RIDICULOSAMENTE FALANDO

Conteudo deste blog – All contents

0. PURA MISTURA

https://val51mabar.wordpress.com/2016/06/08/conspiracoes-alienigenas-tesouros-desaparecidos-e-dominacao/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/12/23/aliens-conspiracies-disappeared-treasures-and-dominance/

https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/

1. GENEALOGIA

https://val51mabar.wordpress.com/2016/03/25/os-rodrigues-coelho-e-andrade-do-carlos-drummond-em-minas-gerais/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/07/22/um-nosso-lado-cristao-novo-e-talvez-outro-paulistano/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/05/10/nos-os-nobres-e-a-avo-do-juscelino-tambem-pode-ter-sido-barbalho-coelho/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/03/07/algumas-notas-genealogicas-20132014/

https://val51mabar.wordpress.com/2014/04/14/genealidade-e-genealogia-de-ary-barroso/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/12/06/genealogias-de-familias-tradicionais-de-virginopolis/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/05/30/barbalho-coelho-pimenta-no-site-www-ancestry-com/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/09/11/barbalho-pimenta-e-talvez-coelho-descendentes-do-rei-d-dinis/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/02/24/historico-do-povoamento-mineiro-genealogia-coelho-cidade-por-cidade/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/07/02/familia-barbalho-coelho-no-livro-a-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/23/a-historia-da-familia-coelho-do-centro-nordeste-de-minas-gerais/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/04/24/a-familia-coelho-no-livro-a-mata-do-pecanha/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/03/arvore-genealogica-da-familia-coelho-no-sitio-www-geneaminas-com-br/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/09/22/ascendencia-dos-ancestrais-jose-coelho-de-magalhaeseugenia-rodrigues-rocha-uma-saga-a-ser-desvendada/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/01/17/a-heranca-furtado-de-mendonca-no-brasil/

2. RELIGIAO

https://val51mabar.wordpress.com/2011/05/29/a-divina-parabola/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/01/28/o-livro-do-conhecimento-de-deus/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/01/22/carta-de-libertacao/

3. OPINIAO

https://val51mabar.wordpress.com/2014/06/08/a-iii-gm/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/01/03/israel-as-diversas-verdades-e-o-padececer-da-palestina-e-outros-textos/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/26/faixa-de-gaza-o-travessao-nos-olhos-da-humanidade/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/05/12/neste-mundo-so-nao-eh-gay-quem-nao-quizer/

4. MANIFESTO FEMINISTA

https://val51mabar.wordpress.com/2010/07/21/13-estrelas-mulher/

5. POLITICA BRASILEIRA

https://val51mabar.wordpress.com/2014/04/19/movimento-fora-dilma-fora-pt-que-osso-camarada

https://val51mabar.wordpress.com/2010/10/16/o-direcionamento-religioso-errado-nas-questoes-eleitorais-brasileiras/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/10/19/resposta-de-um-neobobo-ao-excelentissimo-sr-ex-presidente-fernando-henrique-cardoso/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/08/01/miilor-melou-ou-melhor-fernandes/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/05/carta-ao-candidato-do-psol-plinio-de-arruda-sampaio/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/05/26/politica-futebol-musas-e-propaganda-eleitoral-antecipada-obama-grandes-corporacoes-e-imigracao/

6. MISTO

https://val51mabar.wordpress.com/2014/06/08/a-iii-gm/

https://val51mabar.wordpress.com/2013/11/06/trilogia-de-variedades/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/12/30/2012-in-review/

https://val51mabar.wordpress.com/2012/07/02/familia-barbalho-coelho-no-livro-a-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/03-o-menino-que-gritava-lobo/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-i/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-ii/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/minhas-postagens-no-facebook-iii/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/01/25/meus-escritos-no-facebook-iv/

https://val51mabar.wordpress.com/2015/02/14/uma-volta-ao-mundo-em-4-ou-3-atos-politica-internacional-do-momento/

7. IN INGLISH

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/02/the-nonsense-law/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/21/13-stars-woman/

https://val51mabar.wordpress.com/2011/10/05/the-suicidal-americaa-america-suicida/

https://val51mabar.wordpress.com/2010/08/25/100-reasons-to-amnesty-the-undocumented-workers-in-united-states/

https://val51mabar.wordpress.com/2009/09/25/about-the-third-and-last-testament/

https://val51mabar.wordpress.com/2009/09/12/the-third-and-last-testament/

8. IMIGRACAO

https://val51mabar.wordpress.com/2010/06/17/imigracao-sem-lenco-e-sem-documento-o-barril-transbordante-de-injusticas/.

 

INDICE

01. “HANDOUT”, OU SIMPLESMENTE: “TE ENTREGA CORISCO”.

02. ESQUERDA/DIREITA, VOLVER!

03. A TEOLOGIA DO ODIO ESTA ATUANDO

04. TO MY ENGLISH SPEAKERS FRIENDS

05. RIDICULOSAMENTE FALANDO

06. PENSAMENTO DO DIA

07. A ORACAO QUE O SENHOR NOS ENSINOU

08. CONTRA-TEORIA DE CONSPIRACAO

 

08. CONTRA-TEORIA DE CONSPIRACAO

Donald Trump, talvez em seus últimos estertores eleitorais, lança essa semana a teoria de conspiração de que o mundo esta contra ele, a saber: a mídia, as elites mundiais representadas pelas instituições financeiras, o bloco secreto que realmente decide o que acontece no mundo, os Clintons e suas ligações espúrias e tudo o mais.

A unica coisa que ele não admite eh que existe um agente secreto agindo. Esse tem sido muito mais efetivo que tudo. E trata-se de ninguém mais, ninguém menos, que ele próprio.

De certa forma chega a ser admirável o quanto os admiradores dele estão cegos. Não enxergam o obvio. Mas eh preciso rebobinar um pouquinho da estória para chegarmos ao ponto em que estamos.

La por volta dos anos 2000 Trump deu uma entrevista para dizer porque não seria candidato `a presidência. Entre as palavras reconheceu que seria um desastre. Salientando o problema que seria as atitudes dele em relação `as mulheres.

Naquele tempo, o “Palhaco-mor” era conhecido por seu liberalismo, por uma vida repleta de escândalos, esnobe e quebradeiras no mercado. Apesar de os negócios terem andado mal, tornou-se uma das maiores celebridades como profissional do entretenimento.

Embora o papel que melhor lhe coube tenha sido o de o chefão que adorava demitir os competidores em seu programa de “realidades”. “You are fired.” Repetidamente dizia quase com sangue escorrendo-lhe pelos cantos da boca. Enquanto criador de ilusões, tornou-se um grande sucesso.

Ate 2008 pode-se dizer que o ator não tivesse maiores ambições políticas embora desse seus palpites frequentemente. Não para contribuir. Mas para promover a si mesmo. Como todo bom narcisista, ele adora aparecer, o que era bom para o negocio dele, pois, precisava passar a impressão de que estivesse sempre na crista da onda.

Em 2008 ocorre um acidente. Segundo os critérios dominantes Hillary Clinton deveria ser a escolhida nas eliminatórias do Partido Democrata como concorrente `as eleições presidenciais daquela data.

Mas acabou sendo vencida por um desconhecido candidato surpresa. Não demorou muito para que houvesse acordo entre os adversários democratas, e os Clinton se postaram na retaguarda da campanha do atual presidente Obama. O que foi decidido entre eles não se sabe. Mas sabe-se que Bill emprestou-lhe uma forca minima necessária para eleger-se.

Claro, nao se pode atribuir tudo ao ex-presidente Bill Clinton. Em 2008 tinhamos quase tudo contra os republicanos. Inclusive o mal governo do George W. Bush, o candidato McCain ate distanciou-se dele para evitar essa nódoa. Haviam as guerras iniciadas pelos Bush que estavam em nível baixo de popularidade, a economia caminhando para a bancarrota total…

Obviamente, a grande arma da campanha do presidente por ser eleito era ele próprio. E vamos reconhecer, ate agora não ha outro politico no cenário dos Estados Unidos com gogo e capacidade de convencimento que o presidente Obama. Alguém pode ate não acreditar no que ele diz. Mas negar que ele eh efetivo eh o mesmo que não reconhecer o obvio.

Precisava-se, mesmo assim, daquela pontinha de ajuda, pois, Obama não tinha a devida experiência necessária exigida `a maioria dos candidatos. Era um senador de primeiro mandato. Sem experiência executiva. Portanto não deveria ser um osso duro de roer para o veterano McCain.

O melhor, para os democratas, foi que a campanha de 2008 expos as deficiências de Hillary Clinton como candidata. Esse eh o problema de quem tem longa Historia no meio politico. Querendo ou não sempre se eh vinculado aos piores malfeitos. Com ou sem culpa, ou mesmo com culpa parcial, os malfeitos de outros pesam como carga nas costas de tais candidatos.

Desde, então, ja se sabia que Hillary Clinton iria retornar como candidata. Mas ela precisava de duas coisas. Permanecer sob as luzes dos holofotes e parecer uma heroína que supera as dificuldades. Para isso foi nomeada secretaria de estado. O que não deixou de ser um risco, pois, acumulou alguns pontos negativos.

Nao se trata de ela ter sido “a culpada” pelo incidente em Benghazi, pelo surgimento do ISIS ou ter adotado um servidor privado para seus e-mails. Caso isso não tivesse ocorrido, os republicanos ressuscitariam outros eventos ou maquiariam outros mal resultados para caracteriza-los como deficiências particulares da candidata.

O certo eh que ja se sabia que, em quaisquer cenários, a imagem da candidata seria apresentada como negativa ao ponto de chegar onde chegou. O índice de reprovação da pessoa dela chega aos mais de 50% da opinião publica. Em outras palavras, aparentemente, ela tornou-se uma pessoa de poucos amigos.

Em 2011 eu tive a nítida impressão de que não teríamos um presidente reeleito em 2012. Tal foi a imagem negativa construída pelo Partido Republicano em torno da pessoa do presidente Obama. Não importava o lixo que ele herdou da administração Bush. Importava eh que 4 anos depois as coisas não haviam dado mostra de conserto.

E os republicanos tinham tanta confiança de que venceriam que não tomaram precaução alguma. No processo de eliminatória dos pre-candidatos permitiram-se expressar ideias totalmente contrarias aos interesses das minorias. Resguardaram os latinos, imigrantes de um modo geral e particularmente os pobres como os culpados pela situação em que vivem.

A partir das seletivas naquele ano, 2012, percebi que nem tudo estava perdido para o presidente Obama. Bastava os republicanos escolher alguém que não se identificasse com o povo. E eles cometeram o erro fatal.

Ainda em 2008 notou-se uma mudança no comportamento liberal de Donald Trump. Aparentemente, alguém que sabia que não seria possível vencer eleições por causa dos próprios mal costumes, começou a cortejar o publico com opiniões mais extremistas. Tornou-se a vanguarda do movimento chamado de “não nascido” (birtherism).

O movimento tinha por objetivo negar que o presidente Obama fosse nascido nos Estados Unidos. A razão seria a de afirmar que a eleição dele era ilegítima, portanto, esse teria sido um período em que o pais fora governado por um “tirano” (governo ilegítimo).

Nao importa que a alegação seja totalmente falsa. Importante eh que a teoria caia bem junto a uma parte especial da população que vive alienada por teorias de conspirações. Essa parte acredita em muitas coisas sem maiores nexos ou provas. Simplesmente odeia a realidade e para não aceita-la cria em sua mente uma realidade paralela.

Donald Trump cultivou essa parte da população juntamente com seus “macacos de auditório” conseguidos durante sua temporada de no circo do entretenimento. Claro, existe muita gente bem informada que acredita que, apesar de tudo, o palhaco-mor tera respostas ideais para solucionar os problemas em nossa economia.

Nesse caso em particular nem vou dar minha opinião. Mas acredito que os bem informados apoiam Trump não necessariamente por crerem nalgum avanço que ele possa causar. Acontece que desacreditam tanto na capacidade da Hillary que pensam que Donald seria um mal menor. “Cada qual com o seu cada qual”, dita o sábio desconhecido!

Aqui entra a conspiracao. Donald Trump entrou na disputa como um “Candidato da Manchuria”. O objetivo numero um dele eh mesmo de levar os republicanos `a derrota e entregar a presidencia aos seus antigos amigos e quase compadres, os Clinton. Para garantir isso infiltrou-se e conseguiu eliminar os verdadeiros concorrentes.

Obviamente, isso nunca seria possível se não fosse a ajuda do próprio status quo republicano. Não no sentido de que estejam conspirando juntos. Mas se tornaram inocentes úteis por causa das regras do jogo. Por medo de que o milionário se tornasse um candidato independente e dividisse os votos republicanos eles o incluiram nas eliminatórias, na certeza de que não seria o escolhido.

O grande erro foi que haviam tantos republicanos ambiciosos (18) disputando o mesmo eleitorado que o Trump ja com seus cativos acabou vencendo a todos, mesmo não tendo pelo menos 50% do apoio entre os próprios republicanos.

No lado democrata a situação foi inversa. Hillary Clinton, com seu elevado índice de rejeição, jamais teria conseguido se tivesse que disputar contra uns 5 ou 6 concorrentes sérios. A saída estratégica de Joe Biden denota mais uma humildade do vice-presidente que propriamente a falta de superação pela recente perda do filho. Para os democratas da elite, havia que respeitar-se um direito não escrito da dinastia Clinton.

Na verdade, o desempenho do senador Bernie Sanders não estava previsto nem mesmo por ele próprio. Como ele mesmo confessou ao jornalista Chuck Todd que lhe perguntou porque não preferiu concorrer como independente. Afinal, embora Sanders tem atuado de acordo com os democratas ele nunca havia se filiado ao partido. Sempre foi independente.

A resposta para a pergunta foi direta. “Vocês da imprensa estariam me dando a oportunidade que estou tendo de falar para o publico nacional se eu não me candidatasse por um dos 2 partidos grandes? Obviamente eu tenho uma plataforma de governo que o publico precisa tornar-se ciente dela mas se fosse candidato independente não haveria a menor chance de isso acontecer.”

Tudo preparado, então, eh possível que Donald Trump ja sabia que os democratas iriam “descobrir” todas as coisas erradas que ele andou fazendo durante toda sua vida publica e privada. Antes disso ele próprio tem exposto um caráter inapropriado para ocupar o chamado cargo de maior poder na Terra. Um caráter que talvez não seja próprio, pelo que afirmam as pessoas que convivem com ele, mas construído para o personagem da industria de entretenimento.

Somente assim se pode entender que o que esta se passando na disputa eleitoral aqui nos Estados Unidos não se trata de outra coisa senão uma conspiração muito bem elaborada, e executada por esse artista que eh o Donald Trump.

Na verdade, nao eh o mundo que esta contra ele. Ele esta completamente mancomunado com o status quo. Servindo a ele o maior espetáculo da Terra. Não seria tao difícil para o Trump vencer as atuais eleições, bastasse para isso que se portasse como se fosse um candidato comum, ja que a rejeição construída contra o outro lado tornava-o praticamente inelegível.

A derrota de Donald Trump, no caso, nao se trata de um caso de incompetencia. Muito pelo contrario. Muito se da importância para os atores que representam os papeis principais. Mas os melhores filmes são aqueles onde o papel do bandido eh representado por atores de igual ou capacidade superior.

Afinal, de nada vale um artista se não fazer nada de heroico. Em contrapartida o bandido precisa ser sacana da pior espécie, para valorizar a atuação daquele.

 

07. A ORACAO QUE O SENHOR NOS ENSINOU

Acredito que nesses tempos bicudos as pessoas estao rezando muito. Mas devo avisa-las que quem faz a oracao que o senhor nos ensinou pode estar chamando uma verdadeira praga para si mesmo.

Vou direto ao assunto.

Quando faco a oracao, penso que nao a souberam traduzir ou ela tem armadilhas que as pessoas deveriam ficar melhor preparadas para enfrentar.

Quando dizermos “santificado seja o vosso nome”, deveriamos dizer: Santo eh o vosso Nome. Isso porque ninguem pode santificar a Deus. Ele ja eh Santo.

Quando se diz: “Venha a nos o vosso Reino”. Isso nao significa apenas nos transportarmos para um Reino justo e repleto de alegrias. Significa principalmente deixa-Lo ser o nosso “ditador”.

Alguns podem encarar isso como um mal, mas Ele nao permite violarmos a Santidade Dele. Dai ha que respeita-Lo. Mas o consolo esta em que, tudo sera para o nosso bem.

E, finalmente, quando dizemos: “Perdoai as nossas ofensas assim como perdoamos a quem nos tem ofendido” estamos nos colocando em uma sinuca de bico.

Eu modifico o meu rezar. Digo: “Perdoai as nossas ofensas, assim como somente vos sabeis perdoar, e ensina-nos e ajuda-nos a perdoar da mesma forma aos que nos tem ofendido.”

Pensem no que escrevi e vejam se nao tenho razao!

 

06. PENSAMENTO DO DIA

O mal do mundo tem sido esse! Todos querem competir e vencer. Mas nem todo mundo concentra-se no que tem de bom para mostrar para ser o escolhido. Então, para assegurar-se da vitoria apela-se para a demonização dos adversários.

O problema nisso eh que quando alguém demoniza o adversário esta demonizando a si mesmo. Na verdade esta fazendo um pacto com o diabo. Esta garantindo ao diabo a vitoria com o uso do mal. Agindo assim não se esta servindo nem a Deus, nem ao proximo e nem a si mesmo.

 

05. RIDICULOSAMENTE FALANDO

`As vezes as pessoas sabem ler, são instruídas, mas isso não as torna vacinadas contra o mal que neste tempo afeta a tantos, o de sentir-se obrigado a dar opinião, a participar apesar de não perceber que esta sendo levado a pensar coisas que são irreais, para que outros levem vantagem.

Indo mais `a frente, acabo de ouvir no radio uma declaração do ex-jogador de basquetebol Kareem Abdul Jabbar. Ele disse simplesmente que deveriam parar de insuflar pessoas a votarem. Na verdade ele usou a palavra forcar.

Admirado da posição do lendário jogador, que foi um dos primeiros esportistas a levantar bandeiras políticas para chamar atenção do publico omisso, o repórter quis saber porque.

Ele simplesmente disse que, da forma como estão fazendo, estão introduzindo pessoas com pouco conhecimento de causa para decidir coisas de muita importância. Nesse caso, opiniões tem se tornado mais decisivas que razoes. O que, naturalmente, não eh a melhor forma de governar.

Por outro lado temos assistido ao crescente movimento em torno do jogador de futebol americano Colin Kaepernick. Ele passou a não levantar-se e prestar os tradicionais respeitos ao toque do hino nacional na abertura dos eventos esportivos.

– 01 –

Com toda razão esta protestando contra as disparidades de forma de tratamento `as quais as minorias e particularmente a afroestadunidense vem sendo submetidas ao longo do tempo.

Atualmente ja foi comprovado que a população mais vulnerável tem sido atacada por um sistema disfarçado de democrático onde os direitos ao voto, acesso `a educação e aos meios econômicos são suprimidos em favor de interesses dos eurodescendentes. Isso, aqui nos Estados Unidos. A controvérsia esta se espalhando, pois, querem acusa-lo de falta de patriotismo.

E a verdade eh justamente essa. Todos sabem que ha verdade na alegada injustiça que esta ocorrendo. Mas os que não querem ver essa verdade exposta usam o falso patriotismo para ocultar essa verdade que expõe a sujeira intrínseca da sociedade. Os que estão se beneficiando a sujeira não se opõem a que ela continue. Simples assim.

Porem, o argumento maior eh justamente esse: ha um falso patriotismo incutido pelos meios educacionais onde torna-se patriótico servir `a pátria em guerras que não são do interesse da população geral, onde as pessoas são induzidas a trabalhar longamente apenas para sobreviver, onde a justiça eh aplicada de forma diferenciada sendo mais dura com os pobres e minorias.

Sao dois posicionamentos justos. Jabbar não eh contra Kaepernick e Kaepernick não eh contra Jabbar. Ambos estão incentivando a participação da população nos assuntos de seus próprios interesses.

Ambos desejam que a consciência chegue ao âmago de todas as pessoas, pois, não se pode deixar problemas não resolvidos se acumularem tanto quanto estão acumulados atualmente. E os divisionismos promovidos pelos políticos tradicionais não são soluções para o povo.

– 02 –

O divisionismo eh a forma como os políticos manipulam o povo justamente para que as soluções nunca sejam aplicadas em sua integra e o povo permanece dependente deles. O que em nenhum momento representa democracia.

Mas o que levou-me a principio a começar essa carta foi a postagem do site: “Em terra de esquerdista quem tem cérebro eh rei.” Ali se le: “Tem gente que sente mais pena de uma mulher que perdeu o mandato, do que de 12 milhões de trabalhadores que perderam o emprego.”

Coisa linda! Pensaram os direitopatas de plantão. Também alguns amigos que, por serem enrustidamente contra o PT, `a Dilma e ao Lula, compartilharam. Mas será que ha alguma verdade no que o período expressa?

Para que se tenha uma ideia da afronta `a inteligência resolvi consultar o quadro de desemprego, mês a mês, e ai esta:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Taxa_de_desemprego_no_Brasil

Quem abrir o link observara que os dados remontam a 2002 e vão ate junho de 2016. Por isso mostram apenas parcialmente os detalhes de como o Brasil andava no tempo em que foi herdado pelo Lula, com um índice de desemprego subindo um tanto acima. Claro, a situação estava tão difícil que foram precisos anos para a taxa voltar a níveis programados.

– 03 –

Observe-se que as melhores marcas foram atingidas nos dezembros de 2013 e 2014, ou seja, os respeitáveis 4.3%. Mas dezembro eh dezembro. Tempo de festas e abertura de empregos temporários. Precisa-se verificar-se a media.

Observe-se que as melhores marcas no geral foram atingidas no período entre os anos de 2011 a fevereiro de 2015, quando a taxa esteve abaixo de 6.0%. Que, por acaso, coincide com administrações da presidenta impedida Dilma Rouseff.

Durante todo o periodo, sem fazer as devidas contas necessárias, apenas fazendo “conta-de-cabeca”, o que muito adversário não sabe fazer, pode-se observar que a media fica acima de 7% durante o período apresentado.

A grosso modo pode-se então concluir que 7% dos desempregados no Brasil não estão desempregados por causa da administração da Dilma ou do PT. Eh aquela faixa de infelizes que no mercado de empregos se chamaria de “banco de reservas”. Ou seja, não se cria empregos para eles, pois, precisa-se de pecas de reposições disponíveis para que o “mercado não entre em colapso”.

A tradução da expressão eh apenas de que: precisa-se manter gente desempregada para que o mundo capitalista possa regular o salário que deseja pagar aos trabalhadores. Se fosse o caso de não haver gente disponível para repor os que serão mandados para rua porque reivindicam salários melhores, o mercado teria que pagar o que não deseja. Dai a explicação para “o mercado não ficar desabastecido”.

– 04 –

Ao ver a postagem, imediatamente veio-me ao raciocínio um rebote ao nome do site que produziu o panfleto: “Em terra de direitista não ha rei, pois, não ha ninguém com cérebro para ocupar o cargo.”

Desculpem-me os direitopatas mas em mim isso eh automático. Não sou eu exatamente quem elabora essas piadas. Eh apenas um ato reflexo como se fosse um defeito de fabrica. O problema eh que enxergo em 3 dimensões e não apenas em duas. Acredito que a toda frase bem pensada corresponde pelo menos mais uma melhor pensada.

Coletei por alto na internet, portanto o numero não eh considerado perfeito, que a população economicamente ativa no Brasil gira em torno de 112 milhões de pessoas, ou seja, um numero historicamente abaixo do desejado.

Contudo, 7% dos 112 milhões são 7.84 milhões. Ai esta, a frase ja esta incorreta em mais da metade, pois, numa hipótese razoável, esse numero estaria desempregado em quaisquer governos. Portanto, a presidenta impedida não poderia ser responsabilizada por eles.

Antes de continuar preciso fazer um esclarecimento. Eu sempre digo que sou pragmático. Mas sei que muita gente não sabe o que eh isso. A grosso modo isso significa que não sou nem capitalista nem socialista; nem direita, esquerda ou centro, nem conservador ou liberal & nem progressista ideológico ou reacionário. Estou acima de tudo isso.

– 05 –

Para expressar melhor através de imagem. As pessoas estão acostumadas a enxergar a política e a sociedade como uma linha. Numa visão bidimensional. Ou seja, temos a direita num extremo e a esquerda no outro. Geralmente a direita eh capitalista e conservadora. A esquerda deveria ser socialista e liberal. Mas as coisas não acontecem tao simples assim.

No meio da linha as pessoas enxergam os de centro. Os realmente de centro, os centro-esquerda e centro-direita.

Mas através da visão tridimensional temos os posicionamentos como um tripé. Forma-se um triângulo onde a esquerda, centro e direita formam ângulos equidistantes. As laterais tem o mesmo comprimento e os ângulos são iguais, portanto, o triângulo eh isósceles.

O pragmatico fica num ponto com linhas equidistantes, porem, acima do plano. Com sua visão tridimensional enxerga os outros lados exatamente como eles são.

A esquerda, direita e centro são movidos por ideologias. Ou seja, por teorias que lhes serve também de cabresto. Mesmo quando se comprova que uma posição não deu resultado eles a mantém porque para muda-la seria necessário aproximar-se de um ou de outro angulo do triângulo. E o ideologismo não lhes da a mobilidade necessária.

– 06 –

O pragmatico tem a vantagem de poder voar. Nao se prende `a ideologia. Ele estuda cada assunto separadamente. Ou seja, quando se trata de escolher entre capitalismo ou socialismo ele se da ao direito de estudar as teorias, observar o que esta dando melhor resultado a nível de campo e adotar cada caso segundo os resultados e não segundo uma ideologia.

Portanto, ele se da ao direito de aproximar-se de todos os ângulos do triângulo e mesmo assim não deixa de ser ele próprio.

Em meu caso particular, enxergo que, atualmente, as esquerdas tem demonstrado estar melhor preparadas para dar soluções para os problemas crescentes. Enquanto a direita tem tido a tendência de fazer os problemas crescerem.

Ao contrario do que andam chamando membros da esquerda de “esquerda caviar”, essa nomenclatura cabe mais aos de centro. Isso porque fazem um discurso aproximando-se da esquerda, mas na pratica, quando governam, o fazem com as ideias da direita. O PSDB eh o exemplo que melhor define isso. Embora o PMDB não esteja longe.

Outra informação a qual as pessoas não estão acostumadas eh elas associarem o caviar aos ricos europeus. Esta certo que no Ocidente esse produto eh caro e somente ricos o consomem.

– 07 –

Porem, a origem do produto são as ovas do peixe chamado esturjão. Diga-se de passagem, peixe nativo dos países que formaram a antiga União Soviética, particularmente da Russia.

Como o socialismo esta geralmente vinculado `a União Soviética, então, a falácia de “esquerda caviar” eh um pleonasmo vicioso. E associa-lo aos esquerdistas que preferem viajar para a Franca eh uma analise furada dos direitopatas.

Existem outras coisas que não funcionam nas definições diretas. Por exemplo, no Brasil, o termo “liberal” esta somente ligado ao neoliberalismo que eh a tentativa de deixar os assuntos econômicos ser regulados pelas tendências de mercado. Nos Estados Unidos o termo esta mais ligado aos assuntos sociais tais como direitos civis e econômicos dos oprimidos.

Ainda, nos Estados Unidos, temos uma direita, mercadista e individualista associada ao Partido Republicano. Temos um centro, mercadista e liberal associado ao Partido Democrata.

A verdadeira esquerda eh socialista democratica e progressista mas não eh representada por partido e sim por tendências diversas, que ate agora não encontrou uma unidade partidária porque o sistema bipartidarista adotado desde a fundação da republica nunca previu a construção de uma terceira via.

– 08 –

No Brasil sabemos que o sistema politico virou mesmo uma zorra total.

Voltando `a analise da postagem, ja pudemos constatar que mais da metade da população desempregada no Brasil deve agradecer-se `as “leis do mercado” e não de algum ou outro erro do administrador politico. E para quem desejar informar-se um pouco mais, indico a leitura:

3 mitos sobre o desemprego no Brasil atual

Existem outras razoes mas existem aquelas que geralmente não são incluídas quando se quer discutir o assunto desemprego. Duas delas são o humor do mercado e o uso deste humor como arma política.

Geralmente as fontes de informações publicam notas a respeito da pesquisa de humor do mercado. Nos resultados são expressas as porcentagens de trabalhadores e empresários cujo otimismo esta para baixo ou para cima, como estão se vendo na atualidade e o que esperam para o futuro etc.

As pessoas totalmente leigas (não posso classificar-me com entendido porque nunca fiz cursos na área mas sim como curioso do assunto) não enxergam o quanto isso eh importante para a solução dos problemas.

– 09 –

Mas eh so pensar. Se você sai de casa todos os dias para o trabalho e nada de anormal acontece na viagem, você sairá os dias seguintes sem a menor preocupação. Mas se um colega seu se acidentar, você ficara preocupado com a viagem pelo menos ate `a próxima semana. E na sua preocupação você ficara mais alerta e andara menos rápido, por medida de segurança.

Mas se na semana seguinte outro colega sofrer acidente também na viagem, ai você ficara nervoso. Terá a impressão de que a estrada não eh mais segura. Os seus cuidados e apreensões poderão ser tantos que ao invés de tornar sua viagem mais segura você poderá contribuir para que o próximo acidente ocorra. Depende do pânico em que você estiver.

Quando coisas semelhantes acontecem com a economia de um pais, pode acontecer de os problemas se somarem e aqueles que poderiam ser tratados individualmente e ser solucionados com certa facilidade podem parecer, aos olhos dos leigos, insolúveis. Nesse caso, o pânico causado pela ignorância da realidade torna-se pior que o problema em si.

Pior que isso torna-se quando interesses políticos começam a explorar a situação para atingir seus objetivos de poder. Isso ficou abertamente demonstrado no Brasil.

O que desejo fazer compreender foi que pelo quadro de desemprego no primeiro endereço pode-se constatar que eh falsa a ideia de que desemprego tenha sido algo causado pelo governo. Muito pelo contrario. Observa-se que ate junho de 2015 o desemprego estava abaixo de 7%, portanto, dentro de uma media esperada.

– 10 –

A conclusão obvia eh a de que a crise criada pelo excesso de mas noticias distribuídas através da mídia muito provavelmente tenha sido responsável pela deterioração do humor das pessoas. E essa arma política usada pela mídia vinha sendo administrada desde o ano de 2013, pelo menos.

O mau humor induzido eh que foi responsável pela crise econômica e não necessariamente as medidas governamentais tomadas pelo governo anterior, da presidenta Dilma.

Nao da para medir o quanto o mau humor criado na população contribuiu para o desemprego, mas não se pode dizer que tenha sido menos que alguns milhões.

Outro detalhe importante foi o obstrucionismo dos congressistas adversários. Naturalmente, como o objetivo destes era mesmo o de derrubar o governo, a obstrução `as iniciativas governamentais para superar a crise lhes era favorável. Esse foi o uso da política do “quanto pior melhor”.

Isso sustentado pela ação das investigações de corrupção que também foram manipuladas para atingir a administração. O que sem o sustento da mídia monopolizada não seria suficiente. Havia também a interferência de fatores mercadológicos com os interesses especiais destes levando os poderosos a financiar o golpe.

Eh obvio que tudo poderia ter sido resolvido de forma a buscar os interesses do publico e não apenas do mercado. Desde o inicio poderia ter havido o dialogo, partindo do ponto de vista de que os problemas existiam, então, a pergunta a ser respondida era uma so, “O QUE PODEMOS FAZER PARA AJUDAR A SANAR TODOS ESSES PROBLEMAS?”

– 11 –

Obviamente, a opção decidida de não ajudar e conspirar contra foi a ação. Portanto, deve-se esperar a reação igual e em sentido contrario. O que se fez ao governo impedido poderá ser retribuído. E o que estava ruim ficara pior e abriu espaço para azedar, e muito!

Neste caso, fica mais do que obvio que os tais 12 milhões de desempregados alegados não são consequências nem exclusivas e muito menos da administração da senhora presidenta Dilma Rousseff. Muito pelo contrario. E ainda corre-se o risco de esse numero ampliar-se muito desde maio de 2016 para frente com a tomada de medidas recessivas pelo governo golpista.

O problema que enxergo na postagem eh observar que as pessoas se viram tão fanatizadas pelo ódio e preconceito instigados pelas marquetagens nos últimos 3.5 anos que pararam de usar os próprios raciocínios. Esses sentimentos as impede de enxergar o quanto se tornaram parte do problema e não de sua solução.

Quando compartilham tais postagens estão servindo não o propósito de dar solução. Estão atendendo os seus instintos construídos no hipotálamo, ou seja, na porção mais primitiva do cérebro. O problema eh que o hipotálamo não eh racional. Ele simplesmente reage como foi programado, no reflexo.

– 12 –

Para usar-se o cortex do cérebro existe a necessidade de gastar-se fosfato e trabalhar com a mente. Ora, sabe-se que o cérebro consome a maior parte da energia que precisamos para viver. Isso porque, embora o que apareça aos olhos seja aquilo que os músculos fazem, o maior trabalho vem mesmo eh do cérebro. Isso implica dizer que pensar mesmo não eh para todos, não por impossibilidade mas porque eh difícil.

Porem, os marqueteiros sabem muito bem que a maioria das pessoas são assim mesmo. E eles contam exatamente com essa fragilidade humana para penetra-la e domina-los. Não pense que alguém seja invulnerável `a marquetagem. Existem os melhor preparados. Mas a invulnerabilidade eh que não existe.

Houve outra postagem que chamou-me a atenção. Mais por despertar a minha ironia que pela analise do seu conteúdo. Ela vem da pagina do navegante Paulo Morais. Um primo a compartilhou e ali se via a panfletagem:

“Atenção. Recado para o presidente Temer. Tome muito cuidado com o que vai fazer. O povo brasileiro criou outra mentalidade. Não precisamos de imprensa e nem do congresso para fazer valer a nossa vontade. A saída de Dilma eh um recado direto das ruas. Não pense que fará o que quer. Nunca mais o povo brasileiro vai sofrer o que esta sofrendo agora. Nunca mais outro partido fará o que o PT fez ao Brasil. Isso não eh uma ameaça eh uma promessa. Primeiro passo: tire todos que estão em sua volta e que estejam com processo na justiça. Estamos de olho. Ta dado o recado. Bom não duvidar. Daqui pra frente seus atos serão acompanhados de perto.”

– 13 –

O que esta escrito pareceu-me tão sem propósito que imediatamente ocorreu-me a gozação: “ksksksksksksks. Os franguinhos querendo rugir de leão!!! A blobos não mandou, então, como vocês vão fazer panelaço contra o inquilino???”

Fui rebatido em termos de que a opinião dos outros era parte da democracia e a sugestão de que minha interferência fosse uma apelação, um xingamento.

Ate voltei para reler tudo porque não percebi nenhuma das duas coisas. Nunca levantei a hipótese de que a opinião fosse proibida. Apenas discordei e manifestei minha opinião. O que eh parte fundamental da democracia, pois, se não se confessam as opiniões contrarias não ha como escolher a melhor, como ordena o rito democrático.

Mas a lingua ferina `as vezes se mostra, ate mesmo sem a intenção completa. Rebati logo com um: “Verdade dói, neh mesmo?!!!”

Foi respondido que eu estivesse doido pelos dizeres.

– 14 –

Argumentei que o movimento das panelas foi dito ser contra a corrupção. Mas que o cartaz expõe justamente o contrario. Em minha interpretação apenas reafirma aquilo que ja sabia. O movimento sempre foi o golpe. Retirada a presidenta eleita, agora o segundo passo eh negociar com o corrupto-mor.

Isso significa, jogue umas carniças para a nossa satisfação. Se nos fizer satisfeitos não se preocupe com o seu passado nem o seu presente. O que nos interessa eh que nos livramos de quem não gostamos e pronto.

Recebi um que eu era “patético para não dizer ridículo”. Alem da insinuação de quem não respeitava a democracia era eu. Respondi que a aplicação diferenciada das leis era fruto do totalitarismo e da oligarquia, não da democracia. Que a pessoa estudasse mais.

Respondeu simplesmente: “Patetico”.

Então me veio a inspiração clara. Eu e outros não nos importamos de sermos chamados de patéticos ou de outro nome qualquer. Quando a pessoa começa apelar eh porque perdeu o bom humor. A gente ate ri para quem perde o humor tão facilmente.

– 15 –

O motivo do riso nao eh o de menosprezar as pessoas. Mas eh uma tentativa de cura-las do mau humor. Mau humor eh uma coisa que não esta na gente, portanto, não eh a gente que precisa curar-se dele. Quem sabe um bom riso acabe contaminando o mau humorado e os desentendimentos se acabem!!!

Outra marquetagem que mereceu minha atencao foi uma postagem com um conteudo “jornalistico” da Rede Globo de Televisao. O “jornalistico” precisa ser entre aspas porque foi apresentado como se fosse.

Porem, para ser jornalismo, eh preciso que a reportagem que versa a respeito de assuntos nos quais existem defensores e detratores de um posicionamento ouça ambos os lados.

Para que nao se deixe duvida alguma, essa eh a mesma rede de televisao que foi transformada em porta-voz da ditadura militar; que se beneficiou do fechamento da Rede Tupi de Televisao pela mesma ditadura; que golpeou a vontade do povo durante a campanha pelas “Diretas ja”; que elegeu a Fernando Collor de Mello e outras façanhas mais.

Mas o que se apresentava era a titulo de decretar o “fim da era PT”. Em todo o conteudo nao havia sequer uma defesa de qualquer um dos assuntos criticados. Refiro-me ao equilíbrio entre a acusação e o direito de resposta. A ideia foi imposta, sem resposta.

Curiosamente, falava-se a respeito de 40 empresas criadas pelo partido que governava o Brasil ate recentemente. E as acusacoes versavam a respeito de que nenhuma das empresas, supostamente, deu lucros como estariam obrigadas, se fossem privadas, sob a pena de fecharem, por causa de tal condicao.

– 16 –

Admirei-me de ver isso compartilhado em pagina de pessoa, supostamente, esclarecida.

Acusações diziam que as empresas ampliaram muito o quadro de funcionarios estatais. Seriam 35.000 antes e passaram a 67.000 depois. Alem disso teriam inflacionado o custo do Estado de forma a que os salarios gerais mais que triplicaram.

A reportagem omitia, por exemplo, que desde o inicio do Plano Real os salarios dos funcionarios haviam sido congelados no governo pre-PT. Outro detalhe foi que o PIB brasileiro mais que dobrou durante o periodo PT. E houve a inflacao dos 20 e tantos anos somados dos dois periodos.

Por essas verdades, ja se poderia verificar que as acusacoes, se nao de todo falsas, distorcem a verdade.

A observacao foi tambem de que se houve abertura de algum detalhe a respeito de alguma empresa criada o maior foi para falar-se da empresa estatal de mídia O que indica uma ação tendenciosa, em defesa de interesses próprios.

De tudo o que chocaria mais a qualquer analista de Historia eh o fato de nao se deixar nenhum resguardo em relacao de qual teria sido o objetivo das criações. Nao se disse nada a respeito de exemplos exteriores que justificassem a existência de tais empresas.

– 17 –

Eu proprio jamais teria argumentos favoraveis se nao vivesse ha tantos anos no exterior. Por viver nos Estados Unidos, estudar a Historia, observar a politica e, de certa forma, estar imerso na cultura do pais, tenho informacoes suficientes para ajudar a explicar.

Isso porque os Estados Unidos nao tem apenas uma mas muitas empresas estatais, cujo objetivo nao eh o de dar lucro. A mais famosa delas eh a NASA. Ela nao da lucro no caixa, mas o lucro que ela da nao se trata de retorno em dinheiro.

Claro, porque o pais esta anos luz `a frente do Brasil em termos de estruturacao e economia eh obvio que necessite menos, proporcionalmente falando, de investimentos governamentais. Existem esquemas preparados para manter tais empresas. A empresa publica de radios e emissoras de televisao, por exemplo, se valia ate ha pouco tempo somente da contribuicao de seus usuarios.

Todos os meses eles dao um intervalo na publicacao e solicitam contribuicoes. Empresas privadas se apresentam para parear as doacoes. Eles fazem tipo uma gincana. Estabelecem um horario para arrecadar uma quantia. Se o conseguem, a empresa privada dobra o dinheiro.

A contribuicao governamental eh limitada. Mas sao tantas as emissoras que essa contribuicao nao eh pequena. A particularidade eh que o servico publico de radio e televisao nao continham comerciais. E assim diziam agir justamente para que os pagantes dos comerciais nao tivessem o direito de interferir, principalmente com o conteudo jornalistico. Conteudo esse que se promete e se fazia da melhor qualidade.

– 18 –

Por causa dos embates politicos, de uns 2 anos para ca o governo teve que retirar investimentos em todos os setores que atua. Entao as emissoras publicas tiveram que ceder e agora estao vivendo de comerciais tambem. Por enquanto eh um pouco cedo para medir o impacto na qualidade do conteudo jornalistico.

Outras “empresas” que estao vinculadas ao governo sao as do servico de inteligencia. Existem empresas comandadas pela aeronautica, marinha e exercito. Todas secretas no que fazem. O orçamento doado a elas todos os anos constitui-se numa porcentagem significativa do PIB do pais. E o pior eh que ninguem sabe exatamente como o dinheiro eh gasto. Mas existem evidencias bem claras.

O Brasil, por exemplo, nao tem industria propria de quase nada. Nao possui marca de carro, televisao, computador e outras mais. Esta pior que dependente de drogas.

Precisa pagar as contas mas vive de produtos primários. Fica naquela situação que antes dizíamos dos fazendeiros nossos familiares: “Eles vão comprar nas lojas e perguntam quanto custa; vão pagar o posto de gasolina e perguntam quanto eh; vão `a farmácia e pedem para somar a conta. Quando vão vender o próprio produto, perguntam aos intermediários: quanto cês estão pagando?” Essa dependência mata.

– 19 –

Para ter-se uma ideia da importância da industria estratégica para um pais, podemos nos lembrar de anos anteriores a 2007 aqui nos Estados Unidos. A produção da industria automobilística estava ficando para trás, e muito, em relação aos importados, sobretudo do Japão.

Quem comprava um Ford, Chrysler, Doge, Jeep, GM, Saturn e outros era por amor `a patria. Os pobres compravam Honda, os medios Toyota e os ricos Volvo. Alguns tinham preferencia pela Subaru ou Mitsubishi. Apenas uma parcela da população comprava o restante das marcas. Ate os coreanos estavam ficando melhor vendidos.

Em 2007 concretizou-se a quebradeira da bolsa de valores. As empresas de automóveis que estavam quebradas foram trituradas. O governo Obama, então, lançou um plano para salva-las. Como a base política dele era Chicago, seria o fim se não o fizesse.

Obama nao apenas ressuscitou a industria automobilística. Combinou que se repassasse a tecnologia necessária para que se produzisse carros melhores que as “carroças” que estavam sendo produzidas ate então. Curiosamente, Obama não eh engenheiro, portanto, não tirou essa tecnologia do próprio chapéu de magico.

Na atualidade, a NASA esta repassando a tecnologia espacial a duas empresas privadas. A Boeing, ja conhecida pela produção de aviões, e a Space X. O que a NASA planeja eh alugar “taxis” dessas empresas para suas futuras viagens espaciais. E eu “apenas apanhei `a beira-mar/um taxi pra estação lunar”.

– 20 –

Diga-se de passagem que não eh o primeiro produto repassado pela NASA `a industria privada. O microondas foi inventado porque queriam dar o conforto aos astronautas de saborear uma comidinha quente onde não se podia usar fogo para esquentar. A lista eh imensa.

Observe-se que a NASA iniciou desde 1945, com o fim da II Guerra e o sequestro dos cerebros nazistas que ja pesquisavam a area. Von Braun trabalhou para a Alemanha nazista obter as temíveis V2. Elas foram a base para a criação do Saturno 5, o foguete capaz de lançar naves espaciais no programa dos Estados Unidos.

Desde la ate agora são 70 anos de investimentos estatais sem um retorno visível. A NASA não produz coisas para abastecer o mercado comercial. Mas frequentemente oferece `as industrias produtos que as colocam na ponta da tecnologia o que garante o mercado.

Mas aqui não se ve políticos ou pasquins metendo o pau na NASA por ela não dar lucros. Torna-se ate agradável respirar esse ar inteligente, onde as diferenças ideológicas deixam de valer para que o bem comum prevaleça.

– 21 –

Agora, por qual motivo a NASA repassaria tecnologia que esta desenvolvendo ha 70 anos para industrias privadas? Uma razão eh muito simples. Ja se prevê que por volta de 2030 as viagens de qualquer ponto do planeta a quaisquer outros ira durar no máximo uma hora de voo.

Impossível? Sim. Se pensarmos no sistema de “carroças” voadoras que usamos na atualidade. O que se prevê eh que serão usados maquinas híbridas. Terão condições de entrar no espaço e retornar `a atmosfera. Como o espaço não tem ventos, a velocidade desenvolvida eh muitas vezes superior.

Imagine, então, quantas espacavioes a Boeing vai vender a partir dai. Se os Estados Unidos impuserem, tais maquinas poderão ser operadas somente por suas companhias e pilotos, pelo menos por um determinado tempo, o que eliminara toda a concorrência para voos de longa distancia.

Nao eh `a semelhanca disso que estão matando as economias de países produtores de matérias primas, como Russia, Venezuela, Iran, Brasil e tantos outros?!!!

Logicamente, os Estados Unidos não possui um plano de competir com outras economias. Tem um plano de dominar totalmente. E tem passado um rolo compressor sobre todos os que se assanham a agir alem do “autorizado”. Se a Airbus e a Embraer não correrem atras, vão virar Historia do passado mesmo.

– 22 –

Claro, o programa da Globo, poderia, numa escala injusta, porem, politicamente aceitável, destratar como quisesse `a presidenta Dilma, ao ex Lula e ao PT. Ela sempre fez isso por uma questão de conveniência ideológica.

Mas fica muito claro que atacar as empresas estratégicas no mesmo pacote com o único objetivo de buscar benefícios próprios poderia ser considerado um crime de lesa-pátria. Isso porque esta envolvida ai a própria independência do Brasil.

Possuir industrias estratégicas funcionando no pais eh a única esperança de tira-lo do vicioso ciclo da dependência. E, obviamente, a reportagem não levou em conta em nenhum momento esse viés da Historia.

Precedentes para indiciar tanto os Marinho quanto os jornalistas responsáveis pela produção podem existir no exemplo dos Estados Unidos. Irônico eh terem usado os métodos daqui para derrubar uma presidenta eleita. E o mesmo poderia ser feito nesse caso.

Vamos nos lembrar dos casos recentes. Basta citar os nomes: Julian Assange, Edward Snowden e Chelsea Manning. Snowden tornou-se o caso mais divulgado recentemente porque fez vazar informações de fundo sensitivo.

– 23 –

Estava cheio de boas intenções. Mas revelou os desvios do comportamento do governo dos Estados Unidos que não mede esforços para derrotar seus adversários, inclusive infringindo leis constitucionais e tratados internacionais. Mas o Pentágono e o governo tem opinião diferente a respeito do assunto. Segredos confiados não podem ser revelados.

A saída para nao submeter-se a uma corte parcial foi pedir asilo politico na Russia. La ele esta protegido da possibilidade de ver-se em corte, com a possibilidade de pena-de-morte.

Ha que se dizer também que nos Estados Unidos, toda e qualquer atividade econômica de ponta eh considerada como uma questão de segurança nacional. E toda atividade pode ser usada como arma contra os adversários. Aqui, tudo vira arma.

Se alguém tiver duvida, preste atenção na industria hollywoodiana. Os Rambo da vida foram usados para combater a ideologia soviética. As muitas versões de contatos imediatos não passam de uma indução `a ideia de que existem contatos com alienígenas a nível de governo.

As pessoas podem pensar: por que isso? Muito simples, cria-se a ideia de que muita coisa da tecnologia de ponta foi criada através da engenharia reversa. Essa hipótese afirma que discos voadores acidentados e capturados foram desmontados, estudados e alguns componentes foram copiados. Assim se explicaria muito os avanços técnicos espantosos. Na verdade, as copias são feitas dos Aliens (estrangeiros) daqui da Terra mesmo.

– 24 –

E `a semelhança se divulga que os antigos impérios so conseguiram realizar suas obras por meio da intervenção alienígena. Isso passa uma ideia de que os nossos ancestrais eram muito burros para criarem quaisquer tecnologias muito avançadas. Se os egípcios, persas, gregos, romanos etc acreditarem nisso, pensarão ser mesmo poucos inteligentes para descobrir que são muito mais capazes do que os ancestrais eram.

Por um lado se nega o passado. Por outro tenta-se incutir uma falsa ideia no presente para que os possíveis concorrentes se acomodem. A psicologia de guerra eh uma das mais avançadas e bem aplicadas no mundo. Psicologia usada como arma. Elevar o mau humor da população eh o maior exemplo pratico disso.

O complexo de vira-lata, tão conhecido por nos brasileiros culturais, não eh nada mais nada menos que isso. Ate hoje muitos creem que o brasileiro não seria capaz de inventar o avião. E muito menos ser um pais tecnologicamente competitivo. Claro, nunca será, se nunca tentar. A eliminacao das industrias estratégicas foi o primeiro passo para fazer isso nao acontecer.

Um outro dissabor que tive foi ouvir uma radio da comunidade étnica brasileira aqui na cidade de Framingham. A comunidade eh grande e sustenta esse que antes foi um luxo.

– 25 –

Eu nunca ouço as radios brasileiras aqui. Nao por preconceito. Apenas que quando chegamos aqui elas nao existiam. Eu nao sabia falar o inglês. Passei a ouvir as radios publicas por causa da forma compassada e correta que pronunciam as palavras. Alem de serem otimas fontes de informacao.

Em meu carro o radio ficava sintonizado sempre nessas. Assim aprendi a ouvir ingles, o que eh tanto ou mais importante que saber de fontes escolares. `As vezes as pessoas aprendem no Brasil e levam mais de um ano reaprendendo a ouvir por diversas razoes, inclusive a pronuncia regional. Os repórteres, nesse caso, falam um padrao melhor.

Acostumado fiquei nunca aprendi a sitonizar nas brasileiras. Mesmo porque, a maioria ocupa o tempo com o que chamo de martelação evangelica. Desculpem os que nao compreenderem a piada.

Mas falam tanto contra o ideologismo dos outros e fazem o mesmo em relacao `a teologia. Como ja li a Biblia mais de uma vez e sempre fui atento para o assunto, enxergo momentos que eu poderia ensina-los um ou outro detalhe biblico. Mas ai a conversa ja eh outra.

Mas o jornalismo nas radios brasileiras, sei por informacoes, eh igualmente ideologico. Sei disso porque minha esposa ouve e comenta tudo em casa. Sei por exemplo que a maioria absoluta que discute politica transmite as mesmas coisas que ouvem da grande midia brasileira e dos sites anti administracoes progressistas.

– 26 –

Para eu parar para ouvir algo no sentido, teria que ser algum debate com a visao dos dois lados. Quando se fala apenas um lado, sem dar a menor importancia ao que o outro defende, entao, vira doutrinacao. Nesse caso, eu preferiria ouvir pessoas que soubessem tanto quanto ou mais que eu.

Mas, acidentalmente, tive que dar uma pequena volta no carro que minha esposa estava usando nos dias. E ela deixou o carro sintonizado. Ao ligar o carro logo ouvi o radialista dizendo numa voz concordada. Foi nos dias que a presidenta havia sido impedida pelo congresso mais corrupto ja instalado no Brasil. E ouvi:

“Agora nos temos eh que torcer para que de tudo certo. O presidente devera fazer aquilo que o mercado quer que ele faca. E penso que a gente deve esperar que tudo vai melhorar, porque ele vai fazer o que o mercado quer e ai a gente espera que as coisas vao dar certo.”

Devo ter ouvido mais um pouquinho nesse mesmo ritmo. Tive ansia de vomito. Literalmente, nao como figura de linguagem. As palavras nao eram necessariamente tao venenosas. O que combinava era o veneno brando com meu estomago sensitivo.

– 27 –

Antes eu tinha mais estomago para ouvir falta de juizo dos outros. Ultimamente ando que nem o personagem Saraiva. Aquele personagem que dava as respostas mais maleducadas nas pessoas que faziam perguntas simplorias.

Desliguei o radio porque nao quis mudar a estacao. Minha esposa fica furiosa quando mexo nos ajustes do carro que ela esta usando, quando tenho que usar. E olha que sou mais de 20 cm mais alto, portanto, prefiro nao mexer para nao ter que muchucar o estômago depois. Tenho que me encolher.

O motivo para a minha insatisfacao foi o radialista ter se mostrado totalmente despreparado, senao, malintencionado. Nao julgo ninguem.

Dizer que o “mercado” quer ou nao quer eh uma estrategia sorrateira, usada pelos especialistas em tentar fazer as opinioes da pessoas. As pessoas com entendimento comum geralmente nao percebem que palavras coletivas sao usadas para ocultar tramoias. Quando se diz o “mercado” as pessoas tem a imagem quase equivalente a Deus.

Isso quer dizer: invisivel, amorfo, todo poderoso, que ve tudo o que voce faz e que, tem esperanca, que ira causar um grande bem para todos.

– 28 –

Na verdade, o “mercado” pode tambem ser aquele que criou a lei que permitia a escravidao; que exigia 12 horas/dia de trabalho, 7 dias/semana, antes de as leis trabalhistas começarem a chegar; tambem pode ser aquele que estabelecia que para ser eleitor tinha que ser homem e ter uma renda minima, o que era para poucos.

O “mercado” num passado quase recente levou `a quebra da bolsa de Nova Iorque em 1929 e dela tantas consequencias que ate atualmente estamos sentindo efeitos. O proprio repetiu a façanha em 2008 e somente os mais ricos aplaudiram, pois, foram socorridos primeiro. O povo mesmo continua “pastando”.

Eh como sempre repetia meu irmao mais velho ha mais de 3 decadas atras: “Enquanto existir trouxa, os espertos vao vivendo muito bem!”

As pessoas muitas vezes nao se dao conta de que o “mercado” eh, em essencia, um teatro manipulado por um numero reduzidissimo de diretores, onde o palco e a assistencia fazem o espetaculo mas eles eh que ficam com a renda. Essa sim eh a essencia do “mercado”. Tem se tornado uma forma de tomar de muitos e distribuir com poucos.

– 29 –

Confiar no “mercado” eh o mesmo que chamar o lobo para tomar conta das ovelhas. Se a maioria nao imagina qual sera o resultado, espere a proxima quebradeira! Atualmente, o “mercado” tem reinvindicado a redução do tamanho do Estado. Para “ele” o Estado esta ficando grande e custoso, principalmente os Estados que não negociam alicotas de impostos paternalmente.

Porem, pelas experiencias passadas, ha que lembrar-se: durante as quebradeiras o que faz o “mercado” em favor do povo? E, a bem ou mal, o que fazem os governos? Temos dois exemplos bons aqui nos Estados Unidos. O primeiro foi o que o governo fez a partir da eleicao do presidente Franklin D. Roosevelt e o segundo foi o que o governo Obama pode fazer assim que herdou a quebradeira deixada por George W. Bush.

Coincidentemente, os governos das quebradeiras eram pro-“mercado”. Os governos da restauração foram populares, ou seja, a favor do povo. Portanto, procurem raciocinar daqui para adiante.

Observando toda essa situacao estava tentando chegar a uma conclusao que defina o que eh ridiculo e o que nao eh. Assim, resolvi postar algumas observacoes para que o leitor se oriente a respeito do que seja e o que nao seja, tirando suas proprias conclusoes:

– 30 –

1. Um rapaz de 18 anos de idade escrever, em 1977, um livro com o nome: O Selvagem, ou A Republica dos Moleques, justamente quando essa idade eh tida como sem seriedade.

2. No livro descrever duas situacoes a que se vivia (ditadura, exclusao de opiniao, baixa remuneracao e muito desemprego) e a que todos gostariam de viver.

3. O conteudo do livro concentrar-se em dar solucoes, mesmo que nao fossem fruto de conhecimentos escolares ou de experiencias passadas.

4. A obra tratar de problemas sociais especialmente o desemprego e da remuneracao justa.

5. O livro estar completando 40 anos e as opiniões do autor permanecerem as mesmas.

– 31 –

6. Ver criticas de tantos a um governo que errou tentando fazer alguns consertos.

7. Ver criticos ao mesmo governo porque medidas tomadas levaram ao desemprego de alguns e esquecer-se dos pontos positivos como os 40 milhoes retirados da extrema pobreza.

8. Ver um governo tropeçando em seus proprios erros e embora a melhor atitude emergencial fosse ajuda-lo a encontrar as soluções, pois, o que eh importante nesses casos nao eh tomar o governo e sim desejar o bem para todos, mas entrar deliberadamente em conflito e levar todos ao sacrifício.

9. Instigar o odio para derrubar a popularidade de um governo e logo em seguida tomar o lugar sem uma noção adequada do que fazer para solucionar.

10. Ter 5 anos de idade, um pouco mais ou ate nem ter nascido em 1977 e pensar que sabe mais que o escritor do livro mencionado na primeira questao.

– 32 –

11. Deixar-se envolver nas disputas politicas porque tem opiniao propria e nao estar preparado para abandonar a opiniao propria de lado quando isso significar um caminho mais logico para atingir o bem comum.

12. Pensar que sabe sempre mais que os adversarios, ou nao aceitar nenhuma das opinioes deles, porque se esta apegado a uma ideologia qualquer.

13. Fazer ao adversario tudo o que nao gostaria que fosse feito a si mesmo, e logo em seguida esperar que o adversario nao ira reagir na mesma direção no sentido contrario.

14. Entrar numa disputa politica dizendo ser para combater a corrupcao mas fica imovel diante da corrupcao grossa porque o seu adversario foi derrubado.

15. Nao reconhecer os erros e ficar irritado porque o adversario continua a luta para derrubar o restante dos corruptos.

– 33 –

16.

Pensando bem, o melhor mesmo eh continuar sendo tratado como patético, com a biografia limpa e desconhecida. Pelo menos nao se sera recordado pelo mal que estao fazendo `as proximas geracoes.

Hoje ja eh dia 12.09.16 e nesse final de semana recebi mais subsidios que comprovam minhas argumentacoes. Um deles foi uma reportagem informando que a NASA esta repassando tecnologia de tecidos ultratecnologicos para a industria de vestuario. Trata-se de tecidos desenvolvidos para suportar condicoes adversas. No caso, um tecido que absorve calor e mantem o corpo de quem o estiver vestindo em temperatura mais agradável.

As pessoas precisam compreender a importância de fazer-se isso. Como a industria de voos espaciais eh ainda uma arte em desenvolvimento, com princípios científicos, o custo de todos os produtos se tornam muito elevados. Cada motor, cada painel sao únicos dai não gozam ainda da padronização da produção em serie, tornando a produção muito trabalhosa.

– 34 –

Popularizar o uso de tais produtos torna-se importante para baixar o custo de produção. Calcula-se que num futuro relativamente próximo teremos companhias que irão minerar asteroides para abastecer o mercado terrestre com minerais raros.

Também enxerga-se a necessidade de colonizar outros planetas o mais rápido possível, pois, numa eventualidade de a vida ser comprometida como aconteceu `a época dos dinossauros aqui na Terra, teremos uma reserva para repovoar o planeta quando as coisas voltarem ao normal.

Aos custos da atualidade e com a mesma tecnologia não se tem condições de fazer isso. Entre outras possibilidades de extinção da humanidade aqui na Terra os cientistas ja tem a ideia de que o encontro com outro asteroide eh uma questão de descobrir-se quando, não eh mais uma questão de se acontecer.

Portanto, quem tiver o domínio da tecnologia espacial terá muito maiores chances de dar continuidade `a Historia da Humanidade. No momento, nos estamos fadados `a extinção se o evento ocorrer nos próximos anos. Alem da possibilidade de salvar-se, o que eh incerto, a possibilidade de minerar asteroides praticamente asseguraria o domínio econômico de toda a civilização terrestre.

– 35 –

Um unico senão eh que, popularizando-se os meios, os adversários também terão acesso a eles. A concorrência torna-se mais acirrada. Mas com os conhecimentos garantidos em mãos pode-se sempre manter-se um passo `a frente dos outros. Isso eh o que importa!

Por ai pode-se observar que os Estados Unidos estao fazendo o dever de casa. Ele tem o projeto de manter-se `a frente e liderar o mundo sem medir nenhum esforco ou sacrificio.

No Brasil existe uma parte da populacao que nao concorda sequer que o pais se torne uma potencia regional e saia da condicao de colonia absoluta. E quando alguns tomam a iniciativa essa parte nao se acanha em enganar a populacao, leva-la `a revolta. Pensa ser heroi mas nao passa de seguidor de Joaquim Silverio dos Reis.

Os Estados Unidos nao tem o menor escrupulo de pisar o pescoco de algum amigo para atingir seu objetivo. Isso eh o que se pode deduzir da reacao induzida `a populacao daqui quando Franca e Alemanha se opuzeram `a invasao do Iraque. E se o que estiver no caminho dele for inimigo, entao, imagine se se incomoda ate de respeitar os direitos constitucionais e humanos!

– 36 –

Isso leva a uma analise relativamente seria no que anda ocorrendo nos meios midiaticos aqui nos Estados Unidos. Esta havendo uma crescente demonizacao do Iran. Muito parecida com a que ocorreu em relacao ao Iraque no periodo pre-invasao. O que me leva a crer que o Iran eh a carta da vez, senao, estao usando-o como distracao, cortina de fumaca para ocultar alguma atividade inconfessavel que esteja se processando nos bastidores.

O problema ai eh que nao estaria pisando apenas no pescoco de um inimigo declarado. A desestabilizacao do Iran levaria ao caos a toda a regiao, desde o Paquistao ate ao Marrocos.

Se acontecer, possivelmente, perder-se-a o controle como tem sido feito jogando-se pedra com uma mao e acariciando-se com a outra. Geralmente se faz esse jogo quando ha uma oposicao fortalecida. Nesse caso particular, ate a oposicao tera duvida para qual lado tomar partido, pois, nao existe mais tanta gente boba como antigamente que nao sabe enxergar quando esta sendo apenas usada.

O problema para os Estados Unidos sera quando conquistar o domínio completo do mundo. Ja que para os cabeças da republica a vida não passa de um jogo de monopólio.

Nesse caso, o mundo tornar-se-a um lado único. Sempre foi bom ter adversários porque enquanto se esta competindo contra eles ha a possibilidade de fazer o povo concentrar-se no “problema” (o adversário) e esquecer os reais próprios problemas.

– 37 –

Quando um imperio chega ao domínio eh que se da a sua fase mais vulnerável. A sabedoria popular afirma: “Quando se chega ao topo a única saída eh descer.” No caso dos impérios a saída eh implodir por causa das próprias divisões internas.

O mal do mundo tem sido esse! Todos querem competir e vencer. Mas nem todo mundo concentra-se no que tem de bom para mostrar para ser o escolhido. Então, para assegurar-se da vitoria apela-se para a demonização dos adversários.

O problema nisso eh que quando alguém demoniza o adversário esta demonizando a si mesmo. Na verdade esta fazendo um pacto com o diabo. Esta garantindo ao diabo a vitoria com o uso do mal. Agindo assim não se esta servindo nem a Deus, nem ao proximo e nem a si mesmo.

Outro foi uma “Frase da Semana”, que o Jornao dos Sports USA publica junto `a pagina de opiniao todas as semanas. O veiculo de etnia brasileira eh usado sempre como arma contra o PT, Dilma e Lula. Tal e qual a grande midia brasileira. Copia dela. E aqui, de inicio, observa-se que confunde-se frase, periodo e sentenca.

Mas no exemplar do final de semana estava escrito: “Apesar de esses argumentos serem objeto de analise naqueles autos, tal quadro revela a insistencia do reclamante em dar os procedimentos investigatórios contornos de ilegalidade, como se isso fosse a regra. Nesse contexto, eh importante destacar que esta Corte possui amplo conhecimento dos processos que buscam investigar supostos crimes praticados no âmbito da Petrobras, com seus contornos e suas limitações, de modo que os argumentos agora trazidos nesta reclamação constituem mais uma das diversas tentativas da defesa de embaracar as apurações.”

– 38 –

Ministro Teori Zawascki, indeferindo os pedidos da defesa do ex-presidente Lula – o reclamante, para que os processos contra ele fossem retirados das maos do juiz Sergio Moro.”

A sabedoria popular nos avisa que: “Cautela e caldo de galinha nao fazem mal a ninguem.”

A sentenca pronunciada ai pelo ministro Teori Zawascki mostra a propria contradicao que tornou-se o quadro politico brasileiro com envolvimento dos tres poderes. O suposto de justica seria a hombridade em suas autoridades. Mas ha o fato conhecido de o ser humano ser falho. Portanto, quando ha demonstracao de intolerancia, mandam a cautela e o bom senso que se aceite o desaforamento de uma corte acusada de imparcialidade por um ou outro lado.

Teori Zawakcki demonstra nao gostar de cautela e, provavelmente, canja de galinha. Quando ordenado comparecer a uma corte aqui nos Estados Unidos para servir de jurado, uma das perguntas `as quais fomos submetidos foi a de se tinhamos conhecimento do caso e o acompanhavamos via imprensa. A uma resposta positiva seriamos recusados imediatamente. Isso para que possiveis influencias externas não pudessem refletir em nosso julgamento, invalidando o procedimento.

– 39 –

A forma de o ministro transcrever o fato de “saber de tudo” revela que tambem ja tem uma sentenca planejada. Se as investigações das cortes são equivalentes e a justica fosse uma so, nao se negaria o desaforamento, pois, o julgamento se daria nos conformes da lei, nao importando a corte na qual ela fosse aplicada.

A sentenca do ministro pode ser uma derrota pessoal para o reclamante e para as instituicoes `as quais representa e eh representado por elas. Pode causar a estes o imediato prejuizo de ficar vetado para as proximas eleicoes, que se realizarão no ano de 2018. Prejuizo irreparável, diga-se de passagem. E que a sentenca parece objetivar mais que fazer justiça.

As falas do ministro são um atentado contra a propria justiça brasileira. Nelas ele demonstra não ter a menor confiança em que outro braço da mesma justiça seja honesto (ou desonesto) o suficiente para conduzir as mesmas investigações e chegar `a mesma conclusão.

Quando mencionei a justiça aqui nos Estados Unidos não mencionei explicitamente a boa vontade entre as partes. Ha o reconhecimento de linhas de pensamento diferentes dentro da mesma justiça. Por isso, juízes, promotores e advogados se reúnem antes para decidir esses detalhes do julgamento, na tentativa de resolver-se tudo em cortes mais baixas, pois, sabem o quanto eh custoso para o pais os recursos `a linha de cortes superiores.

– 40 –

Um erro de verbalização da própria vontade foi o ministro afirmar que a intenção do reclamante eh a de “embaraçar as apurações”. Apuração alguma se sentira embaraçada por qualquer atitude da defesa. Apuração não tem escolha alguma. Os termos ocultam apenas a verdade de que se houver comprovação do mal uso da justiça os que se verão embaraçados serão os investigadores, o juiz responsável e o próprio Teori.

Alias, o posicionamento do ministro ja eh o embaraço. O reclamante ja entrou com um pedido de julgamento junto `a Comissão de Direitos da Humanos, na ONU, para o reconhecimento de que o andamento processual ao qual esta sendo submetido subtrai seus direitos fundamentais e, com isso, a justiça brasileira, nas pessoas de seus investigadores e acusadores, esta violando tratados internacionais.

Nesse caso, nao adiantaria ao ministro Teori continuar suprimindo um direito do reclamante para ocultar uma possível intenção de condenação antes mesmo de ouvir a defesa e processar-se o julgamento. Se os direitos humanos do reclamante estiverem sendo violados e isso for constatado em corte internacional, então, o embaraço será muito maior, por culpa do Teori, do outro juiz e dos investigadores.

– 41 –

Eh comum dizer-se que se sente vergonha do Brasil ou de ser brasileiro quando fica demonstrada a incompetência de membros do braços governamentais ou mesmo do comportamento de pessoas dentro do publico brasileiro. Mas esse sentimento nunca deveria existir, pois, a vergonha cabe unicamente aos culpados.

E, nesse caso, no caso de a justiça brasileira for condenada em corte internacional, que a vergonha recaia toda sobre os ombros dos mal servidores, e não sobre os ombros do povo que foi movido a ter opiniões enganosas pela ma informação recebida. Que a vergonha espirre na cara dos representantes da mídia que estão apenas ocupados em perseguir e não com o fazer valer da verdade.

Diga-se de passagem, o reclamante não esta pedindo para não ser investigado e julgado. Ele esta requerendo apenas que o processo seja conduzido por pessoas que não tenham manifestado partidarismos. No mínimo, a intenção eh justa. E eh necessário reconhecer-se isso.

– 42 –

Triste em muito disso eh observar-se que as pessoas tem se deixado levar pela manipulação, ora ajudando a fazer algo bom, porem, parcialmente, ora sendo levada a fazer algo totalmente mal mas disfarçado como se fosse bom pela pouca informação distribuída.

As pessoas pensam que estão realmente pondo nisso suas próprias opiniões. Mas não sabem como as coisas realmente funcionam na realidade. Antigamente inventou-se a pesquisa de opinião publica para servir de orientação para o poder publico atender a essa opinião.

Atualmente isso nao existe mais. O poder publico, tanto faz se for de origem governamental ou não governamental, ja não faz pesquisas em torno das necessidades da população, pois, isso ja eh fato conhecido e devidamente estudado.

O que se faz eh plantar ideias em torno de algum objetivo. Colhe-se primeiro a primeira impressão do publico em geral. Contudo as ideias ja estão decididas antes mesmo de ser lançadas.

A partir dos resultados da pesquisa faz-se a manipulação onde as opiniões favoráveis ao resultado pretendido são exaltadas e as contrarias combatidas. Assim, não se forma opinião alguma, forja-se. Embora o pouco atento não percebe ser manipulado.

– 43 –

Muitos percebem mas, em sendo a favor, omitem-se de participar, pois, para eles eh como torcer para um time de futebol e testemunhar o jogador do seu time fazer um gol com o uso da mão. Enquanto precisar-se de uma testemunha para o juiz anular o gol o torcedor negara o que viu.

Depois do fato consumado conta vantagem de ter ganho de qualquer maneira. A única duvida eh essa: sera que alguém tem duvida que esse modo de ação ira causar mais problemas para o futuro de nossa descendência!

A vantagem aqui nos Estados Unidos em relação ao Brasil eh que existem as mídias grandes tanto do lado Democrata quanto do lado Republicano. Se voce assistir ao canal MSNBC, ou a rede NBC, por exemplo, não espere grandes elogios aos republicanos. Se voce assistir `a Fox News ou `a AON, espere apenas criticas aos democratas.

Apesar do claro partidarismo voce poderá assistir na MSNBC os debates entre o mesmo numero de representantes de um lado e de outro. Garantindo inclusive tempo igual. Depois do debate voce assistira a lapidação da opinião a favor do parecer democrata.

Para contrabalançar, os que tiverem opinião mais republicana se sentirão totalmente servidos ao assistir a Fox News, por exemplo, onde a opinião democrata eh muito mais suprimida.

Compare-se isso como o Brasil! Nao ha comparação alguma! No Brasil eh como se houvesse somente Fox. Isso eh fato.

– 44 –

 

04. TO MY SPEAKERS ENGLISH FRIENDS

Dear friends,

Not long ago I saw one interview about vote for teenagers under 18. An young man just said: “They we are not mature enough to vote. But if we to vote now and our voice not be heard, an elected president in 2016 can in 2018 send us to a war that we don’t want fight.”

Yes, it is one of the big deals for those who haven’t their voices heard. I think everyone should try to influence the only one destiny we have or be part of the destiny the others prepared for us.

We are leaving in an world that the people are been conduct as cattle. People do what is said to do. Everybody is looking at only his or her own future. But it doesn’t exist if we don’t take a look it collectively.

What I mean is that. Look at Brazil today. What you hear about it? Well, I leave in United States since 1993. Before it I was born and leaved there for others 35 uninterrupted years. So, I think I have a good ideia what going on there.

The problem is that. Someone who didn’t know Brazil like me is watching through tv only about: World Soccer Cup, Zica virus, criminality, corruption, impeachment and Olympics Games. Everything one-sided. I don’t want waste your time talking about the other world that going on in Brazil.

I just ask you to watch the video which I am sharing for starting. If you don’t yet know is a Coup d’stat going on in Brazil in these exact moment. Why you don’t heard about in your own television? Is just it that is bothering me.

If you watch CNN, MSNBC, ABC, NBC, Fox News, AON, BBC or any sports channels that are transmitting the Olympics Games you are not even seeing any of the spectators with posters saying “Fora Temer” (Go away Temer).

Yes. You can see it because if anyone bring such post to the field is dragged from the crowd. In Brazil today the equivalent of the second amendment was trashed from the Constitution. You will not watch the High School student been grabbed as a strain dog to a police station, although such type of imprisonment is prohibited by Brazilian law.

Why the American government is silent about it? I would indicate to you study about the military plot that happened in Brazil in 1964. Because we were at the first Cold War, United States help many coups through Latino America so to get the control of political power and resources produced around.

Back in 1964 until 1986 Brazilians leaved under a dictatorship. It was only possible because the right of opinion wasn’t heard off. All communications was strictly checked before goes out. Musicians where banned. Democratic politicians where exiled.

Even so, we had a small guerrilla movement. Even the American ambassador where kidnapped to be exchanged by prisoners of conscience.

Now. Imagine if things continue going on like it is going!

The democratically elected president that is being thrown away by the coup and her predecessor Lula da Silva are doing everything possible to avoid the worse. Lula already asked for protection of the Human Right Advocacy from the UN. Dilma Rousseff is asking the Organization of American States do the same. They are only asking that the law be restored.

If their voices not be heard I am worried that the worse will happen because despite of the capability of government block communications now a days, the internet is a strong instrument used to spread any news, true and false. Anyways, a good percentage of Brazilians are yet mobilized to keep the democratic institutions working.

If is be unsuccessful I am worried we will have, maybe, something like is going on in Libya, Iraq and Syria. Since the caos be established you must imagine that the radicals will also be there. Don’t be fooled by the impression that it will not happen in Latino America.

Venezuela is almost there. Costa Rica, Paraguay, Bolivia and Argentina already received the American intervention, through ways you will never be discussed on your tv or in your favorite internet site. The American government have been using its power of media, economics and special forces to secure puppets government in Latino America. So the next step is almost the caos for sure.

Now you are happy hear in United States. They are saying that ISIS will soon be defeated. The other terror groups will be controlled. In my next to 60 year old of age I saw groups called terrorists came and go. In the 60s, when I was a child, what they used to call terrorist group could be compared to a Catholic Seminary today.

It new wave of terror have became more and more violent. In my opinion, what going on is that, isn’t in interest of our countries to combat terrorism. They say they are doing it but what they are always doing is killing people. So when the new people look at what their predecessor did and get they conclude the answer is to become worse.

And more we try to contain the unsatisfied with force more strong they become. The United States government, the United Nations and others administrators of the world are not interested in asking what is the problem and what we can do to accommodate the unsatisfied. They are not interested on solve the problems of the world for that most people be attended and through it and the terrorism.

The only thing the countries are interested is to send our young to impose our order. And they don’t care who will pay the ultimate sacrifice to make it be. They are not interested on solve the problem also because most politicians are supported by the industry of armament. If those politician become interested on make peace they loose the support.

What you can do to avoid the worse? I think, if you don’t want be send or see your friends be send to fight against an enemy that aren’t ours but enemy only of the excuse interests of some in American you should not only be interested in the facts and also to participate in spread the truth, before it be too late again.

Unfortunately, senator Sanders for example didn’t said so about his opinion when the lights were shining on him. Anyways he is one who woke up. Se his post:

http://www.sanders.senate.gov/newsroom/press-releases/sanders-condemns-efforts-to-remove-brazils-democratically-elected-president

and also these other. Under you will find an English petition by 33 American senators asking for the restoration of democracy in Brazil:

http://www.cartacapital.com.br/revista/911/em-carta-deputados-americanos-criticam-o-impeachment-de-dilma

I think is urgent to spread the truth. Thank all.

 

03. A “TEOLOGIA” DO ODIO ESTA ATUANDO

O jornalista Paulo Nogueira nos brinda com mais essa pérola de analise bem feita: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/as-vaias-ao-frances-lavillenie-mostram-que-a-cultura-do-odio-triunfou-entre-nos-por-paulo-nogueira/.

Ha muito cheguei `a mesma conclusão e a venho debatendo em diversas oportunidades. A verdade eh que essa eh uma odiosa tática política. Hitler a usou muito bem para o beneficio de seu partido nazista.

A tática funciona com relativa simplicidade. Basta identificar-se algum ponto fraco da opinião popular e exarcerba-lo. No tempo de Hitler havia um sentimento anti-judaico, anti-cultura morena e anti tudo aquilo que não fosse classificado como ariano. Na verdade, a cultura ariana era mitológica, mas o povo também acreditou nela.

A propaganda nazista nao precisou criar o odio contra os judeus, ciganos, morenos e certos pensadores católicos. Precisou apenas caracturizar todos os judeus como sovinas, de pouca inteligência e os outros igualmente como parias e parasitas da sociedade. A sociedade idealizada como raça pura, branco-loira e todos os seus contornos.

De certa forma, os nazistas foram imensamente vitoriosos ao vender seu sonho de faz de conta. Foi preciso que os alemães fossem derrotados pelo resto do mundo e se vissem na condição de mendicância, recebendo ajuda do lado vencedor para que o povo chegasse `a conclusão de que havia sido enganado.

E, principalmente, que o ódio que ja existia nele próprio fora o cabresto que Hitler e os nazistas manipularam para fazer o povo pensar que estava sendo conduzido para um caminho correto. Nesse caso, o ilusionismo escondeu a verdade principalmente porque o povo não sabia como mas a Alemanha que fora totalmente destruída na I Grande Guerra parecia estar ressurgindo como fênix do ponto de vista econômico e industrial.

No Brasil tem-se usado apenas a metade do plano hitlerista. Defeitos sempre existiram. Malfeitos sempre fizeram parte da vida publica brasileira. O que não ha nada de novidade eh as mídias e opositores ter se aproveitado disso para insuflar o ódio contra um partido e algumas pessoas.

No Brasil nao houve o insuflar do ódio e um simultâneo o indicar de uma janela para o futuro. A palavra de ordem tem sido: ódio, ódio, ódio.

Claro, a politica do ódio não se mostraria tao massacrante se a presidenta tivesse sabido ter jogo de cintura política. Aqui nos Estados Unidos, por exemplo, a comunidade brasileira esta sob a mesma imposição ditatorial dos órgãos étnicos de comunicação. Temos jornais e radios onde predomina a mesma filosofia do incitamento ao ódio.

E durante uma visita feita pela presidenta, então candidata `a reeleição, Dilma Rousseff, respondeu `a ansiosa comunidade quando lhe pediram para que ajudasse aos estudantes brasileiros aqui a ingressarem nas universidades do pais.

Entenda-se. Existem milhares de brasileiros residindo sem documentos. Eles trabalham, fazem suas contribuições. Mas por causa da falta de documentos são tratados como cidadãos de segunda classe.

Nesse caso especifico, os estados tem faculdades que são chamadas de comunitárias. Algumas oferecem ensino ate de melhor qualidade que as privadas. Mas para os nativos e cidadãos legalizados ha uma taxa subsidiada, o que facilita a entrada para os filhos desses.

Aqueles que não possuem documentos são tratados como cidadãos de fora do estado, ou seja, não tem direito ao subsidio. O que torna o preço da faculdade absurdamente superior. Os imigrantes brasileiros aqui, solicitaram que o governo brasileiro criasse uma forma de ciências sem fronteiras para cobrir essa diferença.

Nossa presidenta respondeu com toda franqueza que não podia fazer nada. Disse ela que se se mudassem para o Brasil ela poderia atende-los naquilo que ja estava fazendo pelos outros brasileiros, dentro das fronteiras do pais, onde ela tinha jurisdição.

Para os brasileiros ansiosos aqui a resposta foi um choque. Para os adversários foi uma farra! Imediatamente choveram as opiniões contrarias ao governo brasileiro e, sob o tom das aparências, incentivou ainda mais a campanha de ódio que a presidenta e seu partido ja estavam sofrendo.

Para que tenham ideia do ódio que esta sendo incutido no publico brasileiro aqui, aconteceu a mim algo inesperado.

A valadarense Larissa Bonesi buscou carreira de atriz na India. E dia 12 de agosto foi lançada como heroína num filme produzido em Bollywood, com o nome Thikka. A principio pensei que fosse nossa prima pelo ramo Coelho. Isso porque a tenho no quadro de meus amigos e sabia da carreira dela via outros primos.

Independente disso, fiquei muito feliz com o sucesso dela. Para mim o primo não era essencial ja que era uma brasileira fazendo sucesso. Fiz a divulgação que pude dentro do meu limitado circulo de conhecimentos. Ai tomei na cara um: “Ai!!! Por que voce não luta para ter sucesso igual a ela? Ela esta se dando bem na vida e voce?”

Pensei! Bons tempos aqueles que a gente reconhecia que o mundo humano não passa de uma pirâmide. Esse sucesso espetacular foi feito para alguns aparecerem mas obviamente não ha lugar preparado para que todos possam brilhar.

Não se trata de lutar por um lugar ao Sol ou não. Não importa o esforço que todos fizerem, se a posição mais alta puder ser ocupada somente por uma pessoa, os outros terão que contentar-se com o aplaudir. “Lei da selva”: “o importante eh competir”. Nesse caso, não ha como eu ser competidor com a Larissa por razoes obvias!

O meu objetivo era compartilhar a minha alegria de ter uma pessoa próxima naquele lugar que nunca almejei. Nunca procurei. Mas o interlocutor levou a conversa para um lado em que pensava que ao invés de eu compartilhar a minha alegria para contagiar o mundo com ela eu deveria ceder, talvez, `a inveja e tornar-me depressivo porque a minha sorte não foi igual! Não encaro como estimulo para que eu busque algum sucesso!

Infelizmente, devo ate tocar no assunto. A media étnica brasileira aqui nos Estados Unidos eh dominada por pessoas particularmente convertidas ao ramo cristão evangélico. Estranhamente, aquele ramo que, nota-se, tem insistido mais a acusar a todos os muçulmanos de ser parte de um plano de dominância encabeçado por grupos radicais como o ISIS.

Ao mesmo tempo que tomam um grupo como o espelho de todos, arrotam que não ha o mesmo divisionismo no cristianismo. Tentam se enganar dizendo ate que eles são os verdadeiros cristãos, enquanto os católicos, naturalmente, são pagãos, porque “adoram” imagens.

Não ha o objetivo aqui de discutir o assunto, apenas reconhecer a existência de que existe parte dos cristãos que querem que vivamos sob uma forma especifica de sharia. Uma sharia de fundo cristão.

E, ainda em uma forma branda, porem, não totalmente diferente, uma sharia que permite pastores alegarem que homossexuais, por exemplo, deveriam ser apedrejados ate `a morte, como manda o Antigo Testamento, ou que se obriguem a voltar a esconder-se dentro dos armários. Ou seja, a velha hipocrisia, pode, o que não pode eh tornar-se publico.

O que temos assistido eh, sem duvida, o retorno da hipocrisia farisaica. Temos cristãos que se julgam melhores que os outros. Que pensam que o radicalismo eh coisa que so acontece no islamismo.

Pensam que devem combater os islamistas como se fossem blasfemos sem se lembrarem que se não fossem os grupos serem os radicais d’agora e não fossem os inimigos a ser atacados pelo menos por palavras, haveria uma guerra aberta hoje mesmo entre cristãos, cada um pensando ser o suprassumo de Cristo, quando na verdade estão apenas exalando o suor do diabo.

Lembrei-me desses fatos ligados `a religião apenas para não deixar esquecer que eles veem fazendo parte do circulo do ódio implantado no Brasil. Como aqui nos Estados Unidos, ha essa dicotomia política entre aqueles que apoiam a igualdade de direitos entre homo e heterossexuais e aqueles que odeiam.

No Brasil, por o Partido dos Trabalhadores fazer parte do rol dos chamados progressistas que apoiam a igualdade dos direitos civis, torna-se automaticamente alvo dos conservadores religiosos que apoiam partidos conservadores contrários `a igualdade e ate mesmo apoiam o retrocesso aos tempos bíblicos. Infelizmente, o ódio esta plantado nesse meio e ele nada possui de cristão.

De um modo geral, o brasileiro esta atacado pelo mal do ódio. Um ódio doentio que não se explica senão como a completa ausência de esperança.

O brasileiro foi levado ao ódio por razoes políticas. Para derrubar uma presidenta eleita pela maioria pelo menos minima de seu eleitorado, ou seja, 51% dos votos validos nas eleições passadas. Esta com ódio por razoes religiosas.

Para agravar mais ainda o quadro, ele perdeu o horizonte que afirmava ser filho do pais do futuro. O brasileiro hoje sabe que tirar sua presidenta eleita não garante solução para os problemas vividos. Muito pelo contrario, sabe que o que iria entrar no lugar dos eleitos, muito provavelmente, sera pior. Então, esperar o que?

Mas ai eh que esta a desgraca maior. O odio o impede de reconhecer que eh melhor voltar, deixar a presidenta concluir o mandato para o qual foi eleita e que o impeachment levantado contra ela tem bases falsas. Esse reconhecimento seria fundamental para haver reconciliação para que todos trabalhassem em conjunto em prol de soluções e não em prol de disputas ideológicas.

Como escrevi em comentario no artigo do Paulo Nogueira, no Diário do Centro do Mundo: o brasileiro esta ruim da cabeça e doente do pe. Perdeu o jogo de cintura, não sabe sambar. Um sambar no sentido de ir para frente e não ficar parado no tempo.

A unica forma de resolver-se a crise brasileira eh concentrar-se em soluções para seus problemas. Enquanto continuar-se a centrar o pensamento apenas nas disputas ideológicas, o pais se comportara como náufragos que por não saberem nadar se agarram a quem vai tentar salva-los afogando a todos.

O odio eh o pior conselheiro. Nota-se que o brasileiro hoje em dia não tem ao que amar.

Por isso um povo que antes foi considerado cortez e hospitaleiro, hoje eh capaz de vaiar ate mesmo a quem derrotou. As vaias contra o francês Renaud Lavillinie não foram em verdade contra a pessoa dele mas sim contra quem estava vaiando.

Foi o subconsciente se auto-acusando: “Eu me odeio. Eu nao sei fazer nada em favor do meu bem. Então, vou tornar a derrota dele algo torturante, pois, se o virmos mais pra baixo do que nos, talvez nos sentiremos melhores, pois, haverá alguém em situação pior que a nossa.”

Penso que o efeito colateral do clima de ódio lançado para derrubar um governo esta visivelmente refletido nos atletas brasileiros. Observando as derrotas das brasileiras em duplas do vôlei de praia pareceu-me enxergar isso.

No tempo em que o Bernardinho era jogador ainda, o Brasil era um time de volei e não o time. Mas se não conseguia as medalhas pelo menos havia uma garra entre os jogadores e torcedores que parecia faze-los render mais que aparentemente poderiam.

Atualmente parece que esta havendo um conformismo com a derrota. Parece que a chama da garra se apagou. Parece que a campanha do ódio esta fazendo ate mesmo os atletas de alto nível se conformarem com o participar sem dar tudo de si.

Parece que individualmente as pessoas ja estão começando a acreditar que o Brasil foi feito mesmo para as derrotas. Que não vale a pena lutar porque tanto faz vencer como perder, pois, isso não ira mudar os resultados.

Da mesma forma o povo brasileiro esta com o mesmo sentimento. Parece que ele esta pensando que o único caminho eh recolocar a Dilma em seu devido lugar e tudo continuar como estava ou tira-la de vez e arriscar-se, com quase certeza de que assim se dará, a ter que enfrentar um quadro pior ainda.

Nesse caso povo brasileiro, nem tudo esta perdido. Voce pode escolher recolocar a presidenta no cargo para o qual a maioria a elegeu e oferecer sua forca para o que precisar ser feito para transformar o pais naquilo que desejar.

O que eh preciso não eh apoiar golpes. Pelo contrario. Apoie-se em primeiro lugar a democracia. Então, sem o ódio, percebera que tudo eh possível para aquele que ama.

 

02. ESQUERDA/DIREITA, VOLVER!

Alguns me tomam por esquerdista, petista, lulista, dilmista, comunista etc. Nada como uma rotulacao para fugir ao principal, ou seja, assuntar objetivamente os problemas e suas soluções.

A maioria dos amigos que pensam que sou aquilo nao gostariam que os rotulasse de direitista, psdbesta, aecista, fhcista e capitalista inconsequente num mesmo pacote.

Mas, eh a vida! A gente concordar com parte nao significa concordar com tudo. E isso compoe a maioria das pessoas que usam inteligencia de ambos os lados do expectro.
Eu somente gostaria de indicar a todos assistirem o documentario:

http://www.indiewire.com/…/morgan-freeman-through-the-worm…/

Na sequencia da serie, ontem tivemos o episodio que trata do combate ao terrorismo. Aborda particularmente o combate ao grupo EI ou ISIS. Achei interessante porque os psicologos chegam ao final do programa `as conclusoes muito semelhantes `as minhas.

O ultimo deles eh muito claro. Afirma que o confronto direto como tem sido feito eh justamente jogar gasolina para apagar o fogo. Concordo em genero, numero e grau.

E tenho essa opiniao desde antes dos ataques de 11 de setembro de 2001. As expressei atraves de carta publicada nos jornais daqui antes mesmo da invasao do Iraque. Ja esperava que o resultado nao seria o desejado.

Espantosa foi aquela que ele pensa ser a solucao. Ele afirma que se nada tivesse sido feito, e deixado as coisas se resolverem por elas mesmos, as consequencias teriam sido significativamente menores.

Ou seja, muito menos vidas teriam sido esperdicadas. Muito menos sofrimento teria sido infligido. E provavelmente a regiao ja estivesse em paz. Isso ele considera como solucao.

Eu concordo que o confronto deveria ter sido evitado desde a invasao do Iraque. E, principalmente, deveria ter se conversado com os terroristas da Al Qaeda antes que lancar-se as aventurosas guerras das quais ate agora nao saimos.

Como sempre disse, atacar os terroristas nao significa combater o terrorismo. Muito pelo contrario.
Ja o raciocinio para solucionar os problemas no Brasil passava por um caminho semelhante, em minha opiniao.

No meu ponto de vista, os direitismos e esquerdismos levam a situacoes muito semelhantes ao terrorismo. E no Brasil estamos de fato muito propensos a criar situacoes que poderao terminar em conflito aberto.

Acredito que se nao fossem as paixoes, todo mundo ja poderia ter enxergado isso. Talvez tivessem enxergado que sempre foi a tecla que insistir em bater nela.

Nunca fez grande sentido ficar procurando culpados para a crise que o pais estava passando. Fosse qual fosse a razao, todos deveriam ter se concentrado e buscar solucoes.
Se nao se gosta do cheiro do adversario, tape-se o nariz ou use uma mascara de gas. Aumentar a podriqueira so da no que ja deu. Agora estamos caminhando para o pior.
As decisoes das urnas em 2014 deveriam ter sido acatadas de imediato. Isso faz parte da democracia. Mas quando acharam que o resultado nao agradava, entao, preferiram um revide. Mas nao se preocuparam com as consequencias e o quando a instabilidade ira cessar.

O importante era estabilizar primeiro. Pensar ideologicamente somente depois que o pais estivessem em seguranca.

Explico porque as coisas sao assim. Mesmo que o argumento contra a presidenta estivesse absolutamente correto, existe parte da populacao que estava mais confortavel com a permanencia dela do que com a saida.

Portanto, tira-la nao era solucao. Se foi a administracao dela que realmente provocou os milhoes de desempregos que agora estao havendo isso jamais sera provado. E a saida dela nao ira recuperar o emprego de ninguem.

Se todos tivessem se manifestado a intencao de ajudar desde o inicio da reeleicao, o certo que talvez nao se tivesse perdido tantos e talvez nenhum emprego. E, possivelmente, ate ja se estivesse falando em sair-se da crise.

O que criou-se agora com o impeachment foram duas sensacoes entre aqueles que nao gostam do governo atual. A de que eh ilegitimo e a sensacao de a presidenta foi vitimizada.

E ha que reconhecer-se: se as pessoas assim pensam eles tem uma causa legitima para resistir. Nao quero afirmar que estejam irremediavelmente corretas. Mas essa eh a base da legitimidade das acoes que serao tomadas dagora para frente.

Quer se queira ou nao, os terroristas tambem tem suas causas. Sendo legitimas ou nao. Confronta-los somente lhes deu forca.

Coisa semelhante esta acontecendo no Brasil. A causa eh muito maior que simplesmente a suposta ilegitimidade do atual governo e a suposta vitimizacao da presidenta. Os direitistas tendem a enxerga-la atraves do prisma dos supostos malfeitos.

Os esquerdistas tendem a enxerga-la atraves do prisma das supostas conquistas. Por exemplo, o crer que os governos petistas retiraram 40 milhoes da extrema miseria nao podem ser esquecidos por causa dos infelizes que agora estao desempregados.

Se todos tivessem pensado no conjunto das coisas, teriam preferido colocar o Brasil como nacao primeiro. Antes que em seus proprios egos e credos ofendidos.

O que penso eh isso: quanto mais os adversarios continuarem com as provocacoes, salientando e aumentando por meio de propagandas e postagens agressivas os malfeitos uns dos outros ao inves de procurar as solucoes, o buraco que se esta cavando somente se tornara mais fundo. Seja como for, sair dele ficara cada vez mais dificil.

Nao quero impor conclusao alguma. Quem tiver oportunidade assista. Esta ainda somente em ingles. Mas nao sei se a serie eh automaticamente repassada em portugues ai no Brasil, nem que seja com atraso de alguns meses. Tirem suas proprias conclusoes.

 

01. “HANDOUT”, OU SIMPLESMENTE: “TE ENTREGA CORISCO”.

Nos últimos tempos as respostas mais raivosas contra minhas opiniões tem sido justamente daquelas pessoas que pensam que por nos termos saído do Brasil ha algum tempo, então, nada sabemos do que se passa por la.

Eh como se: “por que você não larga tudo ai e vem morar aqui? Assim você vai ver o desespero em que estamos vivendo!!!”, ou ainda, “Por que você não vai morar em Cuba ou Venezuela?” Com certeza eles não irão morar no Haiti, que eh capitalista, embora pensem que tenham ótimas razoes para não viver no Brasil!

Do meu lado penso que viver uma experiência ja eh o suficiente para saber se ela eh boa ou não. Não precisa repetir. Ja passei por dias piores no próprio Brasil, portanto, tenho que defender meu rol de soluções para os problemas, não necessariamente as atitudes de uma ou de outra tendência política.

Como costumamos dizer por aqui: “A gente sai do Brasil, mas o Brasil não sai da gente”. E por dois motivos. O primeiro eh que não saímos do Brasil crianças inocentes. Em meu caso particular, sai de la aos 35 anos de idade. Tempo suficiente para não enxergar as coisas com paixões nem com ilusões.

O outro motivo eh simples e surpreendente para alguns. Apesar da diferença de linguagem, da cultura e das aparências econômicas as situações políticas aqui e la não são tão diferentes que não possamos enxergar paralelos.

Muito pelo contrario. Nos últimos 12 anos que acompanho mais de perto a política aqui, porque tem esse tempo que quebrei a barreira não apenas de saber mas de compreender o inglês, o que se observa eh que ha uma temerária copia uma da outra. As estratégias adotadas numa eleição aqui serão as mesmas adotadas nas eleições seguintes no Brasil e vice-versa.

Como estamos entrando nos últimos dois meses de campanha eleitoral para a presidência dos EEUU podemos observar que a tática do Partido Republicano tem sido a mesma usada pelas oposições no Brasil, desde o período pre-eleitoral em 2013 ate `a atualidade, nesse III turno.

Os republicanos aqui, especialmente de parte do candidato Donald Trump, que eh pelos republicanos mas numa versão tão direitista que esta conseguindo um fato inusitado.

Isso porque os democratas são historicamente mais moderados e em eleições passadas, quando houveram candidatos democratas radicais contra republicanos moderados, alguns “cruzaram a linha”, ou seja, democratas votaram em candidatos republicanos.

Mas isso nunca tinha acontecido antes, como esta acontecendo agora, de tantos republicanos sairem do armário e declararem votos para a adversaria Hillary Clinton. E não se trata de ela ser bem vista. Pelo contrario.

Mas porque as propostas do Trump se mostram tão extremo-direita que parte dos republicanos não vai votar para nenhum dos dois ou se aliaram `a Hillary para salvar a ideologia do próprio partido. Ou seja, derrubando o Trump agora, depois poderão retornar aos trilhos que sempre percorreram.

Um paralelo entre as políticas brasileira e estadunidense eh o falar-se em corrupção. Para a turma do Trump nunca se viu tanta corrupção em Washington quanto esta havendo agora. E todo dia ele eleva o tom de voz para acusar `a adversaria de algum malfeito.

O que demonstra que ele, reconhecidamente beneficiário da mesma corrupção por longas décadas, precisa desesperadamente jogar os podres da adversaria no ventilador para coloca-la em posicionamento defensivo e não ter meios de ataca-lo.

Logicamente, as vulnerabilidades dele não são menores que as dela, por isso andam quase empatados nos respectivos índices de rejeição.

Uma posição um tanto quanto difícil para o Trump, pois, isso somente iria ilustrar melhor como o sistema favorece `a corrupção geral. Assim, os três poderes nos Estados

Unidos, como no Brasil estão, se veriam envolvidos na onda de ataques, fazendo com que a população desacredite no sistema como um todo, como aqui uma boa parte ja o fez.

Um dos paralelos mais interessantes entre as políticas dos dois países eh esse que aqui se chama de “handout”. Traduzindo ao pe-da-letra seria “dar esmola”. O que ha para admirar-se mesmo eh a forma como o espectro politico chamado de direita lida com a situação.

Vamos dar um exemplo pratico aqui. Quando um furacão passou pela cidade de Xanxerê, no dia 20.04.15, devastando-a, causando óbitos, muitos feridos e destruição material, deram-se imediatamente as campanhas de ajuda aos desabrigados. Quando a situação eh de catástrofe visível as pessoas não discutem.

Ninguém pensa que esta dando esmola. Esta-se sim sendo solidário. E o interessante eh que ninguém também pensa que pode estar ajudando gente rica ou pobre. Claro, ninguém esta imune a tais tipos de eventos infelizes. Tudo eh tratado como emergencia, por se-lo de verdade. Ninguém pensa a quem, quer ajudar.

Diga-se de passagem, Xanxerê fica em Santa Catarina, um dos estados mais ricos do Brasil, mas as contribuições brotaram de todo o resto do pais, inclusive dos pontos mais pobres dele. Mas, em casos assim, nunca será esmola!

Interessante! Nos Estados Unidos tivemos situações semelhantes não apenas quando furacões de verdade passaram. E outro dia o Estado da Georgia enfrentou algo parecido. Choveu tanto que inundou as planícies e diversas cidades foram para debaixo d’agua. Nesse caso, todos ajudam. O próprio Trump foi la para aparecer na fita distribuindo alimentos. Faz tudo pelo voto!

Eh o chamado Global Warming (Aquecimento Global) que tantos insistem em negar. Não se trata de um evento isolado. Os teoristas contrarios afirmam que eventos assim sempre aconteceram na Historia. Eh verdade. Existem eventos drásticos que acontecem de 10 em 10 anos; de 100 em 100 anos; de 1.000 em 1.000 anos etc.

Mas o que esta acontecendo agora eh que a temperatura geral da Terra esta se elevando e os eventos raros estão ficando cada vez mais frequentes. So não lê os sinais dos tempos os analfabetos do presente tempo.

Essa propaganda contraria `a assistência aos pobres não eh nada nova nos Estados Unidos. Em 1929 iniciou-se a Grande Quebradeira (Great Depression), onde a Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE) entrou em colapso, causou desemprego recorde, fazendo as pessoas perderem tudo o que tinham.

Em seguida foi eleito o presidente Franklin D. Roosevelt. Para limitar o desespero ele investiu em infraestrutura do pais. Construiu rodovias que ate hoje são usadas. Construiu hidrelétricas e diversas outras obras, ocupando a mão-de-obra do pobre que teve seus sonhos roubados.

Entre outras coisas, criou o “food stamp”. Seria algo como o Cesta Básica, para as famílias mais pobres que estavam passando fome. Também criou um programa chamado de “Afordable Housing”. Seria um precursor para o Minha Casa Minha Vida. Esses programas continuam funcionando ate hoje.

Mulheres gravidas recebem a cesta básica para garantir a nutrição delas e suas gestações, pois, ninguém deseja que crianças nasçam com problemas advindos da ma nutrição ja que eh muito mais barato prevenir que remediar.

Mas o que aconteceu aqui, e continua acontecendo enquanto se repete no Brasil, eh o chamar de “handout” tais programas. Fato curioso foi durante as disputas eleitorais de 2012 o candidato republicano Mitt Romney ter tido um video vazado onde ele reclamava que os planos do adversário Obama tinham a função de comprar votos, e chamou de “handout” programas de governo, inclusive o chamado “Affordable Care” (saúde subsidiada).

Foi durante o governo do Romney em Massachusetts que o programa havia tido seu debut, e demonstrado que daria certo para cobrir as necessidades dos mais pobres. O objetivo era dar seguro saúde para quem não podia comprar, como medida preventiva, pois, quem não tem o seguro não se trata, podendo tornar-se foco de transmissão de doenças para a população de um modo geral, inclusive para aquela que tem dinheiro e seguro.

Nao se precisa explicar porque o Mitt Romney foi derrotado!

Apos `a II Guerra, houve o maior “handout” da Historia dos Estados Unidos. Os milhões de ex-combatentes retornando ao pais não encontrariam empregos. Então, passou-se a investir massivamente na educação deles. Centenas de milhares entraram em programas, que pode ate chamar-se de “cotas”, que garantiam a entrada em universidades para os que quisessem.

Outros programas investiram na capacitação técnica porque, `a época, os Estados Unidos haviam se transformado na usina do mundo e suas fabricas precisavam de uma mão-de-obra quase inexistente sem os ex-combatentes. A maior particularidade era a de que esses empregos criados eram, então, os melhores salários da Terra.

Se alguém deseja saber porque, por volta dos anos 50 ate 70, 50% da economia transnacional era monopolizada pelos Estados Unidos, essa eh a faixa de tempo que se deve estudar. Lembrando-se que Franklin D. Roosevelt ja havia preparado o terreno.

Diga-se de passagem, o ex-presidente foi xingado pelos adversários de comunista, socialista e tudo o mais que a verborragia política permite. Hoje os livros falam do grande estadista, do estrategista e do quase super-heroi FDR.

Talvez seja um fator não observado por outros estudiosos mas eh possível que presidentes com deficiências físicas, como o FDR ficou paralítico em consequência de uma paralisia infantil que sofreu ja adulto, desenvolvam melhor empatia e solidariedade com o menos favorecidos. Eles aprendem o que eh ser deixado para trás no processo da distribuição das riquezas e reconhecem que não se trata de incompetência.

O que se passa no Brasil a partir de 2003 eh, numa forma brejeira, o que se deu aqui nos Estados Unidos nos tempos do FDR. Uma tentativa de integrar a população destituída `a economia. Obviamente não eh a repetição exata da Historia.

As condições brasileiras eram mais desastrosas que aquelas vividas nos Estados Unidos no período pós 1929. Isso por causa da quantidade de descuidos que foram acumulados durante décadas, desde o final do Império Brasileiro com o decreto da emancipação dos escravos em 1888.

Não se esta aqui falando contra a Lei Aurea. Apenas fazendo alusão ao fato de que a população afrodescendente, nativo descendente e a eurodescendente pobre foi sempre abandonada. Ela foi transformada em um deposito de reserva, quando se precisou dela para fazer o trabalho grosso e pesado foi-se la para chamar alguns.

Nunca se havia investido para o crescimento para que procurasse solução própria. Muito pelo contrario, o que se havia tentado sempre foi encurrala-la de forma a nunca sair da dependência.

Com a quebradeira herdada da administração FHC algo diferente começou a ser feito. Apesar dos bons resultados iniciais, houve aquela indisposição do lado que sempre se achava “vencedor”. Mas foi o prosseguimento dos programas assistenciais que mais provocaram o ódio.

Talvez ate inconscientemente, boa parte da população brasileira com clara ascendência europeia não percebeu que a distribuição da renda tornou-se necessária e não se trata de um “handout”.

Assim como as vitimas de catástrofes merecem a nossa solidariedade, as vitimas de catástrofes premeditadas, como eh o caso da falta de distribuição de renda ao longo da Historia do Brasil, merecem muito mais respeito.

O grande problema no caso tem sido o fato de que a população habituou-se a ver o sofrimento dos outros como normal, como natural e culpa das próprias vitimas. Para essa parte da população, justamente a que esta se saindo melhor, ou pelo menos esta acima da media, o que estava sendo distribuído eh nada mais nada menos que “handout”. Uma gastança e não um investimento.

Muita gente resolveu assumir a posição de juiz e executor da classe pobre. Grita que a tentativa de distribuição de renda não passa de compra de votos e que somente ira fazer os pobres mais dependentes do governo e assim se acostumarão, tornando “indomáveis” e “indolentes”.

Como ja picharam tanto o indígena e foi preciso um indigenista acordar um euro-descendente `as 4hs da manha para que ele pudesse testemunhar os indígenas saindo para o trabalho na roca. Achava-se que o índio era indolente porque não trabalhava nas horas mais quentes do dia, preferindo se proteger das queimaduras solares.

O mesmo odio contra a distribuição de renda no Brasil esta fartamente impregnado nas mentes dos republicanos aqui nos Estados Unidos. Eles não querem compreender que os desastres que levaram as populações `a pobreza ao longo da Historia não são desastres como furacões, terremotos e grande erupções vulcânicas.

Essas catástrofes saltam mais aos olhos por ser “pirotécnicas”, um espetáculo que ninguém quer ver mas que carimba a alma de todas as testemunhas. As pessoas que passam por tais desastres ja possuem seu estilo de vida pronto. Recuperando suas vidas a partir do ponto que perderam os bens, poderão caminhar por suas próprias pernas como ja o faziam antes.

No caso da população pobre no entanto a coisa eh diferente. Não eh ela que eh errada. Eh o sistema que não ofereceu as mesmas oportunidades. Eh como Malcolm X, o famoso afrodescendente disse:

“Quando voce vive numa vizinhança pobre, voce esta vivendo em uma área onde tem uma escola pobre. Quando você tem escola pobre, você tem professores pobres. Quando você tem professores pobres, você tem educação pobre. Quando você tem uma educação pobre, você so consegue trabalhar em locais que te pagam salários baixos. E os salários baixos somente te dão poder aquisitivo para viver numa vizinhança pobre. Ai esta um verdadeiro ciclo vicioso!”

Entendo que seria muito bom que todas as pessoas tivessem a oportunidade de caminhar por suas próprias pernas. Na verdade, os governos, senão em casos especiais, não deveriam conceder benefícios a ninguém que trabalha. O que deveriam era impor as leis que ja existem, que garantem constitucionalmente o direito de salário digno pelo trabalho que as pessoas ja fazem.

Se trabalha, tem que receber em termos de dignidade. Quando os governos concedem benefícios ao cidadão que trabalha, na verdade esta repassando um “handout” não para o trabalhador. Esta sim subsidiando o salário dele para que os patrões que não pagam o que deveriam possam embolsar mais para si mesmos.

E quando as pessoas ficam desempregadas porque não existem vagas de empregos suficientes para todos trabalharem, a sociedade através do governo eh que deveria ser punida por isso, e não o trabalhador honesto que fica sem trabalho e sem recursos. Não se trata de caridade. Trata-se de justiça social e segurança para a própria sociedade.
Acaso não eh justamente nas comunidades abandonadas que a violência se torna mais acentuada e acaba espirrando violência para as menos abandonadas?

Malcolm X estava absolutamente correto. E o problema da pobreza não se resolve da noite para o dia. Isso porque os pobres nunca estiveram numa situação que tivessem meios de caminhar pelas próprias pernas. Sao como crianças recém-nascidas. Precisam praticamente começar tudo de novo.

Dificilmente recuperar-se-a aqueles pobres que ja sejam pais. Mas eh preciso investir neles para que os filhos tenham a oportunidade que a eles foi negada.

E para isso, sabemos, precisa-se investir neles pelo espaço equivalente de pelo menos uma geração, para dai se tornem independentes e grandes contribuintes para a sociedade. Isso foi o que se fez em países como os escandinavos e os balticos.

O negocio eh que, seja no Brasil quanto nos Estados Unidos, chama-se de “handout” o que eh distribuído com os pobres. Mas ai eh que esta, por que não se diz o mesmo quando a entrega se da para o melhor situado?

A verdade eh que se usa a palavra “handout” ou esmola para humilhar, fazer vergonha. Para parecer que a pessoa não tem direito algum ao que esta recebendo. A intenção eh clara, negar direitos. Tentar forcar os que se encontram numa situação difícil a recusar-se a receber a ajuda que todos gostariam de ter quando se encontrassem em dificuldades.

Muitos pensam que isso eh um incentivo para que a pessoa trabalhe, faca esforço por conta própria e saiba se virar. A coisa não passa bem por esse caminho.
Isso eh o equivalente `aquela chicotada que se da no cavalo de carroça para que ele, pela dor, faca um esforço superior `as suas possibilidades, mas faca feliz o dono da carroça que ira ganhar um pouquinho mais de dinheiro com a sua covardia.

O chicote nunca foi usado para libertar o cavalo. As chibatadas de linguagem usadas pelos reacionarios jamais fara outra coisa que não ferir e, talvez, acostumar o pobre ao sofrimento, senão instigar nele algum ódio também.

Havemos que nos lembrarmos que pobres também são seres humanos. E que merecem respeito mas não lições fora de lugar e ocasião.

Vamos, então, enumerar alguns “handouts” que o poder publico se ve obrigado a conceder aos melhores situados, mas que ninguém chama de esmola. Talvez assim as pessoas repensem suas posições contrarias e passem a ter um pouco mais de simpatia e solidariedade com aqueles que são desfavorecidos.

Ha longas décadas o Brasil tem suas universidades publicas e gratuitas. Quando estudei, entre 1982 e 1987 observávamos que a maioria dos estudantes naquelas universidades provinham de classe media para cima. Existiam alguns programas que ajudavam alguns mais pobres.

Disfarçadamente dizia-se que fosse o merito. Afinal, para entrar-se numa universidade federal tinha-se que alcançar notas elevadas porque a concorrência era muita.

Mas a verdade era muito outra. O nível intelectual dos estudantes que ingressavam não era superior `a media das pessoas que não conseguiam. A diferença estava mais nas escolas fundamentais. Muitas escolas boas eram pagas, portanto, não estava ao alcance dos pobres. O que regulava a entrada era o poder aquisitivo mesmo.

O reconhecimento era geral. Os melhor servidos eram justamente os mais ricos. Muitos dos quais não tinham necessidade alguma de estar recebendo aquela ajuda governamental de terem universidade gratuita. Mas tudo passava despercebido porque era disfarçado sob a forma de vestibular.

Quem entrava foi porque passou, mas para a maioria dos pobres nem sequer havia ensino de II grau. Era fazer 18 anos e encarar o trabalho. `As vezes antes disso.

Sobravam vagas para os pobres em universidades particulares. Muitas vezes conseguiam aprovação nessas e somente por esforço hercúleo próprio e dos pais conseguiam chegar ao final de algum curso. Mas, logicamente, nunca seria possível todos fazerem o mesmo com os pobres salários recebidos.

Os ricos sempre transformaram o dinheiro publico em instrumento de suas riquezas, mas de forma disfarçada para que nem todos enxerguem o que acontece. Uma das formas de transferir dinheiro publico para os ricos esta no que se chama de incentivos fiscais.

Normalmente, as empresas de grande porte, rifam suas instalações. Elas analisam o mercado e dizem que podem abrir a empresa numa gama de estados e cidades. Assim induzem os governantes a disputar os que oferecerão mais vantagens. Isso inclui terreno, infraestrutura e subsídios a impostos.

A desculpa eh que a empresa levaria desenvolvimento e empregos. Na verdade leva também corrupção. E o objetivo maior eh explorar um mercado que ja existe, construído pela população pobre.

Depois de instaladas ja com todos os “handouts” embolsados começa sim a empregar pessoas. Mas essas pessoas são obrigadas a aceitar o trabalho sob os critérios da empresa, o que inclui salários embutidos do que Marx identificou como “Mais Valia”.

Talvez fosse melhor expressar isso como menor valia. Isso quer dizer que o trabalho que o empregado realiza vale muito mais do que o dinheiro que ele recebe. A diferença eh embolsada pela empresa, que pode ser repassada para um único dono ou para diversos investidores.

Esse “excesso” pode também ser usado na expansão do negocio. Mas a expansão em nada remunera o trabalhador. A expansão eh fruto do trabalho dele mas os lucros dela vão todos para os bolsos de outrem.

Essa diferença eh um “handout” repassado diretamente do suor do trabalhador para o empregador. Para o trabalhador eh o sacrifício, mas para os donos tudo não passa de “negocio”.

As formas de “handout” por parte do poder publico para as empresas são as mais variadas. No Brasil isso fica mais claro porque pouca coisa da infraestrutura eh proporcionada pela iniciativa privada.

Exemplos bem claros sao as construções de estradas, de usinas de energia, a própria educação escolar etc.

As cidades do Centro-Nordeste de Minas Gerais passaram por mais de 50 anos sob a promessa de politicos da construção de estradas asfaltadas. A região ficou totalmente ao abandono ate que empresas siderúrgicas começaram a plantar eucalipto para seus autofornos.

Poucos anos depois de as plantações estarem sendo exploradas as estradas estavam prontas. E foram construídas através de “handouts” concedidos pelo governo do Estado. Ou seja, o povo somente teve o beneficio do asfalto após pagar por ele através de impostos que ja eram pagos ha mais de 50 anos.

Normalmente, usinas hidrelétricas nao eram construídas pelo poder privado, mesmo porque o setor era estatizado. Mas os preços da energia são diferentes para o consumo domestico e para as companhias. Elas pagam preço menor. A diferença eh um “handout” do publico para o privado.

As pessoas nunca param para pensar o quanto se entregou para tao poucos. Recordo-me que ha 50 anos atras as pessoas praticamente fabricavam grande parte do que se consumia.

Recordo-me dos fabricantes de sapato como o sr. Quincas e o sr. Antonio sapateiro e os filhos deste, Jaci e Zinho. Tempos mais anteriores a profissão era suficiente para sustentar a família com status de media ou acima. Isso, em um tempo em que poucos tinham dinheiro para comprar sapatos.

Eram centenas de outras profissões que davam oportunidade ao próprio povo servir uns aos outros e levar uma vida digna e respeitada.

Mas surgiram os fabricantes maiores, muitas vezes importados. Todos tinham em comum os subsídios dados pelos governos. Ao invés do poder publico investir no publico, preferiu investir no privado, o que provocou a concentração de renda em poucas mãos como se tem atualmente.

Os governantes poderiam ter tido a ideia brilhante de investir na melhoria da produção dos pequenos, o que os faria aptos a concorrer com os grandes e manter seu artesanato.

Mas o que se fez foi dar oportunidade aos grandes de concentrarem suas produções em cubículos localizados. Eh verdade que uma fabrica pode empregar milhares de pessoas. Mas ao mesmo tempo estava desempregando muitos milhares a mais espalhados pelo pais inteiro.

Alem disso, o empregado não tem a mesma autonomia que o artesão. Ele fica sujeito `as imposições patronais. O salário eh muito menor. Ou sobra dinheiro apenas nas mãos de alguns escolhidos que estão ali apenas como feitores dos outros trabalhadores.

Não adianta dizer que as fabricas diminuíram o custo da produção e tornou o produto acessível a todos. Sao apenas meio-verdades. A maior parte da produção atual eh feita mecanicamente e cada empregado tem que produzir o equivalente a dezenas de trabalhadores artesanais.

Porem o empregado, que tanto trabalha, não recebe o equivalente aos empregados que substitui. Aquilo que deixa de receber torna-se “handout” dado ao empregador.
Outra forma de “handout” recebido pelas empresas, principalmente as maiores, trata-se da famosa sonegação. Pode ser que não soneguem de todo mas retém grandes contribuições para ganharem com investimentos `as custas dos atrasos.

O que tem sido comum eh a completa sonegação. Passa-se anos sem os devidos recolhimentos. A ponto de a divida com o fisco tornar-se impagável. Isso obriga o poder publico a renegociar a divida oferecendo generosos descontos para os sonegadores.

Obviamente, certos governantes ficam muito felizes em proporcionar esse “handout”, particularmente porque não querem ser taxados como responsáveis pelo fechamento de local de empregos.

Isso se da também porque o perdão não eh sobre dinheiro que pertence a eles e, o que eh pior, porque por trás da operação pode surgir algum “amigo oculto” no final do ano.

Com a campanha eleitoral aqui nos Estados Unidos, neste ano de 2016, os “houdouts” surgiram como argumento politico com mais forca. Isso, enquanto o candidato Bernie Sanders estava na disputa.

Ja do lado de Donald Trump e Hillary Clinton o assunto nao eh igualmente bem vindo. Na administração do Bill Clinton, marido dela, houveram as celebrações de alguns tratados de livre comercio.

Objetivava com isso abrir os mercados de trabalho nos países em desenvolvimento para transferir para eles as fabricas, geradoras de poluições.

O raciocinio era simples. Usar a mao-de-obra barata e desprotegida de leis que garantem a segurança no trabalho e coberturas sociais para produzir produtos baratos que seriam importados a preços ridículos, os quais seriam transformados em fortunas exorbitantes e distribuídas entre os investidores da Wall Street.

A esperança era a de que o poder aquisitivo dos trabalhadores em países em desenvolvimento fossem elevados. Assim a população que eh muitas vezes maior fora dos países industrializados poderia comprar mais produtos de maior valor agregado da produção interna deles.

Obviamente, a coisa passa por dois “handouts”. O primeiro quando os pobres enviariam sua produção barata para os países ricos. O segundo quando os mesmos pobres comprariam produção cara dos mesmos. Seria mais ou menos o “dialogo do pescoço com a guilhotina”.

Mas somente as esquerdas estavam infelizes com isso. Quem se lembra do neoliberalismo lançado no Brasil pelo governo FHC pode ter boa ideia do assunto!

Na atualidade, tanto a candidata Hillary Clinton quanto o candidato Donald Trump tem se manifestado contra. Isso porque os postos de trabalho enviados para o exterior agora estão fazendo falta ao eleitor aqui nos Estados Unidos.

Dizem que irão trazer de volta os postos de trabalho perdidos. Uma inverdade porque nenhum trabalhador daqui se submeteria ao mesmo nível salarial que os trabalhadores de países pobres se submetem. Para trazer de volta os postos de trabalho a produção encareceria, o que restringiria o consumo e os ganhos dos tubarões.
Bilionarios como Trump fizeram a festa. Ele possui fabricas de roupas, gravatas, moveis e outras mais em países como China, India, Bangladesh, Mexico etc.

Mas “no meio do caminho havia uma pedra”. Um iceberg que quase afundou toda a frota de navios. Hoje podemos chama-lo de “Quebradeira de 2007”.

Foi quando os Estados Unidos foram quase sugados para o fundo do oceano por um esquema de pirâmide implantado na NYSE. E com ele foram a pique diversos outros países industrializados.

Daquela vez foram os países em desenvolvimento que conseguiram segurar a corda da economia. A administração Obama concedeu o maior de todos “handouts” ja concedidos ao poder privado.

Isso porque as empresas quebradas eram “grandes demais para quebrar” e os executivos eram “grandes demais para enjaular”. Quem pagou o pato foi o cidadão comum. Atualmente a divida publica dos Estados Unidos esta no recorde 19 trilhões de dólares e subindo.

Novamente, Donald Trump esta oferecendo uma forma de governo que inclui isenções de impostos ou diminuição de alíquotas para os milionários e bilionários com resultados que se calcula aumentara esse deficit entre 4 a 7 trilhões a mais.

Estima-se que os planos da Hillary Clinton não irão contribuir significativamente para o aumento dessa divida.

Por incrível que possa parecer, planos semelhantes aos do Trump estão sendo postos em pratica no Brasil, através do ainda governo interino que, ao que tudo indica, devera substituir definitivamente o governo democraticamente eleito da presidenta Dilma Rousseff.

Nesse caso, alem dos “handouts” estarem sendo repassados `as classes ricas ja estão preparando os que servirão aos investidores externos, como a entrega do pre-sal e outros.

Porque nao se compreende os “handouts” passados aos ricos como esmola talvez esteja na definição da palavra em inglês. A principal definição da palavra que esta no dicionário Webster II – New Riverside eh esta: “handout n. 1. Food, clothing, or cash given to the needy.” (1. Alimentos, vestuários ou dinheiro vivo dado aos necessitados).
Aqui fica automaticamente transcrito que, ja que eh “dado aos necessitados”, o dinheiro publico pode ser vastamente distribuído com os não necessitados que não será esmola.

Deve ser por isso que os ricos não sentem dor alguma de consciência em beneficiar-se das “doações” governamentais, pois, isso eh “direito” e não privilegio deles.

Para o governo ser “onesto” eh preciso mesmo que se acabe com isso de dar “esmola” aos pobres, pois, va la que eles se engracem e se independam! Quem ira ocupar tantos cargos de empregos destinados aos pobres, a preços camaradissimos para os ricos?

Não entendam o meu criticismo como uma condenação ao capitalismo e benção ao comunismo. Muito pelo contrario. O meu ponto de vista eh o de que todos precisam tornar-se independentes. Capitalismo e comunismo são apenas teorias econômicas que as pessoas podem usar tanto para fazer coisas boas quanto ruins.

O problema tem sido o ideologismo que acompanha ambos. Na pratica eh a mesma coisa. Sao a mesma droga com nomes fantasias diferentes.

No capitalismo temos os pobres sendo levados `a dependência dos capitalistas.

No comunismo temos os pobres sendo levados `a dependência dos burocratas.

O que, guardando-se pequenas diferenças, da tudo na mesma coisa.

As pessoas eh que precisam ficar mais espertas. Virar coriscos. Intencionalmente não coloquei a segunda frase da musica, cantada antigamente pelo Geraldo Vandre, no nome deste texto. Mas a sequencia eh essa: “Te entrega Corisco/Eu não me entrego não…”

De nada adianta os pobres por um lado desejarem independer-se e continuarem entregando tudo o que tem aos poucos mandachuvas da sociedade!!!

Para libertar-se os pobres precisariam usar a imaginação e perguntar-se, se houvesse uma catástrofe agora com seu vizinho, o que farias por ele?

Ao mesmo tempo pode também imaginar: Se uma catástrofe atingisse `a metade do pais em que vivem e todos os milionários e bilionários não fossem atingidos, o que você esperaria que fizessem por você se fosses uma das vitimas?

Comece a pensar com serenidade, pois, a catástrofe esta ai `as portas!!! Não por acontecer mas ja acontecendo!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

17 Responses to “RIDICULOSAMENTE FALANDO”

  1. OS RODRIGUES COELHO; E ANDRADE DO CARLOS DRUMMOND EM MINAS GERAIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  2. UM NOSSO LADO CRISTAO-NOVO E, TALVEZ, OUTRO PAULISTANO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  3. NOS, OS NOBRES, E A AVO DO JUSCELINO TAMBEM PODE TER SIDO BARBALHO COELHO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  4. ALGUMAS NOTAS GENEALOGICAS, 2014/2015 | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  5. GENEALIDADE E GENEALOGIA DE ARY BARROSO | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  6. GENEALOGIAS DE FAMILIAS TRADICIONAIS DE VIRGINOPOLIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  7. BARBALHO, COELHO E PIMENTA NO SITE WWW.ANCESTRY.COM | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  8. A HERANCA FURTADO DE MENDONCA NO BRASIL | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  9. BARBALHO, PIMENTA E, TALVEZ, COELHO, DESCENDENTES DO REI D. DINIS | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  10. A FAMILIA COELHO NO LIVRO A MATA DO PECANHA | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  11. HISTORICO DO POVOAMENTO MINEIRO, GENEALOGIA COELHO, CIDADE POR CIDADE | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  12. A HISTORIA DA FAMILIA COELHO DO CENTRO-NORDESTE DE MINAS GERAIS. | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  13. ARVORE GENEALOGICA DA FAMILIA COELHO NO SITIO: www.geneaminas.com.br | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  14. Val51mabar's Blog Says:

    […] Just another WordPress.com weblog « RIDICULOSAMENTE FALANDO […]

  15. ASCENDENCIA DOS ANCESTRAIS: JOSE COELHO DE MAGALHAES/EUGENIA RODRIGUES ROCHA, UMA SAGA A SER DESVENDADA | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  16. TRUMPANDO O ELEITOR | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

  17. 500 ANOS DE HISTORIA E GENEALOGIA DA PRESENCA BARBALHO NO BRASIL | Val51mabar's Blog Says:

    […] https://val51mabar.wordpress.com/2016/09/17/ridiculosamente-falando/ […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: