2.012 sera as nossas bodas de prata. Mas a minha decepcao com tudo o que aconteceu no tempo de universidade cobrou seu preco. Perdi qualquer entusiasmo em exercer a profissao. Outro detalhe, a minha formatura veio em 1.987 e o Brasil estava num dos momentos economicos mais dificeis. A maioria dos formandos nao tinha onde se empregar. As oportunidades eram sempre as de pegar algo sem ligacao com o diploma. Ou, o que eh o melhor no Brasil, ser aprovado num concurso publico. Mas ate os concursos estavam suspensos.

No mesmo ano em que comecei a veterinaria, 1.982, coincidiu com os 90 anos do vovo Juca. Os netos dele, que estudavam em Vicosa, fizeram a viagem de volta a Virginopolis para encontrar com, no minimo, cem dos descendentes e outros parentes. Ele nasceu em 12 de junho de 1.892. Posteriormente o 12 de junho virou o equivalente ao dia de Sao Valentino (dia da amizade, bastante festejado aqui nos Estados Unidos) para os brasileiros. No ano seguinte ele faleceu por volta de marco mas nao pudemos fazer a mesma aventura.

Vovo Juca eh uma das pessoas que aumentam a media de vida na familia. O bom numero de nos vai aos 80. Outros vao muito mais. Por volta do tempo em que vovo morreu nos tivemos a tia Marina (Nenen) que chegou aos 101. O recorde so foi batido em 2.008 por nosso primo, Seo Gabriel Coelho de Oliveira. Tinha 103 quando faleceu. A madrasta do vovo, tia Virginia, e os irmaos dele: Aquiles (Seo Ti) e Joao ultrapassaram a marca dele ou chegaram perto. O filho dele, tio Murillo faleceu aos 93 e a filha, tia Merces, esta viva com 91. Minha mae, Judith, esta com 86. Muitos da geracao dele, como as tias: Edith, Maricas, Olga, Vita e outros chegaram proximas aos 100.

Ja estava fazendo a versao portuguesa deste texto e ontem o meu irmao Fernando mandou uma nota avisando que nossa prima Marilia de Magalhaes Barbalho falecera no dia anterior, 28 de janeiro. Ela nasceu em 26 de marco de 1.916. No mesmo ano de nosso tio Murillo Coelho. Marilia fora a parteira de Virginopolis por muitos anos, naquele tempo em que a cidade raramente tinha um medico. Muitos de nos nasceu com a ajuda das maos dela. Chegou quase aos 96. Nunca foi casada mas ajudou a criar tres criancas: Luciano, Francisco e Nadyr. Francisco, ou Chiquinho, tem muito tempo que mora nos Estados Unidos. Luciano tambem rodou uns tempos aqui.

Nao tenho certeza se existiu outra entre elas mas antes dela a parteira local fora Eugenia Nunes Coelho, mais conhecida pelo apelido de Sinha Gininha. Ela era a mae da vovo Petrina. E tambem ultrapassou a barreira dos 90. Nao tenho os dados dela mas lembro-me que, quando estava fazendo o terceiro ano, o Grupo Nossa Senhora do Patrocinio enviou a terceira e a quarta series ao sepultamento dela. Foi uma homenagem impar porque nao recordo que ninguem mais tenha recebido tal distincao. Era 1.968 e ela deve ter nascido por volta de 1.875.

Nossa bisavo Candida de Magalhaes Barbalho, de quem nao tenho a data de falecimento porem nasceu em 1.858, faleceu apos ao nascimento dos meus irmaos mais velhos: Fernando (1.952), Celeste (1.954) e Jesse (1.955). Em 2.009, visitando a parentalha no Brasil, nos fomos `a fazenda que eh conhecida como Fazendo do Seo Joao de Souza, que fica entre as cidades de Divinolandia de Minas e Gonzaga. La encontramos a Emidia, entao com 94, e Vita, 91 anos de idade. Com elas estavam o Xisto, 80, e Diva, 76. Eles sao netos da tia Emygdia e irmaos do professor Matosinhos Figueiredo. Pela saude que tinham na epoca, hoje podemos adicionar mais tres anos nas idades deles.

Em 2.010 tivemos o renascimento no Ceu das tias Olimpia (Olimpinha), nascida em 1.920 e Maria Jose (Zeze), nascida em 1.922. Elas eram as ultimas filhas vivas dos bisavos: Olimpia e Joao Rodrigues Coelho. A segunda familia do vovo Joao continua viva. Da mesma forma que o tio Otavio Coelho de Magalhaes, que nasceu em 1.919 e eh o viuvo da tia Zeze. Nao direi mais nada a respeito disso porque nao sou eu quem sabe de tudo.

Todos eles tinham certa variabilidade genetica porque descendiam da mistura de racas e viveram a maior parte de suas vidas de forma natural, sem ingerir aditivos em sua alimentacao. Penso que chupar jabuticaba aumenta a longevidade. Eles comecaram as vidas deles antes do avanco da medicina e tinham resistencia natural `as doencas. Mesmo eles tendo pais que eram parentes proximos entre si parece que isso nao causou efeito contrario na longevidade. Mas nao penso que em nossa geracao teremos a mesma sorte porque um grande numero de nos eh repetidamente descendente de varios casamentos entre parentes proximos. Talvez venhamos a falecer em idades semelhantes `as que eles morreram, porem, com ajuda da medicina moderna, nao por meio de alguma capacidade `a prova de dor igual `a deles.

Nem tudo o que aprendi na universidade eh de se jogar fora. Sempre ha como usa-lo em nossas vidas. Porem, tive duas licoes que ja podemos fazer uso em nossas vidas. Tivemos um professor, se a memoria nao estiver falhando, cujo nome era Patarroyo. Ele eh boliviano. Era famoso na escola porque descobriu algum segredo na pesquisa da vacina contra malaria. Alguns diziam que logo logo ele poderia ser capaz de produzir a vacina contra a doenca.

Uma vez durante a aula ele nos perguntou o que fazer para livrar-nos de uma doenca. Com a nossa inexperiencia comecamos a pensar em termos de remedios. E ele disse, em minhas palavras, a coisa correta a fazer eh eliminar os susceptiveis. Todo mundo ficou com cara de bobo e o questionamento era mostrado em nossas testas. Se a gente estivesse pensando em animais, o custo seria muito alto para qualquer produtor. Em termos humanos seria uma sacanagem.

Candidamente ele sugeriu a resposta. Pensem na vacina! Todo mundo abriu um sorrisao em alivio.

A segunda licao nos veio de um professor portugues. E aqui peco ao leitor para prestar atencao dobrada porque o significado disso pode estar acontecendo agora nos Estados Unidos. Nao no mesmo assunto, porem, mais tarde eu voltarei a essa estoria para explicar outra coisa mais importante. Nao recordo o nome do professor portugues porque ele nao era do nosso departamento. Penso que ele fosse parte do Departamento de Ciencias Humanas. Nos tivemos aula com ele numa materia de estudos sociais, que se dava uma vez por semana, e cada dia era lecionado por um professor diferente.

Naquele tempo a gente estava assustado com o descuido do governo com a educacao. Mas isso nao era novo e a gente sabia. Mesmo lendo o livro do primo Dermeval agora a gente pode perceber isso. Ele menciona o professor Manoel Coelho de Moura Guimaraes, que era neto do escritor portugues: Jose Coelho de Moura. O Coelho dos nomes deles tem origem diferente dos outros que ja mencionei. Na pagina 149 ele menciona isso: “Em 1.899, mudou-se para Sao Jose do Jacuri, exercendo o magisterio ate quando o Governo SILVIANO BRANDAO, por economia, fez o corte de muitas escolas.”

O professor Manoel era casado com nossa prima Maria Francelina Pimenta, neta da nossa tia Maria Balbina de Santana e do marido dela: Boaventura Jose Pimenta. E a situacao deles na epoca nos mostra com clareza como educacao era vista no Brasil pelos administradores. No Brasil, educacao sempre foi tida como despesas, nunca como investimento. E o que agravava mais era isso, basicamente as instituicoes governamentais sao as maiores provedoras de educacao e o povo nao tem condicoes financeiras para buscar instituicoes privadas. Assim, o Brasil sempre esteve atolado no ciclo vicioso da ignorancia, usado pelos ricos para explorarem o povo.

Mas o que eu estava mesmo falando era sobre a informacao que tinhamos de que, de cada 1.000 pessoas que entravam nas escolas primarias somente 17 entravam nas universidades. E estas estatisticas nao dizem tudo. Nao sabiamos o numero daqueles que nem entravam nas escolas, cujo numero era alto, nem dos que paravam de estudar antes. E alguem fez a associacao disso com a definicao de eficiencia dos motores. A eficiencia dos motores eh medida pelo quanto de energia eles precisam para converter em trabalho util. Na epoca estava em 50/50. O que quer dizer 50% de eficiencia.

Ai o professor pediu para a gente analisar de outro angulo. Para nos, era obvio que 1,7% de eficiencia no ensino era uma perda total. Como alguem poderia pensar que o ensino no Brasil seria eficiente com tal taxa? Mas ele apenas disse, em minhas palavras, Imaginem que, voces estao pensando que o sistema de ensino brasileiro foi concebido para educar ao povo. Entao, pensem no lado oposto. Imaginem que a educacao no Brasil foi concebida para deixar o povo na ignorancia. Entao, a taxa de eficiencia eh de 98,3%. Alguem de voces conhece algo com tamanha eficiencia?

Eh triste mas ele estava certo. O objetivo de nossas greves era elevar a eficiencia da educacao no Brasil. E a gente passou a entender que o nosso trabalho era muito maior do que pensaramos porque contavamos que os governantes estariam procurando fazer algo a favor da nossa educacao mas eles estavam era nos dando uma rasteira, com toda eficiencia. Logo depois ouvimos que o professor estava prestes a voltar para Portugal. Mas nao me recordo qual foi o final dessa parte historica.

Mesmo em Vicosa tudo virou familia. Alguem de Virginopolis ja havia sido estudante por la. Mas foi em 1.978 que o primo Jose Maria esteve la para fazer o segundo grau. No ano seguinte o meu irmao Ney e ele foram aprovados no vestibular. Em 1.980 foi a vez do meu irmao Odon Jose e do primo Hideraldo (Pitha) que tentaram e passaram. Outros tentaram mas nao conseguiram. Naquele ano eu fiz o pre-vestibular la e, em 1.981, finalmente, consegui o meu primeiro sucesso. Dai para frente outros primos se juntaram a nos. Na lista temos: Flavio Jason e as irmas dele: Grazziella e Kira. Socorrinha, irma do Pitha. Geraldo Magno (Deia), Angelo e Iranelson (esse eh nosso primo nascido em Governador Valadares).

Ja se encontrava la o professor Matosinhos de Souza Figueiredo, neto de nossa tia-bisavo Emygdia Honoria Coelho e do marido dela: Amaro de Souza Silva. Eles sao do ramo da Familia Coelho que multiplicou-se em Virginopolis, Gonzaga, Divinolandia de Minas, Santa Efigenia de Minas, Sardoa e por ai vai.

De familias nao diretamente ligadas a nos, tivemos as irmas Kedina e Atila. Depois a Kedina casou-se com nosso primo Odilonzinho, mais conhecido como Dil. O casal veio para os Estados Unidos e permaneceu aqui por muitos anos antes de aventurar-se no Brasil. Nao estou certo se eles retornaram para aqui mas nao seria problema porque sao legalizados. As irmas sao da Familia Lucio e ate onde eu sei, mais da metade da Familia Lucio eh misturada com a Familia Coelho. Tambem tivemos como contemporaneo o amigo Geraldo (Lay) Ferreira. Infelizmente ele faleceu alguns anos depois, deixando criancas menores.

Apos eu me formar procurei trabalho por volta de seis meses e terminei voltando para Virginopolis. Meus irmaos que haviam formado antes estavam la, improvisados como professores de segundo grau e tomando conta do nosso pedaco de terra que fora em parte herdado do vovo Cista. Dois tercos dele haviam sido comprados por papai dos irmaos dele. Logo eu estava tambem na fazenda.

Nao recordo todos os detalhes mas 2 ou 3 anos depois eu estava sozinho na fazenda e dando aulas nos segundo graus de Virginopolis e Divinolandia de Minas. As duas cidades ficam somente 10 km distantes uma da outra e comecei inclusive a ir de bicicleta. Dessa forma eu tinha o que fazer, das 6:00 da manha ate `as 10:00 da noite.

E comecei a gostar de dar aulas. Meu entusiasmo acabou afetando meus estudantes. Ensinei tres materias diferentes: geografia, quimica e biologia. Depois me foi oferecido lingua inglesa mas a minha honestidade impediu-me de pegar. Quando fiz o ginasio tinhamos frances e ingles. Mas a escola estava adotando um programa novo e acabei tendo quatro anos de frances e nenhum de ingles. Tive um pouquinho de ingles no segundo grau. Nas outras tres materias eu confiava no meu taco.

Mais do que dar aulas eu tentei passar para os alunos minhas experiencias. Insistia com eles para nao estudarem apenas para tirar notas. Na minha opiniao devemos buscar o conhecimento. Aprender porque o que se aprende ninguem te toma. Essa era a primeira licao para cada classe. E eu seguia os estudantes de perto. Muitos tinham dificuldade em entender as materias e eu identificava as razoes com clareza. Todos tinham inteligencia mas alguns nao tiveram boa assistencia escolar nos primeiros anos. Ajudei no que pude.

Eu dava provas um pouco dificeis. Mas nao para derrubar os que estavam tendo notas ruins. Eu trocava os maus resultados por nova chance a eles. E eles entenderam a ideia. Muitas vezes na minha vida eu tirei notas ruins. O problema foi que eu aprendia com meus erros mas o que eu aprendia com isso nao era computado em minhas notas. A avaliacao que fazia dos alunos contava com boa parte do comportamento. Eu enxergava o sinal de interesse em aprender como mais importante que fazer tudo na primeira vez. E eles entenderam e a maioria fez-me ter orgulho do desempenho dela, tirando boas notas, nao apenas em minhas materias.

Naquele tempo tinhamos algumas particularidades acontecendo na educacao brasileira. Eu ja falei que os politicos brasileiros nunca tiveram a educacao como investimento para o futuro. E isso podia ser mostrado pelo fato de que, desde que a lei que garantia que as escolas de segundo grau teriam conteudo profissionalizante, e um deles seria treinamento para professores a nivel primario, todas as cidades pequenas tinham sua escola de professores primarios. E todas as vezes que eu entrava a primeira vez em uma classe eu fazia a pergunta aos estudantes: Quem de voces quer ser professor? Algumas vezes dois, na maioria das vezes um respondia sim. E eu pensava comigo mesmo: Quanto esperdicio de dinheiro e talentos?

Os salarios de professores eram tao baixos que quase todo mundo era treinado para ser professor e a ultima coisa que eles queriam era ensinar. Uma de minhas irmas falou uma vez que ela ficava admirada de ver algumas de suas contemporaneas dando aulas porque elas haviam sido as consideradas piores estudantes na classe dela. Ela percebeu isso depois de ir embora para trabalhar com coisa melhor.

Observando a situacao eu criei um projeto que envolveria cerca de 10 cidades ou mais da vizinhanca. Cada cidade ofereceria um curso diferente. Profissoes que pudessem ser praticadas localmente. Mas algumas estradas precisariam ser construidas para haver ligacao direta entre as cidades. Atraves dos onibus escolares os estudantes poderiam ser trocados todos os dias para estudarem o tecnico que mais gostassem. Assim, os alunos poderiam escolher estudar em sua propria cidade ou ir a outra, de acordo com suas tendencias. Para mim eles ficariam mais felices, interessados, conhecerem pessoas novas e teriam menor necessidade de mudar-se para ambientes mais negativos de grandes cidades apos graduarem.

Enviei o projeto para ser apresentado num congresso de professores em Belo Horizonte. Mas, por causa de uma greve que houve, o congresso foi transferido para outra cidade, no Sul do Estado, e nunca pude ir la. Ficava caro demais para o meu pagamento. Enviei o projeto escrito e nunca fui contatado a respeito se houve alguma reacao a ele. Nele eu pedia para restaurar-se o curso cientifico em tres anos e, so depois, iniciar-se-ia dois anos complementares do tecnico. Assim, quem desejasse seguir carreira universitaria nao seria prejudicado e quem desejasse ter apenas o grau de tecnico nao perderia nada em adquirir mais conhecimentos.

De certa forma, agora, esta sendo posto em pratica la. Nao no nivel de segundo grau. Algumas profissoes nao podem ser mais praticadas apenas com o nivel de segundo grau no Brasil. Agora eh preciso ter o nivel universitario. E as faculdades tem sido multiplicadas por la. Ate Virginopolis tem a sua propria. Eu vim para os Estados Unidos logo depois do congresso de professores ter sido realizado.

Antes de eu comecar a dar aulas, comecei a namorar Maria da Penha, tambem conhecida como Penhinha. A familia dela morava em Santa Efigenia de Minas e ela havia ido para trabalhar em Virginopolis. Morava com uma de nossas primas. Ela tinha 21 e eu 31 anos. Nao tinha completado o segundo grau e acabou se tornando minha aluna por um tempo. Mas o nosso nivel de ensino era mais elevado que o que ela tinha recebido antes e nao foi ate ao final.

O problema nao era o nivel de ensino nem falta de inteligencia. O problema numero um no Brasil era mesmo a falta de estimulo para estudar-se. Penhinha, no trabalho dela, que nao exigia quase nada de escolaridade, ganhava dois tercos do eu ganhava como professor. E lembro-me de estar ganhando US$ 130.00 por mes. O que isso comprava para nos? Talvez desse para arrendar um pequeno apartamento e pagar o que comeriamos, nada mais.

Eu so estava la porque morava na casa de meus pais e administrava a fazenda. E isso era outro problema. O nosso produto principal era o leite. E o meu conhecimento dessa producao era o suficiente para fazer nossas vacas produzirem 12 litros de leite por dia sem usar tecnologias caras. Porem, para comeco, seria preciso capital que nao poderia vir de bancos por causa dos juros excessivos. O preco do leite no Brasil era tao baixo que ninguem poderia tomar emprestimo para produzir. Quem fizesse arriscaria perder tudo.

O que eh bom com respeito ao clima de Virginopolis e regiao eh que, as temperaturas nunca vao tao alto nem tao baixo, fazendo disso ideal para termos vacas `a solta. Inclusive as plantas que servem de alimento para o gado permanecem o ano todo verdes se forem aguadas nos quatro meses da seca. A bem da verdade, quando estive la em julho de 2.009, houve pelo menos uma chuva por semana e meu irmao disse que teve pastos verdes por todo o ano.

Outras coisas estavam acontecendo por volta de 1.993. Desde os anos 60 o povo da nossa regiao comecou a ir para os Estados Unidos. Ainda nao era uma forma popular de sair da pobreza. Ja disse antes que naquele tempo a migracao intensa era para Governador Valadares, Belo Horizonte e Brasilia. E um de nossos amigos, Walter Passos, que inclusive chegou a apresentar-se em shows de televisao em Belo Horizonte, sob o apelido de Tony Passos, veio para os Estados Unidos por conta propria. Um tempo depois, outros, entre estes os irmaos dele, tambem vieram.

Nos anos 70 mais e mais pessoas da regiao tomaram conhecimento disso e os seguiram. Governador Valadares tornou-se o centro das operacoes da migracao em massa. Os proprios Estados Unidos instalaram um consulado la, por pouco tempo. Nos anos 80, com a economia brasileira indo de mal a pior, a intensidade da migracao foi tanta que o consulado foi fechado e o povo da regiao passou a ter que ir ao Rio de Janeiro buscar vistos. Mas se a pessoa fosse da regiao de Valadares os vistos eram negados facilmente.

E o maior problema era a falta de criterio. Todos conheciam alguem que teve o visto negado. Em nosso caso, o primo Lincoln Lucio teve o dele negado. Ele havia sido prefeito de Virginopolis, era comerciante bem estabelecido, tinha filhos morando aqui mas a viagem dele era apenas para visita mesmo. Por outro lado, o cunhado dele, Mucio Moreira, um cara divertido, tinha sua propria fazenda mas estava quebrado, vinha para trabalhar e ganhou o visto.

Como a situacao economica brasileira caiu ao nivel do desespero e o consulado americano comecou a dar vistos como se fosse loteria, isso abriu as portas para os traficantes. Logo todo mundo conhecia alguem que sabia o caminho de conectar-se com eles. Eles forneciam vistos falsos, passaportes falsos e inclusive circuitos de viagem que colocavam o migrante dentro dos Estados Unidos. Quanto mais a policia aprendia a detectar as falsificacoes, mais o trabalho dos traficantes ficou sofisticado. E tambem mais caro. Pelo menos US$ 10.000.00 por pessoa.

Minha namorada tinha muitos amigos que ja estavam aqui. Provavelmente eu conhecesse muito mais que estavam tambem mas nao sabia para onde eles tinham ido. Era impossivel alguem da regiao nao conhecer alguem que tinha vindo. A minha irma Lola ja estava aqui. E a Penhinha comecou e pedir-me para tentarmos. No comeco eu nao levei a serio. Depois passei a analisar a situacao e abrir a mente. Ela nao tinha futuro no Brasil, a menos que eu usasse meu diploma para encontrar um bom trabalho. A oportunidade dela seria ser do lar.

Fomos `a Policia Federal para fazer os passaportes e os mandamos para um despachante no Rio de Janeiro. No Brasil costuma ser a unica forma de conseguir-se fazer isso. So via intermediarios. A minha primeira intencao fora a de ir direto ao consulado para pedir o visto. Mas todo mundo sabia que se em qualquer circunstancia a pessoa admitisse que tinha a intencao de migrar era garantia de visto negado. Isso para mim nao fazia sentido porque se os Estados Unidos tivessem um criterio para migracao, provavelmente muito menos pessoas tentariam entrar por baixo da cerca.

Nossos vistos foram negados e nao ficamos sabendo porque. E eu nem quis saber disso. Eu nao estava mesmo ansioso para vir e tinha tentado segundo a vontade da Penhinha. Mas a situacao brasileira deteriorou muito. O presidente Fernando Collor tomou um chutao no traseiro por corrupcao. O sucessor, Itamar Franco, herdou um pais em caos e declarou a moratoria do pagamento da divida externa. E a banca internacional retaliou, impondo mais sobretaxas.

A partir da situacao eu antecipei que o Brasil iria perder mais uma decada em sua economia. E o futuro nao prometia nada. O nosso proximo presidente, Fernando H. Cardoso, havia dito para esquecermos o que ele havia escrito tempos atras, quando ele era professor e exilado da ditadura. Eu sabia que a administracao dele seria igual a esta que os Republicanos estao propondo para os Estados Unidos agora. E esta eh uma das razoes porque ando preocupado.

Ha muito tempo atras eu ja acreditava nas mudancas climaticas. Nao. Nao era porque os cientistas o disseram. Quando eu escrevi meu segundo livro, em 1.977, quando as evidencias das mudancas eram pouco conhecidas, eu coloquei o assunto como parte do meu trabalho. E eu vi duas coisas que confirmavam isso nos ultimos anos em que vivemos no Brasil por minha propria experiencia. Na primeira, nossa casa precisava de uma pequena reforma. Era epoca do inferno e nos mais de 30 anos de minha vida nos nunca tivemos chuva nesse periodo. O que precisava ser reformado era o teto de uma puxada lateral da casa, usada como area de servicos.

Foi so a gente tirar o teto, veio uma nunca esperada chuva torrencial. A gente estava acostumado a isso, no verao. Eu estava sem acreditar e mamae culpou-me pelo desastre. E eu disse para mim mesmo: Ela esta com raiva eh do acontecimento mas quando o conserto ficar pronto ficara feliz. E eu estava certo. No proximo inverno tivemos chuvisco na mesma epoca. E os dias ficaram mais frios. Eu observei particulas pequenas caindo como penas entre as gotas de chuva. Isso virava agua no momento em que se encontrava com a terra morna. Pensei que fosse algum tipo diferente de granizo, ao qual estavamos familiarizados pelas muitas vezes visto nos veroes da vida.

De qualquer forma, nesse tempo eu fui pessoalmente `a Embaixada Americana, em Brasilia. Era mais conveniente para mim. Sabia que tinha muitos primos no Rio de Janeiro mas nao tinha intimidade. Eu nao conhecia o Rio direito. Por outro lado, Brasilia eh muito facil de se conhecer, eu tinha estado la por mais de um mes e, como em Belo Horizonte, era dificil andar pelas suas esquinas sem encontrar um amigo ou parente. Nos temos centenas de parentes em Brasilia.

Eu decidi ir pessoalmente porque tinha a impressao de que a minha aparencia europeia pudesse ajudar-me de alguma forma. E eu era um jovem adulto. Juventude eh sempre mais atrativa, antes que se conheca a pessoa em alguns casos. E tinha a maturidade em meu favor. Maturidade eh o que eh atrativo em pessoas de idade. Eu esperava, com todo respeito, contrargumentar e defender-me na entrevista. E a unica coisa que deu errada foi isso, nos estavamos a mais de 6 meses antes da viagem, cuja motivacao era a lua de mel. E a validade dos vistos que estavam sendo expedidos para turistas era de apenas 6 meses e fui convidado a voltar depois. Fiz isso em setembro e a viagem estava planejada para dezembro.

Nos casamos em 5 de dezembro e, a 13 de dezembro, pegamos o aviao em Belo Horizonte. 14 de dezembro estavamos em Miami. Tres dias depois eu estava trabalhando numa fazenda, Fazenda Imaginacao, ajudando a ordenhar vacas. Eu era o unico brasileiro naquele setor da companhia e todos os meus colegas eram mexicanos ou outros centramericanos. Estava surpreso porque era capaz de compreender o que falavam mas eles nao entendiam o que eu falava em portugues. A coisa mais proxima ao espanhol que eu sabia era o que houvera ouvido nos velhos filmes do Cantinflas. Pedro, um deles e provavelmente de El Salvador, disse que eu parecia falar como um nobre. Eu fiquei sem saber se ele estava tirando sarro ou falando serio.

Um mes depois ja estava podenda pagar pelo meu proprio carro. Um Toyota por US$ 500.00, com mais de 10 anos de uso. Nao importa. Estava rodando. No Brasil eu jamais encontraria um carro tao barato. Logo ele apresentou um problema que gastei quase o mesmo preco para consertar. A gente estava maravilhado com as coisas que compravamos e eram proibitivas no Brasil. Minha esposa estava sendo treinada por minha irma para limpar casas, ao estilo americano, e preparando um esquema para ela trabalhar. Ela tambem comecou a ganhar algum dinheiro.

Uma das orientacoes que tivemos foi para solicitar o numero do Social Security. (Funciona como numero de identidade). Ha 18 anos atras somente uns poucos sabiam que era legal naquela epoca solicitar o numero. Ele nao era necessario para obter-se a carteira de motoristas e a maioria dos brasileiros nao sabia da importancia disso. Mas logo nos aprendemos a respeito de um dos usos. Minha esposa estava tendo algumas nauseas e minha irma a orientou a fazer o teste rapido. Deu positivo.

Entao, agora eramos tres. E a Penhinha so pode ter ficado gravida no dia em que nos casamos. Nos dias anteriores ela estava tao preocupada com nosso casamento e a viagem que perdeu todas as contas. Era a primeira vez dela tao longe da familia e do Brasil. Ficou de certa forma desesperada. Antes que se pensasse ela so chorava por falta da familia. Eu estava em meu lugar. Tinha primos e irma por perto. Inclusive a barreira da linguagem nao incomodava. Eu confiava que aprenderia com o tempo.

Mas a carga ficou tao pesado para ela que concordei em virmos para Massachusetts. Eu nao sabia o que encontrariamos mas ela tinha amigos de Santa Efigenia que ja moravam aqui. Eu nao tinha preconceitos em tornar-me amigo dos amigos dela. E o trabalho na fazenda estava dando-me dor de cabeca. De dois em dois meses a gente tinha que trocar os turnos. Eu nao podia ter outro trabalho e os US$ 280.00 por semana que estava ganhando, apos os descontos, nao eram suficientes para a nova situacao.

Fomos recepcionados no Aeroporto Logan, em Boston, pelo amigo dela, Valmir. Ele nos levou para uma casa em Boston onde vivia um casal de Santa Efigenia de Minas: Natalicia (Taica) e Geraldo (Ladinho), com as gemeas, Stephanie e Jennifer, que tinham acabado de fazer um ano e estavam comecando a falar. Ladinho eh primo da Penhinha e tambem meu, por vias diferentes. Eu nao sabia como, mas um dia eu estava conversando com a irma dele, Aparecida, em frente `a casa de meu pai e ele chegou e perguntou a ela os dados da familia. Dai ele explicou a ela como nos eramos parentes. Eu nao havia prestado atencao naquele tempo.

Agora eu sei que eles sao bisnetos da tia Emygdia Honoria Coelho. La nos tambem encontramos a irma dele, conhecida pelo apelido de Cotta (Socorro) e o marido dela: Jose Maria, que ja era meu conhecido de Virginopolis. Penso que o irmao deles, Sebastiao, tambem estava junto. Somente anos depois eh que vim a saber que a Taica eh nossa prima em dobro tambem. Ela descende duas vezes da tia Emygdia.

O nosso destino final era o distrito de Framingham, onde moramos desde entao. O final de semana foi para conhecer alguns amigos da Penhinha que ja moravam aqui. O casal Shella e Siqueira iriam dividir um estudio conosco no Predio Brookside. O Siqueira eh uma das poucas pessoas no Brasil que conheco apenas pelo sobrenome. Como o Ladinho, ele era policial no Brasil. No Brasil a policia militar esta subordinada ao exercito. Eles tinham muitos colegas na mesma situacao. Eles abandonaram seus postos e a qualquer tempo que voltassem ao Brasil teriam que pagar uma pena de prisao. Depois seriam reincorporados. Como a maioria dos serventes publicos brasileiros, tinham um salario baixo e muitos correram o risco para, pelo menos, terem casa propria e comecarem um negocinho que poderia complentar os soldos deles.

Segunda era o dia. Valmir era o homem dos contatos e era chefe de servico na firma de jardinagem e em outra firma de limpeza de escritorios. Comecei a trabalhar nos dois. Logo eu estava trabalhando 70 horas por semana. Isso dificilmente me dava US$ 400.00/semana. Minha esposa tambem comecou a limpar escritorios. Mas eu nao estava tranquilo porque o meu servico principal, jardinagem, nao era emprego para o ano todo. Ele para durante o inverno por mais de 4 meses `as vezes.

De qualquer forma estava feliz. Pelo estudio a gente pagava somente US$ 200.00 por mes. Com outros US$ 50.00/semana, mais ou menos, pagavamos o supermercado. Eu tinha que comprar outro carro e o nosso chefe na limpeza vendeu-me um para pagar em parcelas. Quebrei a minha palavra e liquidei a conta mais cedo.

Tudo estava indo bem antes do verao chegar. No inicio, o nosso primeiro contato com o lugar foi chocante por causa do frio. As arvores pareciam mortas sem folha alguma. Nos estacionamentos tinhamos montanhas de neve acumuladas. A estacao de 1.993-4 tinha sido uma das que mais acumularam ate entao. Nos comecamos varrendo areia dos estacionamentos e sobre as gramas. Este foi um dos servicos mais dificeis que fiz por aqui. Ate julho a gente encontrou gelo debaixo da areia, que eh usada para ajudar a espalhar sal e derreter a neve.

Entao, o verao chegou. Entre os servicos que faziamos um era consertar asfalto. Num final de semana a gente era suposto fazer uma pintura com um produto asfaltico. Minha parte no servico era proteger o gramado com uma peca de compensado. Quando alguem jogou a tinta, o produto espirrou um pouco em minha perna e descobri que era alergico a isso porque comecei a ter uma coceira imediatamente. Nao pude continuar esse trabalho e o Valmir logo indicou-me para trabalhar com outra pessoa. Mas a firma dela era pequena e estava me dando servico por apenas 2 ou 3 dias/semana. Apesar do pagamento por hora ser melhor.

Ao mesmo tempo a gente comecou a conhecer melhor Framingham. E comecamos a frequentar a igreja. A igreja catolica tinha missas em portugues, ministradas por padre brasileiro. Padre Roque Patuzzi. Dai, para a nossa surpresa, comecei a reencontrar pessoas que eram de Virginopolis. Muitos haviam mudado para Governador Valadares antes de virem para ca. Logo descobri que a maioria dos conterraneos que moravam no exterior estava aqui. Duzias deles eram meus parentes.

So para dar nome a alguns. Sandra, Delza, Marcio e Roberto, irmaos e netos da tia Biloca. Guilherme e Almir, mesma coisa. Adriano e Andre, filhos do Cilico. Marlene da tia Maria e filhos. Ge e Wilmar, filhos do seo Oswaldo Perpetuo. Infelizmente, o Wilmar faleceu julho passado de ataque cardiaco em Virginopolis. Marcelo do Seo Gil. Leonardo, da tia Oneida. Kedina e Dil e os irmaos dele. Ramon e Ruizinho, do Rui. Estes eram os que ja estavam aqui mas logo outros chegaram como: Nilma e Nilton, irmaos do Ge e Wilmar. Agnello, neto do tio Darcy, cuja cunhada, Alice, ja estava aqui. O casal Dirceia e Carlos do No. Estou mencionando apenas os que via mais frequentemente. E mais tarde tivemos primos como: Rui, filho da tia Odette. Eonio, filho da tia Odila e irmao da Ivania, autora de nossa genealogia. Nem vou mencionar mais para isso nao virar lista telefonica!

Eh preciso mencionar mais dois coisas importantes daquele tempo. Eu convidaria ao leitor a visitar a pagina: http://www.infoplease.com/ipa/A0104719.html para dar uma olhada na variacao anual de desemprego nos Estados Unidos. Ai a gente pode observar as taxas sempre diminuindo a partir de um pico, parecido com o que temos hoje, nos anos 80 ate ao ponto minimo de 4.0% em 2.000. Apesar disso, o que chamava a atencao dos imigrantes era a pergunta: Como eh possivel existir americano desempregado se nos ao chegar logo comecamos a trabalhar 60, 80 e ate 120 horas/semana? Pois eh! Nos conhecemos uns loucos trabalhando isso tudo! Eu conheco meus limites e nunca arrisquei em tal aventura.

Mas eu nao culpo aos americanos por nao fazerem os servicos que faziamos. No Brasil nos tambem deixamos muitos trabalhos que estavam disponiveis para nos. Nenhum trabalho legal pode humilhar uma pessoa, porem, o pagamento pode. Eu e muitos outros que vimos do Brasil, com grau universitario, nao tinhamos vergonha do que estavamos fazendo porque, afinal, estavamos sendo pagos com salarios razoaveis. E ninguem naquele tempo estava planejando permanecer aqui. A maioria de nos pensava que isso seria passageiro e que a hora de voltar para casa nao tardaria. A vantagem que viamos em nosso pagamento era essa, no Brasil ele nos daria uma vida de classe media. Aqui a gente ocupava a classe mais baixa mas a maioria de nos tinha a ilusao de que o dinheiro enviado para casa iria comprar uma vida de realeza.

Nem mesmo tendo que passar situacao como passei uma vez! Estava limpando um banheiro onde alguem tinha cagado na tampa da privada. A pessoa estava com diarreia e estava tao apressada que nao deve ter tido tempo de se sentar. E eu era aquele que tinha que limpar! Eu jamais teria tal oportunidade de fazer isso no Brasil. O meu estomago virou de dentro para fora. Mas eu respirei fundo e limpei. E pensei: isto eh apenas um imposto mais a pagar por estar tao longe de casa. Pois eh! Isso nao me tornou inferior a ninguem.

Naquele tempo eu era a unica voz pregando no deserto que nao era tempo de voltar para o Brasil. A minha previsao era que, a situacao ficaria muito pior do que a crise que havia nos expulsado. Eu nao cheguei a encontrar com o primo Guilherme antes de voltar ao Brasil. Por sorte ele fez um investimento melhorzinho e nunca teve que retornar. Mas eu falei a outros. Eles estavam tao cansados de trabalhar pesado e com muitas saudades do nosso torrao e parentes. Eu tambem mas sabia que tinhamos que fazer como fiz para limpar aquele banheiro. Respirar fundo e ter paciencia. Para estes eu apenas disse, entao vao mas deixem uma janela aberta em suas mentes para voltarem. E quase todo mundo que voltou para o Brasil naquele tempo, tentou retornar e quase todo mundo conseguiu.

Outra obeservacao interessante. Ja mencionei que com US$ 50.00 a gente enchia um carrinho de supermercado. Agora eh preciso mencionar isso. Na limpeza de escritorios nao era dificil coletar cerca de 250 latinhas e garrafas, o que me davam US$ 12.50/semana, fora o pagamento. Com isso eu enchia um tanque do meu carro e rodava a semana toda. Se eu estivesse trabalhando com o mesmo servico e coletando o mesmo hoje, seria apenas pelo ideal de salvar o planeta. Agora eu preciso de US$ 50.00 para encher o mesmo tanque. E o preco de cada latinha e garrafa continua os mesmos 5 centavos.

Outro dado interessante eh a respeito do numero de brasileiros por aqui. Quando cheguei, em 1.994, tinhamos condominios totalmente tomados por imigrantes e a maioria deles, por brasileiros. Brookside, Second Street, Weld Street, Lord Chesterfield e outros eram os lugares mais brasileiros daqui. Pouco tempo depois uma boa metade da cidade estava tomada por imigrantes, a maioria brasileiros.

Antes da gente vir, o centro de Framingham era um desastre. Era um distrito dormitorio, antes habitado por imigrantes italianos e portugueses no passado e estava visivelmente decadente. Tinha sido lugar com fabricas que haviam fechado. Tinha muitos predios abandonados. A vizinhanca do centro tinha sido invadida por traficantes de drogas e a populacao local tinha medo de ir la. Brasileiros e latinos entraram porque era barato alugar.

Em 1.994 ja nao era tao deprimente. Tinha alguns bolsoes de desespero. Logo a presenca numerosa foi o bom sinal para alguns abrirem seus proprios negocios. O centro voltou a ficar vibrante e isto se espalhou aos suburbios. Alguns anos apos chegarmos, Framingham comecou a tornar-se cara para os recem-chegados e, esses com outros antigos, comecaram a buscar outros lugares como Marlboro, Milford, Ashland e, contrariando a tendencia de buscar moradas baratas, Natick e Wellsley. Agora eh dificil ouvir o nome de uma cidade de Massachusetts sem se saber mencionar algum imigrante vivendo la.

Bom, a gente morou por periodo curto no Brookside. O estudio nao era o melhor espaco para dois casais morarem. E nos estavamos esperando uma terceira pessoa em nossa familia. Minha esposa tomou a iniciativa de encontrar um apartamento na Second Street. Lembro-me de o primo Wilmar ter sido nosso tradutor. Nos mudamos em julho. Nao interessa a razao para nossa mudanca, eu continuava preocupado porque nao gosto de gastar sem a certeza de como fariamos para pagar. Mesmo assim concordei que minha esposa tinha razao. Mesmo que isso fosse nos custar mais do dobro do que estavamos pagando antes.

Em 6 de setembro de 1.994 nos tornamos pais do primeiro filho. Era uma experiencia nova. E eu estava com medo de nao termos renda suficiente mas tambem era jovem e nao tenho medo de trabalhar. Eu estava trabalhando em um restaurante em Wellesley e ganhando apenas US$ 165.00/semana mais os cerca de US$ 125.00 como faxineiro. Minha esposa trabalhou na faxina ate o ultimo mes de gravidez. E entao eu ouvi que o Guilherme estava voltando para o Brasil e eu poderia substitui-lo na fabrica. Estearn Seaboard Packaging INC, ou ESP, era o nome.

Trabalhei nela por quase 10 anos. E para fichar havia aquela perguntinha estupida. Quanto voce deseja ganhar? Todo mundo sabia que voce poderia colocar o quanto quizesse mas so seria contratado se a resposta fosse o minimo. E isso era US$ 6.00/hora. Isso foi a minha bancarrota. Mas essa era a oportunidade de ter salario durante o inverno. La trabalhavam os primos Ge, Roberto e Almir. Logo Agnello e Nilton se juntaram a nos. Haviam outros tres brasileiros la: Margareth, Eli e Fernando cujo apelido eh Gaucho por ser do Rio Grande do Sul e era vizinho do Uruguai e Argentina.

Outro, Francisco Salmen, trabalhava antes tambem na unidade em Holliston, onde estavamos empregados, mas tinha aceitado transferir-se para a Florida. Almir trabalha em meio expediente. E o Roberto normalmente passava os invernos no Brasil. Somente quando o Francisco retornou da Florida nos tivemos um tradutor permanente. Ele era nossa voz na firma. A esposa dele e a do Guilherme sao irmas.

Apos o nascimento do nosso filho a Penhinha comecou a trabalhar na faxina com duas donas do servico. Uma era a Edinha, ministra da eucaristia na Igreja de Sao Tarcisio. A outra era a Marilou, esposa do primo Adriano. E, entao, nos entramos na rotina dos imigrantes. Levantar muito cedo, deixar a crianca com uma baba, ir ao trabalho, voltar, tomar um banho rapido, trabalhar mais e ir para a cama por volta de 11:00 da noite. Minha esposa chegava mais cedo para pegar o menino e cozinhar para o dia.

Por volta de novembro nos vimos a primeira nevada. E isso fez lembrar-me das particulas de gelo que haviam caido em Virginopolis algum tempo antes. Era neve misturada ao chuvisco. Mas quando eu contei aos outros rapazes eles me gozaram. Para eles isso nao seria possivel. E se eu nao tivesse testemunhado tambem teria minhas duvidas. Porem, penso que buscaria analisar melhor. Nos nunca tinhamos tido o conhecimento de neve por la antes. Mas tambem nunca tinhamos visto chuva no inverno. Como nossas temperaturas chegavam a ir aos negativos por periodos curtos em Minas Gerais, entao, o que faltava para nevar era a chuva. Mesmo que eu nao tivesse visto, assim me parece perfeitamente possivel.

Porem, fazer gozacoes uns com os outros era o nosso melhor passatempo. Nossas reunioes durante as paradas serviam para comentarmos as novidades do Brasil, dos Estados Unidos e do mundo. E tambem para a gozacao reciproca. Era sempre lembrado que, ninguem podia chegar atrasado ou sair mais cedo das reunioes porque viraria o assunto da conversa. Mas isso eh muito comum na cultura brasileira. A isso se da o nome de fofoca. Porem, em nosso caso, nao havia a conotacao de maldade imposta pela palavra.

Nao muito tempo apos virmos para Massachusetts descobri que a comunidade brasileira tinha seus jornais proprios. Como ja era minha pratica no Brasil, comecei a mandar minhas opinioes. Muitas de minhas opinioes foram publicadas. A maioria pelo Brazilian Times. E foi em 1.994 que mandei uma carta solicitando ao consulado brasileiro a criacao do Consulado Itinerante. A ideia era a de levar os servicos, pelo menos um dia por semana, `as comunidades espalhadas. Para mim fazia mais sentido mobilizar algumas pessoas para atender milhares num local mais conveniente do que esperar que milhares fossem ao inconveniente endereco no Centro de Boston. Tinhamos pouco tempo que estavamos aqui, a maioria do povo nao possuia carros e era mais dificil usar os transportes coletivos para quem nao sabia nada de ingles. O Consulado Itinerante foi criado algum tempo depois e continua em uso hoje-em-dia.

Desse tempo tenho uma historia curiosa. Uma das donas de esquema de limpeza trabalhava para uma familia americana. E a senhora da casa perguntou a ela se ela era legal porque o marido estava pensando em candidatar-se e, se fosse descoberto que tinha contratado pessoas sem documentos, poderia prejudica-lo. A pessoa era legalizada. Mas a ajudante nao. E ficou por isso mesmo. Depois, esse casal comprou casa no vizinho Estado do New Hampshire. A ajudante trabalhou la normalmente.

Era um transtorno e grande sacrificio fazer a limpeza dessa casa. As faxineiras tinham que levantar-se antes das 5 horas da manha, para chegar la por volta das 8, fazer a limpeza e retornar a tempo de fazer as outras obrigacoes. A dona da limpeza poderia simplesmente ter se negado a fazer a limpeza e procurar outra casa. Mas brasileiro tem aquela mania de fazer sacrificio porque gosta das pessoas e nao respeita aos proprios interesses. Se elas tivessem revelado que havia uma indocumentada trabalhando na casa os donos dela nao pensariam duas vezes em dispensar os servicos.

O que fica estranho nessa Historia tambem eh a hipocrisia americana em relacao a isso. Aqui as pessoas levantam, tomam cafe numa lanchonete, almocam no restaurante, compram em supermercados e lojas de departamentos, compram produtos produzidos nas fazendas e outras coisas mais, sabendo que ha grande possibilidade do servico do imigrante sem documentos estar embutido em todos os produtos. Eles sabem que nao vivem sem o imigrante. Mas nao podem saber que determinado imigrante nao tem documentos mas trabalha para o bem dessa nacao. Se souberem o perseguem.

Tambem eh desse tempo outro fato curioso que vivemos. Um dia Geraldo chegou nos contando que um filho de uma cliente da esposa dele, Alice, descendente do tronco Barbalho Pimenta apresentado no livro do primo Dermeval, dizia que iria ser presidente dos Estados Unidos. Curioso era que ele era ainda crianca e falava isso com toda conviccao. Eu nao creio de forma alguma que as pessoas ja nascam com seus destinos preparados. Dai desconfio que essa vontade foi implantada pelos pais, porque ser presidente do pais lhes parece algo como conseguir aquele brinquedo tao desejado!

Na atual campanha presidencial tenho observado o mesmo nos candidatos do Partido Republicano. Nao todos. Mas tem uns que querem ser presidente pelo status do cargo. Pelo que apresentam e dizem estao totalmente desvinculados da realidade. Eles nao representam uma cabeca para atender `as necessidades do corpo representado pelo povo. Eles querem ser as cabecas para impor ao povo a vontade deles e dos financiadores deles. Como se parecem com aqueles que governaram o Brasil nos primeiros 500 anos!

Estou detalhando demais por aqui. Este capitulo tornar-se-a infinito se nao for simplicado. Penso ser melhor reduzir os detalhes e, talvez, outra pessoa se interessara em escrever uma narrativa mais completa da vida do imigrante brasileiro aqui. Para que voce leitor tenha apenas uma ideia do numero que eramos no inicio, perto de 17 anos atras, eu ofereco a comparacao. Quando comecamos a ir `as missas na igreja de Sao Tarcisio, algumas vezes, as primeiras pessoas que chegavam sentavam-se nos bancos de tras. E no comeco de todas as missas o padre Roque as convidava a chegar mais perto do altar. Nos eramos cerca de 200 pessoas em cada missa.

Cerca de 2 ou 3 anos depois todos os assentos eram tomados. Isso levou `a criacao de novos horarios de missa. E as igrejas evangelicas, que existiam apenas em outras cidades, e poucas aqui, agora se contam em pelo menos uma duzia. A explosao da presenca de brasileiros se deu em torno do ano 2.000. Desde que a gente chegou, em todas as missas o padre Roque perguntava se tinha alguem recem chegado e sempre tinha. Algumas vezes por volta de 10 de uma so vez.

Por muitos problemas, e algumas solucoes, nossa comunidade esta diminuindo desde 2.004. A partir da crise de 2.008 o povo esta fazendo as malas e voltando para o Brasil em definitivo. Alguns americanos que agora tem vinculos matrimoniais tambem estao migrando junto. Porem, um pequeno numero de brasileiros continua tentando estabelecer-se aqui por uma diversidade diferente de razoes.

Voltando `a nossa Historia, em 1.995 escrevi um livro. Ele foi o resultado de velhos pensamentos combinados a novos e com uma nova leitura que fiz da Biblia. Desde entao planejei uma colecao que deveria ser composta de dois livros, referentes ao Antigo e ao Novo Testamentos, e outro que eu estava escrevendo. O nome deste era “O CONHECIMENTO DE DEUS”. Logo depois nasceu a inspiracao para escrever mais um volume com o titulo atual de: “A DIVINA PARABOLA” e que eh o quarto volume da colecao.

Somente em 2.004 comecei a escrever os volumes 1 e 2 da colecao com o nome de: “O TERCEIRO E ULTIMO TESTAMENTO, retirado do: CONHECIMENTO COM RESPEITO A DEUS”. Estes sao os unicos ja publicados no papel, somente em ingles. Os outros estao disponiveis agora, somente em portugues, no meu blog: https://val51mabar.wordpress.com/. Comentarei isso posteriormente.

No mesmo blog eu tenho publicado outros de meus textos. Os que estao sendo mais visitados se referem `a Genealogia Coelho. No ano passado tivemos cerca de 10.000 visitas somente. Mas nao esta tao ruim para um Joao Ninguem como eu!

Antes de comentar a respeito do comentario prometido, preciso falar sobre uma publicacao que fiz no Brasil. Era 1.995 e o livro era aquele que havia escrito em 1.977. Estavamos aqui nos Estados Unidos mas a minha esposa nao era capaz de esquecer a distancia da familia e do Brasil. Eu pensava em ficar. Sem nenhuma boa ideia do que fazer no Brasil eu pensei em tentar a carreira de escritor. Dai entrei em contato com meu cunhado, Ricardo, marido da Magda, e ele conhecia um editor. Eu vi que essa seria a unica forma de voltar ao Brasil.

Mas a publicacao nao se deu rapido como planejamos e ela veio justo na hora de causar-me um reverterio. As coisas deram erradas de uma forma inimaginavel. Em 1.992 havia tido um assassinato assombroso no Brasil. O ator de novelas, Guilherme de Padua, e a ex-esposa dele, Paula Thomaz, sequestraram e mataram a tambem atriz: Daniella Perez. Ela era filha da escritora de novelas Gloria Perez que estava trabalhando no canal de televisao mais conhecido no Brasil: a TV Globo.

E o processo judicial, como sempre no Brasil, andou devagar, quase parando. O ator assassino teve tempo de escrever um livro em que ele defendia a versao dele para o crime e mencionava coisas, imaginarias ou nao, com respeito `as vidas dos funcionarios do canal. Por coincidencia ele escolheu o mesmo editor que estava preparando o meu livro. O caso dele ganhou muita publicidade porque dona Gloria Perez entrou na justica tentando bloquear a comercializacao do livro dele, alegando compor-se de mentiras.

Eu nao estava presente e nao conheco os detalhes da aplicacao da lei mas penso que o juiz foi pressionado a dar uma decisao favoravel para dona Gloria porque a televisao havia mobilizado a opiniao publica contra o assassino. Dai ele sofreu, de certa forma, uma supressao dos direitos de defesa ampla. Mas o editor que ja havia imprimido o livro dele recusou-se a recolhe-lo. Ele passou a viver como fugitivo e quanto mais ataques sofreu da televisao mais conseguiu publicidade gratuita para o livro do assassino. O publico estava comprando pela curiosidade se saber o que de negativo era revelado das vidas dos atores.

Ja a publicidade do meu livro foi esquecida. O editor liberou as copias do nosso contrato aos pouquinhos por vez, no meio das noites. Eu estava aqui sem poder fazer nada. Seria muito arriscado ir ao Brasil, deixando a familia porque nao tinhamos documentos ainda. E nao tinha uma opiniao de um numero maior de pessoas para saber se a carreira de escritor valeria a pena. Quem leu meu livro gostou. Pelo menos aqueles que deram retorno. Mas todos eram da familia. Nao posso dizer com certeza que nao tivesse algo de puxassaquismo. Eu proprio gosto dele mas, nao vale porque “sou o pai da crianca”.

E tambem tinha investido todas as economias que tinhamos feito ate entao e meu projeto dependia da venda das primeiras copias para reinvestir nas proximas. Sem publicidade isso nao teria como acontecer. Isso tornou-se um espinho de duas pontas no meu casamento. Aquele que machuca porque ninguem deseja perder numa situacao dessas e tambem porque voce eh tratado como se houvesse sido vontade propria a escolha daquele momento errado.

A probabilidade de algo assim acontecer a qualquer um eh pequena. Mas quando tive a informacao de que o assassino era de Guanhaes e a ex-esposa dele das proximidades, e os acontecimentos se desenrolaram no Rio de Janeiro, fiquei chocado.

No final de 1.997 eu estava muito insatisfeito com a companhia onde trabalhavamos durante o dia. Todos sabiam que eu era bom funcionario e isso nao era segredo para ninguem. Os chefes haviam observado o quanto a produtividade tinha aumentado desde quando assumi o cargo de impressor. Mas o meu salario era pior do que o que eu ganhava como faxineiro. Dai estava decidido esperar a chegada da primavera para pegar quaisquer outras coisas.

Entao, naquele dezembro tivemos a oportunidade de entrar em um processo de legalizacao. Eramos cerca de sete brasileiros trabalhando na fabrica e so o Salmen tinha o Green Card. Nos reunimos para decidir se valeria a pena perguntar ao chefe geral se ele assinaria como responsavel em nossa legalizacao. Olhamo-nos uns aos outros e caimos na gargalhada. Nao tinhamos nada a perder se ele respondesse nao e ninguem permaneceria naquele trabalho.

O chefe geral estava assombrado por nao termos papeis. Fez uma consulta rapida a um advogado e aceitou a responsabilidade. Tinhamos poucos dias para iniciar o processo e recorremos ao escritorio do advogado de imigracao mais conhecido em Boston. Dr. John K. Dvorak disse que nao pegaria o nosso caso porque nao enxergava como nos encaixariamos na lei. Nosso interprete, Icaro, que tinha por volta de 12 anos de idade e eh filho do primo Geraldo, quase subiu na mesa do advogado dizendo: “Mas tem que ter jeito!”. O advogado disse que nao queria tomar o dinheiro da gente, sabendo que era causa perdida. Ja estavamos virando as costas quando uma assistente dele mostrou-lhe uma pequena clausula da lei. Ele deu um sorriso e falou: “Aceito o caso de voces.” O resto eh Historia.

Minha esposa nao gostou nada daquilo. Para ela eu teria que trabalhar mais, num trabalho que pagasse melhor, juntar dinheiro rapido para voltarmos para o Brasil. Desde que chegaramos, ate os proximos quatro anos apos isso, o que ela sabia era chorar de arrependimento por ter tido a ideia de virmos. Dai eu tive que ser a razao fria dos dois e fazer sozinho. Ela chegou a dizer-me: “Eu nao pago um puto por essa legalizacao.” E eu so respondi: Nao estou pedindo nada, so estou te comunicando o que vou fazer.

2.011 chegou e o 11 de setembro nao sai das nossas memorias. Naquela manha a gente tinha chegado cedo ao trabalho e logo depois o supervisor nos disse que um aviao tinha batido numa das Torres Gemeas de Nova Iorque. A situacao era grave mas ninguem esperava que isso fosse outra coisa diferente de um acidente tragico. Nao demorou muito e veio a noticia do segundo e do terceiro ataque. Nao havia mais duvida, fomos para o almoco sentindo o medo e o peso no ar. Nao faziamos ideia do que viria depois.

E os homens do presidente Bush comecaram a falar em guerra. Nas nossas reunioes para cafe e almoco eu defendia a tese de que a melhor forma de resolver o problema seria conversar diretamente com o Osama Bin Laden e a organizacao terrorista dele. Nao. Nao sou tao bonzinho nem inocente. Estava reconhecendo que eles nao estivessem atacando os Estados Unidos por nada. O que eu pensava era que certa conversa poderia evitar piorar a situacao.

Minha visao eh mais complicada do que parece. Praticamente toda a minha vida vi a evolucao do que acontece no Oriente Medio. Desde a Guerra dos Seis Dias eu ja tinha alguma opiniao a respeito. Naquele tempo eu fiquei feliz como uma crianca pensando como heroismo, um pais pequeno como Israel vencer uma guerra contra as forcas combinadas dos paises ao redor. Naquele tempo eu estava mesmo sendo inocente. Nao tinha a menor ideia de que uma guerra nunca tras paz. Uma guerra eh o atalho para as proximas.

Posteriormente, vendo mais eu passei a entender melhor a situacao. Vi os direitos Palestinos de terem seu proprio pais sendo sempre negados e sendo usada forca disproporcional contra eles. Dai eu comecei a lamentar pelos dois povos porque estavam presos no meio da disputa de interesses e empurrados a brigarem um com o outro. Desde entao passei a ver ambos povos como refens de seus lideres e vitimas de uma armacao absurda.

Por volta dos anos 90 houve uma grande oportunidade de ser feita a paz entre os dois povos. Mas o governo israelense disse que, em minhas palavras: eles nao conversariam com uma parte dos palestinos. Na ocasiao eu demonstrei o meu descontentamento escrevendo uma carta para o jornal Estado de Minas. Ela foi publicada e as minhas palavras podem ser resumidas por: Precisamos tratar de paz com nossos inimigos porque nao tratamos disso com amigos, pois, nos celebramos a paz com eles. Desde entao tornou-se claro para mim que os lideres dos dois povos nao estavam lutando pela paz. Eles estavam lutando contra a paz e pondo ambos povos no caminho do perigo.

Infelizmente eu ja era ninguem, escrevendo a um jornal desconhecido fora do Brasil. E eu vejo semelhancas entre a situacao entre os dois povos e aquela que levou aos ataques de 11 de setembro. E a minha solucao eh esta: falar abertamente para que isso seja visto pelo mundo inteiro. Era preciso fazer um gesto de boa vontade que servisse de razao para que os outros povos enxergassem o contraste entre o bem e o mal. Se Osama Bin Laden estendesse a mao os outros povos ficariam admirados do quao magnanimo seriam os americanos. Se nao, os outros povos diriam que ele seria culpado de quaisquer coisas ruins acontecessem a ele, inclusive os muculmanos colegas dele. E ele perderia a credibilidade para atrair guerreiros para seu lado. Desafiando-o antes de conversar so aumentou o apoio `a causa hedionda dele.

Posteriormente a administracao George W. Bush apresentou o caso dela para guerrear Saddhan Hussein. Ai deu-me desespero. As razoes apresentadas `a ONU, para mim, baseavam-se claramente em falsidades. Como eu sabia disso? So Deus sabe. Eh um tipo de intuicao que acontece `as vezes comigo. Inclusive eu cheguei a escrever que suspeitava de que o governo Bush tivesse facilitado a armacao do ataque de 11 de setembro para ter a oportunidade da desculpa de fazer a guerra. Mas isso nao era algo em que eu tivesse muita fe.

Em nossas conversas com os colegas de trabalho as opinioes eram diversas. Ninguem era favoravel `a guerra mas ninguem me dava credito da melhor razao presente. A unica coisa que lembro-me de ter dito foi isso: Infelizmente, o povo ta sendo induzido ao erro mas o povo `as vezes so aprende apanhando. Ele ira mudar de opiniao quando os caixoes, em vez de pessoas vivas, comecarem a chegar em numero.

A minha previsao nao se tornou 100% verdadeira. Para defender a guerra, o governo Bush havia pintado o exercito do Saddhan como um adversario formidavel. Eu sabia que teria que dar um desconto por causa dos exageros dos dois lados. Todos devem lembrar-se do comeco da guerra quando o ministro de comunicacoes iraquiano apresentava a versao de que o exercito do Saddhan estava vencendo. Mas a maioria dos soldados dele teve a boa vontade de depor as armas ao inves de lutar por uma causa perdida. Eu esperava mais mortes entre os americanos no comeco e, gracas somente a Deus, essa impressao foi causada pela informacoes erradas. Mas quando mais tempo passou as dores foram as mesmas.

Ate hoje a unica razao para aquela guerra foi uma vendetta da Familia Bush. Desde os anos 90, por causa da Guerra do Golfo, em que o Bush pai foi incapaz de remover a Familia Hussein daquele ponto estrategico do globo, os dias do Saddhan ja estavam contados. O que faltava era a oportunidade que se apresentou em 2.002.

Em novembro de 2.001 recebemos o comunicado de que nossos Green Cards tinham sido concedidos. Bem na hora. Mamae e papai estavam completando 50 anos de casados e eu ja estava ha 8 anos longe deles. Imediatamente compramos tres passagens para o Brasil. Isso so foi possivel por causa dos ataques terroristas. Normalmente, so encontrariamos lugares vagos com seis meses de antecedencia. Mas o povo tomou medo de viagens aereas. Nos nao pensamos duas vezes.

Dezembro estavamos la. E o visual foi chocante para minha esposa. Ela tinha esquecido como era a cara da pobreza. E ela estava pior do que antes. Da nossa regiao a cidade dela era uma das mais pobres. Somente entao ela entendeu porque eu havia feito a aplicacao para a legalizacao. Apesar do que, serviu apenas para confirmar a mudanca no coracao dela. Ja estavamos comprando uma casa aqui.

E isso eh outro espinho em nossas vidas. Por volta de 1.995 eu pedi a ela para nao investir no Brasil porque nos nao tinhamos chegado a um acordo de onde colocar nosso dinheiro. Ela queria aplicar na cidade dela e eu sabia que nao haveria futuro por um bom periodo. Sugeri ser em Virginopolis mas ela alegou que nunca viveria na cidade porque tinha muita gente orgulhosa la. Para mim isso era impressao falsa. Entao ela aplicou em Belo Horizonte em algo que se tornou um fim da picada.

Desde que decidi pela legalizacao minhas oportunidades de ganhar dinheiro foram travadas. Eu fui obrigado a manter meu emprego mal remunerado mesmo passando por muito tempo de humilhacao. Tudo o que eu fazia era para pagar impostos, despesas da casa e um pouco para pagar a legalizacao. Assim ficava parecendo que tudo o que a gente economizava tinha vindo do pagamento dela mas eu nao sou ligado em dinheiro. Deixei a ela fazer o que quizesse.

Sugeri que comprassemos uma morada aqui e nos poderiamos fazer isso por 45-60 mil. Quando ela mudou de ideia, uma casa estava valendo cerca de 300 mil. Nos ja tinhamos dado entrada em uma quando os ataques aconteceram. Entao eu acordei para o fato de que nao seria boa ideia, e ela concordou comigo por essa uma vez e nos trocamos por outra de 160 mil em um condominio. Quando voltamos ja entramos nessa casa.

No Brasil tinhamos as festas de fim de ano mais as Bodas de Ouro de meus pais e os 60 de casados da tia Odila e tio Eurico. Ela eh a irma que nasceu logo depois de papai mas casou-se no aniversario dele, 10 anos de ele se casar. Dai meus pais anteciparam o aniversario deles para cair entre o natal e o final de ano. Esse se deu em Virginopolis. No 7 de janeiro, aniversario do papai, fomos `as comemoracoes em Governador Valadares. Foi exatamente naqueles dias que papai deu-me o livro de nossa genealogia. Em seguida, voltamos. Tudo passou como um relampago.

Essa foi tambem a ultima vez que vi papai vivo. E a vida continuou como antes. Uma coisa mudou. Como eu tinha legalizado eu nao queria continuar no mesmo trabalho. Tinha perdido 8 anos de minha vida. Meu salario nao era muito mais que US$ 8,00/hora . E a gente era abusado em varios sentidos. Nao apenas na ESP mas em todos os empregos que ja tive. Sendo brasileiros e mineiros a gente aprendeu a resistir. Antes de revidar cada agressao nos preferimos fazer graca das situacoes. Os mineiros sao conhecidos pelos dizeres: “Mineiro da um boi para nao entrar numa briga, e uma boiada para nao sair dela.” Isso significa que a gente faz tudo para nao entrar numa briga mas depois que eh provocado a ponto de comecar nao tem mais volta.

O que havia me feito pensar uma segunda vez foi isso, o primo Nilton tinha entrado no processo de legalizacao tambem. Mas quando estava no meio ele abandonou porque tinha estabelecido que ficaria somente 5 anos aqui. Trabalhando por producao ele ganhava melhor que eu. Entao, eu aceitei o desafio de substitui-lo. O trabalho era muito duro. Tinhamos que trabalhar com maquinas barulhentas, grampeando caixas de papelao o dia inteiro. Era tao duro que nenhuma americano desejava fazer. Mas eu peguei, e nao era como se fosse um trabalho comum mas como uma competicao de fundo. Para que se tenha uma ideia do que isso significa, quando a dona da fabrica viu o Geraldo trabalhando a primeira vez, ela so teve uma palavra para descrever: “Espantoso!”.

Quando a fabrica abria para visitas de futuros clientes para verem como o trabalho era feito nos ja tinhamos uma encenacao preparada e que estavamos familiarizados. Era colocar um monte de caixas, do tipo carta, `as quais eram mais facil de trabalhar, e esperar o sinal para comercarmos. O mais experiente no servico era o Ge e ele era capaz de fazer mais de 2.000 caixas por dia. Eu cheguei a fazer mais de 2.000 tambem mas nao tive tempo para igualar-me a ele. Quem nos via pela primeira vez realmente ficava de queixo caido!

O trabalho era tao duro que a gente desligava o aquecedor mesmo quando as temperaturas estavam congelando. Com 10 minutos de trabalho a gente comecava a suar e eu tinha que tomar garrafas de agua o bebidas esportivas para manter hidratado. Nossos corpos nao tinham gordura alguma, so musculos. Desde entao eu parei de trabalhar depois como faxineiro. No final do dia o corpo exigia relaxamento. So nesse tempo eu comecei a ganhar dinheiro que valesse e era suficiente para pagar seguro saude, investir 5% de cada cheque em plano de aposentadoria e tinha uns duzentos dolares em conta para qualquer emergencia.

Por esse tempo tivemos um fato curioso na fabrica. Nao havia grande competicao naquele campo. Talvez existissem 2 ou 3 competidores em todo o Estado de Massachusetts. Nossa companhia tinha filiais por volta de outros 10 estados. E eles concordaram com um competidor em fechar uma unidade em outro estado, nao recordo direito mas penso ser Michigan, e o competidor fecharia a unidade deles em Massachusetts. E eles trocaram a clientela em cada estado. Aparentemente foi uma jogada de marketing.

A area de producao dobrou e entraram novos colegas de trabalho. Todos de Virginopolis, apontados por nos. Os novos, Ramon, irmao do Agnello, e Amaury, filho da prima Marlene, eram da familia Coelho. Com eles chegou o Carlos (Tchaca), cuja familia fora agregada na fazendo do vovo Juca, mais Edinho e Ademar. O Ademar era filho de um agregado na fazendo do vovo Cista, e a irma dele, Silvana, eh casada com o primo Wellington Soares. A familia deles mora aqui nos Estados Unidos.

Varios outros entraram e sairam da fabrica. Nem todos estao chegando `a minha memoria nesse momento. Mas tivemos tambem o Rodrigo. Ele eh primo da minha esposa e legalizou conosco. Logo depois dele receber o Green Card pediu demissao, para procurar oportunidade melhor. Nelson era um cara de Belo Horizonte mas era casado com virginopolitana. Aender era estranho no ninho mas logo virou irmao de batalha. Esta me fugindo o nome de outro primo mas penso ser o Eustaquio. Sao sete irmaos na familia dele e tive pouco contato com os mais novos. Dai eu misturar seus nomes. Aqui estou misturando a ordem em que eles trabalharam e outro que passou por la foi o Marcelo Nunes Coelho.

Nesse tempo comecamos a trabalhar em dois turnos e o nosso grupo ficou com o diurno. Depois de treinarmos os nossos primos, Geraldo e eu vimos que estavamos puxando duro para produzir mais que os recem-chegados. Em nossa experiencia sabiamos que eles precisariam muito tempo para nos acompanhar mas concluimos que seria melhor dividir a producao. Logo concordamos em partilhar a producao em partes iguais para todos. Nos eramos capazes de grampear mais caixas mas quando iamos junta-las nos bandos os outros, como eles produziam menos, nos ajudavam. O que perdiamos era uma pequena parte mas todos estavamos quase felizes.

O que faltava de felicidade se devia `a brutalidade do servico e as imposicoes do supervisor. Ninguem gostava da forma de ele supervisionar mas nao tinhamos problemas pessoais com ele. Era o proprio manda-chuva.

Em julho de 2.003 a minha esposa passou 40 dias de ferias no Brasil com nosso filho. Eu ja havia comprado minha passagem para o inicio de 2.004. Naquele tempo comecaram meus problemas provocados pela heranca genetica. Penso que ninguem teve vista melhor que a minha. Eh provavel que seja normal e bilhoes de pessoas tivessem igual. Mas a minha ficou opaca. Eram cataratas. Eu entrara nos 40. Exatamente na idade que apareceram em meu pai. Fiz a primeira cirurgia aqui nos Estados Unidos e nao gostei do resultado. Dai eu marquei consultas em Belo Horizonte onde tinhamos o melhor especialista desde o Dr. Hilton Rocha. Dr. Hilton fora o oculista de meu pai e de outros na familia. No lugar dele estava seu discipulo, Dr. Rui Marinho.

Antes de eu ir ao Brasil minha esposa voltou e nos decidimos ter outra crianca. Ela ficou gravida por volta de setembro. Em outubro meu pai faleceu. Nao fui imediatamente porque nao poderia fazer mais nada por ele. Foi a morte de um homem santo. Papai nunca foi uma pessoa perfeita. Mas tinha algo que o distinguia de outros. Era conservador em todos os sentidos. Mas nao era ignorante.

Era filho de um homem rico. E o povo da cidade pensava que ele tambem fosse rico, mas nao sabia o que se passava dentro de nossa casa. Nao era pessoa de conversar demais. Normalmente conversava o essencial. Tem duas coisas que ele nunca deixou de prover em casa. Alimentacao e educacao. Nunca teve um carro proprio. E dizia: “Carro eh uma segunda familia e eu nao aguento prover para ambos.” E no Brasil isso era verdade.

Normalmente nos tinhamos 5 roupas. A de ver Deus, o uniforme da escola, e mais tres de uso diario que usavamos ate ter de joga-las no lixo. Nossas roupas eram feitas em casa, costuradas por mamae que era a mao direita dele e segundo em comando. A maioria das ajudantes da casa tinham que ir `a escola junto conosco. Depois que ele adquiriu a fazenda, o agregado tinha 13 filhos e dois netos dentro de casa. Ele pagou estudos para varios deles, os que quizeram, ate ao segundo grau. Era um investimento extra-salario do agregado.

A gente viveu na casa velha por muitos e muitos anos. Foi nela que a bisavo dele, Joaquina, e a avo, Ercila, haviam falecido. Mamae sempre o cutucava para fazer emprestimo e construir uma nova. Mas ele primeiro juntou as economias e nos entramos na casa nova 26 anos apos o casamento deles. Era o jeito dele de ser. Se tinha que ter algo, fazia primeiro a economia antes de comprar. Raramente pagou juros. E nos o gozavamos por isso porque ele era o gerente da Caixa Economica. Era um bom administrador para a familia mas era uma pessima propaganda para o banco. Na Minascaixa tinha emprego publico e, como funcionario, era mal pago.

Bom, ele era um pai dedicado. Trabalhava muito. Um dia falou que nao morreria antes de conhecer o oceano. Mas ele nunca conheceu o oceano e faleceu provendo para a familia e partilhando com os outros. Estava no hospital, receberia alta no dia seguinte e faleceu na noite por causa de uma trombose na perna. Minha filha nasceu 4 meses depois e foi salva do mesmo problema. Pode ser que tenha sido um sinal de que ele continua olhando por nos la do Ceu. Nao direi mais nada a esse respeito. As biografias dele e de mamae merecem melhor estudo.

Por volta de dezembro eu estava bebendo agua do refrigerador na fabrica e estava tao fria que tinha ferpas de gelo no meio. Uma das ferpas prendeu-se em minha garganta. Tive uma dolorosa sensacao de sufocacao rapida. Mas como veio passou mas senti como uma ferroada. Uma semana depois cai doente.

Meu medico diagnosticou hipertiroidismo e madou-me para casa porque nao havia tratamento no caso. Passei um mes inteiro sem poder levantar meu corpo do nosso sofa sem vomitar. A menos que eu ficasse deitado sentia-me tonto. Dificilmente mantia suco no estomago. A foto que tirei para o passaporte mostra uma versao de mim tao magra que o volume da minha tireoide pode ser delineado no pescoco. Quando cheguei ao Brasil eu ja estava sendo capaz de ficar em pe e comer melhor.

Um medico de la examinou a minha tireoide e disse que qualquer coisa que tivesse acontecido tinha se curado sem deixar vestigios. Outro afirmou que meu coracao estava perfeito. Meu oculista, Dr. Rui Marinho, fez-me duas cirurgias. Uma para tirar a segunda catarata e outra para corrigir a posicao da lente da primeira. Ele sugeriu que era comum medicos inexperientes ficarem com medo de fazer a forca suficiente para implantar a lente artificial no lugar. E meu corpo ja estava reagindo contra o mal posicionamento, e ele teve que limpar com uma cirurgia a laser. Aproveitei para fazer mais coisas mas nao eh de interesse para a narrativa agora.

Minha esposa estava tendo uma gravidez dificil. Estava tendo sangramentos e os primeiros exames indicaram a possibilidade de a crianca ter a Sindrome de Down. O medico dela havia oferecido abortamento. Para nos catolicos era ate absurdo pensar nisso mas a gente compreende ser obrigacao dos medicos aqui fazer a oferta. Nos apenas recusamos. Mas o medico falhou em nao aconselhar repouso absoluto e ela continuou trabalhando. No mesmo dia em que cheguei ao Brasil, telefonou-me dizendo que estava no hospital com principio de abortamento. Desejava que eu voltasse. Mas nao pude. Todas as consultas estavam programadas e nao tinhamos fundos para fazer duas viagens. Tambem sabia que ela estava exagerando, como sempre, e ela tinha duas irmas e dois irmaos aqui.

Ficou duas semanas no hospital antes da crianca dar sinal de que estava sufocando e teve que fazer cesariana. A crianca era minuscula, de cinco meses e meio de gestacao. 562 gramas. Quando voltei, ela cabia inteira na palma da minha mao. So as pernas sobravam. Tivemos quatro meses de idas e vindas ao Hospital Santa Elizabeth em Brighton, suburbio de Boston. Mas quando cheguei ela estava no Hospital New England, no Centro de Boston, porque estava com uma trombose na perna e um anjo disfarcado de enfermeira foi capaz de diagnosticar isso naquela perninha da grossura do meu dedo midinho. Ela tambem teve septisemia, tratada e curada no Santa Elizabeth.

Pode ser apenas uma coincidencia mas em meus estudos genealogicos encontrei que o nosso suposto ancestral Jose Coelho de Magalhaes (*) eh descendente de Santa Elizabeth, uma rainha escocesa.

Nossa filha nasceu em 14 de fevereiro, dia das amizades nos Estados Unidos (Valentine’s Day). Em julho trouxemos para casa uma versao completa dela. Na hora do desespero a minha esposa gritou comigo: “Isso eh culpa sua!” Ela se referia ao fato de a minha vontade de ter mais uma crianca fora maior que a dela. E eu, fingindo ser machista chauvinista respondi: Ah se nao fosse! Depois ela arrependeu-se do que tinha dito e reconheceu que essa crianca era a melhor coisa que nos tinha acontecido desde o nascimento do primeiro. Ai eu nao resiti e a encorajei: A culpa eh toda minha!

Tempos depois ela estava com nossa filha andando pela rua e cruzou com o medico dela. Toda alegre correu para mostrar a crianca para ele. Quando a viu, o medico perguntou: “E o nome dela eh Milagre!?” Estava ali, frente-a-frente, o braco do farao e a mao de Herodes. Aquele que queria a nossa permissao para matar nossa crianca. Porem, o gesto dele foi de humildade perante a constatacao do erro que poderia ter-nos induzido a cometer. Nossa menina eh perfeita para os padroes de prematuro.

Na fabrica as coisas comecaram a desandar. Meus colegas conheciam muintos de nossos conterraneos que estavam ganhando mais que nos porque estavam trabalhando com granito e marmore quando a industria de construcao estava muito aquecida, perto dos anos 2.000. E eles desejaram pedir aumento. Eu estava satisfeito com o que ganhava e tinha duvidas quanto se seria uma boa ideia naquela hora. Mas nao quis ser o do contra todos.

Tivemos umas negociacoes um pouco dificeis e o supervisor disse que, para conceder o que queriamos a companhia teria que mandar alguem embora. Mas os colegas bateram o pe em favor do aumento. Mesmo incomodado, nunca disse nao a eles. Em setembro daquele ano, apos uma discussao com o supervisor, ele decidiu dar-me um aviso. Eu assinei sem ler, tao fulo da vida eu estava. Num piscar de olho fui chamado ao escritorio superior e eles me despediram.

Fiquei mais preocupado em saber o que fazer dai para frente do que com raiva. Ja estava chateado demais. Eu conhecia muita gente mas ninguem soube indicar-me um bom emprego. Empregos estavam sobrando mas pelo salario minimo. Todas as lojas de departamento estavam contratando mas o que pagavam era menos do que eu teria que pagar a uma baba para tomar conta da nossa crianca. Como ela era muito prematura, tinha muitas consultas com medicos e uma enfermeira. Alguem teria que leva-la `as consultas. Dai nos decidimos que eu permaneceria com ela enquanto as coisas nao melhorassem.

A dificuldade em arranjar outro servico naquele momento era justamente porque nao tinham mais empresas trabalhando no mesmo setor que a ESP. Se eu tivesse trabalhando como jardineiro ou em qualquer outro setor que os imigrantes trabalham poderia ter usado minha experiencia para ser contratado. Entao fiquei dividido em opinioes contrarias a respeito do que teria sido melhor se eu tivesse antecipado a situacao quando comecei a trabalhar na ESP. La encontrei o beneficio da legalizacao mas nao tinha uso algum da experiencia adquirida e nao havia conseguido ajuntar nada nos primeiros 8 anos dedicados a ela.

Naquele tempo eu comecei a usar nosso computador. Enquanto o nenen fazia os repousos. Assim eu encontrei o http://www.ancestry.com e postei nele nossa genealogia. Isso ajudou-me a memorizar os nomes dos membros da familia e passei a ter ideia melhor das nossas relacoes familiares com milhares de pessoas. Logo encontrei tambem o http://www.geneall.net – Portugal, e aprendi muito mais.

A seguir comecei a escrever os volumes 1 e 2 do O TERCEIRO E ULTIMO TESTAMENTO, retirado do O CONHECIMENTO COM RESPEITO A DEUS. Uma nova lida nos escritos biblicos deu-me entendimento melhor dos fatos. Naquela epoca, nossa amiga Sandra Sampaio deu-me uma copia do livro: Quem Escreveu a Biblia? Gostei muito do livro, sem concordar com tudo nele, e tirei um grande ensinamento dele. Nos precisamos ficar atentos para os interesses de quem escreve para entendermos os verdadeiros objetivos dos autores.

E eu escrevi meu livro derrubando muitos conceitos e interpretacoes antigos. Eh quase inacreditavel como os ensinamentos errados estao na cara dos leitores e academicos mas eles nao evoluem o entendimento! De toda forma, eu realmente senti que estava conectado com Deus e o que escrevi esta mais perto da Vontade Dele do que o que tinhamos antes. Entao tive a sensacao de possuir uma missao a cumprir, de fazer o mundo saber o que eh correto e o que eh falso com respeito do que eh dito em relacao a Deus.

E isso foi outro contratempo em minha vida. Na internet eu vi a propaganda dizendo que alguns editores estavam pagando US$ 100.000,00 por qualquer trabalho inedito. Nao acreditei nisso mas tambem me senti desconfortavel em abrir mao do meu direito autoral. Para os autores, livros sao como seus filhos e abrir mao dos direitos autorais nao tras sensacao agradavel. A gente gosta de partilhar o talento que esta no texto como os pais adoram mostrar os filhos fazendo gracinhas. Posteriormente vi por um documentario que era mesmo verdadeira a propaganda. O mercado de publicacao estava tao aquecido que os editores podiam pagar pela tentativa porque no meio de muitos livros sem retorno eles poderiam pescar um best seller que pagaria por todos os outros.

Por outro lado eu ouvi a respeito de um novo tipo de publicacao. Ele tem o nome de “Edicao de acordo com os Pedidos”. Eu nao estava preparado para tomar uma decisao pelo ingles que eu sabia. Eu era capaz de ler e entender a maior parte mas nao os detalhes. Entendi que o editor iria produzir qualquer copia que os compradores desejassem. Mas pensei que fosse razoavel produzir-se um certo numero de livros para coloca-los em exibicao, pelo menos, nas principais livrarias pelo pais afora.

Eu calculei que, como muitas pessoas compram qualquer coisa dos assuntos preferidos delas, e o assunto do livro era religioso, isso poderia traduzir-se na venda de um numero de copias suficientes para pagar meu investimento inicial que andaria por um tanto mais que US$ 10.000,00. Dai eu poderia continuar investindo e fazendo debates que aumentariam o entendimento do texto, o que resultaria em mais vendas para pagar meus custos adicionais. Mas eu estava totalmente enganado quanto a isso.

Agora, o meu ponto-de-vista, eh o de que o sistema nao passa de um esquema de piramide. A gente paga todos os custos da publicacao. Dai o risco eh so nosso. As copias produzidas sao o minimo. A gente pode pedir quantas copias quizer por preco reduzido para revender. Eles tambem tem muitas formas de divulgacao do produto, desde que se pague por isso.

Para promover seu livro voce precisa comprar todas as oportunidades de exposicao e estar presente por conta e risco proprios. Penso que, para comecar, precisaria ter US$ 100.000,00 disponiveis. Em outras palavras a gente eh transformada nao em parceiros, porem, em escrava do sistema porque quanto mais se trabalha mais o editor ganharia sem fazer esforco algum. No final de tudo voce vira um vendedor ambulante, sem salario ou seguro de saude do seu empregador. Mas vai estar vendendo o produto que dara a ele dinheiro vivo.

O sistema pode funcionar para autores bem conhecidos, cujos nomes vem primeiro do que seja la o que for que tenham que vender. Os autores de best sellers anteriores ganham a divulgacao das corporacoes noticiosas. Sao entrevistados a respeito de qualquer producao inedita. Para eles fica facil, nao para os desconhecidos. Mesmo que os livros dos desconhecidos sejam melhor escritos. E nao estou falando aqui da minha producao particular.

Depois de meses com o livro `a venda eu recebi o meu primeiro e unico cheque. Algo em torno de US$ 10.00. Entao eu ja estava conformado com minhas perdas. Provavelmente, o editor nao fez nada ilegal. E esse foi meu pagamento como palhaco. O livro esta disponivel para o publico desde 2.006 sob o IBS: 978-1-4389-5097-6 (sc). Este eh o numero de registro na Livraria do Congresso Americano. O livro virou um calhamaco de 664 paginas, com muito conhecimento e nenhuma leitura.

Este eh mais um espinho de duas pontas no meu casamento! Ate agora a minha esposa nao sabe quanto teremos que pagar por ele. Eu preferia pagar tudo sozinho, e pagar generosamente a aqueles que deram-me o emprestimo sem juros ou data de pagamento. Todavia, eu tenho que manter a cabeca levantada, sem orgulho, para manter a forca e nao deixar ser dominado pelo desespero.

Nunca descontei o cheque. O dinheiro nao vai fazer a gente ficar menos pobre. Ele pertence `a Historia. Se algum dia eu virar um sucesso no futuro ele servira de prova e incentivo a outros que estiverem passando por dificuldades. Minha vida podera ser um exemplo de persistencia. E algo que pode trazer os mortos de suas tumbas para uma realidade afortunada. Se eu falhar na vida, o dinheiro e o fato serao apagados da existencia.

Na Historia Humana eu vejo como ato de improvidencia o fato de o sacerdote Martinho Lutero ter queimado a bula papal que o ameacava de excomunhao. O papa era Giovanni di Lorenzo di Medici, ou Papa Leao X. O documento poderia ser mais uma prova da falibilidade papal. Nao, nao, nao! Nao estou falando em vinganca aqui. Nunca eh meu objetivo. Nos conhecemos mais a respeito da vida do Martinho Lutero e ate esquecemos o nome do oponente dele. Estou certo de que seria mais valioso para o Leao X a gente saber o nome dele e rezar para que ele seja perdoado. Como os mortos, ele nada pode fazer por si mesmo!

Ah sim! Tambem sou catolico. E, tambem, nem todo catolico acredita nos dogmas da Igreja. Para mim, crer na infalibilidade papal eh inocencia por demais. E ignorar um elefante no meio da sala nao fara o elefante sumir. Todos os credos religiosos tem seus lados comicos. Nao que o povo queira que seja assim. Mas porque somos humanos e sujeitos a cometer esse tipo de falhas. A grandeza do grande homem eh reconhecer suas proprias falhas e nao fazer propaganda do seu suposto sucesso. Sucesso para meus olhos humanos pode virar uma falha total defronte da verdade.

Mesmo antes de minha filha vir para nossa casa, quando ainda empregado pela ESP, ficamos sabendo que o nosso antigo suposto competidor, Victory, estava de volta `a cidade. Precisamente, na Cidade de Worcester. E uma parte dos nossos colegas comecou a ser tranferida para ela. Ate o administrador geral. E ficamos sabendo que a ESP estava fechando. Posteriormente nossos primos foram transferidos e nao foi somente eu que perdi o emprego. Uns, como o Ge, por opcao buscou coisa melhor para fazer. Eles estavam revertendo o que havia sido feito cinco anos antes.

Provavelmente eles estavam agindo dentro da lei. Nao seriam bestas de fazer uma operacao tao grande e correndo risco demasiado. Mas senti como os Estados Unidos se pareciam com o Brasil! Esse tipo de jogada costuma ser usado pelos ricos para ficarem mais ricos la. Eles sabem onde estao os furos na legislacao. Melhor dizendo, os mais ricos fazem lobby a favor dos furos atraves do congresso. E eles fazem trocas de favores. Se alguem tem alguma ilusao de que o capitalismo eh feito de conpleta justica, precisa ficar alerta para o quanto o sistema eh fragil e quanto da chances aos oportunistas.

“Nos o povo”, quando pagos via cheque somos taxados mesmo antes do dinheiro chegar aos nosso bolsos. E nisso nao ha furos para nos. No final do dia, “nos o povo” pagamos, proporcionalmente, muito mais impostos que os ricos. E eles ficam com o mel. Mas nao estou falando isso para inflamar o povao. Estou apenas passando informacoes e por isso espero mais reconhecimento da justica de parte daqueles que nao sao “nos o povo”. (Aqui estou mexendo com a Constituicao Americana, porque ela comeca com a frase “We the People”, ou seja, “nos o povo”. Isso significa que todo poder emana do povo e esse poder eh dele e nao dos que querem ser “mais iguais” que os outros).

Nossa vida tem sido um pouco dificultosa desde 2.004. Tenho acompanhado minha filha desde entao. Ela esta muito bem para aquele comeco assombroso. Normalmente, as criancas muito prematuras tem problemas de vistas e cardiacos mas ela nao tem tido complicacoes. A minha saude eh que nao anda mais tao boa. Penso que a interrupcao da minha atividade mais fisica me fez mais susceptivel ao colesterol alto. E isso so foi descoberto a partir do momento em que eu ja estava vendo mosquitos e quase fiquei cego do olho direito. Mas tenho recebido o tratamento.

As cataratas prematuras vem do lado paterno. E a quase cegueira do lado materno. Mamae mesmo perdeu uma das vistas. Possivelmente, a minha dor na coluna vem do lado dela tambem. Mas eh pior em mim por causa da altura. Tenho suspeitas quanto `a diabetes que o papai sofreu a partir dos 60 anos. Mas nao desejo abrir aqui o meu prontuario medico. Penso que tenho saude suficiente para comecar uma nova carreira e isso ira ajudar-me a reverter alguns de meus problemas. A menina esta saindo bem na escola e agora precisa ficar mais independente. Isso tambem faz minha independencia.

A queda da industria da construcao por aqui afetou a familia bem forte. Estamos lutando para manter nossa casa mas perdemos um apartamento. No pico da valorizacao minha esposa decidiu usar as economias para assegurar a faculdade de nosso filho. Eu tinha suspeitas porque o mercado tinha ganhado muito em tao pouco tempo e sabia que era muito arriscado tentar. Mas ela eh do tipo de pessoa que vai onde os outros vao. E a comunidade brasileira, cuja maioria era jovem e inexperiente, nao aceitaria os avisos daqueles que nao eram o melhor exemplo de “sucesso”. Agora temos um rapaz de 17 anos esforcando para ganhar a escola por conta propria.

Por sorte ele esta sendo ajudado pelo “Step Up”. (Uma entidade beneficente que acompanha os alunos de bom rendimento escolar e que pode pagar parte ou o total dos custos de faculdade dos que nao tenham condicoes). Fui `a reuniao de apresentacao dele. Nos tinhamos acabado de entrar no salao e pegamos parte da conversa entre dois membros. Um era o mentor dele e o outro o supervisor geral.

O supervisor falava a respeito do proprio nome, Alfred. Dizia que todos os primeiro nascidos na familia dele recebiam o nome porque ouve um rei chamado Alfred e era ancestral deles. Ele tambem disse que um dos primos dele ate tinha trocado de nome porque chateara-se com tantos homonimos na familia. Falei para meu filho, Eu sei de quem ele esta falando. Eh nosso ancestral tambem. E nao revelei isso porque meu filho se chatearia. Quando eu identifico alguem com quem tenhamos vinculos ele so fala: “Todo mundo eh nosso primo!” E eh verdade mesmo!

Ja estivemos mais vezes no Brasil, inclusive em 2.009. Fomos todos daquela vez. O que nos pareceu diferente foi que, ninguem nos pediu informacoes de como vir para os Estados Unidos. Quando viviamos la a gente tinha que trabalhar duro para comprar uma bicicleta. Agora, carros e motocicletas, todo mundo tem! Os de 18 anos nao estao mais apressados para trabalhar. Estao concentrados em fazer universidade ou faculdade. Sei que demorara muito tempo ate que o Brasil se torne uma sociedade moderna. Mas esta se indo a passos acelerados.

Ha pouco tempo vi a apresentacao de uma pesquisa feita no Mexico que revelava o mesmo fenomeno. As familias agora sao menores e nao se tem pressa de sair de casa. Os pais estao conseguindo prover uma vida melhor para os filhos e nao existe mais a enorme diferenca entre o dinheiro que o povo pode ganhar aqui e la. No Mexico e Brasil pode-se ganhar tres vezes menos que aqui mas vive-se uma vida melhor, proxima a parentes e sem preocupacoes com legalizacoes.

Se a economia desses paises continuarem a melhorar por mais dez anos a direcao da migracao podera se inverter em relacao ha dez anos atras. Talvez sera necessario os Estados Unidos pensarem uma segunda vez em relacao suas politicas imigratorias. Posteriormente eu abordarei melhor esse assunto. O povo daqui precisa saber que se todos os imigrantes sem documentos forem deportados em periodo curto de tempo os Estados Unidos nao irao recobrar da recessao e sua queda vira tao rapida quanto fazer uma torta.

Tenho dados recentes que poderao ajudar a entender isso. Entraram no Brasil cerca de 2.000.000 de imigrantes nos anos recentes. E o governo de la tem dado anistia e legalizando `a maioria dos recem-chegados. Inclusive americanos tem imigrado para la e aproveitando-se da oportunidade de servicos especializados que estao sendo criados sem pessoas treinadas la para exerce-los.

Penso que seria inteligente para pessoas que estao desempregadas aqui comecarem a pensar na oportunidade de procurar algo no exterior. Nos fizemos o mesmo quando nos vimos em apuros e o meu arrependimento foi ter demorado a tomar essa decisao. Empregar-se no exterior eh muito mais util para qualquer carreira do que ficar desempregado em casa. E a gente sempre pode enviar dinheiro para casa para comecar algum negocio proprio.

2.011 foi um senhor ano em nossas vidas. Seguindo as tradicoes brasileiras, nos deixamos para a ultima hora as nossas naturalizacoes. A gente poderia ter feito isso desde completaramos os 5 anos de Green Cards. O cartao tem validade de 10 anos. Dai nos preenchemos as nossas aplicacoes, pagamos as taxas e fizemos os testes. Os funcionarios de imigracao foram excepcionalmente cordiais conosco.

Atrasei-me um pouco em relacao `a minha esposa e ela cidadanizou um dia antes. A cerimonia dela foi um evento enorme, aconteceu no Ginasio Coberto TD Bank, onde os Bruins e os Celtics jogam. Estes sao os times de hokey e basquete de Boston. Perto de 3.500 pessoas estavam cidadanizando juntas. Nem da para descrever a emocao. No dia seguinte fomos ao centro historico de Boston. Numa cerimonia mais simples, cerca de 360 de nos fomos nacionalizados. Os dias foram 31 de agosto e primeiro de setembro.

Bom, nao se fale mais de mim. Estamos no meio da campanha dos republicanos e agora temos apenas 4 candidatos correndo atras. Ontem o ex-presidente da camara ganhou na Carolina do Sul. Com ele estao concorrendo Mitt Romney, Rich Santorum e o deputado Ron Paul. Ron Paul seria o unico que causaria menos prejuizos aos Estados Unidos se fosse eleito. Mas as chances dele sao pequenas porque a decisao nao sera tomada em funcao da racionalidade. Sera tomada segundo a esperteza das elites.

Ate ha pouco tempo eu estava desejando que surgisse um candidato republicano em quem se pudesse acreditar. Este poderia tornar-se uma alternativa `as erratas do governo Obama. Mas penso que nos imigrantes nao teremos a chance de escolher entre dois candidatos bons. Os republicanos estao empurrando a gente para votar na reeleicao do presidente Obama em quaisquer circunstancias. Ele nao eh tao ruim. So nao compreende direito o mundo em que estamos vivendo agora. O problema eh que, os republicanos estao muito menos interessados em compreender o mundo longe do umbigo deles.

16. “ISSO SERA O COMECO DAS DORES”, MARCOS, 13,8

Antes mesmo de eu comecar o presente capitulo pediria ao leitor dispensar um tempinho lendo dois textos importantes, a menos que ja os tenha lido. Eh apenas uma sugestao de enderecos que farei mas qualquer um podera visitar o Google e jogar os nomes Mahatma Gandhi e Cristovao Buarque para escolher outras fontes. As leituras irao enriquecer o entendimento do que escreverei neste capitulo. Os textos sao:

http://irishgall13.multiply.com/journal/item481 Que contem O Espelho de Mahatma Gandhi, e o http://www.sutmundo.com/internationalize-the-amazonia-insights-from-cristovao-buarque/, os leitores de lingua portuguesa poderao encontrar textos na propria linguagem.

Nao queria ser dramatico como o trecho do livro de Marcos mas eh necessario tocar meu trombone. No livro, Jesus estava falando a respeito do tempo dos apostolos e nao dagora. Mas muitas coisas do passado estao se repetindo.

Nosso mundo esta em curso de colisao com o passado e algumas nacoes estao a caminho de colidir entre si. Ningurem precisa de uma bola de cristal para perceber isso. E eu me colocarei aqui, deste ponto para frente, como um critico moderado das politicas americanas para o mundo. Tentarei mostrar como os outros povos veem os Estados Unidos de fora para dentro e nao de dentro para fora como os americanos se veem. Pretendo oferecer uma visao que, de certa forma, pode trazer-nos respostas e solucoes. Isso depende da boa vontade dos americanos, porque se eles permanecerem nas mesmas opinioes que muitos tem, nao enxergando as formas de endireitar seus caminhos, provavelmente teremos a III Guerra Mundial, e ninguem saira ganhando nada com isso.

Ficou emblematico o Discurso Anual ao Congresso, feito pelo presidente George W. Bush, em 29 de janeiro de 2.002, quando ele caracterizou ao Iran, Iraque e Coreia do Norte como o Eixo do Mal e os acusou de ajudarem o terrorismo e de buscarem armas de destruicao em massa. Na verdade, como disse o Hugo Chavez diante do mundo inteiro, no discurso dele de 20 de setembro de 2.006 na ONU: “O diabo esteve aqui ontem. E o cheiro de enxofre continua aqui hoje.” Para quase todo o mundo Bush poderia caracterizar qualquer um como parte do Eixo do Mal porque os Estados Unidos se tornaram o proprio mal. Ninguem alem do proprio mal para saber o que eh sua imagem e semelhanca!

De certa forma, o Iraque de Saddhan Hussein, Iran e Coreia do Norte talvez nao parecessem tao ruins se nao fosse pelo historico americano de intervencionismo. Nao desejo explicar tudo ou apontar todos os fatos porque estes sao identificaveis por aqueles que viveram durante, pelo menos, os ultimos 50 anos e aqueles que estudam Historia. Mostrarei apenas um pouquinho. Mas tenho que lembrar ao leitor que, nao vou trabalhar isso como se fosse uma Teoria de Conspiracao.

Geralmente as Teorias de Conspiracao nao avaliam as limitacoes humanas. Os autores simplesmente assumem que, algumas pessoas sao muito mas e elas farao o inimaginavel para alcancarem seus objetivos. So que isso nao funciona tao bem na pratica. E os fatos historicos surgem em consequencia de muitos outros eventos previos e, na maioria dos casos, que nem estao anotados nos livros. Isso tambem acontece com a formacao das personalidades dos individuos.

Quando pessoas humanas entram em disputas umas contra as outras a primeira reacao eh descrever o inimigo numa imagem falsa. O que se fez na preparacao para a ultima Guerra do Iraque eh um exemplo classico disso. Nos dados de campo coletados e expostos ao mundo, Saddhan Hussein ja tinha posse de armas nucleares ou faltava pouco para adquiri-las. Supostamente, essa seria a “razao” para declarar guerra contra ele e os aliados dele. Ele tambem foi acusado de ser aliado da Al Qaeda. Agora sabemos, ambas as acusacoes eram falsas.

Na outra mao, em todo conflito as partes beligerantes assumem posicoes de autopiedade. Os lideres viram herois, defensores das liberdades, os maos da justica, etc. A cultura brasileira tem duas palavras para separar os autoindulgentes do trigo. As palavras sao patriota e patriotada. A traducao da primeira eh obvia: patriot.

Patriotada, porem, ainda nao tem traducao para o ingles. Mas a definicao eh exibicao de patriotismo arrogante. Algo como desafiar um adversario mais fraco para briga, quando este nao tiver meios de fugir, e depois contar vantagem do feito. Bullying eh a palavra atual que tambem descreve isso. O oposto disso tambem pode ser patriotada. Pode acontecer de o mais fraco, conhecendo a propria fraqueza, sentir prazer em desafiar o mais forte. Isso acontece, quando perto de muita gente, porque sabe que se o mais forte aceitar o desafio os outros irao tentar dissuadi-los de brigar. A patriotada tambem pode acontecer a pessoas que nao conhecam direito um assunto e, por engano, sao levadas a praticar acoes supostamente patrioticas como declarar amor pela propria patria e detestar as outras, somente porque as outras sao diferentes.

Das duas palavras deriva outra: patriotario. Estes sao aqueles que estao cegos pelo patriotismo falso e fazem e acreditam em tudo que seu mestre mandar. Um exemplo disso, que ocorreu no Brasil, esta ligado ao slogan: “Brasil, ame-o ou deixe-o”, fabricado no tempo da ditadura e imposto aos dissidentes. A intencao da frase era fazer os patriotarios acreditarem que a administracao da ditadura representava o proprio Brasil. O desejo era faze-los entender que quem nao gostasse dos ditadores nao gostava do pais. O ditado era inteligente. Mas o efeito na populacao foi minimo. E, como os brasileiros costumam dizer: “Nos somos vacinados”. A populacao nao caiu nesse conto porque nao havia muitos patriotarios por la.

Eh por isso que precisamos ficar cientes dos muitos usos da palavra. Qualquer palavra pode ser usada em mais de um sentido. Patriotismo eh uma das palavras do nosso vocabulario que pode nos inspirar tanto vitorias quanto derrotas. Patriotismo pode criar sociedades livres e justas tanto quanto uma terra de fantasias onde liberdade e justica podem tornar-se escravidao debaixo de um veu de falsidades. E eu estou em duvida em qual direcao dos dois extremos os Estados Unidos estao caminhando para ele.

Deixe-se `a mostra algo que esta no amago da sociedade americana. O povo aqui tem uma percepcao disso e os outros tem outra, que eh o oposto. Apos a Segunda Guerra ficou claro para os outros e mesmo para americanos que nossa sociedade eh baseada em competicao. As outras sociedades nao desejavam o mesmo tipo de competicao em certos aspectos da vida. Contudo, competicao aqui nos Estados Unidos eh vista como o unico propulsor do desenvolvimento.

Em outras sociedades como o Brasil de antigamente a parceria era mais aceita, embora o individualismo nao fosse proibido. E, de certa maneira isso eh uma das razoes pelas quais nos podemos, com certeza, apontar um porque do Brasil estar demorando tanto para emergir como sociedade industrializada. Eh interessante tomar esses exemplos porque os Estados Unidos sao o individualismo que deu certo por certo tempo e o Brasil, com seu individualismo, provou o lado contrario. A diferenca estava em a sociedade americana ter apostado na justica para com a maioria da populacao interna dando oportunidades para ela. No Brasil o individualismo foi totalmente excludente. Quem tinha pegava tudo, e os que pouco possuiam eram esquecidos.

Quando a gente analisa isso em relacao ao mundo a gente entende. Tomando cada pais como parte da sociedade terrestre como um todo temos os Estados Unidos como quem levou tudo e os outros paises como os que foram esquecidos. Nao podemos tomar essa analogia como um paralelo perfeito porque alguns dos outros paises industrializados tambem pegaram algo e mesmo partes das sociedades nos paises pobres tambem receberam mais. Mas, no contexto geral, nos temos mais excluidos que integrados. E como eh o Brasil tambem eh o mundo como um todo. Como se diz no Brasil: “O Brasil eh o retrato do mundo.”

Apos a II Grande Guerra a “teologia” da competicao foi implantada. Tendo como cabeca os Estados Unidos e seu principal associado nao foi surpresa nenhuma que eles tomassem a frente e saissem com grande vantagem. Temos que compreender o momento da largada. Naquele tempo, todos os outros paises industrializados estavam devastados pela guerra. Mesmo que os Estados Unidos tenham tido participacao proeminente na guerra o seu territorio continental nao havia sofrido a mesma sorte. O grande capital que os Estados Unidos perderam na guerra foram as vidas humanas, mas se pensarmos isso apenas como capital, nao como uma perda irreparavel para as familias, este capital foi plenamente recuperado pela imigracao que veio do lado destruido. Assim, falando-se apenas do ponto de vista economico, os Estados Unidos ganharam mais forca de trabalho logo apos a guerra do que perdeu durante ela.

Somando isso ao territorio que nao sofreu destruicao fica facil entender porque os Estados Unidos sairam com tanta vantagem em relacao aos competidores. E como um provocador sem cuidado algum, empurrou o resto do mundo para a competicao que no principio os propenentes devem ter imaginado que, “Vao passar mil anos antes que qualquer dos competidores se compararao conosco”. Igualmente sem cuidado algum, ninguem desde entao teve a humildade de pensar: “Mesmo que isso venha daqui a mil anos, agora seria melhor a gente se resguardar. Vamos, para o caso de acontecer, ser mais justos com o resto do mundo porque, no dia em que a gente cair, que ele tenha consideracao com nossa descendencia.”

Pode ser que a ideia de competicao funcione bem nos esportes mas nao estou tao certo de que funcione da mesma forma com a vida. A ideia por si mesma implica que teremos vencedores e vencidos. E este eh o grande problema quando voce aposta sua vida deste jeito. Vida nunca deveria ser posta em jogo com a consequencia de alguns serem classificados como vencedores e outros como perdedores. Isso abre o caminho para as pessoas humanas mostrarem seus piores instintos ocultos.

As pessoas que estarao em posicao melhor de vencer perdem seus sensos de justica e nao pensam duas vezes em usar artimanhas, como os Estados Unidos fizeram na transferencia de dinheiro dos paises em desenvolvimento no tempo do Novo Colonialismo. O mesmo eh visto no periodo chamado Colonialismo, no tempo da escravidao, no genocidio dos nativos de todas as Americas e muito outros mais.

As que estarao em posicoes inferiores de competir no mesmo nivel dos adversarios podem apelar para loucuras como optar por fazer ataques terroristas como os que temos visto ha tempos em nosso mundo.

Competicao pode ajudar e ser divertida, desde que nao haja risco de afetar comportamentos. Lembro-me de nossos colegas de trabalho, Joe e Dick, nos tempos na ESP, em que eles eram torcedores do time de baseball de Boston, o Red Sox. Alguns de nos os gozavam porque a ultima vez que o time deles tinha conquistado um titulo de campeao nacional tinha sido em 1.918. Assim, talvez nem sequer os avos deles sabiam o que era ser campeao.

Em contrapartida, o time de futebol preferido de alguns colegas brasileiros, o Cruzeiro, estava empilhando trofeus nos anos 90 e inicio dos anos 2.000. Somente em 2.004 o Red Sox conseguiu quebrar o jejum de titulos. Porem, os irmaos nao puderam retribuir a gozacao aos colegas brasileiros porque eles estavam celebrando junto. Nos esportes a gente pode ser perdedor por nao se sabe quanto tempo, porque isso nao rouba nada da gente. A gente pode ficar com raiva por uma semana ou mais mas logo a gente comeca a ascender a curiosidade de saber o que acontecera no proximo ano.

O problema em arriscar-se a fazer o mesmo com a vida eh este: voce nao tem muitas vidas para ser perdedor em algumas e vencedor em outras. Vida nao foi feita para entrar em competicao. Foi feita para fazer valer a frase: “Viver e deixar viver.” Em outras palavras, a vida foi feita para haver vitorias dos dois lados. Em termos de economia os americanos tem certo problema para compreender isso. Nem todos mas um grande numero tem. O povo que milita no Partido Republicano eh o que menos entende isso, pelo menos, eh o que parece ser pelos discursos que andam fazendo nos debates para decidir qual deles ira enfrentar o presidente Obama nas eleicoes de 2.012.

E ontem, 7 de fevereiro, o concorrente, senador Rick Santorum, teve uma vitoria simbolica. Ele estava atras dos outros tres competidores e ganhou as primarias no Missouri, Colorado e Minnesota. Foi uma grande vitoria porque estamos no inicio das primarias mas nao foi tao importante quanto pode parecer. Para que os leitores brasileiros saibam, a selecao do candidato de um partido nos Estados Unidos tem que passar por primarias em cada estado. Em alguns estados o vencedor leva todos os delegados eleitos para o seu lado e eles votarao numa convencao nacional que decidira quem sera o candidato do partido. Em outros estados os delegados sao divididos entre os candidatos, de acordo com a proporcao de votos que cada um ganhou na primaria do estado.

Mitt Romney ganhou apenas tres estados ate agora. O senador Santorum ganhou quatro. Mas Romney, somente pela vitoria na Florida, levou 50 delegados e agora conta com 115 do seu lado. Santorum, com quatro vitorias, conta com apenas 34 delegados. Ron Paul eh quem esta em ultimo com apenas 20 delegados e sem ganhar em nenhum estado. Newt Gingrich esta em segundo com 38 delegados. Para ser nomeado candidato do partido, independentemente dos resultados dos outros concorrentes, eles precisam ter 1.245 delegados. Agora eles estao mais preocupados com a primaria chamada de Super Terca. Esta se dara em 6 de marco e varios estados estarao em disputa ao mesmo tempo. Se alguem se descatar na Super Terca, isso, possivelmente, abrira as portas para vencer os estados subsequentes e, talvez, tornar-se o indicado do Partido Republicano. Mas eles tem bastante tempo ate la.

Todavia, o que esta me surpreendendo mais eh o clima de competicao que os candidatos republicanos tem mostrado nos debates. As eleicoes, que irao acontecer em novembro, sao supostas decidir quem sera o presidente dos Estados Unidos. Quem sera eleito para governar apenas o pais e nao o mundo todo. Mas eles ja estao discutindo o que fariam se eleitos em relacao aos outros povos e paises. O senador Rick Santorum, por exemplo, ameacou de bombardear as usinas nucleares do Iran.

Entretanto, antes de eu comentar as pretencoes individuais deles, eu preciso admitir, nao posso votar para nenhum deles. Desde o comeco das primarias todos os candidatos republicanos tem garantido que qualquer um deles seria uma alternativa melhor que o presidente Obama na Casa Branca. Ta bom, eles sao candidatos e sao livres para falarem o que desejarem mas, exceto pelo Ron Paul, eles estao so se parecendo a uma trupe de palhacos em relacao `as relacoes exteriores. Eles tem se apresentado como os manda-chuvas do mundo. Como se o mundo os fosse eleger para fazerem qualquer bobagem que queiram!

O unico que esta em dia com os fatos eh Ron Paul que nao deseja ver os Estados Unidos como o manda-chuva do mundo. Ao contrario, ele esta prometendo mandar voltar para casa todos os soldados americanos no exterior. Inclusive aqueles que estao servindo nas bases americanas, como na Alemanha e Japao, desde a II Guerra. Eu concordo totalmente com essa proposta mas nao da mesma forma. Sim. Ron Paul esta correto quando fala que o intervencionismo americano foi longe demais e isso nao esta resolvendo nenhum de nossos problemas. Assim, assumir uma posicao mais conciliadora seria a melhor politica para as relacoes comerciais internacionais.

Penso que ele esta correto no que deseja mas totalmente enganado na acao a tomar. Tambem quero mudancas radicais nas politicas americanas nas relacoes internacionais. O sistema adotado desde a II Guerra eh uma falha total. Mas eh preciso levar agora em conta o fato de que, se essas politicas forem desmontadas da noite para o dia ira criar-se um vago de poder em alguns lugares. E as consequencias disso poderao ser opostas `as boas intencoes.

Algum tempo atras eu ouvi a respeito das intencoes de alguns de nossos fundadores de criar o Ministerio da Paz. Nao sei porque ele nao foi criado. Ja ouvi a alegacao num canal de noticias que dizia: “Se tivermos um Ministerio da Paz os adversarios serao mais agressivos contra nos porque pensarao que somos fracos”. Ah ha!!! Nunca vi tamanho esperdicio de inteligencia! Possivelmente o senador Santorum ficaria feliz com tal argumento desde que ele pretende, se for eleito, construir as forcas armadas tao terriveis que impedisse qualquer outro de desafiar os Estados Unidos.

Mas nos ja temos tais forcas e a unica coisa que isso esta criando eh outra competicao entre nacoes para saber qual tera mais poder no proximo estagio. Nao importa mais quem tera mais armas de destruicao em massa no proximo estagio porque o que a gente ja tem eh mais que o suficiente para destruir a vida humana na Terra. Entao, no que se baseia a inteligencia em produzir mais armas?

So mais um comentario. Nosso superior comando esta sempre dizendo que, paises como Siria, Iran, Paquistao e outros nao deveriam possuir armas de destruicao em massa porque sempre ha o risco delas terminarem em maos terroristas. A alegacao acrescenta que os governos desses paises ja estao em maos terroristas ou a caminho disso. Tambem, por causa da falta de seguranca sobre essas armas, elas podem ser adquiridas por terroristas. O problema eh este, Estados Unidos, Russia, Franca, Inglaterra, India e outros que possuem tais armas nao sao imunes a crises ou a elegerem presidentes com mentes do tipo do Santorum, que sao igualmente perigosas. Dai, qual eh o plano B em situacoes como essas?!

Da cultura brasileira nos temos o dizer que: “Se queres a paz, prepara-te para a guerra.” Tenho duvida quanto haver inteligencia alguma em dizeres assim porque, se voce esta sempre preparado para fazer a guerra, nunca ira aprender a viver em paz. Penso que essa eh a razao exata de os Estados Unidos estarem envolvidos em tantos conflitos. Eles estao preparados demais para fazer a guerra e nunca aprenderam como fazer a paz. Falta aos Estados Unidos dar uma chance `a paz.

Ainda penso que, se os Estados Unidos permanecerem nesse caminho, eles terao um fim parecido com o do Imperio Romano. Alguns dizem que o Imperio Romano durou por 1.000 anos. Mas podemos cortar isso pela metade porque ele teve seu apice perto do tempo do Julio Cesar. E permaneceu num patamar ate o Constantino I, quando comecou a cair, e caiu em 511. O Imperio Americano nao ira findar, necessariamente, com uma invasao de barbaros. Pode acontecer o contrario.

Os”barbaros” poderao deixa-los de lado. Os outros paises poderao se olharem e simplesmente dizerem: Estamos cansados de tanta imposicao. Vamos fortalecer nossas relacoes com base na paz. O melhor eh: “Das espadas fabricarmos enxadas, e das lancas fabricarmos foices.” Is 2,4. Se eles seguirem o nosso exemplo em praticar o bem nos lhes seremos amigos. Se nao, eles nao sao insubstituiveis! Podemos encontrar um lider melhor, um promotor da paz, nao um cacador de confusoes.

Agora eh necessario relembrar aquilo que aprendi, na Universidade Federal de Vicosa, a respeito da eficiencia na educacao brasileira. Podemos fazer um paralelo entre essa licao e a eficiencia dos Estados Unidos e da ONU como promotores da paz. Pela quantidade de guerras apos a II Grande Guerra, nos podemos medir a eficiencia dessas entidades como promotoras da paz. Serei complacente com a ONU porque ela tem um poder muito limitado e funciona como um braco da Quadrilha dos 5. As outras nacoes sao mais como espectadores, sem nenhum poder de veto.

O problema eh que, “Nos, o povo” somos induzidos a pensar que nossos governos pensam a paz em primeiro lugar. Dai a gente supoe que as muitas guerras que enfrentamos ou que nao fomos capazes de evitar como promotores da paz eh consequencia do mal comportamento dos outros. Pelo menos, isso eh o que o nosso Departamento de Estado quer nos fazer acreditar. Entao, se isso eh assim, “Nos, o povo”, precisamos nos perguntar: Qual tem sido a eficiencia dos nossos governos na causa da paz? A resposta eh clara. Uma falha vergonhosa.

Mas eh preciso nos perguntarmos ainda. Essa falha eh acidental ou nosso governo diz uma coisa e faz o oposto? Depois de tantas guerras, poderiamos nos suspeitarmos que o verdadeiro objetivo do passado, presente e futuros governos seria provocar guerras? Se for, entao eles tem sido uma maquina muito eficiente!

Eh preciso perguntarmo-nos ainda: Por que os nossos governos por tanto tempo tem agido assim? Quais sao os interesses? Nos podemos responder a isso olhando o volume de dinheiro que as guerras custam num periodo curto de tempo. Se prestarmos atencao no deficit monetario americano e dismembra-lo por setores onde o dinheiro entrou pelo ralo, tenho certeza que uma grande parte ira se encaixar na nossa conta de “defesa”. Agora a gente precisa se perguntar: Para onde foi o dinheiro?

Como Lavoisier disse: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. E muitos americanos estao furiosos com o nosso governo pensando que, O dinheiro foi gasto no Iraque, Afeganistao e outros lugares envolvidos em conflitos. E isso eh verdade na menor parte. Mas o grosso do dinheiro foi usado para os soldos, armas, instrumentos e outros servicos. Dai, no final, a maior parte do dinheiro nunca saiu dos Estados Unidos. E onde ele esta? Penso que os leitores sao suficientemente inteligentes para deduzir, pelo menos, onde parte dele esta.

Isso eh uma abominacao na vida humana. Nao importa o sofrimento que alguns terao. Sempre haverao outros que ganharao dinheiro com isso. E esse eh um grande problema nos Estados Unidos. Um excesso da nossa economia eh baseada na producao e comercio de armamentos. E os senhores das guerras nao se envergonham de ganharem dinheiro com isso. Eles tem o dinheiro e o poder. Eles fazem lobby desavergonhadamente junto ao congresso. Ignorar isso, como a maioria dos americanos faz, nao produzira nada de bom. A baleia azul dentro do tanquinho do peixinho dourado nao ira sumir.

Eu mencionei o Ministerio da Paz. E o que proponho eh que se pegue meio-a-meio o que os Estados Unidos gastam com o chamado Departamento de “Defesa”. Isso porque, fazer a paz eh a melhor defesa. A metade que sobraria para o Departamento de “Defesa” deveria ser usado para fazer uma menor e melhor forcas armadas. Estas nao deveriam ser tomadas como a primeira resposta `as crises mas deviam ser usadas como seguranca, para serem usadas apenas quando as tentativas de paz forem frustradas. E elas teriam que agir com rapidez e eficiencia. Serviriam somente para remover a causa dos problemas e deixar que os promotores da paz concluissem o trabalho.

A proposta do senador Santorum subestima a inteligencia dos outros. E falta inteligencia a ela. Todo mundo fora dos Estados Unidos sabe que os outros nao tem forca para confrontar as forcas armadas americanas num conflito frente-a-frente. Dai os nossos inimigos devem estar soltando foguetes toda vez que os americanos guerreiam. Eles ficam felizes em estudar todo movimento. Esta eh uma forma de aprender a respeito das armas usadas e, talvez, tomar posse de algumas e copia-las, alem de anotar as fraquezas. Quanto mais nos lutamos, mais eles aprenderao, dai eles se prepararao para o caso de chegar a vez deles.

E penso que o deputado Ron Paul deveria juntar ao plano dele de retirada dos militares do exterior `a criacao do Ministerio da Paz. Voltarei a esse assunto depois, em nosso capitulo de economia, e sera quando explicarei como salvar nossa posicao de lideres no mundo. A unica forma dos americanos manterem o sonho de serem lideres do mundo por 1.000 anos sera renunciando ao cargo de Manda-Chuva e assumindo a posicao de parceiros. Nosso Ministerio da Paz deveria ter a capacidade de enviar pessoas, nao soldados, a todos os cantos do globo, como ajudantes na luta contra a pobreza e visando solucionar outros problemas.

Nossa missao nao pode ser dizer aos outros o que eles tem que fazer. A missao deveria ser diagnosticar problemas, perguntar ao povo local qual seria a solucao ele pensa que poderia funcionar para todos e oferecer assistencia para isso ser feito. Nossa missao nao pode ser o dizer aos outros governos que precisam agir de forma diferente. Nem podemos misturar religiao, cultura e idealogia `a missao. Como nossa constituicao garante a nos o direito de escolha a esse respeito, isso deveria igualmente ser nossa orientacao no exterior.

Como mencionei em minha autobiografia no capitulo 15, nos precisamos escolher entre o modelo intervencionista e outro mais democratico. Como na cidade onde nasci, nos anos 70 quando precisavamos de assistencia tecnica para nos mesmos produzirmos mais renda e sermos independentes para precisar de menos caridade, ha bilhoes de pessoas ao redor do globo na mesma situacao. Mas se elas podem conseguir a renda que precisam com nossa assistencia tecnica, depois elas ate ficarao felizes em comprar nossa producao de alta tecnologia. Nao podemos continuar impondo aos outros o que pensamos ser bom para eles. Como nos exigimos o direito de escolha, o mesmo direito precisa ser dado a todos os outros.

Os candidatos republicanos vivem numa Ilha de Fantasia, exceto Ron Paul, ao pensarem que iremos criar mais empregos aqui nos Estados Unidos e mantendo o modelo intervencionista. O modelo intervencionista esta criando apenas mais pobreza, e nao ira criar melhores empregos em nosso pais sem que tenhamos mais pessoas para comprarem nossos produtos de tecnologia avancada.

E tenho um bom exemplo da economia brasileira para explicar isso melhor. Quando era um jovem la, nos tinhamos, basicamente, duas montadoras de carros. Uma era a Volks Wagen e a outra eram as americanas. A Fiat somente entrou no final dos anos 70 e inicio dos 80. E eu vi um resumo de vendas de carros no Brasil do ano passado. A Fiat eh a primeira, a Volks Wagen segunda e a Ford vem em terceira posicao. Historicamente a primeira posicao sempre foi disputada entre os alemaes e americanos.

E na minha interpretacao penso que sei o que esta acontecendo. Quando a Fiat entrou no Brasil era o pior carro que ja viramos. Ela lancou o modelo chamado Fiat 147 que ninguem gostava mas o carro continuou sendo comercializado. Isso porque o mercado era pobre e o preco do veiculo era mais compativel com os salarios brasileiros. Agora o fabricante deve ter melhorado porque o povo das classes C e B estao comprando produtos dele.

O segundo lugar da Volks Wagen tem sua explicacao. A montadora sempre ofereceu veiculos confiaveis. Isso ja era tao importante para os consumidores brasileiros que antigamente tinhamos mais Jeep Willis que fuscas por la. Como a maioria do territorio brasileiro hoje, uma parte maior do pais nem sequer conhecia o que era asfalto. Os carros tinham que ser fortes, baratos e faceis de consertar quando preciso.

O Brasil agora eh um mercado livre para carros. Esta la a maioria das montadoras do mundo. Contudo, carros no pais sao muito mais caros que nos Estados Unidos. Para o nosso exercicio mental nao eh importante explicar porque. A maior parte da populacao brasileira vive em torno da Costa Atlantica onde estradas e ruas sao pavimentadas. Dai, penso que o problema com a Ford ter caido para a terceira posicao no Brasil se deve `a discrepancia entre o produto e o mercado. A Ford deve estar mantendo o estilo americano, o que eh bom para manter a tradicao mas dificulta as vendas.

E falando a respeito de vendas, imagino quao dificil tem sido a vida dos nossos diplomatas para vender os Estados Unidos a outras nacoes. Os governos americanos, nao importa se democrata ou republicano, com suas mascaras de emancipadores e defensores das liberdades precisam explicar a nos para que que servem os bloqueios e as imposicoes de sancoes contra os “inimigos do povo” em muitos paises como Cuba, e agora Siria. Cuba eh o melhor exemplo do que fazer para nao atingir-se um objetivo.

O presidente Obama e eu nao passavamos de garotos quando os Estados Unidos comecaram o bloqueio contra Cuba. Sempre nos foi dito que a pressao iria agir de tal forma que “El Comandante” poderia renunciar e entregar o poder ao povo. 50 anos depois e nada mudou. Por outro lado eu sei como isso bem ajudou a manter nosso “aminimigo” no poder. Todo regime totalitario precisa de um inimigo, real ou imaginario, para se manter no poder. Sim! Se os ditadores nao tiverem inimigos para culpa-los pelas coisas ruins que fazem o povo poderia livrar-se deles mais cedo.

Nao penso que haja sequer um cabelo branco na cabeca do “El Comandante” que nasceu do arrependimento de ter feito algo ruim ao povo. Ele bem sabe que o bloqueio fez todo mal ao povo e deu a ele um argumento para permanecer no poder para sempre. Se nao tivesse o bloqueio e Cuba tivesse sido integrada `a comunidade mundial todos esses anos passados e o povo cubano tivesse vivido numa sociedade de comercio mais livre, qual argumento Fidel poderia apresentar para permanecer no poder? Provavelmente nenhum.

Eu sempre pensei que o bloqueio fosse um tipo de engano. Que fosse algo como: desde que os cubanamericanos odeiam Fidel eles estao cegados para ver que, o odio deles por Fidel era a ajuda que ele precisava para permanecer no poder. E os outros americanos nada fizeram porque eles ficaram refens da influencia politica dos cubanamericanos. Mas agora tenho mudado um pouco a minha persepcao. O poder americano tambem precisa ter ou criar inimigos externos para permanecer no poder. Isso nao passa de um jogo onde os dois lados ruins saem ganhando com seus mal comportamentos.

Se os Estados Unidos nao tivessem inimigos, ou nao tivesse criado alguns, o comercio de armamentos poderia decair e nossas autoridades temem que isso leve a um menor mercado e nossos interesses sejam comprometidos. Mas isso nao eh verdade. Temos coisas demais para fazer para melhorar o mundo. Precisamos produzir muito mais alimentos, muito mais energias alternativas, menos poluicao, maiores e melhores sistemas de transporte e a integracao mundial exigira tanto que, se cortarmos a producao de armamentos a seu minimo necessario, poderemos substituir isso pela producao de instrumentos agricolas e, mesmo assim, o mercado sera maior. Temos bilhoes a mais para alimentar. Mas enquanto escolhemos lutar uns contra os outros ao inves de lutar contra os problemas reais a pobreza ganhara forca e nada do que fizermos para garantir nossa liberdade e felicidade ira funcionar.

As licoes do furacao Katrina, e dos terremotos na Indonesia e no Japao deveriam ter sido aprendidas. Nao interessa o que facamos. Nos nao podemos impedir que acontecam. Entao, precisamos nos preparar para evitar suas consequencias. E os cientistas andam nos avisando que essas coisas nao sao o pior que nos pode acontecer. Eu pretendo escrever outro capitulo, um menor, para talvez alertar para a possibilidade de tres ou mais eventos desses acontecerem ao mesmo tempo.

Meses atras tivemos exemplos de como mal preparados estamos aqui no Nordeste Americano. Uma tempestade pequena de neve e, depois, um dia de chuva intensa deixou alguns sem eletricidade por semanas. Eh inacreditavel a ausencia de seriedade no comportamento de nossos politicos. Eles agem como se nao tivessem a menor pista do risco que a vida contem sem que criemos outros mais. Eles precisavam saber de quantas maneiras e vezes o planeta sofreu extincoes de milhoes de especies. Isso pode se repetir facilmente e nao estamos preparados para nada.

E essas coisas combinadas sao uma das razoes que o presente livro eh chamado: A America Suicida. Nos estamos claramente a caminho da queda e a maioria dos politicos nao se conscientiza. Eles nao estao apenas ignorando o perigo mas estao preocupados apenas com suas proprias agendas. Nao excluo partido algum dessa afirmativa, e eles estao trabalhando para o fim chegar mais cedo. A minha unica duvida em relacao a isso eh: eles estao fazendo isso de proposito ou estao totalmente alienados da realidade?

Desde que tenho duvidas quanto a isso nao posso escrever esse livro na mesma linha daqueles que trabalham com Teorias de Conspiracao. Mesmo eu tendo conhecimento do extremismo cristao `a nossa volta. Temos uma parte do cristianismo que acredita no livro do Apocalipse como se fosse uma previsao do futuro. Sendo assim, ela pensa que a estoria nele eh inevitavel e acredita que: seria missao dela causar o que esta “predito” la. Esta visao apocaliptica eh mais uma piada na interpretacao das Escrituras. Digo, apenas a interpretacao eh piada sem referir-me `as consequencias disso.

Eu ja disse que toda religiao tem algum credo engracado e mencionei a parte dos catolicos que cre na infalibilidade papal. O nome original do livro eh Apocalipse, que em grego significa Revelacao. E, durante a Historia, a estoria narrada nele deu significado novo `a palavra que seria: a combinacao de eventos determinados por Deus para acontecerem, para a purificacao geral, remissao dos arrependidos e punicao eterna dos pecadores nao arrependidos.

O que ha de errado nessa interpretacao? Eh simples. Deus eh Oniciente. Desde o Principio da Vida Ele Sabia o que poderia acontecer durante toda a Historia. E se Ele tivesse dito isso: Um dia Eu Porei um fim ao mundo e Punirei pela Eternidade aos pecadores nao arrependidos, isso seria o mesmo que Ele dizer: Eu Crearei os pecadores para eles fazerem o mal e nao se arrependerem porque quando Eu digo que Sera, Sera e nao podera ser evitado. E Deus seria parte do “mal” creado por Ele Proprio e Parte Dele seria punido por toda a Eternidade. Nao importa qual a proporcao de humanos seria eternamente punida porque isso seria reconhecivel como ineficiencia de Deus. Dai Deus nao poderia ser Perfeito.

O problema com a teoria divina desses cristaos eh isso, eles pensam que conhecem a Deus e criam uma imagem Dele sem prestar atencao nas consequencias que implicam as suposicoes deles. E eles permanecem nas ilusoes deles mesmo quando outros mostram com clareza as contradicoes das teorias deles. Eles se consideram conservadores mas o que fazem na realidade eh permanecer na dureza de coracoes e cabecas.

Bom, eu nao creio em nenhuma parte ruim em Deus. E o povo que cre nisso nao conhece Deus, apesar de ser enganado a pensar diferente. Eh impossivel a Deus ser Bom e mal ao mesmo tempo e continuar Santo. Mas isso eh parte da discussao no meu outro livro: O Conhecimento com Respeito a Deus.

O importante aqui eh termos conhecimento de que, temos um grupo de cristaos extremistas que cre que Deus eh em parte Bom e em parte mal e esse grupo usa sua interpretacao distorcida das Escrituras para justificar o comportamento ruim dele. O grupo esta disposto a usar isso para provocar o retorno de um salvador imaginario, para cumprir uma profecia imaginaria, atribuida ao Proprio Deus. Esta eh a parte da parte dos americanos que tambem sao suicidas. Essa parte nao se difere dos extremistas muculmanos. Mas eh uma minoria que tem um excesso de influencia na politica americana.

Para mim eh claro que, as guerras que andam sendo feitas agora nao defendem nem a liberdade americana nem a liberdade de outros povos. Essas guerras estao defendendo os interesses das multinacionais como as companhias de petroleo e dos fabricantes de armas. E as guerras tem sido pagas pelo povo americano em dinheiro, sangue e sacrificios. Nao eh surpresa alguma os outros povos culparem o povo americano pelos malfeitos de parte de nossa populacao.

Nao sei dizer em qual grau o senador Santorum faz parte do grupo cristao que eh apocaliptico. Ele parece que eh. Estou impedido de votar em tres dos pretendentes a candidato pelo Partido Republicano. Eles sao suicidamente crentes em consertar o mundo atraves dos confrontos e nao das solucoes negociadas. O que eles defendem so ira nos levar a novas guerras. O menos que eles querem, como o Mitt Romney quer, eh comecar uma guerra comercial contra a China. Se ela acontecer, o mundo nao ficara melhor. Vivera apenas outro caminho de instabilidade, o que criara condicoes para uma guerra pior.

Tambem tenho uma razao especial para nao votar no senador Santorum e no ex-presidente do congresso, o Newt Gingrich. Para a surpresa de muitos, a razao eh que eles sao catolicos. Por que um catolico nao votaria noutro catolico? Alguem poderia perguntar. A resposta eh bastante bizarra. Mas precisamos prestar atencao no que ha em torno de nos. Pelo menos 50% das noticias que tenho ouvido a respeito do Vaticano eh a respeito dos abusos cometidos por sacerdotes catolicos pelo mundo afora. E o problema aconteceu sob o olhar dos dois ultimos papas: Joao Paulo II e Bento XVI.

As acusacoes sao de tal forma que ambos os papas nao apenas falharam em proteger nossas criancas contra os predadores sexuais. Eles teriam decidido permitir que os maus permanecessem em posicao de repetir seus malfeitos. Nao sou do tipo de pessoa que culpa as intituicoes por causa dos malfeitos de alguns dos empregados delas. Mas brasileiros tem uma sabedoria que fala: “Cautela e canja de galinha nao fazem mal a ninguem”.

Subliminarmente nas noticias a gente percebe a predisposicao de estampar a Igreja Catolica como: “Igreja Catolica Pederasta Romana”. O Pederasta substitui ao tradicional Apostolica, que tem relacao com os 12 apostolos de Jesus. Nao podemos subestimar o poder das palavras negativas. Se um candidato republicano se tornar presidente dos Estados Unidos, estou certo que coisas ruins surgirao disso. E se coincidir de o presidente americano vier a ser um catolico, mau sentimentos surgirao contra catolicos do mundo inteiro. E nao desejo mais sofrimento `as pessoas inocentes.

Os brasileiros tem outro dizer que eh assim: “Os justos pagam pelos pecadores”. Isso nao eh um ensinamento religioso. Eh uma observacao oriunda da vida pratica. Mesmo ele contradizendo o que esta escrito nas Escrituras, que afirmam que os justos nao pagariam pelos pecados dos outros, eh obvio que, no nosso mundo material, pessoas boas sempre estao sofrendo as consequencias da brutalidade dos pecadores. Isso nao eh suposto acontecer no Dominio de Deus. Mas essa eh a regra no dos homens. Entao, nao espero que todas as pessoas do mundo saberao como fazer a diferenca entre um pecador especifico, por acaso catolico, de todos os outros catolicos. Ai, eh preciso usar-se as precaucoes.

Agora eu quero mudar um pouco o meu dicurso. Isso tambem eh parte do Principio das Dores. Mas o assunto eh imigracao. Esta eh uma das razoes que me impedem de votar no Partido Republicano. Pelas palavras contra os imigrantes isso tambem inclui o candidato Ron Paul. Penso que esse sim seja o assunto mais importante, e o resto consequencia. Eu jamais direi: Eh ruim porque eh republicano. Isso seria uma generalizacao que sei nao ser verdade. Instituicoes nao sao ruins ou boas. Elas sao dirigidas por pessoas humanas e o que de bom ou ruim nascer da direcao sera inerente `as pessoas nao `as instituicoes.

Num espaco maior de tempo um partido pode ser ruim em algumas ocasioes e bom em outras. E isso `as vezes nasce da competicao. O posicionamento a favor ou contra certos assuntos depende da rivalidade entre os partidos. E o sistema bipartidario que domina a politica americana tende a abrir a oportunidade para taxar-se os partidos como algo que eles, necessariamente, nao sao o que a taxacao apregoa. E nesse precioso momento historico o Partido Republicano pode ser facilmente taxado por nazistas amansados.

Eu sei. Ele nao eh um Partido Nazista. Mas para o mundo de fora ele se parece parcialmente nazista. Dai eu somei o amansados. E por que ele se tornou tao indesejavel ao mundo? Estou certo de uma coisa. Nao se trata de o mundo ter inveja do sucesso americano. Como eu tentei explicar antes, o mundo de fora nao tem problemas com o sucesso americano ou de qualquer outro. Se isso fosse tao simples assim, uma artista de sucesso como o Michael Jackson e muitos outros nao fariam sucesso algum em torno do globo. Quando o sucesso nao te causa danos voce se torna fan desse sucesso. Ontem, 11 de fevereiro de 2.012, a Whitney Houston faleceu. E, possivelmente, os americanos nascidos aqui nao imaginam o como ela era amada no exterior!

Nos admiramos o sucesso sem danos provocados, a menos que a pessoa tenha problema comportamental. Em toda populacao a gente encontra pessoas de comportamento torcido. Mas quando um numero maior de qualquer populacao comeca a sentir oprimido por certos tipos de sucesso, nos precisamos comecar a perguntar o porque, porque a resposta, possivelmente, caira sobre algo errado nas razoes para este sucesso e nao no comportamento da populacao como um todo. Quando as pesquisas logo apos aos ataques terroristas de 11 de setembro foram feitas, mostrando que americanos eram odiados em determinada proporcao em todo o globo, a desculpa de inveja foi totalmente errada.

Somente uns poucos com mentes abertas avisaram da necessidade de perguntar-se o que fizemos de errado para provocar isso. Mas a imposicao da resposta de que o mundo nos odeia porque eh invejoso do nosso sucesso agiu da mesma forma que um assalto `a inteligencia dos outros. Eh isso mesmo! Se um ladrao aponta uma arma para sua cabeca e fala: De-me sua carteira ou morre, voce nao pensa duas vezes para obedecer a ordem, nao porque voce concorde que ele esteja fazendo algo bonito.

Hoje eu posso falar abertamente a esse respeito. `As vezes eu assisto ao jornal onde a Erin Burnett da CNN a cada dia esta contando os dias, ate agora por volta de 200, apos os Estados Unidos terem perdido sua classificao de economia AAA no mundo, e ela pergunta: “O nos estamos fazendo para recupera-lo?” Na mesma linha eu gostaria de perguntar: O que estamos fazendo para o mundo nos odiar menos? Infelizmente o que eu tenho visto ate agora eh o que nosso governo anda fazendo para aumentar o odio contra nos. Dizer que o mundo nos detesta por causa do nosso sucesso so aumenta o sentimento de que somos o povo mais arrogante da Terra.

O mundo de fora precisaria ser doido se nao tivesse nenhum odio contra os americanos. E nisso o Ron Paul esta certo. Escreverei um capitulo abordando o terrorismo onde indicarei alguns dos malfeitos do nosso governo que andam dando razoes para os de fora nos odiar mais. Ron Paul mencionou os bombardeios que tem acontecido por mais de uma decada no Oriente Medio e Afeganistao. E o leitor comum podera perguntar: E o que isso tem haver com o resto do mundo tambem nos odiar?

E a resposta eh simples, eles sao seres humanos, seres humanos sensiveis que tem coneccoes de amor aos outros. Eles nao tem apenas interesses pelas coisas dos outros. Eles sentem que os sofrimentos causados afetam todos. Alguns americanos tem a mesma coneccao. No meio dos de fora existem muitos que sao promotores da paz e se sentem traidos porque a preferencia pela paz tem sido morta antes de se dar a ela uma chance. A questao nao eh por que eles nos detestam? A questao nunca respondida eh: O que estamos fazendo para sermos amados?

Antecipando algo a respeito de terrorismo nos podemos mostrar razoes para o odio facil do mundo contra os americanos. Nao faz muito tempo que assisti ao documentario a respeito da missao que matou Osama Bin Laden, produzido pelo canal, National Geografico. Talvez os americanos de nascenca queiram classifica-lo como um documentario mas no conteudo existem cenas que sao estimulos ao odio contra os Estados Unidos. Uma delas eh a entrevista dada por um suposto ex-agente de inteligencia. Ele fala a respeito do calculo, ate `aquele tempo, de 1.800 pessoas terem sido mortas por avioes teleguiados. Ainda disse que 300 seriam terroristas ativos e os outros 1.500 seriam “casualidade de guerra”.

A entrevista estava indo bem ate ele acrescentar, as 1.500 “casualidades de guerra” seriam totalmente aceitaveis para esse tipo de trabalho. Eu pensei na hora: Oh Deus, onde a gente perdeu a humanidade?! Pareceu que o cara estava falando de animais nao de seres humanos. Elas sao gente. Possivelmente ainda tenham maes, pais, primos, tios, filhos, amigos e um grande numero de parentes. Se elas eram conhecidas por, pelo menos, 10.000 pessoas, como eh comum nas sociedades pobres, nos teremos cerca de um milhao e meio de pessoas furiosas com uma declaracao estupida como essa.

Sei. A maioria nao tem meios nem vontade de traduzir sua decepcao em atos de terrorismo. Mas tambem nao fara nada para evitar que alguem os cometa, mesmo que venha a saber de algum com antecedencia. Especulando que somente 0.1% dos ofendidos decida aderir `a causa e tornar-se combatente ativo `a “dominacao americana”, isso nos dara 1.500 ativos inimigos novos em campo. Ai, a quem se culpar pelo aumento do terrorismo no mundo? O que me aborrece mais eh isso, a forma como os Estados Unidos usam para combater o terrorismo esta criando a proxima geracao de combatentes que, possivelmente, saberao fazer o seu trabalho melhor que seus antecessores. O governo americano esta deliberadamente colocando a nossa proxima geracao em risco de tambem ser atacada.

Outra coisa que esta contando contra nos tambem eh o mal uso das palavras. Por que as baixas inocentes do outro lado sao chamadas de “casualidade de guerra” e as baixas inocentes do nosso lado sao chamadas de “vitimas do terrorismo”. Vejam, ate o cinismo precisa ter limite. A maioria da nossa populacao nao percebe o cinismo nestas palavras porque nossa populacao se sente vitima dos ataques terroristas. Mas o outro lado eh mais sensivel a este detalhe e esta mais disposto a falar abertamente a respeito com seus vizinhos.

A guerra de palavras faz parecer que: Americanos se consideram melhores que os outros. Como se tivessemos uma divisao de duas classes de pessoas humanas. Uma superior e outra inferior. Se os 1.500 podem ser considerados “casualidade de guerra”, por que os americanos nao consideraram no mesmo nivel os milhares que morreram nos ataques de 11 de setembro? Se houvessemos agido assim, talvez nao tivessemos perdido os mais de 10.000 de nossos soldados e nao tivessemos os mais de 50.000 feridos. Nao se pode esquecer dos mais de 200.000 dos nossos soldados, acometidos pela Sindrome do stress pos-traumas e dos milhoes de inocentes na mesma situacao em outros paises. Principalmente, nao nos esquecamos que estamos perdendo 18 veteranos de guerra por dia para o suicidio.

Os brasileiros descrevem esse tipo de situacao com o dizer: “Pimenta nos olhos dos outros eh refresco”. O problema eh julgar-se um lado com uma medida e o outro com outra. Infelizmente, eu nao posso dizer com certeza se o governo americano deseja ou nao deseja fazer mais inimigos no mundo. Nao sei dizer qual o objetivo ele deseja atingir. Nao tenho como determinar quais sao os interesses.

Deixe-me, entao, comecar a falar a respeito da imigracao. Nao tenho a intencao de discorrer sobre o assunto como um todo. Neste capitulo apenas mencionarei as estorias de alguns imigrantes. Sao personagens reais e o que apresentarei aconteceu realmente. Comecarei por mim mesmo. Um minimo de minha vida. Por volta dos anos 90 eu era vizinho de algumas pessoas. Viviamos em uma vizinhanca mista com americanos, latinos e brasileiros. E eramos felizes.

A maioria da populacao imigrante, incluindo minha familia, nao tinha documentacao. Estavamos no caminho da legalizacao. Nossos dias eram tipicos. Havia que levantar-se cedo, deixar as criancas na escola e ir para o trabalho diurno e parte da noite. A maioria de nos morava em casas arrendadas, tinha carros velhos e enviava dinheiro ao pais de origem. A maioria estava investindo na possibilidade de possuir uma vida independente na origem ou sustentava a membros da familia por la. Mesmo assim, a maior parte do que ganhavamos era gasta com o necessario aqui mesmo. O aluguel, por exemplo, era uma certa dor de cabeca.

Nao ganhavamos mais dinheiro que ninguem. Melhor dizendo nos eramos os piores salarios do pais e isso era um porque de a gente ter que trabalhar mais. `As vezes tinhamos tres empregos como eu tinha, ou mais, como outros tiveram. Mas nos tambem tinhamos nossos meios de economizar. Ter um carro velho significava tanto um seguro quanto IPVA menores. Cozinhar em casa significava mais horas a se trabalhar mas tambem corte de despesas com restaurantes. Alguns trabalhavam nos restaurantes e tinham a comida gratuita. Ninguem se incomodava em perguntar onde era o Shoping Center ou o cinema. Nossos unicos passatempos eram ir `a igreja, bater bola nos finais de semana e ter a companhia uns dos outros. Assim aconteceu durante anos.

O que motivava ficarmos aqui era que, se eramos casados nos podiamos pagar nossas despesas com nossos salarios. E com um pouco mais de sacrificio, cada um poderia ter um trabalho de meio periodo e juntar US$ 200,00/semana. No final do ano isso da um pouco mais de 10.000 dolares, os quais poderiam ser enviados `a nossa origem para comprar uma casa modesta. Alguns faziam muito mais que isso compartilhando o aluguel com colegas. Eu conheci exemplos de 8 pessoas morando na mesma casa. Mas isso ja eh passado. O dolar tinha um bom valor frente `as outras moedas. Agora esta comprando cerca de 1,80 da moeda brasileira e tudo por la aumentou, enquanto aqui foi para baixo. Com US$ 10.000,00 nao se compra mais muita coisa por la.

Naquele tempo a economia brasileira entrou em parafuso e o mesmo se deu no resta a America Latina. E muita gente comecou a pensar que nao seria possivel voltar mais para la. Alguns decidiram ficar para tentar um meio de vida melhor por aqui. E isso tornou-nos mais visiveis. Infelizmente, de forma errada. Isso se deu porque, chutando, pelo menos 20% dos imigrantes gostam de aparecer com casas e carros caros. A gente costuma ate brincar por isso dizendo: Tem gente que nem se importa de nao ter comida em casa desde que tenha um carrao para dirigir. E a bolha do comercio de casas estava comecando a atrair o interesse dos imigrantes tambem.

Alguns de nos ja havia comprado casas aqui e estavam retirando a valorizacao para comprar mais ou investir na origem. Ninguem se alertou para a arapuca em que estava caindo. Exceto uns poucos, como eu que tinha aprendido as licoes com meu pai. O povao estava pensando que o mercado fosse subir ate a um ponto de estabilizacao. Ninguem queria pensar na possibilidade dos precos despencarem. O desmantelamento do mercado era algo nunca visto. Os Brasileiros nao tinham experiencia dessa situacao porque o credito, desde muito tempo atras, era pouco e caro demais para o povo usa-lo por la.

E os americanos deverao estar intrigados com a noticia de que os imigrantes tambem estavam investindo no mercado de casas. A questao eh, como eles as estavam pagando? E isso eh simples. Nao era dificil. Se se comprava uma casa com duas ou mais moradas e alugava-se os espacos que sobravam, pagava-se as prestacoes no total ou quase isso. Uma das moradas era separada para a familia do proprietario, de tal maneira que o comprador gastava menos que pagaria por um aluguel. No final das contas este estava economizando de duas maneiras porque estava pagando menos e seus locatarios estavam ajudando-o a quitar algo que era esperado tornar-se dele um dia. A valorizacao era um ganho extra. As mentes ficaram hipnotizadas pelo que se poderia ganhar e isso levou o imigrante a deixar a guarda cair.

Aqui em nossa volta muitos imigrantes estavam trabalhando na industria de construcao. Qualquer deles podia comprar uma casa velha por um preco menor e conserta-la. O que custaria aos outros consumidores dezenas de milhares de dolares, a pessoa consertava por si mesma ou com a ajuda de amigos por uma fracao do preco. Assim, quem estava vendo sem o conhecimento de causa era levado a pensar que os imigrantes estavam ficando ricos muito facil.

E essas aparencias conspiraram contra nos. Aquelas pessoas de comportamento desviado comecaram a ver-nos com inveja. No entendimento delas, a gente nem poderia estar aqui. E tudo o que ganhavamos passou a ser visto como roubo. Para elas nao importava se a gente nao estivesse aqui o nosso trabalho nao seria feito. Mesmo a gente sendo mal paga. Elas nao veem problemas no dinheiro a mais que outros ganhavam em nossas costas e que acabavam indo para os bolsos de americanos. A inveja era o problema.

Elas comecaram a espalhar que nos estavamos tomando o servico dos americanos. Mas se todos nos fossemos dispensados, elas proprias jamais fariam o nosso trabalho. No ver delas, nosso trabalho seria bom para outros americanos, nao para si mesmas porque elas sabiam que o que faziamos era muito mais duro do que elas aguentariam. Na mente perfida delas, outros seriam palhacos o suficiente para assumir nosso trabalho. Ate nisso elas sao preconceituosas. Elas pensam que certos americanos valem menos que elas proprias para terem a coragem de fazer servicos que somente imigrantes sem documentos pegam para fazer sem nenhuma reserva.

Algo parecido estava acontecendo no mercado de carros tambem. Alguns estavam aproveitando a ocasiao para comprar carros com problemas, consertando-os e repassando para os conterraneos por um preco bom. Esses intermediarios inclusive passaram a poder comprar carros novos para eles proprios. E essa atitude tornou a comunidade mais visivel, mesmo que a maioria manteve os salarios e vidas modestas. Somente uma pequena parte da comunidade conseguiu trabalhos melhores por causa de suas proprias experiencias na suas origens ou por estarem trabalhando por muito tempo com a mesma atividade.

Nossa visibilidade acabou atraindo o “mal olhado” das pessoas ruins. Muito antes dos ataques de 11 de setembro e os problemas da economia ja existiam pessoas dizendo e fazerndo coisas ruins aos imigrantes aqui. Nos tivemos um vizinho que fundou uma associacao anti-imigrante. Ele e o irmao dele sao muito conhecidos por nos. Eles inclusive usavam um espaco num canal publico de televisao para divulgar a opiniao intolerante deles. Eles tinham a coragem de dizer que, nao eram anti-imigrantes porque o negocio deles nao era perseguir os imigrantes legalizados, mas a forma de como eles falavam as coisas deixaram claras as intencoes que tinham contra qualquer de nos.

A principio ninguem prestou atencao neles. Todo mundo so pensava em trabalhar e manter-se na linha. Quem estava a ponto de ser legalizado nao precisava temer nada. Os outros estavam esperando que alguma lei de legalizacao fosse aprovada. Ate mesmo as instituicoes de defesa dos imigrantes nao cria no poder de intriga deles. Mas eles nao estavam sos. Grupos com a mesma intencao haviam sido formados no pais inteiro. E o conjunto deles comecou a espalhar mais conceitos falsos a respeito dos imigrantes e suas vidas. Outra pessoa, numa cidade diferente da nossa, parte do mesmo movimento preconceituoso chegou a urinar numa bandeira brasileira e mostrou isso no programa dela. Esta acabou tendo o programa suspenso.

Mas eles souberam avaliar as fraquezas dos imigrantes muito bem. Como na Grecia antiga, aqui ha um dizer que tambem funcionou: “Boa coisa eh termos imigrantes em nosso meio porque assim podemos culpa-los por qualquer coisa de errado que fizermos!” Se algum imigrante cometesse qualquer crime, no dia seguinte o crime teria sido cometido pela comunidade. Se um americano mata duzias num surto de loucura assassina, o problema eh logicamente ligado `a pessoa nao a toda a populacao. Se algum americano pega uma doenca contagiosa e sem querer transmite para outros, ninguem iria culpar a populacao americano por isso, mas se for um imigrante, imediatamente se levanta uma grande desconfianca contra toda a populacao imigrante.

A gente so se alertou para o que estava acontecendo quando o projeto de legalizacao dos congressistas Kennedy-McCain foi derrotado vergonhosamente. E foi ai que a maioria dos nazistas amansados se envolveram. Os politicos, principalmente do Partido Republicano, em especial o seu movimento interno chamado de Partido do Cha, pressentiram que seria uma boa forma de conquistar os coracoes e mentes de certos eleitores americanos. Para eles isso nao passa de um jogo de estrategias. Imigrantes ilegais, como eles chamam os sem documentos, nao votam, entao, como donos-da-rua covardes, eles se sentiram no direito de espanca-los ao maximo porque isso nao iria refletir contra eles nas eleicoes.

Contudo, por tras desse movimento anti-imigrante estao todos os sentimentos preconceituosos. Nossos velhos inimigos estao agora suspensos do seu horario na tv. Eles se precipitaram em revelar tambem os sentimentos anti-semita deles. O problema para eles eh que os Judeus nao sao imigrantes e a forte comunidade judaica por aqui deu a eles o que mereceram. Eles usaram as leis e o poder economico deles para os fazerem calar. E estou certo de que, a ma influencia de alguns e o mal comportamento dos politicos sao a receita certa para derrubar o Partido Republicano. E, se o candidato republicano for eleito, os Estados Unidos cairao junto com ele.

A maioria dos americanos nao faz a minima ideia do que esta acontecendo. O que tenho certeza eh que, se a populacao sem documentos for expulsa dos Estados Unidos num mesmo tempo, podemos esquecer qualquer esperanca de a economia americana recuperar, por um periodo longo de tempo. O governo Obama ja teve um exemplo disso. Eles ja deportaram mais de dois milhoes de pessoas e ele suspendeu tal politica. Seus comandados ja entenderam as consequencias que isso tem na economia. Mostrarei isso melhor em nosso capitulo a respeito de economia.

Alguns anos atras havia um grupo de trabalhadores fazendo jardinagem numa base do exercito na cidade de Natick, Massachusetts. Foi bem depois dos ataques de 11 de setembro e eles faziam esse trabalho ha anos seguidos. Ninguem nunca teve problema com isso. Mas num dia infeliz o chefe deles estacionou um carro bloqueando o caminho e um policial da cidade parou para verificar. Ninguem da base havia sido incomodado. Um dos trabalhadores, vendo a cena, tirou o carro do caminho e voltou a trabalhar.

Apos uma longa discussao com o chefe, que eh americano nascido ou naturalizado, o policial resolveu pedir documentos aos trabalhadores. Nenhum dos tres estava carregando nada com eles. Nem mesmo os passaportes. Ninguem nos Estados Unidos anda com documentos desnecessarios e muito menos com passaportes. Todos sabemos que o melhor eh po-los num cofre, a menos que se esteja viajando para o exterior. Um colega do policial percebeu claramente que eles nao tinham nada com o caso. Isso nao fazia parte do trabalho deles. Mas o rapaz resolveu chamar a policia de imigracao. Os imigrantes esperaram ordeiramente sem tentar fugir.

O primeiro tinha entrado pela fronteira dos Estados Unidos com o Mexico. Ele era considerado fugitivo porque nao compareceu `a corte. Os conservadores poderiam entao dizer, Ele eh um criminoso. Mas penso que essa eh uma conclusao super precipitada. Ele eh uma pessoa sem estudos como boa parte dos imigrantes sao. Ele sabe ler e escrever num nivel primario. Possivelmente, nao frequentou mais que 3 ou 4 anos de escola.

E antes de vir para os Estados Unidos a unica coisa que sabia a respeito do pais era que, aqui era suposto ser um lugar onde se trabalha duro e seu trabalho eh reconpensado com justica. O que incentiva os imigrantes a virem para os Estados Unidos ou outros paises ricos eh o fato de se conhecer alguem que esteve aqui, ganhou seu dinheiro, mandou dinheiro de volta para seu pais e esse dinheiro comprou coisas que o imigrante novo nunca teve a chance de possuir. Esta eh a verdadeira isca que pesca imigrantes para aqui.

Os detalhes da lei nao sao comentados. Ninguem conhece. Os traficantes estavam usando os furos da lei para ganhar dinheiro facil. Ja ouvi a respeito de muitos casos em que os imigrantes foram instruidos a cruzar a fronteira e se entregar `as patrulhas de fronteira. Dai eles eram levados `a corte para uma pre-audiencia onde eram instruidos a se apresentarem a nova corte nas proximidades do lugar onde o imigrante estava se dirigindo para viver. Mas ninguem se apresentaria a tal corte.

Os imigrantes pobres nao tinham outra alternativa. Essa maneira era mais segura que andar pelo Deserto do Arizona. Este era o unico furo na lei que favorecia os imigrantes mais pobres. Mas eles nao eram avisados de consequencia alguma. Eu diria que, os traficantes e o furo na lei podem ser culpados pelo crime, nao os proprios imigrantes. Mas isso nunca foi levado em consideracao.

Jose foi o segundo trabalhador a pagar pela infracao que o chefe deles cometeu. Ele teve tragedias na vida mesmo antes de nascer. O avo materno dele fora assassinado quando sua mae era crianca. Mesmo que a avo tenha casado de novo, a fatalidade tem que ter levado consequencias `a mente da mae dele. Ela casou-se jovem e em onze anos de casada teve 10 filhos. Perdeu um parto de gemeas. Jose foi o filho numero 10. E o pai da familia faleceu de ataque cardiaco antes do nascimento dele. A mae nunca casou de novo.

Jose nasceu em 1.970, no tempo em que o trabalho vinha primeiro, antes da educacao escolar. A mae ensinou toda a familia a trabalhar duro mas somente uma irma se formou no segundo grau. A mae, corajosamente assumiu todo o peso de cuidar da familia com um pouco de ajuda dos sogros. Mas sem um pouco mais de educacao escolar a familia teve que enfrentar as durezas da pobreza.

Jose seguiu os passos dos irmaos mais velhos e foi para Sao Paulo logo apos ter completado 18 anos. La ele trabalhou como operario. Conheceu uma namorada e ela lhe deu uma filha. Mas eles nunca se casaram e a mulher casou-se com outro homem. Desse matrimonio ela teve mais filhos. Ele teve outro relacionamento que lhe deu um filho. E a historia repetiu a si mesma.

Posteriormente ele encontrou um jeito de vir para os Estados Unidos. Aqui ele trabalhava duro na jardinagem e como faxineiro. No ponto de vista economico ele eh muito conservador. Os brasileiro costumam dizer que: “Ele cria um escorpiao na carteira para nao ter a tentacao de gastar”. A principio comecou a investir no Brasil. O dolar estava com toda saude e tudo no Brasil era barato. Ele investiu em Sao Paulo e no torrao natal dele.

Antes disso, ele conheceu outra mulher aqui e ficou com ela. Ela tambem eh brasileira, fora casada e era mae de um filho. Enquanto eles estavam juntos, Jose e ela tiveram uma filha. E eles trouxeram o filho dela para criar os filhos juntos. A uniao deles nao era nenhum Setimo Ceu e um dia eles tiveram uma briga feia. Ele estava fazendo o jantar quando aconteceu. Ela nao o denunciou mas a mae dela sim e a policia foi chamada. A estoria piorou quando foi mencionado que ele tinha uma faca na mao. Foi levado preso e na corte a namorada negou o lado feio do evento.

Eu diria que, seria impossivel nao haver uma faca em tal evento. Algumas vezes eu proprio faco comida brasileira aqui e sempre precisa-se de uma faca. O que foi aumentado na estoria foi a violencia. E eu me lembro de um fato em minha vida que pode explicar o engano. Lembro-me um dia estar varrendo a fabrica onde meu grupo de amigos trabalhava. Este eh aquele detalhe em nossas vidas. Normalmente nos tinhamos americanos e brasileiros trabalhando no galpao. Mas somente os brasileiros eram escalados para fazer o trabalho de varrer. Por que? Porque nos eramos considerados menos iguais.

Estou apenas mencionando isso. Isso nao nos incomodava tanto. A gente aproveitava o tempo para relaxar. Nosso trabalho de verdade era muito mais duro. E era nesses momentos que tinhamos a oportunidade de juntarmos aos outros e falar de tudo. E naquele dia o nosso amigo Eli puxou conversa a respeito de religiao. Ele tem uma mente muito conservadora na opiniao de todos nos outros. E eu, com certeza, disse algo a ele nao apenas com a boca mas tambem com os movimentos de maos que todos usam quando estao falando.

Um tempo depois todos os outros colegas comecaram a gozar-me. Eu nao estava entendo o porque. Entao eles disseram que, naquele dia eu movia meus bracos vigorosamente, parecendo que eu fosse um sacerdote, conduzindo uma orquestra com uma vassoura. Eles completaram que esta tinha sido a cena mais humorada que eu tinha proporcionado. Mas eu nao tinha a menor lembranca do detalhe da vassoura em minhas maos. Dai, uma briga numa cozinha brasileira talvez produzisse o mesmo efeito especial!

Voltando ao que eu estava falando antes, o crescimento do mercado de construcao aqui tornou-se tentador demais para o Jose. Primeiro ele comprou um estudio porque era mais barato pagar a prestacao que o aluguel. E a valorizacao estavam indo tao rapida que era um investimento bom demais para se perder a oportunidade. Logo ele foi induzido pela irma dele, que ja era residente legal, a partilhar meio-a-meio um apartamento como investimento. E eles compraram tambem este.

Mais tarde, o mercado estava tao excitante que ele nao resistiu a comprar uma grande casa, usando o nome de um dos cunhados que tambem era residente legal. E naquela hora poderiamos taxa-lo como comerciante de sucesso. Os investimentos no Brasil estavam indo bem mas os daqui estavam indo melhor. E ele comecou a investir na casa, fazendo melhorias e modificacoes que se esperava que valorizassem a propriedade. Isso se deu justamente na hora em que ele tomou o tiro nas asas.

A prisao deles nao foi apenas arbitraria. Os rapazes foram inclusive transferidos de Massachusetts para o Texas, para serem deportados, numa operacao noturna sem aviso `a familia, amigos e ate ao advogado deles. La eles perderam mais de um mes antes que a familia fizesse uma vaquinha para deixa-los responder em liberdade. Estou falando a respeito do Jose e do cunhado dele porque o outro foi deportado sem piedade alguma. O juiz deu prazo a ele de 6 meses para resolver seus negocios e sair voluntariamente. Nao foi considerada uma chance melhor por causa do envolvimento da policia no incidente com a namorada dele.

Os conservadores diriam que ele teve o que mereceu. Ta bom! Este eh um ponto-de-vista. Mas mesmo do Brasil ele tentou manter suas posses aqui, pedindo favores aos parentes para tomar conta disso. Porem, logo o desmantelamento do mercado veio e os investimentos dele deixaram de valer a pena. Como ele tinha juros que variavam de acordo com o mercado e os locatarios dele pediram para reduzir o preco do aluguel, e nao estava aqui para trabalhar e cobrir a diferenca, ele foi forcado a devolver a casa e o apartamento ao mercado. Ele manteve o estudio porque o comprou muito antes e esta conseguindo paga-lo. A intencao era deixa-lo para a filha americana dele.

Mas agora a situacao se complicou. Como os anos se passaram, o relacionamento dele com sua namorada sem documentos daqui, e mae da filha americana, nunca funcionaria. Ele nao pode vir aos Estados Unidos e ela nao pode visitar o Brasil porque eles nao tem permissao para isso. E ele arranjou outra namorada no Brasil e ela um namorado americano aqui. O problema maior eh que ela engravidou e deu `a luz outro filho americano. E a relacao dela com o namorado americano nao durou tempo suficiente.

Agora nos temos uma mae solteira com um filho brasileiro e adolescente, uma filha brasamericana e quase adolescente e um menino americano. Ela esta recebendo ajudas para as suas segunda e terceira criancas e lutando muito para manter tudo nos conformes. Todas as maes nos Estados Unidos devem compreender a situacao que ela esta passando. Pelo menos, as maes das classes desfavorecidas.

Por lei e o desejo de alguns conservadores ela deveria ser deportada imediatamente com todos os filhos. Nao compreendo tal procedimento dos fundamentalistas que se autodenominam cristaos conservadores. Eu admito, eu sou conservador de certa forma em alguns valores cristaos como: sou favoravel `a definicao de que a vida comeca na concepcao. E isso nao vem so de meu credo religioso. Se da porque eu conheco a verdade. Mas sou liberal em outros pontos. A mae cometeu muitos erros na vida dela. Mas eh totalmente anti o credo judeu-cristao fazer as criancas pagarem pelos pecados dos pais.

Com respeito ao Jose, economicamente ele esta se dando bem no Brasil agora. As propriedades que ele comprou na “bacia da almas” estao tendo uma valorizacao muito boa. A vida dele esta entrando em um equilibrio. Agora esta com uma namorada de 18 anos. A primeira filha dele lhe deu o primeiro neto. Ele tera apenas 42 anos em 2.012. Antes de voltar ao Brasil, o que ele mais queria era permanecer aqui e seguir sua vida tranquilo.

Por uns quatro anos que permaneceu la a vontade era retornar. Agora esta se deixando levar pela sorte. Nao penso que queira voltar mais. Ao contrario, ele esta mais para ajudar sua ex-namorada a voltar para o Brasil, onde ela tem mae e outros familiares para ajuda-la na criacao dos filhos, num ambiente mais saudavel. Ele nao a quer de volta mas ama os filhos dela que ele conheceu.

Para os Estados Unidos a deportacao dele foi uma perda pequena. Se ele tivesse permanecido seriam apenas duas residencias que poderiam nao ter voltado ao mercado. As propriedades dele no Brasil podem ser avaliadas em mais de 200 mil dolares, numa estimativa bem conservadora, que ele poderia preferir vender la para investir aqui, porque os precos de casas aqui estao muito mais competitivos agora. Ele pode nao ser uma pessoa muito estudada mas inteligencia para ganhar dinheiro eh o que nao lhe falta!

Ele eh apenas um dos milhoes de exemplos de imigrantes deportados. E nao adianta aos conservadores lancarem suas pedras em mim por eu os estar lembrando isso. O preconceito deles contra todos os Jose, Jesus, Mohammad, Francisco, Antonio e outros eh o que esta fazendo a volta da madeira no lombo da economia americana.

Chamarei o nosso terceiro artista de Richard. Nao eh o nome dele de verdade mas o eh quase. Ele eh irmao do primeiro exemplo. Aquele que foi deportado sem chance alguma de apelar. Tambem eh cunhado do Jose. Tambem vem de uma familia numerosa. O pai dele nasceu em 1.905 e teve um primeiro casamento que lhe deu 7 filhos. Depois ele casou-se novamente e teve mais 11 filhos que chegaram `a idade adulta. Tenho mais intimidade com ele porque a primeira esposa do pai dele era prima de meus avos.

Richard teve um historico parecido com o do Jose. Ele nao foi longe na escola. Foi para Sao Paulo onde morou por mais de uma decada. Depois voltou para Minas Gerais onde foi microempresario e funcionario da prefeitura da cidade onde morou. Dai as coisas comecaram a ficar ruins para ele tambem e veio para os Estados Unidos. Foi orientado por traficantes a passar pelas Bahamas. Este era um esquema muito bem conhecido pelos imigrantes. Voce comprava um pacote turistico para la com extensao ate Miami, via barcaca.

Antes dos ataques de 11 de setembro a fiscalizacao nao era tao rigida e milhares devem ter passado por esse caminho. As Bahamas eram uma das melhores opcoes de vir para os Estados Unidos, de 10 anos para tras. Normalmente espera-se que somente pessoas ricas escolheriam tal paraiso para passar ferias. Entao, a entrada nos Estados Unidos via Miami era bem recebida porque, supostamente, o recem-chegado seria rico. E essa eh mais uma discriminacao clara dos nossos servicos de seguranca. Bom, esse eh um comportamento de nossa sociedade como um todo. Se voce ja eh rico eh bem-vindo em todos os lugares. Se eh pobre, ninguem nem quer saber o seu potencial de tornar-se rico. Esta eh uma verdade cruel.

Nosso amigo Richard veio para os Estados Unidos e comecou a trabalhar com seu cunhado Jose. Logo a esposa dele veio tambem. Ela ganhou o visto primeiro mas esperou o marido entrar primeiro. E eles comecaram a trabalhar duro. Tambem investiram em algo para fugir do aluguel. Primeiramente eles compraram um apartamento onde viveram por alguns anos. Depois compraram uma casa e mantiveram o apartamento porque o aluguel pagava a prestacao e ainda dava a eles uma pequena renda.

Richard amava sua casa e o pais. Ele trabalhava seis dias por semana com jardinagem e nos finais de semana gostava de tratar do jardim da propria casa e da horta no quintal. A casa tinha piscina e ele amava a visita dos amigos para partilha-la. Todo final de semana no verao ele fazia churrasco com os colegas. Este era seu maior prazer.

A policia de imigracao fez as acusacoes. Nelas foi declarado que ele havia entrado ilegalmente nos Estados Unidos. Mas isso era falso e ele tinha o recibo I-94 e o carimbo no passaporte para prova-lo. Depois de meses de incertezas desnecessarias o juiz de imigracao cancelou o processo contra, retirou todas as acusacoes e deu liberdade a ele. Desde entao a policia nao pode usar os dados que havia colhido na prisao irregular dele. Mas ele nunca mais se sentiu livre.

Havia sido permitido a ele permanecer em casa ate a conclusao do caso desde uns dois meses apos a prisao. Quando ele retornou a filha de quatro anos de idade estava traumatizada. Ele nao podia dizer a ela que estava saindo para trabalhar ou para fazer qualquer outra coisa sem que ela questionasse se ele voltaria. Ele proprio nao podia dirigir um carro sem estar tres vezes mais alerta que normalmente um motorista fica. Ele havia sido motorista profissional no Brasil e a unica diferenca agora era que nao tinha uma carteira de motorista valida.

Essa eh outra contradicao criada pelas leis americanas e da situacao dos imigrantes sem documentos. Qualquer um pode comprar um carro, pagar o seguro mas, mesmo que o dono nao tenha outro impedimento, por nao ter documentos a pessoa nao pode ter carteira. Milhares, talvez milhoes, de imigrantes sem documentos dirigem sem a documentacao apropriada por essa razao. Nao porque eles queiram quebrar a lei. Mas porque eles nao tem opcao de transporte para leva-los ao trabalho que precisam fazer.

Eu compreendo os conservadores e tambem penso que ninguem deveria quebrar a lei deliberadamente. Mas igualmente eu compreendo os sem documentos que tem negada a chance de se redimirem de suas situacoes imigracionais. No meu ponto-de-vista, os Estados Unidos precisam de imigrantes e eh por isso que eles encontraram trabalho. Colocar nos ombros deles a culpa pela falta de documentos eh o mesmo que condenar uma pessoa `a morte porque tal pessoa estava extremamente faminta e, sem um trabalho, furtivamente pega algo num mercado lotado, somente para ganhar mais um dia de vida. Condenar tal pessoa ate mesmo a uma pena minima seria a mais genuina expressao de falta de caridade crista.

Antes de condenar os imigrantes sem documentos por quebrar a lei, parte do povo americano deveria aprender melhor o que eh nao ter papeis corretos neste pais. Ninguem mais que o sem documento para desejar o fim da imigracao sem documentos. Todo imigrante sem documentos que ser legalizado e integrado na sociedade americana. O que os impede de chegar a esse objetivo eh o preconceito contra eles.

Se todos fossem ricos nao teriam o menor problema em ser aceitos pela sociedade. Tambem o componente racial eh um fator que decide para que sejam impedidos. Se a maioria dos imigrantes fossem ingleses eu duvido que ainda nao tivesse sido aprovada uma lei justa de anistia. Mas a maioria absoluta de imigrantes sem documentos agora tem tres pecados no ponto de vista dos conservadores. Eles sao pobres, nao frequentaram escolas e sao latinos. Nao importa se a contribuicao deles para a sociedade nao seria diferente de outras pessoas mais brancas.

Tive a oportunidade de conhecer melhor o Richard e conversar com ele por muitas vezes. E gostaria de partilhar com os leitores alguns dizeres dele. Nao partilho com ele da mesma opiniao em tudo que ele disse. O que desejo eh apresentar a autenticidade de mente dele. Os leitores precisam compreender que ele nao eh uma pessoa sem leitura mas a oportunidade de estudar que teve foi muito menor da que eu tive. Deixe isso ser a voz dele:

“Amo demais esse pais. Eh um pais maravilhoso. Mesmo sem ter papeis estou aqui tendo oportunidades que nunca teria no Brasil. No Brasil a gente precisava trabalhar por anos e mesmo assim era dificil comprar uma bicicleta. Aqui a gente comeca a trabalhar um dia e no proximo mes a gente pega credito para comprar um carro. Este eh um pais maravilhoso demais para ser verdade!”

“Que Deus abencoe imensamente os Estados Unidos. Se alguem dizer que aqui nao eh uma maravilha estara mentindo. Eu nao posso falar mal dos Estados Unidos. O pais me deu tudo o que tenho. Eu entrei aqui igual a um pedidor de esmolas e agora tenho casa, dois carros e tudo o que esta dentro. Santo Deus, como eu sou abencoado por estar aqui! Mas eu nao entendo o povo americano. Eles tem o pais mais maravilhoso do mundo, poderiam viver em paz com todo o mundo, mas eles preferem ir do outro lado da terra para comprar briga com os outros. Eu simplesmente nao entendo esse povo!”

“Eu sei. Voce entende muito mais que eu. Voce estudou. Mas eu nao acredito que o homem foi `a Lua de jeito nenhum. Isso eh o mesmo que voce ve nos filmes. Eles montaram tudo. Outra coisa, voce pode me dizer o que quizer a respeito de tecnologia mas para mim a tecnologia eh coisa do diabo. Ela vai acabar com a humanidade. Eu nao acredito que ela vai sempre nos ajudar!”

“Este pais eh maravilhoso, mas que Deus me perdoe por dizer isso: o povo daqui eh muito eh burro mesmo! Se eu fosse americano eu nunca seria contra os imigrantes. Se o problema eh nao ter papel, eu chamaria todo mundo e dava papel para todos que quizessem trabalhar legalmente. Parece que eles nao sabem quantos passageiros mais as aerolinhas teriam. Os imigrantes iam trazer de volta grande parte do dinheiro que mandaram para os paises deles para aplicar aqui. Mas eles veem a gente com tanto preconceito que nao enxergam o que esta acontecendo!”

“Veja, os outros imigrantes estao pedindo carteira de motorista. Eu nao. Eu quero legalizacao. Carteira nao te da permissao para ir ao Brasil e voltar para ca. Eu quero ver minha mae. Meu pai morreu depois de anos sem eu ver ele e nem pude confortar minha mae. Minha mae ja esta ficando velha. Quando a gente era crianca eles fizeram todos os sacrificios por nos. Eu posso mandar muito dinheiro para ela. Mas eu sei que o que ela quer eh ver os filhos e os netos ao lado dela. Isso esta na nossa cultura. No nosso sangue. A pessoa sem a familia nao vale nada.”

“Se os Estados Unidos passassem uma lei falando assim: Nos vamos conceder papel para todos os imigrantes sem documentos com a condicao de que tudo o que tem sera confiscado pelo governo para eles comecarem de novo do zero, eu nao pensaria duas vezes em pegar essa oportunidade. Nao sou nenhum jumento. Eu posso continuar trabalhando e ganhar tudo de novo. O que nao posso eh continuar longe da minha mae, dos meus parentes e amigos no Brasil. Se os americanos fossem tao inteligentes como pensam que sao eles poriam um preco de US$ 50.000,00 pelo greencard e eles ganhariam dinheiro suficiente para limpar parte da cagada que eles criaram na economia.”

“Olha, esse pais esta cada vez mais se parecendo com Cuba. Voce quer levar sua filha na Disneylandia, nao pode porque nao tem papeis. Voce quer viajar no exterior, nao pode porque nao tem como correr tanto risco. Quer saber duma coisa!? Eh melhor voltar para o Brasil antes que eles criem uma lei colocando muralhas em torno de todas as fronteiras e nos proibindo de voltar para casa. Agora este eh o meu medo. Deles prenderem a gente aqui e nao deixar a gente ir embora mais.”

“O americano que eu trabalho para ele eh um burro! Um tempo atras eu estava cortando grama e a maquina quebrou. Eu sabia como consertar mas o chefe estava perto e disse para esperar porque ele iria voltar la na firma para buscar a ferramenta certa para consertar. Mas a gente tinha uma ordem para cumprir. Se eu esperasse nao ia dar tempo. Eu nao queria perder tempo e ser obrigado a trabalhar noite adentro. Foi so ele virar as costas e eu consertei a maquina rapidamente. Quando ele voltou o trabalho estava pronto. E ele falou: “Brasileiro eh muito inteligente!””

“Mas a gente eh inteligente eh nada. A gente esta eh acostumado a nao ter ferramenta. No Brasil todo mundo sabe mais de uma forma de fazer a mesma coisa. Isso vem da necessidade. A gente tem que ser criativo ou nao vive la. So um pouquinho da populacao de la eh rico. Os outros tem que aprender a dar seus pulos. O pior do nosso servico eh ter um chefe do lado. Se a gente ta juntando folhas e o vento tiver soprando de um lado, ele diz pra gente: “Junta as folhas contra o vento”. Mas isso eh porque eles so sabem um jeito de fazer as coisas. E se a gente tenda fazer qualquer coisa diferente do que ele sabe, ele fala: “Esse nao eh o jeito de fazer.””

“Mas eh a gente que tem que fazer o trabalho. E a gente sabe fazer isso fazendo o vento trabalhar a nosso favor, nao contra. Eu tentei muitas vezes explicar isso para ele mas nao sabia como falar em ingles. Ele eh tao burro que nem tentava entender a gente melhor. Se os americanos fossem inteligentes como eles pensam que sao, eles teriam um esquema maior de trabalho e deixavam a gente trabalhar. Eles ganhariam mais dinheiro e a gente trabalharia em paz.”

“Eu nao posso ficar mais aqui. Depois de mais de 10 anos longe do Brasil, da familia e dos amigos, eu nem quero papel mais. Quando voce se legalizou teve que esperar por quatro anos para eles te darem o greencard. Agora tem muito mais pessoas para ser legalizadas que no seu tempo. Se uma lei for aprovada amanha eu vou dizer: nao, nao, nao. Muito obrigado. Tou muito cansado para esperar por mais quatro anos sem minha familia. Agora eu estou ate com medo de uma lei ser aprovada. Eu quero ir para o Brasil mas ia ser dificil decidir entre voltar ou pegar o papel. Quer saber do mais? Sinto muito pelos milhoes que ficarao aqui mas eu estou pedindo a Deus para uma lei nao ser aprovada agora.”

Richard voltou ao Brasil em dezembro de 2.011. Nos ultimos anos que permaneceu aqui sofreu muito para trabalhar na jardinagem porque teve um acidente que lhe deixou sequelas. Apos o acidente, por uma semana, ele permaneceu trabalhando contra toda dor que sentia. Mas isso estava piorando e ele finalmente foi a um hospital. Mas o machucado nunca sarou totalmente. Agora ele anda com um pe inchado. Mesmo o acidente tendo acontecido no trabalho ele nao exigiu os direitos na justica.

Ele tambem teve um milagre na familia. Enquanto vivia no Brasil, ele e a esposa tiveram duas gravidez que terminaram em abortamento natural. Ela fora diagnosticada com utero infantil. Aqui ela teve outra gravidez e lhe ofereceram para provocar o abortamento. Eles se recusaram e a gravidez correu normal. Assim eles tiveram uma filha.

Quando ela estava com 6 anos, Duda, a filha fez um desenho tao bem feito na aula que a professora de artes selecionou-o para ser exposto na entrada da biblioteca publica. E desenhar eh o que ela gosta de fazer. Mas agora no Brasil, morando numa cidade pequena, sem nenhum ensino artistico, ela tera menos chances de desenvolver a tendencia e transforma-la em profissao. Embora isso nao seja imposivel, o mais provavel eh que se tornara um talento esperdicado. Porem, se mesmo com tudo contra ela tiver sucesso, os Estados Unidos perderao o talento dela como exclusivamente americana.

Richard e a familia estao em lua de mel com o Brasil. Ele agora eh o homem mais feliz do mundo. A esposa dele voltou a trabalhar. Ate a filha deles esta fascinada com esse primeiro conhecimento. Ela tem muitos parentes la. Esta surpresa com o monte de amigos que tem feito e com a liberdade que crianca tem por la. As criancas podem brincar do lado de fora o ano todo. E ira comecar suas aulas logo apos ao carnaval que esta acontecendo exatamente nestes dias. Hoje eh 20 de fevereiro de 2.012.

Richard ja tinha investimentos no Brasil e com um pouco de dinheiro que levou espera comecar um negocio proprio. Se tivesse sido legalizado aqui nos Estados Unidos os planos dele eram de fazer isso aqui. Tambem ele nao teria devolvido a casa dele ao mercado. O primeiro apartamento que compraram ja fora devolvido ha tempos atras, por um preco depreciado. O mesmo acontecera com a casa. Tomando somente o que as posses da familia poderiam valer, devem ser outros US$ 200.000,00, tambem numa estimativa conservadora, de investimentos que estao saindo pelo ralo e que as politicas americanas de imigracao estao criando. Vejamos o proximo capitulo. Assunto, economia.

Somente para atualizacao. As primarias do Partido Republicano estao indo e o ex-governador de Massachusetts, Mitt Romney, ganhou no New Hampshire ha algum tempo. Os liberais tem tentado diminuir esse ganho porque ele se deu por pouco mais de cem votos a mais que os do candidato Ron Paul. New Hampshire eh considerado um quintal do Romney porque la ele tem uma de suas residencias. E estao dizendo que se ele nao pode ganhar com frente grande no proprio quintal, entao, nao conseguira vencer o Obama. Nao tenho certeza disso. O falecimento da Whitney Houston tambem ajudou a imprensa a desviar o assunto da politica.

No principio eu estava estudando a possibilidade de votar para um candidato republicano. O presidente Obama decepcionou muito na questao imigratoria. Eu penso que a forma mais facil de derrubar a economia americana eh fazer algo contra os imigrantes sem documentos ou nada fazer pela integracao deles `a sociedade. Obama escolheu a segunda alternativa. Mas a alternativa indicada pelos candidatos republicanos eh tao pior que eles estao me convencendo a ajudar a reeleger o presidente Obama. Mais vejo os debates deles mais convencido estou de que, Obama sera menos danoso `a nossa economia. Eles nao estao sendo justos nem consigo mesmos. Se o presidente Obama for reeleito, o primeiro agradecimento dele deveria ser dirigido `a incompetencia dos candidatos republicanos.

Nao penso que seja uma boa ideia manipular as noticias a favor de um ou outro candidato como se algum deles fosse mais facil de ser vencido nas eleicoes gerais. No ano passado escrevi um artigo, publicado no jornal Brazilian Times, que previa uma disputa acirrada nestas eleicoes de 2.012. Nao interessa qual sera o adversario, o presidente Obama tera que ganhar para permanecer no posto. Mas eu tambem reconheci que, o Partido Republicano so precisaria de um bom candidato e politicas justas para ganhar. Mas esta parecendo que o partido nao tem nem um nem outro.

Ontem, 22 de fevereiro, tivemos outro debate entre os ultimos quatro candidatos do Partido Republicano. Esta eh a ultima disputa antes da chamada Super Terca. Eles disputarao os Estados do Arizona e Michigan e a disputa esta quase empatada entre Mitt Romney e Rick Santorum. Eles estao ignorando o voto latino e fazendo comentarios anti-imigrantes porque nao existem muitos latinos votando no Arizona e os republicanos no estado sao claramente anti-imigrantes. Este tipo de comportamento dos candidatos republicanos eh um fator que os faz vulneraveis ao voto contrario dos imigrantes. Eles estao mudando de opiniao nos assuntos e apresentando opinioes contrarias, dependendo do estado em que fazem campanha. Assim fica claro que eles nao sao de confianca.

Os outros tres foram unanimes e concordaram no ameacar Iran e Siria, dizendo que estariam dispostos a comecar uma guerra preventiva contra eles, alegando que esses paises sao uma ameaca `a comunidade internacional. Somente o Ron Paul foi sobrio no assunto. Ele apresentou a mesma opiniao que a minha de que ameacando so ira piorar tudo. Inclusive ele citou o exemplo da Uniao Sovietica, que possuia 30.000 misseis carregados com armas nucleares e havia matado mais de cem milhoes de pessoas. Apesar disso, os Estados Unidos dialogaram com os sovieticos e o resultado foi o fim do comunismo na comunidade. Este tem sido um estimulo a mais para os ditadores no mundo buscarem as armas de destruicao de massa. Porque os Estados Unidos tem duas caras, uma para lidar com os fracos e outra para lidar com os fortes.

Os 3 “Musquiteiros”, Romney, Santorum e Gingrich discutiram o assunto a respeito do Iran e o Hezbollah estarem tendo presenca na America Latina. Eles falaram a respeito disso como se assunto fosse de relacoes bilaterais entre Estados Unidos e Iran. Como se a America Latina continuasse sendo o quintal deles e tal relacao dependesse da vontade do governo americano. Mas esse assunto eh muito velho para mim. No meu blog nos temos o texto:

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/25/100-reasons-to-amnesty-the-undocumented-workers-in-united-states/

Nele eu ja previa que os sentimentos anti-imigrantes nos Estados Unidos e as atitudes preconceituosas contra a populacao imigrante sem documentos tornaria partes da America Latina sujeitas `a influencia dos poderes anti-americanos no exterior. Isso nao eh algo que a administracao Obama esteja permitindo como o ex-presidente do congresso, sr. Gingrich, sugeriu, porque a minha previsao foi anterior `a presenca do Obama na Casa Branca. Isso tem sido um problema causado pelas atitudes grosseiras contra os imigrantes onde o Partido Republicano as tem liderado.

As relacoes bilaterais entre Iran e America Latina nao tem nada haver com os Estados Unidos. E se os Estados Unidos querem intervir nisso, eu aconselharia que nao substimassem a soberania dos Paises Latinamericanos. Se isso for feito eles irao formar mais inimigos do que precisamos nessa hora. Os Estados Unidos precisam reconhecer que, eles abandonaram a America Latina ha muito tempo. E a questao dos imigrantes sem documentos somente esta aumentando a distancia entre nos. E atitudes grosseiras contra qualquer relacao internacional na America Latina somente ira atirar faisca num barril de polvora.

17. O ESQUEMA PIRAMIDAL

Quando vim para os Estados Unidos jamais pensei ter algo de capitalismo a ensinar aqui. Eh mais que hilario isso acontecer. Nao, nao, nao. Como diria meu amigo Richard. Nao me levem tanto a serio como se eu fosse um doutor no assunto. Nunca entrei no basico de uma escola de economia. Nada sei. O que desejo mostrar eh um ponto-de-vista basico. Ninguem precisara ser especialista para entender o que tenho a dizer. Por favor, leiam primeiro antes de concluir se eh verdade ou nao.

Em segundo lugar poderia enviar essa mensagem aos candidatos do Partido Republicano. Em primeiro lugar estou-o reservando para que o povo americano conheca um ponto-de-vista diferente do que acontece atualmente. Os conservadores neste pais poderao dizer de mim: E o que temos a aprender com os brasileiros? O que a experiencia brasileira pode ensinar-nos? Eles so sabem perder!

Eh mesmo! Nao vim para cantar vitorias. Mas em primeiro lugar tambem sou americano. E disse desde o inicio que estou usando o exemplo brasileiro porque nasci no Brasil e eh o que melhor conheco de tudo na vida, porque tenho 35 anos de experiencias la. Entao, eh melhor eu falar do que sei do que de outra coisa qualquer.

O povo americano comum pode nao saber muito a respeito do Brasil. E, do ponto-de-vista conservador o Brasil pode ser considerado perdedor. Ele possui territorio continental continuo maior do que os Estados Unidos tem. O que quero dizer eh, tirando o Alasca, o Brasil eh maior que os Estados Unidos. E talvez possua mais recursos naturais como: agua, rios, praias quentes, terras agricultaveis e florestas como ja sabemos. Aparentemente, o unico item visivel que ja contaria contra o Brasil ter uma economia semelhante `a americana eh a populacao menor. Hoje ela eh contada em dois tercos do que os Estados Unidos tem.

Dai nao podemos afirmar que o Brasil nao eh perdedor porque tem tudo para estar numa posicao economica melhor do que tem. Mas esta ganhando posicoes e, da oitava colocacao eh esperado assumir a quinta, muito em breve. Mas isso nao depende somente dele. Se o resto do mundo entrar em nova recessao as posicoes poderao mudar drasticamente e nao sabemos o que vira depois.

Quanto a mim, ja descrevi meu curriculo de perdedor no capitulo 15. E abertamente concordei que nao era tudo. Eu assumo que sou um perdedor e nao vale a pena ter vergonha disso. Algumas vezes, ser perdedor pode ajudar a gente a enxergar coisas que estao alem da imaginacao. E o que estou enxergando agora eh isso: a melhor coisa que os candidatos do Partido Republicano deveriam fazer era estudar os 500 anos de Historia do Brasil, desde 1.500 ate 2.000. Eles nao irao ver um exemplo de sucesso a ser seguido. Eles verao o que fazer para nao ser vitorioso mesmo que o suposto era se-lo. Assim eles poderiam se perguntar: Por que nos estamos tomando o modelo brasileiro de fazer as coisas erradamente para aplica-lo aqui nos Estados Unidos?

Infelizmente, o que os candidatos do Partido Republicano estao propondo aos Estados Unidos eh algo parecido ao que os brasileiros tentaram por 500 anos e perderam a oportunidade de fazer direito. O Brasil sempre protegeu aos ricos e deu as costas aos pobres. Eu ja comentei a respeito do Ministro da Economia do Brasil que falou: “Precisamos fazer o bolo crescer para distribuir depois”. O Brasil sempre produziu pessoas ricas. Se compararmos isso, proporcionalmente, talvez os mais ricos por la sejam mais vezes ricos que os pobres do que aqui os ricos sao mais que os pobres.

A economia brasileira nao pode ser mais magnifica que a dos Estados Unidos. Nao existem la tantos bilionarios quantos temos aqui. Mas se compararmos a riqueza e pobreza a diferenca eh proporcionalmente maior no Brasil. Isso nos responde porque o Brasil nao esta numa posicao melhor entre as melhores economias do mundo. O sucesso aparente da economia brasileira na ultima decada se deve `a mudanca nas politicas economicas governamentais que estao tentando diminuir a distancia entre os mais ricos e os mais pobres. Se estas medidas irao funcionar no final eu nao sei. Mas estao funcionando no momento. E penso que sei porque.

Peguemos o simbolo tradicional da distribuicao de renda numa populacao. A piramide eh o melhor exemplo para isso. Pondo toda a populacao numa representacao piramidal temos os ricos no topo e os mais pobres na base. Logicamente a classe media se encontra entremeio `as outras partes.

E a gente poderia dizer: que representacao perfeita! Nunca teriamos pessoas ricas no mundo se nao tivessemos milhares e milhoes de outros trabalhando para elas. E os candidatos republicanos, especialmente Mitt Romney e Rick Santorum, estao ignorando totalmente isso. Eles se esquecem que a piramide representa a sociedade como um todo. A declaracao do Mitt Romney de nao sentir-se envergonhado de ser rico e o dizer do Santorum que ele espera que a diferenca entre ricos e pobres sempre existira sao o mais claro sinal da disconeccao que tem em relacao `a realidade. Quando o Romney disse que nao se preocupa com os mais pobres, porque eles ja tem assistencia do governo, ele demonstra claramente o distanciamento que ele guarda da miseria como um todo.

Tentarei explicar algo a respeito da riqueza e pessoas ricas. Primeiro, como pessoas ficam ricas? Tomemos um exemplo pre-historico. A primeira familia que chegou `as Americas deveria ser eleita como as pessoas mais ricas do mundo. Ate a fortuna do Bill Gates ficaria diminuta perante tal riqueza. Mas se a gente tivesse uma maquina do tempo para dar uma olhadinha nelas, provavelmente concluiriamos: Elas parecem ser as pessoas mais pobres do mundo. Nao tem carros, as roupas sao horriveis, ainda cheiram mal, e precisam batalhar pela comida todos os dias. Oh bando de perdedores!

Ter sucesso para o conceito conservador eh preciso ter. Nao necessariamente ser. Para se ter precisa-se numeros. Numeros de maos que se tenha. Mas Deus nos Deu apenas duas para cada um. Entao, precisamos das maos dos outros, nao importa o que facamos. Para ser rico voce nao depende apenas de uma boa ideia. Tambem eh preciso trabalhar com o maior numero possivel de pessoas e eh da contribuicao pequena de cada pessoa que os mais ricos adquirem suas riquezas.

Deixem que eu diga: uma pessoa humana da pre-historia nunca seria rica para a concepcao conservadora, mesmo que o mundo inteiro fosse dela ou dele. O povo pre-historico tinha que trabalhar duro todos os dias, sete dias por semana para ter apenas abrigo e comida. Isso so mudou quando nalguns lugares comecaram a concentrar populacao e o trabalho passou a ser dividido por grupos. Um grupo passou a construir os abrigos. Outro passou a buscar alimentos. Essa eh a unica forma de uma pessoa possuir mais de duas maos.

Imaginem: e se nosso amigo Bill Gates fosse obrigado a fabricar todos os produtos dele, ir `as ruas ou lojas para vende-los, viajar pelo mundo inteiro para vender cada unidade vendida no exterior, seria ele rico? E tambem, se ele tivesse que construir todos os caminhos; descobrir, retirar e refinar o petroleo que precisasse para o transporte. Se ele tivesse que plantar os proprios alimentos, construir e limpar o proprio abrigo; cuidar dos proprios filhos e fazer o mesmo em todos os aspectos da vida, mesmo com a ajuda da Melinda, ele provavelmente nao seria nem mesmo mais rico que nossos ancestrais pre-historicos.

Quando o movimento “Occupy Wall Street” iniciou, e o candidato Herman Cain estava ainda na disputa, ele disse ao povo: “Vao trabalhar. Nao culpem a Wall Street. Culpem a si proprios”. Infelizmente ele foi prematuramente chutado da competicao por causa das acusacoes de assedio sexual a mulheres. Eu disse infelizmente porque o que ele estava mostrando, tambem quando ele propos a cerca eletrificada para a fronteira mexicana, era a face oculta do Partido Republicano. Nem todo republicano eh como ele mas tem um grupo forte que eh. E para eles precisamos explicar algo. Se eles aprenderao alguma coisa sera escolha deles.

Vamos usar nosso amigo Bill Gates como saco de pancadas de novo. Imaginem, se os 300 milhoes de habitantes dos Estados unidos fossem Milindas e Bill Gates. Pelo pensamento dos candidatos republicanos nos teriamos todos os bilionarios aqui. Santorum por exemplo pensa que vivemos em uma meritocracia. Que pensamento bobo! Vejam, se meio-a-meio da populacao fosse Melinda/Bill Gates com todos os dons que tenham, porem, no mesmo caminho historico que tivemos, obedecendo as mesmas leis do capitalismo, o que poderiamos ter era isso: alguns Bill Gates poderiam ser bilionarios, alguns a mais seriam milionarios, a maioria seria classe media mas um grande numero seria pobre. Nao importa o grau de inteligencia que a maioria tivesse.

Nos trabalhamos em sociedade desde a Era Pre-Historica. Bill Gates so poderia se tornar presidente e creador da Microsoft se parte do povo fosse professores, parte faxineiros, outra parte fazendeiros e assim por diante. E para isso era vital que: os numeros em cada grupo de profissionais teriam que ser imensos. Se todos fossemos Bill Gates, entao, nos o veriamos como motorista de taxis e onibus, como medicos, como professores por todo o canto e ate mesmo como sem-teto e tudo mais. A Microsoft somente surgiria com o numero grande de clientes. E, entao, nos temos a questao: o que eh mais importante para uma multinacional, o presidente ou os clientes? Deixemos a resposta para depois.

Isso eh simples demais para nao se enxergar. Desde que um Bill Gates se tornou o presidente da Microsoft ninguem mais poderia tomar o lugar. E no caso de todos os outros iniciassem companhias iguais, por causa dos numeros, todos e cada um quebraria na hora. O sistema economico nao foi feito para todos terem a mesma oportunidade. E a producao de riquezas na nossa sociedade humana capitalista nao foi feita para todos. Isso se fez para alguns ganharem mais, outros alguma coisa e a maioria pouco. Eh por isso que nosso modelo piramidal eh perfeito para descrever-se o que acontece `a nossa volta.

Mesmo assim, o sistema pode ser manipulado para ser mais ou menos justo. Isso eh possivel porque nem todo mundo quer ser Bill Gates. Nao tenho a intencao de ofende-lo. O que quero dizer eh que todo mundo eh diferente. Fomos feitos para completarmos uns aos outros. Esta eh a chave para um capitalismo justo funcionar direito. Possivelmente, todo mundo no mundo quer ser rico como Bill Gates eh. Mas muitos nao tem a menor ideia de como faze-lo. Outros sabem o quanto o esforco custaria a eles. A maioria absoluta, porem, nem liga para isso. Estes querem apenas fazer parte do rebanho. Somente uma pequena parte da nossa populacao tem alguma incapcidade que a impede de ser competitiva numa sociedade justa, e eh nossa obrigacao como seres humanos prover para ela o que necessitar.

Se todos e cada um de nos comecar uma competicao para nos tornarmos ricos como Bill Gates todos estariamos perdidos porque nao haveria cooperacao alguma entre nos. Seria uma guerra de todos contra todos. Ate os nossos ancestrais pre-historicos foram mais inteligentes que isso. Eles prosperaram por milhares de anos, vencendo situacoes super dificeis, agradeca-se ao sistema de cooperacao.

Eu diria que: nossos ancestrais tiveram sucesso somente porque foram bons socialistas. E agora, com essa experiencia capitalista minima, os candidatos do Partido Republicano e seus seguidores pensam que sao os autores da vida! Desde o principio, os seres humanos tiveram um contrato social que dizia: De uma forma ou de outra nos iremos cooperar uns com os outros. E todas as vezes que esse contrato foi rasgado nos tivemos problemas.

Precisamos prestar atencao no rebanho. Ele eh tao inteligente quanto qualquer um pode ser. Ele tem o dom para tornar-se rico tambem. Mas ele ve na presenca de alguns lideres a oportunidade de trabalhar como time, tendo uma vida mais modesta mas sem stress. Para ele nao importa se um Bill Gates e outros tem as multinacionais. O que ele deseja eh trabalhar junto, receber pagamento justo e participar dos beneficios do trabalho. Essa participacao precisa deixa-lo confortavel em nossa sociedade como um todo.

O problema com o surgimento de movimentos como o “Occupy Wall Street” comeca quando nos comecamos a ver os mais ricos ficarem mais ricos e nos sermos excluidos do que eh justo. Os ricos e poderosos de verdade nos Estados Unidos como Bill Gates, Warren Buffett e George Soros precisam alertar-se para atitudes como as dos candidatos do Partido Republicano, supostamente em defesa deles. Vai ver que eles ate estao pensando e repetindo os dizeres brasileiros: Com amigos como esses nem precisamos de inimigos!

O comentario do Herman Cain: “Vao trabalhar” pode ser comparavel a aquele atribuido `a Maria Antonieta aos pobres da Franca durante a Revolucao Francesa. Conta-se que alguem avisou que o povo nao tinha pao e ela teria dito: “Pois que comam brioches”. Nos ainda nao estamos na mesma situacao que a Franca estava mas nao eh sabio apagar fogo com gasolina em momento algum. Acusar ao povo pelo mal que esta acontecendo, enquanto “Nos, o povo” estamos sofrendo sozinhos todas as consequencias da molecagem de alguns de nossa sociedade eh, no minimo, um atentado para estimular respostas radicais. Se essa foi a intencao do Cain ele nao foi eficiente.

Nao sou aquele que culpa o rico por possuir riquezas. Mas eles precisam prestar atencao na piramide. Ela tambem eh um bom modelo para explicar como o dinheiro corre na sociedade. Quando pomos a piramide de cabeca para baixo podemos ve-la como um funil. No conceito brasileiro ela eh uma coisa do capeta. Isso porque na posicao normal dificulta a qualquer um das classes baixas subir ao topo. De cabeca para baixo essa ascensao continua dificil mas o correr do dinheiro obedece a lei da gravidade. Algumas vezes, “Nos, o povo” nao entendemos o porque de nos vermos de cabeca para cima apesar do que esta em nosso bolso tende a ir para o topo da piramide. Em nosso entedimento empobrecido nos deveriamos ir para onde nosso dinheiro vai, mas a nossa logica nao funciona na pratica.

Por outro lado, o que os candidatos republicanos estao falando eh que: o povo rico precisa um elevador para alcancar um ponto no espaco e de la ele poderia puxar a piramide inteira com cordas. Mas se eles chegarem ao espaco nao terao ponto-de-apoio para levantar tanto peso pesado. No espaco os ricos perderao o peso mas aqui na superficie da Terra nos permaneceremos pesados e nao importara o quao forte eles tentarao para puxar-nos, o mais provavel sera que eles cairao. Traduzamos isso em palavras mais faceis.

Quem vem em primeiro lugar, o rico ou o cliente? Esta eh a nossa questao. O modelo proposto pelos republicanos diz que os ricos precisam ficar mais ricos para investirem na sociedade para criar-se mais empregos. Digamos entao que, suponha-se que um multibilionario decidiu instalar 1.000 fabricas que poderiam dar emprego em media a 50 pessoas cada uma. Teriamos 50.000 empregos criados. Mas em nossa atual situacao o que provavelmente logo aconteceria seria ele perder todo o investimento em tal ideia boba.

Isso eh assim porque a solucao nao eh criar empregos arbitrariamente. A resposta seria a de aumentar o numero de clientes ou aumentar o poder de compra dos clientes que ja temos. Se aumentarmos os salarios, digamos que numa faixa de US$ 20.00/semana, para cada empregado neste pais, possivelmente, criariamos mais oportunidades que 50 fabricas novas poderiam criar. Isso eh assim porque nossa classe trabalhadora esta vivendo dia-a-dia e nao tem como economisar dinheiro neste momento.

E essa gorjeta semanal eh multiplicavel. Isso funciona como a comparacao entre as notas de 20 e 100 dolares. A nota de 20 eh do tamanho exato para se ir a uma venda para comprar algo pequeno. Dai essa nota vai para a mao de outro cliente como troco. Mais tarde ela eh transformada em gasolina no posto. E volta para a mao de outro cliente que ganhou algo na loteria. E a historia se repete pela semana toda. No final, a nota de 20 faz a felicidade de um numero grande de clientes. Mas a de 100 nao funciona tao bem, a menos para os poucos clientes que tiverem a oportunidade de te-la durante a semana.

A nota de 20 cria ainda mais riquezas. E se todo mundo receber uma a cada semana, os donos das pequenas empresas receberao sua parte. Eles comecarao a ter mais confianca e comprarao carro melhor, televisao melhor etc. Os donos das pequenas empresas mesmo comecarao a empregar ajudantes. E isso iria lubrificar o motor da economia. No final de tudo, como a economia inicia uma espiral de otimismo, o correr do dinheiro, como sempre, retorna ao topo da piramide. Pode-se obter qualquer resultado que se queira de acordo com a taxa de aumento do salario minimo. Em nossa situacao atual, talvez os US$ 20.00/semana nao serao suficientes por causa da depreciacao dos nossos salarios comecada ja ha algum tempo.

Eu nao acredito que a economia americana ira produzir algo bom a partir do que temos agora mais a intervencao dos candidatos republicanos. Eles veem a piramide somente do topo para baixo. Estou aqui ha quase duas decadas e o que tenho visto todo o tempo foi os nossos salarios encolhendo. Como disse antes, somente coletando latinhas no meu servico de faxina eu era capaz de encher o tanque do meu carro e usa-lo por uma semana. Hoje-em-dia as mesmas latinhas continuariam dando-me os mesmos US$ 10.00 e o que se faz com isso?

Ha 18 anos atras minhas compras custavam US$ 50.00/semana. Hoje sao 200 e o salario minimo nem sequer dobrou. E a gente pode constatar isso no mesmo supermercado. La tinhamos fila comprida e carrinhos cheios. Hoje temos fila pequena, menos atendentes e carrinhos vazios. Eu confesso, nao tenho a menor pista de como o plano dos candidatos republicanos funcionaria do topo para a base. Eu so consigo enxergar da base para o topo.

A outra forma de melhorar nossa economia seria aumentar o numero de clientes. Sem a atualizacao do poder de compra do dolar e dos trabalhadores nos teriamos que vender mais no exterior ou trazer mais clientes do exterior para comprar aqui. Isso ja esta acontecendo agora mesmo. Os povos da China, India, Russia, Brasil e outros estao invadindo o nosso mercado e comprando como nunca antes. Particularmente os brasileiros estao interessados em dois tipos de investimentos.

O primeiro eh o setor de construcao. O mercado no Brasil esta tao aquecido agora que o preco ao consumidor la esta parecido ao que nos tivemos aqui, antes da crise. Dai os investidores estao sendo pescados para comprarem aqui porque os nossos precos agora estao mais competitivos. Eu conhecos pessoas do Brasil que investiram em casas na Florida. O preco esta tao barato que um comprador deu o aluguel de graca a outro compatriota porque esse outro sabe como melhorar a propriedade. Assim eles fizeram um acordo de trocar a melhora pelo aluguel. Eh uma situacao em que ambos ganham.

E assisti a alguem ser entrevistado no radio ou televisao em que o americano entrevistado estava preocupado com tal tipo de investimento. Ele nao queria aceitar a situacao para o povo americano. Na visao dele isso sera algo ruim para o povo americano porque depois, quando nossa economia melhorar, os estrangeiros irao vender as propriedade para ganhar o lucro. Quando ouvi isso, a unica coisa que me veio `a mente foi: Benvindo ao capitalismo meu amigo!

Nossos executivos tao espertos criaram a situacao no nosso mercado de construcao. E o Partido Republicano deveria ficar mais atento se o indicado dele for o Mitt Romney. Isso eh apenas um alerta. Eles foram quem puzeram o povo para baixo. Eles jogaram nossa nacao no fundo do poco. E como nao estavamos preparados, nao podemos sair sozinhos. Os estrangeiros estao nos ajudando. Nao importa qual seja o motivo deles. Se eles nao fizerem isso nossa situacao podera piorar. Ser contra nesse caso me parece a imitacao de um cao raivoso que morde a quem o tenta ajudar.

O outro tipo de investimento eh o que se chama no Brasil de sacoleiro. A pessoa viaja como turista mas as visitas sao mais aos brechos que qualquer outra coisa. Algo que esta ajudando muito aos sacoleiros eh justamente a presenca de parentes por aqui. E nao importa se os relativos sao considerados legais ou sem documentos. Quanto menos se gasta em hotels, restaurantes, taxis e outros, mais se gasta com as sacolas.

O sacoleiro volta ao Brasil e vende parte da bagagem. Assim ganha dinheiro suficiente para pagar pela visita e ajunta dinheiro para a proxima ou, inclusive, passa a viver disso. Onde esta a magica nisso? Simples. Um tenis que nos compramos aqui por US$ 50.00 pode ser vendido por US$ 180.00 no Brasil. Desde que a pessoa nao pague impostos brasileiros por isso, porque passa a bagagem como pertences pessoais, fica facil viver disso. Mas isso so eh possivel por causa das particularidades do mercado brasileiro. O que vai do exterior eh mais desejado e o sistema de impostos brasileiros eh tao irreal que isso faz roupas, calcados, eletronicos e outros tao caros que qualquer lixo vira luxo.

Deixem-nos exercitarmos as mentes com relacao `a situacao dos imigrantes sem documentos e que os candidatos do partido republicano planejam deportar esses “criminosos”. Desculpem-me. Tenho pena desses que odeiam os imigrantes sem documentos e tenho vontade de rir quando falam disso, pensando que estao fazendo algo de bom. Como disse antes, meu riso nao eh de prazer. E como se alguem tivesse quebrado as costelas e ri de outra coisa qualquer. Quanto mais se ri mais machuca. Mas nao da para ficar sem rir porque a vida sem risos machuca ainda mais.

Quando a ex-candidata, Michele Bachamann, anunciou o plano dela de usar mais de 100 bilhoes de dolares para deportar todos os imigrantes sem documentos dos Estados Unidos eu disse para mim mesmo: Esta ai alguem que nao sabe nem quando esta com fome! Mas os outros candidatos, inclusive os quatro restantes, nao estao tao longe de falar a mesma bobagem. A unica diferenca eh que, Ron Paul evita falar mais no assunto; e Gingrich sabe muito bem que essa eh uma forma errada de tratar do assunto mas esta vendo primeiro se consegue ser apontado como candidato antes de falar a serio do assunto. Os dois agem de forma politicamente quietos.

Tomemos de novo a imagem da nossa piramide para explicar algo mais. Qualquer profissional da construcao poderia confirmar que, a piramide precisa ser construida em medidas exatas ou nao dura muito. Estou considerando o material usado pelos egipcios para construir os monumentos que testemunharam mais de 40 seculos da Historia Humana. Se os angulos do topo `a base nao forem corretos, a pressao ira provocar o colapso do predio. E a base eh o componente fundamental que o faz permanecer erguido e seguro. As piramides precisam ser construidas como tetraedricos perfeitos.

Os candidatos republicanos tem descrito as entradas dos imigrantes sem documentos como pela porta dos fundos. Nao eh verdade. A minha entrada pode ser descrita dessa forma porque eu tinha visto e quase fui convidado a ficar. De um modo geral, quando um rico chama um servical para ir `a casa dele a entrada se da pela porta dos fundos. A porta da frente eh reservada para os pares dele.

Os que chegaram sem visto tem a entrada melhor descrita como por debaixo da cerca. Ou sobre a cerca. “Quando a cerca for eletrificada” sera so por debaixo. E esse povo humilde somente entrou porque o povo americano estava tao apressado para formar uma piramide maior que os americanos que ocupavam a base comecaram a subir. E isso criou espacos. Os administradores perceberam o que estava acontecendo mas falharam por nao criarem um sistema organizado de entrada a quem chegava. E isso nao eh segredo para ninguem.

O Canada por exemplo, ja ha muito tempo, tem sua propria maneira de dar boas vindas aos recem-chegados. La tem um sistema em que o estrangeiro pode ser admitido atraves de pontuacao. Se se conhece uma profissao, conhece uma das linguagens locais e outros criterios, a pessoa vai juntando pontos ao curriculo. E a partir de certa quantidade de pontos o estrangeiro eh legalizado.

O que aconteceu nos Estados Unidos eh isso, eles nao ofereceram um oriente aos recem-chegados pobres, porem, ignoraram sua presenca em nosso pais abertamente. Tambem, quando o povo republicano acusa aos imigrantes sem documentos de serem ilegais ou criminosos eles deveriam saber que os mesmos sem documentos foram usados e abusados por republicanos. Esse eh um problema que vem de longe e tivemos oito anos de um presidente republicano, a saber: George W. Bush, que foi incapaz de consertar o problema durante seus dois governos. O povo sem documentos nesse pais nao eh autor, porem, eh vitima desse esquema piramidal monstruoso.

Os imigrantes sem documentos preencheram os espacos vagos em nossa piramide e desde entao sao aqueles que a sustentam alta e segura. O plano mencionado pela Michele Backamann de deportar todos os imigrantes sem documentos eh o maior tiro no proprio pe que ja ouvi falar. Se eu fosse terrorista ou simpatizante da Al Qaeda no tempo dos ataques de 11 de setembro eu sugeriria a eles, ao contrario, criar uma situacao que poderia espantar todos os imigrantes para longe dos Estados Unidos. Nunca falei disso antes porque temia dar tal ideia ao inimigo mas desde que o Partido Republicano e a administracao Obama tem feito justamente isso ate agora, me sinto livre para falar disso.

Basta olharmos os numeros para vermos isso melhor. Se temos 12 milhoes ou mesmo 10 milhoes de imigrantes sem documentos agora e envia-los de volta `as suas casas, qual seriam as consequencias disso? Nao desejo entrar em detalhes. Repetirei o endereco: https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/25/100-reasons-to-amnesty-the-undocumented-workers-in-united-states/. Citarei no presente apenas um minimo do que aconteceria depois. Primeiramente seria o mesmo que esvaziar varios estados do nosso pais. Aqui no Nordeste seria como expulsar toda a populacao de Massachusetts e Connecticut (10 milhoes) mais Vermont e Maine (para somarmos 12 milhoes).

Nossa piramide iria desmoronar como se fosse um castelo de cartas. E eh muito prematuro pensar que mandar os sem documentos embora seria o fim das coisas ruins que aconteceriam a nos. Nao ha uma ideia precisa de quantos profissionais americanos perderiam seus trabalhos. Pelo menos 10 milhoes de pessoas tem que dar empregos numerosos a medicos, professores, policiais, bombeiros, motoristas de onibus e tudo o mais nesse entremeio.

O argumento mais razoavel que eu ouvi ate agora veio de um deputado por Nova Iorque. Ouvi a entrevista mas nao memorizei o nome dele. O que sei eh que ele se declarou pertencer `a fe judaica. Entao ele disse que, em minhas palavras: “Isso nao eh uma questao deles precisarem de nos porque nos precisamos deles. Essa eh uma situacao matematica obvia.

Nossa populacao sem imigrantes esta diminuindo. Eles sao os que estao balanceando nossa equacao. Nos nao somente precisamos legaliza-los como tambem oferecer oportunidades aos filhos deles de subir mais e mais. Eles precisam ir `as universidades. Eles sao nossa esperanca. Eles precisam ter empregos bem pagos no futuro nao longe dagora, porque serao eles que irao pagar pela nossa cobertura social. Se nao forem eles, todos os aposentados irao arrepender-se. Serao eles que contribuirao para a nossa aposentadoria.”

Possivelmente isso nao interessa ao Mitt Romney, Rick Santorum e Newt Gingrich. Eles nao planejam depender da previdencia social para as aposentadorias deles. Mas nos, os 99% de nossa populacao, nao podemos ter a mesma certeza disso. A deportacao de tal populacao, para eles, nao passa de um caso de dar-nos tiros nos pes, nao nos deles proprios. Quanto mais eu penso no problema mais me assombro com a auto intitulacao do Mitt Romney de ser o unico com conhecimento economico para liderar nosso pais. Nao sei de onde ele tirou essa ideia de conhecer algo se os fatos matematicos estao na cara dele e as propostas dele sao tao anti-logicas.

Recentemente assisti a outra entrevista na CNN. O entrevistado era autor de um livro. Se lembro bem o nome do livro era: “Como o Bebe Jesus Salvara a America”. O titulo se refere ao nome Jesus ser o mais popular para meninos latinos. Hoje-em-dia eh o nome mais comum para nenens nascidos nos Estados Unidos. Ele salientou que Mohammed tambem eh um dos mais populares nomes de criancas aqui. Entao, nos temos que deixar qualquer preconceiro fora de nossa equacao de patriotadas porque os nossos descendentes irao herdar os gens dessa populacao recem-chegada. O melhor eh cuidarmos bem de todos porque estariamos fazendo um grande favor`a nossa propria descendencia.

O autor desse livro tambem salientou que, na economia moderna nada eh mais precioso que bebes. Bebes sao o futuro de qualquer nacao. E as politicas mais defendidas pelo time republicano, principalmente pelos estados da fronteira mexicana, endocadas pelos candidatos republicanos, tem sido a receita certa para desmantelar a nossa economia dagora para o futuro. Se de uma forma o governo do Obama perseguiu os imigrantes, pelo menos ele colocou parte da legislacao na espera. A opiniao que o Mitt Romney apresentou eh a de fazer a vida dos imigrantes aqui tao insuportavel que prefeririam deportar-se voluntariamente. Mas o que tem sido feito ja esta causando exatamente isso.

Eu ja contei a respeito do meu amigo Richard que voluntariamente voltou ao Brasil. Richard levou para o Brasil sua filha unica. Jose esta planejando levar os tres filhos de sua ex-namorada. E isso nao eh tudo. Em 2.010 meu vizinho e amigo de longa data levou para la outras tres criancas. O que eh diferente neste caso? Meu vizinho eh cidadao e as criancas sao todas americanas. Casos como este temos muitos e o numero de criancas americanas que conheco e estao sendo levadas para o Brasil podem ser contadas `as duzias. E nao sou assistente social ou alguem outro que conheca muita gente para apontar dados exatos do que os Estados Unidos ja estao perdendo em capital de bebes.

Mitt Romney tambem sugeriu uma suposta lei de legalizacao que obrigaria aos interessados na legalizacao voltarem e aguardarem numa fila imaginaria antes de serem legalizados para, entao, reentrar aqui legalmente. Essa ideia eh tao boba que se eu fosse presidente de alguma firma e algum dos meus subordinados apresentassem tal sugestao em relacao aos empregados como assunto serio, eu o despediria com grande prazer. E olha que so de falar em despedir alguem ja me da calafrios porque nao tenho prazer de despedir ninguem nem em imaginacao.

Eu conheco pessoas que aceitaram voltar para esperar a legalizacao delas e estao arrependidas. Elas nao esperavam tanta demora e alguem esta por la ha anos sem nenhuma resposta positiva. Inclusive tem alguem que retornou secretamente. Do ponto de vista administrativo nos temos gente demais sem documentos com conhecimento de causa e ja trabalhando. Faltaria inteligencia mandar esse povo voltar imaginando que temos mais gente que estes chegando legalmente. Ate um recem-chegado adquirir a competencia de substituir um bom trabalhador perder-se-a meses, talvez anos, de produtividade. Se eh isso que o Mitt Romney tem a nos ensinar do que ele sabe de “administracao”, ele ja esta despedido e eu votarei no Obama mesmo!

Trabalhei por quase 10 anos na ESP. E confesso que qualquer um poderia substituir-me no meu servico porque nao demandava tamanho conhecimento. Mas mesmo assim, ano-a-ano eu melhorei minha capacidade de faze-lo. No final a minha produtividade ficou mais facil e melhor feita. A pessoa que ensinou-me o trabalho no comeco teria mais a aprender comigo se retornasse para faze-lo. Se eu fosse ensinar o que aprendi nos dias em que sai, o meu discipulo comecaria de um grau mais alto do que quando comecei porque eu desenvolvi meu conhecimento a partir do que aprendi primeiro.

Porem, se todo mundo for mandado embora de forma brusca, ninguem tera o conhecimento e tudo sera iniciado a partir de degraus inferiores. E se alguem retornar `a origem para esperar papeis, o empregador nao podera esperar para ter o trabalho pronto. Entao ele tera que contratar outro empregado. Dai, quando o imigrante retornar, talvez o seu emprego nao estara mais disponivel para ele.

Nem todo americano de nascimento fica muito tempo trabalhando em servicos que sao deixados para os imigrantes sem documentos. Este eh outro problema que leva aos donos de pequenas empresas preferirem empregar imigrantes que conterraneos. Eles nao podem arriscar-se a ter altenancias demasiadas porque isso faz a produtividade diminuir.

Eu ja mencionei o desastre que seria para a industria de construcao se todos os imigrantes sem documentos fossem deportados. Nao quero prolongar o assunto mais. No meu texto indicado acima qualquer um podera buscar mais informacoes. Eu so sei que a deportacao provocaria uma dor alem da imaginacao aos americanos. Seria outro tiro em nossos proprios pes.

Com respeito a esse assunto quero ir alem do nosso tempo. Todo mundo esta focando apenas o presente momento e o que tem sido feito nao eh o suficiente. Temos dois assuntos que irao estragar a nossa economia futura se nao forem resolvidos imediatamente. Estes sao o problema da construcao e do financiamento universitario. Alguns dias atras o candidato Rick Santorum debochou do presidente Obama porque ele disse que todo mundo deveria entrar nas universidades para ter uma profissao. Santorum duvida porque pensa que sempre teremos a extratificacao chamada de classe D em nossa sociedade. Penso que Obama esta enxergando alem do nosso tempo. E ate ha pouco tempo atras somente os visionarios enxergavam que hoje nos precisariamos uma educacao melhor. E foi porque nao nos preparamos antes que o nosso sistema escolar esta se esfarelando todo.

Para resolver-se isso de uma vez por todas eu proporia a criacao de um fundo permanente. E nao quero saber o que os conservadores pensarao a este respeito, porque o poria como obrigatorio. E toda crianca nascida nos Estados Unidos receberia o direito de ter uma conta para sua casa propria e seu diploma. Isso seria retirado dos pagamentos dos pais para ser depositado, porem, nos casos de pessoas num determinado grau de pobreza, os depositos seriam retirados de um fundo governamental. No fim o deposito para cada crianca seria calculado para, na hora certa, as criancas terem o total necessario para a universidade e para comprar uma primeira casa.

Alguem podera argumentar que alguns jamais irao `a universidade. E outros serao mesmo incapacitados de tal maneira que nem poderao ser responsaveis por casa alguma. Sem problemas. E ainda diria que, outros ainda irao morrer antes da necessidade. Eh vero! Mas o uso do dinheiro pode ser flexibilizado segundo a situacao. Mesmo os casais poderiam